Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Cartas de um Passado Futuro

    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 919
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Cartas de um Passado Futuro Empty Cartas de um Passado Futuro

    Mensagem por Lnrd em Sab Jun 27, 2020 5:20 pm

    Rudaho contou as balas e as guardou num bolso, um tanto quanto insatisfeito com a quantidade, mas limitando-se a soltar um "serve" em resposta. Elas eram moeda na Arca e aquilo equivalia a dias de refeição... ou oportunidade de viver fora dela. Priscila ainda ensaiara intervir na discussão, mas não chegara a ser preciso proteger o mentor.

    Tão logo terminaram aquelas distrações inúteis, focaram em escancarar os segredos do livro, páginas escritas num idioma sem palavras. E havia lá figuras de uma estranha qualidade, a qual Izu reconhecera como sendo "fotografias", rastros de coisas que haviam sido. Um álbum.

    Spoiler:

    Cartas de um Passado Futuro I10

    Spoiler:

    Cartas de um Passado Futuro Rt10

    Spoiler:

    Cartas de um Passado Futuro P10


    A história que mostrava, entretanto, pouco a pouco começava a se parecer bizarra e inquietante, não só por mostrar o como as coisas eram antes do grande deserto que chamavam de Zona, mas por não condizerem com os contos de ninar da Anciã: estranhos veículos que mal tocavam o solo, gentes com equipamentos cujas funções eram inimagináveis, humanos que pareciam máquinas... . Nada, nada daquilo era esperado.

    Spoiler:

    Cartas de um Passado Futuro Uy10

    Spoiler:

    Cartas de um Passado Futuro Z10


    Qual era o por quê dela não mencionar aquele tipo de coisa? Será que não sabia daquilo? Afinal, como era o nível de avanço tecnológico de antes? De qual tempo eram aquelas folhas? Eram falsificações? Obviamente, tais perguntas não tinham respostas claras. Teriam que refletir sobre o achado... .
    Alakazam
    Samurai Urbano
    Alakazam
    Samurai Urbano

    Mensagens : 111
    Reputação : 12

    Cartas de um Passado Futuro Empty Yack!

    Mensagem por Alakazam em Sab Jun 27, 2020 6:11 pm

    Yack! A ideia de vasculhar os corpos daqueles cães aparentemente não daria certo. A coisa era complicada e nojenta demais para se tocar. Além disso, como saberia Mutt se era sequer seguro sair metendo as mãos nessas coisas sujas? Os cães estavam apodrecidos por fora; o lado de dentro não era mais sadio.

    Levantando-se do chão após sua tentativa frustrada, Mutt caminhava em direção a Izu, que segurava o livro, e vasculhava em sua mochila à procura de alguns itens úteis. Encontrou duas placas de metal. Uma delas era esteticamente mais bem cuidada; deu-a a Izu para que fizesse sua vidência. A segunda placa de metal Mutt manteve para si mesmo, deixando-a no bolso, pois era o que tinha para usar enquanto não voltassem para a Arca e Izu tivesse a responsabilidade de arranjar-lhe uma arma melhor. Aquelas três munições que dera a Rudaho, e que foram recebidas com desgosto, não foram um pequeno prejuízo para Mutt, mas uma grande boa-ação que talvez lhe custasse a vida futuramente.

    — Izu, tome, você pode usar isto para fazer a próxima vidência... Hm... o que são esses desenhos no livro? Você tem ideia? E você, Rudaho, que porcaria é esta? Sempre pensei que um stalker seria mais ciente do que se passava na Zona, mas até agora você não mostrou saber mais do que ninguém por aqui.

    Sentando-se numa pequena rocha próxima a seus companheiros, Mutt levou as mãos aos ouvidos para abafar o som e fechou seus olhos.

    — Mutt podia ter morrido por esse livro de figuras, e Mutt nem mesmo pode mantê-lo para si próprio agora. Mutt não ganhou nada, Mutt perdeu a faca e a munição. Era uma boa faca, era minha faca. Maldito ideal, maldito ideal...

    Então olhou a volta, procurando por qualquer coisa que brilhasse no chão, qualquer coisa que pudesse ser a Joia Mais Brilhante.

    A luta pela qual passaram não fora fácil a ninguém, mas o egoísta sucateiro via-se como o mais prejudicado de todos, mesmo que não houvesse sido ferido. O plano inicial era muito mais simples: Mutt puxaria o livro, fugiria ao lado de Izu e o restante do grupo cuidaria dos cães. Eram apenas cães, por Deus! Contudo, não havia 60 segundos de batalha e percebera que as coisas já estavam saindo do controle. Logo mais Rudaho estava quase morrendo, Priscilla estava sangrando, e Mutt tinha de fazer algo. Nem Izu se saiu ileso. O sucateiro arremessou areia nos olhos de um dos cães, esfaqueou o outro ao custo de seu único armamento de defesa, e só! Sentia-se até mesmo enfraquecido após usar a telecinese, mutação que tanta energia lhe exigia por tão pouco feito. Se tivesse de utilizá-la mais uma vez, morreria tentando, mas não atrairia para si um grão de areia. E ainda teve aquela atitude de Montoya... o maluco não pronunciara sequer uma palavra ante as ameaças de Mutt... Por outro lado, também não era idiota o bastante para agir como Rudaho, ameaçando Izu por conta de munições que ele gastou por vontade própria. Ora, Rudaho acha que não sabe lutar corpo a corpo? Mutt não sabe lutar corpo a corpo, mas ainda assim saltou sobre um animal só para salvar a vida do cretino. Aquela bruxa cicatrizada... qual era seu nome?... Marduk... será que ela sabia da incompetência de Rudaho? Ah, isso mesmo, Rudaho parecia um Stalker aqui entre nós, mas não passava de um lacaio em seu dia a dia.

    Sem perceber, Mutt confiara no sistema da Anciã, ignorara as más intenções de Argoro, e se metera voluntariamente numa teia de aranha. Como fora estúpido! E quais as chances que ainda tinha de encontrar sua Joia Mais Brilhante naquele estúpido deserto? Mutt chutou a areia com raiva e soltou um grito. "Aarrgh!" Estava cansado, queria voltar para casa, tudo que tinham em mãos era um livro cheio de desenhos desinteressantes. Aliás... "voltar para casa"? Por muitos anos Mutt preparara um local ideal para si próprio na HangaDeTeste05, e tinha conseguido um verdadeiro paraíso secreto. Ele ficava atrás da... sob um fundo falso na... Enfim, ninguém chegaria àquele lugar. No entanto, agora, estava forçado a dormir em um pequeno quarto que não tinha direito a um mísero cadeado.

    Nem sua investigação nos cães mortos lograra sucesso. Abria agora as pálpebras, olhava novamente para aqueles animais mortos espalhados a alguns metros de distância e sentia nojo. Mutt conseguiu limpar o sangue de suas mãos com um lenço que trazia guardado, mas o cheiro de carniça não o abandonaria tão cedo. O cheiro de morte...

    Yack!
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4013
    Reputação : 298
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Cartas de um Passado Futuro Empty Re: Cartas de um Passado Futuro

    Mensagem por Bravos em Qua Jul 01, 2020 1:58 pm

    Aquela empreitada cobrou seu preço. Izu sentia as costas latejarem após tentar acertar um dos cães. Talvez havia posto força demais para aquilo. Izu não era um homem vigoroso. Nunca foi, menos ainda depois de velho. Aquilo tinha custado caro. A verdade é que qualquer coisa custava caro para eles, já que eram paupérrimos e estavam, dia após dia lutando contra a inanição e a penúria extrema.

    Pegou o livro nas mãos. Ao menos tinham aquilo: indícios de um mundo passado. Porém, folhear aquelas páginas lançou mais perguntar que respostas.  - É estranho... - As coisas não condiziam com o que a anciã contava. Será que eram verdades? Será que a anciã ficara senil? - Talvez o mundo fosse desigual e em alguns lugares havia um tipo de tecnologia mais avançada e em outros ainda reinava o passado. - Conjecturou sem nenhuma certeza. - Vejam, uma ilha... Será que essa pessoa esteve nessa ilha? Na ilha não parece haver a mesma tecnologia dessa outra fotografia. - Mostrou então a cidade com o carro voador, enquanto a ilha parecia simplória.

    - Se isso for verdade, estamos separados desses avanços. Talvez estejamos na parte pobre. - Isso justificaria porque a anciã não os contara sobre a parte rica. Mutt lhe ofereceu uma placa metálica para que pudesse fazer um totem. - Obrigado, meu amigo, vai ser de muita valia. - E então ele se afastou alguns metros para trabalhar naquilo. Com outro objeto metálico foi fazendo riscos e abrindo sulcos no metal, formando um desenho geométrico por onde pudesse canalizar suas visões.

    Quando terminou tinha um pequeno totem, suficientemente belo. Começou então a entoar seus cânticos, sozinho. Cantava e e emitia sons longos, graves, de dentro do peito. Entristeceu-se ao notar que o esforço no totem fora inútil. Já era o segundo objeto que ele fazia que não surtia o efeito desejado. O que estaria acontecendo? Quando já desistia, finalmente teve uma visão. Rudaho entrava num lugar e ali achava algo importante. izu se levantou e falou em alta voz: - Rudaho, tu vais entrar numa construção e ali encontrará o que precisamos! - Sua voz era mais grossa que o habitual e seu único olho que ainda via parecia refletir a luz. E então ele voltou a se sentar e a orar em voz baixa. Agradecendo ao que fora revelado.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 6685
    Reputação : 139
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Cartas de um Passado Futuro Empty Re: Cartas de um Passado Futuro

    Mensagem por Dycleal em Qua Jul 01, 2020 3:11 pm

    Priscilla rasgara um pedaço de pano do manto que enrolava em torno da cintura e tentava limpar a ferida aberta do lado das costelas do lado direito, o curativo era doloroso, mas necessário e ela verifica que fora por pouco que não quebrara um osso ou destruíra a sua mama direita. Ela senta encostada em um pedra fecha os olhos e se lembra de quando era pequena e fora achada pela anciã e machucada passara por aquele processo doloroso de limpeza e curativo e fica triste em não se lembrar dos seus pais e olha para a pulseira onde está escrito o seu nome, que já recebera várias complementações para acompanhar o aumento considerável do seu pulso e fica limpando a lamina da sua arma e vê Izu fazendo as suas orações e se dirige para ele e senta ao seu lado.

    Olha para o velho rato e pergunta se está incomodando e diz: - Pai, olhe nas minhas costas para ver se tem algum ferimento, pois está ardendo um pouco e preciso cuidar e limpar, antes que piore. E espera uma resposta do velho rato.
    Lnrd
    Troubleshooter
    Lnrd
    Troubleshooter

    Mensagens : 919
    Reputação : 37
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Cartas de um Passado Futuro Empty Re: Cartas de um Passado Futuro

    Mensagem por Lnrd Ontem à(s) 2:21 pm

    Cartas de um Passado Futuro 7c5c1110


    Ardia o Sol de meio-dia acima de um céu sem nuvens. Muito se debatia sobre o que o mantinha lá, mas o importante era que estava lá, apesar de vez por outra a ameaça de seu desaparecimento fizesse-se presente.

    "Vê?! Da última vez os primeiros raios do dia começavam aqui. Agora, aqui", apontava Dayane faz tempo a um Mutt mais jovem, usando marcações no chão e frestas no teto como instrumentos de medição. "Tem que levar isso em conta na hora de escolher o tamanho exato de uma horta". Ela não tinha certeza se ele acompanhava ou não o raciocínio, mas seguia na explicação. Se por vontade de ensinar ou se pelo mero prazer de falar, ela costumava fazer aquilo quando conseguia encontrar ouvidos atentos. Daquela vez, o atarracado magricelas era o alvo. Teria sido ali que começou a pensar nela? "Se tudo estiver OK, depois ele deve voltar a começar aqui de novo". Alguns conhecimentos não precisavam de livros para serem compreendidos. Mas quando a bola de luz ameaçara desaparecer, tornando-se negra... aquilo era difícil de analisar.

    De volta ao presente, estavam fora da Arca fazia pouquíssimo tempo, mas já encaravam problemas externos e internos. As sombras eram pesadas e bem definidas no chão avermelhado, onde os cadáveres de cães esperavam ser tragados pelo tempo.

    Cartas de um Passado Futuro Ac949c10


    Rudaho mirara Izu com sua inexpressiva máscara e dera com os ombros, indo sentar-se e cuidar dos próprios ferimentos.

    "Calma, pequeno Mutt", interferira Heckyl, limpando a arma pós uso. "Pior seria se tivéssemos sido pegos de surpresa", dissera, passando "panos quentes" na disputa entre ele o abusado stalker.
    - Além... estamos em território não-mapeado. Ninguém sabe o que esperar daqui... – e fez uma estranha pausa, observando desconfiado o livro –, bem, ao menos ninguém que tenha nos contado.

    A explicação de Izu era razoável e, fosse como fosse, não tinham alternativa a não ser aceitá-la. Não demorou até o vidente iniciar um estranho ritual naquela habilidade que, mesmo na grande e bizarra família do HangardeTestes05, soava estranha. Mas mais que isso: era difícil de controlar.

    Já havia passado algum tempo depois da previsão nebulosa sobre Rudaho encontrar algo que ainda não sabiam que precisavam. Montoya ouviu e fez uma careta de confusão. "Eu acho que ele só inventa qualquer coisa e espera pra ver...", tentou cochichar, mas talvez tenha soado mais alto que o intentado.

    Foi quando uma segunda onda súbita tomou a mente do mais velho ali. Mas havia um problema nela.

    Como uma imagem em negativo, quando se olha a luz e depois fecha-se os olhos, o totem falho atrapalhava o campo de visão, uma "mancha fantasma" no meio do quadro.

    Para além dela, parecia haver equipamentos. A escuridão ao redor impedir de identificar que tipo de lugar era mas, de alguma forma, o "cheiro" do ambiente parecia o mesmo do de algumas fotografias do álbum - não o aroma material das páginas velhas, mas o odor de ambientes fechados com máquinas trabalhando.

    No breu, um grupo. Era impossível identificá-lo na penumbra, mas era possível sentir que eram eles próprios. Discutiam em frente ao maquinário e apontavam para algo nele, mas o borrão impedia ver ao redor de quê estavam reunidos.

    Em seguida havia fogo e de lá corriam. Por mais que tentasse, era difícil dizer se todos os que haviam entrado conseguiram sair. Mas havia alguém a mais. Uma presença nova e estranha a tudo o que já sentira.

    Acordou com o resmungo do stalker.
    - Ah, até que enfim. Podemos continuar? Seguimos em frente ou tentamos subir essas colinas ao redor?

    Bem ou mal, estavam todos recuperados.  Faltava saber o que decidiriam após saberem que Izu tivera uma nova visão. E o que ela poderia indicar.

    Cartas de um Passado Futuro B2a7c710
    Conteúdo patrocinado


    Cartas de um Passado Futuro Empty Re: Cartas de um Passado Futuro

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jul 06, 2020 6:24 am