Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!Solo!] Uma agulha no palheiro [Faor]

    Okley
    Tecnocrata
    Okley
    Tecnocrata

    Mensagens : 352
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    [!Solo!] Uma agulha no palheiro [Faor] Empty [!Solo!] Uma agulha no palheiro [Faor]

    Mensagem por Okley em Ter Jun 30, 2020 4:48 pm

    Uma aperto no peito de tirar completamente o ar dos pulmões, você abre os olhos rapidamente, vendo o teto de um galpão, você esta deitado desconfortavelmente sobre palhas. Era de noite provavelmente de madrugada, o local estava sendo iluminado por duas tochas penduradas em um pilar do galpão. Esta um pouco frio mesmo dentro do galpão porém não te incomodava por causa das usa roupas simples que estava usando.

    - O que você veio fazer aqui? Fala logo. - Você percebe que é um jovem soldado elfo pressionando o cabo da lança no seu peito, ele é musculoso e esta com cara de bravo, começa falando.

    Ao olhar para o lado você percebe um bela humana desacordada do seu lado, ela está transpirando bastante e respirando fracamente. De pé próximo de você há um segundo soldado, um velho halfling, a espada dele ainda estava na bainha na cintura, esse te olha para você já bastante desaminado. Você abre a boca para responder a pergunta, veio um branco total na sua cabeça, você não sabia responder, sua vida toda estava desapagada, total esquecimento.
    Faor
    Cavaleiro Jedi
    Faor
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 194
    Reputação : 6

    [!Solo!] Uma agulha no palheiro [Faor] Empty Re: [!Solo!] Uma agulha no palheiro [Faor]

    Mensagem por Faor em Qui Jul 02, 2020 6:11 pm



    Respiração pesada, um rugido fraco. Frio, escuro. Confuso. Lança e elfo. Raiva.

    - HEY!? O que.... - Ele tenta falar algo em desafio, sente o corpo tremendo, alguma mudança sob a pele. Natural e instintiva, mas como pode?! Observa um halfling próximo. * - Soldados. * - Pensa e imediatamente mostra as presas afiadas em desafio.

    O desespero de não lembrar o que aconteceu é terrível. Abandona qualquer desafio e apenas por reflexo imagina como pode se defender da lança mas nem isso é urgente. - Eu não... sei, não lembro... - Voz incerta, insegura. Alterna os olhos entre um soldado e outro, como se tivesse mais direito que eles a fazer perguntas ali. - Que lugar é esse afinal?! Eu não sei como vim parar aqui! - Volta a falar com raiva e cerra os punhos.


      Data/hora atual: Seg Jul 06, 2020 5:55 am