Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Jogo dos Tronos - ON

    Alexyus
    Troubleshooter
    Alexyus
    Troubleshooter

    Mensagens : 775
    Reputação : 41

    O Jogo dos Tronos - ON Empty O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Alexyus em Dom Ago 09, 2020 10:24 am

    O JOGO DOS TRONOS
    O Jogo dos Tronos - ON 39763010


    CAPÍTULO 1:
    A ESTRADA REAL

    O Jogo dos Tronos - ON Game-o10

    Um torneio. 


    O Rei Robert Baratheon, senhor dos Sete Reinos, realizará um torneio e um festival na grande cidade de Porto Real. Todos os lordes e brasões vassalos dos Sete Reinos estão convidados a comparecer.


    Haverá banquetes, grande regozijo, gloriosas justas para que os melhores cavaleiros mostrem seu valor, assim como uma grandiosa liça recompensada com maravilhosas riquezas oferecidas pela Coroa (sem mencionar a adoração e os aplausos da multidão).


    Vocês também sabem que este torneio representa uma grande oportunidade para sua casa forjar alianças, ficar sabendo das ultimas notícias e fofocas da corte e de encontrar os homens e mulheres que representam as grandes casas de Westeros. Em anos vindouros alguns destes lordes serão seus aliados ou suseranos, outros serão seus inimigos. É sempre bom saber em que direção os ventos sopram. Se vocês ficarem atentos, podem trazer para casa prêmios muito mais valiosos do que simples ouro.


    Vocês partem em sua longa jornada até a estrada real que irá levá-los para sul até Porto Real. O que começou como uma aventura emocionante em uma ensolarada manhã de verão logo se transforma em uma tediosa e úmida caminhada com a chegada de uma garoa constante. Nem mesmo os pesados mantos de lã são suficientes para manter a umidade e os calafrios à distância. Deve haver uma estalagem à frente. Vocês esperam que ela esteja realmente lá, já que um bom fogo, roupas secas e comida quente na barriga ajudariam muito a melhorar o humor do grupo.
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1092
    Reputação : 43

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Dom Ago 09, 2020 12:12 pm






    Gylen Snow

    A água fria escorria pelo cabelo loiro colado no crânio. Gylen não tinha coragem de soltar as rédias de seu cavalo, quase um pônei, para limpar o rosto, então soprava sempre que a água escorria para dentro da boca. Ele já tinha se acostumado ao frio ofensivo, ou pelo menos dizia isso a si mesmo debaixo de todas aquelas camadas de pele que comprou com tanto orgulho usando o dinheiro do pai. Mas a verdade ficava clara o bastante quando alguma gota mais esperta que as outras conseguia descer pela nuca até a parte de dentro da roupa. Ele precisava se mexer. Precisava pelo menos falar, já que não tinha coragem de soltar as duas mãos de seu garron peludo e confiável. Sua garron, já que era uma "menina", a criatura mais dócil que conseguiu comprar com o dinheiro do pai. Como era bom ser um bastardo. Molhado. Com frio. Com a bunda doendo de tanto cavalgar. Indo ver mais nobres de Westeros festejar suas festas estranhas com justas e liças e abençoado vinho sulista. E os duelos? Onde estão? Era uma ótima pergunta. Boa demais para não ser feita. Gylen se vira para Gaspar:

    "Me explica de novo porque não fazem duelos aqui? Eu ainda não entendi." - Pode ter sido a terceira vez que ele pergunta ou a décima, quem sabe dizer? - "Vai ser mais quente no sul, não é? Com vinho de graça, certo? Será que nosso lorde meu pai consegue um convite para a mesa do rei? Deve ter o melhor vinho." -Ele diz sonhando com uma mesa farta de iguarias e bebida doce. Os dedos instintivamente se fecham sobre a bengala, acariciando o adorno enquanto a outra mão alisa a frente da roupa como se estivesse se admirando em um espelho. O devaneio se desfaz assim que sua montaria desvia de um buraco e ele quase cai.

    Gylen sorri tentando esconder o embaraço. Mas qualquer um que o tenha o visto montar e todos ali viram, sabem que ele não leva jeito nenhum com os animais. Claro que ninguém ali sabe dos pesadelos que ele tem os gatos. Não pequenos e ferozes gatos domésticos. Mas os grandes gatos listrados que dizem vagar por pates ocultas do castelo. Como aquele monstro de olhos terríveis que acompanha o tio. Tio avô para dizer a verdade. Velho além de toda expectativa. Um exemplo, um modelo. Gylen espera chegar a essa idade também, para poder morrer pacificamente em um cochilo depois de um banquete. Sempre que vê o velho Asdulfor com os olhos fechados teme pelo pior, teme que o velho tenha morrido antes do gato maldito. Ele procura o velho com os olhos preocupado, como iria parecer esperto sem ele? De quem ia copiar as opiniões e fatos? Do irmão que vai herdar a casa?

    Ele olha o irmão e sente uma onda de segurança. É assim que nobres devem parecer. Até a chuva cai bem nele. Enquanto nos outros ela só cai fria. As costas retas sobre a montaria. O rosto bonito e confiante. "Arthur, se nosso lorde pai for jantar com o rei, quantos filhos ele pode levar junto?" Gylen pergunta baixo, mas sem coragem para se inclinar sobre a sela para tornar aquilo um segredo de fato. Irmãos demais, ele pensa. Claro que o bastardo não vai nem chegar perto da mesa rei. Claro que o bastardo manco e filho de uma puta vai ficar tão longe que vai precisar de uma luneta para ver o rei. Felizmente não tenho nenhuma luneta, enquanto repassa mentalmente onde estão suas armas que vão ficar tão elegantes com seu traje nobre que custou tão caro, e ele teve que comprar usando o dinheiro do pai.

     










    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10335
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Sandinus em Dom Ago 09, 2020 5:20 pm

    Mais um dia e como ocorre normalmente mas um de tantos torneios e festividades que Asdulfor já participou e mais uma vez ele tem que se deslocar até Porto Real. Uma viajem longa, tediosa a as vezes perigosa. Na sua idade, ele não tem mais aquele ímpeto de viagens para todos os cantos, apenas quando for realmente necessário e importante, o que parecia ser o caso.

    Era mais um momento de se divertir e relembrar dos torneios que já participou quando era jovem, além é claro de aproveitar a oportunidade para se informar dos acontecimentos recentes em Westeros, bem como fazer acordos ou algum tipo de tratado que obviamente beneficie sua casa.

    Como não tem mais idade para cavalgar por tanto tempo ele decidiu seguir a caravana em sua carruagem. Uma bela carruagem um pouco antiga de fato, mais ainda bem confortável com espaço ara quatro pessoas uma de frente com a outra, mas que no momento já tinha três lugares ocupados. Ele, seu gato sombrio Rakashar e seu cão de Guarda Balerion, porém, em seu colo um filhote de gato da sombra repousava, já com um treinamento básico e seria um presente para o Rei Robert.

    O quarto lugar estava reservado pra seu filho Gaspar Melchior que velho jamais revelou para os demais num acordo que fez com o jovem. O velho sabia que dificilmente Gaspar ficaria ali, os animais incomodavam a quase todos menos o próprio velho, mas Gaspar tinha um antipatia ainda pior pelos animais.

    Por este motivo, vez ou outra Asdulfor liberava seus animais para andarem um pouco e se acalmarem, bem como fazerem suas necessidades e nesse meio tempo Melchior se assim desejasse poderia descansar na carruagem eram nesses momentos o velho conversava com seu filho.

    -Então meu filho, tem alguma expectativa por essa viagem? Sei que nunca foi para Porto Real, confesso que não se se você ira gostar. -o velho sorri- Não queria que você se afastasse muito de onde nós estaremos pois tenho algo em mente para você... Sabemos de suas habilidades furtivas como um gato das sombras e queria aproveitar para lhe fazer um pedido.- O velho põe as duas mãos nos ombros de Gaspar olhando em seus olhos- Seja os olhos e os ouvidos de seu pai entre os nobres. Conversarei com Baron para que ele permita que você fique entre os nobres pois lembre-se de uma coisa Gaspar, diferente dos selvagens além da muralha onde cresceu, as pessoas ao sul da muralha são covardes e traiçoeiras, ela não atacam diretamente mas indiretamente com tramoias e maquinações das mais covardes... Por isso devemos sempre estar alertas e atentos, cada palavra proferida por um nobre pode esconder uma adaga.

    O velho encerra acenando positivamente aguardando alguma resposta de Gaspar. Enquanto observa a garoa cair mais uma vez na estrada.

    Ele inclinava-se pela janela olhando o caminho na expectativa de que chegassem a estalagem mais próxima, estava faminto assim como Balerion, Rakashar e o bebê gato das sombras, mas sua ansiedade para o torneio só crescia e em sua mente ja pensava onde alocar cada membro da família entre os representantes das grandes casas para puxarem conversa e obterem informações enquanto alguns dos servos se misturariam com o povo.
    DariusNovadek
    Tecnocrata
    DariusNovadek
    Tecnocrata

    Mensagens : 320
    Reputação : 6

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por DariusNovadek em Seg Ago 10, 2020 11:15 am

    Aquela era uma manhã inigualável, Esdres acordou cedo para se arrumar, coisa muito, muito rara mesmo. Até para seus treinos em que era fissurado, preferia mante-los na parte da tarde, gostava de curtir as regalias de um nobre até tarde da noite e para isso, a manhã não era muito bem vinda. Colocou seu melhor traje que tinha, com adornos e abotoadeiras com o brasão da casa, e por cima um grande manto de lã, para representar o norte. Podia não compartilhar da mesma inaptidão dos nascidos no norte para se arrumar bem, mas partilhava do orgulho de vir do norte.

    Tinha atingido os 16 anos agora, então finalmente tinha atingido a maioridade, e este torneio era o passaporte definitivo para que todos os vissem como homem de fato. Não teria oportunidade melhor em tempo oportuno. Lá todos iriam ver suas habilidades em combate, que a muito tempo treinava, e também era uma ótima oportunidade de conhecer novas garotas, e garotas nobres.. Mesmo com a pouca idade, já conhecia quase todas as garotas, mais sevas do que nobres, da sua região.

    Já tinha pedido o senhor seu pai que o inscrevesse em alguma justa ou combate do torneio, o prometera que traria o premio pra casa, sabia que um premio seria muito bom para a família, não só pelo ouro, mas muito mais em outros aspectos. Tinha que ajudar a família de um jeito, provavelmente seu pai já tinha até uma pretendente para seu irmão, como herdeiro obviamente era o mais visado, mas sabia que poderia "comer pelas bordas".

    Quando saiu de grande salão, seu corcel já estava preparado, tinha dois guardas a postos para lhe acompanhar e fazer sua guarda em porto real, ordens de seu pai, não era uma coisa que o agradava, mas, sendo um nobre, era uma coisa que ja estava acostumado. Também tinha a sua disposição três servas (escolhidas a dedo por Esdres) para auxiliar em suas vestes e preparar o seu banho, disso Esdres gostava.

    Antes de montar em seu cavalo, procurou por Lícia, provavelmente ela iria fazer a viagem na carruagem da família, junto com sua mãe. Talvez esse seria o maior tempo da vida dos dois que passariam separados. Ao encontra-la, disse:

    - Minhã irmã, o dia em que esperávamos chegou, finalmente sairemos de nossa casa e desbravaremos Westeros, é claro que, talvez por minha beleza irradiante, os deuses preferiram me agradar um pouco mais.. Com certeza lá aproveitarei de muitas festas e ganharei alguns troféus, e com certeza participaremos de muitos jantares nobres kkk *diz isso rindo, sabia que Lícia não gostava tanto destes jantares, preferia se ausentar dele, mas o senhor seu pai sempre a obrigava estar presente* - Até mais Lícia, tenha uma boa viagem, e não entedie muito a mamãe, ao fim da viagem venho lhe importunar um pouco mais.

    Após isso, montou em seu cavalo e se pôs em sua formação, com certeza ficaria atrás de seu pai e de seu irmão Arthur, mas ainda assim ficaria a frente de muita gente. Cavalgou por muito tempo de forma animada, como uma criança em loja de doce. Mas logo se viu entediado, já virá que super estimara pelo menos esta parte da viagem, a garoa aos poucos molhava seu cabelo loiro, e com isso apagava o brilho de "ouro queimado" que o mesmo tinha, seus cabelos, que não eram longos, mas também não eram curtos colavam em sua testa. Por mais que doesse admitir isso, se sentia um pouco deslocado ali, o membro da família que tinha mais intimidade era Lícia, mas ela não estava ali, e as vezes parecia que ela era a única com quem realmente tinha intimidade. O resto do tempo ou estava treinando ou libertinando. Ali não dava pra fazer nenhuma das duas coisas..

    Finalmente alguém quebrou o silencio daquela tediosa caravana, Gylen Snow seu mais novo irmão, ainda que bastardo, fez uma pergunta a Arthur:

    Gylen escreveu: "Vai ser mais quente no sul, não é? Com vinho de graça, certo? Será que nosso lorde meu pai consegue um convite para a mesa do rei? Deve ter o melhor vinho."

    Esdres não tinha tido muitas conversas com Gylen, o conhecia a um pouco mais de um ano, e não tinha tido toda a história com ele que seu irmão teve, então ainda era estranho ve-lô como irmão, não por ser bastardo, mas mais por falta de contato mesmo. Não condenava seu pai por ter um bastardo, sabia que provavelmente também teria vários, se já não tivesse. Mesmo com seu irmão Arthur Esdres não tinha tanta abertura, o mesmo tinha sido mandado para Bravos a estudo quando Esdres tinha 8 ou 9 anos, era uma criança ainda, e tinha voltado só agora junto com Gylen.. Arthur sempre estava ocupado com afazeres de herdeiro, o que dava pouco tempo para Esdres e ele se aproximarem, talvez aquele fosse o momento.

    Esdres sabia que a pergunta tinha sido feita de modo a só Arthur ouvir, mas Gylen não tinha se inclinado o suficiente, e o silencio da caravana não tinha ajudado muito. Esdres não se importou com isso e respondeu, antes mesmo do seu irmão.

    - Será mais quente sim, mas só vejo vantagem nisso na hora de tirar as roupas com alguma mulher no quarto. *Esdres gostava do frio* - Se não tiver vinho de graça, temo que eu faça nossa casa entrar em ruínas. *Ri após este comentário* - Com certeza o senhor meu pai fará de tudo para conseguir esse jantar, e se conseguir, levará o máximo de filhos que conseguir, são negócios ótimos para a família.

    Esdres fala isso com confiança, mas após isso fica pensando se Gylen terá uma lugar na mesa num possível jantar com o rei, talvez um bastardo não seja muito bem visto sentado junto com a família.. Bom, isso caberia a seu pai, preocupações que Esdres aprenderá que, como filho mais novo, não teria. E realmente achava no momento melhor não ter.
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2271
    Reputação : 52
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Ago 10, 2020 11:03 pm

    [/color]
    Tudo aqui em cima é para tentar parar a cor branca do Wordspinner


       
           
           
       

               

               
    Vestindo: Casaco de couro negro longo com ornamentos dourados. Gola da jaqueta é assimétrica e aberta, com símbolo da família desenhado na aba. Uma camiseta longa e calças também pretas. Enquanto no norte, tinha ombreiras peludas para proteger o pescoço.

           

               

                   
    Carruagem/Servos/etc.:
    Vai a Maria Mallister e para Lícia/@Srta. Moon (Beron insistirá - diga-se "ordenar" - caso por algum motivo queira ir do lado de fora) e teria oferecido para Asdulfor se não tivesse sua própria com animais e um cachorro.
                    A respeito de número de servos, com guardas, acredito que deveria fechar em 10 staff e 8 guardas.
                    Teria sua espada e armadura entre os pertences da viagem, mas não espera usar.
                   

    Desde que saiu de sua terra para direção do Porto Real, a expressão de Beron manteve-se fixa como de uma rocha. Sua mente também viajava enquanto sua carruagem, com o olhar quase constante para a janela que separava eles do frio úmido do exterior. Pelo tempo mais longo, teve poucos momentos fora do Norte e este seria um dos momentos mais chave para toda família Felinight.


                   

    Seriam poucos os momentos na viagem que encararia sua esposa e sua filha, como também pouco trocaria palavras com as pessoas no exterior da carruagem. Precisava aproveitar todo momento para pensar. Não estava preocupado com o que deixou atrás, da possibilidade de estar vulnerável (não só na comitiva), mas como trataria Porto Real. Mais uma vez pensou que "este é o momento chave" e ficaria remoendo isso na sua mente.


                   

    Media as palavras na cabeça, ensaiava diálogos que não teria, até seus sonhos seriam inquietos. O escopo parecia fungar em seu pescoço, pois não estaria em um lugar capaz de ordenar outros, sim aliar-se. De certa forma, estava aliviado dos filhos terem puxado um pouco mais seu tempo fanfarrão do que atual. Eram maleáveis com as armas e com as línguas - não que não fosse - de forma agradáveis, que traria o bom gosto dos nobres que também se esbanjam na herança em vez do dever. Ele teria que ser flexível também e não gostava disso.


                   

    Outra preocupação na sua mente eram os rapazes: Gylen era uma lâmina de dois gumes rodopiando ao redor deles. Tinha que manter a distância, especialmente diante dos nobres. O dinheiro que tem dado ao rapaz serviria para acalmá-lo de alguma forma... ou assim espera. Esdres já havia solicitado para participar do torneio e, com a aptidão do rapaz, via progresso. Talvez teria pedido para Arthur levá-lo ao menos para ver a inscrição. Arthur e Lícia não o preocupavam agora. Precisava manter a garota perto e estudar a reação do Porto Real à ela e Arthur teria que fazer frente aos interesses da casa.


                   

    - Quanto tempo até a estalagem? - falou para um dos rapazes conduzindo a carruagem e logo retornou aos seus pensamentos.


                   

    Colocando em perspectiva, entretanto, seu maior medo era parecerem um grupo de camponeses desgovernados. Dois filhos fanfarrões, um bastardo, um selvagem, gatos e cães e seu irmão grandão e bêbado. Repousou a mão no rosto ao imaginar a cena, mas felizmente não seria necessário quanto aos banquetes. Alguém teria que ficar cuidando-os.


                   

    - Quando chegarmos a Porto Real, quero seus olhos afiados. - dirigiu-se à filha - Não vai ser a primeira vez que irá até o sul. Portanto, aprenda o quanto possível. - Lícia teria duas funções: ser seu segundo par de olhos, e a outra vai depender de quem tiver interesse. Por hora, não podia partir dela.


                   

    Em um momento, pediria para Arthur se aproximar - Por que estamos demorando tanto?


               

           
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3544
    Reputação : 70

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Claude Speedy em Ter Ago 11, 2020 12:12 am



    O Jogo dos Tronos - ON Images?q=tbn:ANd9GcSSFN5YwoWJw8cEvHGw_DbEN7e7UM_xZ1-EY10mIEQ9m4X2_7xyMQ


    Do Norte eu fui levado às arenas de Essos, acho que por isso meu couro ficou velho para climas ruins.

    Poucas coisas soam repetitivas para mim ou injustas quanto um combate para agradar a elite.
    A verdade é que sei sobre combater usando todos métodos possíveis que tiver a mão, mas certamente precisava praticar mais com as armas desses guardas e soldados cobertos de metal.  

    Não sei nada sobre o contato direto com a natureza, mas já ouvi e li o bastante por aí para saber que os recursos escassos são sempre disputados com todas as forças e por isso criam torneios... No fundo, não vejo diferença entre os clãs das montanhas ou os meus captores cobertos de metal.

    Na verdade eu tenho mais haver com os atacantes do que os meus "líderes" podem imaginar.

    Apesar disso achei o homem que se diz meu pai um sujeito mais maleável pela sua demonstração de bom senso para comigo e as reais formas de entender o quanto jogam sujos os nobres.

    Nos tempos em que tive de atuar com o "Meistre" tinha tudo para ser o grande líder desse grupo. No fundo esse é meu real problema, uma promessa que fiz que diverge das práticas dos ajoelhadores. Mantenho minha posição como batedor ...

    —Eu conheço bem a covardia dos ajoelhadores, Asdulfor. Foi ela quem me arrastou do norte para virar um gladiador... Mas sei bem que posso fazer uma dupla com qualquer animal que você controlar, Asdulfor... Pois eu sei bem o que é um Warg, coisa que seus amigos daqui do sul não sabem

    Eu provoco... dane-se... Eu fico entre os servos, é o meu lugar. Ele é quem quer meu favor porque a elite dos ajoelhadores é feita de gente que odeia uma às outras. E eu sei que meu "pai" é um warg desde antes de conhece-lo...  Mas ele me reconheceu pelo símbolo da casa que ele forjou.

    Eu não sei nada da região.... não sabia nada sobre jogo de justas...não sabia quando iria parar de chover....



    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1092
    Reputação : 43

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Qua Ago 12, 2020 9:59 pm






    Gylen Snow

    Esdres escreveu: Será mais quente sim, mas só vejo vantagem nisso na hora de tirar as roupas com alguma mulher no quarto. *Esdres gostava do frio* - Se não tiver vinho de graça, temo que eu faça nossa casa entrar em ruínas. *Ri após este comentário* - Com certeza o senhor meu pai fará de tudo para conseguir esse jantar, e se conseguir, levará o máximo de filhos que conseguir, são negócios ótimos para a família.
     
    Gylen sorri para o irmão como quem acha uma gorda moeda de prata na lama. "O frio Faz minha perna doer e as pessoas tomarem menos banhos que um estivador braavosi. Acho que nosso lorde pai só me trouxe para poder comentar dos vinhos. Deve querer minha opinião estudada no assunto, não é?" Se estivesse sobre os próprios pés teria tocado o irmão com um leve tapa no braço. A cavalo, preferia só mostrar um grande sorriso. Ele faz carinho no pescoço da sua montaria e com medo da resposta, pergunta ao irmão. "Vai lutar? Liças e Justas?" Se ninguém fosse lutar, seu pai não o obrigaria a lutar também. Sem lutas, sem mais mutilações. Sem cabeças rachadas que tem evitar o álcool por semanas. "Essas coisas são brutais." Mas olhando Esdres ele não tem a menor dúvida de que o garoto vai querer rachar algumas cabeças pela chance de um pouco de glória. Se a vitória na liça tirasse o banco do seu encalço Gylen se sentiria tão motivado quanto ele imaginava que seus irmãos estariam.









    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7456
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Dycleal em Sex Ago 14, 2020 7:14 am

    Arthur sabe da importância de um torneio em Porto Real. Não serão apenas glória e demonstrações de força, um torneio na corte do Rei Robert é como dançar no meio de uma luta de espadas com os olhos vendados, extremamente perigoso, mas com habilidade, pode ser muito recompensador. Ele sabe que será um desafio para sua habilidades de negociador, que um herdeiro deve desenvolver e está plenamente consciente que precisará fazer sacrifícios e manter todos focados e com o mesmo propósito, o que não será fácil.

    A garoa não ajuda a melhorar o seu ânimo, e sorri quando o seu irmão Esdres se antecipa em responder a pergunta que Gylen lhe fez, era bom essa aproximação dos dois e acompanha de perto a conversa e comenta: - Será a primeira grande oportunidade de Esdres mostrar os seus talentos, mas lembre das regras que te falei, não derrote nenhum dos grandes lordes, principalmente se o Rei Robert se meter a lutar, não cairia bem... E Gylen, não estou bem certo dos protocolos que regerão o encontro, mas acho difícil que deixem um Snow sentar na mesa do Rei, embora ele seja o Lord com mais bastardos em todos os sete reinos! E dá uma larga risada batendo nas costas do meio irmão, ao mesmo tempo, que o segura para que não caia.

    O herdeiro está com sua meia armadura, e um casaco de peles por cima, sendo reforçado com implantes metálicos no couro preso por rebites nas juntas e pontos principais de proteção. Ele trouxe a Uivadora Sombria, a sua espada de aço valiriano, as sua sobrecasaca de peles, combina com as suas luvas, um misto de couro reforçado na empunhadura, com uma delicada parte de pelica com enfeites que desenham o simbolo da sua casa, do mesmo modo que na sobre casaca e na meia armadura. No cinto carrega a sua adaga de prata e seus olhos longínquos, para as observações situacionais. Seu séquito pessoal é composto de três combatentes com suas espadas e escudos, seus escudeiro e mais dois arqueiros de sua confiança, pois a segurança da caravana é articulada por ele mesmo. Para cuidar das suas roupas, trouxe três servas jovens que também servem para o seu entretenimento e sua aia e mãe de leite que coordena os serviços de toda a caravana, com cozinheiro e dois ajudantes de cozinha. Seus pais, seu tio Asdulfor e seus irmãos também trouxeram seus servos de apoio e segurança que se somam em uma necessidade de defesa.

    Porém, agora estava se afastando do grande lago, que cada vez se afastava a sua esquerda e sabe que só depois de Moat Cailin, que teriam o potencial de um ataque ou confronto, mas não se podia relaxar, pois os Bolton não são de confiança e sempre é bom, não confiar que eles respeitarão a trégua imposta pelos Stark e está satisfeito com a evolução da viagem, pois com duas carruagens, três carroções e vários membros cavalgando, faziam que o ritmo da viagem fosse lento, mas estavam mantendo o cronograma dentro do horário esperado.

    Arthur continua ouvindo os irmãos, pois logo terá que supervisionar como estão as carruagens, os carroções e contactar os batedores, para saber o que há mais a frente. Procura se apegar a esses detalhes, para relaxar sobre as preocupações que o esperam. Mas não tem esse tempo logo ouve o trotar do cavalo montado pelo seu pai se aproximando e vê ele fazendo um gesto para que se aproxime também, ele quer falar algo só para ele e ao parear seu corcel com o cavalo do pai seu pai lhe questiona sobre a demora e Arthur, olhando para o sol, calcula a hora e lhe responde: - Pai, apesar da lentidão estamos no horário. E pega o seu olhos longínquos e entrega para o pai e diz: - Olhe para aquela curva lá a frente e aquele marco que vê, é o ponto em que devemos estar no momento, conforme planejado, e logo estaremos na estalagem, antes do por do sol.
    Srta. Moon
    Antediluviano
    Srta. Moon
    Antediluviano

    Mensagens : 4827
    Reputação : 50
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Srta. Moon em Sex Ago 14, 2020 11:16 am






    LÍCIA FELINIGTH

        Finalmente conheceria um pouco do mundo, ficou contente com a ideia de viajar para Porto Real ,pensava no que poderia encontrar por lá, quais os tipos de pessoas, modos, costumes, construções etc. Usava seu melhor vestido naquele dia todo ornamentado, mas pouco chamativo aos olhos de possíveis pretendentes, o manto de peles que usava a protegia de olhares maliciosos, na cintura carregava um punhal que servia de artigo de decoração.
    Sentada estava ao lado de sua mãe e mais duas damas de companhia a sua frente, respeitosamente dirigiu a palavra a mesma, tentando aliviar sua tensão e preocupação sobre o que estava acontecendo.
    -Mãe, não acho que foi uma boa ideia toda a nossa família viajar junto deixando nosso lar na segurança dos empregados...Entendo que papai viu uma boa oportunidade em ampliar nosso comercio, mas acho que ele foi um pouco precipitado demais...
        Em mesura respeitosa acenava com a cabeça confirmando com o que sua mãe acabara de responder, estenderia o dialogo por mais tempo se não fosse pela presença de seu irmão em uma das janelas a lhe encarar. Sorriu com seu comentário bobo, como sempre.
    -Vamos desbravar a cidade, espero que não tenha que salva-lo de suas "travessuras", mas continue com suas gracinhas em relação a minha participação nos jantares e demais momentos no qual preciso estar presente contra a minha vontade, que eu não vou te emprestar mais nenhum vintém... Esperou para ver a reação irônica do seu irmão, logo sorriu mostrando a língua para ele, sem tempo de deixa-lo responder algo, apenas beijou sua bochecha demostrando como sempre seu carinho a ele.
    -Tome cuidado mais tarde venha aqui, não gosto de ficar sozinha, a mamãe logo vai começar com aquele papo de casamento arranjado tentando me convencer do que é melhor ou não para nossa família e isso acaba me entediando...
        Deixou seu irmão livre para seguir com seus afazeres, mas antes de birra o deixou todo escabelado, logo que pode voltou sua atenção a sua mãe dando continuidade as conversas triviais sobre a cidade em que estavam indo.







    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10335
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Sandinus em Seg Ago 17, 2020 7:27 pm

    —Eu conheço bem a covardia dos ajoelhadores, Asdulfor. Foi ela quem me arrastou do norte para virar um gladiador... Mas sei bem que posso fazer uma dupla com qualquer animal que você controlar, Asdulfor... Pois eu sei bem o que é um Warg, coisa que seus amigos daqui do sul não sabem.

    Asdulfor hove seu filho atento, mas se incomoda um pouco quando ele fala sobre ele ser um warg. Não era algo pra ser falado abertamente, nem entre eles.

    -Já disse a você que esse tipo de comentário não cabe nem quando estivermos a sós, você já sabe fique para você. -O velho respira fundo  se calma- De toda forma, não é nesse sentido ainda que precisarei de você e não, não faremos nada a noite em Porto Real, não é seguro. Não por enquanto. -Asdulfro da outra olhada pelas janelas e vê os dois guardas que iam com ele mais a frente.- Você será meu assistente de Meister pessoal e não poderá ficar longe de mim pois me ajuda em muita coisa devido a minha idade muuuuito avançada...-sorriso sarcástico- Na realidade não preciso de ninguém para me ajudar com isso... Porém, essa será a desculpa para que permitam que você fique a meu lado, porém de modo discreto e usando de suas habilidades, circundará pelo local par ouvir conversas alheias, talvez tenhamos algo útil disso.

    Mais uma vez Asdulfro aguardava a resposta de seu filho e assim que ele fala continua:

    -Você tem alguma curiosidade sobre o que ocorrerá lá? As justas, a região e as pessoas que queira saber?
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2271
    Reputação : 52
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Ago 17, 2020 11:28 pm


       

           

           

       


               

               
    Vestindo: Casaco de couro negro longo com ornamentos dourados. Gola da jaqueta é assimétrica e aberta, com símbolo da família desenhado na aba. Uma camiseta longa e calças também pretas. Enquanto no norte, tinha ombreiras peludas para proteger o pescoço.

           

               

                   

    A viagem de toda a família realmente seria uma ideia um pouco infeliz em retrospectiva. Na verdade, tinha bastante fé em Finn Sallow de volta em casa com sua guarda, mas Arthur teria que ter ficado para poder governar enquanto estivesse fora. De qualquer forma, era como a decisão tivesse sido por fora de suas mãos. Que seja a vontade dos velhos deuses.


                   

    Mesmo com a resposta do garoto, estava de longe satisfeito. Saciar a fome já estava se tornando uma necessidade nesta altura - De qualquer forma, encaminhe alguém para notificar da nossa chegada. Quero poder chegar e já fazer minha refeição lá. - olhou pela janela para trás, tentando enxergar o restante da trupe - Seus irmãos não estão dando trabalho, espero? Dê uma conferida em seu tio e tio-avô. Não quero Asdulfor passando mal nesta viagem. É isso. - pensou agradecê-lo, mas não queria mimá-lo. Já Lícia parecia estar entretida com a mãe e o outro irmão na janela e não atenta a suas palavras - Arthur e Esdres vão precisar conter suas gracinhas enquanto em Porto Real. Não estamos tratando com Nortenhos. Aqui, são mesquinhos e fúteis. Flexíveis, mas ardilosos. Aprender lidar com eles vai ser de bom conhecimento para o futuro, entende isso? Espero que sim. As próximas semanas serão de bastante interesse para a nossa família, então espero estarmos sem problemas. - especialmente acentuou "sem problemas".


                   

    Se fez calado depois, repousando as costas no banco. Maria acreditava que a garota teria que casar logo, enquanto era nova e Beron não discordava. Mas tudo em seu tempo, precisava firmar o chão da família antes de poder desprover de um dos seus membros a essa altura. Eles são de muita utilidade. "Mas conseguiria? Conseguiria despachar um de seus filhos a outro destino?", o pensamento raspou em sua mente em ver sua esposa e filha conversando em bons termos, assim como o apego pelo irmão. Há sinergia entre eles, não como era com seus irmãos vagabundos. As engrenagens deste moinho estavam limpas e funcionais.


                   

    Eles vão funcionar.


               

           
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3544
    Reputação : 70

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Claude Speedy em Ter Ago 18, 2020 3:45 pm



    O Jogo dos Tronos - ON WuaJB0X

    -Você tem alguma curiosidade sobre o que ocorrerá lá? As justas, a região e as pessoas que queira saber?[/quote]

    —Parece que é uma versão para os nobres e outros ajoelhadores fingirem que estão tendo de lutar em uma Arena igual as de Meereen.


    Me esqueci que meu pai temia que eu falasse que ele é um "troca-peles", mas ao sul da Muralha ninguém sabia o que é um Warg... Mas ele temia que os olhos e ouvidos dos homens fossem controlados por espiões em toda parte.

    De fato, ele tem razão, um povo criado e forjado ao redor da bajulação de seus escravos e servos era de fato vitima de seus próprios grilhões.

    Era sobre essas orientações que eu ficaria mais atento, apesar de todos os pontos fortes e centrais desse caso. Ele me pede para me disfarçar de ajudante. É uma ótima ideia.

    —Farei isso, "Meistre" Asdulgfor.

    Eu comento tendo certeza que agora ele iria dar um imenso discurso sobre cada casa nobre que iria competir.



    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7456
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Dycleal em Qui Ago 20, 2020 1:39 am

    Arthur ouve o pai em silêncio, sem refutar, apenas olhando-o no rosto atentamente e no fim da fala ele apenas diz: - Será feito com pedes, meu pai. E se dirige a dois combatentes e lhe dá as instruções para que vão a frente, até a estalagem e adiantem as refeições e acomodações com o taverneiro, listando os alimentos preferidos do pai e mandado-os repetir para certificar-se que entenderam.

    Após os dois servos se distanciarem, ele se dirige para a carruagem do tio-avô e encostando na sua janela, pergunta: - Meu venerável tio, tudo bem com a sua saúde nesta viagem cansativa? Precisa de algo que seu sobrinho possa ajudar? Já estamos próximos e mandei dois servos na frente, para adiantar o preparo das refeições e das acomodações. E fica aguardando a resposta do tio.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3544
    Reputação : 70

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Ago 20, 2020 12:05 pm

    [quote="Claude Speedy"]


    O Jogo dos Tronos - ON WuaJB0X

    Asdulgfor escreveu:Você será meu assistente de Meister pessoal e não poderá ficar longe de mim pois me ajuda em muita coisa devido a minha idade muuuuito avançada...-sorriso sarcástico-Na realidade não preciso de ninguém para me ajudar com isso... Porém, essa será a desculpa para que permitam que você fique a meu lado, porém de modo discreto e usando de suas habilidades, circundará pelo local par ouvir conversas alheias, talvez tenhamos algo útil disso.

    Ao que parece o sul das Sete Tiranias era ainda mais fútil do que a região próxima da muralha. Tudo ficava claro, quanto mais os ajoelhadores se afastavam dos campos e se acotovelam para ver quem mais chama a atenção do despota local, mais precisam de tramóias e truques para sobreviver. Ficava claro em nossa viagem que até Asdulfor e seu irmão pareciam ter de fazer esse jogo para terem suas correntes ligeriamente afrochadas diante do tal "rei das Justas".

    Arthur escreveu:- Meu venerável tio, tudo bem com a sua saúde nesta viagem cansativa? Precisa de algo que seu sobrinho possa ajudar? Já estamos próximos e mandei dois servos na frente, para adiantar o preparo das refeições e das acomodações.

    De repente o jovem tão solicitamente se aproxima, perguntando pelas condições frágeis do Meister... Eu só então finalmente entendo que meu "pai" já usa de seus próprios meios de enganação ao se fazer de velhinho indefeso, e faz isso há tanto tempo que até sua família acredita. Esse cargo que os ajoelhadores colocam como um sábio homem da ciência parece ser um tipo de sacerdote sem deuses, cujo figimento de fragilidade ocultando sabedoria seduzia os demais...

    Ao lado da carroça falando com meu pai, assim que escuto que outros homens foram à frente para preparar melhores condições, eu respondo prontamente, evitando que o Meistre sequer responda.

    —Então irei com eles adiantar isso para o Meistre.

    Ignoro o que meu vai venha a pedir.

    Comentava enquanto avançava para alcançar os criados e ir com eles.
    O Warg sabia em seus instintos que nós iriamos trabalhar juntos quando ele chegasse.
    Ninguém melhor do que eu para adiantar o que ele precisa...

    [/size][/font]
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3544
    Reputação : 70

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Claude Speedy em Qui Ago 20, 2020 1:29 pm



    O Jogo dos Tronos - ON WuaJB0X

    Asdulgfor escreveu:Você será meu assistente de Meister pessoal e não poderá ficar longe de mim pois me ajuda em muita coisa devido a minha idade muuuuito avançada...-sorriso sarcástico-Na realidade não preciso de ninguém para me ajudar com isso... Porém, essa será a desculpa para que permitam que você fique a meu lado, porém de modo discreto e usando de suas habilidades, circundará pelo local par ouvir conversas alheias, talvez tenhamos algo útil disso.

    Ao que parece o sul das Sete Tiranias era ainda mais fútil do que a região próxima da muralha. Tudo ficava claro, quanto mais os ajoelhadores se afastavam dos campos e se acotovelam para ver quem mais chama a atenção do despota local, mais precisam de tramóias e truques para sobreviver. Ficava claro em nossa viagem que até Asdulfor e seu irmão pareciam ter de fazer esse jogo para terem suas correntes ligeriamente afrochadas diante do tal "rei das Justas".

    Arthur escreveu:- Meu venerável tio, tudo bem com a sua saúde nesta viagem cansativa? Precisa de algo que seu sobrinho possa ajudar? Já estamos próximos e mandei dois servos na frente, para adiantar o preparo das refeições e das acomodações.

    De repente o jovem tão solicitamente se aproxima, perguntando pelas condições frágeis do Meister... Eu só então finalmente entendo que meu "pai" já usa de seus próprios meios de enganação ao se fazer de velhinho indefeso, e faz isso há tanto tempo que até sua família acredita. Esse cargo que os ajoelhadores colocam como um sábio homem da ciência parece ser um tipo de sacerdote sem deuses, cujo figimento de fragilidade ocultando sabedoria seduzia os demais...

    Ao lado da carroça falando com meu pai, assim que escuto que outros homens foram à frente para preparar melhores condições, eu respondo prontamente, evitando que o Meistre sequer responda.

    —Então irei com eles adiantar isso para o Meistre.

    Ignoro o que meu vai venha a pedir.

    Comentava enquanto avançava para alcançar os criados e ir com eles.
    O Warg sabia em seus instintos que nós iriamos trabalhar juntos quando ele chegasse.
    Ninguém melhor do que eu para adiantar o que Asdulgfor precisa... Arthur só daria o que Asdulgfor quer.




    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1092
    Reputação : 43

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Qui Ago 20, 2020 9:16 pm






    Gylen Snow

    Arthur {@=1091}Dycleal{/@}w' data-id='1091' class='mentiontag' title='Exibir Perfil :: Dycleal'>@Dycleal[/mention] escreveu: ...se o Rei Robert se meter a lutar, não cairia bem... E Gylen, não estou bem certo dos protocolos que regerão o encontro, mas acho difícil que deixem um Snow sentar na mesa do Rei, embora ele seja o Lord com mais bastardos em todos os sete reinos!
     
    Gylen não consegue conter a decepção e nem o riso. Ele pensa no rei como uma figura cinzenta com a pança gorda da melhor comida e do melhor vinho e uma coroa de galhada dourada. Não importa o quanto ele ouça as histórias. Ele sempre pensa no rei assim, arratando uma marreta de guerra grande demais para qualquer outro homem. "Dizem as más línguas que um rei do passado cheio de bastardos começou uma grande guerra só por legitimar seus bastardos. Aegon alguma coisa, não é?" Ele não era especialista em história, especialmente de westeros, mas esse rei era o seu tipo de rei. "Tenho fé que vou escapar das lutas todas... " Ele ia dizer mais, porém o irmão oi atender o pai. Ele olha para Esdres de novo e inveja a capacidade do menino de cavalgar com calma e confiança. Talvez devesse apostar nele nas justas. Mas logo se lembra que o garoto é novo demais e Arthur acabou de pedir para ele perder e isso é sempre ruim para apostas...









    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10335
    Reputação : 78
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Sandinus em Qui Ago 20, 2020 10:28 pm

    O velho terminava de explicar mais algumas coias a Gaspar quando é abordado por seu sobrinho Arthur querendo saber como estava a saúde do velho. De fato, seu corpo era frágil, não tinha mais condições de lutar utilizando-se de arma e armadura apesar de quem observa-lo perceber que os velhos músculos da juventude ainda resistem amolecidos em disparidade a uma barriga um pouco acima da média e pelo histórico de poucas doenças o acometendo mesmo nessa idade.

    Porém a força de Adulfor estava em seu conhecimento vasto sobre quase tudo, um excelente médico, tratador e treinador de animais, sua habilidade de prever o futuro bem como e tomar o controle de mente dos animais e pessoas de mente fraca.

    Antes que ele pudesse responder, Gaspar dizendo o que faria e saindo da carruagem. O velho apenas acena positivamente e volta-se para seu sobrinho.

    -Ah, meu sobrinho, fico feliz por sua preocupação, mas eu não gastei uma fortuna a toa nessa carruagem, ela é bem confortável e acolhedora. Diga-me, como estão as coisas já estamos chegando? Estou faminto, agradeço pro ter adiantado isso, o Gaspar cuidará de minha comida, não posso me enfartar de uma gordurosa e sangrenta carne de porco- o velho chega a salivar- preciso de algo mais leve, deixo essas coisa para vocês que precisam de força. hahaha.

    O velho respira fundo, tosse um pouco e volta-se pra seu sobrinho:

    -Mas diga-me, quais as expectativa para a chegada e o grande evento em Porto Real? Já está pensando num esposa? Se não, deveria.
    Alexyus
    Troubleshooter
    Alexyus
    Troubleshooter

    Mensagens : 775
    Reputação : 41

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Alexyus em Sex Ago 21, 2020 1:04 am

    Antes que os soldados, acompanhados de Gaspar, pudessem se adiantar muito da caravana, um calafrio diferente daquele causado pelo frio que vem com a garoa percorre suas espinhas quando um bando de corvos levanta voo, crocitando e grasnando logo à frente na estrada.

    Sobrepujando o cheiro da vegetação molhada pela garoa vocês podem sentir o fedor da morte soprado pelo vento.

    Em um pequeno barranco ao lado da estrada estão os corpos de três homens — um deles pouco mais que um garoto. Nada além de suas roupas de baixo, sangue e lama cobrem-nos, e ferimentos visíveis são testemunhas da morte violenta que sofreram. As órbitas vazias de seus olhos, que serviram de banquete para os corvos, são provas silenciosas da maldade dos homens. Quem quer que os tenha matado deve ter levado tudo que eles tinham antes de jogar seus cadáveres na beira da estrada.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3544
    Reputação : 70

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Claude Speedy em Sex Ago 21, 2020 3:33 am



    O Jogo dos Tronos - ON WuaJB0X

    Apesar da chuva ser irritante, o frio não é nada demais.

    Mas o que achamos é assustador.

    Meu pai bem disse que ajoelhadores são vis.

    Isso se confirma quando a primeira coisa que vemos são vitimas de um roubo.
    Deduzo isso de cara por algumas razões evidentes.

    Ficava difícil imaginar que em um clima como esse, com pessoas tão vulneráveis ao frio como são os tiranizados do Sul ajoelhadores não iriam sair na chuva semi-nus em uma chuva como essa...  Certamente foram saqueados, pois um animal comeria a carne e não as roupas deles.

    Me adianto e faço sinal para que os soldados fiquem atentos enquanto eu vou lentamente me aproximando tentando não escorregar para observar o que aconteceu exatamente aqui.

    Pouco antes de me aproximar para mexer nos corpos eu comento.

    —Alguém avise os nobres que encontramos aqui para os demais...

    Tento me aproximar para ver de que forma os três morreram e tudo que eu puder observar, sabendo que certamente a chuva já teria coberto as pegadas, o que seria possível provavelmente seria o tipo de armas que foram usadas pelos agressores.

    —Alguém avise os nobres que encontramos aqui para os demais.

    Me aproximo, tentando ver como os três foram mortos.

    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1092
    Reputação : 43

    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Sex Ago 21, 2020 4:06 pm






    Gylen Snow

    O bastardo percebe o movimento e agitação na frente da caravana. Ele tinha visto os corvos algum tempo atrás. Pequenas manchas negras no céu. Poucos detalhes escapam um homem observador. Mas ele não tinha imaginado o que os homens vieram contar. Homens mortos e pilhados na beira da estrada. Claro que o bastardo foi olhar os corpos. Há muito para se descobrir em coisas assim.

    Ao chegar, lá estava Gaspar analisando as coisas."O que você vê?" Gylen perguntou, mas não olhava para o homem e nem para os corpos. Olhava em volta, procurava uma armadilha. Ou mesmo rastros. Não é como se os mortos fossem levantar, naquele estado não poderiam estar fingindo. Além disso, Gaspar era afiado e chegaria a uma conclusão sólida.

    Empatia pelos mortos? Reservava esse sentimento para aqueles que conhecia. Desceu da montaria e com uma das adagas na mão e a bengala na outra ele anda até mais perto dos corpos. Não pretendia examiná-los antes de ter certeza que não seriam emboscados. Talvez os malfeitores estivessem ali perto. Se estivessem, poderiam atacar seus irmãos. Ou pior, poderiam danificar as carroças e atrasá-los. Não queria perder um segundo sequer do torneio. Por isso olhava em volta com atenção redobrada e olhos espremidos procurando no chão por rastros feitos na terra molhada e entre as árvores por algum espreitador.

    O frio e a água esquecidos.






    [/quote]
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - ON Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Dez 02, 2020 6:15 am