Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    O Jogo dos Tronos - ON

    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 787
    Reputação : 26

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Ter Set 15, 2020 6:14 pm






    Gylen Snow

     
    Gylen ouve a confusão dos seus parentes mais elevados e responde Gaspar com um aceno de cabeça "Guarda um lugar pra mim perto desse fogo. Assim que minhas pernas ficarem retas de novo eu vou aí conversar com vocês dois amigos." Ele imediatamente olha para o ferreiro e arregala os olhos tentando mostrar que nem entendeu nada até ali. Lança mais um olhar triste para a discussão entre os parentes e a estalajadeira. "Então o senhor me diz que é um ferreiro..." Gylen coça o rosto que foi barbeado pela manhã. "Se está indo para o sul deve ter se cansado de fazer armas desajeitas com o mesmo balanço de um porrete. Ou será que o senhor só faz ferraduras e panelas?" Ele tem animação incontida no rosto cheio de humor. O bastardo coloca a espada na mesa e mostra como seu balanço é perfeito equilibrando casualmente a lâmina nua sobre um dos dedos pelo tempo de se contar até a três. Então lenta e cuidadosamente, como se tivesse que tomar cuidado para não se cortar, devolve a espada para a bainha. "Sabe fazer algo assim?" O interesse era genuíno, mas Gylen já tinha sua arma. Não havia urgência na sua voz.

    Então um pensamento divertido vem a sua mente. Uma precaução. Uma aposta contra as vicissitudes injustas do destino. Ele se inclina para a frente com duas moedas de prata na mão. "Prata pela sabedoria, meu senhor com pele de aço. Qual a melhor armadura que um homem pode usar?" Ele pergunta em voz alta. Alguém prestando atenção pode ver as moedas. Logo depois em voz baixa, assim que a mão do homem se fechar nas moedas e a de Gylen se fechar sobre a dele. "Duas perguntas de verdade agora, Horace. Quem são os homens na lareira? E muito mais importante, quem é você para ter um sobrenone tão bom?" Ele imediatamente solta o homem. Não queria causar mal. Só queria não ser ouvido. Se sentando de novo ele ri da própria pergunta. Ele era um Snow e esse homem que não parecia ninguém tinha um sobrenome mais interessante que o dele.

    O bastardo observa Esdres por um instante e decide que assim que o garoto for com a garota para algum lugar ele ficará atento caso alguém o siga. Bela garota. Bastardo sortudo. Não ele, Esdres. Seus ouvidos estão atentos ao homem na sua frente. O ferreiro poderia ser bom ou não. Poderia saber o que ele queria ou não. Mas pelo menos parecia gentil e simpático. Ele merecia as moedas até se suas respostas fossem ruins. Alguém sem sangue azul merecia ter sorte essa noite.









    Alexyus
    Mutante
    Alexyus
    Mutante

    Mensagens : 600
    Reputação : 35

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Alexyus em Sab Set 19, 2020 11:39 am

    BERON & ASDULFOR

    Beron escreveu:- E essa proteção que lhes tem é qual deve continuar agradecida. Como você diz, os cavaleiros estão passando aqui o tempo inteiro, então o fluxo de dinheiro está estável e confortável para atender suas demandas. Não proponho deixar de pagar, entenda... Mas também não posso aceitar um pagamento exagerado. Se o número desse valor for espalhando, você vai encontrar menos interessados a vir. Se esse valor for a normal, bandidos vão estar interessados em fazerem suas visitas para cá. Como disseste, se está firme nesse valor, não vai haver como convencê-los que não tem.
    Asdulfor escreveu:-Pouco importa se o meu irmão mantinha uma segurança um pouco melhor do que a que já temos, a população aumentou, os bandidos também aumentaram, não se trata de uma queda na qualidade do serviço. Além disso, Beron ainda é relativamente jovem, tem muito a melhorar em nossas terras, esse tipo de argumento esdruxulo que você está se utilizando é vago, sem fundamento para justificar esses preços. E mais, se a demanda aumento nada mais justo que você contribuir para a melhoria do reino e da segurança dele contratando mais pessoas para trabalhar e atender a demanda, afinal, se as pessoas tem mais trabalho, menos estão inclinadas a criminalidade, pensamento lógico primário. Não adianta apenas comprar mais produtos se não tem mão de obra para dar vazão e aumentar o lucro, sendo assim, mesmo com mais pessoas contratadas pelo crescimento do lucro o aumento dos preços seriam menores do que o que você propõe. Mas, pelo visto, você prefere explorar a exaustão seus pouquíssimos funcionários e ficar rica as custas deles... Então diga-me, eles são seus escravos? Ou você os enxerga como tal? O que eu estou enxergando aqui é nada mais do que a personificação do egoísmo e da ganância descontrolada de uma estalajadeira que quer explorar, pobres trabalhadores e nobres simplesmente por serem o que são... Infelizmente as pessoas precisam desse emprego para sobreviver... E quanto a nós, nobres, o que você pensa? Que devemos ser explorados? Olhe para minha pele enrugada e esta grande barba, passei grande parte de minha vida estudando um pouco de tudo e farejo malícia de longe, não irá nos enganar, para sua sorte Lorde Beron é piedoso e paciente, mas até a paciência possui limites, sugiro não abusar...

    Masha começou a parecer positivamente ofendida, não tanto com Beron, mas com Asdulfor. Mesmo assim, continuou a responder ao Lorde Felinight:

    - Não reclamo dos ganhos, milorde, mas dos gastos! Tenho que comprar caça todos os dias, comprar mais galinhas, pegar mais água e trabalhar muito mais! Eu não posso pedir para as minhas crianças fazerem tudo, elas só ajudam no que podem; aliás, a maioria delas é órfã de pai devido a esses salteadores de estrada que não existiam nos tempos do velho Lorde Felinight!

    Ela deu uma arquejada e continuou com desprezo:

    - Quando nobres aparecem falando de ser explorados, isso é uma piada de mau gosto que nem os Sete nem os Deuses Antigos acham graça! Já disse, Lorde Beron Felinight: se não quer pagar o preço que eu cobro, pode voltar à estrada! Com o movimento desses dias, em poucas horas aparecerá outro lorde querendo o mesmo serviço, mas menos sovina. E se ameaçar impôr os preços que eu devo cobrar, coisa que nem o seu pai jamais fez, eu vou me queixar ao Lorde Stark!



    INTRIGA:


    INTRIGA escreveu:Recomeçando o passo-a-passo

    Passo Um: Tipo
    É uma intriga comum, envolvendo 3 participantes (Asdulfor, Beron e Masha).

    Passo Dois: Cena
    O local não é apropriado para conduzir a intriga (exigências nobres na frente de outros clientes da estalagem) +6 na Defesa de Intriga de Masha.

    Passo Três: Objetivo
    O objetivo de Beron e Asdulfor é conseguir um Serviço. O de Masha é limitar o pedido do Serviço. Ambos diferem sobre o valor do Serviço.

    Passo Quatro: Postura
    @Godscorpse definiu a Postura de Beron como Desgostosa o que lhe concede um Valor de Postura (VP) 5. Com a saída de Lícia da conversa, a Postura de Masha cai para Maliciosa, dando-lhe um VP 7.

    Passo Cinco: Iniciativa
    O Status de Beron é superior ao de Masha, ele continua agindo primeiro, e ela reagindo.

    Passo Seis: Técnica
    -Beron usou Intimidação: ele ataca com (Persuasão 4 + especialização Intimidar 2 = 6 dados, escolhendo os 4 melhores) e causará Influência igual à sua graduação em Vontade (3).  A Defesa em Intriga de Beron é 13 e sua Compostura é 9.
    -Masha usa Barganha: ela tem Persuasão 3 e Barganha 2, então lançará 5 dados para atacar  e escolherá os três melhores resultados. A Defesa em Intriga de Masha é 6, com um bônus de +6 pela Postura, no total de 12, e sua Compostura é 9.

    Passo Sete: Interpretação
    Masha ganhou 2 dados a mais pela réplica contra Beron, então vai rolar 7 dados.

    Passo Oito: Ações e Testes
    - Beron rolará 6d6 e eliminará os 2d6 menores contra a Def Int 12 de Masha.
    - Masha rolará 7d6 e elimina 2d6 menores.

    Passo Nove: Repetição
    Se nenhuma das composturas cair a 0, a Intriga continua na próxima rodada.

    Passo Dez: Resolução
    Quando a Compostura de um dos dois cair a 0, esse é derrotado e a intriga termina.


    ESDRES

    \"Esdres escreveu:- É.. La vai ser um evento e tanto, pessoas de toda Westeros estarão la. E sim, vou competir sim, venho treinando minha vida toda por este momento, e tenho certeza que vou mostrar a todos lá o merecimento de meu treinamento. *tomaria um gole de vinho ou de hidromel agora, mas Brenna não tinha o servido ainda* - Já deve ter conversado com muitos competidores, e olhando pra mim, acha que eu tenho alguma chance?

    Brenna deu uma coradinha e respondeu:

    - Não saberia dizer, milorde, eu nunca vi um torneio pessoalmente...

    Esdres escreveu:- É verdade Brenna? Está trabalhando interruptamente desde quando? Não poderia ser explorada desse jeito. Deveria tirar um descanso!

    Brenna sacudiu a cabeça, balançando os cachos ruivos:

    - Não, milorde, não foi isso que eu quis dizer! Nós fazemos turnos de trabalho e descanso; enquanto alguns trabalham outros dormem. Mas nas últimas semanas o ritmo de trabalho está sendo muito além do que o normal. A própria senhora Heedle quase não descansa, porque sempre tem que receber novos clientes. Estamos todos cansados...


    GYLLEN

    Gyllen escreveu:"Então o senhor me diz que é um ferreiro..." Gylen coça o rosto que foi barbeado pela manhã. "Se está indo para o sul deve ter se cansado de fazer armas desajeitas com o mesmo balanço de um porrete. Ou será que o senhor só faz ferraduras e panelas?""Sabe fazer algo assim?"

    O velho Horace admirou a espada com um olhar tecnicamente analítico, e por fim acenou e sorriu:

    - Esse é uma boa lâmina de aço, milorde! Aço bom, forjado em castelo! Não sei quem a forjou, mas com certeza era um especialista! A maioria dos competidores do torneio se contentarão com armas bem inferiores, ou porque é o que podem pagar ou porque não desejam arriscar valiosas heranças de família em lutas de exibição. Mas sim, se me der o metal e os intrumentos necessários, e o tempo certo, e o pagamento justo, sim, sou capaz de fazer o mesmo!

    Gyllen escreveu:"Prata pela sabedoria, meu senhor com pele de aço. Qual a melhor armadura que um homem pode usar?"

    O velho riu enquanto seus olhos brilhavam em direçãos às moedas de prata. Ele respondeu tão rapidamente quanto um ébrio poderia:

    - Ah, milorde, disso não há dúvida! Uma boa armadura de placas, de bom aço, com placas bem unidas! é a melhor proteção que se pode ter, e pode garantir que mesmo alguém que não lute bem sobreviva aos primeiros golpes, que vão derrotá-lo mas não irão matá-lo! Com o peitoral bem protegido, sua segunda preocupação deve ser o elmo: nada de elmos cheios de enfeites e esculturas, havia um lorde cavaleiro famoso por arrancar essa bobagens dos adversários derrotados, e isso é só desperdício de bom metal! Não, um bom elmo, totalmente fechado, com um espaço pequeno para os olhos, e uma viseira para proteger  mais os olhos, isso sim! Braços e pernas são igualmente importantes, mas ferimentos neles raramente são mortais; além disso, eles têm articulações, que precisam de proteções móveis, assim você pode bater e até quebrar algum membro, mas não vai morrer de uma hemorragia...

    Horace estava empolgado com o tema, e parecia pronto a tagarelar por horas sobre os diversos tipos de armaduras e as variações de cada peça e as vantagens e desvantagens de cada uma. Gyllen teve que aproveitar um respiro do velho para continuar a falar:

    Gyllen escreveu: "Duas perguntas de verdade agora, Horace. Quem são os homens na lareira? E muito mais importante, quem é você para ter um sobrenone tão bom?"

    O experiente ferreiro/funileiro quase engasgou com a indagação e teve que se esforçar para recuperar o folêgo e responder:

    - Ah, aquele homem tomando chá perto da lareira já estava aqui quando cheguei. Tentei puxar conversa com ele, mas o sujeito é bem antipático. É um mercenário, também a caminho de Porto Real, mas parece que pegou uma gripe e ainda está se recuperando. Creio que se chama Corvin. O outro entrou quase junto com vocês, e puxou briga com o lorde mulherengo ali, mas realmente não sei nada sobre ele...


    GASPAR

    O homem junto à lareira tinha observado o início da discussão entre Gaspar e Esdres, e voltou um olhar desconfiado quando Gaspar voltou ao lado dele na lareira.

    - Por que você estava discutindo com um dos seus senhores? Só serviu pra tomar uma bronca! Acha que pode se comportar na companhia deles, ou ainda é meio selvagem?

    Os olhos do homem eram brilhantes à luz do fogo, e se apertavam enquanto focava todos os detalhes ao seu alcance. Sua expressão não era muito receptiva.
    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 787
    Reputação : 26

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Wordspinner em Sab Set 19, 2020 7:03 pm






    Gylen Snow

     
    Gylen estava positivamente impressionado. "Você parece que sabe o que fala." Olha para Brenda e vê que é a única servindo e desiste de vinho rápido. Talvez se fizer uma visita a mesa do irmão menor... Ir mancando e molhado de chuva e suor até lá? Não mesmo. Como aquela menina não estava sentindo o fedor de um dia inteiro no lombo de um cavalo no jovem e corajoso Esdres? Privilégios de nascimento. Ele ri e olha de novo para o ferreiro. "Também sabe o que não dizer, não é? Merece muito as moedas." Se ele não as pegou, o bastardo as vira na mesa e empurra para o ferreiro. "Preciso de uma armadura falsa senhor. O mais leve possível. Feita para parecer exótica e ameaçadora. Mas tem que ser leve. Talvez uns panos para esconder partes onde deveria haver metal e uma ou outra peça de algum metal leve exposto só para brilhar e dar ideia de que tem mais debaixo das dobras extravagantes de tecido. O que acha, senhor Steel? Poderia viajar conosco se disser sim. Segurança até o torneio e umas moedas pelo trabalho fácil." Gylen olha para a lareira e sorri de novo, algo feio e cruel. "Se disser sim e tiver um preço razoável eu nem pergunto mais sobre seu nome." Ele vira o rosto de novo pro ferreiro e faz como se trancasse a boca com uma chave a guardasse no bolso. Sorri sem mostrar os dentes em uma demonstração bem humorada.

    Ele ouvirá o homem falando com Gaspar e os reflexos fizeram sua mão ir a lâmina que acabara de guardar, fizeram o passado voltar também. Mas ele não matava mais as pessoas por serem idiotas, já que ele era um também. Ele suspira e decide que Gaspar ia resolver isso sozinho sem problemas. Ele tinha mesmo era que conseguir vinho. Sivon precisava de vinho. Tarso precisava de comida. Ele tinha que se repreender pela pressa. Os nobres de verdade dariam um jeito. Ele tinha que aprender essas coisas.

    Mais uma respiração. "Me fale de como faria o que eu perguntei de qualquer forma. Mesmo que diga não. Você gosta do assunto e eu gosto de entender armas e armaduras. Então porque não a gente continuar a conversa em um assunto seguro." Ele foca toda atenção no velho ferreiro ignorando o estomago que reclama. Está melhor ali do que perto da lareira. Mas o brilho de fogo em uma ponta afiada chamaria a atenção dele. Será que veria Gaspar em ação?








    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7283
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Dycleal Ontem à(s) 2:09 pm

    Arthur ouve as queixas dos seus arqueiros e diz: - Todos nós estamos cansados, apenas não quebrem telhas, por onde passar, coloquem tochas em locais estratégicos para iluminar os acessos da estalagem e eu me responsabilizo pelas minhas ordem, isso não deve ser uma preocupação sua, assim que acharem os pontos de vigília e como acessa-los direto do terceiro andar, podem descer para se alimentarem, e na vigília, nos revesaremos para todos descansarem, não se preocupem. Ele os despacha com um movimento de mão e se volta para o cozinheiro e diz: - Apenas os controle, e descubra algo, depois vá ajudar a mama Elizabeth nos preparativos para meu pai e meu tio. E se volta para o seu escudeiro, chamando-o para segui-lo.

    A chuva tinha diminuído, mas ainda incomodava e os deixavam mais molhados e abençoa a hora que comprou aquela sobre casaca de qualidade em Braavos, pois realmente o protegia bem da chuva e olha para o jovem e bravo Alvin, ele seria um bom combatente e tinha um coração bom, era atento e atuava com bastante foco, mas apesar de toda atenção que colocarão na inspeção, não conseguiram achar nada de anormal no percurso e parecia reinar a paz naquela noite, em torno da estalagem e por fim chegam a entrada da estalagem.

    Logo que adentram, ouvem um grande burburinho, vê Aurily puxando conversa com pessoas nas mesas e os irmãos Snyder, olhando-o calados, apenas balançando as cabeças, confirmando seja lá o que ele dizia. Vê seu pai e seu tio, em um tipo de discussão com a velha taverneira e se aproxima discretamente da irmã e pergunta baixo no seu ouvido: - O que está acontecendo? Enquanto se aproxima da irmã vê a mama Elizabeth na entrada da cozinha junto com as suas três servas pessoais e aguarda a resposta da irmã.
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1805
    Reputação : 34
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por GodsCorpse Ontem à(s) 2:59 pm


        

           

           

        


               

               
    Vestindo: Casaco de couro negro longo com ornamentos dourados. Gola da jaqueta é assimétrica e aberta, com símbolo da família desenhado na aba. Uma camiseta longa e calças também pretas. Enquanto no norte, tinha ombreiras peludas para proteger o pescoço.

           

               

                   

    Beron sorri e era realmente um sorriso sem malícia. Era fútil a discussão em acordo do que estavam discutindo. Verdadeiros problemas são aqueles a longo prazo, os quais faziam ele sorrir ao considerar. Ele olha para o tio com o mesmo sorriso e dá um tapinha nas costas dele, depois, Beron colocou a mão sobre o ombro da dona da estalagem.


                   

    - Tens razão. Tem muito a fazer com pouca gente. Thomas, pague a senhora o valor que ela pede. - se aproxima - Acho muito curioso o quanto citam meu pai e esquecem que todos os feitos dele enquanto vivo foram carregados por mim e pelo meu tio. Eu terei certeza de lembrar da sua hospitalidade quando retornamos ao lar.


                   

    Beron volta se afasta - O que Asdulfor diz é verdade. Talvez deva ficar de olho em seus vizinhos, pois nosso investimento da segurança persiste. É a ganância o problema. Tomara que não lhe alcance. Tio, por favor. - Beron gesticula para que lhe acompanha, se juntando aos outros no salão.


                   

                   

    - Acredito que a senhora dessa estalagem esteja na necessidade de receber oposição. Me lembre quando voltarmos que vamos encontrar uma família que esteja disposta a iniciar um novo negócio de família. Se o problema da senhora Heedle é mão de obra, acharemos alguém que tenha. Alteremos os impostos também, pois estão com bom movimento e preços altos, podem arcar. - estava com o sorriso de antes, expondo agora o que veio em mente que apaziguou sua raiva - Temos muito a cuidar em Porto Real, só há tanto que devemos perder de compostura à uma velha estaleira. O que ela realmente pode fazer?


                   
    Beron vai sair da intriga e arruinar a vida dessa senhora quando voltar para casa. Fique anotado. >:C
               

           
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 10109
    Reputação : 75
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Sandinus Ontem à(s) 3:37 pm

    O velho pesar de furioso percebe que não adianta discutir, ele teria que engolir seu orgulho ali o que é quase que mata-lo, mas não ficaria assim...Beron encerra a discursão e chama Asdulfor para que saia também seu sobrinho pensou o mesmo que ele, se Beron não falasse antes o velho Adulfor ia tentar parar com aquilo, mas não ficaria assim, não mesmo, aquela mulher teria seu troco e de fato iria se arrepender... O velho lembra do nom Stark e sorri para a mulher.

    -Você disse Starks!? Não seja tola, eu trabalhei na casa dos Starks, eu vi Lorde Eddard Stark crescer... De toda forma, também cansei de você, pode cobrar o que deseja só espero que não nos envenene...

    Asdulfor acena positivamente para Beron e dirige-se com ele até a mesa, discutir era perder tempo e a fome já abatia a todos ali. Porém o plano de Beron de aumentar os impostos e fomentar uma concorrência com a senhora era válido mas era pouquíssimo para Asdulfor que queria uma vingança muito pior, ninguém humilha a família Fenlinight dessa forma a resposta de beron talvez demorasse de mais. Asdulor não decide falar o que tinha em mente para seu sobrinho nem para ninguém, talvez para Gaspar e apenas colocaria seu plano em vigor.

    -Pois bem, concordo com você meu sobrinho, falta concorrência por aqui... Mas de fato a velha senhora parece ter bastante lucro, aumentar os impostos não faria mal...

    O velho recosta-se numa das cadeiras e apenas observa atentamente todo o salão.
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - ON - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - ON

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Set 22, 2020 8:20 am