Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 3 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.




 

    O Jogo dos Tronos - Felinight

    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5043
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Seg Mar 28, 2022 2:11 pm

    Wordspinner escreveu: "Esse sim vê bastante ação. Não sei como se aguenta no torneio." Era realmente admirável. Como ele não ficava cansado?

    —É importante para recuperação o desgaste... então... faz sentido um guerreiro se desgastar ainda mais com mulheres para se curar ainda mais... bom, é o que eu aprendi nas arenas.


    Wordspinner escreveu: "Não esquece esse corvus, não é? Conseguiu alguma coisa? Além de suspeitas, é claro."
    —Não é questão de suspeitas, infelizmente é um fato. Eu o estava observando durante toda a noite, a outra parte da noite foi Lu mei. E ainda colocamos dois guardas de prontidão, meu pai colocou animais pelo lado de fora da taverna. Nenhum de nós o viu sair... nem os animais com faro o rastrearam! Ele só pode ter saído no turno de Lu mei e com ajuda de alguém que estava nos vigiando antes da emboscada... E alguém que consiga lidar com animais e os distrair, isso se o próprio Corvus não souber... Logo, quem esta nos espionando é a mesma pessoa que o ajudou a fugir e alguém que saiba lidar com anim...


    Gaspar fez uma pausa, seus traumas de infância nas caçadas de seus dois pais o assombrou por um momento. Se recompondo, volto-se de novo a ouvir o que Gyllen tinha a dizer.

    Wordspinner escreveu:"É uma juventude estranha essa. Você lutou em arenas em Meeren? Não consigo imaginar. Devem ser memórias que não vão embora."
    Apenas consentiu com a cabeça, pensando que esses nem foram os dias mais sangrentos que viveu.

    Wordspinner escreveu:"Então você roubou dos sacerdotes e eles não esqueceram e vamos converter a casa? Beron sabe disso?"
    Gaspar sentia a empolgação do jovem em sua voz.

    Wordspinner escreveu:"Temos carta branca para agir?"
    Nessa hora foi o ladino quem sorriu, era sabido que ele nunca pedia consentimento, apenas agia e normalmente suas escapadas das regras se davam acobertadas por Lu Mei, ainda assim ao ouvir que o jovem sabia pouco sobre religião, ele continuou.

    São vários deuses, mas a religião dos Sete acreditam de fato em um único Deus, mesmo havendo Sete faces. Os adoradores da Morte em Essos sempre rezavam vendo morte como uma única divindade em cada lugar... Penso que podemos usar isso ao nosso favor. Não é minha intensão converter os Fellinight ao deus da Luz e sim tornar o Deus da Luz e o Deus afogados meros coadjuvantes na fé do ocidente... Agora, quanto ao que você tem é uma suspeita da mulher, mas não tem certeza? Certo? Bom, quem esta nos espionando ajudou Corvin a nos emboscar. Se é certeza que você quer, deve questionar para Lu mei se ela a viu na Taverna também, se viu então é ela... Mas como nem Corvus ela viu partir, pode ser que estamos na mesma...

    Por um instante Gaspar quase duvidou da pobre Lu Mei, mas isso não importava agora. Ele tinha um peixe maior para afogar na luz do único Deus.
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 9044
    Reputação : 161
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Dycleal Seg Mar 28, 2022 2:58 pm

    Arthur se enfurece ao ouvir a dúvida quanto ao seu caráter e honra e de forma arrogante. Ele conta mentalmente até cem e vai abrindo os punhos que cerrara ao ouvir a proposta absurda, principalmente a que apresentava a dúvida quanto a sua honestidade e honra. Mas ele ama Inês e decide dar o ônus da dúvida e achar que ela não entendeu a sua proposta, o que é possível devido a sua origem social e geográfica. E após ter controlado a vontade de explodir em raiva e estar completamente sereno, como se estivesse pensando na proposta durante este lapso de tempo, diz: - Acho que você não entendeu a minha proposta, eu não quero uma mulher passiva, admiro sua inteligência, me apaixonei por ela, quando me apaixonei por você e noto que durante todo o tempo que nos conhecemos, você ainda não me conhece. Eu fui educado no caminho da honra, da honestidade e se eu der a minha palavra, os céus passarão e a minha palavra não passará! Se seu pai me der a chave dos tesouros do seu banco, nenhum senti sairia de lá, apenas entraria como novos investimentos. Não sou perfeito, sou mulherengo, as vezes tolo e muitas vezes insensível, embora tenha melhorado muito com a maturidade da idade e me tornado um modelo de responsabilidade e serei um marido fiel e de uma mulher só. Acredito que somos iguais, por isso me aconselho com você, pois acho que dois pensando agem melhor do que um. Quero você ao meu lado e não atrás de mim como uma moldura, quero você ativa e viva como uma chama, brilhando por todo o nosso reino, quero que o povo lhe ame por você cuidar deles e proporcionar para eles o que a de melhor e não sei porque você pensa que quero tolher sua inteligência e vivacidade. Me magoou muito saber que você não confia em mim, mostrando que não me conhece. Não quero seu dinheiro desta forma, arrogante e como uma concessão desconfiada, eu quero que ele me seja confiado, como você me confiou sua pureza e o seu coração em nossos mais doces momentos de entrega. Eu te amo demais para te guardar em uma redoma, eu quero que você brilhe como uma candeia de ouro, preciosa, iluminada e aquecedora. Eu já lhe falei da minha necessidade, se confiar em mim, eu serei o alvo do dote, e a gestão do projeto será toda sua, não quero que você se frustre para um sacrifício que você não quer fazer, quero a sua conivência e cumplicidade, verdadeiros companheiros para a vida.

    O Herdeiro, está emocionado, colocara para fora seus mais íntimos sentimentos, falara de forma verdadeira e seus olhos brilhavam como duas joias, seu rosto está levemente rubro e se sente cansado pelo esforço emocional que canalizara do seu intimo. Se apoia na cama e diz: - Me perdoe pelo excesso de sinceridade. Mas quero que entre nos só exista a verdade e nada mais que a verdade. O que você decidir, estará bem para mim, não quero brigar com você por coisas materiais e pequenas. Acho que nosso amor deve ser maior que tudo isso. Me dê um pouco mais de vinho e mel, estou me sentindo um tanto fraco, depois desta minha fala.
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Wordspinner Seg Mar 28, 2022 3:05 pm

    Gaspar escreveu:É importante para recuperação o desgaste... então... faz sentido um guerreiro se desgastar ainda mais com mulheres para se curar ainda mais... bom, é o que eu aprendi nas arenas

    O bastardo ri, mais pelo nariz que de verdade. "Não acho que posso discordar." Mas também não concordaria. Deu errado para ele no passado.


    Gaspar escreveu:Logo, quem esta nos espionando é a mesma pessoa que o ajudou a fugir e alguém que saiba lidar com anim...

    "Eu, um ... duelista, por assim dizer..." Ele não entende bem a pausa do outro. "Vejo outra solução. Corvus pode nunca ter saido. Ao menos não antes de nós. O homem pode ter se escondido em algum lugar por lá. Uma entrada nos fundos até um dos quartos. Um alçapão. Ter se escondido no celeiro. Não sei. Mas existem mais possibilidades. Claro que também acho que ele era uma especie de rato vestido de gente." Ele passa a mão na roupa tentando tirar parte da água. Então ele dá de ombros tirando Corvus da mente.


    Gaspar escreveu:... Se é certeza que você quer, deve questionar para Lu mei se ela a viu na Taverna também, se viu então é ela... Mas como nem Corvus ela viu partir, pode ser que estamos na mesma...

    Gylen ouvia atento procurando respostas. "Então você precisa de dinheiro e alcande a as pessoas certas. Essa fantasia vai ajudar como? Me conta o seu plano já que vou considerar sua esquiva uma negação. " Ele verifica se alguma água encontrou suas lâminas. Uma a uma ele verifica elas. "A Lady não está bem, é uma bora hora para não ser percebido, mas hora muito ruim para falhar com a casa." Ele diz sem pensar no que fala. Era só a verdade.
    Izanami
    Semi-Deus
    Izanami
    Semi-Deus

    Mensagens : 6662
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Izanami Seg Mar 28, 2022 4:30 pm

    Apenas seguiu novamente com seu tio até a tenda de sua mãe, não falou nada para as servas deixou que Asdulfor continuasse no comando da situação, mas antes de entrar ainda assim indagou por algo que a incomodava.
    -Desculpe por falar isso agora, mas a prioridade é minha mãe, se tem um meio seguro de abortar a criança devemos fazer isso logo, e não esperar pelo pior, devido a situação dela ser critica neste estado imagina quando tiver numa gestação mais avançada, é um perigo certo perde-la por capricho...
    Era bem fria em seu comentário mas logica, não gostava de seguir a um destino certo, provavelmente sua mãe não aguentaria mais um parto.
    -Eu não queria falar com meu pai, mas vou colocar juízo na cabeça oca dele mais tarde, só tenho que medir as palavras ao dialogar com ele tentando empurrar alguma logica para a vida da minha mãe... Vou trazer alguns livros para começar a estudar aqui no quarto dela e não vou mais sair daqui, enquanto ela não estiver bem...
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2556
    Reputação : 117

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Alexyus Seg Mar 28, 2022 7:40 pm

    MANHÃ DO QUARTO DIA

    ASDULFOR & LÍCIA

    Lady Maria pegou a caneca de leite de papoula e bebeu-a rapidamente, com as mãos trêmulas. Asdulfor ssabia que aquilo deixaria a senhora sonolenta.

    Ela escutou a explicação do meistre sobre a doença que viera junto com a gravidez, parecendo compreender a situação.

    A senhora Felinight pareceu horrorizar-se com a sugestão de Asdulfor em forçar o aborto.

    Lentamente ela disse:

    - Eu já vi isso... em mulheres mais velhas... dá para sobreviver... eu e o bebê... mas a decisão é do Beron...

    Quando o meistre Asdulfor e Lícia saíram da tenda para deixar Maria descansar, encontraram Lorde Beron à espera deles. Estava mortalmente sério, com sombras sob os olhos. Lícia via o pai como nunca o vira antes, mas Asdulfor reconhecia melhor as expressões raras no rosto do sobrinho. Beron estava preocupado, receoso... e com medo.

    O Lorde Felinight olhou diretamente para o meistre e perguntou de pronto:

    - E então?


    ARTHUR

    Inês deu o cálice de vinho com mel a Arthur e disse lentamente, num tom mais frio e cortante:

    - Eu não acho que você está sendo tão sincero quanto pensa, Arthur. Você mesmo se contradisse ao dizer que é um homem mulherengo mas que será de uma mulher só ao se casar. Pode me culpar por não confiar nisso até que você me prove? Da mesma forma, seu amor por sua terra pode ser maior que seu afeto por mim, e isso o levaria a fazer o que você acha que é melhor para a terra em vez de seguir exatamente o que eu projetei. Se não quiser seguir os meus planos, fale de uma vez, e talvez eu reconsidere morar em Westeros. Mas se vai se casar comigo, vai aceitar os meus termos, pois eles são justos e finais. Você vai receber cinco mil dragões de ouro para fazer tudo o que puder para deixar Breakstone Hill no melhor estado possível para o nosso casamento, vai tomar nota de cada vintém gasto, e eu vou examinar tudo daqui a seis meses, e da minha aprovação dependerá a consumação do matrimônio. Está entendido? Vou escrever um contrato nestes termos e você vai assinar e pôr seu selo nele, para provar que sua palavra vale o bastante para ser escrita. 

    Ela ergueu-se, muito ereta e digna e dirigiu-lhe um olhar determinado:

    - Você conhece o lema do Banco de Ferro. "O Banco de Ferro terá o que lhe é devido." No meu caso, eu terei o que desejo. Acostume-se.

    E então ela virou-se para sair.


    ESDRES

    Esdres estava discutindo o assunto de maior relevância com Tygor Wyl.

    - E alguma lesão ou ferimento, sabe se ele teve? *Essa informação seria útil também.

    Tygor negou com a cabeça:

    - Não, Sor Esdres. Ele enfrentou até agora cavaleiros menores e nobres inaptos, e suas vitórias foram fáceis. O senhor será o primeiro oponente de valor a confrontar Shanin.

    - Aproveitando que estamos falando de pessoas de Dorne, fiquei sabendo nesse torneio que meu tio esta defendendo a casa de alcanceleste, Sor Cornel. O senhor o conhece? Qual a relação de sua família com essa casa?

    O Lorde Wyl pensou um pouco antes de responder:

    - Não o conheço. Alcanceleste é propriedade da casa Fowler. O Velho Falcão, é como chamam Lorde Franklyn Fowler, o senhor da casa, que também tem o título de Protetor do Passo do Príncipe. Não sei se o senhor está familiarizado com a geografia de Dorne, mas há apenas dois caminhos por terra entre as Marcas de Dorne e o resto do continente, sendo um deles o Passo do Príncipe e o outro o Caminho dos Ossos; este último dá o título de guardião aos Yronwood de Paloferro. Há uma grande rivalidade entre essas duas casas, remontando há milênios atrás, quando os Fowlers se intitulavam Reis da Pedra e do Céu e Senhores do Passo Largo. Nos tempos da chegada da Rainha Nymeria, o lorde Fowler foi derrotado e vestiu o negro, e a casa Fowler aliou-se à casa Nymero-Martell contra os Yronwood, que acabaram sendo os últimos derrotados antes da unificação de Dorne. A casa Wyl não é aliada nem rival de nenhuma das duas casas, apesar de estarmos mais perto dos Yornwood do que dos Fowler.

    - Tem toda razão Lorde Wyl, vi você conversando com ela na Fonte de Jade, e pelo pouco contato que tive com ela, vi que ela não é comum mesmo. Faz certo em estar fascinado por ela. Mas.. Tenho certeza de que você não é qualquer um também, não é?

    Sor Tygor negou com a cabeça e passou a escutar os conselhos amorosos de Esdres com atenção, mas sem dizer nada. O dornês sabia guardar segredos e Esdres não conseguia perceber se ele estava gostando ou desprezando as admoestações dele.

    Por fim ele disse:

    - Esperarei até o final do seu duelo, sor, e se realmente tiver alcançado meu objetivo, poderei ajudá-lo com prazer.

    Após isso, Esdres se despediu do dornês e procurou suas aias.

    - Meninas, mudança de planos. Eu ja sei quem eu vou enfrentar, será Sor Gennady Shanin, de dorne. Então, preciso que vocês busquem informações sobre ele, estilo de luta, erros, ferimentos, qualquer coisa que me ajude a vence-lo. Acho que Anya, que já é mais interessada em combate, pode ser a melhor para fazer isso. Mas as três podem ajudar, o que me dizem?

    As três olharam para Esdres como se ele tivesse perdido o juízo.

    Beatrix foi a primeira a falar:

    - Com essa chuva toda, ninguém vai querer ficar conversando conosco por mais que alguns segundos! E esse Sor Gennady Shanin não é da nobreza, é? Se fosse, seria mais fácil descobrir alguma coisa sobre ele...

    Anya também ajuntou:

    - Pelo que eu me lembro, ele não é um dos cavaleiros que se machucou, então deve ter tido vitórias sem se ferir até aqui. Guerreiros espertos não deixam transparecer que estão feridos, ou viram presa fácil.

    Foi Daria que se atentou ao fato mais importante:

    - E já é quase hora de o torneio começar, Esdres! Você precisa vestir a armadura e correr para a liça, se não quiser ser desclassificado por estar ausente quando chamarem seu nome!     


    GYLEN & GASPAR

    Linda Snow se retirara depois de medir Gaspar, lembrando-o apenas de um detalhe:

    - Ainda vou precisar do tecido vermelho para poder costurar o que você quer, então até lá, só posso esperar. E cuidar dos meus afazeres antes que o Lorde Snow invente mais alguma coisa para eu fazer!

    E saiu, deixando os dois conversarem à vontade.


    MAEHRA

    A violinista ainda se lembrava da partida abrupta do Lorde Renly Baratheon na noite anterior, e não tinha certeza se seus apelos charmosos tinham penetrado a fachada confiante e cortês do irmão do rei Robert.

    Maehra se despediu de Chataya, que a tratou carinhosamente, assim como Alayaya.

    A hora já era bem avançada quando a carruagem dos Felinight, conduzida por Aubrey Abyss chegou.

    - Desculpe a demora, senhorita! As ruas estão terríveis com essa chuva, e as trilhas pelos acampamentos estão ainda piores. Permita-me ajudá-la com sua bagagem. Sei que a hora está bem adiantada, deve ser quase hora das lutas do torneio começarem. Quer ir direto para o acampamento ou prefere parar na arena para ver as lutas e voltar ao acampamento depois?
    Izanami
    Semi-Deus
    Izanami
    Semi-Deus

    Mensagens : 6662
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Izanami Seg Mar 28, 2022 10:41 pm

    - E então?
    Apenas cruzava os braços se afastando da porta e falando baixo
    -Quer que eu fale o que tens que fazer papai? Vai ter que bancar o Senhor de Terras malvado e pedir para a mamãe abortar a criança. Não tem o que pensar, mas claro isso se for possível um aborto com cem por cento de chances que não aconteça nada a minha mãe...  Mantinha os braços cruzados e falava baixo para sua mãe não escutar novamente.
    -Deve evitar ao máximo estressar a minha mãe, eu não vou perdoar ninguém e não importa quem seja se prejudicarem ela... O Senhor já tem quatro filhos o Arthur já está bem encaminhado a seguir seus passos, não precisa matar a minha mãe só pela dadiva de outro filho...NÃO coloca a vida dela em perigo deixe de ser egoísta ou orgulhoso, vai lá conversar com ela e explique a situação de seu ponto de vista... Saia de perto do seu pai não aguentava encarar ele por muito tempo, tantas escolhas e ações estupidas poderiam ser contagiosas.
    -Pense bem no que vai decidir, vou para meu quarto estudar sobre os sintomas da mamãe, e eu juro pelo meu nome e pela minha família, que se o senhor for egoísta nossa ligação familiar termina aqui... Não vou permitir que o senhor brinque com a vida da minha mãe... Já não me agrada muito a ideia de me submeter as suas vontades, agora mais do que nunca só farei isso por agrado a minha mãe que no momento não pode se estressar, não quero preocupa-la com nada, mas não precisa dirigir a palavra a mim ou faça como vem fazendo ultimamente esqueça que eu existo ou sou sua filha, tanto faz...
    Falou tudo aquilo na frente do seu tio e não importava mais nada, já estava a dias perdida no que fazer e presa ali, agora tinha apenas que focar na cura de sua mãe.
    -Então senhor meu tio fale logo é uma ação de confiança e segura um aborto no inicio da gravidez?




    OFF:
    Chutei o balde. Agora sim o relho come Razz
    Ai. meu bumbum, vou ficar uma semana deitada de bruços da surra que vou levar...
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5043
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Seg Mar 28, 2022 11:06 pm


     
         
         
     

             

                 
                 
                     
                 
             

         

             

                 


    Gaspar vestia seu capuz

    —Posso então tentar descobrir sobre a mulher que me falou, me acompanhe e me conte onde acha-la. Assim como você pode me ajudar a encontrar os sacerdotes vermelhos. Você de se expor mais do que eu diante deles... E eu mais diante da dama. Trocando nossos alvos, podemos conseguir mais informações. Vou ver se Lu mei pode te ajudar nisso.

    Conversava enquanto saia para procurar seu pai ou Lu Mei, quem quer que estivesse no caminho primeiro...


             

         
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Wordspinner Seg Mar 28, 2022 11:53 pm

    Gaspar: E eu mais diante da dama. Trocando nossos alvos, podemos conseguir mais informações. Vou ver se Lu mei pode te ajudar nisso.

    "Não é um jogo que eu faça muito bem. Mas é um jogo que me agrada." Ele diz pensando enquanto vê o outro andando para a saida.

    "Certo, tem um novo interessado nessa coisa de religião. Vou procurar o povo de R'hlor." Ele diz mancando para a chuva. Ele tenta medir o tempo e decide que precisava ter certeza então segue na direção do torneio. Queria ver o que pudesse o mais cedo possível. Talvez a arrumação do torneio, talvez a chegada dos Lugus e quem sabe algum padre vermelho.

    "Gaspar, seu alvo é fácil de encontrar. Senhor Abyss vai ao seu local de trabalho todos os dias levar a violinista ou buscá-la. Linda é o seu nome de trabalho." Finalmente o bastardo deixa Gaspar se afastar sem fazer esforço para acompanhá-lo. Tinha um lugar para ir. Iria ao torneio o mais rápido possível. Sorte que tinha mandado prepararem uma carruagem.


    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 11721
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Sandinus Ter Mar 29, 2022 1:02 pm

    Asdulfor houve a afronta de Lícia assustado, sabia que ela já estava no fim de sua paciência com toda a situação, além disso, ela era ainda uma adolescente, messa idade é comum rebeldia, mas as palavras que ela se utlizou para se dirigir a sei pai deixou o velho preocupado e antes mesm dela terminar, ele intervém.

    -Antes de qualquer coisa, mesmo diante dessa afronta de Lícia, sugiro que mantenha a compostura e o tom baixo, Beron! Lady Maria não pode se estressar e se ela ouvir que vocês estão brigando ela pode até falecer! Eu explicarei tudo e assim que terminar você castiga Lícia. Quanto a você Lícia, vá para sua tenda agora! Deixe que eu e seu pai resolvemos essa questão, depois você se entendem! - Ele espera os ânimos se acalmarem e Lícia se retirar para explicar a Beron a situação. Assim que as coisas esfriam ele pigarreia e pega num dos braços de Beron e o conduz caminhando pelo pavilhão. -Os sintomas de Lady Maria são de pré-eclâmpsia, uma doença hipertensiva. A pressão do sangue nas veias de Maria está muito alta por causa da gestação. É uma doença séria e deve ser acompanhada de perto, toda a rotina da Lady deve ser refeita, bem como a sua alimentação deve mudar, primeiro a proibição dela comer coisas que contenam Sal e segundo, basear a alimentação dela exclusivamente a base de plantas, a carne animal não é boa para quem tem esse problema.

    Asdulfor para para que Beron absorva as informações e continua:

    -Infelizmente, eu não recomendaria que essa gestação seguisse, sei que um filho é uma dádiva, mas se as coisas não ocorrerem bem, tanto seu filho como Maria podem vir a óbito e levando em consideração a gestação estar no início e já causar esses problemas, a tendêncio é piorar cada vez mais. Se decidir por abortar a criança, esse é o momento, mais para frente as consequência para Lady Maria poderão ser pior. -Balança a cabeça negativamente suspoirando- E antes que venha me indagar o porque de contar para Lícia, é que de fato, depois de mim, ela é a melhor em medicina e tartamentos e quando soube dessa situação decidiu que iria se dedicar mais a medicina sob minha tutela para cuidar da mãe, caso você decida seguir com a gestação. Quanto ao comportamento de Lícia, ela tem apenas quinze anos, você tinha um quê de rebeldia também nessa idade! Não pode puni-la tão severamente por este comportamente, é um comportamento comum com jovens nessa idade. Se preferiri irei conversar com ela sobre hoje antes de você.

    O velho olha Beron nos olhos e continua:

    -Já temos problemas e inimigos externos de mais, não devemos nos deixar levar por estes problemas internos. Pense nisso antes de castiga-la e com dois problemas para tratar, Lady Maria e Arthur, eu não poderei continuar minha espionagem e investigação com os animais...

    Ecerrava Asdulfor, aguardando o Pronuinciamento de Beron.
    Pikapool
    Garou de Posto Cinco
    Pikapool
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2238
    Reputação : 67

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Pikapool Ter Mar 29, 2022 11:28 pm


       
           
           
       

               

               
    Informações

    • Mote: Sou a última da minha casa, e cabe a mim garantir que seus nomes se tornem lendas!

    • Itens Carregados: Todos meus pertences.

    • Vestimentas: Camisa preta, calças pretas, casaco com capuz preto, botas pretas e um cachecol preto.


           

               

                   

    Aquele clima chuvoso só servia para me deixar ainda mais angustiada. Porém, tal angustia não se dava pela espera sem fim da carruagem, mas sim pela forma como a noite anterior havia terminado. Apesar de toda cordialidade e amabilidade de Renly, ele não havia dado vestígios se gostaria de encontrar-me mais uma vez futuramente.



    Estava sentada de pernas cruzadas refletindo sobre os acontecimentos. No entanto, o movimento frenético de meu pé denunciava minha ansiedade. Movimento que só foi interrompido quando a voz de sor Aubrey tomou minha atenção.



    - Não há porque se desculpar, sor Aubrey. - Sorri gentilmente. - Obrigada. - Disse ao entregar-lhe minha bagagem. - Vamos direto para a arena, sor Aubrey. - Estendi a mão para que o cavaleiro me ajudasse a subir na carruagem.



    Sabia que o caminho seria tortuoso e demorado até a arena devido as condições das ruas. Então, tratei de passar o tempo jogando conversa fora com sor Aubrey. Isso até tocar no assunto sobre o torneio.



    - Sor Aubrey, eu ouvi dizer que Renly Baratheon, irmão do rei está no torneio. - Reclino-me curiosa. - Saberia dizer-me qual dos cavaleiros seria ele? - Concluo aguardando ansiosa por uma resposta.



    Possivelmente não chegaríamos a tempo de todos os combates, mas esperava ao menos ter a sorte de poder presenciar a justa de Renly. Ainda mais que agora como parte da casa Felinight, teria acesso aos "bastidores".


               

           
    DariusNovadek
    Troubleshooter
    DariusNovadek
    Troubleshooter

    Mensagens : 820
    Reputação : 15

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por DariusNovadek Qua Mar 30, 2022 5:53 pm

    Sor Tygor escreveu:- Não, Sor Esdres. Ele enfrentou até agora cavaleiros menores e nobres inaptos, e suas vitórias foram fáceis. O senhor será o primeiro oponente de valor a confrontar Shanin.

    Esdres suspirou mais uma vez, não podia ser derrotado por aquele cavaleiro, não queria. Seria ele considerado mais um oponente fácil para ele?

    Quando Esdres perguntou sobre a nova casa de seu tio, Sor Tygor pareceu não se importar com ela, e estar até propenso a estar contra. Isso agradou Esdres, ele bem que podia ser alguém mandado pelo seu tio.

    Por fim quando deu conselhos sobre como conquistar Linda, Sor Tygor não demonstrou reação. Só quando Esdres terminou que se deu conta que um chá quente não era a melhor bebida para conversar sobre esse assunto. Mais tarde talvez o chamaria para beber, e talvez tocaria no assunto de novo, deixando ele mais a vontade com o álcool.


    Sor Tygor escreveu:- Esperarei até o final do seu duelo, sor, e se realmente tiver alcançado meu objetivo, poderei ajudá-lo com prazer.

    Esdres se levantou e apertou a mão do cavaleiro.

    - Logo estará empunhando sua espada novamente, Lorde Wyl. Até breve.

    E com um sorriso no rosto o acompanhou até a saída da tenda. Após isso foi até suas aias, e na sua euforia passou ordens sem pensar. Elas mesmas jogaram a realidade para Esdres, e Daria inclusive o lembrou que já estava quase na hora do embate acontecer. Esdres se sentou, e levou a cabeça até suas mãos, para se acalmar, e depois disse as suas aias.

    - Me desculpe, meninas.. A vontade de ganhar é enorme, que acabei nem pensando direito. Como iria fazer vocês saírem numa chuva dessas? Está certo, já está quase na hora, e tenho que me arrumar. Vocês me ajudam demais meninas, desculpem-me sugerir algo tão em cima da hora e sem pensar. É que.. Está sendo tão bom participar desse torneio.. Não.. Quero sair..

    As ultimas palavras de Esdres saíram engasgadas. Estar naquele torneio trouxera sobre Esdres uma atenção incrível, inclusive de seu pai. Não atraia olhares pra si apenas fazendo as loucuras e devassidões que fazia antigamente, agora, muitos o olhavam como um nobre cavaleiro. Logo se recompõe da emoção, não queria se demonstrar tão fraco.

    - Bom, que os deuses antigos e os novos me ajudem. Por Favor, Beatrix, chame Tasso e Sor Olac e Sor Ruud para me ajudar. Daria, Anya, podem me ajudar a já ir se preparando para colocar a armadura?

    Enquanto se arrumava, Esdres se recompunha e meditava para que os Deuses antigos o ajudassem em mais uma etapa. Quando Sor Olac e Sor Ruud chegaram para ajuda-lo, Esdres os cumprimentou educadamente, e começou a conversar com eles, perguntou para Sor Ruud o que tinha achado de seu pai, e se estava se adaptando bem a sua nova casa. Depois virou para Sor Olac e perguntou:

    - Sor Olac, hoje está chovendo desde o começo do dia, creio eu que as condições farão a justa ocorrer fora da situação normal. Você que tem experiência em usar o ambiente em volta durante o combate para tomar vantagem, tem algum conselho que possa me ajudar nessa liça?

    Após estar todo paramentado, Esdres saiu de sua tenda, levou consigo seu machado de duas mãos. Não iria usa-lo naquele dia, mas coloca-lo nas costas e caminhar até o torneio traria uma imagem de empoderamento, segundo Esdres. No caminho para o torneio, seguido de sor Ruud, sor Olac e Tasso, Esdres ia cumprimentando com acenos a Plebeus que o reconhecia. Ao chegar na arena, procuraria por Wynafryd, e, nem que fosse a distancia, procuraria cumprimenta-la. Não saberia se ela estaria por causa da chuva, mas valia a pena tentar.
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 9044
    Reputação : 161
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Dycleal Sex Abr 01, 2022 11:52 pm

    Arthur vê Inês se virando para se afastar e sair. Ele a chama: - Calma querida, volte aqui, ainda não terminei. As vezes esqueço que você é uma contratualista, filha de uma banqueiro e que eu sou apenas o garoto que veio do outro lado do mar, do norte gelado e rústico. Obrigado por me lembrar. Tenho orgulho disto. Bem, vou conversar com meus familiares sobre os termos que conversamos, senão serão apenas conversas e nada mais, por favor, deixe os croquis do projeto, para eu advogar sobre eles para o meu pai e para o meu tio e depois me dê a honra de jantarmos juntos, aqui na barraca, mais tarde, estarei com a cabeça mais tranquila e já terei absorvido melhor o que me falou. É possível... Ficarei ansioso por este reencontro. E volta a se reencostar nos travesseiros com visível dor no rosto.

    O herdeiro após a saída da sua amada, faz sinais para os servos e pede que comunique a seus irmãos, para seu pai e tio que precisa conversar com eles, o mais breve possível.
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2556
    Reputação : 117

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Alexyus Seg Abr 04, 2022 1:05 pm

    MANHÃ DO QUARTO DIA

    ASDULFOR & LÍCIA

    As falas de Lícia pareceram pegar Beron de surpresa, mas à medida que ela ia descarregando as falas, tanto ela quanto o meistre conseguiam ver uma mudança nos olhos de Beron.

    Spoiler:

    Lícia já estava antecipando o tapa que levaria, e chegou mesmo a senti-lo em sua mente.

    Spoiler:

    Mas Asdulfor inteveio antes que o lorde reagisse.

    -Antes de qualquer coisa, mesmo diante dessa afronta de Lícia, sugiro que mantenha a compostura e o tom baixo, Beron! Lady Maria não pode se estressar e se ela ouvir que vocês estão brigando ela pode até falecer! Eu explicarei tudo e assim que terminar você castiga Lícia. Quanto a você Lícia, vá para sua tenda agora! Deixe que eu e seu pai resolvemos essa questão, depois você se entendem!

    O lorde ouviu o meistre, e a voz de Beron saiu baixa e cortante como um punhal rasgando entranhas:

    - Você me envergonha. Vá para sua tenda e fique lá até que eu diga o contrário.

    Virando-se para os servos próximos, Beron levantou a voz para dar uma ordem clara:

    - Krotalus! Escolte essa minha filha e garanta que ela fique em sua tenda até segunda ordem. Ela não deve sair sob nenhuma circunstância. Entendido?

    O enorme cavaleiro assentiu e segurou os ombros da jovem nobre e conduziu-a para sua tenda, quase fazendo-a arrastar os pés, deixando o lorde e o meistre do lado de fora da tenda de Lady Maria.


    ASDULFOR

    -Infelizmente, eu não recomendaria que essa gestação seguisse, sei que um filho é uma dádiva, mas se as coisas não ocorrerem bem, tanto seu filho como Maria podem vir a óbito e levando em consideração a gestação estar no início e já causar esses problemas, a tendêncio é piorar cada vez mais. Se decidir por abortar a criança, esse é o momento, mais para frente as consequência para Lady Maria poderão ser pior

    Beron ouviu as explicações de Asdulfor com atenção, e o velho sabia que o sobrinho era inteligente o bastante para entender bem a questão. O lorde ficou um momento em silêncio e finalmente perguntou com voz quase sumida:

    - Tem certeza que o risco de morte é iminente? Não há nenhuma chance de ela conseguir carregar essa criança até o nascimento?

    E antes que venha me indagar o porque de contar para Lícia, é que de fato, depois de mim, ela é a melhor em medicina e tartamentos e quando soube dessa situação decidiu que iria se dedicar mais a medicina sob minha tutela para cuidar da mãe, caso você decida seguir com a gestação. Quanto ao comportamento de Lícia, ela tem apenas quinze anos, você tinha um quê de rebeldia também nessa idade! Não pode puni-la tão severamente por este comportamente, é um comportamento comum com jovens nessa idade. Se preferir, irei conversar com ela sobre hoje antes de você.

    Isso pareceu quase reacender a fúria que a preocupação com a esposa tinha encoberto na disposição de Beron.

    - Eu nunca falei assim com o meu pai, e o senhor é testemunha de que ele administrou essa casa muito pior do que eu! Se ela falasse assim com Cornell, ele arrancaria a língua dela e a mandaria para se tornar uma irmã silenciosa! Qualquer um dos meus irmãos a puniria muito severamente! Eu a criei no que achei ser o melhor modo, dando-lhe instrução e consciência sobre a estabilidade da casa, dei-lhe fundos para garantir seu conforto futuro.e acreditei ter-lhe ensinado um mínimo de respeito! Terei errado e deverei agora arcar com as consequências dos meus erros? 

    Beron suspirou fundo, tentando recuperar a calma.

    - Vá falar com ela, meistre Asdulfor, e tente colocar algum juízo na cabeça dela. Vou afastar os outros servos dela, e esperarei o melhor momento para ter uma conversa séria e definitiva com minha filha rebelde.

    -Já temos problemas e inimigos externos de mais, não devemos nos deixar levar por estes problemas internos. Pense nisso antes de castiga-la e com dois problemas para tratar, Lady Maria e Arthur, eu não poderei continuar minha espionagem e investigação com os animais...

    Beron sacudiu lentamente a cabeça e falou:

    - Temos problemas demais, eu passo os dias imerso em negociações e conspirações, tive que delegar o comando de nosso acampamento ao Gylen, tenho que assistir Esdres no torneio, me preocupar com a recuperação de Arthur e agora com a saúde de Maria. Eu sei de tudo isso, e você acha que eu tenho tempo para lidar com a rebeldia de uma filha ensandecida? E você também, meu velho tio?! Fale com Lícia, mas não perca tempo demais com isso, sua prioridade deve ser a Lady Felinight e depois a recuperação de Arthur. 

    Ele moveu-se, dizendo a Asdulfor na passagem:

    - Vou ficar com minha esposa agora e pensar em tudo isso. Volte assim que puder, meistre.


    LÍCIA

    Krotalus levou Lícia até sua tenda e a fez entrar nela, sentando-se à entrada para montar guarda.

    Lícia não tinha livros em sua tenda, muito menos livros de medicina que versassem sobre gravidezes de risco. Livros eram objetos raros e valiosos que necessitavam ser guardados com cuidado, e na tenda de Lícia havia apenas seu leito, um balde, seu baú de roupas e nada mais. O espaço comportaria mais uma cadeira ou mesa pequena, mas não muito mais do que isso.


    ARTHUR

    Arthur vê Inês se virando para se afastar e sair. Ele a chama: - Calma querida, volte aqui, ainda não terminei. As vezes esqueço que você é uma contratualista, filha de uma banqueiro e que eu sou apenas o garoto que veio do outro lado do mar, do norte gelado e rústico. Obrigado por me lembrar. Tenho orgulho disto. Bem, vou conversar com meus familiares sobre os termos que conversamos, senão serão apenas conversas e nada mais, por favor, deixe os croquis do projeto, para eu advogar sobre eles para o meu pai e para o meu tio e depois me dê a honra de jantarmos juntos, aqui na barraca, mais tarde, estarei com a cabeça mais tranquila e já terei absorvido melhor o que me falou. É possível... Ficarei ansioso por este reencontro. E volta a se reencostar nos travesseiros com visível dor no rosto.

    Inês observou Arthur com olhos duros, e após um momneto de silêncio, virou-se e retirou-se sem dizer nenhuma palavra.

    O herdeiro após a saída da sua amada, faz sinais para os servos e pede que comunique a seus irmãos, para seu pai e tio que precisa conversar com eles, o mais breve possível.

    Arthur teve que chamar em voz alta acimma do som da chuva para ser ouvido por alguém. 

    Após alguns momentos, Mary Snow e Daise Wull entraram, com águas nos cabelos e nas vestes.

    Elas ouviram as instruções e assentiram, saindo para cumprir suas ordens.

    Passou um bom tempo até que alguém regressasse, e esse alguém foi Daise, que informou:

    - O senhor Esdres já partiu para a arena do torneio. Gylen Snow saiu com uma carruagem. A senhorita Lícia foi confinada na própria tenda e está sob a guarda de Krotalus, que não me permitiu falar com ela.

    Levaria ainda mais tempo para que Mary Snow ou outra pessoa viesse a Arthur.


    ESDRES

    - Me desculpe, meninas.. A vontade de ganhar é enorme, que acabei nem pensando direito. Como iria fazer vocês saírem numa chuva dessas? Está certo, já está quase na hora, e tenho que me arrumar. Vocês me ajudam demais meninas, desculpem-me sugerir algo tão em cima da hora e sem pensar. É que.. Está sendo tão bom participar desse torneio.. Não.. Quero sair..

    Beatrix ficou em silêncio diante daquilo, mas Anya disse, aparentemente citando alguém:

    - O medo de perder tira a vontade de ganhar.

    Daria disse quase ficando emocionada:

    - O importante é que você sobreviva e não se machuque.

    - Bom, que os deuses antigos e os novos me ajudem. Por Favor, Beatrix, chame Tasso e Sor Olac e Sor Ruud para me ajudar. Daria, Anya, podem me ajudar a já ir se preparando para colocar a armadura?

    Beatrix saiu para chamar os escolhidos de Esdres enquanto Daria e Anya ajudaram Esdres a escolher a roupa que usaria e vestir o gibão de couro. Logo, Sor Ruud, Olac e Tasso chegaram para ajudá-lo com a armadura.

    Sor Ruud ficou impressionado com a qualidade da armadura de Esdres enquanto prendia cada peça. Olac falava pouco desde o ferimento que lhe afetara a voz, mas era um soldado experiente e confiável. As pequenas mãos de Tasso eram muito úteis para prender as fivelas e encaixes menores.

    - Sor Olac, hoje está chovendo desde o começo do dia, creio eu que as condições farão a justa ocorrer fora da situação normal. Você que tem experiência em usar o ambiente em volta durante o combate para tomar vantagem, tem algum conselho que possa me ajudar nessa liça?

    A voz grave e raspada de Olac foi ouvida:

    - Não sou um sor. Mas você sabe o suficiente sobre isso para eu precisar dizer: cavalgue com cuidado. Se acelerar demais, seu cavalo vai escorregar na lama e estragar seu ataque.

    O caminho de Esdres do acampamento até a área atrás da liça onde os cavaleiros se concentravam não tinha muitos plebeus, e a chuva inconstante e perene ensopou rapidamente as vestes de Esdres, fazendo tinir seu estiloso elmo com cada pingo que o atingia.

    Na beira das liças, os plebeus eram menos numerosos que nos dias anteriores, mas ainda formavam uma pequena multidão. Nas arquibancadas dos nobres, poucos senhores e senhoras já tinham se postado, mas chegavam mais a cada momento, e logo o próprio rei deveria chegar. 


    GYLEN & GASPAR

    Gylen e Gaspar se separaram, trocando os alvos entre si. 
    Gaspar iria rastrear a prostituta Linda, mesmo sem nunca tê-la visto.

    Gylen ia investigar o culto vermelho de R´lhor na capital dos Sete Reinos.


    GYLEN

    Gylen subiu na carruagem para ir às liças.

    Por um lado, ter um transporte era uma vantagem, pois assim Gylen evitava a chuva e a lama. Por outro, a desvantagem era que a carruagem se movia pela lama quase tão lentamente quanto se ele tivesse ido andando.

    Mas finalmente Gylen chegou ao seu destino, descendo no lamaçal que a chuva criara a partir da terra batida do local. Ainda faltava um par de horas até o início das justas, mas já havia um punhado de plebeus à espera, e um ou outro nobre já na arquibancada.

    Gylen não viu Marita nem Orten Lugus, mas Naton já estava na área reservada aos cavaleiros, tentando proteger seu cavalo da água.

    Investigando aqui e ali, Gylen surpreendeu-se que um dos cavaleiros que ainda disputariam as justas naquele dia era um sacerdote de R'hllor, um homem careca, gordo e alto, com uma larga toga vermelha. Seu nome era Thoros de Myr.  

    Spoiler:


    GASPAR

    Conversava enquanto saia para procurar seu pai ou Lu Mei, quem quer que estivesse no caminho primeiro...

    Com o capuz para lhe proteger da chuva incessante, Gaspar vasculhou discretamente o acampamento Felinight.

    O meistre Asdulfor estava à entrada da tenda de Lady Maria, falando com Lícia e o próprio Lorde Felinight.

    Uma voz às costas dele o surpreendeu, embora fosse baixa, doce e discreta:

    - Espionando nossos senhores?

    Quando se virou, viu Lu Mei, impassível e com o rosto inexpressivo, mas seus olhos tinham um ar curioso. 


    MAEHRA

    - Sor Aubrey, eu ouvi dizer que Renly Baratheon, irmão do rei está no torneio. - Reclino-me curiosa. - Saberia dizer-me qual dos cavaleiros seria ele? - Concluo aguardando ansiosa por uma resposta.

    Sor Aubrey, na posição do condutor, lutando para evitar que os cavalos escorregassem nas pedras molhadas da cidade e posteriormente para que não atolassem na lama das estradas e ruas de terra, ouviu a pergunta de Maehra e respondeu:

    - Renly Baratheon? O irmão do rei? Ele também é o mestre das leis do Rei Robert, pelo que eu soube. Com certeza, já deve tê-lo visto no torneio! É alto e de ombros largos, e usa uma armadura verde-musgo e um elmo com chifres de veado com uma viseira brilhante de ouro. Mas não é um justador muito bom, deve cair hoje ou amanhã, assim que enfrentar um rival digno...

    Ainda haveria mais tempo para Maehra bater papo até que Aubrey Abyss conseguisse deixá-la o mais próximo possível do torneio.
    Pikapool
    Garou de Posto Cinco
    Pikapool
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2238
    Reputação : 67

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Pikapool Seg Abr 04, 2022 10:17 pm


       
           
           
       

               

               
    Informações

    • Mote: Sou a última da minha casa, e cabe a mim garantir que seus nomes se tornem lendas!

    • Itens Carregados: Todos meus pertences.

    • Vestimentas: Vestido curto de seda preto, casaco com capuz preto, gargantilha, braçadeira de ouro, pulseiras de ouro e botas altas pretas de couro com salto alto.


           

               

                   

    Devido ao mal tempo e ao caminho tortuoso, mantive-me em silencio até que sor Aubrey estivesse à vontade para responder. Era melhor saber esperar do que ter que descer e acabar sujando minhas roupas ao tentar desatolar a carruagem.

    Abri um largo sorriso, e acho que até mesmo suspirei, ao descobrir como identificar Renly sob a armadura.

    Sem pensar duas vezes, eu vasculhava minhas coisas a procura de um vestido adequado para encontrar-me com Lorde Renly. Dei as costas para sor Aubrey e comecei a me trocar acreditando que ele não iria espiar graças a sua atenção sobre o caminho escorregadio e confiava também em todo seu cavalheirismo.

    Após trocar-me voltei-me para sor Aubrey e apoie-me na janela logo atrás dele.

    - Sor Aubrey, posso confessar-lhe algo. - Disse enamorada. - Passamos a noite passada juntos. Lord Renly e eu... - Só percebi que poderia ser mal interpretada depois de meus dizeres. - Não é isso que está pensando, sor Aubrey. - Disse constrangida. Pelo calor em minha face, acredito que deveria estar parecendo um tomate. - Ele veio ao estabelecimento de madame Chataya na noite passada. - Um sorriso que não podia ser desfeito tomava minha face. - E ficou a noite toda apreciando minhas músicas. - Suspiro ao deixar meu corpo cair sobre o banco. - Ainnnn… - Levava as mãos ao rosto abafando o som.

    Encarei o teto da carruagem por alguns segundos e em tom melancólico proferi:

    - Será que alguém como ele notaria uma pessoa como eu? - Disse retoricamente, mas não me incomodaria com as palavras de Aubrey caso ele dissesse algo.


               

           
    Izanami
    Semi-Deus
    Izanami
    Semi-Deus

    Mensagens : 6662
    Reputação : 72
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Izanami Ter Abr 05, 2022 12:24 am


     
         
         
     

             

                 
                 
                     
                 
             

         

             

                 


          Na tenda sentiu falta de muita coisa, livros, papeis, seu material de escrever, não tinha nada precisou de alguns segundos para ficar calma, quem sabe o Krotalus quem sabe escutasse os passos apressados dela de um lado para outro na tenda, aquilo dava um pouco de aflição a ela, encarou os cantos da tenda poderia fugir quem sabe, mas isso causaria mais problemas ao Krotalus, poderia fugir e ir embora com seu tio  Cornell, mas tirou todas essas ideias da cabeça lembrou que não poderia deixar sua mãe preocupada.

           Sentou no chão ainda estava com sua roupa de dormir, mas só sentou no chão encolhendo os joelhos ficando de costas para a entrada encarando o vazio a sua frente, tentaria colocar a cabeça no lugar e rever todas as suas ações até aquele momento. Havia chegado na cidade enfrentados bandidos na estrada, pela primeira vez havia usado seu arco contra uma pessoa, na velha estalagem ou estalagem da encruzilhada deparou-se com uma taverneira que desafiava sua barganha em todos os sentidos de uma negociação com discussão, em Masha Heedle via uma possível fonte de informações poderia patrocinar aquela senhora pelo que viu deveria criar laços fora de sua família se tinha o interesse de expandir seu poder, influencia e conhecimento.

          Lembrou-se no elogio que recebeu do soldado Andy e por fim a forma estranha que pareceu tratar ela enquanto estava a escoltando recentemente a mando de seu irmão, neste tempo inicio não acreditou o motivo dos Dannett acusarem sua família na morte de alguns camponeses. Em Dag a taverna deixou passar batido o desgosto do Daryn Hornwood o herdeiro de Lorde Harys Hornwood, senhor de Floresta do Chifre. em relação a sua família.

           Sabia ela que a  Casa Hornwood é uma casa vassala do Norte, juramentada à Casa Stark de Winterfell. Suas terras ficam a sudeste de Winterfell, localizadas em uma região florestal. Sua sede é uma fortaleza que se chama Floresta do Chifre. Os domínios dos Hornwood fazem fronteira com a Casa Manderly ao sul e com a Casa Bolton a nordeste. O atual líder  da casa é Lorde Harys Hornwood, um homem ambicioso que está sempre tramando para expandir seus domínios. Ele é casado com Lady Donella  e me lembro que além desse filho ele também tinha um bastardo, mas não lembrava o nome.

           Forçava sua mente focando na parede a sua frente, estava sozinha e aproveitaria para colocar seus pensamentos em ordem quase que cronológica, lembrou-se também que Isabelle teria acordado na madrugada um pouco assustada, foi um erro seu não dar a devida importância a sua amiga, estava cometendo muito isso abandonando seus servos e damas um erro que começaria a corrigir, teria que conversar com a Isabelle com mais calma uma oura hora oportuna.

           Na estadia que teve na Taverna do Cervo ou estalagem não lembrava muito bem o nome, mas lembrava da Martha Taverner que  era uma viúva que teve a sorte de herdar a Estalagem do Grande Cervo e de conseguir mantê-la. Ela gostava de dizer a todos que querem ouvir, e também àqueles que não querem, que Sten, seu falecido marido, lutou sob o estandarte de Robert e o reconhecia como o futuro rei, antes de morrer em batalha no Tridente, sem contar que não pode questionar seu pai por ter que trazer uma comitiva muito grande, mas pelo visto não teria uma resposta para essa duvida.

        Entre os boatos havia deixado muita coisa passar, até dava leves tapinhas na cabeça se culpando por isso, ficou muito dependente dos demais parentes e não conseguiu seguir em frente, deveria retomar seu folego e começar a fazer tudo sozinha como sempre, quem era o tal de Rubin Piper um velho gordo no qual era noivo de Iris Dannet que desapareceu então ela deveria ter fugido e estaria viva em algum lugar, mas onde, e seu irmão não seria o único herdeiro da casa será que teria mais surpresas pela frente, na taverna entre os boatos lembrava novamente de uma conversa sobre a Patrulha da Noite (canina) em busca de voluntários pela cidade, mas renderia entregar seus inimigos a eles, deveria entrar em contato com esse grupo poderia ser útil uma troca de favores.

         Na ultima emboscada que sofreu por milagre conseguia salvar o Olac, deixava bem claro a ele que todos os servos da casa importavam para ela, deveria começar a trabalhar mais a lealdade dele provavelmente precisaria de um soldado a sua disposição futuramente já que naquele mesmo dia seu irmão havia alertado ela sobre os Dannetts. No momento da interrogação que teve com um dos bandidos presos chamado Michael Hen, acompanhada de Isabelle e Alice que anotavam toda a conversa que teve, não conseguiu muita coisa útil além da confirmação que alguém estava usando o nome da Casa Dannett para incrimina-los. naquele mesmo dia ofereceu dinheiro ao Aubrey para ele gastar em busca de mais informações por fim não obteve respostas, assim como alertou ao Thomas Aurilly sobre o cuidado especial com a alimentação dada aos prisioneiros, que agora se o tal grupo da Patrulha estivesse pela cidade provavelmente entregaria os dois pelos seus crimes a servir na muralha.

         Nos primeiros dias de acampamento tentou comunicar-se por cartas com seus parentes em parte mostrou-se bem eficiente já que estava bem privada de sua locomoção pelo lugar devido a tantos assuntos varia que tinha para dar atenção, no qual não acabou dando vencimento. Já no Portão dos deuses conheceu o Capitão Simonen que parecia bem suspeito por fim seu irmão havia usado de seu carisma e feito amizade com os soldados e isso era bom e poderia ser útil, naquele momento Lícia sentada ali de castigo e presa conseguia colocar a cabeça no lugar e começar a trabalhar de verdade sobre a situação atual, percebeu que havia dispersado inúmeros recursos que agora usaria a seu favor. Lembrava-se do primeiro sinal de enjoo da sua mãe que foi naquele mesmo dia também um aviso que novamente deixou passar despercebido. Com o Henry Allafante lembrou que seu pai havia comentado algo sobre socorro financeiro um fundo de segurança era só falar com o mesmo que trabalhava no Banco de Braavos, sua mercadoria vinha pelo Porto Branco, lembrava do interesse do seu irmão pela Wynafryd Manderly, será o Beron reforçaria um convite a elas reforçando uma aliança ou tentativa de casamento entre seu irmão e a jovem, para beneficio proprio em usar o Porto Branco em apoio ao Henry. Mayo Vierro outro comerciante de vinhos era de Braavos, devria ter aproveitado a oportunidade que Henry estava em seu acampamento para descobriri mais sobre o Mayo, quem sabe o senhor  Allafante não o conhecia. Na fonte de Jade lembrou que seu irmão estava festejando com os soldados em especial o Hallad, mas isso não era problema com Gylen conheceu os Lugus e o Mayo, desconfiava deste ultimo pelo veneno mais tarde um mercador de bebidas exoticas e um veneno raro e exótico de Braavos também.

         Lembrava com raiva sobre a Alannys que a roubou havia pago uma quantia para ela mandar a Linda a seu acampamento assim que tivesse a oportunidade e a mesma não o fez, novamente foi a falta de atenção que estava a prejudicando naquele acampamento além da confiança em terceiros para fazer o seu trabalho.

         Em reunião com familiares novamente conseguia reunir poucas informações e algo estava errado era uma falta de introsamento familiar em uma linda decadência destrutiva que os levaria ao fundo do poço deveria arrumar isso, com Asdukfor descobriu que o Cavaleiro raposa se chamava Clayton Archey e novamente dava um tapinha em sua cabeça, era tantas falhas que deixou acontecer, deveria pesquisar mais e forçar os outros a seguirem uma linha um foco mais preciso e eficiente, mas não o fez. Mais tarde descobriu que o tal raposa havia morrido na prisão, o seu inimigo tinha contatos até nos soldados e naquele momento percebia o quão perigoso ele deveria ser além de influente.

      No acampamento ajudou a salvar a vida do Adhan Dannet e assim ficou nenhum resultado positivo, ao menos Isabelle estava junto e pode perceber algo nas palavras do seu Meistre que ela não conseguiu interpretar no seu dialogo, por isso gostava de manter a Isabelle perto de si. Quanto ao tal Carven deveria ter feito o retrato falado dele e jogado aos amigos soldados do seu irmão e não o fez a cada falha sua ficava um pouco indignada e desapontada por quanto foi burra em não usar seus recursos quem sabe a soberba de saber fazer dinheiro a deixou muito arrogante a ponto de não perceber ou destrinchar os pequenos detalhes da vida a sua volta, mas mudaria ali naquele dia e seria mais agressiva em relação a tudo como sempre foi no momento em que fazia os livros caixas.

       Na ultima reunião havia extrapolado a paciência do seu pai e resultado disso até que não foi tão ruim, pois conheceu algumas nobres que tem a intenção de visitar assim que der. A Lyessa Flint, Sybelle Glover por mais que ele não esteja interessada, Janelle Cerwyn que a preocupava com sua reação estranha, ela tinha algo a esconder e descobriria, por fim as irmãs Manderly que só agora ligava sua importância aos negócios do seu pai, e isso era maldade tudo tinha um limite e provavelmente ele forçaria seu irmão a encontrar com elas e provavelmente casar ele com alguma delas pelo benefícios dos portos da cidade.

      Lícia ficava de pé andava mais um pouco e por fim chegava a porta.

    -Senhor Krotalus Khant, não há necessidade de ficar de guarda eu não vou fugir nessa chuva, volte a servir meu pai e o proteja ele á mais importante que a minha vida, ele é a nossa casa Senhor Krotalus Khant...

      Deixou o soldado em paz e sentou novamente no meio da tenda, cruzou as mãos atrás da cabeça e deitou encarando o teto e falando sozinha bem baixinho.

    -Já que respeitam tanto a hierarquia e poder, vou conquista-las aos poucos só para mostrar para vocês que posso fazer isso...

        Pensava em como poderia usar a influencia do  Jon Redmayne e Nadie Redmayne, Lu mei até o soldado a sua porta, deveria ver a utilidade deles a favor da casa e principalmente a seu favor uma vez que começou a ficar limitada a quase tudo, tinha a confiança do Olac Olms, deveria descobrir qual a eficiência do Wilford Whitehill, Andy Anx. Sabia que  Aubrey Abyss e Krotalus Khant eram os soldados provavelmente de mais confiança do seu pai. Finn Swallow, capitão da guarda do Castelo dos Sussurros e o que mais? Sivon Simms que tem mais afinidade com Gylen os irmãos Anthony Arrow e Maxwell Arrow tinha que descobrir o que cada um fazia de melhor e foca-los em algo util além do que fazem. Alvin Toolly só um escudeiro que desperdício, Tarso aquela criança será que ele tem alguma habilidade? Isabelle Locke, Alice Lake, Thomas Aurilly, Elizabeth Cooper, Mary Snow, Daise Wull, Linda Snow, Amon Snyder, Gareth Snyder, Beatrix poole, Anya Harclay, Daria Snow. Todos que tinha conhecimento a prendiam em curiosidades osbres suas habilidades além do que faziam ou deixavam de fazer. Precisava de especialistas, mostraria para seu pai que era melhor administradora da casa e por falta de recursos agora deveria começar a usar seus servos da melhor forma possível direcionando com mais eficiência cada um deles e dar treinamento em armas principalmente arcos no caso das mulheres, mas deveria fazer isso com cuidado e calma, para não chamar mais a atenção de ninguém.

       Por horas ficou pensando nos sevos tentava distribuir tarefas futuras a todos principalmente pediria para Alice ensinar as empregas a ler e escrever de inicio não incomodaria os homens da casa. como estava sozinha e não podia mais contar com ninguém deveria pedir ajuda aos servos e o faria assim que tiver a oportunidade. No final lembrou da sua mãe e no que ela falou, respeitava sua família e faria tudo por ela, mas seu pai já não era mais problema seu, havia perdido sua confiança.

    "- Você ainda é jovem, mas precisa aprender a agir sabiamente no jogo dos nobres. Como damas, nós temos a responsabilidade de fazer tudo transcorrer suavemente para que os homens possam sentir-se felizes e satisfeitos em tempos de paz e partam tranquilos para matar ou morrer em tempos de guerra. Você pode achar que fazemos pouco, mas não é assim: nós comandamos a casa e todos os assuntos domésticos aos quais os homens não querem dar atenção, mas que os incomodariam sobremaneira se tivessem de lidar com eles."


    OFF: Agora aqui começa o jogo, fiz ela lembrar de tudo que sabia e foi dito para ela lembrar de cada npc que vai usar futuramente. É tudo ela não sabe da criança do Asdulfo, do ferreiro, da gravida e demais novas ações dos demais jogadores (as).  A violinista esquece ela.



             

         
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Wordspinner Ter Abr 05, 2022 12:57 am

    Gylen não precisa fingir estar impressionado. Ele está. Claro que também está com lama nas botas e mais molhado que gostaria. Ele se sente partido. Dividido em duas partes querendo ir em direções diferentes.

    Indecisão não o seu caminho. Um duelista de verdade nem precisa pensar. Ele sabe. As botas do bastardo começam a fazer barulho na direção de Thoros. Uma finta. Ele teria tempo de falar com os dois. Já que imploraria ao sacerdote que presidisse sobre o duelo amigável com o amigo. Mais chance de o duelo ocorrer. Menos chance de morrer nele.

    "É Thoros de Myr que vejo? Meus olhos me enganam?"

    Ele falava braavosi. Outra finta. Sútil? Ele esperava que sim. Esperava fazer o homem mais a vontade, ser reconhecido era bom. Reconhecido por alguém que não negaria seu deus, melhor ainda.

    "Sou Gylen Snow, perdoe-me a rude apresentação. Mas não consegui me conter. É um milagre vê-lo. R'hlor vem ao meu resgate." Ele sorri e tenta não se sujar mais de lama que o necessário. "Veja bem, tenho um duelo. Amigável, sem clamores e sem ofensas. Eu lhe seria eternamente grato se pudesse nós julgar. Seria pedir muito? O aquecimento é com um dos lutadores de hoje. O que acha? Nós Daria essa honra?" Ele diz cheio de uma vontade juvénil de se provar frente ao guerreiro famoso.

    Ele sorri nervoso. Era uma oportunidade única. Uma oportunidade brilhante que ele realmente deveria agradecer a algum deus. Talvez R'hlor, ele pensa sem deixar de perceper a ironia.

    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5043
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Claude Speedy Ter Abr 05, 2022 9:37 am


     
         
         
     

             

                 
                 
                     
                 
             

         

             

                 


    Gaspar riu ao ver Lu Mei.

    —Não tenho senhor algum, eu fui convidado a morar com um clã, digo, com uma família... Não foi de um acordo com um Rei Amarelo...digo, um Imperador Amarelo... Sempre confundo essa coisa de Rei e Imperador. Os títulos sempre são uma tolice para iludir...Mas não importa.

    Comentava tentando fugir da própria divagação questionadora que lhe era frequente.

    —Estava a sua procura, precisarei de ajuda para encontrar a esposa de aluguel, digo prostituta chamada pelo nome de Linda. Gyllen acredita que ela possa ser a espiã que esteja nos sabotando, embora eu duvide muito disso...eu nunca a vi, mas temi pela segurança do garoto e então eu vim até você na verdade. Nesse meio tempo precisarei de você e de meu pai para não só descobri-la como também arrumar tecidos vermelhos para uma túnica similar a dos sacerdotes do Deus Único, entende?

    Falava enquanto olhava de volta para tenda e se preparava para entrar na mesma, revelando estar ali para Lady Mary, seu terceiro pai e seu primo.



             

         
    DariusNovadek
    Troubleshooter
    DariusNovadek
    Troubleshooter

    Mensagens : 820
    Reputação : 15

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por DariusNovadek Ter Abr 05, 2022 11:11 pm

    Esdres viu as reações de suas aias, e se deu uma bronca mentalmente. Por um momento se sentiu confortável para falar de suas angústias para elas, confortável até demais. A única que ficou tocada com a fala de Esdres foi Daria, Beatrix nem fez nada, e Anya ainda disse uma frase confrontando Esdres, e foi essa frase que o fez falar:

    - Medo de perder? Acho que me entenderam errado garotas. *Levantou-se em um supetão, mudando repentinamente sua postura* - O que estava tendo é muita ansiedade de ganhar. Mas isso já passou, e logo estaremos rindo disso e comemorando mais uma vitória minha. Queria tanto ter a certeza da vitória que esqueci que sou perfeitamente capaz de derrota-lo. Minha habilidade já basta.

    Colocando uma mão no ombro de Anya, agradece.

    - Obrigado, Anya.

    E mais uma vez Daria se mostrou bem preocupada com a integridade física de Esdres.

    Daria escreveu:- O importante é que você sobreviva e não se machuque.

    Esdres a abraçou, com o objetivo de acalma-la, e durante o abraço disse:

    - Eu estarei aqui, minha querida. Me honra você se preocupar comigo, mas me ofende não ter a confiança de que voltarei íntegro de cada embate que tenho. Tomarei cuidado, mas tenha certeza que voltarei com uma vitória.

    Enquanto Beatrix foi chamar os cavaleiros, Esdres escolheu junto com Anya e Daria a roupa que usaria antes de colocar o gibão. Colocou dessa vez uma roupa evidenciando o vermelho escuro de sua casa, com as costuras em preto. Logo os cavaleiros chegaram, e com o colocar da armadura, Sor Ruud se mostrou impressionado com a qualidade da armadura de Esdres. Ouvindo isso, Esdres se lembrou da armadura de péssima qualidade que o cavaleiro de ferro estava usando no embate contra Esdres, e pensou que um cavaleiro juramentado a casa Felinight deveria ter armaduras melhores, diante do poder que a casa representava. Sem se mexer muito para não atrapalhar os ajudantes, Esdres diz a sor Ruud:

    - Não sei como é a armadura de meu combatente de hoje, Sor Ruud. Mas dessa vez, não tenho a intenção de não aceitar o tributo. Caso eu venha a ganhar, e eu vou, e caso a armadura lhe for do seu agrado, pode ficar com ela.

    Aproveitando o mesmo assunto, Esdres já se virou para Olac e disse:

    - E você Olac, você tem uma montaria boa? Se for necessário, posso dar a montaria dele a você de bom grado.


    - Sor Olac, hoje está chovendo desde o começo do dia, creio eu que as condições farão a justa ocorrer fora da situação normal. Você que tem experiência em usar o ambiente em volta durante o combate para tomar vantagem, tem algum conselho que possa me ajudar nessa liça?

    A voz grave e raspada de Olac foi ouvida:

    - Não sou um sor. Mas você sabe o suficiente sobre isso para eu precisar dizer: cavalgue com cuidado. Se acelerar demais, seu cavalo vai escorregar na lama e estragar seu ataque.

    - Entendi, não ir com muita sede ao pote. Viu? A experiência supera a habilidade as vezes.

    O caminho até a arena foi bem mais solitário do que os dias anteriores. A chuva espantara os plebeus, e Esdres imaginava o quão vazia estaria hoje a arena, isso não alimentava tanto o ego do jovem nobre. A concentração de Esdres e seus companheiros faziam o tinir dos pingos em seu elmo ser o principal som da caminhada.

    Ao chegar na arena, Esdres até que se surpreendeu com a pequena multidão de plebeus, e até com alguns nobres sentados, com outros chegando. O rei ainda não tinha chegado, o que queria dizer que Esdres ainda teria algum tempo. Esdres então levou seu cavalo até uma parte coberta, para não deixa-lo na chuva. E lá ficou, observando de longe a arena, vendo se estava muito esbarroada ou não.

    Ficou lá, acalmando o seu cavalo e observando quem chegava na arena, procurando rostos conhecidos.
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 11721
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Sandinus Qua Abr 06, 2022 11:23 am

    - Tem certeza que o risco de morte é iminente? Não há nenhuma chance de ela conseguir carregar essa criança até o nascimento?

    O velho ergue suas sobrancelhas com um ar de preocupação, maneia sua cabeça e logo responde:

    -Não é impossivel, mas se observar bem, mal  gestação começou e ela já está de cama e com muitas dores pelo corpo, quase delirando... Como falei, a tendência é piorar conforme a gestação avança. Porém, há meios que podem ser utilizados para que ela sofre menos as consequências, que é a mudança quanto a habitos alimentares e muita caminhada, ainda assim não garante nada. Por exemplo: Diminuição da carne, troca de alimentação por vegetais, evitar estresse, dentre outras coisas. Ou seja, nada do que está acontecendo conosco deve chegr ao conhecimento dela, diminuindo suas preocupações. Por outro lado, sabemos que Lady Maria é muito esperta e vai querer pescar informações com todos os demais, caso com tudo isso você ainda queira a gestação, todas essas medidas devem ser tomadas em prol da saúde dela e do bebê.

    A conversa continuou e quando Asdulfro comparou Lícia a Beron na adolescência o lorde se irritou.

    - Eu nunca falei assim com o meu pai, e o senhor é testemunha de que ele administrou essa casa muito pior do que eu! Se ela falasse assim com Cornell, ele arrancaria a língua dela e a mandaria para se tornar uma irmã silenciosa! Qualquer um dos meus irmãos a puniria muito severamente! Eu a criei no que achei ser o melhor modo, dando-lhe instrução e consciência sobre a estabilidade da casa, dei-lhe fundos para garantir seu conforto futuro.e acreditei ter-lhe ensinado um mínimo de respeito! Terei errado e deverei agora arcar com as consequências dos meus erros?

    Asdulfor parece ter um estalo de memória e logo baixa sua cabeça um pouco. Realmente, Beron tinha seus momentos de rebeldia, mas não se comparava a Lícia.

    -Você está certo...realmente seus ataques de revolta não se comparavam aos de Lícia, me desculpe.

    O restante da conversa Beron parecia bastante preocupado e angustiado, Asdulfro tem até um pouco de pena de Beron e apenas põe a mão no ombro de seu sobrinho, dá um leve aperto de apoio.

    -Eu...eu vou falar com Lícia, não se preocupe.

    O Mesitre vê seu sobrinho adentrar a tenda e suspira, logo erguendo seu olhar e enxergado Gaspar e Lu Mei se  dirigindo a ele. O velho desfaz sua postura mais altiva que mantinha com certo esforço diante de Beron e volta-se para os dois um pouco ofegante, ainda com o susto das palavras de Lícia para Beron, mas parecia feliz em vê-los.  Ele põe uma mão no ombro de cada um de seus filhos:

    -Ah...meus filhos, como estão? Desculpem minha ausênca para com vocês, principalmente você, Lu Mei. Estamos sob ataque como ja sabem e agora fiquei um pouco neutralizado devido aos problemas de saúde de Lady Maria e Arthur, além da rebeldia de Lícia, que mais atrpalha do que ajuda. Vocês tem alguma novidade, descobriram algo? Gaspar, quanto a proteção dos antigos costuradas em nosos mantos, já foi providenciada? E seus passos, quer algum apoio ou conselho? O que pretende fazer?

    Após a conversa com seus filhos, Asdulfor seguiu para a tenda de Lícia, mas antes parou para conversar um pouco com Krotalus:

    -Krotalus, preciso falar com Lícia em nome de Lorde Beron, ma antes, me diga como está? Você e os demais solddaos precisam de algo? Ficarei mais tempo no acampamento ja que temos alguns problemas de saúde para tratar, logo posso ajuda-los.

    Após a conversa com Krotalus, o Mesitre adentra a tenda puxa uma cadeira e senta-se a frente de Lícia, ele encara ela com seu olhar inquisitor e estava visivelmente irritado:

    -Está mais calma? Salvei você de tomar um tapa bastante dolorido de Beron em seu rosto e até de sofrer punições mais severas. Repensou suas ações e percebeu que você estava errada? Não acha que ja temos problemas de mais para você criar mais um? Pra sua sorte, Beron é bem mais maleável do que os irmãos dele, se você falasse assim com Cornel, provavel que você estaria sem lígua neste momento. De loge é o mais cruel dos irmãos.

    Seu tom inicialmente era um pouco agressivo devido a iritação, mas ao final já sai de modo mais sarcástico, já que o velho sabia da admiração de Lícia por seu tio.
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 9044
    Reputação : 161
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Dycleal Qua Abr 06, 2022 4:20 pm

    Arthur se vira para Daise e diz: - Obrigado Daise, assim que puderem, os tragam, por favor. Se todos estão ocupados, significa que tudo está andando bem. E fica estudando os croquis e absorvendo os diversos detalhes e anotando novas ideias para implementar o já excelente projeto para agregar valores as suas terras, propriedades e poder.
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - Felinight - Página 33 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Felinight

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Maio 27, 2022 2:41 am