Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    DO NOT CROSS!

    Larissa Aprill
    Troubleshooter
    Larissa Aprill
    Troubleshooter

    Mensagens : 992
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty DO NOT CROSS!

    Mensagem por Larissa Aprill em Seg Ago 31, 2020 3:40 am




    DO NOT CROSS


    Passos de salto alto ecoam pelo asfalto e a mulher acende um cigarro enquanto caminha para casa.

    Ao longe ela observa um carro se aproximando e percebe que os rapazes queriam um pouco de diversão. Bom... Uns trocados a mais não faria mal à ninguém...

    Pelo menos foi o que a garota de programa pensou.


    Necrotério

    DO NOT CROSS! 82208e43066381c004cfb32f686a1cea


    John estava fazendo suas anotações no escritório, como sempre ficava até tarde no trabalho. Ele observou pela janela as luzes da sirene, mas não levantou e continuou escrevendo no caderno.

    Quem quer que fosse, sabia o caminho até o necrotério.

    Pouco tempo depois o som das rodinhas da maca rangendo preencheu o ambiente. O jovem conferiu o relógio da parede com um suspiro, pois a maca indicava mais um corpo e mais horas de trabalho.

    Ele limpa os óculos no jaleco ao mesmo tempo que dois oficiais passam pela porta, o corpo estava embalado num saco cinza. Como de praxe, os policiais entregam uma prancheta com algumas informações do cadáver. Nesse caso, mulher, aproximadamente 25 anos, sem identificação. Causa aparente: falência múltipla dos órgãos devido a espancamento.

    O médico encara os oficiais sério, como ninguém comenta nada ele assina a papelada e vai se preparar para a autópsia.

    No banheiro John observa seu reflexo no espelho, a barba começava a incomodar, apesar de ter feito ela 2 dias atrás. Os cabelos caiam levemente sobre seu rosto, mas já começavam a dar sinais de oleosidade. E o homem tenta se lembrar quando voltou para casa pela última vez.




    DO NOT CROSS! Error-1


    Voltando a sala do IML, John liga o gravador na mesa ao lado e abre o saco do corpo recém-chegado. Ele narra os fatos de maneira calma e fria, como se tivesse analisando as informações de um pacote de salgadinho.

    John- Mulher Indigente, idade entre 20-30 anos, caucasiana, cabelos castanhos….- Ele se aproxima com uma lupa- tingidos, cor original é castanho claro, olhos castanhos sem reação a luz, lábios apresenta cortes e hematomas, lesões ocorridas em vida. - Ele inclina a cabeça da mulher para trás e analisa o pescoço. - Lacerações e hematomas na pele, provável asfixia mecânica. Também apresenta hematomas na região torácica.  -  John examina as mãos e braços, que também contém ferimentos. - Vítima apresenta sinais de luta corporal, coleta de DNA das unhas das mãos.

    O médico foi buscar o material para coletar o material da vítima e escuta passos se aproximando.



    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1039
    Reputação : 49
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Bastet em Ter Set 01, 2020 3:08 am




    HANA NOGUCHI

    A delegacia de polícia daquela cidade parecia ter parado no tempo.  Fosse pelas paredes descascadas, cortinas amareladas ou mesas num verde muito, muito feio.  Três mesas ficavam no salão: a dos dois detetives e a do sargento, que ficava isolada por um tipo de biombo/quadro de investigação. Tinha também uma sala de interrogatório ao lado da sala do capitão. Duas celas ficavam nos fundos e uma pequena recepção dava entrada ao prédio.

    DO NOT CROSS! 9Mj5AI3

    “Onde eu vim me meter”, pensou Hana, enquanto desligava o computador velho. Estava tarde, todos já tinham saído, menos ela, encarregada dos trabalhos administrativos, além de tudo, por ser “novata”. Em Tokyo, ela estava prestes a ser promovida, com menos de um ano de casa... Apesar da carreira ter se iniciado há pouco tempo, ela era muito boa em ler pessoas e seguir pistas... E, aparentemente, isso amedrontou o sargento de sua unidade. Ele fez a cabeça do capitão, indicando ela para ser transferida... Sem uma promoção.

    A detetive já tinha trocado de roupa e colocado uma roupa de ginástica: calça preta, top e um moletom branco com algumas faixas reluzentes nas costas, para a segurança durante a corrida. Estava enfiando as últimas coisas na bolsa quando seu celular tocou.

    “Não é possível”, praguejou em sua mente. Já devia passar da meia noite e ela tinha de estar ali pela manhã... Mas, claro, ela que teria de atender o chamado. Um dos policiais passou os detalhes de um possível assassinato e disseram que o corpo já havia sido removido.

    - Vocês removeram o corpo do local do crime? Vocês são idiotas?! – se exaltou, massageando as têmporas – Me desculpe... eu vou checar. Me passa o endereço por favor.... Não, eu não sei onde fica, eu tô aqui há menos de uma semana... Tá, obrigada.

    Ela suspirou, levando a bolsa até o carro e aguardando o endereço. Pelo menos o Waze pegava naquele local.

    Dirigiu até o IML, ouvindo qualquer coisa no rádio.  Quando parou na frente do prédio, pensou que deveria ter trocado de roupa... Mas agora já não tinha como. Pegou o distintivo, prendeu melhor o cabelo e foi falar com os policiais que estavam na frente do prédio. Eles passaram mais alguns detalhes , que não eram muitos, e indicaram para ela ir ver o corpo.

    Hana entrou no prédio gelado e macabro, indo até a sala que a recepcionista indicou.

    Bateu na porta, antes de entrar.

    - Boa noite. Sou a detetive Hana Noguchi. Me informaram que esse corpo pode ter sido vítima de um assassinato. – mostrou o distintivo.



    Larissa Aprill
    Troubleshooter
    Larissa Aprill
    Troubleshooter

    Mensagens : 992
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Larissa Aprill em Sab Set 05, 2020 5:14 pm




    DO NOT CROSS

    Necrotério

    DO NOT CROSS! 82208e43066381c004cfb32f686a1cea


    Hana chegou no local e falou com dois oficiais que estavam na porta fumando. Diferente de Tokyo lá naquela cidadezinha, tudo parecia lerdo e atemporal. Soube que a vítima foi levada com vida até o hospital e não resistiu. E a pessoa que a levou só deixou apenas o nome, Kazumi.

    John estava palitando embaixo das unhas da mulher e estava tão concentrado que nem ergueu a cabeça quando os passos chegaram até a sala. E ele pensava que seria o antigo investigador.

    Quando percebeu a voz de mulher e Já na se apresentando para o caso. Ficou alguns segundos sem falar. O que talvez a detetive pode ter interpretado de outra maneira, já que estava usando uma roupa que marcava as curvas do seu corpo.


    John- Ahn..oi...Sim.- Ele pingarreia
    - Me desculpe, estava esperando outra pessoa. Pode me chamar de John. E acabei de começar a autópsia, se não se importa vou continuar.

    Ele aponta para o corredor onde tem uma mesinha com café, chá e bolacha.

    John- Fique a vontade se quiser comer algo. Mas talvez não seja uma boa idéia. Little Bill...digo o antigo detetive passava mal sempre.- Ele continua a coletar o DNA das unhas e percebe mais alguns machucados e arranhões nas pernas.

    -A vítima tentou se defender da melhor forma possível, mas provavelmente havia mais de 1 agressor. As marcas no tornozelo sugerem que ela foi imobilizada a força e não duvido que tenha sido abusada também.- As partes íntimas da mulher estava com hematomas e ao coletar o material, havia presença de secreção.

    O médico rotulou cada frasco e guardou numa caixa térmica. Se afastou da mesa e colocou um macacão emborrachado, óculos de proteção, outro par de luvas e carregou um carrinho com materiais cirúrgicos, incluindo uma serra, para próximo da vítima.

    - O material de DNA tem que ser analisado em outra cidade, demora semanas para chegar o resultado. Agora vou abrir para checar os órgãos internos.



    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1039
    Reputação : 49
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Bastet em Qui Set 10, 2020 7:22 pm




    HANA NOGUCHI

    Ao chegar no local do crime, Hana ficou sabendo que a vítima tinha sido encontrada viva no local do crime... Coisa que não haviam informado ela anteriormente.  Anotou o nome num bloquinho de notas, que enfiou no bolso do casaco, e agradeceu ao policial antes de entrar. Não que ele e os outros estivessem sendo de grande ajuda... Mas, bem, era melhor não fazer inimizades logo de cara assim.

    Respirou fundo ao ficar de frente para a sala do necrotério, enquanto aguardava a resposta do médico legista. Não gostava de locais como aquele... Não que tivesse medo ou nojo, apenas não gostava. Era frio e trazia lembranças que ela preferia manter guardadas em um lugar inacessível de sua mente.

    A detetive ergueu uma sobrancelha quando ele a olhou por alguns segundos sem falar, já entrando na sala. Se ele tava mesmo a olhando ali, era melhor ela agilizar o trabalho e sair logo de perto do médico tarado.

    Logo entendeu que ele apenas estava surpreso de não ser o antigo detetive.

    - O detetive Mendonça foi promovido a capitão, doutor. Eu fui transferida há poucos dias – ela explicou, se aproximando ao invés de ir pegar o lanchinho.

    - Se foi mais de um agressor, é provável que foi premeditado. Você acha que consegue descobrir que tipo de material as cordas tinham? – ela pegou o celular, tirando fotos dos tornozelos, dos hematomas e arranhões – Aqui é pequeno. Se a gente descobrir a corda, ou seja lá o que a amarrou, podemos tentar rastrear os últimos compradores...

    Enquanto ele rotulava as amostras, Hana pegou uma luva na caixinha sobre a mesa e foi até as roupas da mulher, abrindo o saco e aproveitando o ambiente esterilizado para mexer sem apagar qualquer pista. Tinha umas notas enroladas na saia jeans, também estava com as bijuterias ao ser encontrada. A detetive foi até o corpo, buscando alguma coisa que não falou. Ergueu os braços, o cabelo, os lábios...

    - O doutor conhecia ela? – perguntou, visto não ter tido muitas informações da mulher – Eu acho que ela pode ter sido drogada... Quem fez isso não levou as coisas de possível valor que ela possuía...

    Hana se afastou quando ele começou a abrir o corpo, desviando os olhos. Se concentrou em anotar o que havia pensado, aguardando para ver se o médico encontrava algo.



    Larissa Aprill
    Troubleshooter
    Larissa Aprill
    Troubleshooter

    Mensagens : 992
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Larissa Aprill em Sex Set 18, 2020 4:07 pm




    DO NOT CROSS

    Necrotério

    DO NOT CROSS! 82208e43066381c004cfb32f686a1cea


    John ficou surpreso com a saída do antigo detetive, porque uma mudança assim tão repentina? E a nova detetive era o oposto do Bill, enquanto o homem ia comer rosquinhas e dar em cima da secretária. Hana estava analisando o corpo ao seu lado.

    E isso incomodou um pouco John que estava acostumado a fazer tudo sozinho. Mas tinha que admitir que a observação sobre o crime ser premeditado e a corda era muito boa.


    John- Deixe me ver.- Ele se aproxima do tornozelo com uma lupa. Não tinha nenhuma farpa.- Se fosse uma corda comum, como sisal, teria alguns indícios. Mas não encontrei nada. Talvez… seja uma corda com material mais resistente de poliamida… são as cordas de segurança usadas em esportes radicais.- Ele observa a mulher tirando as fotos e indo conferir as roupas da vítima.

    John- Só tem um depósito de material de construção na cidade.- Já que ela estava analisando a parte técnica, ele poderia "ajudar" na investigação?- Posso te mostrar onde fica o depósito, já que você é nova por aqui.

    Ele aguardou Hana analisar a mulher e refletiu sobre sua pergunta. Observou melhor a vítima, seu rosto era familiar, mas não recordava de ninguém em especial.

    - O exame toxicológicos vai mostrar se estava sob efeito. Mas dúvido, ela tem marcas de luta, então estava consciente na hora. E você mesmo disse que foi premeditado. Então o objetivo nunca foi os bens pessoais.

    Após um bom tempo analisando e narrando os danos internos para o gravador, John volta sua atenção para a detetive.

    -Ela tem 3 costelas quebradas e uma delas perfurou o pulmão e gerou uma hemorragia fatal. Os sinais de violência e abuso sexual são claros para mim. Mas vou aguardar os exames estarem prontos antes de assinar a declaração de óbito. Com sorte, ela conseguiu o DNA do agressor durante a luta.




    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1039
    Reputação : 49
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Bastet em Seg Set 21, 2020 4:27 am




    HANA NOGUCHI

    Quando John começou a falar as informações sobre a corda, ela pegou seu bloquinho pra anotar tudo e ergueu o olhar, surpresa, quando ele lhe ofereceu ajuda. Não conseguiu conter um pequeno sorriso de alívio.

    - Se não for te atrapalhar, eu aceito!  Talvez essa hora não esteja aberto mais, mas podemos ir logo ao amanhecer... Eu posso pegar você aqui ou na sua casa, caso ache melhor do que irmos em dois carros...

    Já anotava também “pegar o doutor – ajuda com a corda”.  Logo ficou quietinha, deixando ele terminar de fazer suas análises. Anotava algumas coisas que ele dizia para o gravador, com os olhos grandes e redondos sobre o doutor, curiosos.  Ela não se intrometia, mas também parecia ouvir tudinho.

    - Não dá pra descartar nada, doutor. Eu geralmente tento deixar as primeiras impressões como um quadro de evidências em branco. É mais fácil conectar as coisas depois – voltou a se aproximar, ouvindo as observações dele sobre as coisas que a menina tinha sofrido.

    - Obrigada, doutor. O senhor já viu algo parecido com esse caso? Talvez tenha em seus bancos de dados sobre lesões como essa. O arquivo da polícia está tão bagunçado que eu levaria dias para fazer qualquer combinação... Você acredita que não possuímos um arquivo digital até hoje? Se o senhor puder puxar na memória ou nos seus arquivos...

    Hana sabia que estava tarde. Sabia que aquilo daria um bom trabalho ao doutor.

    - Talvez possamos analisar os arquivos tomando uma cerveja. Minha mente sempre funciona melhor com um pouco de álcool.... – talvez fosse bom fazer amizade com o doutor, ele parecia a primeira pessoa na cidade a ser solícita e minimamente organizada.

    Uma cerveja poderia fazer ela o conhecer e também ser uma boa recompensa pelo trabalho extra que ela tava dando para o homem.


    Larissa Aprill
    Troubleshooter
    Larissa Aprill
    Troubleshooter

    Mensagens : 992
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Larissa Aprill em Qua Set 30, 2020 2:47 am




    DO NOT CROSS

    Necrotério

    DO NOT CROSS! 82208e43066381c004cfb32f686a1cea


    O médico estava fazendo as suturas quando detetive aceitou a carona.

    John- O que for melhor para você. Não moro muito longe daqui.- Na verdade era algumas quadras de distância. Quando ele viu ela anotando no bloquinho, já falou o endereço para ela anotar junto.

    E ficou impressionado com a perspicácia da jovem. Ele não tinha pensado nisso antes.


    John- É uma boa idéia...aqui é uma cidade pequena, não costuma ter muito crimes. Mas posso ver se tem algo relacionado a mulheres e cordas. - Ele riu quando ela disse que a delegacia não tinha os arquivos digitalizado.- Essa cidade parece que vive no século passado, nada é digitalizado. Mas eu faço as anotações no notebook, vamos conseguir revisar os casos de até 2 anos atrás.- era o tempo em que ele trabalhava no necrotério.

    Mas uma coisa estava o incomodando, quantas vezes ela o chamou de senhor? 2… 3??? Assim que acabou as suturas e guardou a mulher não identificada na gaveta, ele foi lavar as mãos no lavabo e encarou seu reflexo no espelho. Estava com o cabelo sujo sim, com olheiras sim… mas estava tão acabado assim?

    Ele retorna para sala de autópsia e Hana sugerem deles beberem algo juntos.


    -Por mim tudo bem. Eu ainda não jantei, pode ser pizza e cerveja? - Se ela concordasse iria fazer o pedido pelo telefone, enquanto aguardavam John pegaria uma cadeira e levaria para um escritório minúsculo que tinha do lado.

    No notebook havia uma pasta de arquivos e com ajuda do assistente do computador, todos os casos que eram de mulheres e cordas foram selecionados. Era um total de 8 casos, sendo que a maioria foi suicídio. Mas três chamaram a atenção.

    Nesse momento a pizza chegou e eles fizeram uma pausa. Enquanto comiam o rapaz perguntou.


    -Quantos anos você acha que eu tenho? Aparentemente muitos pois me chamou de senhor várias vezes… então pode me chamar só de John.




    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1039
    Reputação : 49
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Bastet em Qui Nov 12, 2020 12:00 am




    HANA NOGUCHI

    A mulher anotou o endereço que ele passou e sorriu quando o legista disse  que era uma boa ideia o que ela tinha dito. Assentiu e logo suspirou – Até que enfim alguém que usa o computador de forma eficiente!  Acho que o senhor vai facilitar e muito o meu trabalho.

    Parecia mais aliviada agora e riu quando ele sugeriu que comessem pizza. Assentiu e já foi pedindo ambas as coisas pelo ifood. Pelo menos aquilo funcionava na cidade... Se não ela viveria de pipoca e cerveja/refrigerante.

    Se sentou perto do homem, enquanto ele buscava os casos, mas antes que John dissesse algo sobre os casos que lhe chamassem atenção, o motoboy bateu no vidro da sala de fora. Ele tinha os olhos esbugalhados e a tez branca...

    - Calma, homem.  Nenhum morto levantou aqui ainda.... hoje brincou, enquanto pegava o pedido. O motoboy saiu quase correndo, após ela falar isso, fazendo o sinal da cruz. Hana voltou pra sala rindo, colocando a caixa num espaço que tinha na mesa.

    - Acho que o motoboy vai ter pesadelos com a gente hoje – comentou de forma casual, quando John a pegou de surpresa com aquela pergunta.

    - Er, sei lá – ela sentou, um pouco menos séria quando fizeram aquela pausa. – É só sinal de respeito... Mas, certo. John... Me chame de Hana então – estendeu a mão, como se se apresentassem novamente.


    Conteúdo patrocinado


    DO NOT CROSS! Empty Re: DO NOT CROSS!

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Nov 29, 2020 3:17 pm