Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 3 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.




 

    Chloe Moore

    thendara_selune
    Mestre Jedi
    thendara_selune
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1340
    Reputação : 62

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Dom Abr 24, 2022 11:41 pm





    Ela lançou um olhar penetrante ao lua nova, respirou fundo sentido o cheiro dele, o coração vibrando em antecipação a tudo que podia acontecer. A gibosa assentiu com tudo, estava se sentindo maravilhosamente bem, sabia que sentimentos são abstratos e não se importou com isso. A pele dela parecia queimar, arfou e sorriu sentindo o toque dele. Depois como se algo a mordesse forte sentia um lampejo de sentimentos se mesclando a excitação que pulsava em seu corpo. Se deu conta que mesmo sem querer admitir ele era um estranho fortuito, ao qual Chloe parecia estar distribuindo doces de graça  enquanto a presença dele afunda mais dentro dela, mas aquilo fica arranhando seu íntimo. Mesmo que ele fosse o oposto de Ian, no fim também é igual, todos eles são e só trazem dor que faz tudo ruir ao redor daqueles que ousam chegar perto demais.

    Estava grávida, sentia muita coisa ao mesmo tempo, então com esforço se afastou dele, como se uma breve dose de razão a puxasse pro solo com força. -Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.- Murmurou sem olhar para ele. A  Cahalith ainda se sentia ligada ao momento, mas não era difícil para ele notar que ela brigava contra si mesma. Podia sentir tudo que emanava dele como se William fosse magnético. Não era uma tarefa simples, mas forçou seu corpo a retroceder e isso foi o mesmo que arrancar um pedaço dela.   Respirou fundo, estava inquieta interiormente, mas aquilo não podia acontecer. Suas  pálpebras pareciam  pesadas  e  havia   rubor  em  suas  bochechas, sentiu-se estranha, mas, ao mesmo tempo, consciente que estava fazendo o certo ou pelo menos queria acreditar nisso.  Não era por moralidade que recusava o convite dele, era o fato de não querer ser dominada pelo que ele lhe representava. Odiava admitir estar dando importância demais ao que acontecia, mas havia uma razão secreta que a fez fugir dele.  Ao longo dos seis meses muita coisa mudou e mesmo que ele fosse um momento cheio de prazeres irresistíveis, no fim das contas aquilo não era nada além de um fragmento. Desde que fugiu não tinha ilusões sobre amor ou paixão, aprendera a lição com Ian, não queria se enganar de novo com mais ninguém.

    Ela  precisava de direção e de controle sobre o que sentia por ele, havia mais que não entendia e o momento parecia dramático demais para pensar sobre os sentimentos que se chocavam dentro dela. A respiração da ruiva estava desalinhada, parecia perdida, mas sua voz embora trêmula tentava ser firme. -Essas crianças precisavam de uma mãe centrada apenas nelas e no mundo que os cerca cheio de inimigos.- Os olhos dela pareciam estar flertando tanto com o futuro das crianças quanto com as próprias escolhas. Coisa do augúrio ou quem sabe fosse apenas o lado racional dando seus palpites para afastá-la dele. - Você é uma distração perigosa e não posso continuar sendo dominada pelas sensações que fluem de você até mim é como se meu coração nadasse em mar aberto.- Ela soava  melancólica. - Não se engane, não acredito em sentimentalismo entre opostos, mas a coisa saiu do meu controle e não gosto do rumo que estou seguindo quando o assunto envolve seu nome.-  William queria apenas um joguete, era fácil ler o tédio que ele devia sentir ou o cansaço em ter que atender expectativas, por isso era mais fácil ser como o vento sem residência fixa.  Naquele instante ela tinha certeza que ele se divertia com cada palavra dela, tão habituado a ser quem era e a ter tudo que queria ter quebrando regras.

    Os olhos âmbar lutando contra a intensidade transbordante no azul que ele ostentava. - Não deve acontecer de novo, erro meu em deixar acontecer a primeira vez, mas agora tem muito mais em jogo. As crianças, as responsabilidades que devo manter e isso entre nós é apenas um lançar de dados sem importância, sou jovem demais para você e… Não quero fazer parte do seu cardápio casual, na verdade, não quero nada além da sua ajuda e agradeço pelo que está fazendo. Sei que tudo tem um preço como você mesmo disse e estou disposta a pagar, amanhã conversamos sobre isso.-  Chloe não esperou ele falar, não tinha porque deu uns passos para porta e antes de sair disse forçando um tom neutro. -Bom banho senhor felino.-

    Chloe se sentia cativada por ele que possuía um olhar  com um brilho completamente imprudente nos olhos azuis, um sorriso tão provocante quanto um presente fechado e
    lindamente embrulhado. Do lado de fora encostou-se na porta e passou a mão no ventre, aquelas crianças tinham sorte por escolher James como pai. A ruiva sentia-se envergonhada de muitas maneiras e ainda assim tentada a se submeter a tudo que sentia por William, mas aquilo ia passar, assim que tudo acabasse voltaria a Dover ficando longe da influência dele. Ela fez uma careta, do tipo "você tentou mas não se pode ganhar sempre Chloe.", que indicava claramente que não deveria tentar ter tudo, não é assim que as coisas funcionam e no fim já tinha feito um estrago imenso que carregaria sozinha.

    A Cahalith era um joguete tanto para ele quanto para Ian, porém não culpava o Irraka. Não tinha porque reclamar sobre isso, era tão óbvio o que ela significava-lhe que apenas riu de si mesma. Errou meses atrás e se meteu em uma situação impensável para a velha e obediente Chloe de antes de Dover. Caminhar entre as meia-luzes do corredor a fez pensar em muita coisa, havia mil palavras para descrever aquele momento, mas se tivesse ficado mais um segundo perto dele acabaria falando demais.  Pensou em James que é um bom homem, mas os dois não tinham nada em comum, embora não negasse que quando viu o achou sério e instigante, mas as coisas não podiam dar certo entre eles. Além de tudo tem um filho, o menino é uma gracinha, nenhum dos dois merece ter contato com alguém que fez o que Chloe fez. Aquilo a fez passar as mãos nervosamente pelo cabelo, tudo era complicado demais e não podia contar para ninguém o que de fato estava corroendo seus pensamentos.  Fez uma escolha que achava sensata, mas, ao mesmo tempo, estava  temendo que aquilo virasse algo pior. Parecia que seu coração fora esmagado, seu corpo todo esperou por ele e graças aos céus um raio de razão a empurrou para longe do irraka .  O silêncio ali era um bálsamo para seus nervos, cada som ecoando ao seu redor como se o prédio em sua respiração solitária tentasse alcançar os sentimentos da gibosa . Ela encostou-se em uma parede com os olhos fechados pensando que voltaria ao quarto como se nada tivesse acontecido.

     
















    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    thendara_selune
    Mestre Jedi
    thendara_selune
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1340
    Reputação : 62

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Seg Abr 25, 2022 9:17 am





    De olhos fechados ficou imaginando parecer estar  à beira do céu e pronta para cair em queda livre. Cada terminação nervosa está pegando fogo da melhor maneira possível, mas o bom senso amargo e outras coisas a fizeram sair do quarto. Nem colocou as botas, os pés sentiam o chão aquilo parecia ser a única coisa sólida e confiável ali porque a ruiva nem de longe conseguia confiar nos próprios sentimentos. Ela olhou o corredor e decidiu explorar o lugar sozinha como se aquela aventura particular pudesse afastar mais o descompasso dentro dela. O cheiro do lugar a invadia, as mãos deslizaram pela parede queria observar o andar de cima e isso daria tempo para William afundar naquela banheira com o maldito sorriso desdenhoso dele ao pensar que ela fugiu. Imaginou se a decoração seria a mesma, se haveria algum padrão nas luzes e que tipo de sons poderia escutar ali. A ruiva se movia sem pressa, fazia tempo que não ficava sozinha com seus próprios pensamentos e aquilo a fazia bem, pensou de novo nos bebês só desejava que tudo desse certo.


    Chloe  Moore - Página 13 Badass-hot






    OFF: Um tempo depois ela voltaria ao quarto depois de explorar o lugar um pouquinho melhor maneira de não pensar em fazer besteira ou falar é espairecer as ideias Cool haha. Valeu o post e desculpe acrescentar isso aqui porque ficou grandão mesmo auhuah mas tinha cortado esse pedacinho e só vi depois ando cegueta coisa da idade tongue











    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Sex Abr 29, 2022 8:14 pm

    Chloe: Não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito.

    "Todos nós." Ele diz, ainda baixo, ainda perto demais.

    Chloe: Essas crianças precisavam de uma mãe centrada apenas nelas e no mundo que os cerca cheio de inimigos.

    "Vai lutar por elas?" Ele tinha os olhos fechados. A respiração um pouco mais devagar.

    Chloe: Não se engane, não acredito em sentimentalismo entre opostos, mas a coisa saiu do meu controle e não gosto do rumo que estou seguindo quando o assunto envolve seu nome

    Ele parece surpreso, mas do jeito errado. Alguma emoção presa sob uma camada fina de controle.

    Chloe: ...amanhã conversamos sobre isso.

    Ele finalmente se deixa vencer e gargalha. Não ri. Não sorri. Gargalha com o corpo inteiro e acaba ocupando a cama toda. O som acompanha ela até a porta antes de se tornar uma risadinha que morre e volta. O silêncio só chega quando ele afunda na banheira.

    --

    Chloe caminha pelo lugar, mas não chega muito longe. No fim do corredor ela ouve a voz do irraka vindo da porta. "Não, Chloe. Não pode andar por aí." Ele tinha um pouco de espuma escorrendo no rosto. "Esse quarto é o único que nosso anfitrião abriu para nós. Então, por favor." Ele precisa soprar a espuma para não engolir, mas desaparece na porta em seguida.

    O quarto está exatamente como estava antes, porém agora ele está esticado no divã olhando pela janela para o escuro lá fora. "Você não tem as moedas certas Chloe. Não tem preço para você pagar." Preguiçoso, com sono. Enrolado mais ou menos em uma toalha fofinha e branca. Ele se estica antes de olhar para Chloe. "Seu banho está perfeito cara dama. Eu não trouxe comida, a fome não vai matar nenhum dos dois." Ele sorri e da de ombros como se não fosse importante comer.




    thendara_selune
    Mestre Jedi
    thendara_selune
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1340
    Reputação : 62

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Sex Abr 29, 2022 10:27 pm





    Antes

    Ela o ouviu, mas não externou mais nada até porque não era difícil ler a  Cahalith, em contrapartida, o lua nova parecia um complexo tarô. A gargalhada dele a irritava, parecia sempre estar perdendo quando o assunto era William. Havia apenas uma coisa que mesmo ele cheio de artimanhas não poderia imaginar e isso a fez esboçar um sorriso sereno nos lábios antes de sair.



    ***


    Reagindo a pleno instinto, ela parou quando o ouvi e assentiu com ele. Caminhou de volta e entrou em silêncio. Só  olhou  para ele quando ouvia sobre as moedas. - Me surpreenderia se eu tivesse as tais moedas.-  Ela caminhou até perto dele interessada no que existia além da janela. -Minhas crianças merecem uma família foi isso que me moveu até aqui e o resto é mera consequência daquilo que tenho obrigação em cumprir.- O tom dela morno e depois deu um sorriso educado quando ouviu sobre o banho. - Que bom que foi de seu agrado meu senhor. - Agora havia gentileza sincera emanando dela e uma dose contida de diversão. Depois tomava um banho para silenciar cada vez mais tudo que gostaria de dizer, mas guardou para si, saiu usando uma camisola macia e deitou-se na cama tentando secar o cabelo e lembrou da mãe dizendo “lembre-se de soltar os fios com os dedos quando ele estiver molhado e depois  escová-lo com uma escova suave para não estragá-lo." Apesar de tudo sentia falta de casa, só não podia dizer aquilo em voz alta. A alcateia ainda não era sólida, os parentes dependiam que as coisas dessem certo, com o retorno de Connor havia faíscas no ar, no fundo, temia que não fosse seguro com eles, especialmente com as suas crianças chegando e isso a fez sentir o peso da responsabilidade crescente. Aidan era seu, não queria deixá-lo ir, mas, ao mesmo tempo, temia que ele fosse pego mais uma vez em fogo cruzado. Tantos sentimentos dentro dela, tanto para transbordar e quando a mente tentar ir mais longe nos problemas o  sono chega como se fosse um presente pra ruiva.


    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Seg Maio 02, 2022 8:16 pm

    Chloe: - Que bom que foi de seu agrado meu senhor

    Não há nada lá fora além de escuridão, o hotel não deixa nenhuma luz sair. Ele não se move para reconhecer a aproximação dela. Continua deitado no divã com cara de preguiça meio coberto pela toalha branca. Um fio vermelho escorre dela para um pote de barro cuidadosamente decorado de forma suave e inofensiva. Mais alguns potes do lado desse em uma fila harmonica. O fio era um tubo plástico preenchido com sangue.

    "Acho que vai gostar do seu também. Não precisa ser rápida, pode relaxar." Uma pequena hesitação antes da ultima palavra. Só o bastante para parecer que poderia ser outra.

    --

    Ela acorda com ele entrando no quarto. "Trouxe um presente." A voz alegre. Os passos quase dançando uma música que só ele devia estar ouvindo. "Não é muito o seu estilo. Culinaria local." Ela sente o peso na cama e vê as sacolas de papel que não combinavam em nada com o local suntuoso. Atrás deles William com uma jaqueta escura e sem graça e uma calça que cabe na mesma descrição. A comida tinha um cheiro ótimo, mas por baixo ela sentia cheiro de sangue, fogo, fumaça, morte e ele também cheirava a perfume. Perfume e combustível.

    "Se incomoda se eu tomar um banho? Eu não pude esperar e acabei comendo sem você." O sorriso simpatico e quase envergonhado estampado no rosto.

    Como era de se esperar ele vai para o banheiro e sem qualquer pudor tira a roupa a colocando no chão ao lado da banheira. O cheiro de sangue aumenta, mas da cama tudo que ela consegue ver são as roupas no chão. A água logo começa a fazer barulho e ela não consegue mais ouvir o som que cada peça faz no seu caminho do corpo pro chão.

    "Então, sobre o que queria conversar? Já é de manhã lá fora." A janela ainda era escura como antes. A voz ainda era despreocupada.

    thendara_selune
    Mestre Jedi
    thendara_selune
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1340
    Reputação : 62

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Seg Maio 02, 2022 11:31 pm





    Antes


    Ela olhou aquilo, mas nem sabia o que perguntar, mas a curiosidade brilha nos olhos âmbar, mas ela ainda murmura e aponta pra ele cheia de interesse em saber mais sobre o que estava vendo.- Você pode me falar sobre isso amanhã e quero perguntar outras coisas.- Era muito mais uma afirmação do que uma brecha pra ele negar respostas. Mas se tratando de William ela tinha a clara percepção que ele não respondia nada de maneira concreta. Depois se movia para o banheiro. Quando entrou, desejou cubos de gelo na banheira e o inverno lambendo suas emoções sem pressa de deixar o calor das ideias impulsivas voltarem.


    ***


    Despertou com um sobressalto, o rosto coberto por algumas mechas cor de cenoura, mas parecia ter descansado o suficiente e a alegria na voz dele a faz dar um pequeno sorriso educado. -Obrigada e você parece de bom humor.- A voz arrastada e preguiçosa olhando os pacotes com interesse. Sentia fome e não fazia cerimônia quando começou a comer. Antes mesmo de responder sobre o banho ele agia como sempre, não esperava uma resposta e com aquele ar de “ eu posso e farei do meu jeito.” A ruiva desistiu de entendê-lo desde aquela reunião. Chloe falou pra que ele ouvisse e foi mero divertimento que vibrou na voz dela .- Você é tão adorável quando quer.- Seus lábios curvaram em um pequeno sorriso. Mordeu com vontade a comida, mas logo sentiu  uma confusão de cheiros. O da comida era tão agradável, mas os outros a faziam arquear as sobrancelhas delicadas. - Porque você está cheirando a tanta coisa? Posso saber ou isso é algum perfume feito para urathas?- Havia calor irradiando no rosto cheio de sardas, a cara de sono ia embora dando lugar a curiosidade tão clara quando o dia que a janela escura escondia.- Uma outra coisa, como entramos aqui? Esse lugar parece ter vida própria de um jeito que não entendo, você sempre tem uma coisa entre linhas e um péssimo hábito de não dizer tudo, mas dessa vez quero saber mais.-   A cahalith  inspirou profundamente e minutos depois respondia a  última pergunta dele. -Eu quero entender como pode me ajudar?- O olhar da ruiva foi em busca do dele. Medo estampado em seu rosto. Queria ver as crianças nascerem mesmo que perdesse um pedaço de si mesma ou um membro do corpo. Aquilo parecia-lhe justo, uma mãe precisa estar pronta pra tudo e precisava estar por eles.  Mordeu mais um pedaço e apreciou o sabor, mas ainda pensava nos outros cheiros que vinham dele como se fossem um alerta ou uma provocação ao seu olfato. Depois ela saia da cama agora levando os pacotes pro divã, tinha algum cuidado enquanto fazia isso e sentiu um leve arrepio quando o cheiro da morte ecoou de novo na sua mente temendo que fosse algum presságio, mas a verdade é que estava ansiosa demais com tudo. Sentou-se então olhando pra ele como se pudesse acreditar que William ia falar tudo claramente.


    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu
    Wordspinner
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2694
    Reputação : 131

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Wordspinner Sex Maio 20, 2022 12:22 am

    Chloe: Obrigada e você parece de bom humor

    "Um daqueles dias." Sem nem piscar. "Feliz por estar vivo."

    Chloe: ou isso é algum perfume feito para urathas?-

    Ela consegue ouvir a risada na voz dele. "É só o cheiro de um homem trabalhador." Não era. "Dá vontade de morder, não é?" Sem realmente responder.

    Chloe: Eu quero entender como pode me ajudar?

    "Eu fiz uma rua nova para gente passar, mas elas não duram para sempre." A voz vinha relaxada do banheiro. O cheiro de vapor e sabão se misturando aos outros. "E eu não posso, é claro. Até onde eu sei nenhum uratha pode. Se eu pudesse já estaria feito."

    Do divã ela vê o uratha no banho. Oleo de banho escorre pela pele mudando de cor ao passar por cortes e traços negros de oleo ou fuligem. Linhas coloridas criando espirais etereas na superficie da banheira.

    "Vamos ter que confiar em algumas pessoas." Uma nota de dor no final quando a mão passa em uma ferida aberta. "Já paguei o preço cobrado. Agora é a parte difícil, confiar." Ele diz sem olhar a cahalith. Mãos lentamente limpando o próprio corpo, sem nenhuma preocupação no mundo.

    Os olhos fechados, cobertos de espuma, virados para Chloe. "Vamos sair assim que eu terminar, tudo bem? Vamos ver uma velha amiga, da epoca que trabalhava em para uma universidade." Um instante depois ele ri como se Chloe tivesse dito algo engraçado. "Não eu não era professor de nada. Ela que vai ajudar com os bebês, ela e dois colegas de profissão." Ele sai da banheira e fica pingando alguns segundos e "Pode pegar para mim? Não quero molhar o quarto e cê tá sentada nela." A toalha branca esticada no divã.

    Ele sorri confiante e aberto. "Vai ser bem confuso, vai parecer impossível, mas vai ficar tudo bem. É só confiar." Não era isso que todo golpista dizia?
    thendara_selune
    Mestre Jedi
    thendara_selune
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1340
    Reputação : 62

    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por thendara_selune Sex Maio 20, 2022 5:18 pm






    -Ah, especialmente quando a felicidade pode ser bem rara nessa vida que levamos.- A ruiva respondia com um sorriso. Depois fez uma careta engraçada quando ele falou sobre ser um homem trabalhador. - Homem trabalhador?! Imagino que categoria de serviços você faz e deve cobrar caro provavelmente.- A Cahalith dava um sorriso que mostrava  incredulidade, mas os olhos brilham com alguma admiração afinal William é um sobrevivente adaptado para o pior cenário. -Poucos conseguem viver tanto e manter aparentemente a sanidade.- Seus lábios se contraem imaginava se ele podia ler sua mente e adivinhar porquê da pergunta. -Como você tem feito para durar sem perder quem você realmente é por dentro?- Ela o encarou esperando uma resposta, qualquer pista, dica ou entrelinhas que trouxesse algo para acalentar o que sentia ao longo dos meses. - Oh, não pense que estou dando uma de vítima, tem meses que parei de pensar assim. - Ela fala tentando manter um tom sem emoção, mas seus olhos ficam presos nele imaginando muita coisa que nem ousa falar. - Mas sobre o cheiro, na verdade, dá vontade de arrancar um pedaço grande de você.- A ruiva umedece os lábios e pensa que dizer aquilo foi errado. - Existem tipos de fome que devemos manter trancadas em um porão obscuro e jogar a chave fora.- A voz dela se quebra  e ela fecha as mãos com força mais de uma vez como se quisesse silenciar alguma coisa. - A nossa espécie deve ser responsável pela maioria das lendas absurdas que temos por aí e lembro que uma vez meu pai me falou do  Wendigo  que é uma criatura devoradora de homens, em alguns momentos é dito que ele é  espírito maligno nativo das florestas. Um monstro em pele de homem, possuído por algo velho e assustador tentando saciar sua fome com carne humana.- Seu olhos registram as expressões dele, mas nem esperava julgamento algum. William devia ter ouvido coisas assim outras vezes e até vivenciado coisas ruins que ninguém sabia. - Pergunto-me se sou tão diferente dessa coisa que possuía humanos e se fosse um Uratha na verdade?- O questionamento poderia soar infantil, ingênuo, então Chloe desvia os olhos de William. Aquela conversa sobre vontade de morder a fez lembrar da mudança.  Sabia que foi primitivo, cruel e aquele sorriso feito de prata acima da cena toda parecia satisfeito com tudo que via.  A gibosa  arrasta  um pouco os pés, acometida por um desconforto súbito, quando pensa mais sobre isso. Até que ela deu um sorriso sem mostrar os dentes e suspirou afastando as memórias ruins para escutar sobre como eles chegaram ali. Para sorte de Chloe o tom dele é relaxado e isso consegue acalmá-la.   Nos últimos tempos ela parecia ter picos alterados de emoção o tempo todo.

    - Ora, ora, ora…- Agora surgia um sorriso travesso nos lábios. - Quem diria, hein? Você admitindo que tem coisas além de suas mãos e mente afiada?!-  Forçou seu humor a fluir porque não queria pensar em mais nada de ruim, mas era evidente que ainda tinha a situação de um parto mais adiante. - Tem coisas além de nosso controle.- Os olhos se prendiam a ele observando a cena toda até que vê a ferida aberta. Chloe hesita um instante, já viu Ian chegar assim , mas agora é diferente e não queria vê-lo machucado, o que era um pensamento paradoxal dado a vida que eles levam. Enquanto ele permanecia em uma espiral de calma, ela apressou-se em pegar a toalha para olhar de perto a ferida. O semblante preocupado nem dava para esconder. -Como conseguiu isso? Você estava inteiro ontem… - Os dedos deslizam na pele com delicadeza e param perto da ferida só para responder em murmúrio. - Se não confiasse, porque eu viria até você? Porque chegaria tão perto de você agora?- Pressiona os dedos contra a pele dele e entrega a toalha. -Só não contava que você ficaria assim.-  Estava tão perto que pode sentir o cheiro dele a provocando. Ela se afasta e vai até à mala. - Tenho mania de andar com algumas coisas, sempre suponho que vai acontecer algo impensável, mas dessa vez só trouxe o básico.- Desapontamento na voz depois a ruiva puxava um kit modesto de primeiros socorros, nada comparado ao que ela usa em Dover, havia gaze, esparadrapo, fio de sutura além da pinça, mas teria que usar uma das mãos para puxar a pele. Olhou a  pomada cicatrizante de fórmula simples. Havia curiosidade nos olhos, imaginando quais compostos poderiam afetá-los ou ser usados como armas. Isso explicaria porque a tia de Connor tinha receio em passar aquele conhecimento adiante. Com a linha na agulha na mão ela perguntava com um ar sério. -Posso?-  A cahalith esperou ele responder. - Vai ser incomodo, mas faço com carinho e tenho a mão leve pelo que dizem.- Um sorriso e se ele deixasse ela faria o que dava com o pouco que tinha. Na verdade queria fazer muito mais por ele, William proporciona uma chance das crianças nascerem, não tinha como saber se as coisas iam terminar bem, mas preferia confiar no Irraka. Se ele deixasse faria a sutura, nada perfeito a julgar pelo pouco que tinha, mas aceitável para o momento. -Um dia tem tem que me dizer o tal preço que pagou.- Os olhos iam da sutura até ele. -E tente ficar vivo por eles, afinal carregam seu sangue vão precisar de alguém para ensinar as artimanhas certas para sobreviverem.- A voz dela é morna. - Agora é minha vez de tomar banho.- Forçou de novo o humor no timbre da voz, mas a verdade é que ficou preocupada. No banho se deu conta que ele podia morrer e muita coisa ficaria inacabada. Quando acaba ela volta enrolada na toalha, mas nem olhou para ele, pegou as roupas e voltou para o banheiro para se vestir. Depois esperaria que ele a levasse até o lugar onde encontrariam com essa ajuda.



    Roupinha:

    Valeu a postagem narrador  cheers

    Chloe Moore
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Conteúdo patrocinado


    Chloe  Moore - Página 13 Empty Re: Chloe Moore

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Maio 27, 2022 2:37 am