Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Caçando em casa

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Dom Out 25, 2020 10:25 am

    Francis vê a caminhonete pela janela. Silvia e Connor dentro dela. Marco pulando da caçamba.

    Off:
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Dom Out 25, 2020 9:23 pm


        
           
           
        

               

    Franco está trajando calça jeans longa e uma regata branca.


                   

    Ficha


               

           

               
    Franco está lindamente bebendo uma água da garrafa e salta para cima da caçamba da caminhonete junto com a galera - Nunca estive tão feliz de um convite de violência gratuita e sem pesar a consciência. Você sabe como agradar um amigo, hein Connor. Heheheheheh!
               

           
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Dom Out 25, 2020 10:11 pm






    PThwhox.png

    Connor encosta o carro perto da casa espera Marco descer enquanto Franco sobe, ele ri com o comentário, mas sabia que as coisas não seriam bem completamente violência gratuita, não que os filhos da puta não merecessem, não que ele não quisesse...

    Ele segue até uma casa de sucos qualquer, pede um suco de laranja natural e se senta esperando os dois companheiros.

    - Resumindo, tem uma gangue de nazistas no nosso rolê, Marco falou que a pisa de dias atrás funcionou, os caras tão com medo ou tão preparando alguma e não tão atrás dele mais, mas não interessa, eu quero eles fora do que é nosso, seja indo pra cadeia ou correndo com o rabo entre as pernas. Ele mencionou que os caras correm atrás de imigrantes e surram até matar.  – Ele olha pra Franco e Silvia por um instante enquanto chupa suco de laranja pelo canudo do copo grande demais, como se esperasse alguma resposta. – Eu posso trocar uma ideia com os russos em Polotown, mas não sou exatamente amigo deles, talvez algum deles saiba de alguma coisa sobre esses caras, mas tô realmente aberto a ideias.

    Podia colocar fácil qualquer um daqueles malandros pra chorar com um braço ou perna quebrada, mas dificilmente saberia onde começar a procurar de verdade.

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Seg Out 26, 2020 5:38 pm


        
           
           
        

               
               
    Franco está trajando calça jeans e uma regata branca.
                   

    Ficha


               

           

               

                   

    - Odeio a laia. Já tentaram me comprar na prisão mas não gosto de gente de meu avô tenha lutado na Segunda Guerra para acabar. Não que o puto tenha feito, sei lá... Mas agora faço melhor vovô! Heheheh... Tentaram bater no Marquinho aqui? - deu afago brincalhão nele, qual esperava que o rapaz tirasse a mão logo de cara - Heheh.. Moral não deixar esses caras muito perto de lobo. Vai que qualquer hora os Puros gostem da ideia deles para por na nossa reta.


                   

    Franco ponderou - Só por russo já no meio eles choram. Heheh.. Quê tu acha Silvia? Demais para poliça falar com uns caras desses ou a gente cuida do nosso quieto?


               

           
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Seg Out 26, 2020 6:13 pm

    Marco aceita o afago. Ele bebe a até a menor gota de atenção uratha que ele pode. De alguma forme imune a qualquer desconforto que Francis possa sentir. "A policia tá na deles. Mas os caras tão limpos. Provavelmente bolsos bem fundos e discretos." Irritação fica visível no rosto bonito. "A gente pode fazer melhor. A policia precisa ser provocada. Nós podemos agir preventivamente. Umas tatuagens e uns cortes de cabelo e vocês seriam perfeitos pra infiltração. Mas a gente pode fazer melhor. Vocês tem outros meios." Ela fala com animação e seus movimentos fazem os seios muito fartos chamarem atenção debaixo da blusa branca.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Seg Out 26, 2020 6:55 pm






    PThwhox.png

    Franco escreveu:Heheh.. Moral não deixar esses caras muito perto de lobo. Vai que qualquer hora os Puros gostem da ideia deles para por na nossa reta.

    Ele olha pra Franco com um olhar sério e meio arregalado – Deus me dibre desse pesadelo! Mas tem uma galera dos Puros que dizem que são nesse naipe aí, não sei se são um grupo seleto dos Garras de Marfim ou se é a porra toda assim. É o tipo de gente que vale apena enfiar a porrada.

    Franco escreveu:Só por russo já no meio eles choram.

    Connor ri – Cпасибо – fala algo em russo inteligível e rápido - Bem, minhas duas metades levaram essa treta, os pau no cu podem chorar duplamente comigo.

    Silvia escreveu:" Vocês tem outros meios."

    - Eu to marcado, os caras já devem saber quem sou eu a essa altura, nem sou galego como eles gostariam que fosse, eu consigo engambelar um de certeza consigo convencer o cara de nazismo tá errado e que ele devia ter vergonha disso e ele vai ter – as palavras eram de convicção e a marca da dominância no ombro esquerdo era prova disso. – Mas não sei do que muito adianta isso... Franco tem mais chances de se infiltrar do que eu, eu sinceramente curto mais uma aproximação direta, eles devem ter uma daquelas estantes nazifascistas com foto e livrinho de Hitler, certeza, essa porra é crime até onde me consta, denúncia anônima? – Ele olha pra Franco, pensava que se alguém ali podia lidar com o povo da rua era ele, por outro lado era Silvia que tinha o poder da lei. – A vontade mesmo é de ser gentil e quebrar umas costelas... – Agora era na face de Connor que a insatisfação se estampava. - Mas na boa, a gente tem que trabalhar com a cabeça, o ideal seria deixar a polícia fazer o trabalho dela e a gente não se envolver diretamente isso não inclui tu. - Ele diz pra Silvia, afinal era o trabalho dela. - Então qual a sugestão? - ele espera uma resposta dela enquanto forçosamente desvia o olhar dos seios balançantes, tinha certeza que era uma questão de tempo até os dois melões voarem pra fora da camisa apertada.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Qui Out 29, 2020 2:02 am

    "Denúncia anônima não tem alvo ainda. Nem sabemos quem tá envolvido e o que essas pessoas tem. Primeiro a gente precisa descobrir o que a denúncia vai achar, aí a gente manda eles lá e eu observo de dentro o que vai acontecer." Ela ajeita o cabelo no espelho. "Ideal seria a gente achar um deles e seguir o fio do jeito que vocês conseguirem. " Ela fecha os olhos e massageia as palpebras. "Os caras estão com a ficha limpinha. Não deram nenhum associado. Ficamos de mãos vazias. Eles vão ser julgados com o réu primario, sob influência. Nossa esperança é perseguir o dinheiro se alguém vier salvar eles. Aí eu posso apontar um caminho melhor. Mas vocês devem conseguir fazer alguma coisa, né?" A pergunta tinha um ar entre o esperançoso e o desafio. Algo entre implorar e instigar.
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Sex Out 30, 2020 9:43 am








    Franco está trajando calça jeans e uma regata branca.

    Ficha





    Franco não esperava que o afago fosse aceito e retrai a mão logo em seguida. "Cê é gay mano" passa na mente de Francis, mas qualquer coisa, ele era o culpado.


    - Sei que meu olhar de filho da puta sem mãe pode ser perfeito para infiltrar, mas não vou cortar minha juba. 'Cê faz ideia quão difícil ser tão lindo assim? - óbvia ironia - Tô com Connor. Que adianta a gente se infiltrar se a moral é fazer esses putos desejarem não ter se metido em primeiro lugar? Ah não ser se formos reabilitar eles, esses carinhas são só raiva comprimida botando um nome que conhecem virado a imigrantes. Um apertão gostoso do Connor aqui e eles devem se derreter no escuro e dar a bundinha. Heheheheheh


    Franco ouve a Silvia - Pô, não sou CSI. Fui convidado para agredir uns putos hehehe.



    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Sex Out 30, 2020 4:18 pm






    PThwhox.png

    Ele se volta a Franco rapidamente. – Esse era o plano inicial, encher esses porras de porrada, mas eles são uma gangue certo? Eles não vão cair fora enquanto a gente não derramar sangue e essa merda pode espirrar nos moleques. Não é assim que funciona? – a dúvida era genuína, todo mundo sabia que ele nunca tinha se metido com aquilo.

    No instante seguinte ele olha pra Silvia fixamente, tentando não olhar pra baixo – A gente não sabe onde foi parar o cara que fugiu, mas a gente sabe bem onde um deles está, eu ouvi os ossos do cara se partindo, todos, se ele não ficou “tudoplégico” eu tenho certeza que ele não passa menos de três meses no hospital, mas deve ter alguém guardando ele, alguém da corporação, me dá acesso a ele e eu tiro dele até o nome da mãe. É isso ou dar um rolê no bairro e ver se eu acho por acaso ou sorte o sujeito que fugiu ou o cheiro dele... – Ele olha pra Franco como se perguntasse o que ele achava daquilo e volta a bebericar o suco de laranja.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Qui Nov 05, 2020 1:03 pm

    Franco escreveu:"Fui convidado para agredir uns putos hehehe"

    Ela sorri achando graça. "Tá esperando o que então? Eu dizer pra vocês o que fazer?" Ela diz tentando controlar a risada e por um pouco de desafio na voz.

    Respondendo Connor ela diz: "Não posso te dar acesso a ele e vocês não querem torturar ninguém. Mas eu posso descobrir quem tá na porta e ver se o uniforme tem alguma fraqueza que eu conheça pra ser explorada. Aposto que o Francis aqui consegue distrair ele pra você ter uma conversa a sós com nosso amigo supremacista. Se quiserem rondar a área eu topo, mas o Marco com certeza pode lembrar de lugares e pessoas que a gente não vai saber. Isso e vocês podem checar com amigos do outro lado alguma informação, não podem? Trocar favores com algum pseudo computador alienígena ou sei lá. Não é assim?" Tinha uma dúvida genuína ali.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Qui Nov 05, 2020 3:49 pm






    PThwhox.png

    Connor pareceu pouco se importar com o tom desafiador dela, ficava pensativo por um tempo enquanto Silvia soltava suas sugestões. – Fazer uma ronda é o que tem menos chance da gente pescar alguma coisa, mas é menos arriscado, o hospital vai ter câmera, saco nada disso e pode dar merda. – Ele olha pra ela com uma certa cara de desaprovação, que só não era pior por que ela parecia inocente, se questionou mentalmente se a Legião fazia aquele tipo de coisa constantemente. – Não, nada de ajudinha do lado de lá, você não quer isso, eu não quero isso. – Ele termina o suco de laranja a largas goladas pra matar aquilo logo.

    - De qualquer forma parado aqui a gente não tá avançando, bora? – Ele olha pra Franco. A verdade é que não queria afundar Marco mais ainda naquela situação, mas não parecia ter muita escolha.

    Ele explica as coisas pra Marco na primeira língua de forma sigilosa, perguntava ele, lugares, pessoas, nomes qualquer informação adicional que ele pudesse dar, na pior das hipóteses ia realmente depender dos olhos dele pra achar um dos sujeitos.

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Qui Nov 12, 2020 3:30 pm

    Perdão a demora







    Franco está trajando calça jeans e uma regata branca.

    Ficha






    Silvia escreveu:Tá esperando o que então? Eu dizer pra vocês o que fazer?

    - Acho que tamo esperando dizer o que não fazer. Heheh.



    Connor escreveu:De qualquer forma parado aqui a gente não tá avançando, bora?

    - Tô por ti. Lidere o caminho, vou dançar a tua pista. Me põe na frente de um deles, na real, que consigo dizer quem o puto é... Me ensinaram um truquezinho que vai nos ajudar com a informação. - esfregava a mão uma na outra, animado.



    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Qui Nov 19, 2020 3:51 pm

    Silvia concorda e logo os quatro saem animados para patrulhar. A primeira volta é intensa. Marco aponta alguns lugares e até parece reconhecer algumas pessoas. Silvia tira fotos e diz que é melhor esperarem mais um pouco. Rodarem de novo e dar mais tempo para a memória de Marco. As ruas bonitas com casas espaçadas rendem muito pouco. Em Parque Hyde os urathas tem mais sorte. No começo é só um talvez. Marco acha que se lembra. Melhor olhar mais de perto.

    O carro chama atenção ali. Dirigir sem destino também. Em pouco tempo pessoas oferecem ajuda. "Onde vão?" "Posso ajudar?" "Estão procurando alguma coisa?". As pessoas bem intencionadas engolem as desculpas e desvios dos algozes. Nenhum um só parece desconfiado. Mas em menos de meia hora um utilitário 4x4 brilhando de limpo passa do lado deles. A faixa com as letras pintadas. Uma águia de ferro. Segurança privada. Daí em diante eles seguem cada movimento deixando os algozes ganharem distância. Sem nunca abordá-los.

    "Cabron !@#%$!@%$#" A fala de Marco pega todos de surpresa. Já estavam até meio cansados. Entediados. Frustrados com a vigia. "É ele!" Marco deixa escapar na primeira língua. Seguir o seu dedo não é difícil. Um homem alto correndo com roupas dry fit ao lado do carro de segurança. Ele faz um aceno e recebe uma buzinada em retorno. Tudo amigável. Logo atrás dele dois adolescentes. Todos os três muito loiros. Os garotos magros e compridos. Ele é forte e sólido. Um águia no braço em tinta preta. Marco fala mais coisas impossíveis de entender. Mas o celular de Silvia traduz como "Ele sempre olha e não faz nada. Nem quando eles correm atrás da gente. Nunca faz. Assiste com pipoca." A voz metálica sem nenhuma emoção combinaria com o homem.

    Silvia diz que é melhor dar o fora por enquanto. Eles já tinham motivos para alertar a policia.

    --

    No caminho de volta Francis é o primeiro a perceber a sombra. O carro atrás deles. Os algozes tinham esticado o caminho para passar nos lugares onde Marco fora incomodado. Tiveram de dar uma volta bem maior passando pela ultima obra em que Axel trabalhou. Marco trabalhou. Uma van branca marrom velha. O que a entregou foi estar indo devagar. Feito eles. Se eles faziam curvas diferentes logo encontravam a van a frente deles. Pronta pra casualmente segui-los de novo. A batida ao lado do camping nem foi uma surpresa. A surpresa foi terem jogado uma mulher na frente do carro. O pé de Connor bateu no freio como um reflexo. O grito de horror da mulher era cortante. A Van arranca com tudo pra cima deles. Uma pedra bate no vidro da frente. Metal e vidro arranhando. Marco gritando com medo. Silvia gritando por ação. A arma aparece na mão dela como que num passe de magica. O rosto bonito cortado na testa por vidro ou pancada. As vozes lá fora.

    A mulher rolando lá fora com o impacto da van. Um taco com um gancho indo direto na janela de trás. Eles atacam com barras. São pelo menos quatro. Talvez mais. Provavelmente mais. Jaquetas grossas. Balaclavas. Joelheiras. Luvas. Uma serra roncando lá fora. Eles uivam. Eles riem. Eles gritam.
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Dom Nov 22, 2020 9:18 pm


        
           
           
        

               
               
    Franco está trajando calça jeans e uma regata branca.
                   

    Ficha


               

           

               

                   

    - Então ele é para ser o bonitão... Garoto da águia preta. Depois a gente pode fazer um peeling nela com ralador de queijo. - Silvia decide o melhor e o melhor fazemos... Mas as coisas pioram com a emboscada jogada por eles. O freio fez Franco bater contra a caminhonete e praguejar e o que segue é o amontoamento dos filhos da puta para cima deles. Eles uivam: seria uma provocação irônica ou apenas uivos de testosterona? Foda-se.


                   

    Uivou de volta, mas o dele significava alguma coisa. Era o chamado para o grupo para guerra e, depois disso, soltou para porradaria.


                   
    OFF:
    Usado War Howl
               

           
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Seg Nov 23, 2020 2:08 am






    PThwhox.png

    Num primeiro momento tava mais feliz por não escutar os ossos da mulher se partindo enquanto o pneu cantava na rua, era invariável que o ferimento em Silvia e o medo de Marco o deixasse com os nervos a flor da pele, o carro... O carro foda-se tinha seguro, todo mundo tinha, pelo menos aquele instante sentia um certo alívio daquela porcaria ser obrigatória, os uivos de chacota, provavelmente com Marco soavam quase como uma ofensa, mas quando Franco uiva de volta ele entende o chamado, ele sente a corrente de adrenalina correr pelo corpo.

    - Corta no tiro!!! – é a única coisa que grita enquanto sai do carro, ele corre em direção ao cara com a serra atropelando tudo que tem pela frente, corre em direção ao maior perigo e mira direto sobre o braço dominante do sujeito, a cena é de uma voadora digna do Sub-Zero com a força de um cavalo, ele jura que escutou algo se partir ou foi o cotovelo do sujeito a estalar, não tem certeza, ele nem mesmo para pra ver, ele se distancia mais um pouco, não dava pra encarar todos aqueles caras ao mesmo tempo, ainda assim ele urra a uma certa distância, dava pra ouvir quase um rosnado no fim da bravata, uma tentativa de atrair o maior número deles pra cima, mas sem nunca deixar nenhum deles chegarem realmente perto, pelo menos não ao mesmo tempo.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Qui Dez 03, 2020 4:55 pm

    O homem com o taco com o gancho acerta Connor assim que ele põe os pés para fora do carro. Nem deu para sentir. Ele abriu caminho empurrando o cara, já tinha um alvo. Antes de chegar lá ele desvia um pé de cabra com o braço. Um movimento reflexivo. Finalmente o rahu está perto o bastante. O som da serra é assustador. Alto. Gritante. O cheiro de combustível. O lua cheia soca com tudo o braço do homem e sente plástico duro quebrar. Mas não osso como ele esperava. O arrepio frio que corre pela espinha no momento seguinte é alimentado por lâminas correndo em sua direção.

    Franco chega um segundo depois, mas o movimento da serra e o tamanho de Connor impedem ele de chegar no seu alvo. O cahalith sente a porrada nas costas sem nem perceber. Forte. Forte pra caralho. Ele se vira instintivamente e já vê o taco de baseball se ajeitando para mais uma. Vê também uma barra de ferro batendo inútil contra o lado do carro onde Silvia está. Mas outra abrindo a cabeça de Marco em uma pancada que deu para ouvir dali. O som molhado e duro. Cheiro de sangue novo no ar. Marco cai imediatamente imóvel sem nem ter saído do carro.

    Um movimento de cima para baixo da serra. Carne, tendões e ossos feito em pedaços. O gigante sente a perna descer imediatamente. Em um movimento ela é destruída logo abaixo do quadril. Tudo parece perdido. O som do tiro é mais um incomodo. Mas não seu efeito. A cabeça do homem com a serra vai para trás de uma vez. O corpo segue. A serra para de trabalhar caindo no chão de lado junto com a perna que arrancou.

    OFF:

    7 de dano letal na perna do Connor. Leg wrack. Vamos sangrar um contusivo por turno, a não ser que vcs achem mt pouco. (acho que vai ser menos 1 pela armadura.)
    5 de dano contusivo nas costas do Francis.
    Marco tá no minimo dormindo.

    Cara da serra tá fora de combate. total. Santa Silvia... pq né...

    Ainda temos 2 com barras de ferro, 1 com taco de baseball, um com pé de cabra, um com taco com gancho.
    Temos uma transeunte jogada no chão na frente do carro depois de ter sido jogada no carro em si, depois se vcs quiserem vcs podem até ver se não morreu de batida.
    Silvia tá só com o dano da batida.

    Deu pra perceber que eles estão bem equipados e protegidos, mas sem capacetes. Boa sorte, mas acho que deu ruim...

    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2762
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por GodsCorpse Sab Dez 05, 2020 10:45 pm


        
           
           
        

               
               
    Franco está trajando calça jeans e uma regata branca.
                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Franco solta um grunhido engasgado que era misturado com algum palavrão que tinha preparado para gritar. Para quem ouviu, era quase engraçado, mas ninguém riria mais com o sangue entrando no ambiente.


                   

    Merda, isso era demais.


                   

    Esses aqui estão aqui para matar os quatro, e o sangue na cabeça do Marco fazia o Franco acreditar que vão ter sucesso. Connor tá sem perna... PORRA ELE TÁ SEM PERNA!, Francis pensaria.


                   

    Merda, isso era demais.


                   

    Não dava mais para brincar de gente. Era vez da lei do retorno. Franco toma a forma de dalu, e seu primeiro reflexos é cuidar do carro. Apagar nossas crias, nosso sangue. Lobo se protege depois.


                   

    Garras por unhas, agora era para matar. É a lei do retorno: tenta me matar, Franco te mata.


               

           
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Dom Dez 06, 2020 2:49 pm






    PThwhox.png

    O grito fica abafado pelos dentes cerrados e por um instante ele mal sabe onde está, nunca havia sentido tanta dor na vida, a perna praticamente destacada do corpo, a calça puro vermelho de sangue, ele cai por detrás do carro.

    A porta da van corre sem eles ao menos perceberem, e o veículo anda alguns poucos metros sendo silenciosamente empurrado, o bastante pra cobrir a visão da moça no chão, se é que ela estava acordada... Um, dois é o número de baques surdos do que agora eram sacos de ossos batendo dentro da van e se esfacelando, os outros dois se viram e parecem lutar contra a realidade de uma morte iminente, mas são corajosos até o fim de correrem pra cima. São agarrados pelo topo das cabeças e chacoalhados ao mesmo tempo, dá pra ouvir cada ossinho dos pescoços se deslocando e quebrando e logo os corpos seguindo os outros dois pra dentro da van caindo embolados, os corpos se empilhando.

    Por fim Franco ainda tinha suas garras sendo cravadas no carinha que gritava com a dor incontrolável, o que era um vulto aparece do outro lado, deixando a presa entre eles, ele agarra na nuca do sujeito suspendendo o corpo dele do chão e o empurra em direção as garras de Franco as fazendo cravar ainda mais fundo, a força tão brutal que forçava o antebraço de Franco entrar quase que pela metade o corpo erra arrancado deixando um arco de sangue no ar, o cara não teve nem direito a um grito ou suspiro final, pq um dos de dos do gauru se forçava contra a garganta dele.

    A criatura gigantesca se agachava se impulsionando pra escorregar no asfalto a mão passava rente ao chão recolhendo o corpo baleado que se juntavam a pilha que se formava dentro da van, ele tenta bater a porta uma vez e dá pra ouvir o barulho de osso se partindo um calcanhar que ficava caído na reta da porta, ele chuta a perna pra dentro, não dá pra saber se arrancou ou não, mas dá pra ouvir o joelho se torcendo, na segunda vez a coisa bate fazendo o som de “click” ao se conectar com a tranca.

    Ele volta a forma humana, ziguezagueia de um lado pro outro, parece completamente tonto, ele se apoia na caçamba da caminhonete atravessada na rua – Merda essa porra dói! – a voz continua abafada entre os dentes a reação é nitidamente uma dor fantasma a perna antiga caída do outro lado da caminhonete, uma nova nua e perfeitamente no lugar.

    Ele precisa de um tempo pra se recuperar, a coisa toda fica medonha quando perceptível que ele tinha feito aquele estrago todo completamente pela memória muscular já que ao fim parecia totalmente desnorteado, se botasse na ponta do relógio era um cadáver por menos de um segundo, simplesmente aterrorizante.

    Ele se recompõe, de início ele não fala nada, ele recupera a perna velha, retira o tênis dela e recoloca no pé, rasga a outra perna da calça e suja ela de sangue, o treco fica parecendo bermuda de loja de rico que vale metade do preço mas é vendido por dez vezes mais, a perna decepada segue na pilha de corpos, sendo jogada pela janela.

    - Aqui to eu, me tornando a coisa que eu mais temia, escolhendo quem vive e quem morre, pagando o preço do juramento. – ele fala aquilo pra ele mesmo, nem parecia o Connor sempre risonho, sempre feliz ou puto com alguma coisa, alguma parte da emoção tinha ficado no caminho, se perdeu em algum lugar, a voz quebrada, em algum lugar alguma coisa doía e muito.

    Ele olha pra todo mundo ali, primeiro pra Silvia e depois pra Franco, dava pra reconhecer o olhar, ele certamente já havia visto ele centena de vezes na cadeia, o olhar do assassino frio e calculista, que se desmancha quando ele bota os olhos em Marco.

    Ele arrasta o garoto, dá pra ver a tristeza estampada no rosto dele agora, enquanto ele rasga a camisa e tenta fazer uma bandagem pelo menos pra estancar o sangue com o máximo de cuidado que consegue, mas o trabalho na rua com os nazistas está feito, quase que completamente limpo, nenhuma gota de sangue, senão duas poças e um pequeno rastro.

    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade
    Wordspinner
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1790
    Reputação : 96

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Wordspinner Sab Jan 02, 2021 10:21 am

    Poucos instantes atrás o barulho era impossível de filtrar. Agora dava para ouvir um chiado baixinho vindo do capô da caminhonete. Os ouvidos de Franco captavam também o som de alguma coisa borbulhando dentro da van. Ar e liquido lutando para passar pelo mesmo lugar. O cheiro de sangue uratha era forte. A perna mal cortada jogada no chão. Eles tinham vencido. Tinham vencido de um jeito que o Cahalith só tinha presenciado na sua primeira mudança. Era fácil se esquecer que ele também era isso. Era fácil esquecer... impossível esquecer os pedaços de corpos no chão com ele sentado no meio de tudo ileso e fresco como um bebê.

    Silvia empurra o rahu sem jeito. Mais força do que devia. Os olhos dela fixos em Marco. Chocada? Com medo? "Eu cuido... Eles dois precisam de um hospital urgente." A voz vacilante ganha força conforme se força a dizer as palavras. "Connor, não tem jeito de você ir com a gente. Esconde a van, se acharem isso vai ser pior pra gente." Ela rapidamente começa a tatear a cabeça de Marco. Os dedos procurando alguma coisa. Ela resmunga alguma coisa e tateia o ferimento aberto pela barra antes de cobrir com um lenço e aplicar pressão. O garoto não se move. Uma baba vermelha escorrendo da boca.

    O chiado sob o capô morre. Um bom sinal?
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1066
    Reputação : 46

    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Ankou Dom Jan 03, 2021 1:31 am






    PThwhox.png

    Quando ela empurra o corpo volta Connor não se move um centímetro, dá pra ver o olhar de culpa nele agora, a dor do que havia feito estampada no rosto, ele apoia a cabeça de Marco sobre o trapo que ele estava tentando fazer a bandagem, naquele estado possivelmente ele faria mais cagada do que qualquer outra coisa e podia reconhecer isso.

    - Esse é o preço que se paga pra manter as ruas limpas… - na voz uma mistura de angústia e ódio, mais possivelmente dele mesmo e do que ele havia permitido acontecer do que de Silvia, ele respira fundo e se levanta dando o espaço que ela pedia.

    O estado dele não era dos melhores, ele sabe que não pode acompanhar os dois depois de ter tido uma perna decepada.

    Ele circula o veículo dos caras só pra ter certeza do estado, a coisa parecia ok em todos os sentidos, tirando a pilha de corpos que ele ajeitava pra se tornar impossível ou quase de ser vista do lado de fora.

    Quando a caminhonete parece finalmente morrer ele comenta – Fodeu o radiador, vai fundir o motor, mas vai chegar no hospital, foda-se. - Dava pra sentir ele puto com a dor de cabeça que aquilo ia dar, mas era melhor salvar a vida de Marco do que um motor.

    Ele sobe na van dos caras sem muita cerimônia, se volta pros dois do lado de fora – Vou desovar essa merda fora da cidade – dizia já mentalmente traçando um caminho, dos muitos que ele conhecia, uma estrada paralela de chão no meio do nada, talvez o fundo do mar gelado de Dover, o que fosse mais prático e mais difícil de rastrear. Ele só faz uma pergunta pra Silvia – Fundo do mar ou fogo? O que é mais difícil de rastrear? - seguiria exatamente com a ideia que ela indicasse a melhor.

    Conteúdo patrocinado


    Caçando em casa Empty Re: Caçando em casa

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Maio 18, 2021 12:07 pm