Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 3 - Angellis Ater

    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Sab Out 31, 2020 8:56 am

    Capítulo 3 - Angellis Ater Logo-a11

    ANGELLIS ATTER

    Capítulo 3 - Angellis Ater Angeli11

    Trilha Sonora:


    2 anos se passaram e a Corte Infernal parecia ter estagnado. Os sinais que apontavam uma possível aparição de Lúcifer no Cosmos parecia ter se extinguido. Os Ocultos foram pressionados mas seus rastros levaram à lugar algum. A profecia do Neberu Luciferano de que a Estrela da manhã deu-se por acabada. Sem mais utilidade, Luciferanos e Ocultos foram exilados de Los Angeles, obliterados ou então encarnaram as fileiras dos Faustianos. O prefeito Mark Schindler nunca foi encontrado dado como morto após 3 meses de desaparecimento sem rastros. A promotora Laura se tornou a então nova Governadora de Los Angeles após aumentar e muito sua popularidade expondo crimes e mais crimes de corrupção, mas altos cargos políticos são muitas vezes amaldiçoados, pois a ex promotora e agora governadora do Estado da California é réu em diversos esquemas de corrupção expostos.

    Recentemente, notícias na televisão e na internet tem exposto uma descoberta histórica. Um galeão inglês foi encontrado no fundo do mar ao fundo das praias de Santa Mônica. Dentro do navio, tesouros e peças historicas europeias haviam sido encontradas. Historiadores afirmaram que o galeão tem mais de 10 séculos de idade, e um fato sombrio é que dentro do navio vários artefatos profanos sobre a igreja tem sido encontrado. Era de consenso entre alguns que o galeão era pertencente a um culto satanista que foi atacado em alto mar e os destroços foram arrastados até a longa região do novo mundo. Outros pares cientistas dizem que é impossível que tais destroços fossem levados pelo mar, afirmando que o galeão realmente fora afundado perto da Américas, época em que o Cristovão Colombro nem se quer sonhava com a descoberta do continente. Era fato que, através de artefatos e até pinturas indigenas, que outros homens brancos já tinham encontrado o continente Americano antes de Cristovão Colombro, e o galeão europeu dos cultistas só deixa evidente que mais um grupo teria descoberto as terras antes do marco histórico. O que esse culto estaria fazendo nas Américas? Ele chegou até o continente ou foi impedido? Devido á vasta gama de cultura pagã, ainda foi impossível determinar quais influências satanicas houveram nos povos nativos, ou vice e versa, matendo-se o mistério e a fascinação para alguns e o tédio para outros.

    Ainda assim... Agora, o conteúdo do galeão foi removido e levado para o museu de História Cultural de Downtown. A igreja tentou proclamar o conteúdo do navio porém o governo vetou essa reinvidicação, o Arcebispo Leonard Reymon proclamou para a imprensa que o conteúdo deveria ao menos passar pela análise da igreja, o processo está em andamento e negociações ainda estão em progresso. O que tem atrasado este processo, porém, foram as mortes acidentais estranhas e violentas que ocorreram aos envolvidos tanto da igreja quanto do Estado pela briga do conteúdo do galeão. Fococas, boatos e memes na internet sugerem que o conteúdo do galeão é amaldiçoado.
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Qui Nov 05, 2020 4:21 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater John-m10

    Trilha Sonora:

    O sol estava se pondo e a frente fria começava a se dar. Los Angeles sempre fora um lugar quente, certo? Aconchegante, cheio de turistas e de vida. Claro, um pouco de violência, o que era normal e até essencial para o funcionamento de uma cidade, ao menos era assim que John Milton, o homem infeliz que Kha'thladuz possuíra pensava. John Milton tinha memórias que poderia fazer Kha'thladuz ter pena dele, ou adimirá-lo. O garoto era um excluído pelo pai. A mãe morrera no parto e o pai nunca fora próximo. Ele era o verdadeiro rosto por detrás do nome Milton. Harrison Milton, diziam que o cara poderia ser juiz da suprema corte se quisesse. Implacável, podre de rico, filantropo altamente conhecido, mas poucos sabiam, e John Milton era um deles, que "Imoral" se juntava nessa lista.

    Capítulo 3 - Angellis Ater Harris10

    Harrison Milton sempre tratou John Milton como um reconhecido fracasso. Bem... Em comparação com seu velho pai, John ainda era peixe pequeno mesmo, mas John tinha uma pequena fagulha de orgulho que o que ele conquistara, conquistara por conta própria, se recusando a pedir ajuda ou auxilio de seu pai que o via ainda como um pequeno rebento que ainda tinha muito a aprender. A mídia sabia que ambos, pai e filho não se davam bem, haviam muitos seguidores no facebook e no twitter que defendiam Harrison dizendo que nem toda família era perfeita e Harrison, com humildade, declarou que apesar de ele e seu filho não serem próximos, ele ainda o amava e faria de tudo por ele desde que fosse correto e que se orgulhava do filho ter o próprio negócio sem ter precisado de uma ajuda se quer do pai. Harrison sabia que John Milton nunca se rebaixaria a pegar essa isca que Harrison havia botado, seria apenas mais uma para que John assinasse o contrato com o diabo que era o seu pai. Ironicamente, Kha'thladuz era mais diabo que Harrison, literalmente.

    Kha'thladuz olhava o por do sol do seu escritório pelos olhos de John Milton, ele lembrava da noite em que fora trazido para aquele mundo, sim, trazido... Um puxão, um Turbilhão, fora um ritual. John Milton tinha adormecido a quatro dias em sua cama, como uma noite de sono normal, e acordado na noite seguinte como Kha'thladuz. Era fato para Kha'thladuz que John fora sequestrado durante sua noite de sono, dopado, e então incorporado por um ritual numa fábrica escura em Beverly Hills. Quem fizera isso e porque? Kha'thladuz não fazia ideia e John podia ter varios inimigos, o mais poderoso e perigoso dentre eles certamente seria Harrison Milton. O local, quando Kha'thladuz terminou a incorporação, estava vazio...

    Capítulo 3 - Angellis Ater Vokpdg10

    Kha'thladuz apenas viu bacias e sinais ocultistas que em sua totalidade, sabedoria do que se tratava mas a mente humana e frágil de John criava uma barreira que o impedia de utilizar todo o seu potencial divino. Via também caveiras, ossos e carçacas de animais sacrificados, quem o invocara precisou fazer uma bangunça sangrenta e suja no local, mas não faria diferença porque aquele lugar era nos ermos de Beverlly e quando alguém encontrasse alguma coisa já se teria passado tanto tempo que talvez nem mais carcaça encontrariam. Desde então, nesses quatro dias Kha'thladuz vivia como John Milton, entendendo pela mente de seu hospedeiro o que o Éden havia se transformado e pensando no que faria agora que estava "livre" se vestir a carçaca de John Milton poderia ser chamado de liberdade. Foi quando o sol se pôs, que a secretária de John, Bryanna, tocou no telefone de John, provavelmente para dizer que já estava encerrando o expediente, mas ele se surpreende quando descobre que é outra coisa.

    - Sr. Milton? Seu pai, o Sr. Milton está aqui para vê-lo.

    E pela secretária do telefone, ela aguardava as instruções de John. Kha'thladuz por sua vez, sentia John Milton revirar-se dentro do corpo violado, a simples menção de seu pai agitava a alma do hospedeiro dentro de Kha'thladuz que sentia seu corpo todo tremer num misto de raiva e medo.
    John Milton
    Tecnocrata
    John Milton
    Tecnocrata

    Mensagens : 447
    Reputação : 0

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por John Milton em Dom Nov 08, 2020 6:32 pm




    Antes era o Vazio...

    Ka'thladuz orbitava em uma forma semi consciente de perdição e desespero que durara eras sem fim, até aquele momento de em que se fizera a luz e fora arremessado para fora daquele abismo dantesco de volta ao Éden.

    No entanto o Éden não era a mesma coisa... Os seres humanos o perverteram e distorceram a criação divina a seu bem prazer... O que antes era um maná aos olhos, agora construções de concreto, lixo, e sodomia cruzavam os caminhos... Uma nova Sodoma e Gomorra havia se instilado no coração da humanidade e Ka'thladuz via a tudo e achava aquilo bom.

    Passaram-se quatro dias desde que ele voltara ao Novo Éden e a tudo observava pelos olhos de Jhon Milton, que descobrira, era um advogado sedendo de poder e de alma forte. Tão forte que digladiava internamente pelo retorno do seu corpo e aquilo deixava o Demônio orgulho da força de vontade daquele humano, mas ainda assim ele controlava aquele corpo e tomara de assalto aquele corpo e toda a vida do Causídico...

    Ele acordara na cena de algum ritual, alguém conhecia seu nome verdadeiro, talvez. Aquela era a única forma de convoca-lo com tamanha presteza... Mas fora deixado para trás e aquilo o deixara intrigado...

    Mas nesses 4 dias ele buscara todos os meandros da humanidade dentro do seu hospedeiro e apesar da força de vontade enorme daquela alma que montara em torno de si uma pequena fortaleza mental, todos os demais "cômodos" estavam liberados e agora tinha plena ciência do que precisava para emular a vida de Jhon Milton... Seus desejos, receios e, principalmente o conflito com seu pai...

    Talvez tivesse sido isso que trouxera Ka'thladuz àquele corpo... O mesmo ódio visceral que ambos pelo progenitor.

    E agora ele olhava pela janela do enorme gabinete que Jhon possuía no seu bem sucedido escritório de advocacia...

    O sol se deitava no horizonte e o telefone atrás de si tocava

    Era sua secretária, sua não de Jhonn Milton (a voz fraca do humano ressoava na mente de Ka'thladuz, mas ele não liga... Era sua secretária, seu gabinete, a vida de Jhon Milton era sua.

    Mas os problemas também o eram...

    Harisson Milton estava ali para ser recebido... O que o pai de Jhonn Milton trazia? Ele se perguntava

    Ka'thladuz responde a secretária

    - A essa hora? O que ele quer? Melhor... Peça para ele entrar
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Qua Nov 11, 2020 10:20 am

    Capítulo 3 - Angellis Ater John-e10

    Trilha Sonora:

    Sodoma e Gomorra, uma historia retirada das memórias de John, uma referência humana da fúria de Deus. Nenhum dos Caídos realmente testemunhou aquilo, afinal tal evento haveria ocorrido muito tempo depois que a Rebelião fracassou. Ainda assim, para Kha'thladuz a referência era perfeita. John era um homem com um certo nível de cultura interessante. Quando ele pedia para que a secretária permitisse a estranha vinda de seu pai, ela apenas concordava e poucos segundos depois, Bryanna surgiu na sala abrindo a porta para que Harrison Milton passava. Ele entrava e com um tom muito cortês e gentil dizia à Secretária:

    - Muito obrigado, querida! Tenha uma boa noite.

    A mesma assentia com um sorriso simpatico para Harrison e perguntava para ambos:

    - Os gostariam de alguma coisa? Um chá, café ou água?

    Harrison dizia:

    - Ah sim, eu aceitaria uma xicará de café, muito obrigado.

    Bryanna então esperava a resposta de John, e após ter essa resposta ela fechava a porta, deixando os dois sozinhos. Harrison, por sua vez, agora sozinho, desfazia a postura gentil e cortês, pondo agora um olhar avaliativo em cima de John e sem esperar um convite, se encaminha e se acomoda na poltrona em frente à mesa com uma pose de quem estava em um ambiente muito bem familiarizado, talvez até seu. O crepúsculo já estava fraco deixando o ambiente pouco iluminado, o que já fazia as luzes automaticas se acenderem de repente.
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Qui Nov 12, 2020 10:22 am

    Capítulo 3 - Angellis Ater Caliel10

    Trilha Sonora:


    Caliel estava em sua casa, esperando o horário que havia combinado com a polícia em prestar depoimento. Sim... Aquele acidente na Mansão Taylor teve consequências... Muitas pessoas morreram, muitas desaparecidas, grande parte não pode ser reconhecida nem pela arcada dentária com o fogo tão intenso que se teve. O sol já se punha, o crepúsculo era fraco. Ela via o horizonte da janela do apartamento que Cristine arranjou pra ela. Um apartamento velho, mofado, só tinha 2 cômodos, um banheiro e todo o resto, nesse todo resto se tinha uma cozinha, sala e quarto sendo a mesma coisa. Morava numa periferia perigosa onde havia usuários de drogas a torto e a direita, assaltos, violência doméstica e briga de gangues criminosas por dominância além de claro, inúmeros políticos espalhando panfletos sujos com promessas que não irão cumprir só para que as comunidades carentes votem neles. Não ter dinheiro era uma merda, Cristine já havia feito muito por ela dando uma pequena renda para que ela pudesse no máximo, sobreviver e um teto para morar. Luxos? Era algo que Nina não tinha, Caliel, acostumada com a beleza, apesar dos Tormentos do Abismo, podia só sentir pena da situação de Nina, e quem sabe, de si mesma. A garota teve uma vida dificil e foi usada do começo ao fim e no final das contas, seu destino fora morrer para que um outro ser se apossasse do seu corpo. Era uma história muito triste pra não dizer patética, aos olhos de criaturas tão gloriosas como os Celestiais um dia foram, mas... Hey... Caliel também era digna de pena não era? Entrou numa rebelião, enganada por Lúcifer, ou equvocada com a sua liderança, largou a Fé de Deus para adotar a Fé dos Humanos, que no final, parte a traiu, parte morreu, e como bônus, perdera a guerra e fora atirada numa jaula para ser torturada por toda a eternidade com seu próprio arrependimento e sua própria falha, como todos os outros... Sim... Na visão dos conceitos humanos, Caliel e todos que aderiram à Rebelião de Lúcifer seriam agora o que os humanos chamavam de "Perdedores", ou "Fracassados" e talvez estivessem certos... Quer dizer... Olha pra esse novo Éden... Foi isso que a Rebelião levou? Tudo era muito incerto, mas no final Caliel sabia que agora estava livre, podia fazer mais por si e tentar recuperar um pouco do valor que tinha antes. Uma Fracassada? Certamente, mas uma fracassada que agora estava livre e tinha a chance de se reerguer, mesmo que vivendo através das limitações humanas.

    Passou-se uma semana desde que Caliel voltou e passou a conhecer esse novo e... Sujo mundo, pra não dizer outra coisa... Nada, absolutamente nada, chegava aos pés do que era a Criação antes, e Caliel tinha que se acostumar com isso. Onde estavam os anjos de Miguel? A Hoste Celestial do Céu? Caliel não sabia, mas valeria a pena tentar descobrir? Só as ações dela diria.

    Caliel olhou para o relógio, estava quase na hora, ela tinha que ir na delegacia e dar o depoimento dela sobre o incêndio na mansão dos Taylor.



    OFF: A personagem tem interpretação livre para dar seus pontos de vista sobre a vida de sua hospedeira e pra dizer o que ela tentou fazer desde que foi incorporada até o momento do presente, que é o post. O dia que se começa o jogo também é cena livre, fique a vontade pra explorar os pontos de vista da Caída pós prelúdio.
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 4

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por thendara_selune em Seg Nov 16, 2020 11:59 am

    (Caliel parecia uma criatura recém criada, ossos, carne e dor que vinha como se fosse uma espada penetrando-lhe a mente em doses regulares naqueles dias. Ela foi salva por humanos, que aos seus olhos pareciam ter uma visão ampla além da cortina da ignorância que na verdade é uma bênção dada aos humanos, saber demais poderia enlouquecer um mortal ou torná-lo uma presa das coisas que habitam as sombras.
    A convivência foi breve com Cristine, mas ao mesmo tempo a mulher exibia uma preocupação verdadeira para com Caliel. Eles devem ter deduzido que a garota fora vítima de um esquema cruel, fizeram algumas perguntas, mas aparentemente engoliram a ideia que ela estava traumatizada demais para falar sobre tudo. Um apartamento que mais parecia uma pintura desastrosa da realidade de muitos humanos foi arranjado para Caliel, o lugar tinha uma atmosfera claustrofóbica, feiura e abandono rangiam no chão bem como nas paredes quer a cercavam.
     A mente dela a culpava por tudo, era como se um sussurro persistente lhe assombra as ideias, ficava observando o bairro onde estava, através da janela que ficava a maior parte do tempo aberta, uma boa camada de tinta daria algo para se olhar ali dentro também, esforçando-se ela aventurou-se pelo lugar, desviando dos sujeitos mal-encarados, observando como o lugar era uma Sodoma e Gomorra evoluída, isso lhe causou um misto de pena de todos ali, especialmente dela mesma, mas merecia passar por tudo aquilo?! Evidente que merecia, então era assim que os humanos vivem hoje e ela por sua vez estava entre eles, frágil como uma porcelana, ávida por conquistar um novo caminho e assim comprou latas de tinta em um lugar indicado por Cristine, seu talento não se fora por completo, havia nela um vislumbre do belo, crepitando saudosamente e aquele corpo guardava em si como a arte fosse uma memória celular, a capacidade de criar a beleza mesmo naquele buraco que devia chamar de “lar”. Durante o dia ficou na livraria, com um pequeno bloco rascunhar os clientes que iam e vinha, arrumava as coisas, silenciosamente obedecia, estava interessada em estudar as pessoas, seus trejeitos, comportamentos, não tinha tempo para se lamuriar por tudo, mas haveria tempo para recriar possibilidades luminosas agora que estava ali e diante de um mundo estranho aos seus olhos antigos. Ao regressar para casa, dava alguma comida a qualquer sem-teto que esbarrasse pelo caminho, a fome era algo que lhe inquietava imensamente, ao chegar em casa tomava chá, comia frutas que nem sempre eram frescas, o sabor das coisas era estranho, sentir a textura de tudo ganhava uma simbologia maior para ela e quando por fim mente se acalmava, as paredes eram pintadas lentamente, uma paisagem que sua mente deixava transbordar como se ela estivesse em um transe, silenciosamente se perdia em si mesma, relembrando os eventos que Nina passará e isso ia fluindo para as paredes em cores variadas. Naquela mesma semana Marco então lhe deu  um aparelho pequeno que reproduzia música, a sensação era incrível, os humanos e sua meticulosidade, engenhosidade e criatividade lhe cativaram desde sempre, mesmo com toda a imbecilidade que conseguem ostentar era inegável que aproveitaram-se bem dos conhecimentos dado pelos primeiros que desceram a terra despertando a ira do criador. O jovem arqueou a sobrancelha vendo o lugar onde ela vivia, mas para Caliel o melhor era ficar ali, isolada, perdida nas possibilidades que poderia criar e o assunto de ir a Delegacia foi mencionado, ela escutou com atenção e respondia com um meio sorriso que foi interpretado por ele como algo que desagradava a garota. Ela falou que entendia, que havia a necessidade de esclarecer as coisas e que estava tudo bem. Marco provavelmente apareceu ali algumas vezes, era bem humorado, ninguém diria que tinha o conhecimento das coisas do além-mundo, Cristine era gentil, mas sempre parecia querer decifrar Caliel, oferecia um café, biscoitos de nozes que perfumavam a livraria, o incenso de mirra queimando suavemente e olhos da mulher sempre observando a garota. O gato branco espreguiçando-se ali e aqui pouco se importando com o mundo que o cercava, mas encorrosacando-se nas pernas da garota, os dias ali resumiam-se em entender como seria sua nova existência e como se livrar as amarras que seu pecado a colocara?!)




    Pensamentos e ações entre parênteses
    Falas em branco
    John Milton
    Tecnocrata
    John Milton
    Tecnocrata

    Mensagens : 447
    Reputação : 0

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por John Milton em Qui Nov 19, 2020 8:50 am

    Aquele homem causava realmente arrepios à fraca consciência que permeava, como um animal acuado, a força demoníaca que tomara de assalto o corpo de Jhonn Milton e surtia efeitos em Kha'thladuz... Ele analisa o Patriarca Milton... Uma frieza sutil tomou conta do local ou será que somente Ka'thladuz tinha sentido... Um arrepio da espinha... Uma ameaça velada diante de si.

    Tão logo ele se dá conta que sua secretária aguardava uma resposta. Ele olha o Rolex que cingia seu braço... E então responde com um sorriso malicioso

    -Pelo horário creio que possa pular essas amenidades... Um uísque com gelo por favor

    Ele aguarda ela sair da sala e acompanha Harisson Milton olhando-o enquanto ele singra pela sala, como se fosse sua e se senta a frente da mesa...

    Ka'thladuz, deliberadamente da as costas para Harisson olhando o ocaso pela janela apreciando brevemente a pintura que se tornava o por do sol...

    Aquela tática tomada era para deixar Harisson ansioso, mostrando-o que não detinha completamente o controle ali...

    Após isso, Ka'thladuz, se senta e se mantinha sério olhando para Harrisson..

    - Boa noite Dr. Milton

    Jhonn Milton chamava o genitor assim então era melhor continuar

    -O que o trás ao mundo dos mortais?
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Seg Nov 30, 2020 3:48 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater John-e10

    Trilha Sonora:


    Harrison Milton observava John Milton sentar-se e ir direto aos negócios. Harrison o encarava com um olhar suspeito após a pergunta, como se estivesse diante de uma incognita, ele coçava o queixo e alisava a barba, até que responde:

    - Esta é uma pergunta engraçada, vindo de uma criatura tão imortal quanto o próprio Cosmo, mas a verdade Ka'thladuz é que o que me tráz ao mundo dos mortais é o mesmo que o trás: Viemos servir uma criatura superior, nosso mestre, meu e seu. Meu filho já cumpriu o propósito dele, agora é a sua vez, foi por isso que foi convocado do Abismo.

    Ele olhava para o demônio com seriedade, John Milton gritava de irritação por dentro, arrancava seus próprios cabelos com tamanha indiganção, queria agredir seu pai e por tabela, a força de John parecia sobrepujar Ka'thladuz a fazer isso quase como se John estivesse reganhando o controle daquele corpo.

    OFF: Ka'thladuz está sentindo John Milton querer agir por vontade própria e essa vontade é de agredir fisicamente Harrison Milton com suas próprias mãos. Caso Ka'thladuz queira dar o controle a John apenas poste a ação de ataque físico, caso queira resistir role Força de Vontade Diff 8 aqui no topico.
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Seg Nov 30, 2020 4:24 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater Caliel10

    Trilha Sonora:


    Caliel precisou pegaro o transporte público para chegar até a delegacia. Estando no Condado que estava, ela se impressionava com o fato de uma Los Angeles fria e cinzenta, nas memórias de Nina Los Angeles era ensolarada e quente, um aspecto laranja gostoso tomava conta das horas de dia da cidade, mas não era o que Caliel via... Era como um filtro azul esverdeado com pouca tonalidade tomasse conta de todo o ambiente... Todo mundo estranhava aquilo e tudo começou depois de algumas semanas naquele ataque terrorista em Bangladesh que massacrou milhares de pessoas, o uso de um bomba atômica extrema para acabar de vez com grupos extremistas, disseram... Mas... Muita gente criticou o exagero do estrago para acabar esses terroristas matando inocentes no processo. Muito do clima do planeta mudou... Muitas das pessoas também.

    Demorou cerca de meia hora e Nina já descera no ponto certo e estava diante da delegacia. Já era noite agora, o frio começava a surgir com ventos fortes, a delegacia parecia bem movimentada e Nina adentrou a mesma sendo bem vista por muitos, Nina era muito bonita e não passava despercebida nem por oficiais e nem civisi ou criminosos presos que passavam por lá. Logo que ela chegava na recepção, uma oficial recepcionista perguntava:

    - Posso ajudar?

    A oficial era mais velha, casa dos 50, branca, alguns cabelos castanho escuro grisalhos presos em um coque, roupas cinzas neutras, um cardigan moderno e uma saia até o joelho também.
    John Milton
    Tecnocrata
    John Milton
    Tecnocrata

    Mensagens : 447
    Reputação : 0

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por John Milton em Ter Dez 01, 2020 9:25 am

    ROLAGEM DE DADOS

    FORCA DE VONTADE (DIF 8)
    Rolador de Dados
    Moderador
    Rolador de Dados
    Moderador

    Mensagens : 708
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Rolador de Dados em Ter Dez 01, 2020 9:25 am

    O membro 'John Milton' realizou a seguinte ação: Lançar dados


    'd10' :
    Capítulo 3 - Angellis Ater D10
    Resultado : 9, 5, 9, 3, 6
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 4

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por thendara_selune em Qua Dez 02, 2020 1:21 pm

    (Caliel vivenciava uma onda de sensações, o destino lhe deu uma nova chance de se reerguer, mas certamente haveria um preço que ela não entendia agora. Pegou uma camisa preta folgada, uma calça jeans desbotada, coturnos marrons, o longo cabelo em um rabo de cavalo, seu pequeno mp3 com uma seleção de músicas alternativas e clássicas, olhou-se diante do espelho pensando que não havia nada de suntuoso na sua nova vida, no transporte público seus olhos observavam as pessoas com curiosidade discreta, ouvindo música em seu pequeno mp3 e percebendo que aquela cidade lhe parecia tão cinza, tão distante, tão perdida em pecados, mas ela era uma pecadora também ou será que merecia ser considerada superior aquelas pessoas? As memórias de Nina tinham ingenuidade primaveril, mas aos olhos de Caliel aquele era um mundo que não era tão doce e mesmo com os avançar do tempo a humanidade ainda estava perdida demais para construir o paraíso que Caliel sonhara um dia.
    Após um tempo, ela chegou a tal Delegacia, caminhando com suavidade, olhando tudo como se buscasse algo, ignorando os olhares que lhe eram lançados, aquilo era meramente efeito dos pensamentos carnais daquelas pessoas por isso Caliel preferia manter sua mente focada naquilo que foi fazer ali e quando chegou a recepção do lugar tratou de aproximar-se da senhora e essa por sua vez perguntava “- Posso ajudar?”)

    —Vim prestar depoimento sobre o caso Taylor!(A voz dela era baixa, quase um sussurro e tentando ser discreta, aquele assunto era algo que lhe incomodava)

    Ações e pensamentos entre parênteses
    OFF :"Pode colocar musiquinha isso ajuda a entrar na cena I love you :
    John Milton
    Tecnocrata
    John Milton
    Tecnocrata

    Mensagens : 447
    Reputação : 0

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por John Milton em Seg Dez 07, 2020 11:15 pm



    Jhonn Milton não acreditava no que ouvia, mas o grito grutural vindo dos recônditos da sua negra alma, confirmava o que lhe fora dito.

    O genitor daquele corpo que ele se apossara era também um dos Caídos! Aquilo estupefara Ka'thladuz a ponto de quase perder o controle do corpo, tamanha era a raiva que aquele aquele humano possuía...

    Não fosse pelo poder subjugador do Diabo, temperado por milênios de ódio e remorso, a centelha de consciência rebelde daquele Humano teria vindo a tona e atacado Harrison com mãos nuas.

    A força de vontade aterradora de Ka'thladuz retomara o controle, deixando de lado aquela batalha mental, reconduzido sua atenção ao Demônio a sua frente....

    ka'thladuz repousa as mãos a mesa e tenta racionalizar aquilo tudo

    - Jhon Milton sempre foi um titere nas suas mãos, humilhado e colocado a prova de todas as formas para justificar seu valor e agora você me trouxe do Abismo para continuar o trabalho dele?E a quem devo agradecer tamanha honra?

    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Seg Dez 14, 2020 10:51 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater Caliel10

    Trilha Sonora:


    A mulher respondia:

    - Certo, a detetive Meyer já vai te atender. Pode me dar documento por favor?

    Assim que Caliel entregava a identidade de Nina, a recepcionista fala:

    - Sente-se ali por favor e preencha esse formulário.

    A recepcionista entregava para Nina um formulário como se fosse uma ficha de cadastro, informações gerais como endereço, nome, telefone para contato, identidade dos pais, estado civil, ocupação, etc. Um formulário de prache. Qunaod Caliel se senta no banco de espera indicado e preenche o formulário, a recepcionista devolvia a identificação da garota e pedia pra ela aguardar no banco de espera. O tempo se passara, a delegacia estava movimentava, ela olhava para o relógio e de repente sentia uma... Sensação... Estranha... Estranha mais familiar...

    "- Caliel estará te esperando, no local marcado. Será a sua parceira nesta tarefa."

    Na mente de Caliel, ela ouviu aquela voz, uma voz humana não muito distante dali. Alguém invocara seu nome celestial, e Caliel só conseguia saber que se tratava de um homem de idade avançada, porém firme e rigido. Era como se ela tivesse ficado tonta, o som de um apito nos seus ouvidos deixando tudo ao redor abafado, como se sua pressão estivesse caindo e o fluxo temporal tivesse desacelerado apenas para ela ouvir seu nome Celestial ser invocado. De repente ela é pega de surpresa.

    - Nina Franchetti?

    Uma mulher estava parada na frente dela, aguardava ela responder

    Mulher - Aparência 3:
    Capítulo 3 - Angellis Ater Rachel11
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Seg Dez 14, 2020 11:05 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater John-e10

    Trilha Sonora:


    Harrison respondia:

    - Oh, não... O papel do meu pobre filho era apenas este, ser a sua casca, nem sempre foi assim, claro, mas veio bem à calhar à medida que vi que seria o melhor para todos. Você é o começo, ele era apenas...

    Harrison abria os braços com um pesar cínico à procura de palavras.

    - ... Um prelúdio, um meio para um objetivo. Seu mestre, e o meu, é Raziel. Ele está nos esperando para um reunião em que ele dirá o que tem de fazer agora que está de volta ao Éden, você irá reencontrar uma velha amiga.

    Logo depois, a secretária de John batia na porta e quando a permissão fosse dada, ela entrava trazendo a bebida de John e o café de Harrison. Ele acentia para ela de forma gentil e carismática:

    - Obrigado querida.

    Eles estão esperavam ela sair e quando ela saía e fechava a porta, Harrison tomava um gole de café e dizia:

    - Caliel estará te esperando, no local marcado. Será a sua parceira nesta tarefa.

    Então Ka'thladuz tentava puxar em suas memórias mas tudo era muito... abissal... Ele sentia familiaridade no nome, mas não lembrava exatamente de quem se tratava.
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 4

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por thendara_selune em Ter Dez 15, 2020 7:30 am

    (O ar na delegacia era um misto de sentimentos que perambulavam entre as pessoas ali, às vezes chegavam a Caliel como uma corrente elétrica a fazendo observar tudo com interesse mundano, mas ao  ouvir a voz da recepcionista “- Certo, a detetive Meyer já vai te atender. Pode me dar documento por favor?”

    Caliel acostumava-se com o nome humano, olhando aqueles papéis, respondendo o que conseguia compreender, não tinha família, vez ou outra arqueava as sobrancelhas lendo tudo com certa atenção, um mundo de complicações burocráticas ao devolver o formulário observou que o tempo transcorria de maneira lenta, nesse momento uma sensação familiar percorria-lhe a pele, adentrando a mente e uma voz humana longe dali invocava seu nome angélico.

    "- Caliel estará te esperando, no local marcado. Será a sua parceira nesta tarefa."

    Ficou desnorteada com se um silvo agudo lhe fizesse perder o equilíbrio, o cenário em volta parecia ter ficado estático, aquilo a assustou, quem saberia seu nome  celeste?! Que lugar deveria ir e qual tarefa deveria executar?! Mas enquanto tentava filtrar o que escutou,  do nada ouvia seu nome humano novamente, mas agora estava perto e uma voz feminina a fazia voltar a si. Ela lançou um olhar surpreso ao ver a mulher diante dela e assente positivamente)

    —Sou eu!( A voz é baixa, mas os olhos de Nina ficam ali fixos nos da mulher como se tentasse ler um livro enquanto o barulho ao redor teima em quebrar sua concentração)


    Pensamentos e ações entre parênteses

    OFF: Obg pela trilha sonora narrador I love you
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi
    Nightingale
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 164
    Reputação : 1

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Nightingale em Seg Jan 04, 2021 4:39 pm

    Capítulo 3 - Angellis Ater Caliel11 Capítulo 3 - Angellis Ater Kairel11

    Trilha Sonora:


    Após Caliel confirmar que se trata de Nina, a mulher respondia estendendo a mão para um toque formal:

    - Detetive Laura Meyer, pode me vir comigo por favor?

    Assim que Nina concordasse, a detetive iria guiar Caliel pela delegacia, passando pelas alas internas de escritórios cheios de funcionários da policia, sejam eles apenas escrivão e pessoal admnistrativo, sejam até mesmo policiais em suas mesas de trabalho. Caliel fora conduzida até um corredor escuro que era todo cinza com uma luz fraca tornando o ambiente mais sombrio, muito propício para um interrogatório. O Corredor só havia duas portas, sendo que Meyer parava na primeira, a abria e dizia para dois policiais lá dentro.

    - Dá pra usar a sala?

    Um dos policiais respondia:

    - Dá sim, pode ir lá.

    E Laura replicava:

    - Podem nos dar licença?

    Os dois policiais se encaravam, pareciam não ter gostado muito, mas eles saíam em seguida passando por Nina e seguindo caminho de volta para os escritórios da delegacia. A detetive pedia para que Nina esperasse um segundo, ela entrava na sala e mexia em algumas coisas. Aquela era a sala de monitoramento do interrogatório, ela estava desligando as cameras e as gravações. Ela então voltava para o corredor e fechava a porta, e olhando para Nina que poderia estranhar o que a detetive fizera, ela apenas fala:

    - Não se preocupe, é um caso delicado, e a corregedoria pediu discrição total.

    A detetive parecia calma.
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi
    thendara_selune
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 170
    Reputação : 4

    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por thendara_selune em Qua Jan 06, 2021 2:53 pm

    (Caliel segue a Detetive Laura Meyer, aquele lugar é estranho aos seus olhos, uma fusão de coisas que estão ali lhe chamam atenção agora, os telefones tocando, as vozes altas, o som das lamúrias e as negações de quem cometeu crimes, bem como de suas vítimas esperando soluções rápidas. Quando chegam a tal sala, Caliel se sente pequena diante de tudo, entrando ali e observando o comportamento da mulher com curiosidade. Ela desligou aqueles equipamentos e agora parecia esperar alguma palavra de Caliel.)

    —Obrigada, só quero encerrar isso logo...(Ela olha bem a detetive, era um defeito seu, fixar-se nas pessoas de seu interesse. Se houvesse uma cadeira ali ela sentaria com o corpo relaxado. Aquilo tudo era algo novo, o corpo, as ideias que ainda pairavam nele e ela mesma ainda tentava compreender tudo que passou até despertar naquela realidade. O corpo que estava nem de longe era o que ela desejava, quem sabe o corpo da detetive tivesse sido mais interessante, uma mulher mais velha em uma situação de comando aparentemente e bonita aos olhos de Caliel que exibe um sorriso jovial esperando a mulher falar alguma coisa ou começar seus questionamentos.)


    Pensamentos e ações entre parênteses
    Conteúdo patrocinado


    Capítulo 3 - Angellis Ater Empty Re: Capítulo 3 - Angellis Ater

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Jan 19, 2021 2:58 am