Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 474
    Reputação : 75

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Caelestia Seg Maio 24, 2021 8:28 pm

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Mars113


    Ano terrestre 2213
    Nave espacial Argo 2
    Destino: Marte, planeta vermelho
    Duração da viagem até o momento: 252 dias
    Tripulação preparada para acordar após 187 dias de hibernação criogênica


    -----------


    Anne caminhava distraída pelos setores da Argo enquanto relia suas últimas anotações.

    Havia acabado de participar do processo de despertar de alguns tripulantes e como a hibernação criogênica era algo ainda novo, cujos efeitos a médio e longo prazo ainda não estavam muito bem descritos no meio científico-acadêmico, ela estava aproveitando a oportunidade para acompanhar de perto as reações dos tripulantes, anotando suas impressões ao vê-los despertar e assim melhor poder acompanhar a evolução deles no decorrer dos dias. Usaria essa experiência com a Argo para estruturar sua tese de doutorado.

    Ela abre uma porta e finalmente acessa o corredor dos alojamentos.

    Era um corredor bem extenso, mal conseguia enxergar a porta da cabine que ficava na outra extremidade.

    Ela observa o local que está silencioso. Somente ela andava pelos corredores, seus passos ecoando no piso metálico. Sempre se sentia incomodada ao passar ali e se esforçava para desviara a atenção do local.

    Estava na cabine de número treze, o que não era distante, mas quando estava a poucos passos de chegar a ela as luzes do corredor se apagam.

    - O que está acontecendo? – Ela para e arregala os olhos, como se isso fosse ajudá-la a enxergar algo.

    Ainda na escuridão total ela ouve o som distante de passos.

    - Olá! Quem está aí? – Inquieta ela vira o corpo de um lado para o outro. Ela larga seus papeis que caem ao chão e estica os braços tentando encontrar a parede. - Athena! Athena! O que está acontecendo? – Ela chama pela inteligência artificial da nave ao mesmo tempo que um pequeno conjunto de lâmpadas no meio do corredor se acendem.

    As lâmpadas acesas lançam uma penumbra sobre as pontas extremas do corredor e olhando para sua frente, do outro lado, um vulto totalmente encoberto pela escuridão parecia observá-la.

    Assustada, olhos arregalados, respiração ofegante, coração batendo rápido demais. Ela se apoia na parede próxima e finalmente localiza sua cabine. Anne olha da porta para o vulto parado do outro lado do corredor. Seu instinto gritando para que fugisse.

    Respirando fundo, ela se lança em direção a porta de sua cabine e as luzes se apagam novamente ao mesmo tempo que os passos retornam, desta vez mais rápidos e vindo em sua direção.

    Anne alcança a porta. Sua mão treme e ela tem dificuldades para destravar a tranca. Os passos estão atrás dela. Ela pode sentir uma respiração na sua nuca, achando que não tem mais tempo para fugir, ela simplesmente fecha os olhos, se encolhe e grita. – NÃO!

    “Dra Anne? Algum problema no setor dos alojamentos?”

    Ela tem um sobressalto ao ouvir a voz levemente metálica e melodiosa de Athena.

    Levando a mão ao peito e com muito receito ela lentamente abre os olhos, se sentindo aliviada por perceber que o local estava iluminado.

    Realmente estava em frente a porta de seu alojamento. Ela se vira para trás esperando ver quem estava ali com ela, mas não havia ninguém, nem ali nem em toda a extensão do corredor.

    - Está tudo bem, Athena. Não foi nada. Obrigada! – Ela responde a inteligência artificial da nave.

    “Entendido!”

    Passando a mão pelos cabelos, ela respira fundo tentando se acalmar e se abaixa para pegar seus papeis espalhados pelo chão. Sem dúvida estava vendo coisas, provavelmente o cansaço dos últimos dias a estava afetando.

    Uma última olhada no corredor e Anne finalmente entra em sua cabine. O dia havia sido longo, precisava descansar.

    Do outro lado do corredor as luzes piscam. Um vulto aparece pela escotilha da porta atravessando de um lado para outro.


    ---------


    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Criog13


    Câmara criogênica

    Ela ouve distante o som abafado de batidas.

    Seus olhos abrem lentamente e ela vê uma mão batendo no vidro que estava em frente ao seu rosto.

    Sem entender o que acontecia ela apenas olha a mão que logo é substituída por um rosto sorridente de alguém que naquele momento não fazia ideia de quem era.

    Não consegue se mover. Seu corpo está pesado e sua cabeça dói como o inferno.

    Algo se abre e uma luz branca ofusca sua vista no mesmo instante que sente mãos agarrarem seu braço e a puxarem de onde estava.

    - Dra Samanta, vamos. Hora de acordar, querida! – Uma voz abafada entra por seus ouvidos.

    O estomago embrulha automaticamente e sem ter tempo de mais nada ela curva seu corpo para frente e acaba vomitando no chão.

    - Ei, cuidado! – Novas vozes e mãos a tocavam. Tinha a leve impressão de ser examinada e em seguida carregada para algum lugar.

    Não sabe quanto tempo levou, mas logo sentiu algo macio sob suas costas. E algo extremamente fofo foi colocado sobre ela a esquentando.

    Aquele calor sutil era como estar novamente nos braços de sua mãe, como quando era criança.

    Samanta abre os olhos e ela realmente está lá, acariciando seus cabelos enquanto cantarola uma canção de ninar.

    - Durma, filha. Durma... Quando você acordar estaremos aqui. Nunca vamos te deixar – Samanta vê a mãe esboçar um sorriso estranho, mostrando todos os dentes, mas ela estava com muito sono para se importar com isso.

    Acabou dormindo novamente.


    OFF:

    Tudo começa com o despertar da Samanta.

    Ela acorda na cabine dela. A útima vez que ela viu a sua cabine foi a seis meses, antes da hibernação.

    A cabine é simples, com cama, armário, pia e espelho. Vc pode descrever melhor o ambiente e objetos pessoais dela, caso deseje.

    Também pode permanecer na cabine ou sair para explorar outros lugares da nave. Fique a vontade ^^
    Askalians
    Moderador
    Askalians
    Moderador

    Mensagens : 1339
    Reputação : 140
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Askalians Dom Maio 30, 2021 5:37 pm


    SAMANTA PETTERSON
    No matter what takes… I swear…

    Ela ouve os sons de batidas na câmara onde estava e lentamente abre os olhos com uma grande dificuldade. Ela não consegue encher muito bem e não consegue ver com clareza de quem era aquela mão.

    Seu corpo estava pesado, sua cabeça doía e isso a deixava desnorteada. Não conseguia se mover e estava indefesa. Uma luz branca ofusca a sua visão no mesmo instante que sente alguém agarrar seus braços e a puxarem de onde estava. Uma voz invade seus ouvidos e sem ter tempo de reagir, seu estomago se enjoa e como um reflexo ela apenas precisava expulsar qualquer coisa que havia dentro do seu interior.

    Pela sua profissão, sabia que provavelmente havia muitas mãos em cima dela para provavelmente ser examinada e então levada para algum lugar.

    Quanto tempo havia se passado, ela não sabia, mas quando sentiu algo macio lhe tocando as costas e sua cabeça se sentiu bem. Quando algo quente e fofo começou a esquenta-la, ela simplesmente se entregou aquilo e ao ter certeza de ouvir as palavras de sua mãe e tê-la visto com o pouco que conseguiu abrir os olhos, lhe confortou e então ela dormiu.

    Não sabia por quanto tempo havia dormido, mas quando acordou de sua cama, se levantou ficando sentada e dando uma olhada em volta, lembrando que estava em sua cabine. Ela passa de leve as mãos no seu rosto e coçou de leve seus olhos.

    O lugar era bem simples, afinal ela não possuía muito, mas algo a fazia sempre reconhecer aquele lugar: uma foto de sua família ao lado do espelho presa com uma espécie de fita adesiva. Ela olhou para baixo para ver se estava vestida com algum tipo de roupa. Caso estivesse com alguma roupa, ela tentaria se levantar da cama e pegar ou suas roupas ou o seu jaleco no armário. Caso tivesse dificuldades para andar, iria ficar tentando conseguir alguma estabilidade com as pernas depois do despertar.

    Precisava se inteirar de quanto tempo havia se passado e o que tinha acontecido na nave desde então.
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 474
    Reputação : 75

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Caelestia Seg Maio 31, 2021 5:48 pm

    Com alguma dificuldade ela consegue se levantar. Parecia que finalmente o corpo começava a colaborar e se mover da forma que queria.

    Ao olhar para si percebe que estava ainda estava usando o macacão de hibernação. Olhando em volta vê que sobre uma cadeira havia uma muda de roupas limpas que ela prontamente pega para vestir.

    Ela se aproxima do espelho e observa melhor a foto e lembra da sensação de ter sua mãe ali com ela antes que adormecesse. Joga uma água no rosto e sai da cabine em busca do restante da tripulação.

    Saindo da cabine percebe que estava sozinha nos corredores do alojamento.

    Seguindo para a parte da frente da nave ela passa por uma porta acessando a próxima área. Para sua surpresa, assim que a porta se abre ela dá de cara com Dr Benipe, seu colega de profissão com quem dividia a responsabilidade de cuidar da saúde física da tripulação.

    - Ah, olá doutora! Finalmente acordada, bem-vinda de volta! – Dr Benipe a cumprimenta. – Como está se sentindo? Sei que o despertar pode ser bem incomodo...

    Conseguindo ver por sobre o ombro do homem, Samantha consegue enxergar todo o corredor e uma movimentação chama sua atenção.

    Foi rápido, mas ela podia jurar que viu sua mãe atravessar a porta do próximo corredor e entrar na área de convívio comum.

    Mas o que sua mãe estaria fazendo na nave? Tinha certeza de que ela havia ficado em casa, não tinha?

    - Samanta! Filha, você não vem? – Ela ouve a voz de sua mãe chamando. - Seu irmão está esperando...
    Askalians
    Moderador
    Askalians
    Moderador

    Mensagens : 1339
    Reputação : 140
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Askalians Seg Maio 31, 2021 9:37 pm


    SAMANTA PETTERSON
    NO MATTER WHAT TAKES… I SWEAR…

    Mesmo com dificuldade, ela consegue se levantar e se arrumar para depois partir finalmente para os corredores em busca de se inteirar do que tivesse acontecido na sua ausência. Por sorte ele acaba encontrando seu colega charmoso de profissão, o Dr. Benipe.

    - Obrigada Doutor. É muito bom poder revê-lo. Fiquei muito tempo ausente? Nossa.. o despertar é horrível mesmo como todos falam... mas como estão as coisas por aqui? Me conte tudo e não me poupe dos detalhes... e.. por acaso você recebeu alguma notícia da minha família na minha ausência?

    Quando ela ouve o que houve e vê o que acha que viu, ela pisca algumas vezes, dá uma leve coçada nos olhos pois aquilo tudo não fazia o menor sentido... Será que eles estariam lá mesmo? Não era possível isso, mas parecia inicialmente que era apenas os sonhos se misturando com a realidade ?

    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 474
    Reputação : 75

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Caelestia Ter Jun 01, 2021 5:06 pm

    Dr Benipe e Samanta ainda estão parados em uma das portas que divide os corredores da Argo, quando ele percebe o estranho comportamento da mulher.

    Ele olha para trás, por sobre o ombro, tentando identificar se acontecia algo, pois Samanta parecia ter estranhado alguma coisa. Sem ver nada ele se volta para a colega.

    - Dra Samanta, aconteceu alguma coisa? Está coçando os olhos... Tudo bem com sua visão? O processo do despertar criogênico pode causar alguns efeitos e um deles é a visão embaçada. – Ele parecia preocupado. – Mas venha, vamos até a área de convívio, podemos tomar um café e conversar sobre o andamento atual da missão e caso não se sinta bem, a enfermaria é logo ali ao lado.

    Benipe sorri para Samanta colocando uma mão sobre o ombro da doutora e dando espaço para que ela passasse enquanto gesticulava em direção a porta da sala de convívio. O mesmo local onde ela achava que havia visto sua mãe entrar

    Quando ele dá espaço, ela percebe que do outro lado do corredor fica a sala de hibernação criogênica. Através do grosso vidro na parede vê que as câmaras estão vazias, o que por si só já é um indício que deveria estar bem perto de seu destino, já que todos os tripulantes estão despertos.

    - Samanta, filha! Vamos, estamos esperando! – Ela ouve a voz de sua mãe novamente. Não parecia vir de nenhum lugar específico, mas como se fosse um som ambiente.

    Se olhasse para Benipe perceberia que o doutor continuava agindo normalmente, como se não tivesse ouvido nada.
    Askalians
    Moderador
    Askalians
    Moderador

    Mensagens : 1339
    Reputação : 140
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Askalians Sex Jun 11, 2021 10:47 pm


    SAMANTA PETTERSON
    NO MATTER WHAT TAKES… I SWEAR…

    Todo aquele processo de despertar era realmente bem estranho e provocava algumas sensações desagradáveis e o pior, ela começava a suspeitar que estava alucinando. Ela coça os olhos mais uma vez, já que não havia passado maquiagem nos olhos e então diz:

    - Vamos sim... vai ser ótimo poder tomar um café e conversar... se eu vomitar ou me sentir mal, você me leva para a sua sala... – comentou ela sem se preocupar que aquilo poderia até soar como algo duplo sentido para qualquer bom entendedor, mas ela estava tranquila afinal estava falando com um amigo e acredita que mesmo sendo bonita, que ele não misturaria as estações.. ou misturaria?

    E mesmo com a mão do colega em seu ombro, lá foi ela para onde ele gesticulava. Parecia que era aquele o lugar onde a mãe entrou. Realmente um café iria ajudar a acalmar os pensamentos.

    Quando passou pela parede de vidro e viu as câmaras vazias, entendeu que seria aquilo bem o indício de que a jornada estava chegando ao fim, mas então porque aquela voz como se fosse um fundo no ambiente continuava falando. Será que se ela ignorasse iria parar? Então ela resolveu ignorar e procurar focar sua atenção apenas no Dr. Benipe, sorrindo vez ou outra com o que ele falava.

    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 474
    Reputação : 75

    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Caelestia Hoje à(s) 8:45 am

    Aceita o convite e acompanha o doutor pelo corredor até a área de convívio, resolvendo ignorar a voz que ouvia.

    Benipe abre a porta e dá espaço para que Samanta pudesse entrar na sala. Se lembrava que dá última vez que estivera ali praticamente toda a tripulação estava junta, brindando em uma reunião antes que todos entrassem em estado de hiper sono. E pelo que se lembrava dos planos da viagem, isso deveria ter acontecido a seis meses.

    Como quase tudo na nave o tom metálico era predominante na área de convívio. Havia uma grande mesa oval de cor branca com algumas cadeiras. Poltronas também brancas estavam espalhadas pelos cantos da sala. Um balcão com cafeteira, micro-ondas e sanduicheira ficava ao lado de uma ampla geladeira.

    Em um dos cantos havia uma estação de comunicação com uma tela interativa ao lado de uma prateleira com alguns livros. Uma porta que se abria para uma sala bem conhecida por ela também podia ser vista naquela parede. Era a porta da enfermaria. Uma pequena área concentrava alguns jogos eletrônicos, também podia ser vista na parede que ficava de frente para as poltronas.

    Samanta consegue perceber que a voz de sua mãe sumira assim que entrou na sala.

    Lá dentro vê que além dela e do doutor, dois tripulantes estavam ali conversando. Tentando forçar a memória consegue se lembrar de que se tratava de David, um dos navegadores da nave, e Megan, que ela não lembrava ao certo o cargo da jovem.

    Benipe se afasta e vai até o balcão providenciar o café enquanto ela se acomoda. Nesse momento um som estranho chama sua atenção.

    David segurava o braço de Megan com força, que por sua vez fazia força contraria tentando se livrar do aperto do homem. Quanto mais a mulher puxava o braço, mais era nítida a força que ele fazia ao apertar o braço dela, pelo modo como os dedos afundavam na carne sobre a manga da jaqueta da jovem.

    Embora falassem baixo, agora era possível ouvir uma ou outra frase dita por eles. Ambos pareciam exaltados e era óbvio de discutiam.

    - Me solta... ... ... Você está louco... ... ... Não interessa... ... ... Não vou não... ... ...

    - ... ... ... Athena me afirmou ... ... ... Não vou ficar só assistindo ... ... ... Cara com você... ... ... Esfinge, sim ... ... ...

    Não conseguia ouvir toda a conversa e o que conseguiu perceber não deixava claro se era uma discussão pessoal ou se tinha algo a ver com a missão, mas a jovem parecia cada vez mais irritada com o navegador.

    Conteúdo patrocinado


    [ON] Samanta: Dedicação e equívoco Empty Re: [ON] Samanta: Dedicação e equívoco

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jun 14, 2021 2:09 pm