Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sex Jun 04, 2021 10:42 am

    @scorpion


    “Animem-se, pois o Mês Sombrio vai morrer,
    E uma Lua jovem aos poucos vai nos renascer:
    Vejam a Velha, magra, curvada e fraca
    Com a idade e a fome, do céu a desaparecer.”
    Omar Khay y am. versus sobre o Ramadã.


    O quarto já estava escuro. Os telhados altos do outro lado bloqueavam o pouco que ainda restava da luz do dia de dezembro. Drive puxou a cadeira para mais perto da janela, escolheu uma chave de fenda grande, passou a prender dois fios grossos de cobre. Em seguida, alisou a fiação de motor que tinha sobre os joelhos e, inclinando-se um pouco para a frente, arrancou com o alicate a ponta dos fios e pegou a chave menor que estava na bainha.

    Depois de limpar os fiapos e pedaços soltos de metal, colocou o motor outra vez sobre os joelhos e o acariciou como à roupa de um bebê.

    Então, tirou outra minúscula chave de fenda e soltou um pequeno circuito que rolou pelo chão. Ele levantou a cabeça. Seus olhos estavam fixos em uma faixa de luz que se esvaía acima nos céus.

    Respirar era doloroso; mover-se, uma dificuldade.

    No céu desolado, havia algo que deprimia; nas nuvens pensativas, algo que entristecia. Isso penetrava a cidade congelante cortada pelo rio congelante, a esplêndida cidade com suas torres e seus domos, seus atracadouros e pontes e seus mil pináculos. Penetrava as praças, tomava as avenidas e os palácios, seguia-a furtivamente pelas pontes e entrava pelas ruas estreitas do Quartier Latin, cinza sob o cinza do céu de dezembro.

    Tristeza, tristeza absoluta. Uma chuva fina com granizo caía e pulverizava o calçamento com uma leve poeira cristalina. Ela batia nas
    vidraças e se acumulava ao longo dos batentes das janelas. A luz na janela estava quase extinta, nessa hora Drive limpou o suor da testa  levantou a cabeça e volto-se para o homem deitado sobre uma cama em um canto da sala.

    — Jack?
    — Hum...?
    — Não se esqueça de limpar sua arma.


    Sem entender como chegou até ali, o Soldado Anônimo observou o rifle ao seu lado. Que agora estava ornamentada com uma bandeira americana e uma francesa.

    O granizo golpeava as vidraças, cobrindo-as com estrelas e diamantes, que derretiam por causa do ar mais quente no interior, escorriam e congelavam em traços que lembravam samambaias.

    Um cachorro ganiu, e o tamborilar de patas pequenas soou no zinco atrás de uma parede.

    — Jack, acho que Hércules está com fome. E como você esta se sentindo...?

    Então Drive deixou a caixa perto da janela e abriu uma porta de onde saiu um cão pastor, um mastim parecido com o que ele alvejou na ilha.
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Sex Jun 04, 2021 11:36 am

    Jack acordou um tanto quanto cansado. A última coisa que se lembrava era de receber a chave dO Morto do Pantano e depois apagar.... sem notícias de Anette, de Elanne e nem mesmo da outra.

    Quando ouviu a voz familiar de Drive, ele sentou-se na cama com a cabeça baixa, esperando que as ideias se alinhassem , mas nada fazia muito sentido para ele. Na verdade, tudo não passaria de um grande sonho se não fosse o anel no bolso da jaqueta de sua armadura corporal...

    Jack: Merda! Quanto tempo eu dormi? E como foi que eu vim parar aqui?

    Aguardava a resposta, apesar de ter a impressão que seria um tempo bem diferente do que imaginara. Olhou para o rifle de plasma e franziu o cenho quando viu as bandeiras ali. Porque se havia algo que o Soldado Anônimo não era ligado, era qualquer nação que fosse... pois todas estavam sucetíveis à corrupção. Pegou o rifle e apontou pras bandeiras, indagando Drive.

    Jack: Mas que bosta é essa? Porque você meteu essas bandeiras aqui?

    Se as bandeiras pudessem ser retiradas eles as tiraria e as jogaria na lixeira... Mas se estivessem pintadas ele iria até a mesa que Drive trabalhava, pegaria o jato de tinta e pintaria por cima das bandeiras as cores originais.

    Jack: Eu não me aliei contigo pra servirmos à nação nenhuma, John (nome do Drive, porque acho que não demos). Eu me aliei pra pegarmos a Talon e os filhos da mãe que mataram o Gabe e os outros...

    Ele deixou o rifle secando e foi até a sua jaqueta, que tinha o numero 76... O numero de missões que ele e a Blackwatch concluíram com sucesso e pegou o anel amarelo. Mostrou ele pra Drive...

    Jack: Esse anel! tem algo nele... algo que não deve ser desse mundo. Seja como for que eu vim parar aqui, onde eu estive, foi de onde ele veio. Preciso que você o analise... (Caso ele tenha trazido a chave e o livro ele os entregaria) ...e junto este livro e esta chave. Acho que aquela ruivinha nos meteu em algo muito maior que déspotas e traficantes de gente.

    Coçou o queixo...

    Jack: A propósito... como está o nosso convidado, Deadpool? Espero que não tenha causado encrenca...

    Bateu com a mão no ombro dele como se estivesse se despedindo, e acariciou a cabeça de Hércules. Estalou os dedos e assoviou... Pegou o pote de ração e a lata de comida pra cachorro e caminhou até o ginásio. Colocou o pote e o encheu de ração, acariciando Hércules...

    Jack: Aqui está, garoto... pode mandar ver.

    Foi até o armário do ginásio e pegou ataduras. Pegou o saco de areia no ombro e o pendurou na corrente central dali...

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Nico%2Bhands2

    Começou a esmurrar o saco, aquecendo o corpo e os músculos para o que estaria por vir...
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sex Jun 04, 2021 1:51 pm

    Jack acordou um tanto quanto cansado. A última coisa que se lembrava era de receber a chave dO Morto do Pantano e depois apagar.... sem notícias de Anette, de Elanne e nem mesmo da outra.

    Quando ouviu a voz familiar de Drive, ele sentou-se na cama com a cabeça baixa, esperando que as ideias se alinhassem , mas nada fazia muito sentido para ele. Na verdade, tudo não passaria de um grande sonho se não fosse o anel no bolso da jaqueta de sua armadura corporal...

    Jack: escreveu: Merda! Quanto tempo eu dormi? E como foi que eu vim parar aqui?

    Drive: —Uma semana... Acharam você perto da costa onde a ilha entrou em erupção... Você estava mais confuso do que quando sobreviveu à aquela coisa que enfrentou junto do meu irmão...

    As bandeiras estavam pintadas, a primeira ação de remove-las não teve efeito e Jack de ser seguida de tinta vinda da bancada. E assim que foi chamado por seu nome e questionado sobre elas com veemência, enquanto alimentava o cachorro Drive calmamente respondeu.

    Drive: —Estou tão indignado quanto você de ter de fazer isso, mas precisei falsificar o registro de sua arma como sendo de uma força tarefa de "ajuda humanitária" ao Haiti para poder traze-las e você. Estamos em Nova Orleans, é o quarto maior porto dos Estados Unidos, foi fácil trazer a operação pra cá sem rastros.

    O Soldado tirou o anel da jaqueta e mostrou para o amigo, não foi difícil achar a chave e o livro era grande, mas estava sobre a cama.

    Drive: —Ah, aquela ruiva... Você bem que poderia ter pago uma prostituta igual costumava fazer normalmente. Não achamos nem sinal dela.

    Quando perguntou sobre Wade, Drive apenas riu de leve.

    Drive: —Eu o congelei com uma arma da Wayne-Stark-Fujikawa, ele é um picolé sem braços e pernas desde que você saiu.  

    Pouco depois de alimentar o cão e e começar a se exercitar golpeando o saco de pancada, Jack escuta os passos de Drive chegando no lugar.

    Drive: Der Ring des Nibelungen

    Jack virou a cabeça sem saber do que se tratava.

    Drive: —Como eu te disse é um símbolo, mas também é um anel. Quando o tal Essex foi visto como sujeito sem escrúpulos também foi visto como místico pelos cientistas ingleses do final do século XlX. Mas o que descobri nesse meio tempo é que isso não parou aí... Nasceu uma sociedade secreta, uma criada pelo e seguida pelo músico Wagner... A sociedade de aristocratas dedica aos elementos místicos e amorais seriam adotados pela Sociedade Thule, eles foram organizados por Nathaniel Essex a financiar na Alemanha um homem chamado Adam Alfred Rudolf Glauer, o Barão de Sebottendorff, o nome Thule é uma referência ao país místico da lenda grega. A sociedade é notável principalmente pela organização que patrocinou o Deutsche Arbeiterpartei  

    Aquelas palavras não significavam nada, já que ele não falava alemão.

    Drive: —Esse grupo posteriormente foi transformado por Adolf Hitler no Partido Nacional Socialista Alemão dos Trabalhadores...

    Nessa hora Jack pausa por um instante.

    —Sim... O anel dos Nibelugos é um poder místico que os nazistas acreditavam ter sido forjado pelos ciclopes ou anões... Na verdade os Thule acreditavam que ambos eram a mesma coisa. Eles criam que essa coisa tem o poder de se alimentar de antimatéria... E alguns dentre eles acham que essa é a essência do medo. Quer saber mais?  

    Nessa hora o soldado esta totalmente tomado e assustadoramente fascinado pela história.

    —Achei o endereço da última cultista dos Thulle aqui em Nova Orleans, o nome é Elisabeth Veidt. Ela tem uma loja de artigos ocultistas às margens do Mississipi.
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Sex Jun 04, 2021 8:03 pm

    Ao ouvir a explicação sobre as cores na arma, ele se acalma. Havia julgado mal o amigo...

    Jack: Desculpa, cara. Minha cabeça está uma loucura. Devia ter suspeitado que tudo o que você faz tem uma razão.

    Passou a mão na cabeça.

    Jack: Confuso? Bem.... não sei quão confuso ou quão "iluminado" eu estava quando você me encontrou, John. Mas eu só sei que o que eu e Gabriel enfrentamos naquela noite do meteoro, era algo que quase destruiu nossa sanidade. E quando estive nessa ilha... Carcosa... bem... Ela também mexeu muito com a minha cabeça. Era muito difícil discernir o surreal do real... na verdade, ainda é.

    Jack estava boxeando o saco, quando Drive veio falar do Anel dos Nibelungos.

    Jack: Isso não era uma ópera? Zigfried e Briggite... e o tal cinturão que ele tinha de tirar pra poder comer a loirona? Não era pra ser meramente literatura com gordas loiras cantando e tudo o mais?

    Lembrava de ter visto cartazes sobre isso em uma missão que fizera na Áustria.
    Ele ouvia Drive falando sobre nazistas e deu um cuspe no chão. Odiava déspotas e fascistas.

    Jack: Já estou começando a gostar de onde isso vai dar... Se eu tiver que encher nazistas de bala, vou ganhar a minha semana.

    Ouviu sobre a sociedade de Thule e a loja da última cultista da sociedade.

    Jack: Elisabeth Veidt... esse nome não me é familiar. De toda forma, eu vou atrás dela.

    O Soldado saiu, tomou um banho e colocou o uniforme por baixo da roupa a paisana. Desta vez iria à paisana, então não estava levando o rifle de pulso. Ao invés disso, pegou um par de pistolas com silenciadores, escondendo uma dentro da jaqueta de couro e a outra atrás nas calças.

    Jack: Me manda o endereço pelo comunicador. Eu estou indo.

    Pegou a moto e saiu em direção da loja da mulher.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sab Jun 05, 2021 3:10 pm

    Drive: —Exatamente, Jack... Nazistas podem ser a ordem do dia. A música de Vagner foi a base de inspiração para vários dos nazistas.

    A moto rasgava pelas ruas de Nova Orleans enquanto Jack recebia o endereço da mulher, mas havia em seu caminho muita chuva em um granizo que cobria a rua.

    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Dom Jun 06, 2021 6:29 pm

    Jack tomou um tanto de cuidado ao pilotar, indo em direção ao endereço da mulher.
    Chegando lá, ele estacionaria a moto em um ponto estratégico para o caso de uma fuga rápida e manteve as armas ocultas...
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Ter Jun 08, 2021 10:57 am

    Jack começou a subir a rua, caminhando a passos rápidos, pois estava muito frio, e, depois de atravessar a Rue de la Lune, entrou na Rue de Seine. Por ser inverno, a noite caíra cedo, quase sem aviso, mas graças à falta de luz o céu estava claro, e miríades de estrelas cintilavam nos céus. Era visível a placa "La maison de la sorcière".

    Foi quando aconteceu o inesperado, raios de fogo cortam o céu como bolas de fogo, aos olhos leigos aquilo seria um ataque de poder mágico. Mas na verdade era um bombardeio furioso, um trovejar permanente de canhões pontuado pelos estrondos pesados vindos do forte da Base Militar da Marine Corps ao Norte.

    As bombas atravessavam o céu deixando trilhas como se fossem estrelas cadentes, e, naquele instante, quando Jack se virou para olhar para trás, sinalizadores azuis e vermelhos brilhavam acima do horizonte vindos da loja, o que mais assusta é que depois dos disparos, a fortaleza do Norte começa flamejando como uma fogueira.


    Algum militar tentou atacar a loja... e foi atacado de forma invisivel em defesa?

    Não isso é impossível... com certeza foi alguma explosão interna...

    Os mísseis ainda devem estar para cair... é isso...

    (off: Role Vontade para ver se você consegue raciocinar diante do que esta acontecendo)
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Ter Jun 08, 2021 11:48 am

    @scorpion escreveu:Teste de Vontade +4
    scorpion efetuou 1 lançamento(s) de dados Ato Vll: A rua da primeira bomba 1139504.7c7e302e16a24865f62067a0b289ee5e (d20.) :
    2
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Ter Jun 08, 2021 11:49 am

    Ai que delicia [2] kkkkkkkkkkkkkkk
    Espero que essa sorte acabe quando a bala começar...

    O que acontece comigo, narrador, pra eu poder postar?
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Qui Jun 10, 2021 1:12 pm



    Um grande som ressoa, o que parece um coral...

    O som vem de uma Igreja ali perto, a Igreja de Nossa Senhora dos Campos ...

    Aquela música traz a lembrança de uma grande agonia...

    A canção o fez lembrar de Cassilda, uma jovem que cantava assim...
    ...cuja voz cantava perto daquilo que ele e alguns agentes da Black Watch enfrentaram.


    E no instante seguinte, ele não estava mais diante da loja da bruxa Veidt e sim dentro da própria Igreja, sem se lembrar como chegou até ali.

    E assim que olhou para imagem da Virgem Maria ainda aquelas palavras coro ressoavam e fizeram com que lembrasse o rosto por trás da máscara pálida.

    Ato Vll: A rua da primeira bomba 77c1d4253c74afcd67afd0dfffabe2d4

    Jack estava paralisado, conforme a notava que sobre a cabeça da Mãe de Deus agora tinha uma coroa amarela e sua face era transformada em um turbilhão cósmico em círculos e esferas astrais e estrelas em uma sintonia doentia...

    O sagrado Coração de Maria cria terríveis vinhas, que se esticam como tentáculos...

    Esses apêndices se multiplicam e avançam mirando as têmporas de Jack...

    ...tentando gritar em desespero a voz do Soldado Anônimo não sai.


    ----

    (Inscrição de @Van Bash)

    Eram quatro da manhã quando o rico Rob Skylander chegava na Flórida, as informações que uma certa arma de plasma cuja tecnologia ele conhecia bem foi despachada junto com um sujeito aparentemente enlouquecido... O relatório conseguido do secretário da Missão Diplomática Americana do Havaí era bem claro... E o que o guerreiro ninja de Kupala conseguia notar era óbvio, Jack Morrisson estava vivo.

    Enquanto se aproximava da cidade um grupo tinha se reunido em torno da carro desse mesmo ministro americano, o que o Punho de Dragão que estava parada diante da prisão e fortaleza próxima daquela praia, com os cavalos batendo as patas com força na rua congelada e os policiais montados vigiavam o lugar.

    Por mais que tudo parecesse casual e o endereço fosse essa prisão comandada por franceses e americanos, Rob tinha plena certeza que isso foi um artifício para ocultar o destino de Jack.

    Caminhando e aproximando daquela prisão enquanto o carro avançava era protegido pelos cavaleiros, e era certo que aquele ministro sabia o real destino onde a papelada dizia que iria estar o rifle de Jack Morrison... era motivador imaginar que poderia suprir a responsabilidade de descobrir se o antigo líder da Black Watch realmente estava vivo.



    M
    as a dificuldade para chegar até o veículo é ainda pior... Pois enquanto caminhava pelas ruas geladas seguindo o carro junto de algumas pessoas...

    A atenção de Rob é dividida em dois pontos, enquanto observa o carro oficial também  ouvia uma discussão acalorada entre dois sujeitos...

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Tumblr_oo0nukXnMm1uox862o1_r1_1280
    Um deles tem uma beleza que beira a surrealidade, vestindo um terno extremamente alinhado com olhos brilhantes responde muito elegantemente mas as palavras soam ásperas e em ameaças veladas.

    Ato Vll: A rua da primeira bomba 68747470733a2f2f73332e616d617a6f6e6177732e636f6d2f776174747061642d6d656469612d736572766963652f53746f7279496d6167652f4e506d525a37564c6666344370773d3d2d3530373136363733312e313466666634326238646637393563353631373038323131363837352e6a7067?s=fit&w=720&h=720 O outro é bem menos sutil em seus modos, coberto com um capuz e vestindo uma jaqueta, grita enquanto pressiona um corte profundo no braço esquerdo que sangra imensamente... Uma observação mais profunda demonstra que as roupas dele parecem vivas.

    Como ousa, "Professor"? Eu te avisei! Entenda que minha paciência com você esse ano já acabou!.

    Daqui a poucos segundos, se fosse atacado, ele iria descobrir.






    -----
    Jack pisca os olhos ao sentir o toque frio de galhos arranharem sua pele...

    Sem entender a lógica por trás disso, acorda dentro de uma sala cheia de pessoas comprando várias bugigangas e livros...

    O som das conversas entre pessoas pedindo orientações são bem intensas e incomodas...

    ...com exceção da voz de uma ruiva que se aproximava da parte de alimentos daquela loja.

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Mf11
    - Um Pimm's Cup, por favor. Ela pedi ao bartender ao escorar-se no balcão parada, olhando para uma das caixas de som... Que só agora é perceptível para Jack, que sentia-se como se tivesse acordado de um sonho.

    A garota apenas parecia adequar-se ao ambiente. Enquanto saboreava a bebida quente que combinava perfeitamente com aquela noite fria. Ao fundo só agora o Soldado Anônimo reconhece uma gravação cover de Enjoy The Silence do Depeche Mode. Ela esboçou um sorriso, parecendo ponderar sobre a canção que tocava.

    Era um tanto irônico ao ver as pessoas em New Orleans se divertindo ao som de Enjoy the Silence.

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Watch?v=aGSKrC7dGcY

    Pois era claro que o silencio não fazia parte daquela cidade...
    E muito menos seria apreciado por seus habitantes.

    Passando o indicador na lateral do copo, começou a observar seus arredores e logo todo o estabelecimento.

    Em um olhar, Jack notou que ela poderia estar prevendo que poderia ou não ser abordada por um desconhecido.

    Outra ruiva...

    ...por que todas as ruivas lhe pareciam ser a mesma?

    Algo não lhe estava tão bem com a mente dele.

    Como ele chegou aqui...?

    E o que era aquilo que ele viu...

    Dentro da Igreja...

    Ele esteve lá?
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Qui Jun 10, 2021 10:04 pm

    Jack abriu os olhos depois da cena da igreja, onde viu aquele horror indescritível e... lá estava ele. Em meio a uma espécie de loja ou mercado que vendia de tudo. Ele olhou para os lados, mas não conseguiu ver ninguém conhecido.... nem nenhum sentido naquilo tudo. O que era aquilo, afinal?

    Jack: Mas que droga...? Será que eu tô pirando de vez?

    O Soldado Anônimo começava a andar pelo lugar, procurando qualquer coisa que o ligasse com a realidade ou lhe desse uma pista de onde estava... ou quando.... ou como?

    Andava, evitando esbarrar nas pessoas, quando viu aquela cabeleira ruiva... da moça com quem bebeu um drink... fez sexo... e voou para uma ilha que era um Inferno na Terra!

    Jack: Elanne?

    O Soldado se aproximou. Ela estava ainda mais bonita do que quando a conheceu... lembrava de quando jogou uma granada aos pés dela e a fez em milhares de pedaços em Carcosa e tentou evitar a lembrança. Ela parecia tão plena... era bom vê-la ali? Era.
    Por um breve momento, ele sentiu vontade de abraçá-la. A ruiva da ilha era uma ilusão, mas ele não pôde deixar de pensar em Raoul... sofrendo, quase sem a perna. Por mais que houvessem vítimas na guerra, ele odiava fazê-las. E Elanne foi uma das vítimas dele. E se ela ainda estivesse presa na ilha?

    Ela pediu um Pimm's Cup... ele chegou ao lado dela, pelo lado que ela não olhava.

    Jack: Um martini de vodca, duas rodelas de raspa de laranja... mexido, não batido.

    Olhou nos olhos dela.

    Jack: Oi, ruiva.
    Van Bash
    Samurai Urbano
    Van Bash
    Samurai Urbano

    Mensagens : 129
    Reputação : 2

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Van Bash Qui Jun 10, 2021 10:40 pm

    Rob acha estranho os dois homens que discutiam ali perto do carro, cada detalhe era importante ele estava tentando ligar as pistas visíveis ali para dar nomes e ter mais informações daquelas duas figuras que se destacavam. Observa também o ferimento para avaliar como foi feito aquele ferimento. (Usa Investigação com sua vantagem Bem Informado). Rob tenta de Longe sentir as emoções dos dois. (Usar a perícia )

    -KARMA faz o download da planta da prisão. Tenta acessar as câmeras de segurança de lá. Tenta achar o Jack (Fala mentalmente usando o elo mental que tem com Karma através do implante ocular)



    ==============================================================================

    OFF: Me situa melhor como está a situação de Rob, ele já está com o uniforme? Está em um carro? Tem pessoas vendo-o? Eu estava indo encontrar com o ministro ou estou em uma comitiva do ministro? Os dois estão discutindo do lado de fora do carro do ministro como chegaram ali e se estão perto do carro do ministro.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sex Jun 11, 2021 12:54 am

    KARMA rapidamente repassa um mapa da imensa construção, demonstrando que o local é bem grande.



    Ato Vll: A rua da primeira bomba Lz9ukoftbeb61
    Com um aspecto antigo, feito sobre um velho forte francês. Há ali dentro também um necrotério improvisado para três corpos que faleceram em uma última rebelião.

    Não há ainda identificação dos corpos, e cresce uma preocupação de que Jack pode não ter sobrevivido. Ali tudo é construído sobre paredes de pedra e móveis seculares e antigos que lembram quase uma fortaleza medieval. Uma pequena ilha é ligada por uma ponte que conecta metade da prisão ao continente.


    Os dois parecem estar começando a brigar e a se aproximar da comitiva.



    @Van Bash escreveu:

    OFF: Me situa melhor como está a situação de Rob, ele já está com o uniforme? Está em um carro? Tem pessoas vendo-o? Eu estava indo encontrar com o ministro ou estou em uma comitiva do ministro? Os dois estão discutindo do lado de fora do carro do ministro como chegaram ali e se estão perto do carro do ministro.

    Essa parte sobre o quanto você se aproximou e que meios usou eu deixei para você decidir...

    Se preferir que foi de armadura, que assim seja, se foi como um milionário que usou alguma influência financeira para obter a informação e estar aqui, também assim o é.

    Já os dois estão brigando em uma rua paralela, que é visível em uma esquina.

    Para avaliar as emoções e o ferimento no braço de um deles, role um teste de Investigação e outro de Percepção.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sex Jun 11, 2021 1:13 am


    Lana O'Connor

    T
    odos a volta pareciam despreocupados apenas vivendo suas vidas, comprando livros sobre voodoo, magia, esoterismo e wicca.

    —Elanne não.. sou Lana. E você, como se chama? - Ruborizava ao sorrir gentilmente. —Você então é amigo de Elanne ?

    A ruiva conhecia a outra ruiva?


    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Sex Jun 11, 2021 1:24 pm

    Jack meio que se espanta quando percebe que aquela não era a mesma ruiva, mas que ele ainda tinha Elanne na cabeça. O que aquilo tudo queria dizer? Era a culpa de ter saído da ilha sem ela? De não tê-la protegido? De tê-la feito em patê de ruiva com uma granada?

    Jack: Eu.... eu, me confundi. Perdoe-me.

    Ele recebeu a bebida do barman e agradeceu.

    Jack: Você tem uma audição muito boa, Lana. Eu acabei falando de longe, do susto e você me ouviu. Curioso.

    Ofereceu um brinde a ela erguendo a bebida.

    Jack: O nome é Jack... e sim, eu conheci a Elanne. Tanto ela quanto aquela sua amiga inseparável, "Nora".

    Jogaria uma verde para ver se ela o corrigia, pois o nome da amiga dela era "Dora".

    Jack: E você? De onde a conheceu?

    Olhou à sua volta.

    Jack: Está esperando alguém?

    Afinal, a menina parecia estar procurando sim por alguém...
    Van Bash
    Samurai Urbano
    Van Bash
    Samurai Urbano

    Mensagens : 129
    Reputação : 2

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Van Bash Sex Jun 11, 2021 4:12 pm

    Teste para avaliar emoções: Investigação:+10 e Percepção+8

    Van Bash efetuou 2 lançamento(s) de dados Ato Vll: A rua da primeira bomba 1139504.7c7e302e16a24865f62067a0b289ee5e (d20.) :
    14 , 17

    Teste de Bem Informado: Investigação:+10 Primeiro dado homem de paletó; Segundo Dado homem com roupas vivas

    Van Bash efetuou 2 lançamento(s) de dados Ato Vll: A rua da primeira bomba 1139504.7c7e302e16a24865f62067a0b289ee5e (d20.) :
    15 , 20
    Van Bash
    Samurai Urbano
    Van Bash
    Samurai Urbano

    Mensagens : 129
    Reputação : 2

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Van Bash Sex Jun 11, 2021 4:15 pm

    Rob estava usando a camuflagem cedida por Karma, a invisibilidade era uma das muitas das vantagens que a super IA tinha. De onde se encontrava ele poderia intervir tanto na luta dos dois estranhos como no carro do ministro, mas ao ver a planta e o necrotério com 3 corpos Rob não descarta a possibilidade de Jack ter morrido, mas se isso fosse uma realidade ele precisa tirar a arma e todas as evidencias que a liguem com o Soldado Anônimo.

    -Karma ative o sistema Matrix e baixe o modulo Infiltração Furtiva! (Furtividade+10, Atletismo+10)

    Em questão de segundos o córtex cerebral de Rob é induzido magneticamente e recebe uma enxurrada de experiências e técnicas de infiltração e furtividade. A sensação era tão boa que se Rob não tivesse uma vontade extraordinária poderia se viciar nessa sinestesia causado pelo o efeito.

    Agora ele estaria pronto pra entrar na fortaleza sem chamar atenção, mas a dupla na rua paralela chama bastante sua atenção e por isso se aproxima furtivamente para acompanhar o desfecho, antes de tomar alguma decisão, ele analisaria todas as possibilidades. E mantem sua atenção dividida entre a dupla e o carro do ministro.

    ===============================
    OFF: Enviarei a ficha da Karma pra você entender os poderes dela.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 4171
    Reputação : 77
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Claude Speedy Sex Jun 11, 2021 6:44 pm


    Lana O'Connor

    ]

    —"Nora"? Fala de Dora? A amiga dela? Dora é uma voz na cabeça de Elanne... Nada além disso. A pobre coitada sofre com a tal "Dora"...Ela é uma alucinação na cabeça da minha amiga...Um loucura... Que não existe. Infelizmente Elanne foi diagnosticada com esquizofrenia. Há um tempo atrás, quando a boate LAVO pegou fogo ela foi condenada a pagar uma indenização e alegou que foi culpa da tal Dora ... Ela descreveu que sua amiga era uma fantasma, que disse que Dora era uma velha bruxa...

    Jack se lembrava que deixou a boate com ela, pouco antes de ver o local queimar a distância. Eles foram seguidos, perseguidos e ele teve que arrasta-la junto consigo para conseguir pegar o traidor da Black Watch... Mas Dora então era... uma velha bruxa? Como a que ele teve de matar para escapar do homem de nome Hastur?

    Por um instante o Soldado Anônimo sentiu como se seu corpo ficasse anestesiado e o copo em sua mão pareceu pesado.

    —Mas graças a Madame Veidt e não há um psiquiatra materialista, esse problema se foi... Você esta bem, Jack?

    A jovem falava enquanto tocava o ombro de Morrison, que tentava entender exatamente quem ou o que houve durante essa movimentação toda... em meio a esse mal estar, uma mulher se esgueira pela multidão e olhava para ele.

    Ato Vll: A rua da primeira bomba 15541210
    Elisabeth Veidt: —Oh, pelo que vejo o senhor precisa de algo mais forte para beber.
    —Oh, Jack... Essa é Elisabeth Veidt...Quer que ela descubra o que você tem?




    ================================================================================================================================================================

    O homem de paletó é um professor local, conhecido apenas por sua profissão.

    Seu nome, raramente falado, era Louis de Pointe du Lac.

    Uma figura pitoresca que espionava para parte da aristocracia local.

    Já o outro homem é finalmente reconhecido quando as sombras que envolvem o capuz mostram seu rosto.
    Ele é bem conhecido...

    Seu nome é Denis Wilson, o que se escutou foi o boato de que ele era um dos rejeitados por Kupala e é tipo pelos seguidores da mesma entidade como um manipulador da matéria viva e da transmutação da carne. As histórias contam que as trevas e o sangue se moldam à sua vontade. Ele é capaz de esculpir ossos, tendões e órgãos como armas assim como as forças da própria escuridão. É visto como um amaldiçoado diante de um homem considerado maldito aos olhos do Dragão Dourado.

    Rob sequer imaginava que o sujeito fosse real.

    Mas o que é um sujeito assim diante de quem esteve pessoalmente com o Dragão Yin-Yang?







    ===============================
    OFF: Uma das razões que deixei você escolher qual seria a forma como estava investigando a área foi porque achei que os pontos na Inteligência Artificial iriam justificar algum aspecto ninja de furtividade que não há no meio da ficha. Na minha dúvida, eu deixei você colocar... E sim, por favor, envie.
    scorpion
    Adepto da Virtualidade
    scorpion
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1538
    Reputação : 76

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por scorpion Sab Jun 12, 2021 1:42 pm

    Jack achava curiosa a resposta da ruiva... Afinal, se Dora era apenas uma voz na cabeça de Elanne, como então Jack havia visto Dora?

    Jack: Hmmm... Intrigante. Ela chegou a me apresentar uma mulher chamada Dora, que agia mesmo como a sua consciência, porém... ela era tudo, menos uma velha.

    O Soldado sentia o corpo ficar anestesiado e o copo pesado, que quase caiu. Ele colocou o copo de volta antes que caísse no chão e ele chamasse mais atenção. Sentou-se num dos bancos do bar antes que as pernas fraquejassem também...

    Jack: M-merda... eu...

    Sacudiu a cabeça.

    Jack: Eu estou... bem sim.

    Então, uma mulher loira se aproximou, branca feito um fantasma e com olhos azuis e penetrantes... dizendo que ele precisava de algo mais forte para beber. Ela notoriamente tinha algo errado ali.

    Jack tirou a mão da ruiva de seu ombro e disse um tanto mais ríspido, pois a ruiva certamente estava na maracutaia.

    Jack: Eu estou bem, já disse.

    Olhou para Veidt.

    Jack: Então, você é a cultista que eu vim procurar.... que coisa boa te encontrar.

    Aguardariaa reação dela para agir, mas estava atento e se precisasse, tentaria agir primeiro em combate.
    Van Bash
    Samurai Urbano
    Van Bash
    Samurai Urbano

    Mensagens : 129
    Reputação : 2

    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Van Bash Sab Jun 12, 2021 2:12 pm

    Mesmo com a informação que dispunha Rob não se abala.

    “Então as lendas são verdadeiras. Realmente o discípulo profano existe.”

    Um misto de curiosidade e dever toma conta do Punho do Dragão, ele não iria agir por impulso e por tanto apenas se focou no que Denis Wilson iria fazer. A grande dúvida era que ferimento era aquele e quem o fez? (Rob prepara uma ação caso o Wilson ataque o professor ele dispara na direção do professor e o tira dali. Saindo da visão e escondendo o professor em algum canto.
    Mas realmente queria ver qual seria o próximo passo ou se algo a mais era revelado ali.

    ===================
    OFF: E sobre o ferimento e sobre as intenções descobri algo?
    Conteúdo patrocinado


    Ato Vll: A rua da primeira bomba Empty Re: Ato Vll: A rua da primeira bomba

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Set 17, 2021 6:22 am