Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sombras em Nevriande - ON

    Alexyus
    Mestre Jedi
    Alexyus
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1291
    Reputação : 61

    Sombras em Nevriande - ON Empty Sombras em Nevriande - ON

    Mensagem por Alexyus Qui Jun 10, 2021 7:28 pm

    SOMBRAS
    em
    NEVRIANDE

    Sombras em Nevriande - ON Navarr10



    Tawic.

    Sombras em Nevriande - ON Excalibur-hotel_4


    Capital do jovem reino de Navarro.


    Sombras em Nevriande - ON Excalibur-at-night-las-vegas-eduard-moldoveanu

    Cidade costeira humana ao sul de Nevriande. Seu nome deriva de uma antiga tribo que habitava a região, sendo posteriormente assimilada e convertida pela família Navarro. 

    Há 50 anos atrás, era um povoado modesto encravado entre os mares do sul e uma cordilheira que se expande para o norte. Sua localização isolada foi propositalmente escolhida por sua posição estratégica para servir como uma capital segura. A família Navarro investiu pesadamente na construção de um grande palácio, cercado por praças, parques e monumentos, e também concedeu generosos incentivos para comerciantes que quisessem empreender ali. Essa iniciativa desenvolvimentista transformou a crescente cidade num pólo comercial e turístico, pleno de lojas, oficinas, estalagens, casas de espetáculos, sedes de jogos e centros de diversão (algumas bastante adultas).


    Sombras em Nevriande - ON Excalibur3


    Nos últimos tempos vem sofrendo com constantes ataques piratas, a proliferação do crime e tráfico de entorpecentes trazidos por traficantes pelo mar. Essas presenças indesejadas foram atraídas pelas riquezas correntes nessa fervilhante comunidade. O rei Null Navarro, um conhecido bon vivant, beberrão e devasso, mostrou-se incapaz de organizar milícias para manter a ordem, conservando apenas seu exército pessoal restrito ao seu palácio. Essa situação gerou um novo mercado, o de contratação de indivíduos extraordinários como guarda-costas e seguranças, empregados por grandes quantias dispendidas por indivíduos muito abastados.

    Foi essa a razão da convocação da clériga Cristina MacKenna, da elfa Lîrisiel Raighyras, do jermlaine Foggyfluff e do Valraen Alezygne.

    Cada um deles recebeu uma carta marcada com seu nome:


    Saudações, poderoso ser!


       Chegaram ao nosso conhecimento relatos sobre suas incríveis capacidades. Acreditamos que tenhamos uma boa utilidade para seus talentos. Há problemas crescentes em Tawic que necessitarão de indivíduos como você para serem solucionados.


    Obviamente, não pedimos seu auxílio de modo gratuito. Sua colaboração será soberbamente recompensada, com riquezas e poder que devem exceder suas expctativas.


    Caso tenha interese, compareça na data a seguir ao salão da Hospedaria de Ébano e contate Jessena Mirikale para mais informações.



    A carta terminava com a data e um rascunho de mapa.

    A data era hoje.

    E você estava diante da Hospedaria de Ébano.


    Sombras em Nevriande - ON F70eda5997ddc0eb7ff03a785e77e2bc
    Dovahkiin
    Cavaleiro Jedi
    Dovahkiin
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 237
    Reputação : 9

    Sombras em Nevriande - ON Empty Re: Sombras em Nevriande - ON

    Mensagem por Dovahkiin Sex Jun 11, 2021 10:09 am

    "Não roubarás"



    Sombras em Nevriande - ON 13121f8d5a970dc9395267b811934733--medieval


    Em algum dos muitos bordéis de Tawic, um Drow levemente embriagado ponderava ao lado de duas raparigas.


    +16:
    Sombras em Nevriande - ON 9c853217e910c978b24ed75ac63e923f



     



         Valraen não dava muita atenção às duas. Em vez disso, pensava no sétimo mandamento do Livro Sagrado de An'tè ao se lembrar de seu último "alvo": Ludvic Van Pasteur, um nobre da cidade, que foi marcado como um alvo por praguejar contra a Guilda dos Ladrões. O Drow foi incumbido de dar-lhe o troco, então seguiu-o por horas, esperando o momento certo de esvaziar seus bolsos. Neste meio tempo, Valraen o viu dar esmola aos pobres, participar do Culto de An'tè (contribuindo com a igreja), e não humilhar nenhum vagabundo ou mendigo no caminho (diferente do que os outros nobres costumavam fazer). Era irônico, em uma cidade contaminada até a borda com corrupção, Valraen foi incumbido de assaltar justamente um dos únicos indivíduos decentes do local. Bem, este era seu ganha pão, e como um nobre, ele deveria ter muitas moedas às quais não daria falta, e foi isso o que pensou o elfo negro ao roubar sua bolsa sem que o mesmo percebesse.

            Ao abri-la, seu coração congelava: sem moedas (talvez ele já tivesse esvaziado sua bolsa ao dar dinheiro aos pobres ou à Igreja). Os únicos objetos presentes eram um símbolo de An'tè e um pequeno medalhão com a imagem de uma mulher (provavelmente sua esposa falecida). Valraen não conseguia encarar a imagem e nem o símbolo sagrado. Por alguma razão eles lhe lembravam de Shalael e o que ela diria se o visse fazendo isso.

            Bem, o Deus da superfície que Shalael cultuava talvez fosse mesmo um Deus bondoso, mas isso não significava que as pessoas da superfície o eram. Ao fugir do reino Drow, o elfo e seu companheiro diminuto foram recebidos com desconfiança, medo, ódio e repulsa. A única forma que encontraram de sobreviver foi fazer o que sabiam... roubar. Segundo Shalael, sempre havia outra escolha, mas que se dane, onde ela estava agora?!

           Inconformado, o Drow invadiu discretamente a casa do nobre na mesma noite (não para roubá-lo ou incriminar o nobre, mas para devolver os itens). Valraen quase ria por dentro ao pensar no que havia feito, e o pior, ele sofreria represálias da Guilda (a não ser que pagasse do próprio bolso e mentisse que roubou do velho, violando assim o oitavo mandamento do Livro de An'tè: "Não mentir"). É... parece que ele jamais seria digno do Culto afinal...

           Pensando em qual das opções tomaria, ele decide ir esfriar um pouco a cabeça no primeiro bordel que encontrasse. Quando uma das meretrizes o acordava de seu devaneio, ele se lembrava de que tinha em seu bolso uma correspondência que havia recebido na manhã deste dia, mas que ainda não havia aberto pois estava concentrado demais em roubar seu alvo (e em seguida, em devolver-lhe o que foi roubado).

           O ladino então abre o envelope e fica surpreso. Quem diria, uma renda extra sempre vinha a calhar. Ele tinha interesse, mas duvidava sobre "riquezas e poder que devem exceder suas expectativas". Vivendo entre os indivíduos que ele vivia, já estava acostumado com esse tipo de propaganda, mas ainda assim ele compareceria no local.


    ...


            No dia e horário marcado, o Drow encontrava a tal hospedaria de ébano (um nome bastante apropriado para um edifício com paredes, teto, portas e até mesmo janelas completamente negras). Assim, ele decide adentrar ao local para saber o que o esperava.

    OFF: Dependendo da postagem do Sandinus, é possível que ele vá ao local acompanhado por Foggy.


           Como de costume, ele ia preparado para que o tal convite fosse alguma emboscada.



    Posses utilizadas no momento:
    Vestimenta dupla face: 4kg (o lado que ele está usando depende do horário do dia).
    2 anéis (proteção e queda suave)
    Armadura: 10kg
    2 Sabres: 2kg
    Adaga de cabo oco: (bota) 0,5kg (Veneno escondido no oco do cabo)
    Lock Pick: 1kg (Bolso interno direito da roupa)
    Antídoto: (Bolso interno esquerdo da roupa)
    Bolinhas de gude (bolso traseiro esq)
    Bastão expansivo (bolso direito): 0,5kg
    Zarabatana e dardos: (bolso esq) 1kg                                      
    Pederneira, lente e caneta tinteiro (bolso traseiro dir)
    50PO (em uma pequena bolsa escondida em suas calças)
    Ao todo: 19kg

      Data/hora atual: Seg Jun 14, 2021 4:13 pm