Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Bastet
    Adepto da Virtualidade
    Bastet
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1577
    Reputação : 94
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Bastet Qua Set 01, 2021 10:27 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha não respondeu mais Magda. Tava irritada pois as palavras da outra ruiva fazia a mulher se sentir ainda mais inútil. Mais do que já tava se sentindo. Se afundou no banco, pensando nas palavras anteriores ao invés nas que tinha acabado de ouvir. Sam tinha sentido o gosto da doença e coisas terríveis ao morder William. Será que a coisa que fugiu vinha dele? Ou ele estava tentando a capturar?

    De toda forma, essa coisa ter fugido parecia algo bom, pelo menos pra Aponi (era o que ela esperava, pelo menos).

    ---

    - Freezer? – ela responde, sem entender e depois solta um “ohh” meio espantado. Assentiu, não querendo imaginar como enfiariam o corpo de dois marmanjos dentro de um Freezer. – Que bom... fiquei com medo de ter fodido com ela. Eu tinha certeza que tava ajudando... Até não ter. – suspirou e olhou pras mãos delas sobrepostas no seu ventre – Acha que pode ter feito algo a eles? Você consegue os sentir? Ouvir os coraçõezinhos? Eu certamente sou a mãe filha da puta – estalou os lábios, em reprovação a si mesma, se lembrando de uma conversa que elas tinham tido no passado.

    Entrelaçou os dedos de uma mão nos da mulher, lançando um olhar sério pra outra quando ela disse a última frase. Sem humor dessa vez. O olhar dizia que ela tava falando sério quanto ao convite.

    Logo foram para o carro.

    ---

    Na casa, ajudaria Anne e Axel com o que precisassem pra colocar os corpos em refrigeração. Achava que deviam ser enterrados logo, mas não entendia desses ritos dos lobos, então não opinou.

    - Cuidado... Eu talvez precise de onde ficar mais tarde.  Na vila hoje não... Posso ir lá pra sua casa? – falou baixinho, quando ficaram sozinhas. Se despediria com um selinho meio preocupado.

    (...)

    - Por nada – sorriu para Chloe e se recostou no beiral da porta, assentindo quando a médica pediu pro lobo contar detalhes do que tinha acontecido no sítio. Também queria saber...

    (...)

    - Que semana de merda, puta que pariu – falaria no fim do relato, coçando os olhos. Nem se lembrava de quando tinha dormido pela última vez. Antes de Clara? Talvez – Por que o alpha não está aqui? O peso não devia tá só nas suas costas. Ele propôs essa caçada – tinha desaprovação  no tom. – Mais uma vez escolheu a luta à nós. Você incluso dessa vez. Vocês – olhou pra  Axel, depois para os outros parentes.

    - Nós sofremos um ataque no sítio, depois que vocês saíram – contou o que tinha presenciado. A aparição esquisita, a tempestade, o fato de só as parentes conseguirem ver aquilo. – Quando a gente falou sobre, a Asia mobilizou todo mundo, parentes saindo de lá, lobos indo enfrentar o que quer que fosse... Eu fui procurar a Aponi... Eu e a Magda. Encontramos ela num quarto bizarro, com o William, aquele filho dele... Gêmeo do Jun... Tavam fazendo alguma coisa bizarra com ela. – contou sobre a tempestade que parecia estar querendo ultrapassar os dois mundos, que no quarto estavam se sobrepondo. O fogo de doença, loucura e dor de William... A flechada na marca da Aponi. E, bem, sobre o ato de heroísmo falho e inconsequente de Samantha em morder o uratha para tentar salvar Aponi. – Depois disso foi uma loucura – Olhou pra Chloe pra ver se ela contaria o motivo de ter chegado voando no quarto... E de ter explodido o lobo de olhos azuis. De qualquer forma, continuaria, falando de William a ter salvado de cair o andar inteiro após o chão ceder e depois dele falando coisas estranhas... Magda as defendendo e levando pra fora, quando o lobo parecia não querer atacar.

    - Eu não sei o que rolou... Mas se vocês acham que não tem como ficarmos juntos e seguros, têm de falar agora. Pois precisamos procurar uma maneira de ficar. Emillie e eu estamos grávidas, Silvia está constantemente nas ruas por causa do trabalho dela, os meninos também fazem os corres deles. Mesmo que não seja uma despedida definitiva, precisamos nos ajeitar.

    “Os algozes não vão mais existir”, se lembrava das palavras de Axel. Não queria dizer que algo novo não pudesse surgir.


    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por thendara_selune Qui Set 02, 2021 10:31 pm

    Depois de ouvir Samantha,Chloe suspirou, lembrou de Franco, não o conhecia bem, na verdade todos lhe eram estranhos. Tudo foi tão breve, que não teve tempo para conhecê-lo, imaginou se alguém choraria por ele ou se tinha família além da alcateia?!
    Será que alguém esperava um telefonema? Será que ele tinha amado alguém ou perdido alguém? Aquelas perguntas soavam tristes dentro da mente dela e a fazem falar com a voz cheia de sentimentos que não conseguia decifrar com clareza.

    -Deve ser difícil ser um lobo, sentir tudo da maneira que sentem, enxergando um caminho duplo, deixando para trás um rastro de violência...trancar muito de si mesmo para vestir unicamente a pele do lobo.- Sentiu um aperto no peito, parecia como se alguém estivesse tentando esmagar o seu coração. Dizer o que devia dizer, podia fazer Axel não sentir uma gota de pena ou talvez a menosprezar não sabia como dizer as coisas. Olhou Samantha, ela tinha perdido alguém também, será que ela entenderia os sentimentos de Chloe para com a família?

    -Na verdade para falar do sítio tenho que contar mais sobre mim…- A voz dela saiu rouca e havia nervosismo. As mãos dela tremiam enquanto tentava manter-se firme na ideia de se abrir. Aquele era o momento de confiar, de ser quem ela é, não tinha porque continuar escondendo deles a verdade sobre si ou o que fez no sítio.

    - Falei com Shaw que meu marido é como vocês, assim como meu pai e outros parentes, não sabia muito sobre o mundo interno que eles escondem, porém como disse na praia  sabia sobre importância do segredo, de nos mantermos juntos e evitarmos pessoas de fora de nossas famílias…-Fez uma pausa para respirar fundo outra vez. Axel notaria se prestasse atenção que nesse momento ela parou escolhendo o que devia dizer.

    - Quando estava para casar vi uma espécie de fantasma, uma mulher loira em um vestido azul, uma imagem bonita, mesmo que fosse uma visagem para se temer…- Falou cada palavra lentamente, ainda buscando a melhor maneira de se expressar. - Sempre me alertaram para não confiar nas visões, por algum motivo fiquei doente, meu pai achou que tinha haver com essa “lady fantasmagórica" senti que eles sabiam sobre o assunto, mas não queiram me dizer, então chamaram um homem de nome Noan que é tio de meu marido, ele cuidou de mim por uns dias e depois disso não via mais nada!- Suspirou pesadamente como se estivesse expondo tanto de si que chegava a se sentir desconfortável, mas não tinha outro remédio.

    -Então casei, meu marido passava uma boa parte do tempo longe em assuntos dos lobos, minha vida era ser a companheira leal, dar filhos e cuidar de todos da família, mas as coisas deram errado...Não posso gerar filhos!- Os olhos fixos no ventre de Sam, mas no segundo seguinte vagueiam até Axel.- Passamos a brigar, meu marido tinha o direito de buscar filhos mesmo que não fosse comigo, o que podia fazer? Afinal o corpo seco era o meu, o problema é sempre conosco vocês são perfeitos…-O timbre fica amargo, mas não culpava ninguém além do próprio azar de não gerar uma vida. - As brigas começaram, não precisa ser muito imaginativo para compreender o que digo, sou um galho comparada a força ou aura predatória que vocês têm...Mas tinha esperanças que ele mudasse, mas por fim tivemos uma briga na qual achei que ia morrer e foi quando a mulher loira  reapareceu, assim como pude ver outras coisas  e sem me dizer nada ela apontou Dover no mapa da biblioteca…E a tal mulher me ajudou a interferir na situação, pensei que Sam poderia acabar se ferindo gravemente ou perder os bebês!- A preocupação era genuína.

    - Também entendo agora porque me usaram de isca...Não podia imaginar que o destino fosse tão maldoso, mas minha família é de Puros Axel!- A última parte saiu como se uma adaga estivesse cortando a garganta dela. Vergonha e medo de ser vista como uma inimiga a deixam com a sensação nítida de a qualquer momento o lobo a enxotaria dali sem qualquer resquício da bondade ou tranquilidade que ele demonstrou na praia.

    - Eu sinto muito...Se soubesse disso antes, jamais teria ficado em Dover, não sei exatamente como me acharam aqui, mas desconfio que os Uivadores sabiam e acredito que tenha dedo do William por trás de tudo...No fundo não posso sentir raiva deles, fizeram o que tinham de fazer para defender os seus e resgatar aquelas pessoas.- Havia tanta coisa em conflito dentro dela. A vergonha e o pesar pelo que diria depois surgiam em uma voz embargada. - Sei que nada justifica o que direi agora, mas amo minha família, sei que estão em um caminho terrível...Mas vou falar com eles, fazê-los ver que não precisam seguir desta maneira, mas por agora peço que por favor me permita ficar com vocês até que possa decidir como chegar até eles ou até mesmo ir embora…- Ela agora olhou Samantha, de alguma maneira sentia que devia a morena algum tipo de desculpa ou respeito pela morte do lobo que era tão amado por Anne. - Sinto muito Samantha, não nos conhecemos bem, mas nunca desejei em momento algum que as coisas fossem assim.-

    Chegou perto de Axel e buscando a mão dele como se quisesse que o contato o fizesse enxergar as boas intenções dela e  segura com força, era nada mais que um farrapo humano, confuso, mas não mentiu em nada do que disse. -Não tenho direito de lhe pedir isso, mas Sam e a Emillie merecem proteção, você tem um dever para com elas...Mesmo que isso não se estenda a mim, mas peço que tente mantê-las seguras, pelas crianças que carregam.- Depois ela solta a mão de Axel e não conseguiu encarar Samantha como fez antes.

    Falas em branco
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5227
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Bravos Qui Set 02, 2021 11:08 pm




    Axel Brown

    - Nunca é fácil. Haverá consequências. Eu sei de todas elas. - Respondeu Sam. Ela podia ver que não era uma resposta altiva. Ele sequer a olhava nos olhos. Chloe falou sobre as coisas fluírem. - Nós vamos continuar, de uma forma ou de outra. - Tentou dar um sorriso evidentemente sem graça.

    * * *

    Botar os corpos num refrigerador foi a coisa mais estranha que Axel já havia feito, do ponto de vista humano. Ali Axel já quase não falava. Ele também procurou tomar um banho e voltar a ter um rosto apresentável. Mandou notícias para Olena. De que estava vivo. Não muito ferido. Mas nada bem. Quando desceu foi para encarar os parentes. Sam pergunta se era assunto dos lobos. - Vocês vão saber de qualquer forma. Todos irão saber. - Ele respira fundo. - Alguém armou para que aquele ataque acontecesse. Alguém deliberadamente usou os parentes de isca. Eu não sei ainda quem, mas quando eu souber, irei cobrar o preço. - Ele diz olhando para cada um deles. - A isca serviu e não só botou algum de vocês e outros mais em perigo, nos levou Franco. Levou Stuarts... Eu não poderia deixar as coisas assim...

    Foi então que Chloe começou a falar. Axel arregalou um pouco os olhos e foi deixando aquelas informações chegarem aos ouvidos, sentando no sofá. Então foi assim que enredaram os fios. Sua cabeça fervilhou. Quis ter raiva, ams fez um esforço hercúleo para engolir, como uma azia que subisse pela garganta. Ao fim de toda a história, disse baixinho: - Porra... - Ele respirou fundo e olhou para Chloe. - Você fez muito mal em não nos contar. Foi o que permitiu essa armadilha. - Seu olhar era duro.

    - Mas você não tem culpa da sua história de vida. Muito disso estava além da sua escolha. Mais culpa tem os destituídos que te usaram. - Talvez fosse possível ver fogo em seus olhos. - Tenho que te dizer que eles não vão te escutar. O melhor a fazer é nunca voltar a vê-los. E talvez nem permitam que você o faça. É arriscado demais, não só para você, para todos do protetorado. - Ele dizia o que ele via. - Quanto a mim, você pode ficar quanto quiser. Ainda é uma algoz, enquanto os algozes seguirem, nós cuidamos de você. - A última frase era quase um bálsamo, deixava claro que Axel não a queria longe dali. Ele aperta a mão de Chloe, retribuindo seu toque.

    - Bem... Agora eu vou continuar minha história triste. - Ele pigarreia e se ergue. - Sam falou que Shaw escolheu essa caçada, porém não é verdade. Fui eu. - Volta a olhar nos olhos de cada um. - Eu coloquei na mão dele decidir sabendo que eu mesmo havia fechado a mão dele para pegar. Eu obriguei os demais, por dever, a correr conosco. Era o mínimo que poderiam fazer. Por nós e pelos Lobos à Diesel. - Responsabilidades. - Nós achamos uma casa onde estavam os puros, com os corpos, depois de interrogarmos um puro mais jovem. E quando tive a oportunidade, eu matei um deles. - Um golpe seco.

    - Eu não deveria ter feito. Não é o certo. Mas decidi fazer. E vou ser punido por isso. Não vai ser uma punição leve, pois eu não sou Trovão. E talvez esse seja o último golpe nos Algozes. - Ele suspira. Um olhar prático. - Como falei para as meninas, nós ainda estamos aqui. A alcatéia poderá se desfazer, não é um problema. Poderemos fazer uma outra. Quem quiser permanecer conosco, por favor. Quem quiser ir, estão mais que livres. O Caminhante provavelmente será o primeiro que irá.

    Axel deixa o corpo pender para trás, sentando de novo bruscamente. Ele olha Joe e parece lembrar que ele havia dito algo... - Joe, o que são esses ferimentos? Você sonhou com Ethan? - A cara de Axel é quase de incredulidade.






    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2238
    Reputação : 127

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Wordspinner Sex Set 03, 2021 3:57 pm

    "Melhor tirar Aponi da cabeça agora. Os bebês? Meu ouvido não é tão bom assim. Tem gente que é, mas não eu. A gente vai ter que olhar e esperar e continuar olhando pra sempre. Nunca vai poder fechar os olhos com eles." Pelo jeito que ela falava parecia que ela nunca mais fechar os olhos.

    Quando Samantha pergunta se pode ficar na casa dela. "Eu nem tenho casa. A vila é dez vezes mais seguro que aqui para você. Mas sua alcatéia precisa de você.  Seu lugar é aqui hoje." O tom sério e firme é incomum em Anne e carrega um desconforto visível.
    Depois disso Anne vai embora dando privacidade a alcatéia.

    --
    Olena recebe as mensagens depois de algum tempo e envia um áudio atrás do outro. "Onde você tá???" "Axel ei, eu posso ajudar. Eu posso ajudar eu acho. Te machucaram? Eles vieram aqui. Foi horrível." "Eu quero te ver. Te olhar... me deixa te abraçar..." a voz do outro lado vai da euforia ao desespero e então a aparente calma com notas suaves de choro e uma fungada profunda.

    Axel tem todos os parentes reunidos. Ele e todos eles. O único uratha. Shaw estava em algum lugar lutando contra os puros ou fugindo deles ou debatendo com a legião. Não era nada difícil imaginar ele cercado por Anshega vingativos.

    Então Chloe começa sua história e todos ficam em silêncio. Quase todos, Joe não consegue ficar parado e Marco fica todo tempo perguntando o que ela está dizendo para Judas ou Silvia. Silvia que xinga alto quando Chloe revela sobre sua família Anshega. Ela era a única que realmente entendia o que aquilo significava.

    Então Axel diz as palavras que tornam real seu pecado. Judas levanta olhando para ele assustado um passo atrás tropeçando no banco em que estava. A boca aberta procurando alguma para dizer. Silvia segura o ombro dele como se fosse uma vítima de acidente. "Ele fez o certo. Tá tudo bem. Ele precisava." A voz baixa e cuidadosa. Lenta e calma. Elas ardiam no elodoth, ele não precisava.

    Judas olha para ela e se solta devagar. Cada movimento deliberadamente lento. Ele anda para perto de Axel do mesmo jeito.  Os olhos fixos no primo. "A gente pode fugir. Cara, Axel... Primo a gente isso pra trás. Não é você. Tu é construtor e tá falando que matou um cara. Por favor, vamo embora." As palavras ditas baixo e com vergonha, forçadas pela garganta com dificuldade. Joe concordava ainda sentado balançando a cabeça.  

    "Ele tá menor. O monstrão lá no mundo assassino." A voz de Joe parecia distante um momento e no outro viva e energética de novo. "Isso é só que eu tava caminhando com o Francis ontem." Axel consegue sentir o cheiro de sangue fresco e medo. Medo em sua essência efêmera. "Essa parte não é sonho." Ele apertar um corte grande no braço e levanta alguns centímetros de pele solta, carne vermelha e viva embaixo. Olhos vidrados e dentes serrados. "A o Ethan? Ele tava do outro lado falando e falando lá no mundo assassino. Essa parte é sonho com certeza, ele tava falando do pai dele. Nunca vi mais gordo. Falando de sol e gatos e uns buga buga waka waka." Ele sacode as mãos no ar imitando alguma coisa impossível de identificar. "Essa porra ta pra todo lado agora. Eu to dormindo acordado. Tá cheio de coisa louca no espelho. " Ele aponta e uma gota de sangue escorre da ponta dos dedos. O tempo todo ele parece animado, alegre como um pinto no lixo.

    "Nicky passou a noite com a gente." Sílvia claramente achava que Joe estava viajando de alguma coisa. "Os caras são sujos." Ela olha para Chloe com uma expressão dura no rosto. "Essa é a história toda? Eles são sujos, mas você não tava com o James? Eles nunca iam fazer uma dessas. Nem o magrelo do Richard." Ela claramente tinha suas diferenças com os Seis Uivadores, mas também tinha dificuldade de aceitar a história de Chloe.
    Bastet
    Adepto da Virtualidade
    Bastet
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1577
    Reputação : 94
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Bastet Sab Set 04, 2021 9:17 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha suspira quando Anne diz que não tem casa. Sabia que ela tinha, de alguma forma. Não ia abandonar a alcateia, mas não queria dormir sozinha e nem na casa que William podia entrar sem nem fazer esforço... Pelo visto não importava. Apenas assentiu, indo pra dentro da casa dos Algozes.

    ----

    A Sangue de Lobo continuou onde estava, quando Chloe começou a falar. Ouviu sem responder, tentando absorver aquilo tudo. A família dela, então, era responsável por aquele ataque? Ou pelo menos tinha parte nisso. Suspirou, negando quando Chloe parecia se sentir culpada e pediu desculpas.

    - Nós nunca paramos pra falar das merdas da vida. Vamos precisar saber os detalhes que você sabe da sua família, marido e tudo mais... Mesmo que você não ache importante. Nós ficamos mais fracos quando mantemos segredos assim – assentiu quando Axel falou que ela não devia ir atrás da família... Apesar disso, não falou nada. Achou o conselho do Elodoth bom. – Duas novas alcateias chegaram em Dover, estavam lá no sítio e ajudando na caçada – explicou para os outros parentes – Eu começaria cobrando uma explicação deles. De forma velada ou não, lá no sítio eles deram a entender que usaram ela de isca... Não sei sobre os uivadores, mas acho devemos tomar cuidado com as relações que temos aqui no protetorado. Vamos precisar de provas... antes de uma acusação – Apesar de saber que todos poderiam estar se usando no protetorado, Sam sabia que estavam fracos. Se as duas fazendo merda já poderia ter dado ruim, imagina se um lobo começasse a lançar acusações sem fundamentos?

    A história de Axel fez Samantha encolher os ombros. Tanto pelo que tinham feito quanto pelos sentimentos que o uratha demonstrava. Era raro entender o que Axel sentia... Mas ali era palpável a dor da escolha dele em se deixar levar... Possivelmente ainda mais quando Judas se levantou daquela forma, com medo claro no olhar. Medo do primo? Ou do que ele enfrentou?

    - Ele trouxe o corpo de Franco e Stuarts de volta – complementou o que Silvia tinha dito. Axel já receberia a punição pelo que fez, ninguém ali estava em posição de julgar, entretanto.

    Só reparou nos ferimentos de Joe quando o lobo perguntou e o parente começou a falar coisas desconexas, levantando a pele solta no braço.

    - Minha nossa... – falou baixo, se desencostando do batente da porta e começando a andar em direção a ele, enquanto ele falava. Olhou para os outros, pra ver se o que ele falava fazia algum sentido. Os olhos escapam pro espelho, quando ele fala aquilo, com certo receio de ver algo – Coisas no espelho? – pergunta, estendendo a mão – Deixa eu ver isso? – indicou o braço bastante machucado dele. Olhou para Silvia e Emillie – Tem curativos aqui na casa? Algum de vocês, além do Joe, tá ferido?

    Ouvia Silvia voltar ao assunto da Chloe, tinha medo que a ruiva fosse pirar, mas precisavam saber realmente. Esperou ela responder sobre James pra falar. – Vocês não viram o tanto de parentes que eles trouxeram de volta. Se foram os Uivadores ou algum dos novatos, usariam qualquer um de nós, sem hesitar... – a voz cansada e sem esperança. Torcia pros uivadores não estarem metidos nisso... Mas não tinha certeza.

    ---

    Quando os assuntos mais sérios foram finalizando, ela se sentou no sofá perto de Silvia, aguardando a sua vez de tomar banho.

    - Você disse que o Nicky tava aqui, né? Tem notícias das outras alcateias? Parentes? Eles atacaram mais alguma parte da cidade?

    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por thendara_selune Sab Set 04, 2021 11:08 pm

    @Bravos
    Chloe encolheu os ombros. -Eu errei em não dizer e tudo foi rápido demais...só posso pedir desculpas mais uma vez.-  os ombros caídos e a postura de alguém que tinha perdido tudo que mais amava. -Imagino que todos tenham páginas escritas que preferiam apagar ou torcem que ninguém nunca as leia, mas no meu caso as folhas ainda estariam inteiras por mais que tentasse destruí-las!- Sobre ser usada pelos Lobos de Dover, as palavras de Axel a  fazem estremecer, mas ao mesmo tempo sentia que podia realmente contar com o lobo diante dela. Ele apertou sua mão e ela tentou sorrir porque naquele momento precisa agarrar-se a uma tábua de salvação ou sair correndo de Dover sem nem olhar pra trás. - Obriga Axel, suas palavras me fazem ter alguma perspectiva de futuro...Sobre minha família não sei como lidar com isso!-

                                                                                                                                            ***

    -Salvaram muitas pessoas e isso é inegavelmente uma vitória olhando pelo ângulo dos responsáveis em arquitetar o plano de resgate, posso entender as razões por trás disso, mas torna difícil confiar nos Uivadores ou nas alcateias novas.- Ela olhou Sílvia, mas ainda estava pensando sobre a quantidade de pessoas que estavam livres daquele pesadelo e depois pensou nos Lobos que não tinham território. - Imagino que em breve haverá uma partilha de terra, me pergunto se tal negociata já não foi feita e que outros acordos podem acabar afetando os Algozes negativamente?!- Ela sentia tanta raiva ao falar as últimas palavras, mas aquilo era algo que resolveria do jeito dela e quando estivesse em condições de entender quem devia culpar. Nada lhe tira da cabeça que William e seus iguais sabem muito mais do que Silvia em sua linha ingênua de julgamento.


    - Sai com James duas vezes, nas quais lhe garanto que não trocamos promessas mútuas de amor!- A voz dela soava distante. - Ele poderia muito bem estar sendo usado, eu jamais entregaria meu filho ou irmão para uma mulher que tem um marido “Puro” atrás dela, ainda mais sabendo do quê os Uivadores sabem!- Não havia raiva fluindo agora, mas sim acidez  que não direcionava a loira,mas a si mesma por ter cometido aquele erro.

    - É muita coincidência esbarrar nele quando estava em Corona pela primeira vez e depois ele parecer tão apaixonado?! - Ela daria um sorriso de canto, mas aquele maldito corte a incomodava.

    - Não é interessante como as coisas andaram,fui encontrada por Asia, levada para casa de Sebastian, chamaram Brendan pra ouvir minha história, teve aquela reunião que nos deixaram a mercê de qualquer alcateia que quisesse no ter, mas eles não quiseram e ficamos com Algozes no fim das contas...Depois veio assunto “Clara”,em seguida sou arrastada de casa com uma plateia feral assistindo tudo...Se pudesse dar um veredito a mim mesma, seria que fui estúpida em um grau astronômico!-


    Depois ela ouvia a preocupação de Judas, talvez o medo vibra-se dentro dele, mas o pedido para que o primo fugisse com ele lhe comoveu imensamente. Sentiu uma gota de inveja de Axel nisso, mas o lobo passou por tanta coisa que merecia ao menos um ombro em quem confiar completamente. Tudo que Axel relata a deixa apreensiva. Joe vai falando e ela o escuta observando o ferimento em seu braço. Samantha vai até ele e a ruiva diz com uma nota de preocupação na voz. - Precisa de pontos nisso Joe, como foi que ficou assim?-  Chloe imagina que ele está alucinando pelo que fala, estranhamente parecia alegre e animado como se toda aquela loucura fosse um combustível útil e evitasse que ele desmoronasse. Então decide responder Samantha após uns segundos.

    @Bastet e @Bravos


    - Minha família é um mistério mesmo pra mim, sei que existem lobos Moore espalhados por aí, eles se reúnem uma vez no ano, mas nenhum sangue do lobo sabe onde ou data exata.- Ela fechou o olho que ainda estava bom e prosseguiu analisando o quanto dar informações poderia colocar sua família em risco. - O que posso dizer é que de onde venho minha família e a de Ian administram o condado há muito tempo, mas são discretos nas movimentações, quem nasce Lobo cumpre seus deveres familiares, mas passa muito tempo longe de olhos humanos...Agora posso entender o porquê!- Vergonha na voz tão pura que faz Chloe segurar a vontade chorar, não queria pena, mas respostas para tudo que viu.

    - No dia que Clara chegou, horas antes William esteve na clínica, ele sabia o nome do meu marido, assim como sabia que ele estava para chegar.- Ela sente novamente um nó na garganta. - Em nenhum momento ele disse que eram Puros, ainda me falou que deveria ligar para Ian para adiantar as coisas…-Por um momento uma pausa para relembrar as palavras ditas por ele. -  e disse que Richard  é um bom garoto e fez um bom trabalho além de dizer  que meu marido ia ser bem útil, já que os primos do outro lado ficaram cautelosos agora!- Ela suspira e parecia lembrar de mais alguma coisa. - Não sei como, mas Connor sabia que eu estava nos Algozes, recebi uma ligação dele dizendo que algo ruim ia acontecer e me pediu pra levar todos os sangue do lobo para a mãe dele pois Ash saberia como ajudar....Como Connor podia saber de algo se não estava mais em Dover?- De fato estava intrigada pensando agora na ligação do ex-Algoz. -Não tive tempo de fazer nada, quando dei por mim aquele homem estava dentro do meu quarto e o resto meu rosto pode contar!-  Chloe tomou fôlego lembrando-se da ligação de Connor. - Quando vi Connor na praia me parecia um jovem arrogante com poder demais nas mãos, mas ao ligar para mim havia notas de preocupação e sofrimento...E pena que não deu tempo de avisar nada, mas tenho que admitir que ele parecia querer garantir que nós estivéssemos bem Axel!-


    Falas em branco
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5227
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Bravos Seg Set 06, 2021 11:18 pm




    Axel Brown

    Ele liga para Olena. - Ei... Calma, está tudo bem. Não estou machucado, nada que precise se preocupar. - Ele tenta acalmá-la. - Não vou poder te ver hoje, não antes da reunião do protetorado. Eu... - Ele respira fundo. - Os Uivadores não permitiriam, eu creio... - Ela não vê, mas ele põe a mão no rosto esfregando os olhos. - Podemos conversar sobre isso melhor depois. - Ele continua falando com ela até que ela esteja conformada. Depois manda uma selfie dando uma piscadela com um dos olhos.

    * * *

    - Não vamos acusar ninguém. Não agora. Eu terei que ficar de cabeça bem baixa durante um tempo, senão corre o risco de nem sermos mais aceitos no protetorado. - Chloe ainda levanta algumas hipóteses. - Iremos ver isso e como lidar com sua família, cada coisa ao seu tempo. - Judas então reage da forma que ele imaginou que reagiria. É possível ver Axel engolindo em seco um soluço. - Judas... Ele não pensaria duas vezes para me matar. - Não mentiria dizendo que estava se defendendo. Não estava. - Mas nós não precisamos fugir. E nem isso vai se repetir. Certo? - Ele vai erguendo as mãos devagar em direção de Judas, para abraçá-lo. - Me desculpe...

    Depois de consolar o primo por seus próprios erros, ele volta a se sentar no sofá. Quando Joe começa a falar, vê que as coisas são completamente fora de nexo. - Eu tenho um palpite do que está acontecendo... - Ele pensa em Loba Sem Sombra. A ajuda dela viria a calhar. Será que poderia contar com ela? Naquela situação? - Cuidem desse ferimento dele, por favor... - Ele teria alguns dias talvez antes que a lua mudasse de fase.

    Chloe conta sobre como William apareceu e interferiu. - Filho da puta! - Ele soca o braço da poltrona. - Chloe, anote cada coisa que você lembra que ele disse. Horas, frases... Eu vou descobrir isso. Por enquanto, ficaremos calados. Não estamos na posição de cobrar ninguém, por minha culpa. Mas vai chegar uma hora que poderemos. - Então ela fala de Connor. Axel se levanta. As veias saltando nas têmporas. Ele parece que vai dizer algo, então engole. - Bom... Uma pena que a preocupação dele não serviu para salvar nem você, nem Franco. - Suspira e vai até a geladeira, pegar algo para beber, e então lá fora, para tentar por os pensamentos em linha.






    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2238
    Reputação : 127

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Wordspinner Sex Set 10, 2021 12:53 pm

    Judas aperta o abraço do primo. "Cara, a não é nenhum tipo doído de justiceiro, né? Porque tem gente querendo matar você??" Ele não conseguia engolir a realidade.

    Joe não estava nada disposto a ser tocado até Axel dizer para cuidarem dos ferimentos, depois disso ele se deixa tratar, mas não para de se mover pra lá e pra cá.

    Silvia continua olhando desconfiada enquanto Chloe conta a sua história. A mente da policial devia estar montando uma história na própria cabeça. Mas ela balança a cabeça para responder as perguntas de Sam. Ninguém estava ferido e tinham sim curativos na casa. "Ele precisa de cirurgia." Ela diz sem nenhuma emoção. Ele ri algo feio e curto.

    "Não sei de nada Sam. Tava escondida como pessoal. Vocês qque estavam no centro da ação. O que você sabe?" Ela parecia cansada. Os olhos na janela o tempo todo a voz normal como quem fala de esportes.


    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por thendara_selune Sex Set 10, 2021 2:49 pm




    Ela olha Joe em seu estado de agitação. Sam tinha se oferecido para cuidar do machucado. Chloe observou o ferimento imaginando mais uma vez como aquilo aconteceu. Ela sente a desconfiança de Silvia como se fosse uma alfinetada constante, mas prefere ajudar Sam a limpar o ferimento.

    -Se tivermos material para sutura ótimo, do contrário só na clínica, além disso seria bom anestesiar o local…- “Quem sabe um calmante pra esse rapaz.” O pensamento era esse, mas Chloe apenas cuida dele como podia, com o material que possuíam ali, Sam perto, em parte a veterinária saberia como suturar,afinal a diferença entre elas era a fisiologia dos pacientes de ambas.

    Depois ela falaria olhando a loira. - Eu não tenho nada para esconder agora, mas admito que a parte do sítio me deixa confusa, não sei exatamente como, mas a tal mulher pediu para que aceitasse a ajuda dela...Depois as coisas ficam caóticas para se juntar em palavras  que façam sentido.-  Podia soar desonesto da parte de Chloe, mas até o momento a sua confiança se estendia a Axel, Samantha e Shaw. Não sabia se deveria desaguar tudo diante dos demais, mas assim que fosse possível ia falar, por agora só queria ficar quieta ajudando Sam nos cuidados a Joe.
    Conteúdo patrocinado


    Caçando os puros - Primeira Lua Nova - Página 2 Empty Re: Caçando os puros - Primeira Lua Nova

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Set 25, 2021 3:42 pm