Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    O Jogo dos Tronos - Briana

    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1587
    Reputação : 68

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por thendara_selune Qua Jul 06, 2022 3:34 pm



    Briana Rowan






    As palavras de Briana pareceram animar a cética Anya, e a dama Osgrey estava quase alegre com os pensamentos que a donzela Rowan lhe provocara.

    Ela manteve um sorriso aberto como se estivesse perto de fazer uma grande conquista em prol da amiga.
    ⚔⚔⚔

    AS JUSTAS

    -Humph - Resmungou em seco. - Pelos Sete! Aldos vai fazer meu coração parar.- Aflição na voz ressoando enquanto via tudo acontecer.  Ela sentia-se tensa, os olhos presos na cena parecia que todos na arquibancada estavam do mesmo jeito.  O combate de Aldos deixou não apenas ela, mas muitos nobres sentados na ponta de seus assentos, apreensivos com o combate. Quando o cavalo do irmão empinou ela apertou uma mão na outra com força. Ele é um bom cavaleiro, isso ficou claro aos olhos dela, mas também reconhecia os traços de impaciência e aquela agressividade explosiva que o tornava o oposto de Thomas.
    Enquanto  Dyckon já estava empunhando a 21.ª lança, uma discussão irrompe no canto de Aldos, entre ele e seu escudeiro. Briana notou do que se tratava era o cavalo de Aldos e tudo que aquilo implicava. Rangeu os dentes, como se pudesse compartilhar dos sentimentos do irmão e quando o viu sair daquele jeito sabia que ele iria ficar irritadiço por dias. Aldos é genioso, mas não era dado a cometer erros estúpidos, ele apreciava o desafio e o Tarly estava fornecendo isso. Com toda certeza ele iria descontar aquilo mais tarde em meio a companhia feminina e vinho caro pra arrancar dele o gosto amargo que sentia naquele momento.

    A jovem Rowan ainda lançou um olhar arrogante em direção a Dickon Tarly, mas por mais frustrada que tenha ficado compreendia bem que o outro era um oponente difícil, mas para sorte dele e azar de Aldos a vitória resolveu beijar as mãos do Tarly naquele dia.
    ⚔⚔⚔

    Na vez de Thomas

    A jovem Rowan olhou para Dama Serret, constando que o interesse dela por seu irmão mais velho era palpável e inegável.  Thomas era meticuloso, atento e perspicaz e estava ali trilhando meios para quem sabe obter um casamento ligando os Rowan aos Serret.
    Parecia que a garoa não daria trégua, ficou forte e os nobres assim como a plebe apressaram-se para sair.  - Sim Lady Rhonda. - A resposta dela era um sussurro ainda pensando em Aldos, mesmo que não estivessem sujeitas àquela chuva sabia bem que  a  única pessoa que poderia conversar com ele era Thomas. Enquanto se apressavam sentiam suas roupas ficando encharcadas.  Ao chegarem na carruagem olhou o cocheiro que tinha que guiar mesmo sob a chuva. Pensou em Sor Jax fora provavelmente designado a ir à frente ou ficaria no acampamento aquela noite. Avistaram Sor  Baelor Hightower que acenou para Lady Rhonda sempre com seu sorriso à mostra e gritou algo que Briana não entendeu.  Os olhos castanhos dela viram o irmão do meio discutindo com senhor Ácolon e seus filhos, extremamente irritado com o cavalo ainda manco ao seu lado. Os lábios dela franziram em desacordo com a cena, mas mesmo que pudesse se meter, o irmão diria que não se metesse. Quando queria Aldos podia ser intimidador, enquanto Thomas dificilmente demonstrava abertamente irritação ou raiva ele puxou muito da mãe que sabia esconder com maestria suas emoções quando necessário.  Anya apontava em outra direção e lá estava  Lady Shella movendo também as próprias peças para demonstrar seu interesse e sentimentos por Thomas.
    Avançaram mais e puderam ver Alekyne Florent sentado à frente de sua tenda, cercado de servos, com o braço imobilizado numa tala. O rosto dele demonstrava sua infelicidade e provavelmente insatisfação. Diferente de Lady Shella a jovem Rowan embora quisesse ir até ele, seguia com Lady Rhonda, não iria expor a si mesma ou amigas a andanças pelo acampamento por mais que nutrisse sentimentos novos dentro de si pelo herdeiro Florent sua reputação era valiosa demais para arriscar-se de novo.

    A cidade de Porto Real também estava se escondendo da chuva que apertava, e algumas vezes o cocheiro gritava para que alguém saísse da frente. A chegada ao cais de Porto Real demorou um pouco mais do que de costume. Ela dava uma moeda ao cocheiro e agradecia pelo transporte. O bote chegou com um barqueiro jovem que prontamente as ajudou a se acomodar. A travessia foi agitada, era como se o bote fosse feito de gravetos frágeis tentando lutar contra a fúria do mar e os olhos dela captavam toda aquela energia que parecia querer virar o bote para lançá-las ao fundo. Fechou os olhos sentindo a chuva enquanto tentou se segurar, em dado momento tentou apoiar Moira, mas aquilo mostrava-se inútil diante do balançar violento até que por fim ensopadas chegavam ao Donzela do Vinhedo. Deu uma moeda ao barqueiro, era o mínimo que podia fazer diante do risco que ele mesmo se propunha a passar tanto quanto elas. Ao serem ajudadas pelos marinheiros agradecia com um sorriso educado, o próprio barco parecia agitar-se em meio aquela chuva e Briana imaginou que seria uma noite longa de pouco descanso para todos.

    Lady Rhonda é uma mulher acostumada a ser atendida, sua personalidade forte a tornava marcante e sua beleza lhe rendia muitos elogios, mas com toda aquela chuva parecia que isso não afetava em nada o capitão que por sua vez agia como deveria diante daquele tempo. -Vamos Lady Rhonda, vou preparar chá e nos viramos da melhor maneira que pudermos.- Dizia em um sussurro enquanto tocava o braço dela com delicadeza. Quando todas estavam em suas cabines,Moira improvisou um varal e Anya ajudava Briana que fazia o mesmo pelas duas.  Mas todo o balanço, agitação, assobiar do vento criava uma atmosfera de caos para elas.  Quando conseguiu se organizar, tentou preparar chá para levar a Lady Rhonda e as amigas. Bem como deixou uma quantidade para tripulação, misturando mel, gengibre, cascas secas de maçã que podiam trazer algum conforto a quem provasse.  Naquela noite as conversas variaram enquanto tentavam distrair a mente.
    -Tarly mostrou-se um oponente temível, mas também se não fosse pela ferradura do cavalo de Aldos acho que meu irmão teria lutado até a trigésima lança, do jeito que é persistente teria ido até o fim, pra ele achar um desafio aquece a alma.- Um sorriso cheio de orgulho surgia. - Ele vai ficar com humor péssimo por uns dias, mas ele lutou bem e causou uma boa impressão a todos que assistiam.- Mordeu o lábio inferior. -Thomas deve acalmá-lo, os dois sempre se entendem e quando voltarmos pra casa nossos pais se darão por satisfeitos.-  

    ⚔⚔⚔


    QUINTO DIA DE TORNEIO




    A noite foi um sacolejar insistente, raios e trovões cortando o céu causando nelas um sono atribulado. Moira as acordou com seus gritos, Briana logo acudiu a outra passando óleo de camomila em sua testa massageando devagar e em seus pulsos. -Tudo bem foi um pesadelo….- Ela cantou baixinho por um tempo até a outra dormir.

    “Chega de suspiros, doce senhora, chega de tanto esperar, pois, com certeza lhe digo os homens sempre foram mestres na arte de enganar. Lembre-se que eles têm um pé firme em terra e outro na cela e  para longe vão cavalgar. Portanto, não suspiremos, pelos fugazes senhores que somem  ao balançar do vento, lembrai doce irmã que a Donzela abençoa as suas filhas com beleza e coragem para poderem um dia encontrar o amor verdadeiro. Guarda tuas aflições, chega de sombria melancolia, de tristezas ou pesadelos. Adormeça com um sorriso pequenina e deixa a música lhe acalentar…"

    A mãe de Briana costumava cantar diversas canções enquanto Briana crescia, a voz da senhora Rowan a fazia aquietar-se para ouvir a sabedoria que habitava a música. Agora usava para acalmar Moira e a si mesma.


    O dia teimava em surgir ainda sem força em meio a um céu que estava cinza, carregado de nuvens e derramando suas águas na capital. Briana acordou ainda no escuro, não conseguiu dormir, o balanço do barco, a mente parecia não conseguir descansar, orou aos sete e logo depois Lady Rhonda veio a cabine delas para conversar.


    Lady Rhonda vestiu um abrigo e veio à cabine de Briana para conversar.


    -É praticamente impossível ir até lá. Vamos ficar aqui e nos mantermos tranquilas a medida do possível.- Dava um sorriso acolhedor. - Posso ir Lady Rhonda, vocês fiquem aqui, irei até lá e posso providenciar algo junto ao cozinheiro.- Briana tentava manter-se calma e otimista. Saiu da cabine tentando manter o equilíbrio indo até à cozinha.- Bom dia! Espero não estar atrapalhando, mas seria possível providenciar algo para comermos? Posso eu mesma juntar algumas coisas e levar para cabine caso queira senhor.-  A jovem Rowan tentava ser útil e não queria atrapalhar o cozinheiro.

    Visual das meninas pq mesmo chovendo n podem vacilar hahaha:
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2877
    Reputação : 138

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por Alexyus Dom Jul 24, 2022 10:05 pm

    QUINTO DIA DO TORNEIO

    Briana fez o possível para acalmar suas damas de companhia durante a noite tempestuosa, mas ela mesma nunca vira um mar tão agitado. Considerando que o navio estava ancorado na Baía do Água Negra, era ainda mais preocupante que o vaso de guerra sacolejasse tanto.

    O dia não chegou a clarear ao amanhecer, pois as pesadas nuvens de chuva continuavam escurecendo o céu.

    Quando Lady Rhonda chegou vestindo um abrigo que pingava por toda parte, pedindo que Briana checasse as tarefas do cozinheiro, a jovem Rowan prontificou-se para fazer o pedido.

    A intenção era boa, mas difícil de realizar: a chuva abundante era carregada pelo vento e lavava o rosto de Briana, o convés sob os pés dela estava tão molhado que seus sapatos aquaplanavam e a faziam escorregar a cada meio passo, e o alcance de sua visão era tão curto que ela mal vislumbrava a sombra do mastro principal.

    Segurando-se como podia e fazendo o máximo esforço para não cair no mar a cada adernada do barco, pois não parecia haver nenhum marinheiro à vista para resgatá-la, Briana finalmente conseguiu chegar à porta do compartimento que levava à cozinha.

    O recinto estava movimentado, com pelo menos metade da tripulação por ali, segurando-se em qualquer parte sólida que conseguiam agarrar, e gritavam uns para os outros, tentando fazerem-se ouvir acima dos sons da tempestade.

    Briana conseguiu passar pelos marinheiros e chegar à bancada onde o cozinheiro do navio costumava servir os pratos. Ele estava ali, mal-humorado como sempre, mas não havia comida à sua frente.

    Chef Zeff:

    - O que você quer, menina? Mão há como acender fogo com esse temporal, e guardei todas as facas para que ninguém seja apunhalado por uma lâmina arremessada pelo balanço do mar.

    Houve alguma gritaria antes que Briana pudesse tentar argumentar com ele, mas as vozes foram caladas pela entrada do capitão Sean Barrett.

    Capitão Sean Barrett:

    - O que está fazendo aqui, lady Briana? Devia ficar em sua cabine até que essa tormenta cesse! Se cair no mar com esse tempo, teríamos sorte se seu corpo fosse algum dia encontrado!

    Ao ser informado que ela procurava pelo desjejum, o capitão disse ao cozinheiro:

    - Zeff, pegue um balde com as frutas que compramos no porto quando chegamos. Entregue para Lady Briana, isso vai ter que bastar até que o mar se acalme. Ela não voltará a sair de seus aposentos até tudo voltar ao normal.

    Com visível má vontade, o cozinheiro apanhou na despensa às suas costas um balde com pêras e quase jogou-o nas mãos de Briana, que achou o peso excessivo para suas forças.

    O capitão colocou uma mão na alça e aliviou um pouco o peso dela, dizendo:

    - Vamos, senhorita Briana, eu a conduzirei de volta ao seu camarote.

    O caminho de volta foi feito com dificuldade, mas o cuidado do capitão ajudou Briana a equilibrar o peso do balde e segurar-se para não despencar pela amurada. O capitão Sean ajudou-a a abrir a portinhola e quase a jogou para dentro do aposento, gritando para ser ouvido por cima dos sons da tempestade:

    - Agora fiquem aqui, senhoras! Não saíam enquanto o mar não se acalmar! Não posso ser responsável por suas mortes!

    Durante o restante do dia, Lady Rhonda, Anya e Moira fizeram companhia a Briana, segurando-se a cada solavanco, e comendo apenas as pêras do balde. Água era abundante, caindo do céu aos borbotões, então sede não seria a causa das mortes delas.

    A noite começou a dispersar um pouco as nuvens de tempestade, e o navio balançava menos, permitindo que as mulheres nobres dormissem mais tranquilas dessa vez.

    MANHÃ DO SEXTO DIA

    O dia seguinte amanheceu com um vento levemente frio, mas as nuvens de chuva tinham sido expulsas para longe, permitindo que o céu clareasse ao nascer do sol.

    Lady Rhonda olhou para o céu e disse:

    - Acho melhor mandarmos um mensageiro à terra para dizer a Baelor que estamos bem. Se ele retornar com rapidez, saberemos se é possível irmos ao porto em segurança, não acha, querida?
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1587
    Reputação : 68

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por thendara_selune Seg Jul 25, 2022 2:28 pm



    Briana Rowan






    ⚔⚔⚔

    QUINTO DIA DO TORNEIO

    Mesmo com a melhor das intenções, movimentar-se ali provou-se ser perigoso, na sua ingenuidade acabou enfrentando consequências. O convés virou um balançar caótico, a chuva açoitando tudo sem distinção e ela bufou mais de uma vez frustrada até que depois de um tempo conseguia com muito esforço chegar a cozinha.



    Os sons da tempestade iam se misturando ao som dos marinheiros, o mau-humor no ar e com total razão. Ela forçou um sorriso enquanto falava, os fios castanhos colados ao rosto molhado, o vestido encharcado e os dentes bateram uns nos outros enquanto as palavras saíam entrecortadas.

    Quando o chefe da cozinha falava notou que não havia simpatia, ela encolheu os ombros, pensando no risco que todos corriam e a morena sentia-se uma tonta que achou que poderia se virar pelo convés.  “Ainda sou uma menina, pelos setes como achei que conseguiria vir até aqui e esperar que ele tivesse alguma boa vontade com esse tempo estourando acima de nós?!” Antes de acrescentar mais alguma coisa, o capitão Sean adentrou e as demais vozes se calaram, ela automaticamente fez o mesmo o homem a intimidava.

    Porém ele foi prestativo e ela apenas murmurou uma resposta abobalhada sentindo-se bem estúpida, afinal se tivesse caído no mar seu corpo iria se perder entre ondas e rochedos sem chance de encontrarem nem um pedaço dela para contar história. — Perdoe-me capitão e chefe Zeff, de fato não pensei nos riscos.- As gotas desciam pelo rosto dela e sentia frio. Quando é ajudada pelo capitão agradecia com um meio sorriso ainda constrangida por ser imprudente. — Mais uma vez obrigada.- Tentou gritar em meio a tempestade, mas acabou falando baixo e quando ele se foi sentia-se aliviada não pretendia sair dali de novo. Com toda agitação ela apenas tirou o vestido, buscando algo quente para usar. — Pelos sete melhor ficarmos aqui, do lado de fora está caótico e me senti como se estivesse sendo jogada por uma mão imensa de um lado pro outro.-

    Comeu um pouco, mas ainda sentia-se agitada e falava pouco. Quando o sono chegou e mesmo agitada Briana dormiu pesadamente, talvez toda aquela agonia fez seu corpo aceitar de braços abertos o sono que se apossou dela.




    ⚔⚔⚔



    MANHÃ DO SEXTO DIA


    O dia chegou pálido, quase tristonho e sol lançava lentamente seus raios mostrando que aquele dia seria talvez tranquilo.



    Lady Rhonda olhou para o céu e disse:

    — Acho melhor mandarmos um mensageiro à terra para dizer a Baelor que estamos bem. Se ele retornar com rapidez, saberemos se é possível irmos ao porto em segurança, não acha, querida?


    — Creio que é uma ótima ideia Lady Rhonda, enviaremos a mensagem e é uma forma de acalentar vosso marido, sobre irmos ao porto com toda a agitação da viagem, nem perguntei quando nossa aventura terminará? O baile da rainha é um evento que nós três esperamos com grande ansiedade.-
    Havia um leve humor, ela estava escovando os cabelos, passando óleo essencial de rosas sem pressa alguma, era um gesto calmante para Briana após o dia anterior. Durante a manhã pensou sobre muitas coisas, aos dezessete anos ainda não era esperta como Anya e nem muito plácida como Moira ou sagaz como Lady Rhonda. O mundo dela era uma casca de noz, passado o susto imaginou quantas tempestades aqueles homens viram ou quanto sangue derramaram enquanto ela por sua vez repousava tranquila em Bosquedour?! O mundo ao seu redor era uma pintura de verão, em que as ambições residiam em um bom casamento e com uma casa que agregasse a sua de muitas maneiras. Pensou no Florent, seu coração apertou, não era um grande cavaleiro, não podia ter certeza de suas intenções e quando acabou de escovar o cabelo caminhou pelo camarote e falou tentando agir com naturalidade. — Posso mandar a mensagem se quiser. Escreva o que deseja e peço ao capitão para enviar  Lady Rhonda e assim até a senhora irá apaziguar seu coração.- Ela abria um pequeno baú onde estava a carta e flor dada pela raposa olhou aquilo por um momento antes de escolher um enfeite simples para colocar no cabelo. Olhou as amigas e deu um sorriso caloroso. — Após entregar a mensagem quero ficar um tempo lá fora, quero olhar a paisagem depois volto, se quiserem podemos ir juntas, mas se não aproveitem para descansar.- Escolhia um vestido que costuma usar em Bosquedouro queria que o sol aquecesse  seu coração. Esperou a tia decidir o que iria escrever sentada na cama após pegar a mensagem iria andar para um ponto do convés que pudesse olhar o porto sem atrapalhar a rotina dos marinheiros.
    Roupinhas :

    Valeu a postagem @Alexyus cheers I love you

    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2877
    Reputação : 138

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por Alexyus Ter Ago 09, 2022 8:53 pm

    SEXTO DIA DO TORNEIO

    — Creio que é uma ótima ideia Lady Rhonda, enviaremos a mensagem e é uma forma de acalentar vosso marido, sobre irmos ao porto com toda a agitação da viagem, nem perguntei quando nossa aventura terminará? O baile da rainha é um evento que nós três esperamos com grande ansiedade. Posso mandar a mensagem se quiser. Escreva o que deseja e peço ao capitão para enviar  Lady Rhonda e assim até a senhora irá apaziguar seu coração.

    Lady Rhonda anuiu alegremente:

    - Excelente sugestão, querida! Você é jovem, tem bons olhos e mãos firmes, pode escrever enquanto eu dito. Pegue  papel e pena naquele baú, sim?

    Assim, boa parte da manhã de Briana foi ocupada pela tarefa de redigir a carta de Lady Rhonda a ser remetida para Baelor Hightower. Enquanto o fazia, Briana podia perceber que havia um amor profundo e respeitoso entre o casal, num relacionamento maduro e estável.

    Quando ela terminou, o capitão Sean Barret despachou um de seus marinheiros para o porto a fim de entregar a correspondência ao destinatário. Isso permitiu que Briana pudesse desfrutar no convés do belo dia que raiara após a tempestade do dia anterior.

    Olhou as amigas e deu um sorriso caloroso. — Após entregar a mensagem quero ficar um tempo lá fora, quero olhar a paisagem depois volto, se quiserem podemos ir juntas, mas se não aproveitem para descansar.

    Anya fez um gesto de deboche, dizendo:

    - Já ficamos trancadas aqui nesse lugar um dia inteiro! É claro que queremos ir para o ar livre, mesmo que ainda fiquemos presas nesse barco sabe-se-lá quanto tempo!

    Anya e Moira subiram com Briana para o convés, e o sol brilhante acima delas parecia ter contagiado também a tripulação, que trabalhava animadamente, felizes por terem suportado a tormenta do dia anterior sem naufragar.

    Alguns marinheiros as observavam com olhares menos respeitosos e mais desejosos, especialmente para a experiente Anya, mas a dama Osgrey sabia impôr limites autoritariamente aos marujos. Já Moira Webber era tratada por todos como a menina que realmente ainda era, tanto em corpo quanto em malícia.

    O Chef Zeff cozinhou peixes e aves para o almoço daquele dia, e todos comeram fartamente dessa vez.

    O mensageiro retornou com a resposta no fim da tarde. A resposta não foi tão extensa quanto a carta que Briana redigira, e muito menos tão caprichosa, mas Baelor expressava satisfação pelo bem-estar de Rhonda e suas acompanhantes de um modo bastante carinhoso. 

    Ele também as instava a preparar suas bagagens para hospedarem-se em terra nos próximos dias, visto que as estalagens começavam a ter vagas com a partida de alguns hóspedes, provavelmente ligada às derrota de competidores nos cinco dias que já se tinham passado.

    Juntamente com a carta, viera uma atualização dos combates do torneio. Sor Baelor fôra derrotado pelo cavaleiro da Guarda Real Sor Arys Oakheart após quebrarem 7 lanças. Já Thomas Rowan vencera um certo Lorde Grin e no dia seguinte encararia Lorde Hobber. Os cavaleiros da Guarda Real começavam a se sobressair, com o esperado destaque para Sor Jayme Lannister, mas Sor Loras Tyrell também vinha conquistando vitórias impressionantes. Nenhuma menção fôra feita ao já derrotado Aldos Rowan, muito menos a Alekyne Florent.

    Lady Rowan comandou suas servas e também Briana e suas acompanhantes:

    - Bem, é isso! Amanhã dormiremos numa confortável estalagem. Arrumem suas bagagens, teremos um dia movimentado amanhã. Se conseguirmos fazer tudo rapidamente, ainda podemos ter esperança de chegar a tempo de assistir Thomas justando. Mexam-se, garotas!
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1587
    Reputação : 68

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por thendara_selune Qui Ago 11, 2022 7:19 pm



    Briana Rowan









    SEXTO DIA DO TORNEIO


    ⚔⚔⚔



    Lady Rhonda anuiu alegremente:

    - Excelente sugestão, querida! Você é jovem, tem bons olhos e mãos firmes, pode escrever enquanto eu dito. Pegue  papel e pena naquele baú, sim?




    A manhã inteira ela tratava de transcrever as palavras delicadas de Lady Rhonda e percebia com total certeza que eles tinham um bom casamento. Algo raro como  a maioria das mulheres bem sabe, o quão difícil é manter um bom relacionamento já que os homens desde cedo tem uma soma infinita de liberdades.


    Ela agradecia ao capitão com seus olhos que brilhavam e tinha um sorriso enorme no rosto inspirada talvez pelos sentimentos da tia/prima pelo marido quem sabe desejando ter o mesmo para si.


    O dia deu as caras de maneira radiante, as amigas a acompanharam e ela deu uma risada baixa ao ouvir Anya. — Quem sabe daqui a alguns dias poderemos retornar para acompanhar as justas de novo, mas estou mais ansiosa pelo baile da rainha.- Observou o trabalho da tripulação, pareciam mais animados e respirou fundo sentindo o ar marítimo encher-lhe o corpo. Tentou ignorar qualquer olhar malicioso como se o mesmo não fosse direcionado a ela.



    O chef Zeff preparou um almoço farto elas caminham na cabine jogando conversa fora e Briana não notou o tempo passar. Quando já no fim da tarde a resposta de Sor Baelor chega elas se reúnem perto de Lady Rhonda, Briana em especial suspira imaginando que ele teria lindas palavras para derramar sobre o coração de sua amada esposa, mas for uma resposta curta talvez pelo fato de estar em meio ao torneio isso lhe tirasse a inspiração.


    Ela ouviu sobre as atualizações do torneio, torcia que Dickon tivesse perdido, mas que parece ainda que devia estar participando, ficou feliz pelo irmão colocou a mão no ombro da tia/prima de maneira cúmplice ouvindo sobre Sor Baelor. Escutou com admiração sobre o cavaleiro das flores e Jaime Lannister.


    Lady Rowan comandou suas servas e também Briana e suas acompanhantes:

    — Bem, é isso! Amanhã dormiremos numa confortável estalagem. Arrumem suas bagagens, teremos um dia movimentado amanhã. Se conseguirmos fazer tudo rapidamente, ainda podemos ter esperança de chegar a tempo de assistir Thomas justando. Mexam-se, garotas!


    Briana tinha dito naquele mesmo dia que em alguns dias voltariam, mas graças a Sor Baelor e Lady Rhonda elas voltariam já na manhã seguinte. Além disso desfrutarem dos pequenos luxos que uma estalagem pode oferecer. — Isso vai ser maravilhoso!  - Briana não conseguia parar de sorrir. Na verdade, seu rosto doía de tanto sorrir. Ela juntou as mãos na frente do peito enquanto seu coração batia tão rápido que chegou a corar pensando que talvez  Alekyne Florent ainda estivesse por lá. — Oh, Lady Rhonda! Será um bom entretenimento para nós.- Com certeza as  estavam bastante entusiasmadas com a ideia, mas Briana queria vê-lo, gostaria de fazer o mesmo que  Lady Serret, porém apesar dessa vontade não queria correr riscos como na noite da tenda ou muito menos expor as amigas a falatórios que podiam ser gerados. Ela sabia que jamais teria  permissão para ir até a sua adorável raposa sozinha. Ela ajudou as amigas na organização da bagagem, levando tudo que achou necessário, ervas para chá, emplastos, óleos e escolhia os vestidos que costumava usar em Bosquedouro para ocasiões especiais apesar do interesse em  Alekyne temia estar se deixando levar pelas palavras dele esquecendo-se de olhar outros caminhos possíveis. Tinha um sabor amargo admitir isso para si mesma, orou a Donzela que tivesse a mesma sorte que Lady Rhonda. Quando aprontam tudo ela tinha escolhido um vestido que a mãe escolheu e gostava dele por se sentir mais adulta. — Mamãe gosta muito desses modelos.- Dizia passando a mão no tecido com aquele ar de menina. As maçãs do rosto com uma leve camada de pó róseo. Tinha escolhido penteados que permitissem usar enfeites que combinam com aquele dia radiante acima delas. Lady Rhonda sempre parecia se destacar pela postura felina mais madura, assim como Anya às duas brilham como se fossem lanternas que guiam através de um caminho de flores que perfumam o ar sem medir consequências. Moira e Briana tinham uma aura primaveril, como se a Donzela as tivesse dado um beijo na testa para marcá-las para desabrochar no momento mais oportuno.
    Às duas eram como corças em campo aberto, olhos ainda inocentes e cheirando ao tipo de flor que  pode se despetalar ao menor sinal de malícia alheia. — às vezes penso que por mais que use essas roupas ainda sou uma menina tola que teme tropeçar ou dizer algo errado, é tão cansativo que invejo meus irmãos que podem fazer tudo que querem desde que não sujem o nome de nossa casa.- Bufou contrariada, parecia ansiosa e fez um biquinho tentando manter os fios do cabelo do jeito que queria enquanto esperam por Lady Rhonda e assim irem para o porto.



    Roupinhas:

    Valeu a postagem  @Alexyus   cheers  I love you

    [/quote][/color]
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade
    thendara_selune
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1587
    Reputação : 68

    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por thendara_selune Qui Ago 11, 2022 9:34 pm

    Só pra arrumar pq ficou corrido ali e não tem como editar  Sad

    No dia seguinte

    Quando já tinham arrumado tudo Briana tinha escolhido um vestido que a mãe gostava e se sentia mais adulta com ele. — Mamãe gosta muito desses modelos.- Dizia passando a mão no tecido com aquele ar de menina. As maçãs do rosto com uma leve camada de pó róseo. Tinha escolhido penteados que permitissem usar enfeites que combinam com aquele dia radiante acima delas. Lady Rhonda sempre parecia se destacar pela postura felina mais madura, assim como Anya às duas brilham como se fossem lanternas que guiam através de um caminho de flores que perfumam o ar sem medir consequências. Moira e Briana tinham uma aura primaveril, como se a Donzela as tivesse dado um beijo na testa para marcá-las para desabrochar no momento mais oportuno. Às duas eram como corças em campo aberto, olhos ainda inocentes e cheirando ao tipo de flor que  pode se despetalar ao menor sinal de malícia alheia. — às vezes penso que por mais que use essas roupas ainda sou uma menina tola que teme tropeçar ou dizer algo errado, é tão cansativo que invejo meus irmãos que podem fazer tudo que querem desde que não sujem o nome de nossa casa.- Bufou contrariada, parecia ansiosa e fez um biquinho tentando manter os fios do cabelo do jeito que queria enquanto esperam por Lady Rhonda e assim irem para o porto.
    Conteúdo patrocinado


    O Jogo dos Tronos - Briana - Página 4 Empty Re: O Jogo dos Tronos - Briana

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Ago 18, 2022 1:47 pm