Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Qua Jun 08, 2022 5:53 am



    @Bones


    ON: OSSOS DO OFÍCIO 61c20104ae9838936e3124c358b6a965cb19298br1-409-327v2_hq

    Havia mais uma caso de um criminoso em recuperação para o Dr. Bones estudar naquela manhã na sede da National Guard, a polícia federal de Meta-humanos.

    Lendo o caso, pareceu interessante tentar uma aproximação.


    ON: OSSOS DO OFÍCIO Images?q=tbn%3AANd9GcSvAGJNeAuBzhLVQjkcNh8gBnwPqADPLtbKgSV5509m-PqeRVyG
    Nergal nasceu no Senegal, seu pai era um homem influente e acabou se mudando para os Estados Unidos, específicamente no estado da Georgia. Lá ele conseguiu emprego como professor universitário enquanto sua mãe usou as economias da família e abriu um restaurante de culinária africana. Porém, desde que chegaram as coisas não foram fáceis.

    Nem todos apoiavam, se mudaram para a periferia onde eram a única família negra em quarteirões, eles possuem uma qualidade de vida excelente e isso atiçava a inveja de muitos, com a inveja vinha o ódio.

    Nergal tinha 12 anos quando sentiu na pele o ódio contra sua etinia. Jovens envolvidos com a KKK queriam expulsar a família negra do bairro e passaram anos intimidando-os quando finalmente decidiram partir para uma ação drástica. Um grupo de 10 indivíduos invadiram a casa, a família era contra o uso de armas por isso não possuíam uma. Nergal se escondeu no sótão a pedido dos seus pais e da lá só conseguia ouvir os gritos dos seus pais e os discursos de ódio dos extremistas.

    Ao sair do seu esconderijo, Nergal se depara com a casa destruída e deitados um ao lado do outro, no meio da sala, os corpos sem vida dos seus pais. Naquele momento Nergal deixava de ser uma criança e era consumido por um ódio perigoso.

    Ele cresceu em lares adotivos, mas não parava em nenhum devido a sua índole e personalidade. O que Nergal não percebia era que seu ódio estava despertando dentro dele uma força extradimensional poderosa alimentada pela energia negativa que ele carregava, uma força que vinha dos seus ancestrais. Durante sua adolescência Nergal já tinha sido ferido por vários crimes menores e principalmente por agressão as pessoas que lhe humilhavam por sua cor.

    E foi aos 16 anos que seus poderes finalmente despertaram quando ele reconheceu a voz de um dos jovens que atacaram seus pais, um policial. Nergal tinha sido ferido mais uma vez e ouvia a conversa dos policial no carro, a sua raiva crescia e crescia ao ponto dele conseguir quebrar as algemas que o prendiam, atacou os policiais e causou um acidente que vitimou uma família.

    Nergal conseguiu sair ileso, os polícias não, mas um deles estava consciente e disparou contra o jovem que milagrosamente e espantado via as balas atingirem seu corpo sem ferí-lo. Aquilo fez explodir um poder maior e um raio de energia negativa partiu do seu corpo e atingiu o policial que morreu no.mesmo instante. Percebendo o poder que tinha Nergal sabia que poderia fazer a diferença e se vingar de todos que lhe humilharam e lhe diminuíram, assim como cada um que estava em sua casa naquela noite.

    Nergal cresceu e se tornou o Lorde Negro, um super terrorista que agia de forma caótica e imprevisível fazendo com que sua captura fosse extremamente difícil e quando o achavam ele era poderoso demais para ser parado. Nergal nunca foi um homem mal, ele protegia seus iguais e revidava com agressividade os contrários. Perseguindo e matando supremacistas, atacando apoiadores e infelizmente ferindo inocentes no caminho.

    Mas foi durante uma investida a um grupo neo nazista que ele começou seu processo de redenção. Dentro do local que invadia e matava um por um, Nergal encontrou uma médica de descendência coreana chamada Helena Kim.


    ON: OSSOS DO OFÍCIO BWHxx19b
    Helena tinha sido sequestrada e mantida em carsere após recusar a investida de um dos homens mortos. Helena tinha sido drogada e abusada, Nergal sentiu remorso e compaixão por ela.

    Ele matou todos, destruiu o lugar e a levou a um esconderijo, desintoxicou ela e cuidou dos seus ferimentos. Ele não possui esses talentos então fez o que podia e o que a internet tinha a oferecer de informações. Quando se recuperou Nergal sabia que ela iria reagir com medo e desconfiança, por isso deixou um vídeo gravado com tudo o que aconteceu e a deixou sozinha, mas Helena queria saber quem era seu Salvador.


    Nergal a observava de longe, durante o tempo que cuidava dela acabou se apaixonando o que ia contra tudo o que acreditava. Helena notou que estava sendo seguida, passou a fazer aulas de defesa pessoal, conseguiu despistar Nergal e o pegou de surpresa atacando-o com spray de pimenta, socos e chutes que não o afetavam. Ao perceber que era seu salvador ambos passaram a ter uma amizade muito próxima que logo se tornou um romance.

    Helena sabia quem era ele, mas também sabia que ele não era mal e que era uma vítima das circunstâncias. Lutando contra seu ódio Nergal fez uma promessa para Helena de que se tornaria um homem melhor para ter uma família com ela e a única forma seria pagando pelos crimes que cometeu. Assim Nergal se entregou a polícia, confessou seus crimes e foi condenado a prisão perpétua em uma prisão de segurança máxima.

    Todos os dias ele escreve para Helena que retribui, ele sabia que nunca a veria novamente, sabia que ela precisava seguir sua vida e como última prova de amor permitiu que ela vivesse e se apaixonasse novamente, mas que ela sempre seria o amor da sua vida e que nunca mais voltaria a ser o Lorde Negro.

    Helena Kin acredita na recuperação de Nergal, que foi transferido da Balsa de Nova York para uma prisão federal local.
    Onde Ulrich Wolfgan poderia entrevista-lo e avalia-lo.

    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Qua Jun 08, 2022 9:34 am

    Mais um dia, mais uma noite sem dormir, um pequeno privilégio de sua nova forma, ao menos dava-lhe tempo de sobra para manter-se atualizado sobre os tratados de psicologia e sobre o próprio mundo, o que mudou e o que aconteceu ao longo dos anos que esteve "ausente".

    Como de costume ultimamente, se dirigiu discretamente para o escritório, cumprimentando com um aceno silencioso quando alguém lhe cumprimentava, enquanto que simplesmente fazia um sutil aceno com a cabeça caso alguém lhe desdenhasse ou olhasse torto para ele, estava se acostumando mas nem por isso iria perder sua educação apenas devido a pessoas que em breve poderiam ocupar seu divã. Em sua mesa, estava o mais novo caso, enquanto que em sua mente se perguntava.

    - "Que tipo de dodói na cabeça será que temos aqui? Hmmm... Um caso interessante. Vitima de crimes raciais, morte violenta dos pais, dificuldades em lidar com a raiva e sentimentos, um poder fora do controle, pancadas e gritaria. Transtorno antissocial talvez? Não, parece mais estresse pós-traumático... Esse sentimento por ela e a atitude dele contrariam o quadro antissocial, há indicio de arrependimento real, talvez culpa? mas até que ponto?

    Intrigado, pegou o telefone sobre a mesa e ligou como costume.

    - Bom dia, quem fala? Aqui é Dr. Bones. Poderia solicitar um carro para a Prisão Federal, por favor.

    Acabou adotando a alcunha, que a princípio foi uma piada que Mac fez sobre sua aparência, mas que realmente se tornava fácil de se identificar e ate combinava com ele. Socialmente, Ulrich estava morto. Devido aos anos que se passaram, legalmente perdeu tudo, sejam bens ou menos documentos, e agora o que restava era seu novo emprego. Dada a sua condição, seu convívio com as pessoas causava estranheza e repulsa instintivas, afinal ninguém gostava de estar de cara com algo que lembra a morte andando por ai.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Seg Jun 13, 2022 7:29 am

    Era curioso como Bones conseguiu sua nova profissão com facilidade, porém não questionava isso , apenas seguia na oportunidade que lhe surgiu. Após ligar requisitando um veículo para ir até o preso que havia escolhido, o quadro psicológico do homem que iria avaliar desaparecia diante da prisão em que ele chegava.

    As peças se moviam rápido pelo tabuleiro. O pátio da prisão era divididos em seus respectivos grupos, unidos por vários propósitos ou alguns sem propósito algum. Latinos, negros, mulçumanos, mafiosos de todos os tipos e claro os piores deles os nazis que o encaravam de longe sabendo que se aproximar dele poderia ser morte certa ou apenas planejavam como nocautear um ser poderoso como ele.

    Seu nome é Nergal Unug, conhecido como Lorde Negro. O nome que a mídia chamava de "terrorista" e também como "vilão famoso", tantos pelos seus crimes quando simplesmente se entregou a polícia sem haver resistência. Mas por alguma razão ainda mais inexplicável Nergal sabia que iria para aquele lugar e sabia o que encontraria lá dentro, aliados e muitos, mas muitos inimigos.

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Djimon-Hounsou
    Ele lia um livro, aparentemente o Corão, quando seus olhos voltaram-se para Bones. A figura esquelética era bem difícil de não ser notada caminhando por ali com a segurança que poucos seres no planeta teriam.

    —Então... É você, não, né? O sujeito que disseram que me enviaram para conversarmos?

    Ele baixou o livro e olhou diretamente para o Doutor.

    —Não sei o que você pode fazer por mim, mas apenas queria avisar sobre o que esta para acontecer nas fronteiras dos antigos estados que no século XlX eram do México...A começar pela cidade de National City.

    Ele esperava que alguma coisa lhe fosse perguntada, se silenciava tentando entender o que realmente Bones queria.
    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Seg Jun 13, 2022 9:33 am

    Haviam sido alguns meses interessantes desde quando havia retornado, a princípio como "rato de laboratório" mas aos poucos graças de um contato aqui, um contato ali e se mostrando mais como aliado do que um potencial inimigo, foi retomando seu espaço, com isso até mesmo o emprego, não muito popular entre o grande público, por vezes alvo de piadinhas e curiosos, mas até que começava a fazer seu nome novamente, principalmente com esse serviço governamental. Sabia que ele próprio ainda estava sendo vigiado, que isso era para manter-lhe sob rédeas curtas, mas como não pretendia fazer nada de mais, então simplesmente não se importava, até se alegrava com as credenciais e ocasionais benefícios.

    A prisão por outro lado, era um indicador de algo que poderia lhe ocasionar, privado de liberdade, um "caixão" social. Se nem um caixão de verdade conseguiu segura-lo, não seria esse um que ele gostaria de ir. Conforme foi entrando, foi se identificando e seguindo os protocolos, um pouco invasivos, diga-se de passagem, pois ninguem gosta de ter uma lanterna bisbilhotando o interior de seu crânio...

    Conforme adentrou, não pode deixar de notar, estava repleta com os grupos clássicos, um clihe que se repetia no país inteiro, semelhantes atraindo semelhantes em busca de enfrentar "o inimigo"... Um prato cheio para ele e futuras teses, mas seu cliente era outro, parecia ja estar lhe aguardando, então não iria deixa-lo esperando muito mais.

    —Então... É você, não, né? O sujeito que disseram que me enviaram para conversarmos?

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Imagem10

    - Espero não estar atrasado, Sr. Nergal Unug. Prazer, me chamo Dr. Ulrich Wolfgan, mas se preferir pode me chamar apenas como Dr. Bones, serei seu psicólogo.

    Disse ele com tranquilidade, tom neutro, educado, de forma clara, mas não antipático ou frio. Não tinha medo dele nem queria incitar isso, não que em qualquer outra situação também não tivesse medo, mas visto o comportamento de Nergal, achava pouco provável que precisasse ter receio de ser atacado ou algo assim, preferindo ja começar com seu trabalho de empatia e estabelecer um vinculo o mais breve possível agindo naturalmente.

    —Não sei o que você pode fazer por mim, mas apenas queria avisar sobre o que esta para acontecer nas fronteiras dos antigos estados que no século XlX eram do México...A começar pela cidade de National City.

    Um começo peculiar, provavelmente algum plano ou algo em andamento? Teria ele se entregado de proposito para por em prática um ataque ou resgate de outro criminoso? Pelo histórico, ele não parecia ser do tipo que seria capanga de algum outro super vilão, seus crimes era mais devido a causas raciais e reações emocionais explosivas, arquitetar ou colaborar com isso não era de seu feitio, precisaria sondar mais.

    - Sobre o que posso fazer por você o tempo e dedicação dirão, mas a principio posso ouvir o que tem a dizer sobre National City. Algo sigiloso ou se trata de uma emergência? Por ética e caso queira, levarei seus segredos para o tumulo, então não se preocupe, não estou aqui para brincar de justiça ou interrogatório, estou aqui para lhe ajudar como pessoa...

    Disse ele sem mudar o tom, mesmo tendo feito uma piadinha ainda assim falou de forma convicta. Pessoalmente levava a serio sua palavra, afinal a fala era sua ferramenta de trabalho, e se importava com os outros, motivo pelo qual escolheu aquela profissão.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Ter Jun 14, 2022 7:05 am

    Nergal se levantou e seguiu com Wolfgan, ninguém ousava se aproximar do espaço que o Lorde Negro estava, sequer pensavam em comentar ou respirar perto dele. Mesmo após alguns deles ouvirem o nome alemão de Wolfgan ficaram animados, porém depois intimidados.

    Nergal Unug, seguiu ao lado dele conversando em seguida, enquanto ambos andavam para fora do pátio e policiais abriam o caminho com visivel temor.

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Djimon-Hounsou
    —Sei de suas restrições legais, doutor. Eu não tenho o que esconder. Acho até realmente acho até que foi algum tipo de ironia meu nome ter caído em seu colo...Recebi o nome deus da guerra e da morte e do submundo. Deve imaginar o que isso faz com a mente de uma criança? Eu não sei bem... Meu caminho se cruzou também com um grupo de pessoas conhecidas como "Fantasmas"...Eles me achavam violento demais.

    Ele olhou com o mesmo tom ameaçador que nunca perdia baixou o livro e olhou diretamente para o Doutor.

    —Acho que parte da ideia de me ter com eles foi porque eu tinha esse nome, mas eles lutam pela igualdade absoluta...São um grupo ligado aos zapatistas mexicanos... Eles buscam reorganizar toda essa cidade e estão em um plano bem avançado de expansão... Pelo que entendi, os Fantasmas conseguiram como aliada a filha do Prefeito de National City para sua causa. Se puder dar uma informação relevante para seus chefes que eu disse isso, talvez possa conseguir me redimir pelo que eu fiz no passado.

    Eles caminharam sem ser seguidos até a sala do interrogatório, ele parecia ser o lider total daquele lugar, mesmo preso entre muros. O medo e assombro de todos ali era quase tangível, apenas Bones caminhava com tranquilidade enquanto ouvia tudo. De fato, mesmo essa fala razoavelmente simples fugia um pouco do padrão explosivo e passional que ele leu... E era curioso, aquilo parecia realmente ser um pedido de ajuda ou alguma informação falsa plantada?
    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Ter Jun 14, 2022 9:51 am

    Caminhar ao lado dele era um misto de sensação de poder e desconforto, pois todos nem ousavam se aproximar dele, o que também significava uma solidão tremenda. Ter poder muitas vezes vinha acompanhado disso, um espaço onde ninguém mais poderia lhe acompanhar, seja por não compreender ou simplesmente poder ser um perigo.

    —Sei de suas restrições legais, doutor. Eu não tenho o que esconder. Acho até realmente acho até que foi algum tipo de ironia meu nome ter caído em seu colo...Recebi o nome deus da guerra e da morte e do submundo. Deve imaginar o que isso faz com a mente de uma criança? Eu não sei bem... Meu caminho se cruzou também com um grupo de pessoas conhecidas como "Fantasmas"...Eles me achavam violento demais.

    - O nome de alguém faz parte de sua identidade, algo que nos define nossa forma de nos relacionar e nos vermos a auto imagem. Além do nome, lhe foram dados títulos, com um teor desconcertante e que denotam poder. Um adulto ja poderia ficar embebedado com a sensação, posso supor alguém em tenra idade como seria, ainda mais com um histórico como o seu. Em um mundo hostil, você encontrou uma forma de revidar, a começar pelo próprio nome. Provavelmente devo ser um dos poucos que entende o peso da discriminação tanto ou até um pouco mais do que você, afinal não temos muitos esqueletos andando por ai, não é mesmo? rs Não acho que foi ironia, Deus ou Allah se preferir, não costuma jogar dados, Sr Unug

    Nergal lhe encarou mas nem mesmo desviou ou se mexeu, não por medo ou tensão, mas simplesmente por não ter motivos para fazer isso, não se sentia intimidado e sabia que muitas daquelas atitudes e forma de agir eram reflexos que ele havia aprendido na vida, a se mostrar intimidador e poderoso, ser temido para ter respeito. Não podia dizer o mesmo sobre o resto da prisão, até mesmo os guardas pareciam estar a ponto de se cagarem nas calças, realmente parecia ser o ser mais poderoso ali. Entretanto, Bones calmamente o acompanhava e agia e falava naturalmente, como se estivesse no mesmo nível ou além.

    —Acho que parte da ideia de me ter com eles foi porque eu tinha esse nome, mas eles lutam pela igualdade absoluta...São um grupo ligado aos zapatistas mexicanos... Eles buscam reorganizar toda essa cidade e estão em um plano bem avançado de expansão... Pelo que entendi, os Fantasmas conseguiram como aliada a filha do Prefeito de National City para sua causa. Se puder dar uma informação relevante para seus chefes que eu disse isso, talvez possa conseguir me redimir pelo que eu fiz no passado.

    Por um instante parou em silêncio, uma breve reflexão. Isso poderia significar um problema sério, até internacional, sem contar no escanda-lo que seria envolver a filha do prefeito. Um golpe da oposição para o prefeito não ser reeleito? Ela teria acessos através do pai? Poderia ser uma peça descartável, em ultimo caso como refém? Eram questionamentos validos, mas não para ele e não ali no momento, precisava fazer uma devolutiva.

    - Agradeço a informação. Realmente um grupo assim, atuando em larga escala pode comprometer a cidade e pelo visto ele se estende as altas esferas. Vou informar os superiores sobre o ocorrido assim que terminarmos. Mas por hora, gostaria de pedir sua permissão para usar um poder. Posso ver seu passado, o que pode me ajudar a te entender um pouco melhor e propor alternativas para ajudar, além de pistas que talvez tenha esquecido. Estou pedindo a permissão pois é algo pessoal seu e não pretendo agir de má fé ou escondido, respeito a intimidade dos pacientes.

    Caso Nergal aceitasse, iria tentar ler sua mente, vasculhando suas memórias. Caso discordasse, não iria tentar, pelo menos não naquele momento, pois se ele percebesse de alguma forma, poderia colocar em, risco o vinculo e perder a chance de mudar a percepção dele sobre o mundo. Para isso, precisaria manter sua palavra.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Qua Jun 15, 2022 7:40 am

    Nergal não fazia objeções.

    ON: OSSOS DO OFÍCIO 7ihj1i3pszu81
    Os Fantasmas são uma evolução de um grupo chamado "A Sociedade da Guilhotina" (em japonês ギロチン社. Girochin Sha) um coletivo anarquista ilegalista de ação direta fundado no Japão em 1922 pelos ativistas Tetsu Nakahama, Daijiro Furuta, Genjirô Muraki, entre outros vários defensores de uma democracia direta que conseguiu converter a filha do prefeito de National City.

    ON: OSSOS DO OFÍCIO 4ca31cc9a24224607bffabca70844ab0
    Katherine nasceu em National City e desde pequena era considerada uma garota bastante alegre e que gosta de conversar, seu sorriso estava sempre presente e seus olhos são das cores cores azuis iguais às do mar. Desde de seus dez anos ela começou a aprender Japonês para poder estudar fora, seu pai sempre teve alguma influência na cidade e sua mãe era cabeleireira.

    Quando ela fez 17 anos seu pai se tornou o prefeito de National City e ainda neste período Katherine foi estudar no Japão por dois anos, quando entrou em contanto com o grupo e ao voltar para decidiu não parar de falar a língua para manter a prática e a conversa secretamente com seus amigos ativistas. Seu pai já sabia falar a mesma e sempre se comunica com Katherine para que ambos não esqueçam a língua, por alguns dias tudo parecia normal até que uma noite suas coneções com o grupo foram descobertas e ela acabou sendo atacada por uma super-heroína que tentou leva-la como terrorista, o nome da feiticeira é Dora Blake... Ela atacou a jovem em sua forma de centopéia.

    Mas também haviam ativistas aqui, um homem de sobretudo então veio salvá-la, porém, antes que a garota conseguisse dizer alguma coisa ela sentiu uma espécie de dor em seu peito e um formigamento em seu corpo. Quando o clarão ocorreu Katherine fechou seus olhos rapidamente e ao abri-lo viu apenas um homem parado, ela estava confusa com tudo o que havia acontecido que o ficou encarando por alguns minutos até seu pai adentrar o quarto.

    A partir daquele dia o boato que correu é que Katherine adquiriu a capacidade de ver e conversar com os mortos, com isso ela se comunicou com um homem chamado Claude Speedy que lhe falou sobre seu aluno de artes marciais Robert Reynolds que ele pretendia preparar para adentrar no grupo dos "Fantasmas".

    Claude Speedy era amigo de um colega de Nergal da prisão, assim como por conta desse mesmo amigo Paul Nibilis que esse mesmo Claude foi quem levou Elanne Prince a se tornar um tipo de "Robin Hood moderno" com a identidade falsa de David Worthington.

    Ao que parece Claude engana todos com esse conceito de sobrenatural, para uma causa além dessa vida, cria ilusões sobre a realidade, distorce a percepção para que as pessoas assumam uma posição anarquista absoluta.

    Recentemente uma série de assassinatos e roubos fazendo justiça com as próprias mãos passaram a ocorrer... eu soube Katherine e Robert haviam acabado de voltar de viagem da Europa. Para o pai de Katherine, a garota havia ido fazer um curso de curta-duração em artes, numa renomada universidade francesa, mas a verdade era que os dois haviam viajado por conta de um "chamado espiritual" que a garota teve.

    Ela é a vigilante conhecida como "Ghost"... Cujos poderes psíquicos ficam mais poderosos próximos de Robert. Pouca gente sabe dessa identidade secreta, estão caçando e enfrentando várias figuras chaves corruptas na cidade e em breve vão expor toda corrupção do sistema para o público.

    Pelo que Nergal sabe, ambos estão procurando pistas sobre do desaparecimento do Claude Speedy e dois pararam em um hotel nos subúrbios de National City onde estavam analisando as pistas que haviam encontrado na França e que os trouxeram novamente para National City.

    Elanne Prince estava internada em um sanatório na cidade, a irmã dela agora assumiu a empresa, mas não foi exposta ao público as ações de Elanne como criminosa.

    A última informação que Paul Nibilis , o amigo de Nergal, deu sobre Claude Speedy é que ele esta conseguindo trazer os Zapatistas do México para National City aos poucos e prentede com isso iniciar uma revolta popular que poderá colocar toda população indígena no controle da cidade.

    Nergal pensa que ao contar tudo isso , pode reduzir sua pena, aliviar para si.

    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Dom Jun 19, 2022 10:51 am

    Com a permissão dele, não que fosse necessária, começou a sondar sua mente. A escuridão aos poucos foram criando formas e movimento e os sons começaram a se tornarem mais claros em sua mente a medida que se aprofunda na mente do homem e poder assim entender um pouco do que ele havia visto, ouvido e experimentado.

    O grupo em si era uma variante de outro ja existente e uma das conexões era a jovem filha do prefeito, com poderes psíquicos e más companhias, algo muito comum para a idade. A pior companhia parecia ser Robert, o qual estava agora acompanhando a garota, começando crimes justamente após retorno de ambos. Estranha coincidência, não? Provavelmente o tal "chamado" da viagem teve ter aumentado seus poderes ou foi algum tipo de trabalho que executou e serviu para reforçar o laço de ambos. Poderia Robert estar usando-a como sua ajudante apenas? Salva-guarda?

    A ideação por trás parece aquele velho conceito infantil de combater o mal ja que ninguém mais faz, contudo parece que não se importam em quebrar alguns ovos para fazer o omelete, o que acaba por comprometer toda a parte benéfica de seu trabalho. Seria algo com o qual deveria se preparar para debater, caso encontrasse com a garota ou seu companheiro.

    Sobre Claude Speedy, provavelmente era o que estava mais informado e centro das atenções, aquele que puxava as cordinhas por trás dos panos, pois parece que tudo e todos que lhe orbitam geram problemas, sejam os peões descartáveis ou seja a organização e tumulto que pretende. Mas quais seriam suas verdadeiras intenções por trás disso? Apenas anarquia? Elanne poderia ser uma pista válida para conversar uma vez que foi descartado, embora sua condição de saúde mental fosse questionável, teria que sondar mais.

    A não objeção de Nergal e pensamento de estar fazendo isso para ter uma redução na pena eram sinais de que realmente poderia estar dizendo a verdade e querendo colaborar, afinal haviam benefícios que reforçariam tal comportamento, principalmente a chance de rever um certo alguém. Por ter sido considerado "violento demais", significa que o grupo não estava preparado para agir abertamente, mas não parece que vai continuar assim por muito tempo, contudo Nergal não parece mais interessado, fato favorável.

    - Realmente são informações relevantes Sr Nergal e pelo fato de ja terem tentado acobertar o ocorrido, vou tomar cuidado com quem falo. A integridade física e mental fazem parte da minha preocupação com meus pacientes, então peço que tome um pouco mais de cuidado também, meio redundante mas falo por precaução. Caso proponham de você ajudar externamente nas investigações, tem o desejo de colaborar? Se sentiria confortável com isso?

    Falava ele ainda sem sair de sua cabeça, para ver quais pensamentos superficiais viriam conforme conversam. Não tinha certeza se seria possível, entretanto devido a ao antigo contato de Nergal com a organização, quem sabe. Para Nergal, seria uma proposta interessante, poderia ser um acréscimo de benefícios, mas provavelmente dependeria de algum burocrata autorizar, sondar já daria uma perspectiva.

    - Pelo fato de ter me passado tais informações, sente medo ou ansiedade sobre futuras repercussões ou vingança por parte deles? Pergunto pois pode haver algo que possa prejudica-lo, usado contra você. Isso poderia acabar forçando-o a sair do caminho de redenção e melhora que escolheu, havendo uma recaída e gostaria de evitar tal infortúnio.

    Indiretamente era sobre Helena que ele se referia, mas poderia haver mais coisas, então preferiu o discurso vago. Ela hoje poderia ser um ponto fraco dele, uma refém, tudo dependeria do quanto o grupo sabia sobre ela. Caso houvesse outra coisa, seria um cuidado a mais que precisariam ter para evitar que ele fosse afetado pelo que poderia acontecer.


    [off: mantendo efeito sustentado de leitura mental]
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Ter Jun 21, 2022 6:12 am


    A mente do prisioneiro era um livro aberto ao poder de Bones.

    Nergal sabia muitas coisas, mas o curioso era que sua única preocupação era a mulher pela qual se apaixonou.

    De fato, Nergal ativamene apoiava a causa da imigração mexicana em massa e retomada dos territórios tomados pelos Estados Unidos no século XlX da forma mais violenta possível... Os zapatistas, um grupo vindo do movimento indigienista baseado no general que se converteu ao anarquismo Emílio Zapata, discordaram da violência contra civis ao contrário do "velho" Nergal cheio de ódio que colocava quase toda pessoa caucasiana como racista.

    O anarquismo em si que esses todos pregam é de fato uma democracia direta gerindo industrias e o campo e eliminando as fronteiras e a guerra no mundo, ao que parece a união com esse grupo de japoneses esta movimentando e equipando secretamente trabalhadores e índigenas do povo Kumeyaay. Ele pretendia esconder essas informações para o caso de Bones o trair e não o ajudar a reduzir o tempo de sua condenação.

    Tudo que Paul Nimbis falou sobre Claude Speedy é que esse sabe que ele era um lutador habilidoso de artes marciais e um ladrão no Brasil, que participou de um grande roubo no Banco Central. Ele usa vários efeitos para fazer as pessoas pensarem sobre o fato de que estão acomodadas em uma sociedade hierárquica e nem sabem disso e que precisariam aos poucos irem notando o que seria a autonomia. Os truques que usa são gradativamente abertos até a verdade seja revelada aos que estão com ele, ele costuma trabalhar sozinho e usar várias identidades... Apesar de ser um manipulador, não é do tipo que abandonaria e descartaria aliados, pelo contrário sempre os teria do seu lado...

    Tudo que o ex-Lorde Negro sabe sobre Elanne Prince é que ela costumava ser secretamente uma ladra que usava o dinheiro de seus roubos como forma de financiar filantropia, porém em determinado momento ela enlouqueceu e foi internada em um por sua irmã Regina que assumiu os negócios e agora tem como sócio um dos homens mais ricos de National City, o ilustre Malcolm Weiss. A filantropia continua, com ajuda da familia europeia Lestrange. A grande mídia quase nada sabe sobre Elanne que é sempre dita estar curtindo férias em Fiji.

    Robert Reynolds é um dos muitos alunos de MMA de Claude já na Califórnia, é o principal amigo da filha do prefeito da cidade. Há quem diga que são jovens apaixonados, mas a verdade é que tanto Robert quanto Katherine querem saber por onde anda Claude Speedy e tem feito perguntas por aí.

    Tudo que Nergal sabia vinta desse amigo, que ainda estava preso na Balsa em Nova York.
    Mas a reserva indígena fazia divisa com National City e era parte também da Califórnia.

    O ousado plano que estava sendo desenhado nos últimos anos era retomar todos esses territórios indígenas e mexicanos das mãos dos Estados Unidos, Nergal não tinha ideia clara de como seria isso e até era partidário do plano, mas hoje só quer viver com seu atual amor...

    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Ter Jun 21, 2022 5:10 pm

    Seu poder acabou fluindo e funcionando bem acima da média. Seria uma interação com o poder do homem ali ou ele estava se acostumando mais com o uso dele? Quem sabe, mas conforme ia aprofundando na mente dele para obter mais informações, não haviam resistências, ate mesmo coisas que ele pretendia esconder.

    O que ele soube pelo Paul Nimbis sobre Claude Speedy deixou um pouco preocupado, pois não sabia  profundidade das suas manipulações, se iriam apenas no campo verbal e quem sabe técnicas de hipnose e mentalismo, ou poderia ir até algum poder semelhante ao seu próprio. Nunca enfrentou outro antes nesse nível, então era melhor tomar cuidado redobrado. Contudo, parece que a principio estava errado sobre descartar os outros, contudo seus ideais não eram tão elaborados assim, apenas sua forma de agir mais sorrateira e indireta.

    Elanne por outro lado parece que esta mais para uma vitima do que necessariamente alguém tramando algo. Tanto a doença quanto o internamento são suspeitos de mais, talvez a irmã tenha forjado para ficar com os negócios? Sendo real o transtorno mental, teria sido efeito de outro ou até efeito colateral de algo? Poderia ser o personagem que menos apresentasse ligação com os outros nessa história, entretanto poderia conter dicas valiosas e estava em fácil acesso.

    Reynolds poderia ser o "homem da ação" do momento, o ponta de lança. Contudo, a busca da dupla era para ajudar ou se vingar de alguma desavença? Ficava a questão no ar, pois se Claude fosse como foi descrito, não parece o tipo que deixaria os dois procurando por ai a esmo, agindo como se estivesse fugindo deles.

    A situação politica e ideológica parecem ser relativamente simples, embora um tanto utópicas. Um mundo sem fronteiras, guerras e unicórnios peidando arco-íris... Entretanto se apossando da causa de outros, recorrendo a métodos duvidosos e principalmente não pensando a longo prazo.

    Paul Nimbis era outro que poderia dar informações importantes, pois se tudo isso que passou para Nergal veio dele, provavelmente deveria haver mais coisas que não foram ditas.

    Mesmo Nergal tendo tentado esconder a informação sobre a ligação dos japoneses com os Kumeyaay, parece que realmente era um homem mudado pelo amor.

    - Realmente há bastante informações e agradeço a cooperação, Sr. Nergal. Vou precisar de um tempo para anotar os dados. A proposito, normalmente meu trabalho se restringe a acompanhar meus pacientes, entretanto em certas ocasiões faz-se necessário o contato com familiares e pessoas próximas. Se aprovar, pretendo entrar em contato com a Srta. Kim, para conhecer mais sobre o ponto de vista dela, de alguém capaz de mudar profundamente um homem como o senhor, e solicitarei que ela ocasionalmente venha para nossas consultas em sigilo. O que me diz? Falou com um tom de voz mais amigável mas ainda sério enquanto começava a anotar os nomes e informações.

    Era uma retribuição justa, afinal o condenado havia escolhido por livre e espontânea vontade se arrepender, estava passando informações importantes que poderiam salvar possivelmente milhares de pessoas apenas por ser o certo a fazer e esperar uma redução da pena para viver com alguém que genuinamente amava. Um gesto de boa fé e o vinculo com ela poderiam ser usados para mostrar para ele que o mundo cruel que ele conhecia ainda poderia conter um pouco de bondade, podendo assim reforçar sua mudança e fortalecer seu desejo de colaborar, mantendo-o num caminho melhor.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5130
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Claude Speedy Ter Jun 28, 2022 3:41 am

    O calor do ódio subiu pelo pescoço de Nergal por um momento, assim como a sensação e a razão pela qual ele a sentiu foram transmitidas diretamente para Bones. Quando anteriormente lhe foi perguntado sobre retaliação, não havia uma linha sequer dessa possibilidade na mente dele, mas assim que Kim foi citada toda raiva diante do doutor se manifestou, porém devido ao desejo de manter-se longe da repressão do "sistema dos homens brancos" ele manteve seu rancor apenas em seus pensamentos.

    Fez tudo aquilo acreditando que isso pouparia ele e à Kim, mas parece que nada do que fizesse colocava em condições iguais de negociação com os que tem poder para tomar tudo de todos. Aquela pergunta o levou a pensar se realmente estava fazendo o correto em tentar confiar em alguém, mesmo sendo um médico.

    Engoliu seco e em um tom raconroso, porém contido, respondeu.

    —Não terá minha aprovação sobre isso, exatamente porque eu queria alguém que não pudesse extender a ganância sobre ela que eu não chamei um investigador. Se eu souber realmente que o senhor a esta molestando, eu creio que pedirei seu afastamento...

    Respondia pensando mais claramente, imaginando que advogados e desemprego era tudo que homens brancos gordos e incompetentes temiam. E isso era lido claramente na mente dele, tudo que ele queria era ser deixado em paz com seu amor e isso mesmo traindo o movimento que era menos agressivo do que ele antes de vir para cá.

    Ainda desconfiava de quanto poder legal o sujeito de rosto de caveira tinha, mas era fato que a proposta não só fugia da ética profissional como também era agressiva com a única garantia de negociação que ele tinha de bom grado pedido para deixar de fora.

    Tudo que ele queria era afastar a mulher tanto do que ele sabia, do que ele viveu e o homem diante dele parecia querer expô-lo e ainda a envolver ainda mais.
    Era bem racionalmente sensível que se o assunto continuasse talvez ele perdesse o controle.

    —...o senhor já tem muito com o que lidar com os Fantasmas, eles estão realmente perto de devolver alguns territórios para o México. Sugiro que use o que te informei e nos deixe em paz até resolver essa questão.

    Falava enquanto guardas olhavam assustados.

    Bones
    Neófito
    Bones
    Neófito

    Mensagens : 17
    Reputação : 0

    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Bones Ter Jun 28, 2022 3:44 pm

    —Não terá minha aprovação sobre isso, exatamente porque eu queria alguém que não pudesse extender a ganância sobre ela que eu não chamei um investigador. Se eu souber realmente que o senhor a esta molestando, eu creio que pedirei seu afastamento...

    —...o senhor já tem muito com o que lidar com os Fantasmas, eles estão realmente perto de devolver alguns territórios para o México. Sugiro que use o que te informei e nos deixe em paz até resolver essa questão.

    Pelas reações que teve, parece que o homem havia lhe entendido errado, imediatamente adotando uma postura e fala mais intimidantes, quase como um animal pronto para atacar. Isso poderia prejudicar a relação, então era melhor tentar pelo menos corrigir o mal entendido a fim de não prejudicar futuros encontros ou colaboração. Não adiantava irrita-lo, mas mesmo que fosse para deixa-lo pensando em suas palavras, ainda assim precisava dizer para manter a transparência, mesmo sob risco de um ataque iminente.

    - Tem minha palavra que não irei incomoda-la, Sr. Nergal. Disse ele enquanto juntava suas coisas. - E apenas para desfazer o mal entendido, nenhum momento falei para envolve-la nos problemas da cidade ou do mundo e sim para lhe ajudar como pessoa, o Sr. é meu paciente, não estou aqui para chantageá-lo mas para ajudar a ter sua felicidade e bem estar, mas iremos por outra vertente que não a envolva. Com licença e até a próxima semana.

    Disse ele se virando e saindo caso não fosse interrompido ou atacado.  A indisposição dele iria acabar afetando o atendimento, então como ja havia material suficiente para repassar aos superiores, seria melhor se retirar, caso fosse possível. Caso fosse atacado, sua sombra iria intervir e protege-lo, se colocando entre Nergal e Bones. Pretendia seguir de volta, mas não sem antes pedir que sua Sombra desse uma boa olhada no local na frente da entrada da prisão. Ele próprio não tinha tanto poder quanto sua sombra, mas ela por outro lado poderia teleporta-los para mais longe, infelizmente não tão longe quanto a cede, ainda precisaria do carro novamente...
    Conteúdo patrocinado


    ON: OSSOS DO OFÍCIO Empty Re: ON: OSSOS DO OFÍCIO

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Jul 01, 2022 4:32 am