Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Aezhlyn - A Premiére

    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Sex Jul 01, 2022 8:14 pm



           Aezhlyn via-se novamente no Clube Pandemonium em Hollywood. Esta noite o ambiente era tomado por luzes vermelho-sangue, combinado com música Dark Techno, um local e tanto para uma jovem encontrar sua própria mãe.


    Aezhlyn - A Premiére Depositphotos_120118640-stock-photo-woman-in-black-gothic-costume


           Como uma deusa pagã em carne e ossos, ela continuava bela e terrível como sempre. A volúpia em pessoa, a tentação ambulante, havia algo felino em seus movimentos e olhar, algo ao mesmo tempo atraente e predatório. Ela era Lilith, a única humana a ser condecorada Duquesa do Inferno, vestida em couro e seda negros, ela parecia na verdade vestida com a própria noite, e o fundo de seus olhos azuis era mais profundo do que um buraco negro.

           Ao ver Aezhlyn, a Dama da Noite a cumprimentava com um aceno e indicava um local menos barulhento para sentarem e conversarem. Ao sentarem, com um mero gesto de Lilith, ambas eram servidas pelo barman com o melhor champagne disponível.

    - Então, soube que tem feito muitos progressos ultimamente. Conseguiu as informações que pedi?

           Após repassar os detalhes sobre os anjos que havia visto, Lilith sorri.

    - Ótimo, seu Coração já a espera em meus aposentos no Hades. Sempre que estiver em apuros, pode refugiar-se em sua antiga casa, mas tome cuidado para que nenhum anjo a siga, não quero nenhuma visita indesejada em minha residência!

           Após um longo gole, Lilith continuava:

    - Na verdade, este servicinho foi encomendado por alguém bem importante. Ele exigiu você especificamente para isso por...

           Mais um gole e Lilith continuava:

    - Nunca falamos muito sobre seu pai, e muitas de suas irmãs também são filhas dele, mas ele costuma valorizar apenas aquelas que lhe dão bons frutos e você está se mostrando uma boa promessa. Por isso tenho um novo Favor a lhe pedir.

           Então, Lilith mexia em sua bolsa e retirava um cartão, para em seguida dar à filha. Era um belo convite para a estreia de “Space Chipmunks”, o remake de um antigo filme de muito sucesso nos anos 80.

    - Não pense que será apenas diversão. Esse evento é muito mais do que aparenta. O próprio Príncipe Belphegor, por alguma razão, investiu muito dinheiro para que esse fosse o maior blockbuster pós-moderno com CGI de primeira linha, ação, sexualização e idiotice. Existem rumores de que Vapula (Duque da Tecnologia) esteja ameaçando o território de Belphegor (que por ser o príncipe da Mídia, é o demônio mais dominante de Los Angeles e arredores). Outros rumores dizem que Walt o Terrível, o principal peão de Belphegor em L.A, esteja tendo seu tapete puxado e perdendo seu brilho. Ainda, outros dizem que os negociadores de Mammon estão astuciosamente acumulando custos em todos os cantos para atolar Belphegor em dívidas. Sejam esses rumores verdadeiros ou não, o prestígio de Belphegor (e talvez a sobrevivência de Walt) está ligado a tornar esta a maior atração cinematográfica da década.

           Mais um longo gole, e ela continuava:

    - Para manter “os amigos próximos, e os inimigos ainda mais próximos”, Walt convidou todos os demônios de renome da cidade para a estreia, para poder assisti-los e certificar-se de que eles não façam nada para arruinar seu evento. Acredite, Walt usou todas as táticas, desde súplicas a ameaças (e principalmente, chantagens) para garantir que todos apareçam. Qual a minha opinião sobre tudo isso? Dance conforme a música, Belphegor tem seu filme, temos algum tempo de destaque e uma nova multidão de celebridades para afundar nossos ganchos e todos saem felizes. Porém, aquele que me contratou, Asmodeus, um de meus maiores amantes no Inferno e além, pai de muitas de minhas filhas (incluindo você), deseja apenas descobrir o que se passa, quem está tramando contra quem, quem deseja enfiar as presas no pescoço de quem e principalmente, quem se beneficiaria se o filme fosse um fracasso de bilheteria e crítica.

           Lilith sorria, esperando a resposta de Aezhlyn. Não que a jovem Lilim pudesse se dar ao luxo de negar um Favor de sua mão, uma das maiores nobres do Inferno, mas a reação de Aezhlyn neste momento parecia muito importante.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Sab Jul 02, 2022 5:10 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Camisa social branca, top cropped preto, calça jeans marrom, tênis pretos.


       

           

               

    Outra vez estava eu aqui no Pandemonium Club. Me perguntava o porque de sempre escolherem esse local para encontros. Acenei de longe ao ver mamãe. Seguimos para um local mais... calmo(?!) onde pude diminuir ainda mais minha divida para com ela.



    Não pude deixar de abrir um largo sorriso ao ver mamãe sorrir para mim e ainda ouvir sobre meu coração e que era bem vinda em sua residência. Poderia ser pretensão minha, mas não podia evitar a felicidade por pensar que mamãe se importava tanto comigo. Levantei a taça como em um brinde antes de beber.



    Fiquei curiosa ao ouvir sobre meu suposto pai, mas a possibilidade de estar atrás de mim só para obter mais uma serva ou coisa do tipo fazia com que minha curiosidade logo se dissipasse. Porém, um novo favor seria um passo a mais rumo minha liberdade.



    Olhei atenta para o que quer que seja que mamãe procurasse em sua bolsa. E ao receber o convite prossegui:



    - Space Chipmunks? - Franzi o nariz em desdenho.



    Diversão?? Acho o que o conceito de diversão que mamãe e eu tínhamos era totalmente diferente. Mas, apenas a ouvi sem questionar. Tudo parecia ser uma briga por poder de alguns figurões do inferno. É, e eu seria envolvida nisso...



    Enquanto mamãe continuava a discursar, agora citando O Poderoso Chefão, suspirei melancólica prevendo o quão chato aquilo ainda poderia ficar. Talvez esse fosse o motivo para os longos goles que ela dava em seu champagne. Foi quando resolvi fazer o mesmo. Escolha infeliz a minha. Ao ouvir o nome de meu pai o champagne parou em minha garganta me fazendo engasgar.



    - Cof, cof. - Limpei a boca com a mão. - Como assim Asmodeus é meu pai? - Fiz uma cara de nojo levando a mão a boca como se algo mais do que o champagne fosse voltar. - Maldita Sabrina ofereceu como pagamento pelo meus serviços extras uma audiência com Asmodeus para algo prazeroso. A senhora me entende. - Estendo a mão com o indicador para cima como se pedisse um minuto e então viro a taça em um só gole. - E por favor, mamãe. Me poupe de qualquer comentário sobre a senhora e meu pai.



    Fico em silêncio por alguns instantes tentando assimilar tudo o que estava acontecendo.



    - Ok, eu faço esse favor. - Com um teor de brincadeira completo. - Não que eu tenha muita escolha. - Encaro Lilith de forma mais seria. - Mas, ao julgar pelos últimos acontecimentos. Papai não estaria irritado comigo? Estaria? - Atento-me a cada movimento de Lilith tentando notar se há a menor chance de Asmodeus querer vingança pela Sabrina.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Ter Jul 05, 2022 1:53 pm




            Ao que parece, o Clube Pandemonium era um dos principais points de reuniões entre demônios na cidade. Apesar de uma novata na Terra, já fazia algum tempo que Aezhlyn não via sua mãe, e encontrá-la caminhando entre os mortais não tirava o brilho de ver sua genitora novamente.
            Em determinado momento da conversa, Lilith mencionava seu pai, mas ao descobrir que ele seria Asmodeus, Aezhlyn quase cuspiu o champanhe que bebia. Por sorte não havia aceitado a proposta de Sabrina... e por falar em Sabrina, será que ele estaria furioso com ela por ter mandado de volta ao inferno sua serva?

            Sempre perceptiva, Lilith mencionava:

    - Não se preocupe com Sabrina, ela é uma serva qualquer, não uma filha de Asmodeus como você. Pra dizer a verdade, nem me lembro exatamente quem foi o pai de Sabrina... aquela noite foi bem estranha, até me surpreendo por Sabrina não latir...

            Quando percebe o desconforto da filha ao ouvir sobre a vida sexual da mãe, Lilith apenas sorri, deixando ambíguo se falava sério ou não. Então muda o foco para o próximo Favor que pediria à filha.

           "Space Chipmunks..." Talvez ela já tivesse ouvido falar, mas não tinha certeza de já ter assistido, e no fim isso pouco importava, pois a missão não parecia tão agradável à Lilim. Assistir figurões do inferno tentando puxar o tapete um do outro, esse tipo de coisa já era bem comum no Inferno, agora teria de ver isso aqui na Terra também?!

    - Boa garota! - Exclama Lilith à afirmação da filha sobre aceitar a missão de bom grado. - Já que é uma mocinha tão exemplar para a mamãe, tenho um pequeno presentinho para você!

            E assim, Lilith passava alguns minutos lhe ensinando seu primeiro Rito para recuperar Essência: Basicamente, passar uma hora inteira encorajando pessoas a resistirem ao governo, questionar autoridades, saírem de seus empregos ou abandonarem relacionamentos. OFF: Ao passar uma hora fazendo alguma dessas coisas, Aezhlyn recupera 1 ponto de Essência adicional, mas isso só pode ser feito uma vez por dia.

             Por fim, Lilith termina sua garrafa e se despede da filha:

    - Desculpe não poder colocar o papo em dia, mas tenho um encontro irrecusável com o próprio Lúcifer, e você sabe, ele não gosta de esperar. Boa sorte, querida!

    OFF: A partir daqui, pode interagir com o cenários e pessoas como bem entender. Encare esse início como uma aventura em mundo aberto.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Ter Jul 05, 2022 9:16 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Camisa social branca, top cropped preto, calça jeans marrom, tênis pretos.


       

           

               

    Diante os comentários de mamãe sobre Sabrina, apenas cobri a face com uma das mãos demonstrando constrangimento e desaprovação. Outra coisa que me trazia desconforto era ter que submeter-me estar entre as disputas por poder dos demônios. Serio, já havia deixado o inferno para não ter que presenciar essas bobagens e agora até na terra teria que...



    Olhei curiosa para mamãe ao ouvir sobre um presente. Acabei por aprender a fazer o que já costumava fazer, mas de uma forma que restaurava meu cerne. Não era nada fenomenal. Contudo, não podia negar a felicidade por passar algum tempo tendo toda atenção da poderosa Lilith só para mim.



    Infelizmente o tempo ″voa″ quando nos divertimos e em um piscar de olhos mamãe dava um ultimo gole em seu champagne e se despedia.



    - Talvez em na próxima... - Exibi um sorriso abatido de quem gostaria de passar mais tempo com a própria mãe. - Obrigada. - Considerei levantar-me e dar-lhe um abraço de despedida. Mas, relutante permaneci sentada cabisbaixa.



    Fiquei alguns minutos ali sentada, pensativa. Não estava no clima para continuar no Pandemonium. Hoje preferia algo mais calmo. Talvez ligasse para convidar Andy para dar uma volta, dar algumas risadas e quem sabe para em alguma café para uma torta de limão. Me perguntava se Nicole aceitaria ter uma noite das garotas. Ri de tal ideia enquanto me levantava pronta para deixar o clube em busca de algo mais tranquilo.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Dom Jul 10, 2022 12:56 pm




           Dizem que quando estamos felizes, o tempo passa mais rápido. E era exatamente o que Aezhlyn sentia agora, tomando o resto de sua garrafa de champanhe sozinha, enquanto sua mãe a deixava ali.
           A jovem Lilim não estava no clima para permanecer ali, e tinha dúvidas para onde ir em seguida. A saída surgiu ao olhar para seu celular. Diversas mensagens de texto não respondidas de Andrew desde as últimas noites.

    "Jessie?! Ainda estou confuso com o ocorrido naquela noite... talvez alguém tenha drogado minha bebida"

    "Jessie, por acaso eu realmente dei carona para você e uma loira estranha naquela noite? Foi tudo tão confuso"

    "Talvez você me ache um doido, mas eu não me lembro do que realmente aconteceu naquela casa abandonada. Por acaso nós...?"

    "Por alguma razão, eu só me lembro de um porco espetado por uma enorme estaca. Daí eu retirava a estaca e ele guinchava como se estivesse vivo, para em seguida se liquefazer no chão. Acho que realmente drogaram a minha bebida"

    "Jessie, por favor, se você se lembra de algo daquela noite, por favor, me diga, estou tão confuso..."

    "Podemos nos ver hoje? Conheço um lugar muito legal que eu poderia te levar e lá conversamos melhor, o que acha?"


            Andy, Andy, talvez ele pudesse lhe ser útil novamente essa noite!
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Seg Jul 11, 2022 5:47 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Camisa social branca, top cropped preto, calça jeans marrom, tênis pretos.


       

           

               

    Do lado de fora do Pandemonium quando peguei meu celular para checar as notificações só uma coisa vinha a minha mente ao ver as mensagens de Andy "falando do"..., ou melhor, "pensando no diabo".



    Ele parecia um pouco perturbado, mas quem poderia julgá-lo por isso. Sorri e logo respondi suas mensagens.


    Aezhlyn - A Premiére Msg12

    Olhei a minha volta a procura de um lugar mais calmo onde pudesse me sentar e esperar até que Andy me respondesse. Apesar de torcer para que Andy não se demorasse, eu também torcia para que isso ocorresse, pelo menos, até que conseguisse pensar em alguma historia plausível que convencesse Andy de que nada de estranho havia acontecido.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Sab Jul 16, 2022 11:55 am

    Pobre Andy, parecia tão confuso. Mas talvez eles pudessem fazer companhia um para o outro e a situação melhorasse. Como era esperado, ele responde rapidamente.

    "Ótimo, estarei aí em alguns minutos".


            Apesar da pinta de garoto da geração Z, ele tinha a pontualidade de um cavalheiro inglês da Era Vitoriana (ou realmente estava muito apaixonado), pois Aezhlyn podia ver seu carro vermelho em alguns minutos, estacionando próximo a ela. Andy descia e abria um enorme sorriso ao vê-la (sim, ele realmente estava apaixonado), embora talvez um pouco cringe, pois trazia consigo um bouquet de rosas vermelhas (que parecia combinar perfeitamente com a cor do cabelo de Jessie) e oferecia à Lilim.

    Aezhlyn - A Premiére 0a02e962c4

            Em seguida, Andy pedia desculpas se estivesse sendo muito sufocante com tantas mensagens no whatsapp e a convidava para dar uma volta no parque do Pier de Santa Monica.

    OFF: Enquanto se dirigem ao parque, pode interagindo com Andy como desejar.


            O lugar parecia bastante divertido e repleto de atrações. Andy parecia conhecer bem o lugar (será que sempre levava suas pretendentes lá?!) e se preocupava o tempo todo se Jessie estava se divertindo.



    OFF: Vídeo meramente ilustrativo. Pode sugerir quais atividades eles fazem no parque você mesmo se desejar.


            Por fim, a cereja do bolo: Andy a leva para conhecer a roda gigante do parque. À noite aquilo era ainda mais lindo. As luzes piscando lá embaixo, a paisagem vista à distância. Quando estavam no topo da roda, Andy olhava nos olhos de Aezhlyn, como que esperando por um sinal afirmativo de que poderia beijá-la.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Seg Jul 18, 2022 1:19 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Camisa social branca, top cropped preto, calça jeans marrom, tênis pretos.


       

           

               

    A rapidez de Andy fazia-me pensar se ele já estava pelas redondezas ou se tinha o pé pesado. No entanto, quando vi as rosas, julguei que ele já estava nas redondezas e o quão confiante ele era para trazer consigo aquelas flores.



    - Ohh, você é um fofo, Andy. Obrigada! - Disse ao pegar as rosas e então abracei-o em agradecimento.



    Em meio as desculpas e ao convite, eu apenas ri de tudo antes de prosseguir.



    - Não esquenta, Andy. Foi uma noite bizarra mesmo. - Aproximo-me dele e digo em tom mais baixo. - Eu posso jurar que um daqueles caras tinha grandes asas emplumadas e emitia uma luz. Sabe, tipo um anjo. - Faço uma careta mostrando a língua. - Tenho algumas teorias sobre como tudo isso ocorreu. Primeira, aquela garrafa que peguei da sua mesa estava batizada. - Encaro Andy com seriedade. - Já a segunda, que me faz acreditar que você tentou me drogar para se dar bem. E então? Qual deles parece mais plausível? - Levanto a sobrancelha curiosa para ver o que ele iria responder.



    Para não perder mais tempo ainda. Segui em direção ao carro de Andy.



    - Podemos ir conversando no caminho para o parque. - Sorrio gentilmente ao parar ao lado da porta do carro. - Não vai abri-la para mim, vai? - O questiono em tom de deboche. - Meio piegas não acha?






    O local estava animado. Mal sai do carro e já corri na frente para ver melhor o local. Seguimos parque a dentro brincando - em alguns momento eu confesso que levei tais brincadeiras a serio, só para não perder para o Andy. Eu me sentia como uma criança. A principio eu tinha em mente desabafar com Andy, mas eu nem mais me lembrava de tais aborrecimentos.



    A única parte que me chateou foi não ter tickets o suficiente para conseguir o panda gigante de gravata. Contudo, Andy me deu um polvo de pelúcia. Um polvo de pelúcia usando um chapéu de casquinha. Sem falar que ele tem uma versão menor dele mesmo na própria cabeça. Certamente, isso poderia dizer muito sobre a personalidade de Andy. Algo que meu terapeuta iria me dizer. Isso quando eu arranjar um.




    Aezhlyn - A Premiére Ps10



    E como ultima atração, estávamos eu, Andy, Polvi e Polvi Jr. a deslumbrar a incrível vista da roda gigante do Pier de Santa Monica. Entretanto, Andy parecia esperar mais do que apenas poder apreciar a bela paisagem noturna. Não era a minha intenção, mas talvez o rapaz merecesse uma recompensa por todo seu esforço. Ruborizada inclinei-me levemente em direção a Andy com se desse permissão para que ele me beijasse.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Seg Jul 18, 2022 5:13 pm


           

           Então lá estavam os três, Aezhlyn, Andy e Polvi (e Polvi Jr) no topo do parque. O céu estrelado, as luzes lá embaixo, o mar batendo na praia, fazia tempo que a Lilim não se divertia tanto, mas Andy ainda parecia estar esperando algo, e seus olhos indicavam o que era. No fim, o rapaz merecia uma recompensa por aquela noite, e ela lhe dá essa oportunidade, que ele agarra sem pestanejar.

    Aezhlyn - A Premiére E71ffd8ccbc29741780fd003cd74480f

    OFF: Imagem meramente ilustrativa.


           Ao descerem, já estava quase amanhecendo e Andy perguntava se ela desejava uma carona para casa. Supondo que aceite, segue a cena abaixo:


    ...


           Andy a deixava na porta de sua casa (e arriscava mais um beijo) antes de perguntar se ela tinha algo para fazer no final de semana. Quando ambos se despediam, a Lilim voltava para seu quarto, com a música ainda tocando em sua cabeça (e a companhia de Mr Polvi, Polvi Jr e as rosas de Andy). No dia seguinte ela teria algumas sessões de fotografias e no restante do tempo poderia ir se preparando para o evento da noite (a estreia do tal filme, onde ela teria mais uma missão a cumprir). É, infelizmente nem tudo são maravilhas, inclusive na terra, mas cada Favor realizado com sucesso era um passo a mais em direção à liberdade.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Sab Jul 23, 2022 12:47 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Camisa social branca, top cropped preto, calça jeans marrom, tênis pretos.


       

           

               

    Por todo caminho até a porta de minha casa, segui sorridente abraçada ao Polvi e, não conseguindo tirar aquele refrão grudento da cabeça, cantarolando.



    Por fim, nos beijávamos mais uma vez. Não sabia se fora Andy ou eu que havia sido nocauteado diante do casarão abandonado. Pois, eu não podia negar que estava gostando daquele romance mais inocente. Pelo menos, era o que parecia. Mas, eu apostaria fácil que Andy tinha segundas intenções. Só era tímido demais para tentar.



    - Por ora estou livre. Mas... - Dou de ombros. - Minha mãe está na cidade me forçando a ir em eventos chatos. Então, não saberia dizer até lá. - Sorrio delicadamente. - A gente vai se falando. Se der tudo certo podemos marcar algo. O que acha? - Após a resposta de Andy, apenas me aproximo dando-lhe um selinho. - Só não te convido para entrar porque tenho pouco tempo para descansar antes do trabalho. Se não... - Dou um meio sorriso malicioso.



    Sigo em direção a entrada antes de dar meia volta.



    - Obrigada pelo passeio, Andy. Você literalmente salvou minha noite. - Aceno em despedida. - Só não te digo para sonhar com os anjos, porque aí você não vai sonhar comigo. - Levo a mão a boca e lhe mando um beijo junto de uma piscadela.



    Sem mais, retomei o meu caminho enquanto cantava.



    🎶-Oh, oh, kiss me🎵
    🎵Beneath the milky twilight🎶
    🎶Lead me🎵
    🎵Out on the moonlit floor
    🎶



    Não sabia dizer o porque, mas eu estava mais leve. Parecia um sentimento inocente que trazia paz. Talvez eu tivesse sido contagiada pela ingenuidade, inocência e simplicidade daquela noite. Agora era descansar e me preparar para os próximos acontecimentos.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Sab Jul 23, 2022 1:24 pm

    Dormindo abraçada em Mr Polvi, ao som da música em sua cabeça, Aezhlyn sabia que o dia seguinte seria corrido e importante.


            A sessão de fotos foi tranquila e a Lilim aproveitou para atualizar suas redes sociais e aprender sobre o evento que ocorreria ao final da noite. O filme em si tinha suas peculiaridades. Na versão original dos anos 80, o filme era estrelado por Chuck Norris (interpretando o protagonista, Gary Stu, um macho man que passava a maior parte do filme sem camisa, proferindo várias frases de efeito que se tornaram icônicas na cultura pop e sentando a porrada em diversos alienígenas malignos). A história era simples: basicamente uma reinterpretação da jornada do herói, onde Gary Stu era um pacífico fazendeiro em um planeta desértico, com uma vida tediosa, até receber uma mensagem de um velho sábio (Pat Morita, interpretando o mestre de uma antiga ordem inspirada em filosofias orientais) de que na verdade, Gary era muito mais do que imaginava, sendo na verdade filho de um membro da raça conhecida como "Space Chipmunks" (furries espaciais), com uma humana. Além disso, Stu era o grande escolhido de uma profecia antiga, onde ele salvaria a galáxia das garras do terrível Lorde Dark Invader (Briam Thompson, que mais tarde seria revelado como o irmão perdido de Gary Stu) enquanto se envolvia em um relacionamento amoroso com uma bela princesa espacial (Michelle Pfeiffer). O enredo não era tão importante quanto os efeitos especiais e a violência explícita (bem como algumas cenas de nudez e sexo), mas se tornou um marco no cinema.
            Para se adequar aos tempos modernos, a história do remake foi drasticamente modificada, com Brie Larson sendo a protagonista (Mary Sue, uma mulher "empoderada" e independente que faz o que desejar na hora que bem entender), o velho sábio (agora conhecido como "A Anciã") será interpretado por Tilda Swinton, Dark Invader será um incel que sofreu bullying a vida inteira por seu tamanho e decidiu descontar seu ódio em tudo e todos (Peter Dinklage), e a princesa espacial que estará envolvida em um romance lésbico com a protagonista será interpretada por Margot Robbie. A censura do filme foi baixada de Rated-R para PG (para atrair um público mais abrangente) então, as cenas de violência extrema e sangue do filme original não estarão presentes, nem as cenas de nudez (exceto nudez masculina).


            Algumas horas antes do evento, Aezhlyn se arrumava e seguia para a estreia no Sunset Theatre em Hollywood.


    Aezhlyn - A Premiére Graumans-chinese-theatre-on-premiere-night-sad-hill-bizarre-los-angeles-archive




            Holofotes perfuravam o céu, confetes brilhavam no ar, o tapete vermelho impecavelmente escovado estava estendido, e os desabrigados foram chutados para Santa Mônica. Está tudo pronto para a grande noite. Os flashes dos paparazzi estouram em ritmo frenético, aplausos orquestrados de groupies e fã-clubes ecoam na mar humano, turistas ficam boquiabertos enquanto passam em rebanho. O logotipo do filme está em cada cena – nos cartazes do cinema, camisetas na multidão, garrafas de bebida, sacolas, vitrines e bancas de jornal. Rádios tocam a música-tema do filme, enquanto limusines param e as celebridades surgem. O zumbido das fotografias e os gritos dos fãs se confundem em um hino ao poder da mídia.
            Entre as multidões do gado mortal, era possível reconhecer alguns demônios da elite de L.A espreitando como lobos entre seu rebanho. A Premiére havia começado.


            O local escolhido para o evento foi o Sunset Theatre, um grande cinema construído no estilo Art Deco mais ornamentado imaginável na década de 1920. Um legítimo templo em honra a Belphegor, o Senhor da Mídia e o Príncipe mais poderoso de L.A.
            As estrelas do filme, claro, são o destaque da noite para praticamente todos os turistas e telespectadores envolvidos. Eles sorriem, se enfeitam e bajulam os abutres da mídia. Nesta noite, eles estão no topo do mundo.

    Celebridades:
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Seg Jul 25, 2022 12:31 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Vestido azul de bolinhas brancas, sandálias salto grosso pretas.


       

           

               

    O dia acabou por ser mais calmo do que eu esperava. O que me deu algum tempo para fazer o mínimo que eu precisava fazer. Assistir ao Space Chipmunks.



    Space Chipmunks era o típico clichê dos anos 80. Mas, não podia negar que fora divertido assisti-lo. Ao fim, considerei que um remake poderia ser interessante e até mesmo dar certo. Isso, até eu pesquisar sobre a nova versão na internet...



    Pelos céus! O que diabos fizeram com o filme? Só faltou mudar o nome do vilão para Dark Vegan... Na boa, não conhecia Belphegor, mas certamente já imaginava que talvez fosse melhor ele abrir mão de seu posto para Vapula para não passar mais vergonha do que já estava fadado a passar.



    Não havia mais porque perder tempo refletindo  sobre onde eu havia me metido. Apenas me levantei em um salto e fui me preparar para o evento.



    A recepção era deslumbrante. Algo que Belphegor deveria apreciar cada segundo. Pois, apostava que a dor de cabeça ainda estaria por vir.



    Aproveitei que as grandes estrelas chamavam a atenção de todos e aproveitei para adentrar ao grande Sunset Theatre de forma sorrateira para discretamente tentar ouvir as fofocas infernais que rondavam pelo local.



    Talvez eu tivesse alguma sorte.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Seg Jul 25, 2022 11:27 am




           Aezhlyn já podia adivinhar o flop a caminho. Sua pesquisa na internet também havia revelado alguns boatos estranhos. Segundo um deles, Christopher Nolan havia sido originalmente cogitado como diretor do filme, mas quando percebeu o tamanho de mudanças que a produção desejava no roteiro original, pulou fora do barco. O novo diretor contratado foi Taika Waititi, que correspondia mais com o perfil desejado. Boatos diziam que Chris Hemsworth faria uma ponta no filme (na verdade, o traseiro de Chris Hensworth, que segundo boatos, não seria censurado).

           Como em qualquer grande noite em Hollywood, as celebridades sortudas o suficiente para estar na última “lista quente"  sorriam mecanicamente para seus fãs (e principalmente, para as câmeras). Outro elemento interessante na audiência era o grupo de fãs hardcore de “ficção científica”.

    Aezhlyn - A Premiére Aca4346c2e9016be3d14acf82f7a02268ef05575



           Porém, em meio aos fãs jovens e antigos, escondiam-se os demônios da elite:

           A figura mais proeminente, era, obviamente, Walt, o Terrível.

    Aezhlyn - A Premiére Starry-Eyes-Pic-5-800x450


           Como o principal servo de Belphegor na cidade, ele tinha uma grande responsabilidade nas costas. Ele saudava todos os Caídos da cidade (incluindo Aezhlyn) com um sorriso no rosto. Porém, sua Veste Corpórea suava frio.

           Próximo a ele, Summer Gray chegava acompanhado de duas belas mulheres e lançava um olhar libidinoso para Aezhlyn

    Aezhlyn - A Premiére American_Psycho_-_Patrick_Bateman
         
           Não muito atrás, uma irmã Lilin, Natalie Legras, conversava de forma sedutora com um dos produtores do filme.

    Aezhlyn - A Premiére 24865169

           Em meio à multidão, Aezhlyn conseguia reconhecer outras figuras conhecidas, como Elliot Spencer e até mesmo os milionários James Edgerton e Patrick Weinberg.

    Aezhlyn - A Premiére Pinheadhumanform  Aezhlyn - A Premiére Images?q=tbn:ANd9GcQD4R5NiArcu7bk1XaX8kkZlFnSkW3rghrwqQ&usqp=CAU

    Aezhlyn - A Premiére I-frankenstein2


           Porém, sem dúvida alguma, a maior surpresa do evento era a chegada inesperada (ou não) de ninguém mais, ninguém menos que o próprio Belphegor em sua forma humana.


    Trilha Sonora:

    Aezhlyn - A Premiére Hqdefault


           Belphegor chegava em alto estilo, em uma limousine de dar inveja aos atores principais do filme. Sua Veste Corpórea era a de uma indivíduo andrógino com roupas e maquiagem extravagante. As pessoas à volta não sabiam quem exatamente ele era, mas até mesmo os mortais podiam sentir que sua presença no local era algo importante, e a própria Aezhlyn podia sentir que para aparecer pessoalmente, ele realmente estava preocupado com o sucesso do evento.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Qua Jul 27, 2022 8:52 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Vestido azul de bolinhas brancas, sandálias salto grosso pretas.


       

           

               

    Mais do que as celebridades e mesmo até que alguns demônios, os nerds acabavam por chamar a atenção. Era interessante e cômico ao mesmo tempo. Bem que alguém poderia deixa-los entrar e transformar a noite em uma versão ruim da Comic-Con para contrastar com o fiasco que estaria por vir.



    Talvez fosse interessante eu começar a fazer e vender fotos sensuais de cosplay da princesa Leia. Certamente, eu teria um bom publico. Mas, tal ideia deveria ser deixada para outra hora. Pois, o próprio Walt viera me cumprimentar.



    - Sinto-me lisonjeada por poder participar dessa ocasião, senhor Feige. - Disse gentilmente.



    Acho que todos ali podia sentir o nervosismo de Walt, o Terrível. Algo que poderia indicar aos seus inimigos uma fraqueza. Momento ideal para explorar uma vulnerabilidade. Era algo para prestar atenção ao longo da noite.



    Diante o olhar de Summer, apenas sorri inocentemente. Acreditava que demonstrar inocência poderia atiçar a curiosidade de alguém como ele.



    Já minha irmã, eu preferi evitar inicialmente. Apenas acenei discretamente em cumprimento. Até porque, ela estava ocupada com um dos produtores. "Pobre homem". Apesar do pensamento não pude evitar e deixei escapar um sorriso de escárnio.



    Outros figurões também davam as caras, mas o que mais me chamava atenção era Patrick Weinberg. Conseguir um aliado como ele seria de grande valia. Porém, tentar usar de minhas habilidades contra ele era de extremo perigo e o menor erro poderia ser o fim de uma desafortunada e indefesa Lilim.



    Enquanto me perdia em planos mirabolantes, todo o glamour tomava a entrada e o próprio Belphegor aparecia na première. Fiquei surpresa a ponto de não ter outra reação a não ser ficar encarando aquela figura andrógina excêntrica que adentrava ao Sunset Theatre. Pelos céus, aquilo estava tomando uma proporção na qual não sabia se conseguiria lidar...


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Qui Jul 28, 2022 10:24 pm




            Aezhlyn cumprimentava Walt de volta. Para alguém tão poderoso e influente na cidade, ele estava transparecendo muita fraqueza, pois apesar de tentar manter o semblante inabalável, sua mão suava ao cumprimentar a Lilim.

    - Uma pena sua mãe não poder estar presente, mas por sorte, ela tem uma filha tão graciosa para ocupar seu lugar. Diga que mandei lembranças a ela!

           Aezhlyn preferia evitar a irmã. Recentemente ela não teve experiências muito boas com uma irmã mais velha, além do mais, ela parecia estar ocupada. A ruiva ainda ficava impressionada com a presença de Patrick Weinberg, um dos demônios mais influentes da cidade... até que literalmente, um Príncipe Infernal atraia toda a atenção. Aquilo seria interessante, se não fosse um tanto assustador, pois a Lilim já imaginava o problema que um fracasso do filme poderia gerar.

           Belphegor ignora todos à sua volta, até chegar a Walt, que, como um cachorrinho esperando não levar uma surra do dono, lhe fazia uma reverência exagerada. Alguns demônios à volta soltavam risinhos. Era humilhante para alguém tão importante, que parecia controlar a indústria cinematográfica com a palma da mão (e isso em Hollywood não era pouca coisa), o famoso chantagista cruel, agora praticamente limpava a sola dos sapatos de alguém com a língua. Tudo bem, era Belphegor, o Príncipe da Mídia, praticamente um deus aqui, mas não deixava de ser constrangedor.

           Quando todos se dirigem para dentro, Aezhlyn, como uma representante de Lilith, ganhava um lugar nas primeiras fileiras. Ao seu lado, sentava-se Summer Gray. Ao que tudo indicava, aquele não era o lugar dele, mas após cochichar algo no ouvido do pobre indivíduo que ocuparia tal lugar, o homem trocava de lugar com ele sem pestanejar. Ao sentar-se, ele se inclinava levemente até o ouvido da Lilim, falando em um tom leve e sedutor.

    - Nova aqui na cidade? Acredito já ter visto fotos suas por aí, mas não imaginei que fosse uma de nós. A propósito, Summer Gray, CEO da Purple Studios. - Dizia ele, estendendo a mão para beijar a de Aezhlyn - Não sou fã de ficção científica, nem de viagens espaciais, mas adoraria viajar no seu sorriso!


            Não muito longe, Belphegor sentava-se exatamente no meio da primeira fileira, de pernas cruzadas, apoiado sobre o ombro da poltrona, a espera do início do filme, ladeado por Walt e Patrick. Walt ficava o tempo todo bajulando Belphegor, fazendo com que em certo momento, o Príncipe da Mídia o manda se levantar e afastar-se. Natalie também consegue um lugar entre as primeiras fileiras (ao lado do produtor, com quem agora flertava menos discretamente. Quando as carícias iam ficando mais quentes, ambos se levantam e vão para outro lugar, possivelmente um banheiro público?! Quase certamente ela usou de seus "dotes" para conseguir um lugar nas primeiras fileiras).
             James Edgerton também consegue um lugar na primeira fileira, logo em frente de Elliot Spencer, que apenas conseguiu a segunda fileira.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Sab Jul 30, 2022 2:29 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Vestido azul de bolinhas brancas, sandálias salto grosso pretas.


       

           

               

    Ao ver que o Terrível não era tão terrível, deixei escapar um sorrisinho debochado. Contudo, logo me senti aliviada ao ver que não era a única a ter essa reação. Porém, logo fiz questão de dar as costas para aquela cena e fingi que nada acontecia. Afinal de contas, Walt, o Terrível poderia não ser nada diante Belphegor, da mesma forma que eu diante dele. Então, era melhor não acabar criando inimizades perigosas por causa de um simples gesto.



    Foram longos minutos até que finalmente pudemos seguir até nossos lugares. A parte boa de vir no lugar da mamãe era o lugar na primeira fila. Apesar que naquele momento eu deseja estar nas ultimas fileiras. Ainda mais correndo o risco do filme se mostrar um porre.



    Não bastasse a sensação que estava indo rumo ao olho do furacão, um dos figurões sentava-se ao meu lado. Delicadamente estendi a mão enquanto ouvia seus gracejos.



    - Relativamente nova. - Olho para Sammer boquiaberta. - Não imaginava que minha arte poderia chegar até alguém importante como o senhor, senhor Gray. - Sorrio docemente. - Jessie Grant, aspirante a fotografa e modelo. E também não sou muito fã. Mas, Lilith precisava de uma representante. - Apesar do sorriso ingênuo, um tom malicioso tomava minhas palavras. - Vejo que se desfez de suas amigas. Me diga senhor Gray. Já se cansou de passear com sua nave pelas bocas de suas amigas?



    Enquanto conversava com Summer, observava tudo a minha volta. Tendo como espetáculo principal a cena de bajulação de Walt para com Belphegor. E no mesmo momento em que foi "expulso" de seu lugar, questionei-me veementemente se não deveria ocupar o lugar do mesmo na tentativa de cultivar a amizade de Belphegor ou de Patrick. Ao mesmo momento que tal pensamento veio a minha mente o movimento ansioso em meu pé demonstrava que era melhor eu ficar onde estava.



    Podia ficar de olho nos figurões até um momento mais oportuno. Tudo tinha sua hora e essa era a hora de Summer Gray. Abri um sorriso relaxado e recostei-me na cadeira mais calma.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Dom Jul 31, 2022 9:12 pm

    A Lilim pensava se deveria ou não ocupar o lugar de Walt ao lado de Belphegor, mas talvez não fosse sábio arriscar. Enquanto isso, ela dava corda para as investidas de Summer Gray.

    - Ora ora, uma representante de Lilith?! Realmente, você parece ser mais do que os olhos podem ver, e devo dizer que o que meus olhos veem ao olhar para você já é algo fantástico! Gostaria de algo para beber enquanto o filme não começa?

            Quando perguntado sobre as mulheres que o acompanhavam, Gray dá de ombros.

    - Apenas duas modelos novatas querendo um atalho para a fama, encontro umas cem delas todo o dia. Já alguém como você é uma joia rara de se encontrar, se me permite a ousadia!


    ...


            Após alguns minutos de conversa, uma cena estranha chama a atenção de Aezhlyn: Natalie Legras estava na beirada do corredor que levava ao banheiro feminino, sozinha, com uma expressão um tanto estranha em seu rosto e em sua linguagem corporal. Assim que percebia que a irmã Lilim a via, fazia um gesto sutil com a mão, chamando-a para perto. Ela parecia nervosa e estar realmente pedindo ajuda, mas parecia não querer que ninguém mais soubesse disso. Summer ainda não havia a percebido, pois seus olhos estavam fixos em Aezhlyn.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Sab Ago 06, 2022 5:12 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Vestido azul de bolinhas brancas, sandálias salto grosso pretas.


       

           

               

    - Que nada, bobinho. Sou exatamente o que vocês está vendo. - Gesticulando como se estivesse envergonhada, eu desvio o olhar fazendo charminho. Mas a verdadeira intenção era dar mais uma rápida olhada em direção a Belphegor. - Claro. E então. o que vamos beber? - Questionei curiosa.



    Já a resposta sobre as mulheres não era muito diferente do que eu imaginava.



    - Deixa eu ver se entendi. Você esta cansado das bonecas sem vontade própria e está a procura de uma que possa ser desafiadora? - Encaro-o de forma sarcástica. - Você não é do tipo estranho que gosta de ser amarrado e encapuzado só para que alguém o fique cutucando suas costas com um sorvete, é? - Levanto a sobrancelha curiosa. Se ele respondesse sim, com certeza, eu não me surpreenderia.



    Um rápido correr de olhos e via a pessoa que mais queria evitar me chamando. Tentei me ajeitar no acento, mas o desconforto era grande demais. Sorri sem jeito para Summer antes de prosseguir:



    - Com licença, senhor Gray. Algum dispositivo deve estar na mesma frequência do brinquedinho que estou usando. -Sorrio sem jeito. - E agora ele esta vibrando freneticamente. Preciso de apenas um minutinho. - Levanto-me ajeitando o vestido antes de inclinar-me em sua direção. - Brincadeira, só preciso ir ao banheiro mesmo. Não vá sair daí. Eu volto logo. - Dou uma piscadela.



    Sem mais delongas, segui até Natalie. Só esperava não estar me metendo em outra encrenca.


           

       
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Dovahkiin Dom Ago 07, 2022 1:56 pm

    - Claro. E então. o que vamos beber? - Perguntava a Lilim, dando abertura às investidas de Grey.

    - Qual o seu veneno?

           Após decidirem o que iriam beber, ambos brindam e continuam a conversa antes dos créditos começarem.

    - Deixa eu ver se entendi. Você esta cansado das bonecas sem vontade própria e está a procura de uma que possa ser desafiadora? Você não é do tipo estranho que gosta de ser amarrado e encapuzado só para que alguém o fique cutucando suas costas com um sorvete, é?

    - Não não, sou mais do tipo que gosta de algemar e amordaçar belas garotas ruivas na cama redonda de meu "quarto particular", enquanto uso alguns dos meus instrumentos nela! - Respondia com um olhar predatório enquanto sorvia sua bebida, sem tirar os olhos da Lilim.

           A conversa prosseguia, até que a atenção de Aezhlyn era chamada justamente por quem ela pretendia evitar. Assim que alcançava Natalie, esta segurava a mão da "irmã".

    - Por favor, preciso que não conte nada a ninguém. Pode considerar uma favor de irmão para irmão. Ou posso lhe pagar mais tarde, mas preciso de sua ajuda!


           Então, Natalie procurava levá-la até o banheiro feminino. Assim que ambas entram, Natalie trancava a porta e abria um dos boxes, revelando o produtor que estava flertando com Natalie alguns minutos antes, sentado sobre a privada, com o membro para fora da calça... morto.

    - Eu simplesmente estava fazendo... bem, um trabalho oral, e acho que exagerei e ele acabou tendo um ataque cardíaco. Se Walt descobrir...


    - Se eu descobrir o quê? - Lhes interrompia a voz de Walt, o Terrível, que adentrava a porta (destrancando-a com a própria chave) e via o cadáver à sua frente.

    - MAS QUE DROGA É ESSA? O QUE VOCÊ FEZ, SUA IMBECIL? VOCÊ DEVERIA CHANTAGEAR O HOMEM, NÃO MATAR ELE!

           Quando Walt parecia prestes a esganar a Lilim com as próprias mãos, ele via que Aezhlyn também estava presente, então pensava por alguns segundos antes de falar.

    - Eu tenho um plano, não o estraguem, ou, acreditem em mim, não importa quem seja a mãe de vocês ou a quem vocês sirvam, vou fazer com que ambas se tornem escravas sexuais de mendigos no Hades antes de Belphegor me obliterar! Não deixem que ninguém veja este cadáver, não deixem que ninguém saiba do ocorrido, e com sorte, posso salvar nossos pescoços. Se conseguirem me ajudar, posso até mexer os pauzinhos e lhes garantir alguns favores com o Príncipe da Mídia, mas lembrem-se que se eu me ferrar, vou levar as duas junto, capisce?

           Então, Walt jogava a chave para as duas e saia do banheiro feminino.
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2508
    Reputação : 71

    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Pikapool Seg Ago 08, 2022 10:01 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Que nada nos defina. Que nada nos sujeite. Que a liberdade seja a nossa própria substância!

    • Itens Carregados: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.

    • Vestimentas: Vestido azul de bolinhas brancas, sandálias salto grosso pretas.


       

           

               

    - Com toda certeza eu escolheria tequila. Mas, acredito que champagne é a única bebida que devem estar servindo. - Sutilmente toco-lhe o braço exibindo um sorriso pueril.



    Tudo parecia andar em seus conformes. Já me vinha a mente que talvez a bebida soltasse a língua de Summer e ele acabasse por me contar alguns fatos interessantes. Quando algo atraiu minha curiosidade.



    - Instrumentos?! - Indaguei curiosa.






    Mal me aproximava de Natalie e já era arrastada pela mão como uma criança arteira. As palavras dela poderiam até soar interessante para o momento. Mas minha ultima experiência com uma irmã não fora das mais agradáveis.



    - Não contarei a ninguém e te ajudarei, minha irmã. - Levanto uma das mãos mostrando o indicador. - Contudo, eu tenho uma condição. Quero que você, minha irmã, imponha sobre si mesmo uma obrigação para garantir que ira cumprir com sua palavra. - Sorrio sem jeito e completo. - Não leve a mal, Natalie. A pouco tempo confiei em uma de nossas irmãs e ela tentou me ferrar.



    Aguardei ainda mais ansiosa pela auto-obrigação de Natalie assim que vi o produtor com seu... microfone exposto.



    - Exagerou?! - Exclamei interrompendo Natalie. - Se ele ainda estivesse vivo, eu aposto que você ganharia um papel e tanto no próximo filme que ele dirigisse. - Mostro a língua em deboche. - Sugou até o ultimo pingo de vida dele, cachorrona. - Dou um soquinho no ombro de Natalie em sinal de zoação.



    Foi no momento que ela retomou a palavra e logo foi interrompida pelo próprio Walt que fez minhas pernas tremerem. Não havia feito nada de errado e ainda sim eu conseguia meter-me em confusão. Parabéns, Aezhlyn. Você é a melhor...



    Ouvi o demônio esbravejar para com minha irmã e apenas recuei em silencio tentando evitar ser vista. Pela agressividade do mesmo, esperava que minha historia terminasse poucos instantes depois da historia de Natalie.



    Felizmente, assim que notou minha presença, ele ponderou e apenas ficou nas ameaças.



    - Capisce? Agora isso aqui tá virando um filme sobre a máfia italiana? - Digo assim que Walt deixa o banheiro. - E que história é essa de sexo com mendigo? Se isso acontecer em algum lugar, esse lugar realmente deve ser o inferno. - Enrugo o nariz mostrando a língua em repulsa.



    Prontamente tranquei a porta.



    - Bem, podemos trancar a porta por dentro e deixá-lo aí. Não creio que alguma garota vá bater na porta para atormentar o defunto. - Dou de ombros. - Ou podemos usar de nossos poderes para dar um jeitinho. O que me diz, irmã? - Volto-me para ela e aguardo por uma ideia ou resposta.


           

       
    Conteúdo patrocinado


    Aezhlyn - A Premiére Empty Re: Aezhlyn - A Premiére

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Ago 18, 2022 2:48 pm