Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Mahendra - O Mistério de La Brea

    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Dovahkiin Sab Jul 09, 2022 1:40 pm





    Mahendra - O Mistério de La Brea LOC0000053061-43576


           Mahendra encontrava-se em frente ao departamento psiquiátrico da UCLA, no UCLA Medical Plaza. Lentamente ela se lembrava dos eventos que a levaram até lá.

           Há algumas noites, ela, juntamente com outros anjos da cidade, recuperaram uma relíquia de extrema importância para o Arcanjo Orphiel. Porém, no meio do caminho, ouviram boatos sobre dois policiais que estavam investigando sobre um carro (roubado pelo demônio Marcus) largado no pântano de La Brea. Pistas indicavam que um dos policiais desapareceu durante as investigações, enquanto o outro foi encontrado no dia seguinte, com o corpo coberto por uma estranha resina negra, com diversas queimaduras e extremamente confuso.
           O estranho caso foi abafado pela polícia, mas através de seus contatos, Mahendra descobre o nome do policial encontrado e o local onde estava agora. Jack Traven Reeves, um homem aparentemente comum, divorciado, pagador de pensão alimentícia, que parece simplesmente ter enlouquecido após a missão de investigar um carro (roubado) abandonado no fundo de um pântano.

           Investigar o pântano seria um trabalho árduo, principalmente por sua extensão, e Mahendra não tinha tanto tempo disponível, por isso, precisava ter uma conversa com o único sobrevivente registrado do ocorrido. Com seu distintivo e contatos, conseguia adentrar o local sem muitos problemas, mas lhe era dito que até agora, ninguém havia conseguido tirar nenhuma resposta congruente do indivíduo.
           Mahendra era levada até o quarto 66, onde precisaria deixar qualquer objeto cortante ou virtualmente perigoso (como sua arma) antes de adentrar o quarto. Também lhe era dito para não pressionar excessivamente o paciente, e que estariam do lado de fora, olhando para as câmeras, caso algo fora do normal ocorresse.

           Ao entrar no quarto, o clima frio e silencioso a lembrava um necrotério. O indivíduo deitado e enfaixado à sua frente parecia mal notar sua presença.

    Mahendra - O Mistério de La Brea Hqdefault
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 9125
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Re: Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Dycleal Dom Jul 10, 2022 11:54 pm

    Mahendra estava ansiosa para descobrir o que acontecera com aqueles policiais e ali na porta do quarto 66 estava a sua melhor chance. Para uma pessoa comum arrancar algo daquele homem simples e que estava envolto com os seus problemas cotidianos antes daquela investigação o expor a algo misterioso e abominável era praticamente impossível, porém ela esperava ler a sua mente e descobrir a sua verdade, a verdade sobre o que acontecera naquela noite e isso não seria o mais difícil, mas sim, enfrentar os desdobramentos do que descobriria.

    Ao adentrar no recinto, sentisse como estivesse em um necrotério e pela imobilidade do Jack, diante de um morto e isso aumenta ainda mais a sua fome de justiça, precisava descobrir naquele possível encontro fatídico. O chama pelo nome e toca na sua mão e olhando para seus olhos vazios, penetra na sua mente e revira as suas memória e com o crivo da verdade, separa o que é imaginação da realidade e vai sentindo tudo de ruim que afetou aqueles olhos e aquela mente, aquilo que em breve ela enfrentaria.
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Re: Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Dovahkiin Seg Jul 11, 2022 12:45 pm

    Mahendra caminhava pela até o acamado, chamando-o pelo nome e tocando em sua mão. Pela primeira vez, parece que o homem percebia que havia mais alguém ali, então começava a balbuciar palavras desconexas, onde era possível entender coisas como: "La Brea", "A escuridão" e "O levou".
           A investigadora o olhava nos olhos e se concentrava para sintonizar-se com a Sinfonia Universal. Talvez por sua fome de justiça, sua conexão com a Sinfonia era tal que sua Ressonância atingiu o ápice de seu potencial. Mahendra não apenas podia decifrar verdades de mentiras, ela podia ver todas as coisas como elas realmente o são.

           Como que em um transe, Mahendra sentia o cenário à sua volta mudar. Agora ela estava em um ambiente totalmente diferente, em uma área pantanosa, acompanhando dois policiais em uma investigação. Eles não podiam vê-la ou tocá-la e nem ela poderia interferir com o que já havia acontecido, mas ela tinha uma visão completa do que havia ocorrido, como se estivesse não apenas assistindo, mas interagindo com um filme.

    Mahendra - O Mistério de La Brea Scary-trees-at-night


           A dupla se aproximava de um enorme lago, composto não de água, mas de uma estranha resina negra, semelhante a piche. O lago borbulhava enquanto a fumaça que expelia se juntava à névoa à sua volta.

    Mahendra - O Mistério de La Brea 8662232299_0f3b6404e6_b
           

           Porém, algo parecia se mover no lago. Ambos os policiais olham, discutem entre si, enquanto algo semelhante a uma enorme bolha se formava na beira do lago, próximo a eles. Um dos policiais se afastava, mas o outro ria e o chamava de covarde, então se abaixava, pegava um galho do chão e tentava cutucar a estranha bolha que parecia viva.

           A partir daí, as coisas ficam realmente estranhas, pois assim que a bolha "estoura", uma espécie de tentáculo viscoso e negro, de aparência líquida, sai do lago e agarra o policial com o galho na mão, puxando-o para dentro.


    Trilha sonora:



           O policial desaparecia dentro do poço negro, enquanto seu parceiro gritava em desespero e se aproximava do poço, até perceber que a tal "criatura" que parecia feita do próprio piche, rastejava para fora em busca dele também.


    Mahendra - O Mistério de La Brea Medium

           Uma criatura amorfa de pura escuridão estendia seus tentáculos, laçando o policial antes que ele pudesse correr. Ela o puxava para dentro de si, queimando sua pele e absorvendo sua Essência, e repentinamente, eles eram conectados. Ele podia "ler" os pensamentos da "coisa", embora eles fossem tão alienígenas a ele que isso abalasse sua psique.

           Mahendra, porém, conseguia entender melhor que o pobre mortal. A "coisa", apesar de disforme, já teve milhares de rostos, todos inexpressivos. É a morte encarnada, é um barão do inferno. Mais velho que a humanidade. Glug (nome adotado pela entidade demoníaca devido ao som gorgolejante que suas vítimas proferem logo antes de morrerem), é um barão da morte. Ele reside aqui desde a Era do gelo, capturando mamutes, Smilodons e homens igualmente.


    Mahendra - O Mistério de La Brea 61Il-dTCLsL._SR600%2C315_PIWhiteStrip%2CBottomLeft%2C0%2C35_SCLZZZZZZZ_FMpng_BG255%2C255%2C255


           De alguma forma, Glug há muito descobriu como transformar o próprio breu do pântano em sua Veste física. Ele já foi adorado por antigos povos indígenas locais até a chegada dos colonizadores espanhóis, que perceberam haver algo de maligno no local, chamando-o de "La Brea" (algo como "o breu" ou "a escuridão") e decidiram evitá-lo, até os tempos modernos, onde o homem decidiu fingir que o sobrenatural não existe e, absorto em um materialismo fútil beirando o doentio, apenas pensa na expansão de suas próprias cidades.

           Mas a criatura ainda espera. Sem olhos para ver ou ouvidos para ouvir, o mal ainda pode sentir o movimento do mundo ao seu redor. Desviando sua consciência para a superfície de seu lar, ele estende a mão em antecipação, pronto para receber seu novo tributo. Muitos anos se passaram desde sua última grande refeição. Ele ousa esperar que hoje seja diferente, ousa esperar que sua presa dê um passo longe demais, enquanto a humanidade volta a se aproximar de seu terreno.


    ...


           E assim, Mahendra saia do transe enquanto o paciente ficava mais agitado, então os seguranças entravam, pedindo que ela saísse e enfermeiros tentavam acalmá-lo.
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 9125
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Re: Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Dycleal Sab Jul 23, 2022 10:01 pm

    Mahendra sai do quarto de forma automática, não faz nenhuma resistência as indicações dos enfermeiros e balbucia alguma desculpa pela confusão e se recompõe quando chega ao carro e reflete sobre tudo que vira e horrorizada, conclui que o caso é grave e precisa de uma intervenção do próprio Raguel e precisa ter êxito nesta evocação e precisa se munir do seus itens que potencializam a cerimônia ritualística de invocação.

    Neste momento sua menta voa para o passado, quando, a pedido dos seus superiores, serviu com enfermeira voluntária de um estudioso da igreja conhecido como Tomás de Aquino e como irmã da ordem de são domingos ou os santos pregadores coletou, a próprio punho as cinco provas da existência de Deus, que tem até hoje, como uma verdadeira relíquia, onde mostra as teses de Deus como o motor Imóvel, como a primeira causa eficiente, como o ser necessário a inspirar os seres possíveis, um verdadeiro ser ou não ser... Como Um máximo ótimo em uma escala de perfeição e  por fim,  O governo supresso de ordem e finalidade. Um documento lindo e que estava na sua pequena bolsa, no porta luvas.

    Dos anos de 1272 a 1274, os dois anos que serviu nesta missão piedosa, ela divaga o seu pensamento para o ano de 1753, quando novamente como uma enfermeira piedosa, vai cuidar do Pastor presbiteriano Thomas Bayes, na Inglaterra e o ajuda a escrever o documento de resposta a David Hume, que publicou um enunciado refutando os milagres e para reafirmar a existência dos milagres, Mahendra o ajuda a criar a formula que apoia o teorema de Bayes. Este Teorema que ela adaptou dos tomos celestiais, é um calculo, para reafirmar a cientificidade dos milagres, nos eventos cotidianos e foi um conceito tão importante que além de ajuda-la a interpretar e provar vários eventos existentes no livro do clube Bilderberg, escrito por Vito Bruschini e com uma formula matemática complexa, ela comprova vários atos descritos no livros, pela similaridade entre os eventos. E vai na sua casa pegar o livro escrito por Vito e o cálculo que ela fez para desvendar as teorias da conspiração e o livro que ela escreveu sobre isso, na sua "roupagem" anterior como escritora.

    Ao reunir O livro que escreveu sobre a teoria de conspiração, resultante do cálculo matemático complexo apoiado no teorema de Bayes. O seu livro que comprou sobre o Clube Bilderberg, O seu original escrito a próprio punho por São Tomás de aquino com as cinco vias que provam a existência de Deus e A cópia que ganhou do Thomas Bayes da demonstração da sua formula que baseada no seu teorema juntamente com a complexa formula que Mahendra executou para basear o seu livro sobre a teoria da conspiração sobre a guerra do Iraque e a participação do M% inglês.

    Com esses itens na bolsa a tira colo, vai ao bosque próximo a sua casa e distribuindo os itens de forma ritualística, se deita no chão rente ao solo e clama pela presença Raguel com todo o fervor e urgência que a situação exigia e fica por algumas horas na solidão da prece e com o seu coração contrito aguarda a chegada do mestre.

    OFF: P (A/B)=(P(B/A)P(A))/P(B)  soma-se +17 no teste. (só não teve o quadro)
    Dovahkiin
    Mutante
    Dovahkiin
    Mutante

    Mensagens : 721
    Reputação : 23

    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Re: Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Dovahkiin Seg Jul 25, 2022 12:24 pm

    "Conheceis a verdade, e a verdade vos libertará"
    - João 8:32


           Mahendra mal tinha tempo de se explicar aos enfermeiros. Sua mente estava focada em uma coisa: pedir ajuda a seu Superior. Felizmente, a Raguelita sabia muito bem como chamar a atenção do Arcanjo da Verdade.
           Munida de itens há muito conseguidos (e alguns dos quais ela própria ajudou na criação), como um rascunho escrito por ela mesma contendo as 5 Vias de Tomás de Aquino, um papel com uma complexa fórmula matemática do Teorema de Bayes utilizado para provar a veracidade de muitas teorias sobre o Clube Bilderberg, juntamente com o próprio livro, ruma para o bosque mais próximo, deita-se no chão macio e recita seu Credo, cercada pelos objetos:



    "Tu és um farol em tempos sombrios.
    Tu és a verdade entre as mentiras.
    Tua visão é tua espada.
    Teu julgamento é teu escudo.
    Tu desarraigarás o injusto.
    Punirá os ímpios, e libertará os inocentes."


           Após alguns segundos recitando os versos, ela já podia sentir que a evocação havia sido um sucesso. Quase que instantaneamente, ela sente uma grande vibração na Sinfonia, e um flash de luz revelava Raguel sobrevoando o bosque em sua frente.


    Trilha Sonora:



    Mahendra - O Mistério de La Brea Zendikar-rising-blue-white-feature.jpg?q=50&fit=crop&w=960&h=500&dpr=1


           Os olhos de Raguel estavam invisíveis sob a auréola de luz, mas novamente, Mahendra tinha a sensação de que ele sempre podia ver em seu interior. O Arcanjo automaticamente sabia o que a estava afligindo, sem que ela precisasse dizer uma só palavra:

    - Não temas, Mahendra. Glug tem se escondido há muito tempo na escuridão do Mundo Corpóreo, mas a verdade a tudo revela. E como portador da verdade, eu conheço a arma capaz de derrotá-lo. A Adaga de Bithynia. Coincidentemente, esta arma está há muito perdida, mas recentemente tive notícias de seu paradeiro. Infelizmente, servos de meu arqui rival,  Paimon, Senhor dos Segredos, também estão em busca de tal artefato. Por isso, peço que se apresse. A adaga encontra-se a caminho do Aeroporto Internacional de San Diego, não muito longe daqui, a bordo do voo 8081, que desembarcará no aeroporto as 19 horas amanhã.


    OFF: Devido ao alto sucesso na evocação, Raguel está bastante disposto a conversar e permanecerá presente por alguns minutos, então, se assim desejar, pode fazer outras perguntas a ele.
    Conteúdo patrocinado


    Mahendra - O Mistério de La Brea Empty Re: Mahendra - O Mistério de La Brea

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Ago 18, 2022 2:13 pm