Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Responder ao tópico

NPCS DO MESTRE

Compartilhe
Necromancer Ignaltus
Garou de Posto Cinco
avatar
Garou de Posto Cinco

Mensagens : 2492
Reputação : 20
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

NPCS DO MESTRE

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui 28 Abr 2016 - 10:44



Aqui é a sessão para os NPCs do mestre.
Necromancer Ignaltus
Garou de Posto Cinco
avatar
Garou de Posto Cinco

Mensagens : 2492
Reputação : 20
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: NPCS DO MESTRE

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui 28 Abr 2016 - 10:45


Algarion D'Roverhtead

Necromancer Ignaltus
Garou de Posto Cinco
avatar
Garou de Posto Cinco

Mensagens : 2492
Reputação : 20
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: NPCS DO MESTRE

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex 14 Out 2016 - 11:32

Abenthy M'carthy

Necromancer Ignaltus
Garou de Posto Cinco
avatar
Garou de Posto Cinco

Mensagens : 2492
Reputação : 20
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: NPCS DO MESTRE

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex 10 Mar 2017 - 15:21

Burdock Parseley



Histórico:


?????????
Necromancer Ignaltus
Garou de Posto Cinco
avatar
Garou de Posto Cinco

Mensagens : 2492
Reputação : 20
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Re: NPCS DO MESTRE

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua 4 Out 2017 - 23:29

Irapuan Araken


FICHA:

NOME: Irapuan Araken  
Nome do Jogador: Nimaru Souske
Idade: 25; Sexo: Masculino; Altura: 2,10; Traços: Moreno, cabelos negros selvagem; Peso: 100 KG;
Raça: Humana; Classe: Bárbaro; Nível: 10; Tamanho: M;
Alinhamento: Neutro\ Good
Iniciativa: +10 (+3 Des + 4 de bônus) +2= 16
Deslocamento: 12m.
Ponto de vida: 150 (10d12 +3).
Classe de Armadura: 20 (10 + 6 armadura de teia +3 Des +1 capa de manticora; + 1 quando usar duas armas\arma dupla), Redução de Dano 2/-.
Pontos de Ação: 1.
EXP: 45.000 \ 55.000

Resistências:
Fort +12 (+7 +3 Cons +2 grande fortitude)
Ref + 6 (+ 3 + 3 Des)
Von + 4 (+3 + 1 Sab)

Ataques: BBA+10/+5,
Corpo-A-Corpo: (+10 + 3 = 13):
bordão Magistral +13/+8, dano: 1d6 +3, cada;
clava  brutal com espinhos de tendrículo +13/+8 ou +12/+7/+11/+6, dano: 1D6 +3, 19-20, cada;
Ataques à Distância (+10 + 10 = 20):
clava  brutal com espinhos de tendrículo +13/+8, dano: 1D6 +3, 19-20, cada.

Habilidades:
For 17, (Gasto 6 + 1 nível)
Des 17, (Gasto 6 + 1 nível )
Con 16, (Gasto 6 )
Int 10, (Gasto 0)
Sab 13, (Gasto 3)
Car 10, (Gasto 0)

Idiomas:  Comum e Bárbaro.

Perícias (Max 13, 65 pontos de perícia):
Alfabetizado 2
Adestrar animais(car) +6 (6 + 0 Car)
Cavalgar(des) +8 (5 + 3 Des)
Escalar(for) +8 (5 + 3 For)
Intimidação(Car) 0 (0 + 0 Car)
Natação(For) +8 (5 +3 For)
Ofícios-Carpintaria (Int) 4 (4 + 0 Int)
Ouvir(Sab)  +10 (5 +1 Sab +2 bônus +2 mágico)  
*Observar (Sab) +3 (0/2 +1 Sab +2 mágico)        
Saltar(For) +7 (4 + 3 For)
Sobrevivência(Sab) +5 (4 +1 Sab)
*Arte da fuga(Des) +8 (2/2 +2 bônus +5 mágico)
*Concentração(Con) +5 (4/2 +3 Con)
*Conhecimento\natureza(Int) +2 (0/2 + 0 Int +2 bonus)
*Equilíbrio( Des) +10 (10/2 + 3 Des + 2 bônus)
*Esconder-se (Des) +3 (0/2 +3 Des)
*Procurar (Int) +2 (4/2 +0 Int)
"*" Não são perícias da classe bárbaro, pagando-se duas vezes mais pro elas.

Talentos por nível: Ataque desarmado aprimorado, Ágil\ equilíbrio e arte da fuga, Bloqueio ambidestro, Combater com duas armas, Combater com duas armas aprimorado, Iniciativa aprimorada, Reflexos de combate (quantidade de ataques de oportunidade: Modificador de  destreza), Raça da floresta (Ambiental), Amigo das Árvores (Regional).


Habilidades de Classe: Fúria (bônus de +4 a Força, +4 de bônus na Constituição, e uma +2 bônus de moral em testes de Vontade , mas ele recebe uma penalidade de -2 na Classe de Armadura), Esquiva sobrenatural aprimorada, Sentir armadilha, Redução de dano (2 pontos).


Equipamentos:
-Bordão Magistral – 1d6\1d6 (+2 de ataque)  \ custo:  900 PO ( 3 ataques)
-2X clava  Brutal com espinhos de tendrículo (arremesso) – 1D6 + 3  \ custo : 3.700 PO ( 3 ataques)
-Capa Delicada de Mantícora ( + 1 CA \ + 2 teste de furtividade) \ custo :2.700 PO
-Veste Delicada de teia de aranha (transparente) ( + 4 CA\ + 4 furtividade) \ custo: 4.500 PO
-Cinto da Forma Reforçada (+4 contra magia ou poderes de alteração de forma) \ custo : 5.400 PO
-Anel da Antecipação (+2 em Ouvir e Observar, sempre escolhendo o melhor resultado na rolagem de iniciativa.) \ custo :6.000 PO
-Anel da Escapada (Escapada Artistica +5 ) \ custo : 3.100 PO
-Totem do Espirito Vigilante +2 (+1d6 damage per plus, or +1d12 damage per plus against a bloodied creature. You gain an item bonus to Perception checks equal to the totem’s enhancement bonus.)  \ custo : 3.400 PO
-Cantil \ custo :1 PO
-Mochila \ custo: 2 PO
-Tenda : 10 PO
-Rações de viagem 50 \ custo : 25 PO
-5 X Antídoto \ custo: 250 Po
-Kit primeiro socorros \ custo: 50 PO
-Traje de clima frio \ 8 PO
-Bisão \ 100 PO
-freio e rédeas\ custo 2 PO
-Sela exótica montaria \ custo 30 PO

Ouro restante: 69.822 PO

Fiel escreveu:
Bisão de montaria: Animal Grande, Neutro;
Classe de Armadura:  14 (+4 armadura natural),
Pontos de vida: 48; Velocidade 12 m, correndo 24 m;
Ataque:
Corpo a corpo - Ataque:  Cascos +6, dano 2d6 + 4 por contusão, 1.5m;
Pisoteando:  Se o bisão se move pelo menos 20 metros em linha reta em direção a uma criatura e, em seguida o acerta com um ataque de cascos no mesmo turno, o alvo deve ser bem sucedido em um teste de Força contra CD 14 ou será derrubado. Se o alvo falhar, o bisão pode fazer um outro ataque com seus cascos contra ele como uma ação de bônus.
Habilidade: For 18, Des 8, Cons 14, Int 2, Sab 10, Car 6;
Qualidades: Faro, Resistência a Frio, Capacidade de Carga x3.


   
Histórico:


Irapuan Araken nasceu numa tribo selvagem de humanos, isolada no meio de uma grande floresta, apenas sabia que os que moravam ali com ele chamavam o lugar de Reino de madeira. Desde pequeno fora treinado para substituir o lugar de seu pai ( que morreu durante uma expedição de caça, junto com sua esposa, que era mãe do jovem bárbaro) no posto de chefe “militar”. Apenas tendo contato com o ancião mestre da vila e seus treinadores – Homens que faziam jus à alcunha de Bárbaros- ele não aprendera muito como conviver com as outras pessoas, sendo muito calado e preferindo se expressar através de um embate do que uma conversa, mas não era por simples violência, era a maneira mais eficiente que o garoto aprendeu a expressar seus sentimentos... só não era eficiente com aquela que conquistara o seu amor juvenil. Ao atingir idade suficiente – que era “contada” através da capacidade muscular dos homens da tribo- foi lhe concedida a grande honra das tatuagens de chefe militar e também, fora lhe prometida a mão daquela que ele mais desejava, mesmo não sendo um sentimento recíproco. Seu treinamento junto a natureza se intensificara, e sua ligação com o Deus qual fora ensinado a crer aumentava cada dia mais, pois Obad-Hai era o grande Deus da natureza, e aquelas incontáveis horas de meditação e treino em meio a floresta, agradava a divindade.

Um certo dia, em meio a seu treinamento de carpintaria – onde aprendera a esculpir clavas, lanças, arcos , flechas e bastões- ouviu-se um grande barulho fora do local. Uma figura adentrou rapidamente na tenda feita de folhas e madeira, era seu mestre – Homem muito sábio que guardava um bem muito valioso que fora passado em sua família por gerações, o dom da leitura, que secretamente fora lecionado para Irapuan- e trazia consigo uma notícia horrível: uma invasão.

O ataque havia sido orquestrado tão rapidamente que, ao tempo que correra pela aldeia, muitos guerreiros já possuíam suas faces enterradas contra o chão úmido e muitas das casas já haviam sido saqueadas. Sua face enrugou-se, seus dentes apertavam-se uns contra os outros com um misto de raiva e desespero, enquanto os pensamentos sobre onde estava sua prometida esposa viam-lhe a mente. Saiu em disparada, em rumo ao local onde residia a mulher qual parecia ter sido a única pessoa do local que não se encontrava ali, pois nem ao menos seu corpo sem vida Irapuan encontrara. Junto com seu bastão e suas duas clavas penduradas a cintura, correu mata a dentro, não se importando com os outros que lhe acompanhavam em busca de vingança contra os misteriosos invasores. Viu olhos que reconheceu... olhos que lhe fizeram perder os sentidos desde que era criança... mas ao se aproximar, pode sentir seu sangue esguichar para fora do seu corpo, como se seu coração se alegrara tanto que suas veias estavam vazando. Mas era apenas uma ideia de um menino que, fora treinado a vida toda mas nunca havia sofrido um golpe de espada. Não vira quem o acertou, apenas viu um ser se aproximando da sua prometida esposa, enquanto a espada era retirada de seu corpo. Pode escutar um” Você não vai voltar com eles, meu novo bichinho” vindo de uma voz que não conseguiu distinguir por causa da dor descomunal que sentia... sentia ódio daquela voz... sentia desespero ante a morte... até que tudo ficara escuro.

Ao acordar, viu-se deitado ante o ancião mestre, que segurava uma sacola onde estavam suprimentos suficientes para qualquer um que tenta-se se aventurar por reinos desconhecidos. Seus ferimentos pareciam magicamente curados e ele não entendia como... mas o ancião não lhe deu tempo de saciar suas dúvidas.

- Você precisa encontrar algo que fora perdido, garoto... talvez uma esposa a muito prometida, talvez uma vingança de uma derrota tão recente, talvez o amor da sua vida, talvez busque encontrar sua morte... talvez encontre sua honra pelo caminho, talvez encontre o caminho.

O levantou da cama, entregando-lhe uma bolsa e seus armamentos que carregava na semana anterior ( dormiu cerca de 7 dias depois do ataque).
- Obad-Hai é o caminho que nos trás caça para comermos, mas também nos trás invasores. Obad-hai lhe trará aquilo que você perdeu.

Fora guiado até a saída da tribo... permaneceu calado todo o caminho. Não se despediu de ninguém, apenas continuou rumando para fora de sua terra natal, para fora daquela grande floresta.Durante sua peregrinação, foi fazendo trabalhos diversos e arrecadando ouro para se sustentar, além de adquirir itens que facilitavam que ele esconde-se sua origem tribal: andava coberto com sua capa escura de manticora( deixando apenas na cintura quando estava mais a vontade) e utilizava, por cima de sua pele, uma camada translúcida de teias de aranha que lhe serviriam como uma maior proteção.

Nesses lugares, soube das guerras Golêmicas, da vitória do príncipe lars Ulu e ouviu múrmuros de que servos do feiticeiro derrotado estavam se unindo para um novo objetivo. Ouviu falar sobre os quatro celos, também sobre o poderoso Deus da destruição : Anthrarhax e como o exercito de Abigail marchava para Meta-Licana( locais até então desconhecidos por ele), o que chamou atenção do jovem Bárbaro. Talvez o caminho que lhe levasse a esse Deus, também pudesse levar para perto daquele em quem ele acreditava e que o ancião disse que lha traria o que Irapuan precisava encontrar. Desde então, ele busca saber mais sobre o que rodeia essas histórias e planeja interferir nesses acontecimentos.

No caminho trilhado para investigar essas lendas que escutara, Irapuan passou por terras que serviriam muito para sua experiência fora de sua aldeia. Passou pelas terras de um povo pequeno e amistoso, que possuía uma grande conexão espiritual com os bichos da natureza, ciando estranhos totens abençoados pelos espíritos. Irapuan aproveitou sua habilidade previamente treinada na carpintaria para treinar alguns dias neste local e finalmente criar o seu Totem com ajuda dos sábios daquelas terras, o qual carrega consigo em forma de colar em seu pescoço, amarrado com vimes.

Realizando grandes feitos por aquelas paragens, ao decidir partir para continuar sua busca, após algum tempo já passado no local aprendendo seus costumes, Araken foi presenciado com alguns pertences de um viajante que a muito tempo passara ali com os mesmos interesses do Bárbaro, mas que acabara morrendo naquelas terras, acometida de uma doença desconhecida. Os aldeões locais acreditavam que os dois tinham ligação e que talvez aqueles dois anéis e o cinto poderiam ajudá-lo na aventura que estaria destinado a seguir. Colocando um anel em cada mão e o cinto por baixo de seus panos que lhe vestiam, ele parte a caminho das terras que seriam alvo dos seguidores de Abigail.
Conteúdo patrocinado


Re: NPCS DO MESTRE

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Responder ao tópico

Data/hora atual: Seg 24 Set 2018 - 18:03