Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Os Deuses

    Compartilhe
    Mestre_Gui
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2039
    Reputação : 0

    Os Deuses

    Mensagem por Mestre_Gui em Qua Jul 20, 2016 8:02 pm

    Deuses Populares:


    Therr, senhor dos deuses e do tempo, criador do princípio, o mais poderoso entre todos, pai dos espíritos e da origem do pensamento decidiu ter companhia e de seus sentimentos brotaram os deuses. Para que houvesse alguma ordem, decidiu estabelecer 6 leis supremas, que os deuses filhos deveriam seguir ou morreriam (deixariam de existir)...Logo em seguida , Therr resolveu descansar e deixar tudo nas mãos deles.

    1° Lei : Um deus é imortal e só poderá ser destruído se for esquecido ou se desobedecer uma das leis sagradas.
    2° Lei : Cada deus pode criar seu próprio plano de existência para habitar e ali deve permanecer pela eternidade, devendo respeitar o espaço do outro e nunca invadi-lo sem permissão de Cronos ou do próprio Deus criador deste plano.
    3° Lei : Entre os mundos, deve existir um plano neutro, onde os mortais passam nascer e morrer.A energia que se desprende de seus clamores alimentará os deuses e os manterá jovens.Um deus decide por si se deseja ser adorado por amor ou por medo pelos mortais. Nesse plano, os deuses devem interferir o mínimo possível, quando invocados e com poder equivalente à fé do mortal invocador.
    4° Lei: Deuses podem habitar entre mortais, mas não em sua plena força, pois o mundo material é muito delicado. Eles devem usar corpos mortais (avatares) caso sintam a necessidade de reavivar a fé dos mortais e conquistar seguidores mais diretamente.
    5° Lei : Zion e Byron criariam as primeiras criaturas viventes. Os demais deuses, poderiam se inspirar neles e amadurecer com seus erros e acertos. Nenhuma raça criada poderá ser completamente destruída, a não ser que seu próprio deus criador assim queira.
    6° Lei : Nenhum deus pode quebrar uma promessa ou perderá seus poderes, tornando-se mortal por 100 anos ou até ser destruído.

    Depois disso, Therr adormeceu e sua presença se espalhou para todos os lados, na formo do elemento “tempo”.
    Zion e Byron, os filhos mais velhor de Therr,mais amadurecidos, decidiram começar a criar um mundo neutro, mas logo se aborreceram com isso resolveram se trancar em seu próprio plano de existência...Eles foram os responsáveis pela criação dos 4 elementos primordiais. E ensinaram seus irmãos menores e usar seus poderes... Cumpriram seu papel e instigaram os deuses a fazerem, pelo menos UMA promessa, que simbolizaria a importância da existência e objetivos deste deus.Eles disseram que entregariam a liderança do mundo dos mortais ao autor da promessa mais coerente.O escolhido foi “Honra”, considerado o mais centrado entre os deuses novatos, mas alguns de seus irmãos sentiram inveja e conspiram instigar Honra  a quebrar sua promessa e perder sua divindade e seu posto como líder.



    DEUSES "FILHOS DE THERR" :



    Humanos adoram :" A Sagrada  Trindade"

    * Honir , O pai que protege , adorado por sacerdotes e intelectuais que buscam criar e realizar boas obras.
    Promessa: “Enquanto eu for Justo e houver honra entre os mortais, serei necessário.”
    Domínios: Bem e Proteção.
    Tendência: Boa / Leal
    Símbolo : Um Escudo de Ouro e Prata.
    OBS:  Honir já habitou entre mortais, atuando com justiça e realizando pequenos milagres. Ensinou os homens sobre a bondade e generosidade. Também os ensinou a lidar com a terra e a dividir as coisas boas. Manteve a ordem e a paz enquanto caminhou pela terra dos mortais. Por onde passou, criou leis e atuou como Deus-Rei. O primeiro Dogma das Leis dos Homens fora criado por ele, uma espécie de código de boa conduta. Quando completou 100 anos de vida mortal, decidiu voltar ao seu plano espiritual, deixando que seus filhos e discípulos semeassem a justiça pela terra. Honir nunca revelou a identidade de seus filhos, para preservá-los de possíveis vingança de deuses invejosos. Entretanto, dizem que alguns humanos considerados santos ou heróis carregavam a descendência de Honir ...

    * Lothys, A mãe que cura. Deusa boa, protetora dos inocentes.
    Promessa: “Enquanto houver sofrimento a ser sanado, eu serei necessária”
    Domínios: Cura e Bem.
    Tendência: Boa / Caótica
    Símbolo: Uma noviça ou Alguém ajudando outro.
    Obs: Diz a lenda que Lothys não criou para si um plano de existência, pois ocupa-se em perambular pelo mundo dos mortais curando e ajudando inocentes, disfarçada como noviça ou anciã.Quando acredita ter cumprido uma missão, desaparece e reaparece em outro lugar...Alguns dizem que ela não possui avatar, mas possui um corpo de algum mortal puro de coração por algum tempo, pedindo permissão para tal em seus sonhos.

    * Yolaus, o herói corajoso

    Promessa: "Enquanto houver mal a ser combatido, serei necessário!"
    Domínios: Força e Coragem
    Tendência: Boa / Caótica
    Símbolo: Um guerreiro combatendo monstros.
    Obs: Yolaus era um semi-deus, que conseguiu alcançar a divindade plena, através de uma arriscada aventura nos confins dos nove abismos...É filho de Lothys com um mortal(humano guerreiro) e puxou a bondade e coragem de seus pais. É o deus preferido de aventureiros e um estímulo aos que almejam alcançar grandeza semelhante. Yolaus aparece de tempos em tempos nos mundos dos mortais, levantando heróis para combater o mal. Dizem que Yolaus foi capaz de arrancar um dos olhos de Khan e expulsar a maioria de suas tropas demoníacas de volta para seus mundos de origem....A prole de Yolaus consiste na maioria de heróis grandiosos.Dizem que também é pai dos centauros e das amazonas e que fica triste em vê-los em conflito e sabe que essa discórdia deve ser alguma espécie de vingança arquitetada por Khaan e Múh (Yolaus não sabe que existe a Sombra de Múh).


    Elfos e Homens Fera ,adoram:


    Millad, a mãe das florestas.


    Promessa: "Enquanto houver o instinto e a vida, Eu serei necessária".
    Domínios: Plantas e Animais
    Tendência: Neutra / Caótica
    Símbolo: Uma árvore frutífera fazendo sombra para filhotes de animais adormecidos.
    Obs: cultuada por povos da floresta, que atribuem à ela a criação da vida. Alguns dizem que ela exige sacrifícios para perdoar a aqueles que ousam profanar as matas sagradas com suas sujeiras e pecados.


    Byron, Deus Ancião e senhor do fogo

    Promessa: “Enquanto o fogo e a terra forem necessários para a existência dos mortais, Eu serei necessário.”
    Domínios: Fogo e Terra
    Tendência: Neutro / Caótico
    Símbolo: Chamas.
    Obs: Quando Nord e seus irmãos decidiram viajar (ainda crianças) para este lado do Universo, encontraram os deuses elementais.Alguns os receberam e os adotaram, outros ficaram desconfiados e tentaram bani-los, confundindo-os com suas sombras malignas...Depois de muito tempo e alguns mau entendidos desfeitos, Byron decidiu permitir a presença dos jovens deuses, pois gostava da alegria e agitação que espalhavam...Teve um breve caso com Millawood, mas logo se separaram , pois seus temperamentos eram explosivos demais...Do fruto desta breve união, tiveram dois deuses-filhos: Yshylla e Múh.

    Yshylla, a dançarina

    Promessa: "Enquanto a necessidade pela alegria, pela música e pela dança existir, Eu serei necessária.
    Domínios: Fogo e Vida.
    Tendência: Neutra / Caótico
    Símbolo: Uma meretriz dançando.
    Obs: Adorada por alguns como deusa da paixão e fertilidade, também é mau vista por alguns povos mais conservadores, que alegam ser uma deusa impostora, irresponsável, fanfarrona e volúvel. Yshylla não acredita que a felicidade está em casar e ser fiel até a morte.Para ela, um indivíduo deve espalhar o amor e a vida por onde passar, aproveitando tudo que este mundo possa oferecer e extraindo todo o prazer carnal possível. Yshylla é adorada por alguns humanos e gosta de se misturar à eles, disfarçada de ninfa ou de uma bela e jovem humana . Quando fica grávida de um mortal, não pode voltar ao mundo dos deuses e nem recuperar sua imortalidade até dar à luz. Por isso, criou alguns guardiões para protegê-la nestes períodos...Ela prefere ficar entre os mortais, alegando que a maioria dos deuses é muita chata e repleta de falsa moralidade. Sua prole deu origem às raças de tieflings(quando seu pai é humano), ninfas (quando seu pai é elfo), Sucubus (quando seu pai é um Orcnóide), demônios (quando seu pai é Ogre ou troll) e Titans (quando seu pai é um gigante ou meio-gigante)...


    Magos e Intelectuais em geral, adoram ou estudam:

    Múh, o enigma

    Promessa: "Enquanto houver conhecimento a ser adquirido ou ensinado, serei necessário".
    Domínios: Ordem e Conhecimento
    Tendência: Neutro / Leal
    Símbolo: Um pensador meditando sobre um pergaminho ou um quebra-cabeça.
    Obs: Uma entidade misteriosa e inteligente, sempre calculando e compreendendo o todo. É o deus preferido de magos e intelectuais. Alguns paladinos e clérigos não gostam de seus ensinamentos que "ensinam a pensar por sí mesmos", alegando que tal deus espalha o ceticismo. Múh não gosta muito de ser adorado, mas aceita discípulos com sede de saber. Múh deseja que todos aprendam até se tornarem independentes dos deuses e alcançarem a felicidade por si mesmos.Alguns deuses admiram sua maneira de pensar e outros desaprovam. Apesar de quase nunca demonstrar sua força divina, Múh sempre escapa de ciladas armadas por seus rivais através de uma estratégia impecável ou confundindo seus adversários, fazendo-os acreditar que o destruíram ou desfazendo suas alianças.A sombra de Múh ainda vive e nunca foi capturada pelos deuses. Seu nome é idêntico ao fonte deus e também compartilha da mesma  inteligência e aparência.Múh não se recorda, mas ele mesmo criou sua sombra propositalmente, expurgando de si todo sentimento que alegava atrapalhar sua lógica...Ironicamente, não se sabe se sua metade fria se tornou má ou se a metade emocional...Apenas sua irmã Yshylla é capaz de perceber quem é o verdadeiro Múh, mas precisa se aproximar e enxergar malícia ou falta dela em seus olhos...Por esse motivo, Sombra de Múh e Mú evitam os deuses, apenas observando e aprendendo em segredo...
    Deuses das Trevas:


    * Sombras dos Deuses >> São entidades malignas diversas, adoradas regionalmente por raças, tribos e povos malignos. Dizem ter sido filhos bastardos entre deuses e mortais ou reflexos negativos de sua personalidade divina, expurgados por algum motivo e criando consciência própria, corrompidos pela maldade e anseio de ascender aos deuses. Outras ainda dizer serem a prole de Shylla com deuses e mortais poderosos. Não se sabe ao certo como destruir uma Sombra dos Deuses, alguns acreditam eu somente o Deus Fonte criador da sombra pode fazê-lo sacrificando-se junto.


    *Zion , o Deus Ancião dos Mares e Ventos;

    Promessa: “Enquanto os mortais precisarem dos meus elementos para sobreviver, serei necessário.”
    Domínios: Água e Ar
    Tendência: Neutro
    Símbolo: Um Navio Pesqueiro em uma tempestade ou uma criatura marinha.
    Obs:À princípio, foi contra a presença dos jovens deuses, mas logo fez amizade com Honir e Millad. Zion é um deus forte e respeitado.Não gosta de se meter nos assuntos dos outros e é considerado o mais belo dos deuses masculinos.Por isso, é eventualmente assediado por algumas deusas. Zion, infelizmente, nunca achou o amor verdadeiro,mas seus "namoros" deram origem à criação de todas as criaturas marinhas, monstros marinhos e alguns deuses menores...Seu maior arrependimento foi ter tido um caso com Yshylla e dado origem ao deus da morte (na verdade, seu gêmeo, a Sombra da Morte, mas Zion não soube que teve dois filhos)...

    *Morte, a passagem para os mundos...

    Promessa: "Enquanto os mortais me temerem ou me desejarem, serei necessária..."
    Domínios: Morte e Viagem
    Tendência:Neutra.
    Símbolo: Uma estrada rumo ao infinito
    Obs: Morte possui milhares de nomes, e cada povo tem uma visão sobre ela...na verdade, é mau visto devido à sua Sombra, de mesmo nomes...Dizem que sua sombra foi salva da prisão pela Sombra de Múh e é caçada até hoje... Múh e Crow são os únicos que sabem a verdade e por isso, e, por algum motivo, não sentem-se impelidos e intervir e revelar essa verdade.


    Crow, o senhor dos segredos...

    Promessa: “Enquanto eu guardar os segredos do universo, Eu  serei necessário...”
    Domínios: Magia e Conhecimento.
    Tendência: Neutra / Caótica
    Símbolo: Um corvo carregando um pergaminho.

    Obs: Crow é um deus jovem, filho de Múh e Morte! Esse deus não conseguiu manter sua promessa por muito tempo e vive como mortal, perambulando pelo continente e espalhando segredos para aqueles que considera. Apesar de mortal, Crow é poderoso para os padrões normais. Seria necessário um pequeno pelotão para eliminá-lo. O jovem deus é um tanto melancólico e covarde e às vezes pende para o mal, quando sua fé na humanidade se abala Dizem frequenta e repousa nas Torres do Silencio, uma espécie de cemitério suspenso e ao ar livre, no reino das Torres do Céu. Lá ele escreve pergaminhos, livros e cria e treina seus animais preferidos: os corvos. Essas aves carregam seus pergaminhos e os entregam a heróis e vilões... Com o passar dos anos, Crow amadureceu um pouco mais e decidiu não interferir tanto na história da humanidade.  Algumas vezes, ele se arrepende e ter ensinado magia aos mortais e outras coisas, como o domínio do fogo e metal , mas se orgulha de ensinar-lhes poesia e música...Atualmente, ele tem se mostrado muito recluso e poucos loucos se arriscam em adentrar seus domínios em busca de seus segredos.


    Raat,senhor da guerra e da vingança

    Promessa: "...enquanto houver a cobiça e o desejo de vingança, eu serei necessário!"
    Domínios: Guerra e Força
    Tendência: Má / Caótica
    Símbolo: Armas e um Elmo;

    Obs: Filho de Byron e Morte, esse deus causou muitos problemas no passado, pois ameaçou extinguir todos os mortais, excitando a violência e o sofrimento. Seus adoradores eram favorecidos com poder sobre os mais fracos, mas até mesmo eles pagaram um alto preço por prestar adoração à um Deus tão perverso e orgulhoso. Por fim, foi derrotado por Yolaus, deus dos heróis, mas não destruído totalmente, sua sombra paira e ainda provoca certa influência nos corações dos homens,orcs e anões...Graças ao seu juramento divino, dificilmente poderá ser totalmente detruído, pelo menos enquanto um único ser ainda desejar a guerra ou a vingança...Estudiosos e religiosos presumem ainda, que , Raat poderá apenas ser destruído se ele mesmo desejar tal, pois , se ele próprio deseja se vingar de Yolaus e dos demais deuses, ele próprio é a maior forte produtora de sua imortalidade e poder...Talvez sua promessa tenha sido a melhor elaborada, pois não o prende a nada ou lhe impõe regras, basta ele ser o que sempre foi, rancoroso e cruel, embora, os mais sábios acreditem que viver nessa ótica não seja algo frutífero, pois o rancor impede sentimentos de felicidade e prazer pleno...A história(ou lenda) de Raat é usada em escolas filosóficas e até em monastérios, para ensinar os jovens a não alimentar sentimentos de ódio e recorrer à violência somente em último caso, pois um espírito violento e cego por vingança, esse sim, é prisioneiro de sí mesmo. Depois de sua queda, o nome de Raat foi esquecido e apagado dos livros, para não alimentar seu poder e sua lenda fora quase totalmente esquecida...Somente no seu último templo (ruínas) ainda pode-se encontrar resquícios de sua história...Esse deus foi rebaixado à "sombra", mas arquiteta cuidadosamente sua vingança, de maneira sublime, pois deseja ver Yolaus e os demais deuses de joelhos diante dele...

      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 10:56 pm