Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Dia 1 de Nórui (Iza)

    Compartilhe
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Qui Ago 25, 2016 4:27 pm

    Era dia primeiro de Nórui, sexto mês do ano. Ali pelo sul de Endor o calor era uma constante o ano inteiro, sendo parte da vida, cultura e vestuário de todos os que moravam nas sete terras, a unica exceção era pelos vales das montanhas amarelas e pelas montanhas propriamente ditas. No verão a temperatura subia ainda mais, deixando os amenos 20 graus e chegando aos quentes 30 graus nos casos extremos passando até os 40 graus de temperatura. A floresta de Valagalen providenciava um excelente amenizador para o rigoroso clima, mas ainda sim era bem calor.

    Em meio as altas arvores, lagos e rios vivia a elfa Alcarinquë. Uma jovem Fuina vinda de uma simples família elfica de uma pequena comunidade no norte da floresta. Tinha duas outras irmãs mas essas já tinha se mudado a alguns anos para o centro da floresta aonde o rei Terilaen governava. A mais nova das filhas de Galeen tinha decidido permanecer ao lado pai cuidando da guarda da borda norte.

    Como era verão e como de costume nas sete terras fazia muito calor. Entre os elfos não existia muito o senso de pudor com relação aos seus corpos e roupas. Na pequena aldeia no topo da copas das arvores era possível ver muitos fuina andando andando de tangas, fios dentais e togas, sempre com a parte de cimas de seus torsos descobertas. Os únicos que andavam mais vestidos eram aqueles que faziam parte da guarda que usavam roupas num senso mais próximo das aquelas usadas por outras raças, como os humanos, mas esses estavam na cidade apenas de passagem, resolvendo questões que precisavam e logo partindo novamente para a fronteira aonde era o seu posto. Alcarinquë era uma dessas pessoas, enquanto andava por uma das altas passarelas do povoado podia ser facilmente distinguida pela sua bonita malha de metálica que trajava por cima da túnica rica em adornos.

    A jovem fuina tinha sido mandada de volta para a vila para entrar uma mensagem ao lider local. Era algo vindo do próprio Terilaen. O rei dos elfos tinha saído do seu reino em comitiva para a reunião dos Valdacli. Após as noticias da queda de Sauron e seus subordinados, haviam uma certa cresça que tempos de paz viriam pela frente, pois não existiam mais grandes ameaças como o rei da tempestade e Ji-Indur para perturbar os povos livres das sete terras. Sauron na verdade controlava e limitava muitos dos terrores espalhados pelo mundo e quando o senhor dos aneis caiu acabou muitos deles sendo liberados. Seguindo o rumo contrario da terra media que tinha entrado num tempo de paz sob a bandeira do reino unido do norte, o sudoeste de Endor caia numa situação politica pior ainda.

    O servos do grande fogo criavam cada vez mais problemas para Imrazor III e o conflito cada vez mais piorava em Elorna, enquanto isso estranhos rumores surgiam do sul das montanhas amarelas ambos vindo dos anões quanto vindos dos comandados de Daroc. Horrores acerca de criaturas mortas vindo dos profundos tuneis de Blackfame, eram contados por aqueles que negociavam com os naugrim ou que frequentavam as montanhas amarelas.

    Em meio a isso estavam os elfos, cada vez mais inquietos com o mundo mais agitado e rápido dos humanos. As coisas que eles amavam vinham e passavam muito rápido, as pessoas que amavam eram levadas muito rápido. Os fuina assim como os elfos em geral tinha uma grande curiosidade com os humanos que sempre acabava terminando com varios sentimentos diferentes. Uns buscavam a distancia pois temia a dor que iriam sentir por amar algo que passaria tão rapido, outros eram fascinados buscando cada vez mais o contato com os Homens mesmo ignorando o fato que frequentemente seriam abalados com o sentimento da perda e aqueles que os odiavam pois acreditavam que os humanos estavam "manchando" o mundo com a sua rapidez e agitação.

    Alcarinquë ainda estava alheia a essa discussão toda vinda tanto de fora quanto de dentro da floresta de Valagalen, mas ela carregava uma correspondência importante. Andando pela passarela até a plataforma central da pequena cidade, a elfa entrou numa casa numa formato de eneágono. Ali dentro num dos cômodos sentada numa cadeira de madeira branca a escrever em alguns pergaminhos estava Aelil. Uma elfa de cabelos loiros longos e olhos azuis. Sua pele era levemente corada, ela usava uma tanga da cor azul na qual tinha os detalhes de flores em amarelo. Estava distraída em seus afazeres nem percebendo a presença da maga da guerra.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Sex Set 02, 2016 5:15 pm





    Bang!



    Vem na maldade, com vontade
    Chega encosta em mim
    Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim...



     Alcarinquë como dito não era diferente das demais elfas de sua raça um pouco mais sonhadora quem sabe e mais inquieta em relação a tudo naquele dia estava vestida igual aos demais de sua profissão, claro cada um tinha seus deveres e funções separadas, ela era só uma sentinela, mas estava tudo bem, não tinha muita coisa para lhe dar cabelos brancos ainda, aos poucos humanos que avistou de longe acenou dando um sorriso malicioso, gostava daquela raça, tudo para eles era intenso, sem dizer que cada dia deveria ser vivido como se fosse o ultimo de suas vidas curtas e isso a fascinava e nunca foi um incomodo, diferente dos seus, no final acabou incorporando um pouco isso no seu estilo de vida.

     Protegeu-se do sol não gostava de queimar sua pele clara, era vaidosa ao extremo cuidava-se para manter-se sempre bela, sem suas vestimentas de guerra usava as belas túnicas ou vestidos leves e de cores claras em todos o brasão de sua família estava estampado, gostava de ser admirada isso nunca negou, seu maior ponto fraco era ser elogiada e bajulada pelos outros, isso a deixava mais disposta a um simples dialogo.

     levando a correspondência ela andava pelo lugar alheia aos novos acontecimentos, preocupar-se com o mundo ao todo dava rugas era o que sua mãe sempre comentava, por isso ela não se preocupava muito com as coisas a sua volta, tentava resolve-las de forma rápida ou apenas afastava-se dos perigos. quando atravessou a pequena vila chegando a seu objetivo encontrava sua amiga a escrever, Aelil, não tinha notado sua presença.

    -Oi! Distraída como sempre escrevendo ! Você tem que ficar mais alerta com as coisas a sua volta, mas não quero incomoda-la muito penas vim entregar isso... Alcarinquë entregava a correspondência a elfa esperando ela dar sinal de vida.


    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Ter Set 06, 2016 3:32 am

    Aelil nem se assusta Alcarinquë quando se aproxima dela. A elfa loira sorri para a maga e se levanta para beijar a amiga. A prefeita da pequena cidade e a patrulheira era velhas amigas, intimas em todos o sentidos possíveis. Recentemente a patrulheira tinha passado algum tempo com Aelil já que desde o desaparecimento do marido e possivelmente morte a lider tinha ficado um tanto que abalada.

    Sorrindo a prefeita falou depois de ter beijado Alcarinquë na bochecha:

    - Estava respondendo umas cartas aqui, nada de muito importante. Tinha umas interessantes vindas de alguns dos povoados perto do litoral, dizendo que alguns navios gondorianos estiveram na baia de Drel. Não sabia de navios Edain por aqui desde muito tempo atrás, deve ser por causa da queda de Sauron, segundo dizem os rumores - Ela pega a carta de Alcarinquë - Obrigado, mas é estranho que tenham mandado você como menina do correio.

    Ela abre a carta e lê rapidamente. O semblante da amiga da maga se escurece quase que imediatamente, mas não fala nada. Aelil beija novamente a patrulheira e fala:

    - Obrigado por ter vindo. Preciso escrever mais algumas cartas aqui e chancelar alguns documentos para mandar para a corte. Não quero mante-la fora do seu serviço mais que o necessário. Fico feliz que tenha vindo.

    Aelil dá um sorriso para Alcarinquë e aperta os ombros da maga com as mãos numa especie de abraço, depois volta a se sentar na cadeira retornando ao monte de documentos que preenchia e escrevia.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Ter Set 06, 2016 8:30 pm



    Bang!



    Vem na maldade, com vontade
    Chega encosta em mim
    Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim...



     Alcarinquë abraçava e baijava sua amiga de forma educada, passou algum tempo com a amiga, para ela não se sentir muito sozinha, desde que seu marido morreu ela havia ficado um pouco triste, mas vai entender o amor , provavelmente ela o amou ou cisa parecida, mas isso não vinha ao caso naquele momento. -Eu não imagino nada de ruim vindo deles, algo que possa nós ameaçar quem sabe? ...Pensativa Alcarinquë sorria ao responder sua amiga -Sabe é bem melhor me mandar passear um pouco, já tinha um bom tempo que não andava entre meus conhecidos né...

    Quando viu sua amiga ler a carta e a beijar se despedindo, Alcarinquë a segura pela mão preocupada com sua amiga perguntava com calma. -O que aconteceu Aelil, aconteceu algo? Eu posso te ajudar não se preocupe com a patrulha, sabe o efetivo vem aumentando, ficar aqui por mais algum tempinho não vai fazer tanta diferença assim, agora me conte o que te preocupa? Perguntava a sua amiga o que estava a preocupando ou que o que estava escrito na carta, antes de deixa-la sentar-se e a tocar nos ombros.


    OFF: Desculpa não tinha muita coisa na cabeça para escrever...

    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Qua Set 07, 2016 4:30 pm

    Já sentada Aelil se vira para amiga que falava saindo um pouco dos documentos na qual tentara se ocupar anteriormente.

    - De modo algum, acho que vieram pra explorar mesmo e para negociar com os habitantes de Ostelor e Ró-Molló - Ela fica em silencio por um tempo e então volta a falar em tom mais baixo - Não quero falar sobre isso aqui, outros da vila podem ouvir e acabar os assustando. De noite venha a minha casa se quiser, com o som dos festejos e musica a nossa conversa tem menos chance de ser ouvida.

    Ainda sentada no lugar Aelil puxa uma cadeira para a maga sentar. Ela faz um sinal batendo no assento para a companheira.

    - Já que não quer voltar, sente-se me faça uma companhia - Ela termina sorrindo para a amiga.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Qua Set 07, 2016 8:51 pm



    Bang!



    Vem na maldade, com vontade
    Chega encosta em mim
    Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim...



     Alcarinquë sorria para Aelil sentava sem fazer muita cerimonia,.
    -Sabe que o mundo não gira só na função do trabalho, existe a diversão também...Me conte um pouco sobre as novidades do lugar o que esta acontecendo para ter grupos de humanos perambulando em nosso território, não que isso me preocupe ou incomode, na verdade humanos são um pouco mais divertidos que os elfos da nossa raça... Nem ficava envergonhada por comentar aquilo, estava descansando ali sentada matando seu empo e assim faria por meia hora de descanso antes de voltar as suas funções, a noite voltaria a casa de sua amiga como ela pediu, gostava de saber sobre os acontecimentos da vila, pena que perderia as festividades.

    No momento sentada matando o velho tempo a elfa tentava conseguir algumas informações uteis sobre o que estava acontecendo ou se tinha alguma carta a mais relacionada aos acontecimentos que a preocupou tanto ou a preocupa quem sabe, em meio a risos e velhas lembranças das suas aventuras, afinal Alcarinquë era uma elfa muito festeira e naturalmente sempre arrastou a coitada viúva Aelil em suas aventuras.


    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Dom Set 18, 2016 11:36 am

    - Os humanos? Não sei bem, cada hora acontece alguma coisa diferente, mas entre os do nosso povo que negociam com homens de Ostelor tem ouvido bastante sobre os conflitos nos pântanos de Elorna no norte. Tem a ver com os seguidores do grande Fogo, em particular aqueles que seguem a linha de Makôra. Com o fim das guerras de Sauron eles se sentiram a vontade para atacar. O nosso rei inclusive foi convocado para a reunião dos Valdacli e atualmente está com os outros na ilha da feitiçaria. Sobre os Dunedain eu não sei, os nortenhos nunca tiveram muito interesse aqui mas batedores contam que a muitos anos atrás um navio com as bandeiras de Gondor foi visto passando rumo ao sul. Parecia não estar tripulado a não ser por gatos. Muitos nem gostam de lembrar, tendo a visão como algo agourento.

    Ela suspira por um momento se virando na cadeira para encarar a amiga e pegou um das suas mãos a segurando entre as suas.

    - Você não deveria tentar se aproximar dos humanos. Eles são como a face da loucura, não tem o que se esperar deles. Cada um é como se fosse uma raça diferente. Não duvido que você não vá achar um que valha a pena, mas a morte vira o tirará tão rapido de você e o vazio e a tristeza que ficará no seu coração serão tão grandes - Aelil segurou o ar por um momento e depois falou - que a experiencia talvez seja algo que você se arrependa. Não existe felicidade para nosso povo em meio aos humanos Alcarinquë.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Dom Set 18, 2016 7:44 pm

    -Não fique preocupada Aelil...Não tenho pretensão de me apaixonar por algum humano, mas continuando com nosso assunto anterior o que tais conflitos e feitos poderiam nós afetar ou preocupar? O que te preocupa em relação a tudo que me falou, claro não falo em humanos falo sobre o que anda acontecendo em nossas terras? Você já teve um romance com algum humano Aelil?

    Soltava a mão da elfa tocando em seu ombro, na verdade dava alguns tapinhas de leve sorrindo pela brincadeira que fez com sua amiga, em meio a perguntas mais serias.
    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Qui Set 22, 2016 12:32 am

    Ela sorri para Alcarinquë antes de dizer:

    - Nós nunca pensamos que vamos até acontecer. Não, não minha amiga nunca me apaixonei por um humano, apenas conheço as historias. Todos nós já ouvimos as historias dos mestres de tradição sobre Beren e Luthien, uma das grandes historias do dias antigos. O amor dos dois era tão forte que fez Luthien seguir o seu amado para além dos círculos do mundo. Uma historia bonita e triste como muitas outras existentes na terra media.

    O ar de Aelil que era mais jovial muda para um mais serio assim que ela muda o assunto para os conflitos nas terras no norte da floresta de Valagalen.

    - Nosso rei está cuidando desse assunto Alcarinquë, você não deveria se preocupar tanto. As sete terras passaram por muito problemas ao longos dos milênios da terceira era, mas nenhum chegou as portas da nossa floresta. Não vejo o porquê disso acontecer dessa vez. Você não deveria dar atenção a possibilidades de guerras que nem chegaram a nossa porta. Fazer um conflito distante ficar próximo por traze-lo no coração ou na mente não me parece algo muito sábio - Aelil apenas dessa vez olhou cansada para a amiga - As vezes você me lembra a agitação do humanos sempre temendo algo, até mesmo a própria felicidade imaginando que ela vá escorrer pelos seus dedos - faz um silencio antes de falar - Acho que seria bom para você passar um tempo com os humanos, ver e sentir como é vida deles. As vezes é bom para um jovem elfo, é bom que ele experimente a vida intensa dos homens para que depois ele possa encarar os longos milênios da existência do nosso povo. Porquê não vai a Ostelor? Acredito que possa dar agitação que você deseja e que o nosso povo não pode lhe oferecer. Essa cidade até sob o domínio de nosso rei e amistosa a elfos.

    Aelil se levanta da cadeira e vai até uma estante próxima a escrivaninha aonde estava. Ali haviam 3 prateleiras com vários livros organizados, suas capas de encadernação dura tinham varias cores diferentes. A elfa pegou entre dois de cor prateada um envelope e se voltou para Alcarinquë estendendo a mão com a carta.

    - Tome, caso queria ir para o porto de Ostelor entregue isso a um homem chamado Abrazân. Ele tem o sangue dos antigos do homens do oeste e lhe ajudará em qualquer coisa que você precisar.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Dom Set 25, 2016 7:18 pm



    Bang!



    Vem na maldade, com vontade
    Chega encosta em mim
    Hoje eu quero e você sabe que eu gosto assim...



     -Já provei do beijo de alguns humanos, mas nada que desperta-se um amor verdadeiro, realmente nunca sabemos como vai ser o dia de amanhã, o tempo e o destino sempre nós prega peças não é Aelil...

    Sorrindo Alcarinquë se mantinha calma, em seu lugar ela apenas sorria esbanjava um pouco de sensualidade para afrontar o que sua amiga comentava e como forma de uma leve brincadeira chegou a falar.

    - Acho que eu apenas poderia cometer o pecado de desvirtuar um Humano com a minha beleza...Mas não queria ver ele morrer por minha causa... Sempre sorridente Alcarinquë se mantinha a encarar sua amiga, deixando as brincadeiras de lado, a elfa prestava atenção no que Aelil falava, ela estava certa em uma coisa, a elfa não poderia perder seu tempo com certos assuntos que o próprio rei esta cuidando, no final pegava o envelope dado por sua amiga e o guardava.

    -Não fique assustada Aelil, eu apenas estou vivendo o momento, quem sabe eu não venha a escrever algum livro de aventuras ou até um Romance...quem sabe...

    A elfa guardava a carta e pegava sua amiga pelo braço.

    -Vamos nós divertir um pouco...A noite esta só começando, vai que eu esteja afim de ir para o Porto e desbravar o mundo dos humanos? Com não poderia me divertir com minha amiga meu ultimo dia de estadia aqui... Sorrindo ela arrastou a Aelil para os festejos.

    OFF: Pegar a carta e levar ela para a festa noturna do meu pessoal, chegou a hora de se perder um pouco...


    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Sab Out 01, 2016 4:56 pm

    - Já? - Indagou Aelil com os olhos um arregalados depois da amiga ter pego a carta.

    Ela riu depois da surpresa inicial com a revelação da amiga, talvez não fosse do conhecimento da lider local as viagens feitas por Alcarinquë além das bordas das florestas de Valagalen. A guarda na borda da floresta sempre proporcionava tempo para ser gastar fazendo atividades não muito ligadas a defesa da terra dos elfos fuina.

    Aelil foi se sentar na escrivaninha para voltar ao seu trabalho quando se sentiu puxada por Alcarinquë. A mulher ia indagar sobre o que ela estava fazendo, mas a maga tinha dado a resposta quase que imediatamente. Antes de ser carregada para fora do recinto da plataforma de nove lados a elfa de cabelos dourados ainda falou:

    - Mas..eu tenho fazer alguns documentos ainda.

    No entanto a verdade era que tempo era o que os elfos mais tinham. Não era como se fossem morrer no dia seguinte, como os humanos. Não fazendo hoje fazia amanhã.

    Alcarinquë carregou Aelil para o seu próprio eneágono nas arvores. Ali as duas com a ajuda uma da outra se arrumaram para a festa que ia acontecer logo depois quando o sol descesse no horizonte. Não que elfas e elfos tivessem a necessidade de se produzir para ficarem mais bonitos como era o que acontecia com os humanos, mas existia entre eles um desejo de se vestirem melhor que a roupas comuns usadas em  ocasiões não comemorativas.

    O sol já tinha posto quando as duas desceram para o solo aonde a festa já tinha começado. Era possivel se ouvir o som do alaúde junto com a lira e tambores tocando de forma sincronizadas. Baladas diferentes daquelas cantadas no norte de Endor eram cantadas. Historias essas do povo que veio migrando para o sul a muitos milenios. Elor era a sua principal figura, o lider que os tinha levado para aquele lugar no sul.

    A musica fluía ali como uma especie de energia saindo dos instrumentos e inundando o ar ao redor. Muitos dançavam, enquanto outros conversavam em pé ou sentados no chão da floresta. Haviam som de risadas e vozes animadas no ar. Alcarinquë viu a amiga ser juntar a um grupo e dançar animadamente ao som da musica corrente, enquanto a própria estava parada encostada numa arvore, com uma taça de cristal com vinho na mão. Era possível já avistar alguns casais mais animados aos beijos outros em cantos mais afastados fazendo já além disso.

    Uns minutos depois ela pode observar Aelil se afastar com um elfo, colega de Alcarinquë na guarda, para um canto, os dois pareciam animados. Olhou para sua taça por alguns segundos antes volta a observar a amiga, quando o fez, viu a elfa já fazendo sexo oral no companheiro. A partir dai decidiu que não devia mais acompanhar.

    Alcarinquë procurou um parceiro logo depois, coisa não muito dificil de achar em meio aos elfos. Tendo já achado, passou a noite com ele e no dia seguinte acordou num eneágono estranho que não era o seu. Aelil estava em pé na porta de entrada com um sorriso no rosto.

    - Acho que não me segurei muito ontem - Disse ela um pouco envergonhada.
    Moon
    Sacerdote de Cthulhu
    avatar
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2609
    Reputação : 0

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Moon em Sab Out 01, 2016 7:46 pm



    Fica Só Olhando...



    Segura, se prepara, vou provocar;
    Se controla e repara, eu rebolar;
    Se comporta que eu encosto, mas não vou grudar...



     -Aelil, qual a surpresa!? Eu estou viva, não sou nenhuma santa, tenho desejos, sou uma elfa como qualquer outra da nossa vila, mas eu quero viver e aproveitar cada dia, cada momento ou não...

    Assim que conseguiu arrastar sua amiga para a festa Alcarinquë, ficava surpresa com o que o vinho fazia as pessoas, no final a noite foi bem produtiva para sua amiga estava contente por ver que ela estava se divertindo até demais. Alcarinquë gostava de andar bem vestida isso nunca foi e nem será nenhum mistério para quem a conhecia, seu vestido de fina seda, de cor verde clarinho, com bordados de flores em prata realçavam sua beleza como deve de ser, sem contar que as laterais do vestido eram abertas até metade de suas pernas, como poderia deixar o pecado de esconder sua pele, era vaidosa, na verdade muito vaidosa, bebendo de seu vinho procurou seu alvo, alguém para saciar seu desejo, no final um belo e jovem elfo lhe chamou atenção, com ele teria sua ultima noite naquela vila.

    No dia seguinte o Elfo deitado à cama era só mais um belo exemplar de sua raça, que naquela noite teve a sorte de ser escolhido por ela, e alimentou o seu desejo de posse sobre algo, nada mais e nem menos que isso. Afinal estava ali para uma festa e ao mesmo tempo despedida de sua vila, seguiria para outros caminhos. Aelil já estava na porta do recinto a encarando.

    Alcarinquë deixou o elfo dormindo e pegou suas roupas seguiu em direção a sua amiga já se vestindo.

    -Pelo sorriso em seu rosto vejo que a noite foi boa para você, em pensar que minha adorável amiga queria continuar presa a uma escrivaninha... Só recomendo que você não beba muito da próxima vez, já havia te avisado isso naquela noite em que te beijei e acabamos fazendo algo que não é muito bem visto pelos demais...Espero que você tenha tomado aquele chá que te deixa infértil durante alguns... Sorrindo a elfa abraçava sua amiga e seguia para a casa dela afinal tinha deixado a carta lá, na correria o mais importante era a festa, que terminou teria que arrumar suas malas para partir da vila, veria como era o mundo fora de suas fronteiras.


    Edu
    Semi-Deus
    avatar
    Semi-Deus

    Mensagens : 6627
    Reputação : 52

    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Edu em Dom Out 02, 2016 2:05 am

    - De certo modo foi bom sim, acabei fazendo algo que não esperava fazer. A empolgação da dança e da musica acabou fazendo me perder em desejo - A elfa falava ainda com o seu rosto corado ainda mais vermelho ainda de vergonha - Aquela vez não foi a bebida não, não queria dizer não, mas foi proposital.

    Aelil riu sem graça pegando a longa trança de cabelos dourados que ela estava na manhã e fica mexendo na trança para disfarçar a vergonha.

    - Eu tomei o chá, não corro qualquer risco - Diz ela aceitando o abraço de Alcarinquë - Tome cuidado lá fora e quando voltar se quiser um lugar possa ficar e ser amada procure a minha casa.

    Aelil beijou Alcarinquë na testa e depois na boca, retribuiu o abraço da amiga logo após.

    - Que Elbereth ilumine o seu caminho e a proteja - disse ela deixando amiga ir para sua casa.

    E a assim Alcarinquë partiu do pequeno povoado. Deixando momentaneamente o conforto do seu povo dos eldar. Rumava a cidade humana de Ostelor em buscar da intensidade que só os homens podia lhe dar.

    Ú i vethed...
    This is not the end...

    nâ i onnad.
    It is the beginning.

    Si boe ú-dhannathach
    You cannot falter now

    Ae ú-esteliach nad —
    If you trust nothing else

    Estelio han —
    Trust this —

    estelio veleth.
    Trust love.  

    Conteúdo patrocinado


    Re: Dia 1 de Nórui (Iza)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Ago 19, 2017 8:11 am