Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Ronald Clark

    Compartilhe
    Okley
    Cavaleiro Jedi
    avatar
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 226
    Reputação : 2
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Ronald Clark

    Mensagem por Okley em Sex Abr 28, 2017 4:24 pm

    Era dia de Ação de Graças, após uma grande insistência de sua mãe, Ron se viu obrigado a ir a participar da reunião em família. Chegou na casa de seu pais, que estavam atrasados para começar a festa, enquanto lá fora chovia fino e esfriava com o aproximar da noite.

    Seu pai ficou boa parte do tempo sentado assistindo uma partida de futebol americano, bebendo cerveja que custava a acabar, acompanhado por o irmão mais novo, que mantinha o mesmo estado de concentração do jogo que seu pai. Na cozinha preparando a ceia, estava a mãe e a irmã com o bebê dela, falavam de assuntos familiar de pouca importância. O outro irmão nem apareceu na casa aquela noite.

    Nessa reunião familiar bastante entediante se manteve até que finalmente a mesa foi posta. A mãe de Ron começou um reza cristã e render graças, por mais que já estava acostumado as tradições dela, nesse momento começou a sentir se mal, ter tontura e enjoo. Sabia que sua mãe não teria condição de afetar daquela maneira, algo estava acontecendo, porém não conseguia ter uma noção do que ocorria.

    O peru amanteigado estava tradicionalmente delicioso, mas a gordura da manteiga só piorava o mal-estar que estava passando. Sentiu finalmente ocorria, suas defesas energéticas em sua casa estavam sendo derrubas, teria que ir lá para verificar, temia que seus artefatos mágicos que ali estavam em sua caíssem em mão de pessoas más intencionadas.

    Ao levantar da mesa uma tontura lhe veio à cabeça, forçando ele a sentar novamente para não cair pela vertigem. A mãe de Ron grita com o irmão mais novo dele para ir socorre-lo, que por sua vez resmunga algo até se levantar. Acusaram o pai de Ron de ter dado bebida para ele e por isso estava passando mal, entrando em discussão geral, acompanhado por um choro estridente de bebê.

    Ficou imaginando como tão rapidamente a situação chegou naquele estado, sentia que sair dali aliviaria bastante o clima denso criado rapidamente, mas como faria em um estado tão debilitado.

    Spoiler:
    Off: Use dessa primeira cena para falar da rotina do seu personagem, o que seria um dia comum para ela e dos relacionamentos como os outros NPCs. Ate então o jogo não se passara em âmbito familiar, mas preciso saber mais informação sobre a família.
    Exalted
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 705
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Ronald Clark

    Mensagem por Exalted em Sab Abr 29, 2017 5:29 pm

    Ron estava claramente desconfortável com a situação, desde sua volta do Iraque a família não o via mais com os mesmos olhos, ele se sentou numa cadeira separada na sala e por ali ficou, imaginando que desculpa daria para ir embora mais cedo e acabar logo com isso.

    Sua mãe, Rebecca, tinha insistido muito para que ele estivesse ali, ameaçando inclusive buscá-lo em casa, devido ao tempo que não o via, apesar dos acontecimentos recentes, ela não o considerava louco como os demais faziam, ele havia sido afetado pela guerra sim, mas ela já viu isso acontecer antes com o próprio marido, e hoje, apesar de reservado, ele voltou ao normal. Ela acredita que Ron só precisa de um tempo, e tem dado isso a ele, mas o dia de ação de graças é pra reunir a família, e quem sabe essa reunião não o ajudaria.

    Seu pai, Glynn, permaneceu imóvel em frente a tv, soltando apenas alguns grunhidos conforme o jogo evoluia, e só saiu do sofá após Rebecca chamá-lo três vezes, mesmo assim se levantou falando alguns palavrões enquanto caminhava até a mesa. Exceto pelo "Boa noite" que dera quan Ron chegou, não trocaram mais nenhuma palavra. - A guerra muda a gente - Ron se lembrou ao olhar pro pai, ele dizia isso e Ron nunca entendeu exatamente o que queria dizer até estar lá e ver com os próprios olhos. Eles não conversavam muito, mas a maneira como um olhava para o outro tinha significado para os dois, eles faziam parte de um clube que ninguém mais ali conhecia, eram veteranos de guerra, e isso muda tudo.

    Richard, o irmão mais novo conversou um pouco com Ron assim que ele chegou, parecia ter sido instruído pela mãe, para não deixá-lo de fora da família quando chegasse, tanto foi assim que após poucos minutos conversando sobre motos e football Richard ouviu um dos grunhidos do pai e voltou à sala para ver o jogo novamente.

    Ron tentou brincar um pouco com o babê de Becca quando viu que estava sobrando na sala, mas era só ele se aproximar e o bebê já começava a fazer beiço pra chorar, então ele apenas ficou do outro lado do balcão ajudando a mãe com os preparativos finais e levando as coisas para a mesa, ele perguntou sobre Kyle, o outro irmão, e sua mãe só disse que ele estaria de plantão, e por isso não poderia vir essa noite.

    Na mesa, ao ouvir a oração da mãe, Ron sequer fechou os olhos, como os outros faziam, ele já havia deixado claro para a família que não partilhava da mesma crença deles, o que inclusive foi um dos motivos pelo qual foi considerado louco, ele apenas cerrou os punhos quando sentiu sua cabeça girar, ele olhou para a mãe, e em seguida para os outros na mesa, não, eles não tinham nada a ver com isso, era alguma outra coisa, mas ele ainda não conseguia identificar.

    Para evitar que aquela situação demorasse mais que o necessário, Ron se serviu e comeu rapidamente, seu pai ao ver isso, lhe ofereceu uma lata de cerveja, dizendo que a comida desceria melhor assim, e para evitar mais constrangimentos Ron aceitou e tomou enquanto comia, quase no fim do prato, ele sentiu novamente aquela sensação, alguém estava na casa dele, - mas como isso é possível, está tudo selado e entrar lá não seria tão rápido. - Ron precisava fazer alguma coisa, não podia deixar que seu santuário fosse violado, ele se levantou imediatamente, mas a tontura foi tão grande que ele se estabacou de volta na cadeira, sua mãe mandou Richard acudí-lo, o que ele obedeceu a contragosto, ajudando Ron a se levantar novamente.

    - Só preciso de um pouco de ar e vai ficar tudo bem. - disse ele se segurando ao irmão e tentando alcançar a porta, precisava mesmo de um pouco de ar, e alguns minutos pra se recompor, antes de seguir para casa e ver o que estava ocorrendo por lá.

    OFF:
    Vou dando detalhes conforme a história for rolando, estamos aprendendo juntos sobre o personagem, o texto acima já introduz um pouco a família, no próximo post tento dar mais detalhes e criar a rotina diária.


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 3:23 pm