Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [LOCAL] JARDINS

    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Ter Maio 12, 2020 9:02 pm

    [LOCAL] JARDINS Jardin10
    Os jardins circulam a casa, sendo o primeiro lugar por onde as pessoas passam antes de chegar às portas da Mansão e o último lugar antes de chegarem ao bosque. Alguns alunos fazem o serviço de jardinagem enquanto se revezam.
    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Dom Jun 07, 2020 11:28 pm

    @Ayana

    [LOCAL] JARDINS 04emma10

    Ao chegar no local, Emma Frost já estava lá. Ela trajava um terno feminino branco e um uma blusa rosa claro. Estava sentada em um banco de pedra ao lado de uma roseira enquanto observava a menina se aproximando... quando ela chegou, Emma deu um leve sorriso que só foi perceptível porque a garota era esperta.

    Emma: Bom dia, mocinha. Pelo visto nos encontramos de novo...

    Ela bateu no banco, meio que com as pontas das unhas, fazendo barulhos delicados e convidando a garota a sentar-se ali.

    Emma: Eu sei que já tivemos a oportunidade de nos conhecer antes, mas nada como este momento agora. Devo dizer que estou curiosa sobre a razão pela qual me escolheu como sua mentora. Claramente não parece que fazemos o estilo uma da outra, então, me diga... o que se passa nessa linda cabecinha? O que você espera de mim e dos nossos encontros? Seja sincera... eu poderia saber se não fosse, mas prefiro a incerteza da confiança. Isso torna a vida e as relações muito mais... interessantes.
    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Dom Jun 07, 2020 11:31 pm

    @Claude Speedy

    [LOCAL] JARDINS 03bans10

    Do outro lado dos jardins, estava um homem ruivo trajando uma roupa social. Ele estava de costas, quando ouviu Cristiano se aproximando....
    Então, ele virou e deu um simpático sorriso Irlandês.

    Sean: Olá, garoto! Meu nome é Sean... Sean Cassidy; e eu serei o seu mentor aqui no Instituto Xavier.

    Ele estendeu a mão para cumprimentar Cristiano.

    Sean: Primeiro eu gostaria que você se apresentasse... me falasse sobre você, suas expectativas.... e o que te trouxe aqui.
    ayana
    Cavaleiro Jedi
    ayana
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 223
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por ayana em Seg Jun 08, 2020 2:15 pm

    Diana Crawford

    Concentrada em fazer o reconhecimento tátil do quarto à meia-luz, Diana quase caiu para trás quando, de repente, alguém bateu em sua porta para avisá-la de que deveria se encontrar com sua mentora. Ela respondeu que estava quase pronta e que não seria necessário acompanhá-la porque sabia onde Emma Frost estava. "É em algum lugar do jardim", refletiu. "Não será difícil encontrá-la."

    Saiu do quarto levando debaixo do braço uma bengala retrátil, utilizada, de vez em quando, para encostar em imagens próximas e assim constatar sua materialidade. Até chegar ao jardim, cumprimentou todas as pessoas que cruzaram seu caminho, incluindo algumas ilusões. Quando se encontrava sozinha, aproveitava para conversar em voz baixa com Alice.

    - Sabe, não tenho mais certeza se foi uma boa escolha… pois é, eu pensei na Rainha Branca. De fato, as duas são muito parecidas. Mas você se lembra do que disseram? Ela é a professora mais implacável aqui e você sabe né, Alice, eu nunca fui a queridinha dos professores...

    Encontrou a mentora sentada em um banco de pedra ao lado de rosas vermelhas que pulsavam no mesmo ritmo de seus batimentos cardíacos. Retribuiu o sorriso de Emma com um sorriso igualmente discreto e sentou-se ao seu lado. Tinha as mãos entrelaçadas no colo e os olhos fixos nas sapatilhas de lantejoulas vermelhas iguais às de Dorothy no filme O Mágico de Oz.

    - Eu sei que já tivemos a oportunidade de nos conhecer antes, mas nada como este momento agora. Devo dizer que estou curiosa sobre a razão pela qual me escolheu como sua mentora. Claramente não parece que fazemos o estilo uma da outra, então, me diga... o que se passa nessa linda cabecinha? O que você espera de mim e dos nossos encontros? Seja sincera... eu poderia saber se não fosse, mas prefiro a incerteza da confiança. Isso torna a vida e as relações muito mais... interessantes.

    - A senhorita pode vasculhar a minha mente, se quiser. Eu realmente não me importo. Sei que já esteve aqui - Diana apontou para a cabeça. - Mas devo lhe dizer que, para além do País das Maravilhas, também vai encontrar aqui dentro os nove círculos do inferno.

    Um breve relance de um deles veio, não como imagem ilusória, mas sim uma lembrança indistinta, o que era bem pior, por trazer de volta aquela sensação de horror. Além de tudo, a garota se sentia exausta. Deu um longo suspiro e fechou os olhos para não se distrair com ilusões.

    - Acho que foi por isso que escolhi a senhorita… eu… sabe, demorou muito tempo para as pessoas acreditarem em mim. E eu até entendo porque… eu vejo coisas que ninguém mais vê. O tempo inteiro - disse fazendo uma breve pausa a cada palavra - vendo ilusões. Quer dizer, elas desaparecem quando estou assim, de olhos fechados.

    Voltou a abrir os olhos que se revelaram perdidos apontando para as nuvens. Com a voz vaga como se carregada para longe pelo vento, murmurou com indiferença:

    - Eu não estou louca, né?

    Em seguida, virou-se para Emma Frost e pela primeira vez encarou seus olhos cinzentos.

    - Digo... essas ilusões que eu vejo são reais. Se tenho um poder que me afeta… eu… - fez uma pausa para tomar ar antes de desabafar. - Na real, eu não aguento mais. Preciso muito da sua ajuda para controlar isso, ou então, sei lá, arrumar um jeito de desligar de uma vez! Então eu achei que… talvez… a senhorita pudesse entrar na minha mente e fazer isso.
    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Seg Jun 08, 2020 5:36 pm

    Emma ouvia tudo o que a garota tinha para dizer, calada, mas sem tirar os olhos da jovem.

    Emma: Louca? Bem... talvez você possa ter traços de loucura, mas não terei como saber, pois não sou psiquiatra. No entanto, não é por conta de ver suas ilusões constantemente que você estaria. Isso nada mais é do que a manifestação latente do seu gene-X interagindo com você.

    Continuou.

    Emma: Sim, eu posso desligar o seu poder. Inclusive permanentemente se você quisesse.... mas eu não faria isso. Seus poderes são parte de você. Se algum dia você acordasse e os seus amigos do País das Maravilhas não estivessem mais aí... e então? Talvez isso sim a deixasse louca, Diana. Saber que nunca mais veria aqueles com quem você conviveu estão aí. Você talvez passasse o resto da sua vida procurando a toca do coelho e nunca a encontraria... ficaria velha balbuciando coisas que iam resultar em Diazepan na veia.

    Olhou para frente e não para Diana.

    Emma: O que posso fazer por você, mas isso vai requerer muito treino e vontade sua, é ensinar você a conviver e a controlar os seus poderes de maneira que eles não te atrapalhem a ter uma vida "normal". Veja, querida... os seus amigos ilusórios eles agem de acordo com o seu subconsciente. Eles não podem fazer nada que você não queira ou que você não faria. Você é uma boa garota.... você pode muito bem ver o gato de Cheshire contando alguma piada que você ache engraçada, mas dificilmente veria o Chapeleiro Louco estuprando a Alice... porque isso não faz a menor parte do seu ser e da sua personalidade.

    Continuou...

    Emma: O problema com as suas ilusões é que você as trata como um complemento para as suas ações e escolhas... um complemento desnecessário, tendo em vista que você mesma poderia tomar as suas decisões sem elas. O que eu sinto que lhe falta, Diana... é auto-confiança. Você não se sente capaz e, por esta razão... você cria as ilusões para preencherem as lacunas. Você mesma poderia fazer isso... e eu vou ajudá-la. Eu tenho uma tarefa para você, Diana...

    Olhou para as roupas da menina e disse com um tom um pouco de desdém...

    Emma: Suas roupas escondem quem você é. Você está vestida como alguém que não quer ser reparada, como alguém que gostaria de ser invisível. Você fará o seguinte...

    Ela pegou um talão de cheques, preencheu e depois tirou um cartão do bolso.

    Emma: Este é o meu estilista pessoal... Você pedirá que ele venha aqui e ele vai lhe dar um empurrão. Gaste o que ele pedir, não me importo... o cheque está em branco. A primeira coisa que vamos trabalhar é a sua confiança... os seus poderes se alinharão com ela e então... você estará passando a exercer o controle. Apenas me faça um favor... Quando for escolher o que vestir, não ouça o que os seus amigos disserem.... Ouça apenas você e o Sr. Van Torpp.
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3050
    Reputação : 54

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por Claude Speedy em Seg Jun 08, 2020 8:08 pm



    [LOCAL] JARDINS 5d52ca25db82777e58371fb674e940f0--electra-henry-zaga

    Certo, um ruivo. Estilo europeu ao extremo.

    Sou Cristiano...

    Cumprimentava de volta.

    Eu vim pra cá porque bati no tal do Wolverine... Quer dizer... Ele fala que eu sou mutante, mas eu sei que é por causa do que eu fiz antes, né.. com os meninos que mexeram com meu irmão. Eu só espero treinar um pouco de artes de luta e talvez estudar em um colégio melhor, em uma faculdade ...Quer dizer... Elas não são boas no Brasil... Eu soube que teve uma época que vocês aceitavam não mutantes antes de mim. Eu sei que não sou o primeiro.[/quote]
    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Ter Jun 09, 2020 1:27 pm

    Sean: No Wolverine? Hahahaha! Depois você tem que me contar mais sobre isso. Com certeza eu vou querer ouvir!

    Sean coçou o queixo com a afirmação de Cristiano.

    Sean: Nós aceitamos "não-mutantes" antes? Hmmm... Essa informação me escapou, amigo. Nah.... na verdade nós nunca aceitamos "não-mutantes" aqui. Eu sei porque os primeiros alunos ainda estão aqui, lecionando... Então, não teria como.

    Ele continuou.

    Sean: Bem, aprender artes marciais e esse tipo de coisa é algo que com certeza você irá aprender. O mundo é um lugar perigoso e é duas vezes mais perigoso pra gente como nós... então uma das coisas que o Instituto se preocupa é em ensinar todos a se defenderem. Nós nunca atacamos primeiro... mas não levamos desaforo para casa.

    Olhou para ele.

    Sean: Então, me fale.... Além de ser um dos mutantes que vivem em negação e que acham que os seus poderes são mero uso de sua habilidade.... o que você realmente faz?
    Claude Speedy
    Antediluviano
    Claude Speedy
    Antediluviano

    Mensagens : 3050
    Reputação : 54

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por Claude Speedy em Ter Jun 09, 2020 5:03 pm

    —Me contaram que uma tal de Ororo Monroe da Africa foi parte dos X-men e não tinha poderes... Quer dizer... Não sou bom em inglês, então eu lembro que eu ouvi isso, mas não sei se escutei direito.

    Cristiano coçou a cabeça, com a mesma dúvida com que o queixo de Sean era também incomodado...

    — Eu não vi eu fazer nada... quer dizer...nada do que dizem... Não sei, não pareço mutante. Eu até pensei em ir com a Emma Frost, mas eu não tenho poderes de gelo, então aguardei ser escolhido por vocês

    Cristiano observava ao redor.


    — Mas você não me disse qual são seus poderes.
    ayana
    Cavaleiro Jedi
    ayana
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 223
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por ayana em Qua Jun 10, 2020 2:33 pm

    Diana Crawford

    "Achei muito bonito esse pingente, será que é de diamante?", pensou Diana com os olhos pregados no colar de Emma Frost. Ao mesmo tempo, tentava prestar atenção no que ela falava. Ao mesmo tempo, tentava silenciar a confusão de vozes que ecoavam em sua mente:

    Sim, eu ouvi bem, ela disse desligar, exclamou o Coelho Branco. Ela não pode desligar, A Rainha Branca pode desligar, Desligar o quê?, perguntou o chapeleiro. Ela quer acordar! Não, não pode ser, "Quanto será que custa esse colar?", Não sou psiquiatra, dizia Emma Frost. Pense bem, você tem certeza? Não faça isso, por favor, Eu já não aguento mais, Seu gene-X interagindo com você, Vamos ficar calmos! Olhe para mim, Mary Ann, implorava o coelho.

    A mão de Diana apertava com força a bengala. Mesmo com a visão embaçada, as pupilas não se moveram um milímetro sequer do centro do pingente; mas pela voz - Por favor, olhe pra cá! - ela sabia exatamente a posição do Coelho Branco e, com um gesto rápido, cortou ele ao meio com a bengala. De longe, ouviu gritos de "Cortem a cabeça!", que acrescentaram uma ironia à sua decisão de pôr fim àquela confusão de sons e imagens. Puxou de volta a haste da bengala e, esforçando-se para aparentar naturalidade, disse para a mentora:

    - Desculpe, tinha um coelho aqui do meu lado que não parava de falar. E eu sei que ele deve aparecer de novo a menos que a senhorita…

    - Sim, eu posso desligar o seu poder. Inclusive permanentemente se você quisesse.... mas eu não faria isso. Seus poderes são parte de você. Se algum dia você acordasse e os seus amigos do País das Maravilhas não estivessem mais aí... e então? Talvez isso sim a deixasse louca, Diana. Saber que nunca mais veria aqueles com quem você conviveu estão aí. Você talvez passasse o resto da sua vida procurando a toca do coelho e nunca a encontraria... ficaria velha balbuciando coisas que iam resultar em Diazepan na veia.

    Embora Diana não tivesse dedicado muita atenção aos amigos imaginários, pela primeira vez, todos estavam em silêncio, praticamente imóveis, sentados sobre o gramado. Olhavam para ela, que olhava para si mesma. Via um abismo escuro onde antes se encontrava a toca do coelho rodeada por raízes, pedras, fungos, e mais abaixo, por objetos de decoração. Foi assim que se deu conta de como seria vazia sua existência, caso fechasse a passagem para o País das Maravilhas.

    - Acho que tem razão… - disse antes de abrir um sorriso tímido para as ilusões à sua frente, que mesmo contentes, mantiveram-se comportadas e muito atentas às palavras da Rainha Branca.

    Foram necessárias poucas palavras para Diana receber uma resposta equivalente a todos os anos de terapia. Agora já não restava dúvidas de que fora uma decisão acertada optar por uma mentora telepata. "É isso, preciso confiar mais em mim mesma", era um pensamento carregado de boa vontade, porém sem qualquer referência empírica. Ao se perguntar se alguma vez na vida se sentira confiante, a resposta foi um silêncio revelador. Felizmente, sua mentora lhe guiava a dar os primeiros passos, a começar alterando seu estilo de se vestir.

    Diana já não se lembrava mais qual a cor original de sua camiseta. Após ouvir o comentário sobre suas roupas, elas se apresentaram como desgastadas e cheia de manchas. Talvez tivesse se sujado na hora do almoço. Puxou um pouco a camiseta até o nariz para ver se havia algum cheiro de molho ou de suco, mas reconheceu apenas um cheiro de gato misturado com sabão em pó.

    Emma lhe entregou um cheque dourado em branco. Por alguns segundos, a garota ficou olhando para ele, enquanto refletia o que fazer diante da improvável situação de receber uma quantia indefinida de dinheiro. Por fim, resolveu aceitar o cheque, convencida de que seria muito bom recorrer à ajuda de um estilista, a julgar pelas roupas de sua mentora. Fato é que um dos motivos de tê-la escolhido foi porque Diana Crawford queria muito se tornar parecida com Emma Frost. A viabilidade deste desejo a deixou bastante entusiasmada, mas nem por isso menos acanhada.

    - É muita gentileza sua, senhorita Frost. Na verdade, eu nem sei direito como agradecer…

    Guardou o cheque e o cartão no bolso. "Tá no meu bolso direito da frente", repetiu para si mesma, ao menos umas cinco vezes, por já estar habituada a se esquecer onde deixava as coisas.
    scorpion
    Troubleshooter
    scorpion
    Troubleshooter

    Mensagens : 798
    Reputação : 63

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por scorpion em Qui Jun 18, 2020 3:25 am

    [OFF]: Gláucio, não vou poder atualizar pra você porquê não há nada que dê pra eu aproveitar no seu post. Comojá expliquei, os X-MEN não são conhecidos e vocês sequer ouviram falar deles. Além disso, não é do conhecimento de nenhum personagem o Homem de Gelo e nem que Emma Frost foi sua mentora (até porquê, na minha cronologia, nem foi). Assuma que vocÊs falaram mais um pouco e ele lhe falou sobre seus poderes de controlar ondas sonoras... depois o dispensou.[/OFF]

    @Ayana

    Emma viu a menina fazendo um golpe com a bengala e apenas acompanhou com os olhos. De fato, poucas coisas arrancavam expressões de alguém como Emma Frost.

    Quando a menina agradeceu o cheque, Emma comentou com ela.

    Emma: Não precisa me agradecer... você precisa mais do que eu. Apenas vamos trabalhar a sua confiança e o seu poder, naturalmente aflorará. Fale com Van Torpp agora mesmo e.... espere. Eu mesmo falo.

    Ela pegou o celular e ligou para um numero.

    Emma: Sr. Van Torpp? Emma Frost aqui.... hmmm... Eu quero que você venha até o Instituto hoje. Preciso que você dê um jeito numa aluna minha. Hmmm... Hmmm... Eu não quero saber. Esteja aqui antes das 18h, pois ela terá um evento. Isso... sim... ela deve ter...

    Analisou a menina de cima abaixo.

    Emma: Pouco peito, magra. Tem 16 anos... Cabelo escuro... ok. Aguardo você.

    Olhou para Diana.

    Emma: Ele estará aqui às 18h. A propósito, à noite haverá uma festa de boas vindas para vocês. Espero que você possa trabalhar sua confiança nela. Agora... nosso encontro acabou. Foi um prazer, srta. Crawford.
    ayana
    Cavaleiro Jedi
    ayana
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 223
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png

    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por ayana em Seg Jun 22, 2020 2:00 pm

    Diana Crawford

    O barulho de um relógio chegou de novo aos ouvidos de Diana. Tic, tac, tic, tac pareciam vir de todas as direções. A garota olhou ao redor até encontrar o Tempo com um sorriso no rosto. Toda vez que ele se manifestava em suas ilusões, tinha uma aparência diferente. Desta vez, era um garoto da sua idade que poderia se passar por um estudante qualquer. Mesmo assim, era fácil reconhecê-lo porque do pescoço pendia um grande relógio todo negro com o aro e os ponteiros prateados. Não mostrava os números e as horas marcadas (quinze para as duas) nunca coincidiam com o horário oficial de Nova York. Ele apontou para Emma que dizia:

    - Fale com Van Torpp agora mesmo e…

    Em ato contínuo e já preocupada, Diana se perguntou: "O que eu vou falar pra ele?" Tinha planejado ligar quando estivesse sozinha no quarto depois de ensaiar toda a conversa, acrescentando possíveis desvios de assunto.

    - ...espere. Eu mesma falo.

    Primeiro, Diana olhou com desconfiança, mas depois teve certeza de que Emma estava ouvindo seus pensamentos. Ao contrário da maioria das pessoas que se sentiria desconfortável com este tipo de intromissão, a garota se sentiu bem aliviada, a ponto de agradecê-la em pensamento.

    Na segunda vez que olhou para o Tempo, teve a impressão de que no relógio dele havia se passado mais de uma hora. E estava correta, embora não soubesse, porque agora ele marcava três e meia. Após repetir as horas em sua mente para tentar não se esquecer, Diana viu que outra vez o Tempo apontava para Emma que falava no celular.

    - Eu quero que você venha até o Instituto hoje.

    Estava tudo acontecendo rápido demais. Não precisava de um estilista agora. Diana ainda nem havia tirado as roupas da mala. Poderia haver alguma blusa menos neutra que combinada com uma saia longa já representaria uma considerável mudança de estilo. Contava ainda com a possibilidade de pedir conselhos para as novas colegas que, além de se vestirem bem, pareciam pessoas legais.

    - Esteja aqui antes das 18h, pois ela terá um evento - disse Emma para o senhor Van Torpp.

    "Como assim um evento?"

    A pergunta se espalhou por suas ilusões e logo se tornou o único assunto de um intenso debate. Várias especulações inúteis que só alimentavam sua ansiedade, sua impaciência, seu estresse, sua raiva… até que tudo explodiu:

    - Já chega! É pra todo mundo calar a boca agora! Eu juro pra vocês que se eu continuar ouvindo essa discussão inútil, vou pedir pra senhorita Frost desligar meus poderes para sempre!

    O falatório diminuiu bastante, mas restaram ainda alguns comentários sobre o temperamento explosivo de Diana, que desejava muito ser capaz de estrangular certas ilusões. Mas por se tratarem de uma minoria estridente, logo conseguiu ignorá-las e ainda desfrutar da parcialmente bem-sucedida chantagem para que a maioria ficasse calada.

    Não demorou muito para Emma Frost revelar que o evento seria uma festa de boas-vindas. Nessa hora, fez todo o sentido a consulta de um estilista porque a garota não tinha nenhuma roupa adequada. Em sua casa, ela usava qualquer coisa, mas sempre que precisava sair, dependia da ajuda dos pais que descreviam cada peça. Ela escolhia roupas discretas para se assegurar de que as reações ao menos não fossem negativas. Mas agora com a ajuda do senhor Van Torpp, chegou até a se imaginar eleita a rainha do baile, como nas comemorações de fim de ano. A ideia por si só deixou suas bochechas vermelhas.

    Diana agradeceu mais uma vez e se despediu da mentora. Em seguida, voltou sua atenção para o Tempo, cujo relógio marcava quatro e vinte, e disse enquanto caminhava de volta para a mansão:

    - Sim, já sei que não tenho muito tempo, mas esse seu relógio aí tá muito errado.

    Quer dizer, não tinha muito tempo para se preparar psicologicamente para a festa, por outro lado, se ficasse pensando nisso, aquelas vozes irritantes poderiam voltar. Portanto, decidiu que seria melhor procurar por um ambiente mais tranquilo, que não fosse seu quarto. Uma ótima opção estava bem perto. Precisou apenas dar meia volta e caminhou em direção ao bosque.
    Conteúdo patrocinado


    [LOCAL] JARDINS Empty Re: [LOCAL] JARDINS

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Ago 03, 2020 9:24 pm