Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    2Miaus
    Mestre Jedi
    2Miaus
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1053
    Reputação : 102
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por 2Miaus Sex Out 01, 2021 9:08 pm

    Fui desafiada a contar um vexame que passei jogando RPG pelo William.

    Faz muitos anos atrás e era minha segunda vez jogando RPG de mesa de Vampiros, ai estava meu grupo de vampiros novatos investigando um parque cheio de lobisomens. Estávamos cercados e eu quis ir pra porrada logo... Dei um chute nas barracas e quase matei o grupo inteiro.

    Mestre foi bonzinho e os jogadores mais experientes contornaram a situação =D
    Mas quase acabei com a mesa com 15 minutos de jogo hehe

    bahamut
    Mutante
    bahamut
    Mutante

    Mensagens : 537
    Reputação : 104

    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Re: Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por bahamut Sex Out 01, 2021 9:27 pm

    Oi... Fui desafiado a falar verdades sobre alguem kkkk

    Sabiam que o Beaumont era fã do Gambit quando era moleque? Ele andava com umas cartas escondidas e sempre que ele achava que devia (era zoado, alguem irritava ele, ansioso pra falar com uma menina) ele esperava a pessoa virar as costas e jogava a carta sussurrando baixinho "vingança do Gambit"
    2Miaus
    Mestre Jedi
    2Miaus
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1053
    Reputação : 102
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Re: Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por 2Miaus Sex Out 01, 2021 9:30 pm

    2Miaus
    Mestre Jedi
    2Miaus
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1053
    Reputação : 102
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Re: Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por 2Miaus Sab Out 02, 2021 8:13 pm

    Vamo lá, lá no tópico de V ou D, escreve uma mini fanfic de como gostaria de matar um personagem que já interagiu em on


    Personagem Jay - Jogo Valley

    Fazia meses que Jay não tomava o remédio que o deixava "calmo e feliz". No começo era fácil enganar os pais, mas conforme a ausência da substância no seu corpo aumentava, as crises de raiva ficavam cada vez mais difíceis de controlar.

    E não precisava de muito para que a chavinha na mente do jovem girasse, bastava a mãe o mandar tomar banho ou o pai falar num tom mais autoritário que Jay sentia um formigamento se espalhando pelo corpo, o calor da ira o atingia com tanta força que ele precisava cerrar os punhos e os dentes para se conter. Enquanto tentava manter seu corpo imóvel, sua mente gritava alucinada.

    Crises assim eram constantes e Jay se sentia andando numa corda bamba e ele sabia que uma hora ou outra iria despencar.

    Só não imaginou que iria acontecer tão cedo. Era uma manhã igual às outras, sua mãe gritou da cozinha para Jay descer. Mas o menino de cabelos prateados não tinha pregado o olho ainda. Ele sonhou de novo com Jaden, um menino muito parecido com ele mesmo, mas com a boca costurada. Jay sabia que o amigo não podia falar, mas eles se comunicavam com a mente. E Jaden o alertou. Sua família era uma farsa, aqueles não eram seus pais verdadeiros e sim monstros, como o sapo negro e asqueroso que eles mataram juntos.

    O menino sabia que tinha que descer ou eles iriam o buscar lá em cima, mas precisava estar preparado para tudo. Por isso andou até o quarto dos pais e arrastou o maleiro até próximo do armário. Jay sabia que na prateleira de cima, dentro de uma caixa de sapato seu pai guardava um revólver. Ele escutou seus pais discutindo logo após a mudança, sua mãe não queria uma arma em casa, mas seu pai dizia que era apenas para emergências.

    Bom… se matar monstros não fosse uma emergência, o que seria?

    Jay sentiu o metal frio e pesado nas mãos, ele esperava que a arma estivesse carregada, pois não sabia como abrir o tambor. Enquanto ele se dirigia para as escadas sua mente lhe pregava peças novamente. Eram imagens de  sua família vivendo bons momentos em Vancouver, onde Jay acreditava que era realmente feliz. E uma voz lá no fundo tentava fazer o menino desistir dessa ideia.

    "ELES SÃO SEUS PAIS… É TUDO INVENÇÃO DA SUA CABEÇA… VOCÊ É LOUCO LEMBRA??

    Os passos de Jay se tornaram vacilantes, eles eram bons pais. Quando foi que tomou o remédio pela última vez?

    Mas tinha o Jaden… Jay confiava nele, os dois haviam sobrevivido juntos e ele sentiu uma conexão com o rapaz que nunca sentiu antes.

    Por via das dúvidas escondeu a arma na manga da blusa. Ao chegar na cozinha, viu a mãe mexendo no celular e o pai ocupando lendo o jornal.

    Grace: Bom dia, filho! Não deu tempo de preparar algo pra você levar... hoje vou fazer uma entrevista de emprego... de novo. Antes de sair você pode pegar dinheiro na minha bolsa lá na sala. Mas come algo.

    "IMPOSTORA…. MINHA MÃE REAL TERIA FEITO MEU CAFÉ DA MANHÃ."

    O rapaz sentiu um formigamento subir pelas pernas e braços, sua respiração começou a ficar acelerada e ele reparou na manchete que o jornal trazia.

    “ProLab inaugura novo laboratório, após o acidente”

    E a foto na reportagem chamou sua atenção. Uma sala que Jay conhecia. Branca, com aparelhos médicos e algo que poderia ser uma cama destruída.

    "JADEN… "

    Aos poucos o que ele achou ter sido um sonho se tornou realidade. O jornal dizia que um carro tinha atingido as instalações, mas era tudo mentira, assim como a vida que estava vivendo agora.

    "ISSO TUDO É MENTIRA!"

    Thomas: Filho?! Vai se atrasar assim! Acorda.

    Jay encarou o seu pai, que não era mais pai. Como antes quando seu pai se transformou num rato, o monstro fingia ser outra pessoa.

    Jay: Vocês não vão me enganar dessa vez!

    O garoto apontou a arma na direção do homem e escutou uma exclamação de surpresa de sua mãe junto com o baque do celular batendo na mesa.

    Thomas vacilou por um instante, mas começou a se levantar da cadeira lentamente.

    Thomas: Jay… largue a arma agora.

    O menino estreitou o olhar e apertou o gatilho sem vacilar. A trajetória da bala foi numa linha reta e acertou o pai no peito que tombou para trás. Mas Jay estava extasiado, a sensação de apertar o gatilho, de sentir o coice pelo braço, do sangue jorrando. Era uma sensação tão satisfatória quanto daquela vez na sua antiga escola, quando ele deixou um colega inconsciente de tanto bater. Mas desta vez era mais fácil, tinha o poder na palma da mão.

    Grace estava em choque ao ver o marido no chão agonizando e a poça de sangue que se formou ao redor. Ela sentiu as lágrimas escorrendo pela bochecha e viu o filho apontando a arma para sua cabeça.

    Seu filho querido estava sorrindo como antigamente, um sorriso alegre.

    Jay: Adeus Mamãe!
    Tellurian
    Tecnocrata
    Tellurian
    Tecnocrata

    Mensagens : 350
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Re: Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por Tellurian Qua Out 06, 2021 9:39 pm

    Fui desafiado pelo Jean a escrever um conto que tivesse paixão, fofurice, violência e tempero.

    Então, eis a minha entrega:

    Noites de Glória e de Fúria.

    O cheiro do sangue fresco perfuma a brisa noturna. O humano é forte, eu admito isso. Louco, talvez burro. Mas forte. Me pergunto se apostei no cavalo errado.

    Ja faz quanto tempo que eles entraram na floresta sagrada? Uma semana? Duas? Não sei. O tempo passa rápido enquanto nos divertimos. Ele chamou a minha atenção desde o primeiro momento. É divertido caçá-lo. É divertido acuá-lo. Vai ser divertido se ele sobreviver, mas talvez ainda mais divertido quando o sangue dele voar.

    Aquela atitude arrogante. Ele riu ao receber o desafio. Fez pouco quando foi avisado que não poderia contar com nada além de seu conhecimento e da sua habilidade. Eu achei que ele não iria durar um dia. Que morreria de sede ou que beberia uma poça de mijo no desespero depois de três dias sem água e morreria de disenteria. Mas aqui estamos.

    Eu preparei armadilhas pra ele. Ele as encontrou, as desarmou e as utilizou para caçar e conseguir a própria comida. Isso foi interessante. Os outros se cansaram de colaborar e entenderam que essa competição só acabará com todos mortos ou com apenas um único deles vivo e coberto de Glória. E então a guerra começou, e o sangue começou a jorrar.

    Meu preferido era um homem forte. Lutador de MMA, eu imagino. Ele viu no meu preferido um desafio. A batalha levou três dias. Ele espalhou rastros falsos para o meu preferido, que engoliu isca, anzol e chumbada. Andou em círculos, não dormiu, exauriu seus recursos. Quando finalmente se encontraram, meu preferido estava exausto e sem recursos. A luta nem ao menos foi um desafio. Ele cortou a garganta do meu preferido com os dentes. Eu praticamente pude sentir o gosto. E agora o meu preferido é ele.

    Eu invoquei a Mãe e o persegui sobre as quatro patas. Iria machucá-lo. Dar a ele uma desvantagem. Ver como ele passaria os ultimos dias. Mas, mais uma vez, ele superou as minhas expectativas. Ele encontrou folhas de mostarda. Usou o cheiro forte delas para confundir o meu olfato. Se cobriu com lama para esconder o seu cheiro. Se movimentou contra o vento. Se manteve escondido. Por cinco dias inteiros. Se isso não é fibra, Mãe, eu não sei o que é.

    Eu poderia recorrer aos Dons da Mãe. Poderia pedir a ajuda dos Espíritos ou das minhas irmãs. Mas isso seria vergonhoso. Como eu explicaria a minhas irmãs guerreiras que precisei de tais artífícios para superar um mero homem, em meu próprio terreno?

    Agora eu o observo. Ele encontrou o último sobrevivente. Um homem poderoso. Um militar treinado. Velho, é verdade. Mas a maturidade do guerreiro traz a experiência. E a experiência torna os homens perigosos. Acima de tudo, não posso negar que aquele corpo sólido, a despeito da idade, faria qualquer fêmea apertar as coxas.

    Mas meu preferido é um guerreiro feroz. Ele tem metade do tamanho do militar, e nenhum de seu treinamento. E a experiência do velho guerreiro de nada serviu, pois ele ofereceu desafios que nenhum homem poderia ter visto ou esperado. A criatividade venceu a experiência. E a esperteza venceu a força. As Bardas cantarão sobre essa batalha.

    Eu retiro o manto da Loba com o qual a Mãe me cobre e entro com as duas pernas com as quais nasci na clareira onde meu campeão descansa sobre o corpo de seu inimigo caído. Chegou a hora do seu maior desafio. Eu o enfrentarei, e não usarei nenhuma vantagem.

    Ele ergue uma faca feita do osso de um animal ao qual caçou no primeiro dia. Ele está um trapo. Seus longos cabelos imundos de sangue e lama estão colados ao seu rosto e pescoço. Sua calça e camisa estão puídos e rasgados. Mas ele me encara com olhos azuis vivos e ardentes. A faca não cede um milímetro. Será uma luta digna.

    Eu estou desarmada. Nasci humana, mas sou loba até os ossos. A única coisa que esconde minha nudez dos olhos famintos de meu campeão é uma túnica cerimonial de peles fina. Eu sinto o cheiro de sua virilidade no ar. Ele está faminto pelo meu sangue, mas também pelo meu mel.

    Mas ele é esperto. Sabe o que está na sua frente. A faca nem ao menos treme de sua posição de guarda. Os olhos vivos e famintos, seguem me encarando. Me pergunto se ele já enfrentou o desafio ritual antes. Engraçado, a ideia faz a Fúria cantar em minhas veias. Será que estou com ciúmes? Não posso segurar uma risada.

    E ele percebeu minha distração, predador astuto que é. Arremessou a faca, e acertou em cheio meu ombro. Eu me movimento para arrancá-la, mas antes que eu perceba ele vence a distância em minha direção num piscar de olhos. Fantástico. Ele mira a minha garganta com as mãos, e é rápido. Mas eu seria uma vergonha se um mero homem fosse mais rápido que eu.

    Eu me esquivo da sua tentativa de agarrar minha garganta e acerto um soco nas suas costelas. Sinto duas quebrando. Ele engoliu o grito de dor e tentou me acertar uma joelhada, e eu me afasto saltando para trás. Delicioso. Ele é o campeão.

    Ele corre em minha direção, e dessa vez eu não saio da frente. Ele agarra minha garganta com as duas mãos, me olhando com aqueles profundos olhos famintos. Eu solto o botão da calça dele enquanto sorrio. Chega de brincar. Ao campeão, o prêmio. Ele arranca a faca do meu ombro, e eu solto um grito de dor. O ferimento fecha imediatamente. Ele usa a faca para cortar meu manto e expor minha nudez.

    Eu me viro de costas, simbolizando minha entrega. E ele toma posse de seu prêmio, em meio a sua Glória e a sua Fúria. Enchendo a noite agora com gritos de prazer.

    Meu campeão se foi a duas semanas. Eu acaricio meu ventre. Tenho certeza que o ritual deu certo, e que sua semente poderosa vingará. Que nossa filha herde a força da Mãe, mas a voracidade do pai. E preciso admitir, sinto sua falta. Mal consigo esperar que ele retorne para o próximo desafio.
    Conteúdo patrocinado


    Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios Empty Re: Verdade ou Desafio WHATS - Tópico para Desafios

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Out 21, 2021 7:06 pm