Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Dovahkiin
    Troubleshooter
    Dovahkiin
    Troubleshooter

    Mensagens : 822
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Empty Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Mensagem por Dovahkiin Ter Set 06, 2022 6:31 pm

    SAINT SEIYA TENKAI-HEN: HONSHÔ


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  08be630e6306ca04dea6d226730f797b



    PRELÚDIO


    Anteriormente:




    ...

    Trilha Sonora:
     



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ee6054088e31d94b047ed931d0b4c6db


           A nova deusa responsável pela Terra, Ártemis, observa o mundo no topo do Templo da Lua, no Céu Lunar, a primeira camada do Monte Olimpo, acessível através de uma passagem dimensional no Monte das Estrelas (Star Hill).


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  SIzknqe


    - Algo a perturba, senhora? – Dizia Calisto, sua principal Satélite (classe de guerreiras a serviço de Ártemis, semelhantes aos Santos de Atena, os Marinas de Poseidon e os Espectros de Hades).


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Dd71ac975d38a09cc965865c3703b9de


    - Posso pressentir que algo não está certo. Alguém procura ameaçar meus domínios, e sinto que não se trata de um mero mortal.


    - Acha que Atena poderia...?

    - Não! Atena teve sua divindade retirada e suas memórias apagadas, juntamente com seus fieis cavaleiros, e digo que isso foi um castigo um tanto leve para ela e seu tão amado santo guerreiro que ousou ferir Apolo. Meu irmão por pouco não destruiu ambos, mas meu coração mole me fez intervir, e consegui convencer o deus sol a poupar nossa irmãzinha. Agora, ela pode finalmente realizar seu sonho de estar mais próxima de seus amados humanos.

    - Mas... se não for ela, então quem poderia ser? Poseidon?

    - Tampouco creio que seja Poseidon. O deus dos mares permanecerá aprisionado na Ânfora de Atena pelos próximos séculos, e neste estado, seu poder de influenciar a terra é mínimo. Além disso, após todos os transtornos causados por ele em suas incansáveis tentativas de tomar a terra de Atena, duvido muito que o restante do Panteão decida libertá-lo antes da hora.

    - Entendo, mas Hades já não está mais entre nós, quem mais poderia estar tramando contra a senhora?

    - ... – Ártemis apenas observa as estrelas por longos segundos antes de falar, olhando para um planeta vermelho.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  KCbvedK262UGLXCLFeW5oS-320-80

    - A atual posição de Marte no céu me parece um tanto fora do normal, não acha?





    OFF: Vídeo criado pelos estúdios Hakuren.
    Dovahkiin
    Troubleshooter
    Dovahkiin
    Troubleshooter

    Mensagens : 822
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Empty Re: Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Mensagem por Dovahkiin Ter Set 06, 2022 7:03 pm

    ATO I: LEMBRANÇAS E REENCONTROS


    Tokyo – Japão.



    Trilha Sonora:





    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_10



           Seiya vagava pelas ruas de Tokyo sob o sol poente. Carros e pedestres passavam à sua volta, mas sua única companhia eram seus próprios pensamentos enquanto ele vagava como uma folha ao vento.
           Ele não se lembrava exatamente há quanto tempo procurava por sua irmã, embora soubesse que ambos haviam sido separados no orfanato há cerca de 8 anos. No fim, ela sempre foi sua única família, cuidando dele como uma mãe.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_11



           Seiya havia percorrido diversos locais no último ano em busca de sua irmã perdida. Será que ela também o procurava? Será que ainda mantinha sua doçura? Seu carinho maternal? Ainda se recordaria dele? Ainda rezaria todas as noites?
           No final, suas buscas o levavam aonde tudo havia começado: no Orfanato Filhos das Estrelas.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_12


           A instituição, fundada pelo milionário Mitsumasa Kido, ainda servia como lar de crianças órfãs. Apesar de tudo, o local não deixava de lhe trazer lembranças nostálgicas, com seu colorido vivo, dando ao ambiente um ar alegre. A área externa era quase tão ampla quanto ele se recordava, e em seu playground, crianças brincavam sob a supervisão de uma velha conhecida: Miho.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Miho10


    - Bem vindo, Seiya! Como você cresceu! – Dizia bastante animada ao rever o antigo companheiro órfão depois de tanto tempo.

    - Você também, Miho! Realmente, já faz muito tempo. – Respondia Seiya, meio sem jeito.

           As crianças brincando ao longe viam Seiya e vinham correndo até ele.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_10


    ...


    Trilha Sonora:


    Atenas – Grécia.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_11


           A jovem herdeira de Mitsumasa Kido, Saori Kido, perambulava entre os turistas por antigas ruínas em busca do mítico Santuário, um local misterioso onde acreditava-se que no passado, havia sido a base de alguma divindade do panteão grego, cujo nome teria sido apagado da história após cometer graves crimes contra seus irmãos.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Saori10


           Por alguma razão, as antigas lendas do Santuário sempre a fascinaram, e um de seus sonhos era encontrar o Santuário Perdido da antiga divindade banida.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  De6b8721b153da485ff4bd9a56bd6e34


    - ESPERE, SAORI! NÃO SE AFASTE MUITO!



           Logo atrás dela vinha seu assessor direto e mordomo, Tatsumi. Sempre preocupado com a segurança da jovem Kido, Tatsumi a seguia aonde fosse.

           Enquanto ambos caminhavam, uma jovem de aparência tímida passa por eles, acidentalmente trombando com Saori, no que Tatsumi a repreende.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Images?q=tbn:ANd9GcRYtxkX2hCiWILmgIiZFQ5l-M1yTbgQ_hefl48AhbPcBG-33Qea7JaqwJBY_iRRQ5CK1Vc&usqp=CAU



    - SUA DESASTRADA, POR QUE NÃO OLHA POR ONDE ANDA? ESTÁ TUDO BEM, SAORI? ESTÁ FERIDA?

    - Não, não, está tudo bem, Tatsumi. Por favor, pare de ofender esta jovem, ela não fez por querer. Eu própria é quem agi de forma imprudente. Por favor, Tatsumi, peça desculpas a ela.

           Tatsumi pede desculpas contra a sua vontade e a jovem faz o mesmo, bastante magoada. Porém, enquanto ia embora, Saori percebe um objeto brilhante no chão, refletindo a luz do sol.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Tumblr_mgpciok7qr1rbgy1zo1_540


           Tratava-se de um rosário. Saori conhecia o objeto muito bem, uma vez que seu avô, Mitsumasa Kido era um cristão praticante, e ela própria havia estudado em um colégio interno católico, embora ela própria nunca havia ligado muito para essa religião, sempre se sentindo mais atraída pela antiga mitologia grega.
    Possivelmente a jovem teria deixado o rosário cair quando havia trombado com Saori. A jovem Kido recolhe o rosário do chão e corre em direção à garota para devolvê-lo a ela.

    - Com licença, isso é seu?

           A jovem reconhece que sim, um tanto constrangida, então recolhe rapidamente o objeto sagrado e o esconde entre seu manto. Novamente, enquanto a jovem saia, Saori chama sua atenção.

    - Desculpe, não sei onde esqueci meus modos, me chamo Saori Kido.

    - ... Sou Seika.

    - Bem, desculpe por meu mordomo, ele nem sempre assim. É muito bom encontrar outra oriental aqui na Grécia. Estarei voltando para o Japão em breve. Gostaria de jantar conosco esta noite? É o mínimo que posso fazer para pagar pela forma como você foi tratada, o que me diz?

    - ... bem, eu agradeço sua hospitalidade, mas não desejo abusar de sua benevolência.

    - Não, eu insisto. Além disso, seria interessante conversar com alguém que conhece melhor a região.

           Seika parecia não estar se sentindo muito a vontade, mas finalmente cedia.


    ...


    Tokyo - Japão.


    Trilha Sonora:


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_13


           Em frente ao mar, Seiya e Miho relembravam os velhos tempos, além de conversarem sobre por onde Seiya andou durante todo este tempo. Curiosamente, Seiya descobre que em suas andanças, acidentalmente acabou conhecendo a própria Saori Kido, em sua residência privada, sem saber que se tratava da herdeira de Mitsumasa Kido.
           Seiya se lembrava de como Saori costumava ser uma megera com os órfãos, bem diferente da doce e meiga jovem que havia reencontrado naquele local. Miho diz que Saori mudou muito, e que como ela era a atual e única herdeira da fundação Graad, Seiya poderia pedir ajuda para ela em sua busca por sua irmã perdida.

    - Sim, é o mínimo que ela pode fazer após seu avô ter nos separado.

    - Seiya, não seja tão duro com o falecido Mitsumasa. Ele acolheu mais de 100 crianças em sua fundação. É realmente uma pena que vocês tenham sido separados na adoção, mas não o culpe por isso.

    - O mais estranho de tudo é que eu mal me lembro da família que me adotou. São 7 anos que passaram praticamente em branco em minha vida. Mas está combinado, amanhã mesmo eu irei até a casa da mege... digo, se Saori.

    - Bem, talvez você tenha de esperar algum tempo, pois soube que ela está viajando pela Grécia.

    - Hunf, típico de uma patricinha como ela, mas vou aproveitar esse tempo para passar mais algum tempo com as crianças do orfanato.

    - Ótimo. Conheço o dono de um albergue aqui perto. Posso conversar com ele para lhe arrumar um canto por um preço baixo.

    - Não precisa se incomodar comigo, Mino, estou acostumado a dormir até na rua quando preciso.

    - Não, não. É o mínimo que posso fazer por um velho companheiro. E não se atreva a recusar.

    - Rsrs, já que insiste.


    ...


    Atenas – Grécia.


    Trilha Sonora:




           Saori, Tatsumi e Seika encontravam-se em um luxuoso hotel em Atenas. O trio sentava-se ante uma grande travessa, enquanto uma enorme TV na parede exibia comerciais. Seika jamais havia participado de um banquete como aquele, mas se sentia acanhada demais até mesmo para agradecer. Saori então, decidia quebrar o gelo.

    - Então, percebi que você parecia nutrir algum receio que as outras pessoas vissem seu rosário.

           Seika fechava os olhos antes de responder.

    - Infelizmente, nenhuma outra religião além do culto a Ártemis é permitida aqui.

    - Oh, me desculpe. Eu não imaginava. Mas, se me permite perguntar, como veio a conhecer outra religião em um local como este.

    - Bem... eu me lembro de muito pouco de minha infância. Eu não sei quando vim para a Grécia. Minhas memórias são nebulosas até o dia em que meu pai adotivo me encontrou ferida na beira das montanhas ao redor da Vila Rodorio. Entre os poucos pertences que carregava comigo estava este rosário, bem como meu nome.

    - Oh! Sinto muito, não queria lhe trazer memórias dolorosas!

    - Não sinta. Eu sou muito grata ao homem que me salvou e adotou. Ele não era um homem de posses, pelo contrário, era uma pessoa bastante humilde, e, como que por ironia do destino, também era um cristão como eu.

    - Minha nossa! fale-me mais, sua história é inspiradora.

    - Bem, desde aquela época, as pessoas da vila eram adeptas do culto aos deuses do Olimpo, porém, meu pai adotivo acreditava em um Deus diferente. Ele me contou que milênios atrás, um grande filósofo, Sócrates, foi assassinado aqui mesmo em Atenas por acreditar em uma divindade diferente das cultuadas pelos gregos. Sócrates acreditava em um deus pessoal, criador de tudo, superior aos deuses do panteão grego. Seus discípulos até mesmo tentaram salvá-lo da morte, mas ele próprio decidiu aceitar seu destino de cabeça erguida, perdoando seus executores. O deus cultuado por Sócrates foi posteriormente chamado de “Agnostos Theos”, ou “Deus Desconhecido” em grego. Séculos mais tarde, quando o apóstolo Paulo pisou na Grécia, pregando sobre o Deus Cristão, ele reconheceu a figura do Deus Desconhecido como o mesmo Deus cultuado por ele próprio.

    - Fantástico! Eu realmente não tinha conhecimento disso.

    - Sim, meu pai acreditava que o Deus de Abraão era o verdadeiro deus criador do universo, sendo os deuses do panteão grego falsos deuses, apenas pessoas normais que de alguma forma, alcançaram um poder superior ao dos meros mortais, que os fez acreditar serem deuses. Diferentes do Deus verdadeiro, estes falsos deuses eram egoístas, amorais e não ligavam para os mortais que os serviam...

    - Desculpe-me interrompê-la, mas Cristo também não seria apenas mais um humano que atingiu a divindade?

    - Meu pai adotivo dizia que ao contrário dos outros pretensos deuses, Cristo não era um mortal que se tornou um deus, e sim o próprio Deus que se fez homem. Desculpe, acho que falei demais, desculpe se algo que disse a ofendeu...

    - Não, continue, ao ouvir você falando, sinto que talvez devesse ter ouvido mais meu avô.

           E assim, Seika continua falando sobre sua fé e sua história aos seus anfitriões, até que sua fala era interrompida por diversas notícias seguidas sobre conflitos em diferentes partes do mundo.



    Trilha Sonora:




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_14




           Após a queda do Muro de Berlim, o planeta parecia passar por uma leve onda de paz, que era subitamente interrompida, quase que como de forma orquestrada: Em Angola, na costa ocidental da África, um dos mais sangrentos conflitos da história se incendiava entre o grupo terrorista de extrema esquerda MPLA e a UNITA (movimento de centro-direita que buscava a independência de Angola). Em Laos, no Sudeste asiático, uma guerra civil estourava entre os povos da etnia Hmong e o Exército Comunista Popular de Laos. No Afeganistão, Oriente Médio, os tentáculos da Guerra Fria ainda não haviam sido cortados, pois a decadente URSS não desejava abrir mão do território, enquanto os mujahadins (Sunitas de diversas nacionalidades) aceitaram o apoio americano para combaterem os marxistas. Em Carabaque, a Arménia e o Azerbaijão, duas antigas repúblicas soviéticas, manchavam de sangue as terras altas do Pequeno Caucaso após o Secretário Geral do Partido Comunista do Azerbaijão tentar realizar uma "azerização" da zona, incrementando o número e influência dos azeris que viviam no Alto Carabaque, enquanto em simultâneo reduzia a o número de armênios, que representavam ¾ da população local. Na República Socialista Federativa da Iugoslávia, outro sangrento conflito ameaçava tomar as ruas, motivados por “limpezas étnicas”. Na América Latina, diversos grupos terroristas associados ao narcotráfico uniam-se com o intuito de tomar o poder, transformando o continente em uma República Vermelha. Na Faixa de Gaza, antigos conflitos entre Israelitas e Árabes retornavam com força total, e por todo o continente africano explodiam guerras civis, atentados e conflitos armados a cada dia.


    ...


    Tokyo – Japão.

           Enquanto esperava pela volta de Saori, Seiya passava seus dias perambulando pelas ruas, conhecendo a comunidade local. Isso até certo dia quando presencia dois meliantes ameaçando um pedestre por dinheiro. O pobre coitado era um rapaz magro e que com certeza mal tinha dinheiro para bancar a si mesmo.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_15


           Inconformado com a injustiça, Seiya se aproxima:

    - Hey, deixem o cara em paz.

    - Hah, e o que você vai fazer, moleque?

           Enquanto o inocente fugia e a dupla voltava-se para Seiya, o próprio pensava consigo mesmo “Eu e a minha grande boca...”

    - Vai querer se meter com a gangue, imbecil?

    - Gangue?! Vocês não são uma gangue, não passam de idiotas perturbando a vida de gente sem teto.

           Seiya desafiava a dupla, quando uma grande sombra atrás dele o cobria, e ele percebia estar cercado.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_16

           O trio então começava a espanca-lo, que em menor número e menor que seus atacantes, não era capaz de revidar, mas os três ficavam frustrados ao verificar o conteúdo de sua carteira (ou a falta dele). Ainda mais furiosos, o trio começa a chutá-lo no chão, deixando-o gravemente ferido, e assim continuavam, até que ele parasse de respirar.

           Seiya percebeu que não aguentaria muito mais tempo, sua consciência quase deixando-o, quando em um último esforço conseguia arremessar os três a vários metros de distância.



    Trilha Sonora:


           Ele pensava que talvez pudesse ter sido golpeado com muita força na cabeça ou que a falta de oxigênio em seu cérebro estivesse fazendo-o alucinar, mas jurava ter visto (e sentido) uma energia azul ao seu redor, que explodiu, fazendo com que os três delinquentes e diversos outros objetos (incluindo um carro) voassem para longe dele.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_17



           Seiya podia sentir a energia fluindo dentro dele, como um imenso universo explodindo. Uma sensação nostálgica, embora curta, pois em seguida ele acabava perdendo a consciência.
    Dovahkiin
    Troubleshooter
    Dovahkiin
    Troubleshooter

    Mensagens : 822
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Empty Re: Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Mensagem por Dovahkiin Ter Set 06, 2022 8:16 pm

    ATO II: DÉJÀ VU



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_18

           Seiya acordava desorientado, sentindo-se sedado, mas ainda com algumas dores no corpo. Ele estava em uma cama de hospital e tentava se levantar, quando uma voz o dizia para não fazer isso.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ngn


    - Mas quem é você?

    - Me chamo Vander Guraad, membro sênior e cocriador da Fundação Graad.

    - Fundação Graad?! A fundação pertencente a Saori Kido?

    - Sim, embora a jovem Saori ainda seja menor de idade, eu fui encarregado de tomar conta da fundação até que ela complete 18 anos.

    - OK, eu realmente desejava falar com vocês, mas... o que exatamente estou fazendo aqui?

    - Apenas desejo lhe fazer algumas perguntas.

    - Pode esquecer, eu vou dar o fora daqui.

           Então, Seiya ia arrancando os tubos de soro em seu corpo e se levantando para sair, quando Guraad o chama novamente.

    - Nós podemos ajuda-lo a reencontrar sua irmã.

    - O que? Como vocês...?

    - Estivemos atrás de você há algum tempo. Aquilo que vocês fez no beco do estacionamento, você faz alguma ideia de como tenha conseguido aquilo?

    - Aquilo o quê? Bem, eu só me lembro de estar levando uma surra e...

           Então, Guraad tirava um controle de seu bolso e ligava um monitor que Seiya ainda não havia percebido no quarto. O monitor revelava as imagens de uma câmera captando o exato momento em que Seiya era chutado pelos meliantes, até que uma explosão de energia azul saindo do corpo do próprio Seiya arremessava a todos longe.



    Trilha Sonora:




    - Ao longo da história, sempre existiram Santos. Guerreiros singulares com poderes únicos, diferentes de qualquer coisa já vista antes. A maioria das pessoas acredita que as histórias sobre tais indivíduos sejam apenas um tipo de lenda urbana ou espécie de superstição, mas nós sabemos que eles realmente existem.  Antes mesmo de conhecer Mitsumasa Kido, eu já trabalhava com rastreio e coleta de dados, venda e troca de informações. Sempre fui um especialista em assuntos militares, até que tive conhecimento sobre os tais “Santos”, e descobri que no fundo, eu não sabia de nada. A cada poucas centenas de anos, uma guerra entre deuses ocorre pelo controle da terra. Os deuses, egocêntricos e soberbos, raramente sujam as próprias mãos nestas batalhas, utilizando os tais santos como seus peões nestas guerras.

           Bocejando, Seiya questionava:

    - Ah sim, e você quer que eu acredite nessas baboseiras de deuses, santos e super poderes?

    - Não critico você, pois a maioria da humanidade foi condicionada a viver em um torpor onde acha que o mundo material é tudo o que existe, mas o próprio poder que você manifestou prova que tudo isso não passa de uma falácia.[/color]

    - E o que eu tenho a ver com tudo isso?

    - Seiya, você é um santo em potencial, um indivíduo capaz de manifestar a energia conhecida como cosmo.

    - Cosmo?

    - Todos os seres vivos possuem o Cosmo dentro de si. Embora normalmente não tenham consciência disso. Mas ao longo dos milênios, diversos indivíduos mostraram-se capazes de controlar essa energia e aproveitá-la por meio da "queima" de sua explosão, de forma que cada um destes indivíduos seria capaz de destruir um exército inteiro sozinho. Tais prodígios são geralmente escolhidos pelos deuses para serem seus “soldados”. Porém, você já pensou que se ao invés de servir aos deuses, estes santos trabalhassem em prol da própria humanidade? Desta forma, nós mesmos poderíamos derrotar os deuses e nos tornarmos os legítimos governantes da terra. Seiya, o que lhe peço é que utilize suas habilidades pelo bem da humanidade, e em troca, utilizaremos todos os nossos vastos recursos para encontrarmos sua irmã, Seika.

    - ... Ainda acho tudo isso maluquice, mas se for para encontrar Seika, eu topo. Quando começamos?


    ...


           Guraad observava uma tela juntamente com o Dr. Asamori


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Asamori



    - Então, como andam os experimentos?

    - Temos cinco novatos extremamente promissores.

           Então, o Dr. Asamori mostra em sua tela, um por um dos cinco indivíduos.



    Trilha Sonora:


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Images?q=tbn:ANd9GcSoYZ8OCQ8QQ0snWtDkzNFYEoihOhMHEKMJSRxV4MmK5rq3-ZUzA41oJwmepouCeM57zvs&usqp=CAU


    Shiryu

    15 anos, 1,72 de altura, 53kg, Tipo Sanguíneo A.
    Encontrado nos Cinco Picos Antigos de Rozan/China, vivendo com sua namorada, Shunrei e o filho adotivo do casal, Shoryu. A família vivia pacificamente como agricultores na região, até que uma repentina enchente causou uma inundação na área próxima à cachoeira de Rozan, momento em que Shiryu despertou seu cosmo, conseguindo fazer a cachoeira correr no sentido contrário, salvando assim sua família.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  69252-1532336916

    Hyoga

    Hyoga, 15 anos, 1,73 de altura, 60kg, Tipo Sanguíneo O.
    Encontrado na Sibéria, tentando proteger uma igreja católica, atacada por soldados da URSS por estar celebrando uma missa tridentina de forma escondida. Hyoga conseguiu despertar seu cosmo, congelando mortalmente os invasores e conseguindo salvar os sacerdotes e fieis, mas acaba sendo baleado no conflito. Sua incrível resistência o permitiu sobreviver ao ferimento, mas ele teria sido injustamente preso pelo governo da URSS se não o tivéssemos encontrado antes.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  E5fbc7296535204e453b6c4ca8be51f1

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Tumblr_m8s4btuc5x1r00ed5o1_400

    Os irmãos: Shun e Ikki.
    Shun: 14 anos, 1,65 de altura, 51 kg, Tipo Sanguíneo O.
    Ikki: 16 anos, 1,75 de altura, 62kg, Tipo Sanguíneo O.
    Ambos encontrados vivendo nas ruas do Japão. Atacados por criminosos, Ikki desperta seu cosmos incinerando os bandidos para proteger seu irmão. O caso chamou a atenção das autoridades que tentam prender Ikki, fazendo com que, desta vez, Shun despertasse seu cosmo, mas, completamente avesso à violência, se oferecesse no lugar do irmão, dizendo que ele é quem havia assassinado os criminosos.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ab8df84c52901dbfdf2c011e24d09df8


    E finalmente, Seiya, 14 anos, 1,65 de altura, 53kg, Tipo Sanguíneo B, recrutado há apenas alguns dias, mas já vem fazendo um progresso considerável, superando muitos dos outros competidores.

    - Interessante, logo estes cinco...

    - Como assim?

    - Não é nada, apenas estava pensando alto. E quanto às armaduras dos antigos Berserkers desenterradas de baixo do coliseu?

    - As Curis? Elas demonstraram uma estranha simbiose com os usuários. Diferente das outras armaduras, aqueles que a usam entram em uma espécie de frenesi onde não sentem dor, fome ou nenhuma necessidade fisiológica, tornando-se ferozes guerreiros sedentos de sangue que destroem tudo ao seu redor. Além disso, o fluxo sanguíneo do usuário é invertido, fazendo com que seu cosmo exploda por completo de uma única vez. Isso faz com que o usuário, mesmo que seja um humano comum sem domínio pleno do cosmo, torne-se tão poderoso quanto um cavaleiro de ouro. Porém, a expectativa de vida do usuário é reduzida para cerca de 4 ou 5 anos de vida.

    - Entendo, infelizmente não se pode fazer uma omelete sem quebrar alguns ovos. E como andam os treinamentos?


    ...



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_19


           Em uma instalação subterrânea no deserto de nevada, o treinamento de diversos jovens ocorria.

           Certo dia, quando todos estavam em treinamento, sendo então interrompidos pelos homens de Guraad que os chamam até uma área escura da base.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_20


           Ao chegarem, a voz de Guraad, vinda de aparelhos de som nas paredes, se comunica com eles:

    - Saudações, meus guerreiros. Finalmente, o treinamento de vocês encontra-se perto do fim, e cinco de vocês terão a honra de serem premiados com as cinco armaduras lendárias, que segundo os mitos, teriam sido banhadas pelo sangue de dois deuses, tornando-as superiores a quaisquer outras vestimentas de combate já usadas por mortais.




    Trilha Sonora:


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Pegasu11


    - A lendária armadura de Pégasus, que já pertenceu ao mítico herói grego Diomedes durante a Era Mitológica. Dizem que seu último usuário foi capaz de derrotar sozinho o deus da morte, Thanatos, além de ter enfrentado deuses como Poseidon, Hades e Apolo e ter sobrevivido para contar a história.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Dragon11

    - A lendária armadura de dragão, que após séculos sendo banhada pelas cascatas de Rozan, adquiriu uma durabilidade excepcional, além de contar com o mais poderoso escudo dentre todas as armaduras já utilizadas por santos.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  14cc287e26a80e7923f5035ff5a8d2f4_preview_featured


    - A armadura lendária de cisne, que, permanecendo por eras congelada dentro das geleiras da Sibéria, adquiriu uma resistência tão grande quantos a das próprias geleiras. Dizem que nem mesmo o sol é capaz de derretê-las.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  F64dae30d381dcd5210da06966e10d7a



    - A lendária armadura de Andrômeda, que vem equipada com duas correntes que podem percorrer até o infinito em busca de seu inimigo, além de contarem com uma percepção própria, auxiliando seu usuário a identificar inimigos. Conta-se que uma delas serve para o ataque e a outra para defesa, e usadas juntas, ambas criam a mais balanceada e versátil variação de ataque e defesa entre todas as armaduras da categoria.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  E88b673f75618966bc223a209f0ee440



    - E finalmente, a lendária armadura de fênix, considerada por muitos como a mais poderosa das armaduras. Assim como a ave mitológica que lhe dá nome, ela pode renascer das próprias cinzas, regenerando-se sozinha, mesmo que seja reduzida a pó. Conta-se também que as asas da fênix podem transportar o usuário até mesmo entre outras dimensões, incluindo para o próprio inferno e de volta.

    - Porém, na última etapa do treinamento de vocês, poderemos selecionar apenas os cinco mais habilidosos dentre vocês.

    - Ah, qual é, vamos participar de um torneio? Qualquer um que tenha me visto em treinamento sabe que eu posso vencer qualquer um aqui. – Dizia Jabu, de forma convencida.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  371923



    - Hahaha, pobre coitado, posso esmagar você em um segundo. – Dizia Geki.






    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Images?q=tbn:ANd9GcT3K8YO5gufdXbk_xipyj_c0EMGLXcU8eoP16w1r4Kc7tr46wEq78D6GDSAwYPQeAbeNtQ&usqp=CAU





    - Silêncio, eu mesmo determinei a ordem dos combates. Até lá, qualquer um que agrida outro participante fora do combate será eliminado, entenderam?

    - Então iniciem isso logo de uma vez, já estou entediado. – Dizia Ikki.

    - Acalmem-se todos, as lutas já foram estipuladas, o primeiro combate será entre Seiya e Geki.

    - Ah, sério mesmo que esse inseto será meu oponente?

    - Fale menos e faça mais, Geki. – Dizia Seiya, saltando para dentro do ringue de forma confiante, apesar da diferença de tamanho de ambos.



    Trilha Sonora:



           Geki golpeava uma das colunas do salão com a mão nua, fazendo um enorme rombo no pilar, de forma a intimidar o competidor (e aqueles que estivessem olhando).

    - Foi um prazer te conhecer! – Dizia para Seiya ao entrar no ringue.

           Geki então, corria em direção a Seiya, que por uma fração de segundos se distraia, como que sendo vítima de um Déjà vu ao ver o grande adversário investindo contra ele. Felizmente para Seiya, ele retoma sua atenção a tempo de esquivar dos golpes de Geki, e surpreendentemente, derrota o inimigo com apenas um soco, deixando todos os observadores estupefatos (exceto Hyoga, Shiryu, Shun e Ikki, que não se impressionavam com a velocidade ou força atingida por Seiya, pois os quatro também haviam alcançado habilidades semelhantes).

           Ao ver Geki caído no chão, Seiya novamente sentia como se já tivesse vivido este momento novamente, mas como deveria sair do ringue para dar prosseguimento ao torneio, deixava isso pra lá.


    ...


           Guraad e o Dr. Asamori conversavam entre si enquanto observavam as lutas pelo monitor.

    - Apenas por curiosidade, por que você mesmo escolheu as lutas ao invés de deixar que elas corressem aleatoriamente?

    - Você não entenderia, doutor. Apenas confie em mim e observe.



    Trilha Sonora:



           Assim, ambos observam combates semelhantes, que duram no máximo alguns segundos:  Hyoga vs Ichi, onde Ichi investe furiosamente contra Hyoga, que bloqueia com facilidade seu golpe, congelando o braço do inimigo, para em seguida dar um golpe congelante que acaba com a luta. Ikki também vence Nachi com apenas um golpe.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_21



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Nachi10


           As únicas disputas mais equilibradas ocorreram entre Jabu e Ban (onde Jabu acabou saindo vitorioso após uma dura disputa) e a luta entre Shun e June.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Amor%20Shun-June2




           Acontece que Shun e June pareciam ter desenvolvido sentimentos um para com o outro durante os treinos, com ambos sentindo como se já se conhecessem no passado. Ambos dizem que não irão lutar, porém, Guraad surpreende a todos (incluindo o próprio Dr. Asamori) dando a vitória a Shun, que se classifica para a etapa seguinte.
           Jabu se enfurece por Shun ter se classificado sem nem ao menos ter lutado, mas fica satisfeito ao descobrir que na rodada seguinte seria seu adversário.

    - Dessa vez você não vai escapar, seu maricas. – Dizia Jabu a Shun, mas um olhar de Ikki, que estava próximo ao irmão faz com que ele peça desculpas.

           Nas demais lutas, destacavam-se Shiryu e uma misteriosa mulher (identificada como Shina) que também derrotam seus oponentes com extrema facilidade, classificando-se para a próxima etapa.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Images%2B%25286%2529



    ...

    Próximo ao Templo da Lua.


    Trilha Sonora:




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  290928



           Ártemis caminhava próxima ao labirinto próximo ao seu templo, até aproximar-se de um pilar cujo topo tinha a forma de uma lua minguante. Nele, era possível ver um corvo negro crocitando.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_22



    - Hécate, eu, Ártemis a convoco!

           Então, do topo do pilar, o corvo desce, para então se transformar em uma figura corcunda e encapuzada.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_23



    - Minha querida Ártemis, o que deseja desta pobre senhora?

    - Hécate, tenho certeza de que já deve ter sentido algo de estranho no ar. Esta onda de destruição na terra, os movimentos erráticos nas constelações, preciso que me revele o que está acontecendo.

    - Oh, doce Ártemis, sabes que eu faria qualquer coisa que me pedisse, mas, desculpe minha ousadia, pois gostaria de pedir algo em troca.

    - Algo em troca?! E o que seria?

    - Como podes ver, eu não envelheci bem como você, uma deusa. Mas ouvi dizer que quem ingerir alguns fios dos cabelos de uma bela deusa cozidos, pode prolongar sua vida em cem anos. Já uma grande mecha pode trazer juventude eterna, impedindo os poderes de Chronos de me afetarem. É tudo o que lhe peço, uma mecha de seu lindo cabelo.

    - Meu cabelo?! Se isso é tudo, atenderei seu pedido.

           Então, Ártemis cortava uma tira de seu próprio cabelo com a ponta em forma de lua de seu báculo. Feliz por estar segurando uma mecha do cabelo de Ártemis, Hécate diz que irá ajudar. De uma pequena bolsa de couro que a bruxa da lua tira debaixo de suas vestes, ela encontra um pequeno caldeirão, que deposita no chão. Em seguida, ela retira diversos outros ingredientes de sua bolsa (que parecia pequena demais para tanto conteúdo) e começa sua mistura.

           Impaciente com a demora, Ártemis a questiona quanto tempo ainda levaria,

    - Já está pronta, deusa da lua! Olhe por você mesma.

           Então, Ártemis se ajoelhava para vislumbrar o conteúdo dentro do caldeirão. O odor acre a enojava e ela apenas via seu próprio reflexo distorcido naquela sopa intragável.

    - Você me enganou, bruxa!

    - Eu, enganar a vós? Nunca! Olhe com atenção.

           Então, Ártemis olhava novamente, e via que seu reflexo parecia estar mudando, para refletir uma imagem completamente diferente.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_24



           Ártemis se assusta com a imagem e acaba caindo sentada no chão, algo que em outras situações poderia ser humilhante para uma deusa como ela, mas que no momento não tinha muita importância dada a urgência do momento.

    - Não, não pode ser. Não pode ser ele!


    ...



    Trilha Sonora:


           Guraad estava sozinho observando o progresso dos vencedores da segunda etapa pela tela, quando quatro silhuetas surgem atrás dele.

    - Então, tem mesmo certeza de que são os cinco?

    - A cada momento, mais certeza.

    - Então, porque o torneio? Quer ver um pouco de sangue antes da verdadeira batalha, não é?

    - Eles não se lembram de seu passado, o que é muito bom para nossos planos, mas preciso que eles recuperem suas habilidades de luta para serem a ponta de lança do exército que invadirá o Olimpo. E não se preocupe, o verdadeiro banho de sangue está muito próximo de acontecer.

    - Hunf, ponta de lança, é?! E nós não servimos para nada?

    - Não me levem a mal, vocês são meus melhores generais, mas estes cinco foram capazes de derrotar Poseidon, Hades e fizeram frente a Apollo, cujo poder se equipara ao do próprio Zeus.

    - Sério?! Até o momento, não percebi nada de mais nestes cinco. Derrotarem alguns ex cavaleiros de bronze não é nada de mais. Embora eu própria gostaria de brincar um pouco com eles, especialmente aquele Shun. Tão delicado, tão meigo, seu sangue deve ter um sabor muito doce.

    - Nada de mexer com eles, continuem acompanhando o desfecho. Creio que eles ainda surpreenderão vocês.


    ...


    Trilha Sonora:


           Ikki, Shiryu e Hyoga conseguiram abrir caminho facilmente para ocuparem três dos cinco lugares para receberem as armaduras lendárias. Agora faltavam apenas duas armaduras que seriam disputadas entre Seiya, Shun, Shina e Jabu.

           O próximo combate, como visto anteriormente, seria de Shun e Jabu, com o último provocando-o.

    - É, Shun, parece que seu irmão não vai poder te ajudar agora, e não pense que vou desistir como sua namoradinha.

           Assim como Seiya, Shun não deixava de sentir como se aquele combate já houvesse acontecido em um passado distante. Porém, até onde ele sabia, Jabu e ele haviam se conhecido ali.

           Jabu atacava o adversário furiosamente, enquanto Shun apenas se desviava dos golpes.

    - Para com isso, Jabu. Eu apenas estou aqui para pagar o favor que Guraad fez libertando a mim e meu irmão, eu não desejo lutar contra você.

    - Então apanhe. – Dizia Jabu, acertando finalmente um chute certeiro no rosto de Shun, que agora sangrava. Jabu aproveitava-se que Shun perdia o equilíbrio e começava a golpeá-lo sem parar.

    - Com esse rostinho bonito, tenho certeza que nunca levou uma boa surra, mas existe uma primeira vez para tudo.

    - SHUN, REAJA! – Gritava June do lado de fora do ringue, mas Shun apenas conseguia ver seu irmão olhando para ele de braços cruzados.

           Sem conseguir se defender de tantos golpes, Shun finalmente saia da defensiva e desferia um poderosíssimo golpe que soltava uma energia rosa brilhante, nocauteando Jabu instantaneamente e arremessando-o a dezenas de metros, até que ele se chocasse com a parede, rachando-a.

           June vibrava com a vitória de Shun, mas o mesmo apenas corria até Jabu para se certificar de que ele não havia morrido. Diversos ossos haviam se partido e ele havia perdido a consciência, mas ainda respirava.

           O último combate era entre Seiya e Shina. Seiya não se sentia confortável em lutar contra uma mulher, mas pelo que ele havia visto nos últimos combates dela, não poderia pegar leve.

           Shina ria, dizendo que os golpes de Seiya jamais a alcançariam, enfurecendo Seiya. E assim acontecia, com Seiya golpeando-a diversas vezes e ela bloqueando todos os seus golpes.

    - Seiya, sou 0,01 segundos mais veloz do que seus golpes, e isso faz toda a diferença.

           Ao invés de amedrontar Seiya, o comentário tem o efeito oposto, fazendo com que ele se esforçasse para golpear mais rapidamente, finalmente atingindo Shina no estômago. Porém, Shina não se rendia, levantando-se e desferindo seu primeiro golpe em Seiya, que sentia já ter sido atingido por ela no passado.
    A dor era como ser picado por diversas cobras venenosas, mas, como se já conhecesse o golpe, Seiya consegue superá-lo, golpeando novamente Shina, que desta vez não se levantava.
           Assim como Shun, Seiya corria para ver se estava tudo bem com Shina, mas esta o afasta, furiosa, dizendo para não tocar nela.
    Assim, a voz de Guraad soava novamente.

    - Finalmente, temos nossos cinco vencedores. Contemplem seu prêmio!



    Trilha Sonora:


           E assim, as Caixas de Pandora se abriam e as peças das armaduras voavam para seus respectivos vencedores, vestindo-os, como se fossem vivas.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  4d1ef8243db128bb669d30265a51d5b9--bronze-anime-mangas



           Todos os cinco agora se sentiam mais completos, como se as armaduras fossem uma parte deles há muito perdida.

    - Muito bem, agora a verdadeira batalha está para começar. Nós invadiremos o Olimpo e destruiremos aqueles que se dizem deuses, assumindo o controle de nosso próprio destino. A humanidade finalmente será a verdadeira herdeira da terra. Mas saibam que mesmo com estas poderosas armaduras, apenas vocês cinco não serão suficientes para derrotarem os deuses do Olimpo. Por isso, conheçam seus companheiros, os Guerreiros Berserkers.



    Trilha Sonora:



           Então, pela porta de trás, diversos indivíduos vestindo armaduras de um vermelho brilhante, que lembrava uma mistura de ferro com sangue coagulado, adentravam.

    - Conheçam os quatro generais: Alcmenes de Ethon, líder do batalhão do Fogo Infernal, Ofir de Ouroboros, líder da legião das Chamas da Guerra, Lior de Malassu, líder da falange do Desastre e Lótis de Lamia, líder do exército do Medo.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Alcmenes


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ofir


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Lior


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Lotis


           Atrás dos quatro generais, seguiam seus respectivos batalhões.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  3fbbcf72d918b96f35956db726f733b991c19642_hq


           Os Guerreiros Berserkes os cumprimentavam, mas os cinco podiam sentir uma cosmo energia extremamente agressiva e poderosa vinda de todos eles. No fim, os cinco pensavam se realmente estavam fazendo a coisa certa.


    OFF: A arte que utilizei para os Guerreiros Berserkers é obra do artista e fã Dannilo Sant’anna.[/color]
    Dovahkiin
    Troubleshooter
    Dovahkiin
    Troubleshooter

    Mensagens : 822
    Reputação : 28
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Empty Re: Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Mensagem por Dovahkiin Ter Set 06, 2022 10:15 pm

    ATO III: O DEUS DA GUERRA SE REVELA.



    Trilha Sonora:



           Na entrada do Templo da Lua, Ártemis e Calisto preparam-se para a batalha que seguirá. Lá de cima, elas podiam ver os céus assumindo uma coloração vermelha, à medida que Marte se aproximava cada vez mais da Terra.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  F404743de331e7ad0124c9b68eeff0e7--red-cloud-sunset-photography


           Todas as suas 205 Satélites também estavam preparadas, mas a deusa temia que elas não fossem o suficiente.

    - Senhora, se me permite, não seria mais seguro pedir a ajuda dos outros deuses numa situação como essa?

    - Meu irmão, Apolo já teve de interferir na última vez. Pedir a ajuda dos outros deuses apenas reforçaria que eu não sou capacitada para ser a guardiã da terra.

           Ártemis então olhava para a grande estátua que havia sido transportada para seu templo.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  7a929c991fcf4dfd41a591bf5c507db2--anime-cosplay-anime-manga


    “Não”, pensava consigo mesmo “eu mesma cuidarei disso sozinha”.

           Então, Ártemis e suas guerreiras podiam sentir uma presença se aproximando.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  773763a21bf6fe6332fefb30b1492216fd9bcb2c_hq


           Ártemis podia reconhecer a vestimenta do guerreiro, uma Curis, a armadura de batalha dos Berserkers, os guerreiros servos de Ares. O guerreiro caminhava tranquilamente, com um olhar debochado para as Satélites, até aproximar-se de Ártemis.
           Porém, naquele momento, todas as Satélites apontavam seus arcos para ele, fazendo-o parar no meio do caminho.

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Images?q=tbn:ANd9GcRVjH1kPcKpINl_ibh3oogEizP65IDsIleO2abFksAKfF9qzAyrOj1TVPq_A_9upg-v6Po&usqp=CAU


    - Aproxime-se mais um passo e nunca mais se levantará! – Dizia uma das generais de Ártemis.

           O Berserker apenas olhava para a guerreira com um sorriso cínico, e dirigia-se a Ártemis, sem sair do lugar.

    - É um prazer conhece-la, Ártemis. Sou Cheval de Diomedes, mensageiro do Batalhão do Fogo Infernal de Ares. Venho lhe dar uma última chance de se render enquanto ainda há tempo. O exército do deus da guerra está chegando e...

           Cheval jamais foi capaz de terminar sua frase, pois um mero gesto de Ártemis servia como a ordem para todas as 205 Satélites dispararem suas flechas contra o mensageiro, que caia morto instantaneamente, com o corpo totalmente varado pelos projéteis.

    - Não aceitamos seu pedido de rendição. Se Ares quer uma guerra, ele a terá!


    ...



    Trilha Sonora:



    - Além do Reino Terrestre, onde Poseidon reina sobre os mares, Hades reinava sobre o submundo e a deusa renegada reinava sobre a própria Terra, existe o Reino Celeste do Olimpo, que é dividido em dez camadas. A primeira camada é conhecida como Céu da Lua, e é dominado pela deusa Ártemis. Localizado na base do Olimpo, acessível através de uma passagem dimensional em Star Hill. A segunda camada é o Céu de Mercúrio, morada de Hermes. A terceira esfera é o Céu de Vênus, comandado por Afrodite. A quarta esfera é o Céu Solar, o mais reluzente de todos os reinos, habitado pelo deus Apolo, atual líder do Olimpo na ausência de Zeus. A quinta esfera é o Céu de Marte, cujo principal habitante, Ares, o mais valente e valoroso dos deuses, encontra-se desaparecido há eras, então não deve ser um problema. A sexta esfera é o Céu de Júpiter, antiga morada do próprio Zeus, que também se encontra desaparecido há eras. A sétima camada é o Céu de Saturno, onde o tempo e espaço se distorcem e os próprios deuses tem medo de acessar, pois segundo os mitos, já foi habitado pelo próprio Chronos, o pai dos deuses. A oitava esfera é o Céu das Estrelas, não sendo morada de nenhum deus específico, servindo apenas como uma barreira que separa as esferas anteriores dos espaços mais elevados do Céu. Após ele, encontra-se o Primeiro Móvel, a última esfera do espaço físico, que transcende o Monte Olimpo e os Olimpianos, desconhecido até mesmo pelo panteão grego. Dessa forma, apenas podemos teorizar o que se encontra nessa camada. Alguns acreditam que ali foi onde ocorreu o Big Bang que originou todo o universo. Porém, muitos teorizam que além dele, exista uma décima camada, o Céu Empíreo, uma região além da existência física, onde supostamente, o Criador do próprio Big Bang resida em seu trono. Nosso objetivo é fazer aquilo que nem os deuses conseguiram, percorrer todas as 10 camadas e destronar não apenas os deuses Olímpicos, mas o próprio Criador, provando que os humanos são os verdadeiros senhores do próprio destino, derrubando todos os deuses e tornando-se os senhores de todo o universo.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Map


    - Se me permite questionar, como você pode saber sobre tudo isso? – Questionava Shiryu.

    - Como eu disse, sou um especialista em tecnologia de informações militares, e isso inclui os maiores inimigos da humanidade, os deuses.

    - Você realmente está falando sério?! Você planeja derrubar o próprio Deus? – Perguntava Hyoga, incrédulo com o que ouvia.

    - Não sabemos se o Deus das Religiões Abraamicas é o Deus reinante do Décimo Céu, ou mesmo se o Décimo Céu realmente existe, e esse será um dos nossos objetivos, descobrir aquilo que ninguém jamais descobriu, conquistar aquilo que ainda não foi conquistado.

    - Mas... será possível mesmo derrotar um deus? – Questionava Shun.

    - Acredite, alguns deles já foram derrotados por mortais, nossa tarefa será derrotar os outros e entrarmos para a história.

           Os cinco não deixavam de pensar o quão megalomaníaco era o plano de Guraad e até mesmo começavam a duvidar da sanidade do mesmo, porém, até o momento, tudo o que ele dizia se provara real. Guraad os havia apresentado a um mundo que jamais haviam sonhado. Há algumas noites, eles eram apenas moradores de rua, pastores e órfãos andarilhos. Hoje, eram Santos capazes de rasgar o chão com seus golpes e transformar estrelas em poeira. Eles vestiam armaduras lendárias utilizadas por indivíduos excepcionais do passado. Quem poderia garantir que não seria possível derrotar os deuses do Olimpo para que e assumirem o controle total das próprias vidas?!


    ...



    Trilha Sonora:


           Da janela de seu hotel, Saori Kido observava o céu tornando-se vermelho sangue. Aquilo definitivamente não era um bom presságio, e parecia lhe remeter a recordação dolorosas há muito esquecidas.

    - Saori, por favor, saia da janela, vamos ficar aqui dentro, tudo isso é muito estranho. – Dizia Tatsumi, fechando a janela.

           Não muito longe, Seika rezava segurando firmemente seu rosário. Saori apenas podia ouvir a voz baixa da jovem:

    - No sexto mistério, contemplemos a agonia de Jesus Cristo quando suou sangue no Horto. Pai Nosso que estais no céu...




    ...



    Trilha Sonora:



           Seiya, Hyoga, Shiryu e Shun encontravam-se escalando as encostas do Monte das Estrelas (Star Hill). Ikki, que já estava descobrindo suas novas habilidades rapidamente, simplesmente sobrevoava o monte com suas asas flamejantes, deixando os colegas para trás. Logo abaixo dos quatro, subiam os Berserkers, que pareciam ansiosos demais para o combate que viria.

    - Eu não entendo, por que Guraad simplesmente não nos leva até o topo do monte com um helicóptero ou algo assim?

    - Guraad mencionou que existe uma espécie de passagem dimensional neste monte. Talvez se ele apenas nos largasse no topo, não tivéssemos acesso à tal passagem.

           O monte era absurdamente alto, mas os quatro descobriram que com o auxílio das armaduras lendárias e com o uso de seu cosmo, seus corpos pareciam incrivelmente leves e resistentes, de forma que uma escalada que humanos comuns não seriam capazes, tornava-se como subir em uma árvore.
    Eles também achavam muito estranho o fato de o céu estar assumindo um tom vermelho vivo, mas pensaram que talvez isso fosse um resultado de estarem se aproximando do Olimpo.
    Após algumas horas de escalada, algo estranho acontece. Eles finalmente chegavam ao topo, onde Ikki já os esperava entediado, mas o local parecia muito diferente do que era visto lá de baixo.
           Não muito longe, havia um pilar com o topo em forma de lua, e à sua volta, diversos caminhos divergentes, como que formando um labirinto. No topo do pilar, um corvo dormia tranquilamente, alheio ao que viria a seguir.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_25

           Em seguida chegam os Berserkers.

    - Então, onde está o tal Templo da Lua? Estou ansioso para arrancar a cabeça de Ártemis. – Perguntava Lior, com uma expressão sádica no rosto.

    - Acalme-se, vamos analisar o terreno antes. Pode muito bem haver algum tipo de armadilha por aqui. – Aconselhava Ofir.

           Alcmenes tomava uma posição semelhante, apenas observando todos os detalhes do local. Já Lotis parecia tão ansiosa por sangue quanto Lior.
    Subitamente, o corvo era acordado pela conversa e descia voando até o chão, transformando-se em uma jovem garotinha.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  A634334b2f37427f989acc2e2db9cb17



    - Mas que droga, não se pode nem mais dormir por aqui? Ah sim, vocês devem ser os enviados de Ares, não é?! Eu sou Hécate, a bruxa da lua, e Ártemis pediu que eu os recepcionasse. Ela me pediu para dizer... deixa eu ver... ah sim, aqui está o corpo de seu mensageiro.

          A agora jovem Hécate fazia alguns gestos com as mãos e com seu báculo, e o corpo crivado de flechas de Cheval aparecia ao chão, diante de todos.

    - Ela também disse que... humm... que jamais se renderia a um covarde como Ares, que se refugiou no Tártarus de Hades após levar uma surra do exército de Atena, e mesmo assim não ajudou o príncipe do submundo quando a própria Atena e seus Santos o invadiram e assassinaram Hades. Ela também disse para darem meia volta, ou todos os servos do deus da guerra terminarão como esse cactus aqui do chão.

           Lior gargalhava ao ver o cadáver perfurado por dezenas de flechas.

    - HAHAHAHA, finalmente alguém com senso de humor por aqui. Parece que você perdeu um soldado e ganhou em troca uma bela almofada de alfinetes, Alcmenes!

    - Que ousadia... – Esbravejava Ofir, mas antes que ele pudesse dizer mais alguma coisa, Lior abria as asas de sua Curis e as batia, gerando ventos fortíssimos que se convertiam em um tornado, levantando a pequena bruxa no ar, que por muito pouco não é despedaçada ali mesmo, se não tivesse se teleportado para longe.

    - O que você fez? precisamos dela para nos indicar o caminho! – bradava Shiryu contra Lior.

    - Que foi? Só estava esticando as asas um pouco. – Respondia Lior, debochadamente.

           Então, a voz de Hécate era ouvida, vinda sabe-se lá de onde.

    - Felizmente, parece que vocês não possuem pessoas inteligentes em seu meio. Estão vendo todos estes caminhos saindo do Pilar da Lua? Vocês jamais encontrarão o caminho correto sem minha ajuda. Até nunca mais.

    - Hunf, essa bruxa em miniatura acha que pode nos enganar? BATALHÃO DO DESASTRE, DESCUBRAM QUAL O CAMINHO CORRETO!

           Então, cerca de ¼ dos Berserkers se dividiam entre os diversos caminhos saindo do pilar. Mas Lior os interrompia.

    - Exceto vocês dois, Iseu de Python e Catreu de Akephalos. Precisarei de vocês ao meu lado enquanto os três patetas dão de cara com seja lá o que for que matou Cheval. – Dizia Lior, rindo de forma sarcástica, nos ouvidos de seus dois melhores servos.

           Assim, três soldados de Lior seguiam para três dos caminhos. Alcmenes e Ofir também enviavam cada, um de seus soldados para os outros dois caminhos restantes.
    O tempo passava, e nenhum dos cinco retornava.

    - MALDIÇÃO, VAMOS DESTRUIR TUDO TRANSFORMAR TODO ESTE MONTE EM PEDAÇOS! – Gritava Lior, preparando-se para mais um fulminante ataque, até ter seu pulso segurado por Hyoga.

    - Pare com isso, você não está agindo com sobriedade.

    - Sobrie... eu nem sei o que isso significa, você está me ofendendo?

    - Acalmem-se os dois!




    Trilha Sonora:




           Desta vez, era a voz de ninguém menos que o próprio Guraad, que surgia diante de todos, sabe-se lá como.

    - Esta é uma ilusão muito simples, mas se continuarem enviando soldados um por um, vão acabar sem nenhum peão para sacrificar na guerra.

           Então, Guraad se concentrava, e quando abria os olhos, dizia para olharem para o pilar novamente. Para a surpresa de todos, agora havia apenas um único caminho.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_26


    - Sigam por ele, em breve chegaremos ao Templo da Lua.

           E assim, os Santos e Berserkers seguiam, com uma leve tensão começando a se formar entre os dois grupos, e com os cinco Santos se perguntando como Guraad havia conseguido tal feito, e quem exatamente era aquele homem.


    ...

    Ambiente (escutar os dois ao mesmo tempo):

    - Acalme-se, senhorita Saori, tenho certeza que esse deve ser um mero fenômeno climático ou algo assim, vai passar logo.

           Enquanto Tatsumi tentava consolar Saori, os vidros da janela se estilhaçavam com uma ventania fortíssima que surgia sem aviso prévio. Uma forte tempestade se iniciava, sendo que nenhuma previsão de tempo havia previsto o ocorrido, e apenas algumas horas antes o céu estava claro e totalmente limpo.
           A luz havia caído e do lado de fora das janelas estilhaçadas era possível ver diversos postes de luz arrancados do chão, carros virados de ponta cabeça e residências destruídas.
    Por alguma razão, Saori não acreditava que aquilo fosse um mero fenômeno climático, sobretudo pelo céu vermelho sangue. Seika continuava recitando os mistérios do rosário:

    - No décimo mistério contemplemos a crucificação e morte de Cristo.

           Saori se ajoelhava ao lado dela e começava a rezar também.


    ...


    Trilha Sonora:


           Os cinco Santos, bem como os Berserkers restantes, seguidos pelo próprio Guraad finalmente alcançavam o Templo da Lua.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  SIzknqe


           O caminho estava bloqueado por dezenas (senão centenas) de guerreiras portando arcos, apontando suas flechas ameaçadoramente para os invasores.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Seiya_27


           Em meio a elas, uma mulher vestindo uma bela armadura e portando um báculo com ponta em forma de lua os encarava. Sem dúvida, seria a própria Ártemis.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ee6054088e31d94b047ed931d0b4c6db


           Seiya acreditava que o sentimento de ver um deus pela primeira vez seria diferente de tudo que já havia sequer sonhado, mas esse não parecia o caso. Ele sentia como se já tivesse visto aquela mulher no passado, e incrivelmente, ela também parecia sentir algo semelhante ao olhar para ele.

    - Você?! – Dizia Ártemis olhando para Seiya.

    - V... você me conhece?!

           Então, Guraad surgia por detrás dos Berserkers e encarava a deusa, com um sorriso no rosto.

    - Há quanto tempo, meia irmã?!

    - Por que continua se escondendo atrás deste rosto, Ares. Revele-se!

    O sorriso de Guraad aumentava, então, como que desfazendo uma ilusão, ele assumia sua forma verdadeira:



    Trilha Sonora:



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ares


    - O quê? Ares? Então, esse tempo todo era você? – Questionavam Seiya e os outros quatro.

    - Não se preocupem, ainda estou do lado da humanidade. É por causa desta pretensa deusa que vocês perderam sua memória e não sabem quem são.

    - Perdemos a memória?! Do que você está falando? – Perguntava Ikki.

    - Por que não diz você mesma a eles, Ártemis? Estes cinco bravos cavaleiros ousaram enfrentar a tirania dos deuses e como punição, você e Apolo apagaram a memória deles.

    - Não seja hipócrita, Ares, você apenas os está usando como marionetes para alcançar seus objetivos nefastos.

    - Existe alguma mentira no que eu falei?!

           Ártemis fica em silêncio.

    - Jovens cavaleiros, eu gostaria de ter contado tudo a vocês desde o início, mas sabia que isso poderia ser um golpe muito forte. Ajudem-me a derrotar Ártemis e eu juro que contarei tudo a vocês.

           Por um segundo, os cinco ficam em um impasse, sem saber o que fazer em seguida. Então, os quatro generais de Ares tomam a frente:

    - Eu sabia que não deveríamos confiar nesses cinco. GUERREIROS, BANQUETEIEM-SE COM O SANGUE DAS SATÉLITES! – Gritava Lior.



           E assim, todos os Berserkers restantes entravam em um frenesi onde seu cosmo aumentava absurdamente, e avançavam sem medo contra as Satélites, que lançavam suas flechas na tentativa de detê-los. A maioria dos Berserkers eram atingidos por algumas flechas, mas ignoravam completamente os ferimentos, outros ainda estavam lúcidos o suficiente para desviarem-se. Já os quatro generais pareciam imunes aos ataques das Satélites, cujos projéteis ricocheteavam antes mesmo de atingirem seus corpos, tamanha era a barreira criada por seus cosmos titânicos.
           Quando finalmente alcançavam as Satélites, os Berserkers iniciavam um verdadeiro massacre. Mesmo em menor número, o frenesi proporcionado pelas Curis os tornava verdadeiras máquinas de matar, contra as quais as Satélites mal conseguiam sequer se defender.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Saint-seiya-saintia-sho-manga-thumb



           Enquanto apenas observavam as Satélites serem literalmente incineradas e desmembradas pelos Berserkers, os cinco discutiam o que fazer.

    - Eu estou fora. Não vou ser peão no joguinho de deus algum! – Dizia Ikki, afastando-se do grupo.

    - Mas, Ikki, podemos estar sendo cúmplices de uma grande injustiça. Se não fizermos nada agora, poderemos nos arrepender para sempre. – Implorava seu irmão, Shun.

    - Esqueça, Shun, deixe que os deuses e seus peões se entendam. – Terminava Ikki, antes de desaparecer entre as montanhas.

    - O que vocês acham? –

    - Ártemis não desmentiu Ares quando ele disse que ela apagou nossas memórias, mas ainda assim, eu gostaria de questioná-la sobre como isso ocorreu. –

    - Exatamente! Além disso, eu sempre achei que Guraad nos escondia alguma coisa. Se ele não nos contou a verdade até agora, o que mais ele pode estar nos escondendo? –

    - Penso da mesma forma. Se eles destruírem Ártemis, jamais saberemos a verdade completa.

           Enquanto os quatro cavaleiros discutiam, Ártemis levantava seu báculo para ajudar suas Satélites em desvantagem, mas essa era a deixa que Ares esperava, saltando sobre ela como um lobo sobre um coelho.

    - Você não sabe o quanto eu esperei por isso, Ártemis. Sua cabeça será meu primeiro troféu na conquista do Olimpo. – Dizia Ares enquanto a golpeava com sua lança flamejante.

           Ártemis mal conseguia bloquear os golpes de Ares com seu báculo. Ela não era uma deusa guerreira, não era tão habilidosa na luta quanto Ares, e logo ele conseguia tirar seu báculo, sua última defesa, derrubando-a no chão.

    - Qual são suas últimas palavras, meia irmã? – Dizia ele sadicamente, enquanto apontava a lança para ela.

           Porém, ela percebia sua última carta na manga, a estátua dos cavaleiros de ouro. Quando ele dava seu golpe final, ela rolava para o lado, em direção à estátua. A lança perfurava dolorosamente seu flanco, ferindo-a gravemente, mas o rolamento impediu que ela fosse atingida em cheio. Porém, ela estava longe demais da estátua, e seu sacrifício parecia ter sido em vão, quando Ares caminhava lentamente até ela, novamente com a lança erguida. Ela tinha certeza de que não seria capaz de se esquivar de mais um golpe.
           Ares pisava de forma humilhante em Ártemis, para que ela não pudesse se mover dessa vez e apontava sua lança para ela, quando era interrompido pela voz de Seiya.

    - Pare, Ares!

           Então ele se virava para ver os quatro cavaleiros lendários encarando-o.

    - Não podemos permitir que você a mate antes de descobrirmos a verdade completa. –

    - Malditos traidores, eu deveria imaginar que acabariam se voltando contra mim.

           Ártemis aproveitava a distração de Ares, tocava seu flanco ferido e lançava gotas do próprio sangue na direção da estátua dos cavaleiros de ouro.

    - GUERREIROS SAGRADOS DE OURO, OUÇAM O MEU CHAMADO, ACORDEM!

    - DESGRAÇADA! – Gritava Ares, prestes a dar-lhe o golpe de misericórdia. Mas enquanto o fazia, Seiya disparava seus Meteoros de Pégaso para impedir que Ares a matasse.
           Ares bloqueia facilmente o ataque com sua espada e volta sua atenção aos quatro cavaleiros.
    Enquanto isso, não muito longe, a estátua dos cavaleiros de ouro brilhava como a luz do sol, e os cavaleiros de ouro finalmente eram libertos.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  ?imw=5000&imh=5000&ima=fit&impolicy=Letterbox&imcolor=%23000000&letterbox=false




    Trilha Sonora:



    - O que foi que aconteceu? – Perguntava Aiolia.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Cdz-aiolia-de-le%C3%A3o


    - Ártemis nos libertou com seu sangue, mas por quê? – Dizia Shaka.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  6de91f68f68c4bb61dbd7e6c745240eb44f2aae3_hq


    - Olhem ao seu redor! – Dizia Shion.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Shion_10


           Os cavaleiros de ouro e o antigo mestre, Shion, podiam ver os Berserkers de Ares massacrando as Satélites de Ártemis, e a própria deusa sangrando no chão, à beira da morte.

    - Cavaleiros de Ouro, por favor, me perdoem. Eu prometo restaurar a terra à Atena, mas por favor, impeçam os soldados de Ares. – Dizia Ártemis, agonizando.

    Shion respondia:

    - Por Atena, ajudaremos você!

    - POR ATENA! – Respondiam os cavaleiros de ouro em uníssono.


           Do outro lado do campo de batalha, Ares girava sua lança flamejante, desferindo seu mais poderoso ataque contra os quatro cavaleiros:

    - CHAOTIC REVOLUTION!



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  300px-Draco_Meteor_VIII


           Então diversos meteoros flamejantes surgiam dos céus, atingindo os quatro, que, sem terem como se defender, acabam gravemente feridos e com suas armaduras estilhaçadas.

           Ainda assim, os quatro conseguem se levantar e lançam seus ataques em conjunto contra Ares:

    - Meteoro de Pégaso.
    - Cólera do Dragão.
    - Pó de Diamante.
    - Corrente de Andrômeda.

           Mas novamente, Ares apenas bloqueia todos os ataques girando sua lança, rindo das tentativas infrutíferas dos cavaleiros.


           Enquanto isso, os cavaleiros de ouro enfrentavam os Berserkers.



    Trilha Sonora:




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  1a1400e3f8b85e4ed6a23d0fb63ca9e3d1af67c6_hq



           Alcmenes usava seu Fogo Divino de Prometeu contra Shaka, que o bloqueava com sua técnica “Kahn”. Porém, as chamas rubras eram tão poderosas que conseguiam ultrapassar a esfera defensiva de Shaka, ferindo-o.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Animesher.com_gif-shaka-virgo-shaka-1887033



    Shaka não se rendia e retribuía com sua Rendição Divina.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  12c4b87307bac15eeb74f36af3471062871d42d1_hq



    Ofir atacava Shion com suas Chamas Divinas da Guerra, ao passo que o antigo Papa revidava com sua Extinção Estelar.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Pope-Shion-saint-seiya-knights-of-the-zodiac-40126255-640-800


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Ece9c110c5f6281fc13e8bdde403e20aa42d21a9_hq

    Lior atacava Dohko com seus ventos cortantes, mas o guerreiro dourado consegue defender a duras penas o ataque com ambos os seus escudos, para em seguida lhe aplicar um Cólera dos Cem Dragões.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  81e4d824c9ef17ed491d70c9a1b4a2cafb5be7ef_00

    Lior voa para esquivar-se dos dezenas de ataques simultâneos, rindo com um olhar demente.

    - Que lindo show de fogos artificiais!


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Bad13e856412b946d092de4c0caee6d2533bde3c_hq


    Lótis brincava um pouco com Saga:

    - Que delícia! Posso sentir esse odor maligno em você. Você finge lutar pela justiça, mas posso ver seu interior. Você tentou assassinar Atena ainda bebê. Assassinou o antigo Mestre e tomou seu lugar. Sua alma é suja e você sabe disso. Nada do que fizer poderá apagar seus crimes.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  E02df0937f7cf033dded5f9ac0754af3


           Ambos os lados da máscara de Saga começam a chorar sangue quando ele é atingido pelas palavras de Lótis. Não resistindo, saga a ataca com fúria total, baixando a guarda, permitindo que Lótis o atacasse em cheio com uma velocidade surpreendente até mesmo para um cavaleiro de ouro, atravessando sua armadura e seu coração em um único golpe.
           Saga caía morto enquanto Lótis lambia o sangue nos dedos, mas ao olhar para o chão novamente, não vê o cadáver do dourado, que aparecia atrás dela. Lótis percebia que tudo havia sido uma ilusão, tarde demais, pois Saga a enviava para outra dimensão.
    Enquanto Saga se afastava para ajudar os outros cavaleiros, ele podia ouvir novamente a risada de Lótis, que também aparecia atrás dele.

    - Você não é o único aqui que sabe brincar com a mente dos outros, querido. Finalmente parece que encontrei um rival excitante!


    Perto dali, Mu tentava bloquear os ataques de Iseu com sua Parede de Cristal enquanto Camus tentava congelar Catreu com seu Execução Aurora.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Mu-de-aries_2pd7.620  Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Dd6f4b134b2f8d145a485d5ed1de5762



    Um bastante queimado Shura tentava cortar ao meio dois adversários, também feridos, que se desviavam de seus golpes. Logo atrás, Aiolia trocava golpes contra um adversário que parecia simplesmente não sentir dor. Há alguns metros, Miro atingia sua agulha escarlate em uma Berserker, que ria, pois dizia que o ataque parecia mais com a picada de um mosquito.

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  79f37e8557e116f20cead8ce591596cf  Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Tumblr_pmeyzpb5ys1saazguo2_540 Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Tumblr_nepg7f3PxR1saazguo3_400




    Na tentativa de proteger um grupo de Satélites feridas em meio a escombros, Aldebaran media forças com um enorme Berserker. Máscara da Morte tentava atingir seu oponente com seu Ondas do Inferno, que evitava o ataque, ao mesmo tempo que disparava suas chamas negras contra o cavaleiro de câncer. Por fim, Afrodite era atingido pelo veneno de sua adversário, mas ria, pois estava acostumado com venenos muito mais potentes, e contra atacava com suas Rosas Piranhas.


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  9636aa29dec717a3ec63158535655c35  Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  A40baf1c57488fb0778f632b6d45c6a8  Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Tumblr_nuiuhtQYsZ1su05dxo1_1280




           Bastante feridos, Seiya, Hyoga, Shiryu e Shun ainda continuavam de pé, com suas armaduras lendárias estilhaçadas, quando Ares arremeçava sua lança para destruir os quatro de uma vez. Porém, a trajetória da lança é interrompida por uma ave flamejante. Eis que Ikki de Fênix retornava para auxiliar seu irmão.
    A lança voltava às mãos de Ares, que agora atacava Ikki. Fênix voava para se desviar da lança, mas eventualmente acabava sendo atingido e derrubado no chão.

           Ártemis utilizava suas últimas forças para rastejar até seu báculo, deixando uma trilha de sangue atrás de si. Ao alcançar o báculo, ela utilizava-o para se levantar, e com seus últimos suspiros, realizava sua ação final.

    - Irmão, me perdoe! – Então quebrava o próprio báculo contra o chão, antes de cair para não mais se levantar.

           Naquele instante, a técnica utilizada para apagar a memória de todos os mortais sobre qualquer coisa relacionada à Atena, era quebrada. Seiya, Hyoga, Shiryu, Shun e Ikki instantaneamente se lembravam de tudo, como se suas memórias nunca tivessem sido modificadas.


    Trilha Sonora:


    Na Terra, Seika e Saori continuavam a rezar o rosário.

    - No décimo primeiro mistério, contemplemos a ressurreição de Jesus Cristo...

           E naquele exato momento, Saori também se lembrava de todo o passado. Mais do que isso, ela recuperava sua divindade arrancada e novamente era Atena.


    ...



           Ares golpeava Ikki quase até a morte, quando a Excalibur de Shiryu chocava-se com sua lança, seu braço era congelado pelo Execução Aurora de Hyoga, e o próprio deus era arremessado em pleno ar pela Tempestade Nebulosa de Shun, para finalmente ser atingido em cheio pelo Cometa de Pégaso de Seiya.
    Ares se levantava, levemente ferido, mas isso era o suficiente para enfurece-lo o suficiente para que seu cosmo explodisse ao máximo, gerando uma imensa onda de energia que derrubava os cinco cavaleiros. Trovões rasgavam os céus vermelhos, ventos terríveis assolavam o local, assim como acontecia na terra, quando de repente, os cinco cavaleiros sentiam outro cosmo poderosíssimo, mas diferente do de Ares, era tranquilizante e pacífico. Ares virava-se para ver quem surgia, e todos se surpreendiam ao ver Atena em pessoa.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  72a9361579dda02410a8435b163081d9


    Trilha Sonora:

    - Ares, suas ambições terminam por aqui!

    - Saori! – Gritava Seiya, quase em lágrimas ao finalmente reencontrar a Atena.

    Saori sorria para ele, caminhando lentamente até o ferido cavaleiro de Pégaso, ajoelhando-se e segurando sua mão entre as suas.

    - Seiya...

           Mas sua fala era interrompida pelo deus da guerra:

    - Atena, seus cavaleiros não poderão salvá-la, eles estão totalmente alquebrados. Você será a próxima vítima de minha lança, Enio, assim como Ártemis.

    - Jamais permitiremos que toque em Atena! – Gritaram os cinco cavaleiros levantando-se em uníssono, e a presença da deusa, juntamente com suas lembranças retomadas e a urgência da situação, fazem com que o cosmo dos cinco cavaleiros queime ao máximo, superando o Oitavo Sentido. Suas armaduras estilhaçadas se transformavam em Armaduras Divinas, como na luta contra Hades.




    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  46295531786f62a924b3d8ee539ae5b4--le-lien-los
    - Você não pode derrotar a nós cinco, Ares. Desista, ou você terá o mesmo fim que Hades!

           Ares se enfurecia ainda mais com o comentário de Atena e, queimando seu cosmo ao máximo, investia contra os seis, que o atacavam com seus golpes mais poderosos:

    - Cometa de Pégasus.
    - Ave Fênix.
    - Execução Aurora.
    - Cólera dos Cem Dragões.
    - Tempestade Nebulosa.

           Os cinco ataques, potencializados pelos oito sentidos, pelas armaduras divinas, e pelo cosmo de Atena, uniam-se em um único ataque, que atingia Ares em cheio, destruindo o deus da guerra de uma vez por todas.

           Sem seu líder, o poder dos Berserkers diminuía, permitindo que eles fossem derrotados pelos cavaleiros de ouro. As Satélites sobreviventes saiam debaixo dos destroços e ajoelhavam-se ante sua deusa Ártemis para chorar por sua morte.
    O céu vermelho, pouco a pouco, voltava a se tornar azul e limpo. Os cavaleiros lendários de bronze e os cavaleiros de ouro finalmente se reencontravam desde os eventos no Muro das Lamentações.
           Porém, o reencontro durou pouco, pois todos puderam sentir um cosmo ainda mais poderoso que o de Ares, Atena e Ártemis.



    Trilha Sonora:


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Apollo10


           Apolo descia dos céus em sua Kamui completa. Nenhum dos presentes jamais havia sentido tamanho poder em sua vida.

    - Atena, eu sempre soube que me arrependeria por ter cedido ao apelo de nossa pobre irmã, Ártemis. Dessa vez, não cometerei o mesmo erro. MORRA!


           Apolo direcionava seu báculo para Atena, e uma grande energia mais fulgurante que o próprio sol era disparada contra a deusa e seus cinco protetores... Até ser bloqueada por um campo de força, o que surpreendia a todos, incluindo a própria Atena e Apolo.

    - Mas quem...?

           Dos céus, também descia outra figura, vestindo uma armadura semelhante à dos anjos celestes, mas dourada e que lembrava muito uma das doze armaduras de ouro.



    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Aiolos10
           Ainda assim, não havia como confundir, diversos cavaleiros de ouro o reconheciam como Aiolos, o antigo cavaleiro de sagitário. Aiolos disparava uma flecha contra Apolo, que a bloqueava facilmente com seu báculo, mas o ataque aparentemente era apenas uma distração, pois agora, Aiolos se colocava entre Atena e os cavaleiros e dizia a todos:

    - Não temos muito tempo, ele conseguiu salvar vocês, mas o poder de Apolo é tão grande quanto o dele. Vamos!

    - Ele quem? – Perguntava Atena.

           Mas antes que a pergunta de Atena fosse respondida, tanto ela quanto Aiolos, os cinco cavaleiros de bronze, os cavaleiros de ouro e até mesmo as Satélites sobreviventes, eram teleportados dali, deixando Apolo sozinho.

           Em sua fúria, Apolo incinerava completamente o Templo da Lua.

    - Isso ainda não terminou, irmã!




    ...




    Epílogo

    Trilha Sonora:

    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  F7b312747f21b2898e71222bb2c9b7ce3e81245c_hq

           Atena e os outros viam-se em um local desconhecido. À sua volta viam uma paisagem idílica, que transmitia enorme paz e tranquilidade. Era semelhante aos Elísios do Reino de Hades, mas ainda mais perfeito. Aiolos se dirigia a Atena.

    - Desculpe por demorar tanto. Meu mestre estava muito ocupado.


    - Seu mestre? Quem...?

    - Eu, minha filha.



    Trilha Sonora:


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  6f2e77e64baf3c3fbb40887a7a52c030bd194fab_00



     Dos campos no horizonte, surgia aquele quem os havia salvo. Os olhos de Atena pareciam não acreditarem no que viam.

    - P... pai? É você mesmo?

    - Sim, minha filha.

    - Pai, aonde estamos?

    - Sigam-me, temos muito o que conversar.

           E assim, Saori, os Santos e Satélites seguiam-no em direção ao castelo visto ao fundo, com a certeza de que a verdadeira batalha estava apenas começando.

    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    .
    Continua?



    Conteúdo patrocinado


    Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô  Empty Re: Saint Seiya Tenkai-hen: Honshô

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Abr 14, 2024 5:23 am