Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Ed Araújo Qui Fev 09, 2023 9:23 am

    Gwen: Paraíso dos Gangsters



    Enquanto caminho pelo vale da sombra da morte
    Dou uma olhada na minha vida
    E percebo que nada restou
    (...)
    Desperdiçando a maior parte das suas vidas
    Vivendo no paraíso dos gangsters


    – Coolio, Gangsta's Paradise


    Gwen: Paraíso dos Gangsters 4Fhh7o1


    Gwendoline Horowitz, Anjo Menor dos Líberes terminou de dedilhar sua canção no violão e a pequena multidão ao redor aplaudiu. Ela estava no lado externo do pavilhão do Beachclub Copacabana, um bar na praia de Scheveningen em Amsterdã. O dia terminava, algumas pessoas ainda aproveitavam o auge do verão europeu para banhar-se nas águas do Mar do Norte.

    Gwen: Paraíso dos Gangsters D9FJ3uW

    Ela havia adquirido algum renome nos últimos dias tocando por ali e os donos do bar a convidaram para tocar – em troca de alguns trocados. O dinheiro iria ajudar, já que a "ajuda de custo" fornecida pela Principado de Amsterdã, Maria Husselmann, Arcanjo Menor dos Princeps. Husselmann não cobrara nada de Gwen e deixou-a livre para que "aproveitasse a cidade".

    Arcanjo Maria Husselmann dos Princeps
    Gwen: Paraíso dos Gangsters HxnitxI
    Aproveite a cidade. Eventualmente você encontrará uma forma de contribuir, tenho certeza.

    Mas a oportunidade não havia surgido ainda. O pequeno show terminou, as pessoas voltaram a beber. Gwen preparou-se para se juntar aos outros na diversão.

    Quando um estouro foi ouvido. As pessoas se assustaram, olhando a torto e a direito, perdidas. Nesse momento um homem caminhou entre as mesas, tropeçando. Sua camisa, originalmente branca, estava rubra... de sangue.

    Homem
    Gwen: Paraíso dos Gangsters GYi1JnX
    Por... favor...

    Caiu praticamente em cima de Gwen, quase jogando-a no chão junto consigo. Segurou sua mão, desesperado.

    Homem
    Gwen: Paraíso dos Gangsters GYi1JnX
    Eles... Arjan...

    Expirou uma última vez e ficou em silêncio, seus olhos abertos, vazios e sem vida.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Sex Fev 10, 2023 12:18 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Não é da morte que temos medo, mas de pensar nela!

    • Controle de Itens: Grimório.


       

           

               

    Eu acordei cedo, sentindo-me renovada e animada para o dia que tinha pela frente. Vesti minha mais confortável e leve, me preparando para o calor do verão europeu. Enquanto preparava meu café da manhã, ouvia uma playlist de música acústica e me animava para minha apresentação na praia. Pelos céus, eu havia me esquecido como isso era bom.



    Quando cheguei ao Beachclub Copacabana, fui recebida por um grupo de pessoas que estavam curtindo o belo dia de verão. Cumprimentei todos e fui para o backstage para me preparar. Lá, passei algum tempo afinando meu violão e ensaiando algumas de minhas músicas favoritas.



    Enquanto esperava minha apresentação, conversei com os frequentadores do bar, ouvindo suas histórias e compartilhando risadas. Aproveitei a oportunidade para apreciar a vista do Mar do Norte, admirando as ondas suaves.



    Finalmente, chegou a hora. Sentei-me do lado de fora do Beachclub Copacabana, segurando meu violão com confiança. A pequena multidão nas mesas olhavam-me prontos para ouvir minha música, e comecei a dedilhar as cordas do violão. Minha voz era clara e melodiosa, e esperava que minha música tocasse os corações dos presentes.





    No fim da apresentação, recebi uma salva de palmas e até mesmo elogios da minha audiência. Me senti realizada e feliz por ter compartilhado minha paixão pela música com as pessoas ao redor.



    Era hora de tomar algo, comer uns petiscos e curtir a noite. Pensava até mesmo em um luau quando um estouro foi ouvido e uma multidão se assustou. Um homem, com a camisa manchada de sangue, veio caminhando entre as mesas e caiu praticamente em cima de mim, segurando minha mão desesperadamente.



    Ele sussurrou "Por favor... Eles... Arjan..." antes de expirar em silêncio. Eu senti como se fosse transportada de volta aos horrores que vivi nos campos de concentração. O som do tiro, a visão do sangue, tudo isso me trouxe lembranças dolorosas e aterrorizantes.



    Eu me senti completamente vulnerável, como se a qualquer momento eu pudesse ser levada de volta para aquele lugar sombrio e sem esperança. Eu estava enjaulada em minhas próprias memórias, lutando contra a sensação de pânico que se apoderou de mim.



    Mas eu sabia que precisava manter a calma. Eu tinha que estar alerta, para proteger a mim mesma e aos outros. Eu não sabia o que estava acontecendo, mas eu não podia correr o risco de cair em uma armadilha.



    Eu respirei profundamente, concentrando-me em minha respiração e lutando contra o medo que tentava me dominar. Eu estava decidida a sobreviver, a superar o passado e a encontrar uma forma de lidar com o presente. Eu estava determinada a não deixar que as memórias dos campos de concentração me controlassem de novo. Embora, eu estivesse trêmula e completamente abalada, precisando de tempo para processar o choque do que havia acabado de acontecer. As palavras do homem me deixaram aterrorizada, eu não conseguia entender o que elas significavam, mas eu sabia que algo terrível estava acontecendo.



    Por fim, me desvencilhei o homem e olhei ao meu redor procurando alguém que parecesse suspeito.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Beachclub Copacabana, Praia de Scheveningen

    Mensagem por Ed Araújo Sáb Fev 11, 2023 5:30 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters 4Fhh7o1


    Gwen havia feito uma boa apresentação e as pessoas tinham ficado satisfeitas, mas a morte daquele estranho havia acabado com tudo. Agora o lugar se esvaziava e ela tentou encontrar alguém suspeito, mas não obteve êxito.

    A polícia chegaria em breve e provavelmente iria querer falar com ela.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Sex Fev 17, 2023 11:40 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Não é da morte que temos medo, mas de pensar nela!

    • Controle de Itens: Grimório.


       

           

               

    A principio, considerei deixar o local para tentar descobrir o que de fato ocorrera. Mas, seria uma procura a esmo. Então sentei-me em uma cadeira, minhas ainda estavam tremulas, e esperei pela chegada da polícia. O local estava vazio e silencioso, com exceção dos meus batimentos cardíacos acelerados e do som dos meus pensamentos confusos.



    Eu estava sozinha, sem ninguém para me apoiar e me ajudar a enfrentar a situação. Eu estava completamente vulnerável e exposta, sentindo como se a qualquer momento pudesse ser atacada ou capturada novamente.



    Eu me lembrava dos campos de concentração, dos momentos em que eu esperava, temendo pelo pior, sem saber o que aconteceria a seguir. E agora, mais uma vez, eu estava sentindo essa mesma sensação de medo e incerteza.



    Eu olhava para a rua, esperando que a polícia chegasse a qualquer momento, mas também temendo o que poderia acontecer quando eles chegassem. Eu não sabia como eles iriam reagir ou o que iriam perguntar, mas eu sabia que precisava estar preparada para responder com a verdade e ajudar no que fosse necessário.



    Enquanto esperava, eu lutava contra a ansiedade e o medo que tentavam me dominar. Eu respirava fundo e tentava me concentrar em pensamentos positivos, mas a sensação de pânico não desaparecia.



    Apesar do medo e da tensão, eu estava determinada a colaborar e fazer tudo o que pudesse para ajudar a descobrir a verdade sobre o que havia acontecido. Talvez o que ele disse antes de morrer pudesse significar algo para a policia e assim eu poderia ter uma pista inicial. Contudo, eu sabia que o caminho pela frente seria difícil e desafiador, mas eu estava pronta para enfrentar mais uma vez meus medos e superar as adversidades.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Beachclub Copacabana, Praia de Scheveningen

    Mensagem por Ed Araújo Sáb Fev 18, 2023 9:24 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters 4Fhh7o1


    A polícia fardada e isolou a área. Gwen foi abordada e convidada a aguardar a chegada dos investigadores. Logo chegaram dois homens e um deles aproximou-se dela.

    Anjo "Danny" Vinke dos Cuique Suun
    Gwen: Paraíso dos Gangsters QZzqW9s
    Oi. Sou Daniel Vinke. A vítima caiu sobre você, não é?

    Ele se senta, então olha ao redor, se certificando de que ninguém podia ouvir.

    Anjo "Danny" Vinke dos Cuique Suun
    Gwen: Paraíso dos Gangsters QZzqW9s
    Vamos começar de novo. Sou o Anjo Daniel Vinke dos Cuique Suun. Pode me chamar de Danny. Você é nova por aqui, não é? Em Amsterdã, quero dizer. Não nos conhecemos antes.

    A Líbere se lembrou das palavras de seu mentor, tantos anos atrás.

    Anjo Harahel, Elohim dos Líberes
    Gwen: Paraíso dos Gangsters B7uM9Wk
    A Guerra Pela Salvação é uma guerra e tem sua cota de horror e violência. Somos forçados a encarar o que há de pior na Humanidade. Mas lembre-se sempre, Gwen. Os vampiros pulam nos pescoços uns dos outros, os lobisomens mergulham-se em batalhas fatricidas por território e dominância, os infernais traem-se mutuamente o tempo todo. Mas nós, celestiais, nunca estamos sozinhos.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Ter Fev 21, 2023 1:39 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    Eu respirei fundo e encarei o homem à minha frente. Era difícil saber o que esperar da polícia em uma situação como essa, mas a abordagem dele parecia estranha. Quando ele se apresentou como um "Anjo", eu senti uma onda de alívio e de energia percorrer meu corpo.



    Eu me lembrei das palavras do meu mentor e senti um certo alívio em saber que havia mais celestiais por perto. Eu nunca havia trabalhado com nenhum dos Cuique Suun antes, mas sabia que poderia confiar neles como confiava nos outros celestiais.



    - Meu nome é Gwen. - Respondi, estendendo minha mão para cumprimentá-lo.



    Danny parecia estar tentando estabelecer uma conexão comigo e era reconfortante saber que, mesmo em uma situação tão caótica, eu não estava sozinha.



    - Sim, a vítima caiu sobre mim. - Respondi a ele, ainda incerta sobre o que dizer e tentando manter a calma apesar de toda a tensão do momento. - E sim, sou nova em Amsterdã. Pelo menos, nessa Amsterdã atual. - Sorri em tom de brincadeira. - E não, não nos conhecemos antes. - Confirmei sua suposição



    Eu estava determinada a ajudar a resolver o crime e encontrar o responsável. Então, relatei tudo a Danny. Pelo menos o que eu havia presenciado.



    - Eu não sei o que aconteceu. Eu havia terminado minha apresentação e, de repente, houve toda essa agitação. Eu não consegui ver quem foi ou o que aconteceu. - Expliquei. - Além de cair sobre mim, ele disse "Por favor, eles Arjan...". Não faço a menor ideia do que isso signifique. Mas, talvez possa ajudar. - Conclui cooperando.



    Apesar de tudo, eu me sentia tensa e preocupada. Ainda havia muitas perguntas sem resposta e o mistério em torno da morte daquele estranho apenas aumentava a minha ansiedade. Mas, como uma Celestial, eu sabia que era meu dever cooperar com as investigações e fazer tudo o que pudesse para ajudar.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Beachclub Copacabana, Praia de Scheveningen

    Mensagem por Ed Araújo Qua Fev 22, 2023 3:42 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters 4Fhh7o1


    Era um costume de etiqueta entre celestiais citarem seu coro e clero ao se apresentarem para seus camaradas, mas Danny ignora a "quebra de protocolo" de Gwen.

    Anjo "Danny" Vinke dos Cuique Suun
    Gwen: Paraíso dos Gangsters QZzqW9s
    "Arjan"... hm... é um nome comum, mas Arjan Voorheis é o Príncipe de Amsterdã. O "rei dos vampiros" daqui. Este homem, Mahmoud Bel, é de uma organização criminosa marroquina, o Clã Bel. Não sabemos muito sobre eles, mas isso... tsc, droga.

    Mais alguma coisa? Aqui, este é meu cartão. Se souber de algo mais ou precisar conversar, pode me ligar a qualquer hora. Tenha uma boa noite, Gwen. Um oficial vai vir pegar seus dados pessoais e te liberar, ok?

    Mas Gwen não tem "documentos oficiais" – na Terra ela era uma ninguém, do ponto de vista civil. Sua verdadeira identidade mortal estava morta há décadas e ela era apenas um anjo que tocava na praia de vez em quando. Ao saber sobre isso, Danny coça o queixo. Ele pega o próprio caderninho e começa a escrever coisas nele – mas Gwen vê que não está escrevendo nada de verdade, apenas sinais sem sentido.

    Anjo "Danny" Vinke dos Cuique Suun
    Gwen: Paraíso dos Gangsters QZzqW9s
    Vou dizer para eles que já peguei suas informações, mas recomendo que procure Maria o mais rápido possível e descole alguns documentos falsos. É bastante provável que te chamem para dar mais depoimentos na delegacia. Eu e meu parceiro vamos dar uma enrolada nos superiores, mas é melhor você ter uma identidade mortal. Incluindo um endereço, claro. Meu colega é mortal, mas é um acólito.

    "Acólitos" eram os mortais (e outras criaturas sobrenaturais) que sabiam sobre o Éden e ajudavam os celestiais na Guerra Pela Salvação. Então ela é liberada e pode decidir o que fazer a seguir.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Sáb Mar 04, 2023 8:02 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    Eu ouvi atentamente as palavras de Danny, pelo menos até ele cortar seu discurso pela metade e fazer mais perguntas.



    - Acho que é só isso, Danny. - Respondi ainda confusa.



    Fiquei ainda mais confusa quando o vi rabiscando em seu caderno. Seria aqueles rabiscos algum tipo de código usado pelos Cuique Suun? Para mim, era como se estivesse em grego. Embora eu soubesse que ele era um Celestial, ainda era estranho ouvir um policial pedir que eu conseguisse documentos falsos.



    - Vou pedir esse favorzinho para Maria agora mesmo. - Disse a Danny com um sorriso. - A propósito, qual é o nome do seu parceiro? - Perguntei, caso precisasse de ajuda e não encontrasse Danny.



    Assim que fui liberada, fui procurar Maria. Era melhor ter a documentação em mãos antes de ter que comparecer à delegacia.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Avenida Damrak, Centro de Amsterdã

    Mensagem por Ed Araújo Qua Mar 08, 2023 7:24 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters 6tyU17t


    A Avenida Damrak é o coração financeiro de Amsterdã e um dos principais centros econômicos europeus. Aqui está, há séculos, o escritório do Principado da cidade.

    Maria Husselmann, Arcanjo dos Princeps não vivia na cidade – sua casa era em uma Vila de cultura holandesa nos Campos Elísios, às margens de um rio que desagua no Lago Lazurd. Mas Gwen havia notado o anel em seu dedo anelar esquerdo. Ela tinha outra vida no Éden, em seus momentos de folga.

    Assim que Gwen só pode encontrar a arcanjo de manhã – ela estava disponível a partir das nove horas e até às dezoito – depois disso só poderia ser contatada em situações muito urgentes.

    Arcanjo Maria Husselmann dos Princeps
    Gwen: Paraíso dos Gangsters HxnitxI
    Entendo. Sim, é bom ter documentos civis para esse tipo de situação. Mesmo celestiais que vivem no Éden se limitam a vir a este mundo somente para missões específicas podem precisar de uma identidade mortal. Vou conseguir algo pra você, não se preocupe. Passe os detalhes de sua preferência para Dael quando estiver saindo. Mas, sobre o assassinato... isso é bastante preocupante. Como se sente?

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Sáb Abr 01, 2023 3:26 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    Tive que torcer para que nada acontecesse, já que Maria só estaria disponível no dia seguinte.



    No dia seguinte, eu estava sentada em uma cadeira na sala de espera, ansiosa e um pouco nervosa, esperando ser chamado para conversar com Maria. Eu cheguei cedo para que não me encontrassem antes de falar com ela, mas agora sentia que estava me preparando demais e ficava olhando para o relógio a cada minuto.



    A sala de espera é tranquila, mas eu não conseguia relaxar completamente. Eu olhava ao redor e via outras pessoas sentadas em cadeiras semelhantes, também aguardando suas respectivas reuniões, não sei. Eu me perguntava o que elas estavam sentindo, se também estavam ansiosas ou se já estavam acostumadas a essa rotina.



    Eu tentava manter a mente ocupada. Mas, mesmo assim, me pegava olhando para o celular, verificando as mensagens e as notificações a cada minuto. Sentia como se o tempo estivesse passando devagar e minha ansiedade só aumentando.



    Finalmente, ouvi meu nome sendo chamado e me levantei rapidamente da cadeira. Respirei fundo, ajeito rapidamente meu cabelo e minha roupa, e entro na sala com um sorriso confiante no rosto.



    - Eu confesso que pretendia passar despercebida durante minha missão. Mas, parece que eu atraio confusão. - Ri embaraçada. - Lhe agradeço imensamente por essa ajuda, Maria. Espero poder retribuir um dia. - Ponderei por alguns instantes, antes de respondê-la. - Eu simplesmente não consigo tirar a imagem da minha cabeça. A violência, o sangue, o rosto da vítima. Isso me fez reviver um pesadelo antigo. E o pior é saber que o vampiro está lá fora, livre para fazer o que quiser. Sinto como se eu estivesse sendo observada o tempo todo, como se estivesse em perigo constante. Mas ao mesmo tempo, sinto que preciso fazer algo para impedir que isso aconteça de novo. Não posso simplesmente ficar parada e deixar isso continuar. Preciso agir, mas não sei como ou por onde começar. - Completei cabisbaixa.



    Eu estava um pouco perdida e confusa sobre como começar essa investigação. Não havia muitas informações e pistas para analisar, e eu não sabia por onde começar. Sentia uma pressão constante para avançar e encontrar respostas, mas a falta de direção e a sobrecarga de informações estavam me deixando ansiosa e insegura sobre como proceder. Precisava encontrar uma maneira de organizar e priorizar as informações e definir um plano de ação para começar a avançar em direção aos meus objetivos. Será que Danny me ajudaria?



    Deixei meus dados da minha época de mortal com Dael. Seria mais simples só atualizar a data e eu estaria sempre pronta quando me chamassem pelo meu nome ou me questionassem onde havia nascido, meus pais, idade, entre outras coisas.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Bairro de Jordaan, Amsterdã

    Mensagem por Ed Araújo Dom Abr 09, 2023 1:58 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Wc29RFg


    A despeito dos problemas, nada de mais ocorre nos dias seguintes. Gwen recebe sua "identidade mortal" após dois dias. Danny estava ocupado, mas haviam marcado de se encontrar para conversarem sobre o assunto quando ele terminasse o turno de trabalho.

    Ia para o local do encontro, um bar em Jordann, o principal bairro boêmio de Amsterdã, com vários cafés com música ao vivo (e onde também ficava a casa de Anne Frank). Aproximava-se do lugar quando uma vã preta, sem janelas ou sinais de identificação, parou subitamente do seu lado. Dois homens de máscaras de motoqueiro e jaquetas pretas, munidos de pistolas, saíram e a renderam.

    Sequestrador
    Gwen: Paraíso dos Gangsters NF9PxDq
    Parada! Você vem com a gente! Entra no carro, vai!

    Ele tinha um sotaque carregado e as pessoas ao redor estavam assustadas. Havia apenas alguns segundos para tomar uma decisão.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Sáb Abr 15, 2023 12:54 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    A calmaria havia retornado, e com minha identidade mortal em mãos, não havia mais nada com o que me preocupar. E além disso, Danny havia me convidado para sair. Acho que ele iria dividir algumas informações comigo.

    Seguia tranquilamente para o bar. O bairro boêmio parecia um bom lugar para eu trazer minha música. Talvez se eu conversasse com alguns dos donos desses cafés, eu poderia conseguir fazer uma apresentação ou outra, pelas noites de Amsterdã. Suspirei profundamente ao ver a casa de Anne Frank. Me perguntava se ela tivera o mesmo destino que eu. Em todo o caso, esperava que ela tivesse encontrado a paz depois de todo aquele horror.

    Mas nesse minuto de descuido foi o suficiente para eu ser abordada por homens armados e encapuzados. Sequestradores?! O que eles iriam querer comigo? Eu não era ninguém. O medo se instalou em mim e eu mal conseguia respirar. Meu coração começou a bater tão forte que eu podia ouvi-lo nos meus ouvidos. Eu estava em choque, sem saber o que fazer. Tinha apenas alguns segundos para tomar uma decisão crucial que poderia mudar minha vida para sempre.

    Eu olhei em volta, procurando por uma saída, mas parecia que todas as opções estavam bloqueadas. Eu sabia que não poderia resistir sozinha contra esses homens armados. Eu precisava manter a calma e tentar descobrir o que eles queriam comigo.

    - Ir para onde? O que vocês querem de mim? - Perguntei, tentando manter a voz firme. Nesse instante, algo veio a minha mente. - E porque estão apontando os dedos para mim? - Questionei, curiosa, levando o indicador à minha boca e fingindo estar confusa. (Usar Ilusão pra fazer as armas sumirem e tentar deixar eles confusos.)

    Só precisava de um segundo de distração deles para sair correndo dali.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Bairro de Jordaan, Amsterdã

    Mensagem por Ed Araújo Ter Abr 18, 2023 12:52 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Wc29RFg


    Um dos homens encara a arma confuso, mas o outro não reage da mesma forma.

    Sequestrador
    Gwen: Paraíso dos Gangsters NF9PxDq
    Ficou louca, mulher! Para de falar besteira e vamos logo!

    Ele agarra Gwen e joga ela dentro da van com uma força impressionante. O veículo sai acelerado enquanto um capuz é enfiado na cabeça da celestial. Por um instante ela acreditava escutar a voz de Danny, como se ele gritasse, mas muito longe.

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Qua Abr 19, 2023 9:02 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    Senti um misto de terror e pânico quando o sequestrador agarrou meu braço e me jogou com força para dentro da van. Meus poderes de ilusão não foram capazes de afetá-lo, e isso me deixava ainda mais apreensiva.



    Eu ouvi a porta da van sendo fechada com força, e em seguida senti um capuz sendo colocado sobre minha cabeça. Meus olhos são cegados, e minha audição se tornava ainda mais aguçada. Eu escutava o barulho do motor da van sendo ligado e sentia o veículo acelerar. Comecei a sentir enjoo e tontura, e a única coisa que me restava era tentar manter a calma.



    - Pra onde estão me levando? - Perguntei já sabendo que não receberia uma resposta.



    Eu tive a impressão de ouvir a voz de Danny gritando meu nome, mas ela parecia distante e fora de alcance. Eu me perguntava se ele sabia o que estava acontecendo comigo, e se ele estaria bem. A incerteza e o medo me consumiam, e eu me sentia completamente perdida. Fechei meus olhos, tentando respirar fundo e manter a serenidade, mas a sensação de desespero só crescia dentro de mim. Torcia para que Danny viesse ao meu socorro.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty UM PORÃO (LOCAL DESCONHECIDO)

    Mensagem por Ed Araújo Qua maio 10, 2023 7:48 pm

    Gwen: Paraíso dos Gangsters C2zf8dM


    Sequestrador
    Gwen: Paraíso dos Gangsters NF9PxDq
    Cale a boca ou a calo pra você.

    Gwen se sente confusa. Mãos atadas às costas, capuz. O veículo faz várias curvas e em algum momento ele para e ela é retirada e colocada dentro de outro veículo, que segue adiante em velocidade normal. Eles não queriam chamar atenção.

    Muito tempo se passa – talvez uma hora? Era difícil ter certeza. Em algum momento ela é revistada, de forma um tanto rude. Por fim o carro estaciona e ela escuta o som de uma porta de garagem se fechando. É retirada e arrastada por uma escada para baixo – um porão, talvez? Colocada em uma cadeira, uma luz forte é jogada em seu rosto quando o capuz é retirado. Ela consegue ver que está mesmo em um porão sem janelas. Não consegue identificar com clareza quantos estão ao redor, mas uma voz surge da escuridão além da luz. Uma voz masculina potente.

    Homem nas Sombras
    Gwen: Paraíso dos Gangsters D0HPjWT
    Desculpe pelos modos rudes, mas infelizmente nossos inimigos não nos dão alternativa. Pessoalmente preferia ter esta conversa de modo mais... civilizado.

    Ele falava em holandês, mas havia um... sotaque. Diferente. Ela já havia ouvido esse sotaque entre garçons e taxistas. Era marroquino.

    Homem nas Sombras
    Gwen: Paraíso dos Gangsters D0HPjWT
    Eu tenho uma pergunta para a senhorita. Um homem morreu em seus braços. O que ele disse?

    Off:

    Estatísticas:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3109
    Reputação : 97
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh31.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Pikapool Qui maio 25, 2023 8:11 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: A paz da consciência é o maior de todos os dons. Uma pessoa com a consciência limpa não tem motivos para temer os espectros!

    • Controle de Itens: Smartphone, bolsa, óculos, kit de maquiagem (primer, pó facial, blush, delineador, mascara de cílios, batom e gloss), caderno de anotações, caneta.


       

           

               

    Meu coração disparava enquanto me encontrava amarrada e desorientada. A confusão se misturava com o medo, e eu tentava me acalmar apesar da situação angustiante. O veículo em que estava fazia várias curvas e parava em algum momento, onde fui transferida para outro carro, que seguiu em uma velocidade mais discreta. Eles claramente não queriam chamar atenção.



    O tempo parecia se arrastar, e perdi a noção exata de quanto tempo havia se passado. Talvez tivessem sido horas, mas era difícil ter certeza. Em determinado momento, fui revistada de maneira brusca, o que me faz sentir ainda mais vulnerável. Por fim, o carro estacionou e ouvi o som de uma porta de garagem sendo fechada. Fui arrastada para baixo, provavelmente para um porão, e me colocaram em uma cadeira. Uma luz intensa foi jogada em meu rosto quando o capuz foi retirado, revelando um ambiente sombrio e sem janelas.



    Ainda tentando me adaptar à luminosidade, consigui vislumbrar algumas figuras ao meu redor, mas era difícil distinguir detalhes. Então, uma voz poderosa ecoou da escuridão, falando em holandês com um sotaque marroquino distinto.



    Ele pediu desculpas pelos modos rudes, comportamento que me deixou curiosa, mencionando que os inimigos não lhes deixaram outra escolha. Uma parte de mim se perguntava quem eram esses inimigos, enquanto outra parte tentava manter a calma e descobrir o que estava acontecendo.



    No entanto, a pergunta que ele faz me pegava de surpresa. Um homem morreu em meus braços, e ele queria saber o que ele disse. A lembrança dolorosa daquele momento invadiu minha mente, e senti um aperto no coração. Eu não esperava essa pergunta, e fiquei momentaneamente sem palavras.



    Apesar do receio e da incerteza que me cercavam, encontrei a determinação dentro de mim. Encarei o homem nas sombras com coragem, minha voz trêmula, mas decidida:



    - E-ele pediu por ajuda. - Cabisbaixa encaro a mesa. - Mas eu nada pude fazer por ele. - Bem, não fora exatamente isso que ele havia dito. Mas, eu tinha o pressentimento que repetir o nome Arjan diante aquela situação poderia me por em maus lençóis.



    Minhas palavras saiam com um misto de tristeza e confusão. Aguardei ansiosamente pela resposta do homem nas sombras, procurando entender o que tudo aquilo significava e como eu me encontrava envolvida naquela situação.


           

       
    Ed Araújo
    Mestre Jedi
    Ed Araújo
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1199
    Reputação : 79
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty UM PORÃO (LOCAL DESCONHECIDO)

    Mensagem por Ed Araújo Qua Jun 07, 2023 11:10 am

    Gwen: Paraíso dos Gangsters C2zf8dM


    O homem pensava por alguns instantes, considerando o que ouviu.

    Homem nas Sombras
    Gwen: Paraíso dos Gangsters D0HPjWT
    Sinto que você não está contando tudo, senhorita. Vou pedir que tente se lembrar direito...

    Off:

    Estatísticas:
    Conteúdo patrocinado


    Gwen: Paraíso dos Gangsters Empty Re: Gwen: Paraíso dos Gangsters

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Abr 21, 2024 9:09 am