Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    LADY DEADPOOL

    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1043
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    LADY DEADPOOL Empty LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pallando Sex Dez 15, 2023 11:50 pm

    INTRODUÇÃO:
    LADY DEADPOOL Rubble10

    17 de Fevereiro de 2107
    Paris, França. Centro da cidade

    Atravessando por entre os escombros, os raios do sol que acabava de nascer alcançaram o estreito ponto onde Gabrielle estava. Agora com um pouco de luz, a heroína conseguia enxergar com seu olho esquerdo os blocos de concreto que a soterravam naquele momento. Não era uma visão muito útil para ajuda-la, mas pelo menos indicava que um de seus olhos já havia se regenerado por completo e estava funcional, diferente do outro que ainda se reconstruía de maneira lenta por estar dividindo a atenção do fator de cura com vários outros membros e órgãos. Pouco a pouco sentia os movimentos voltando e a força crescendo à medida que os músculos eram reconstruídos, mas ainda demoraria um pouco para conseguir sair de onde estava.

    Poderia lembrar-se de minutos atrás, no fim da madrugada daquele dia quando os escombros que agora a esmagavam ainda eram parte de um prédio enorme próximo ao centro de Paris. Aquele era o Hotel Batignolles, um dos mais antigos da velha cidade e ainda um dos mais frequentados nos atuais tempos de crise, possuindo 14 andares até pouco tempo. Sua queda com certeza havia resultado em inúmeras mortes, e fora causada provavelmente por explosões na base — com base na memória de Gabrielle, que havia ouvido o estrondoso barulho e sentido o tremor da estrutura. A queda de todo o hotel havia sido tão rápida que não houve tempo para qualquer reação.

    A razão pela qual Lady Deadpool estava naquele lugar à convite da própria Presidente da França, Camille Beaufays. Aquele dia, 17 de Fevereiro, era a data marcada para um encontro importante entre as principais forças presentes naquela caótica França: a Presidente se reuniria com o líder do exército independente rebelde, e nessa ocasião haveriam lideres militares, diplomatas, representantes de organizações internacionais interessadas e até o próprio CEO da Nasper Company. Além, é claro, dos mais relevantes heróis da nação. Um conhecido de Gabrielle, o Capitão Foudre, também deveria estar presente apesar de ela não ter conseguido contato com ele antes. Nesse evento, Lady Deadpool era parte interessada e também estaria representando a Vanguarda.

    E então, alguns minutos depois do nascer do sol e quando seu corpo estava quase completamente regenerado, Gabrielle sentiu o peso sobre si diminuindo e o movimento dos escombros. Haviam pessoas ali.

    ???? escreveu:- E-ei!! Aqui!!!

    O peso sobre ela continuava a diminuir conforme parecia haver trabalho de algumas pessoas para tira-la daquela situação. Logo mais luz do sol entrou e incomodou seus olhos, ainda acostumados com a escuridão, e em seguida Gabrielle foi capaz de ver um rosto por entre os escombros. Era um trabalhador de barba cheia e rosto marcado pelo suor e a sujeira daquele lugar, alguém trabalhando no resgate.
    Membro da Equipe de Resgate escreveu:- Senhorita, consegue me ouvir?!... Fique calma, já vamos te ajudar!!

    Porém, apesar do bravo esforço que a equipe de resgate estava fazendo, àquela altura Lady Deadpool já era perfeitamente capaz de sair dali sozinha com facilidade... só precisava tomar cuidado se tentasse sair imediatamente, pois o calcanhar de seu pé direito ainda precisava de alguns segundinhos para se regenerar.

    ______________
    OFF:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3088
    Reputação : 96

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pikapool Ter Jan 09, 2024 11:04 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Chimichanga!!

    • Itens:


       

           

               

    Os primeiros raios de sol da manhã filtravam-se através das frestas dos destroços, lançando uma luz tênue sobre o campo de desolação. Meus olhos, ainda atordoados, adaptavam-se gradualmente à claridade, revelando o pesadelo de concreto que me envolvia. Uma dor surda latejava implacável na metade do meu rosto, enquanto a outra parte já se entregava à renovação celular.



    Sob os escombros do que já fora o majestoso Hotel Batignolles, agora reduzido a um monte de destroços, eu me encontrava no epicentro do caos. O convite da presidente Beaufays para uma reunião crucial parecia um distante eco em meio à desordem que me cercava. A ironia sutil do destino me aprisionara literalmente no coração do tumulto.



    Uma voz abafada, como um eco distante, penetrou minha consciência, misturando-se aos murmúrios de Paris em convulsão. A urgência em sua chamada revelava uma angústia genuína, embora minha necessidade de auxílio fosse quase nula; meu corpo se recuperava célula por célula, uma sinfonia biológica contrastante com o caos ao meu redor.



    Seus esforços eram tocantes, porém, dispensáveis. Com um movimento fluido, afastei os blocos de concreto, permitindo que a luz do dia iluminasse meu uniforme vermelho e preto, revelando as marcas provocadas pelo colapso do prédio, com rasgos expressivos que contavam a história do encontro tumultuado com os destroços. Pelo menos a máscara ainda protegia identidade, apesar dos danos sofridos. Os olhares da equipe de resgate se encontraram com os meus, surpresa e alívio misturados com uma admiração não tão sutil.



    - Agradeço pela assistência dramática, gentis senhores. - Murmurei, erguendo-me da sepultura improvisada. - Mas sou uma mulher destemida, estava pronta para uma saída épica desses destroços! Tinha planejado algo mais no estilo de uma entrada gloriosa, com fanfarra e tal, mas já que resolveram fazer um resgate cheio de pompa, acho que meu momento Hollywoodiano foi por água abaixo. - Elevei a sobrancelha, criando um momento de humor peculiar antes de sorrir. - E sobre o Capitão Foudre, alguma chance de ele ter se perdido no caminho ou algo assim? Ele geralmente é bom nisso.



    Fazer o que? Eu era um enigma em meio à tragédia, uma figura que desafiava a lógica. No caos, eu era a Lady Deadpool, pronta para enfrentar Paris em chamas, seja para a reunião com a presidente ou para outra intrigante aventura. E, é claro, com um olho ainda se reconstituindo, pois em meio às reviravoltas da vida, a dama sempre mantém um toque de mistério.


           

       
    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1043
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pallando Sáb Jan 27, 2024 1:40 pm

    Demorou algum tempo para que a surpresa inicial passasse e as funções sociais dos dos envolvidos no resgate voltassem a funcionar, e quando aconteceu alguns se entreolharam para ter certeza de que todos estavam realmente vendo a mesma coisa. Afinal, o cenário por si só já era incomum e também não era sempre que esbarravam em uma heroína do porte de Lady Deadpool.- É-é a Lady Deadpool!!... Ela está aqui! - Constatou o óbvio com a voz elevada um dos membros da equipe de resgate que até então ainda não havia se movido, como se seu cérebro só tivesse voltado a operar agora e por isso nem tivesse ouvido as palavras de Gabrielle. Logo em seguida os outros começaram a comentar também, seis no total naquela área.

    Então o primeiro membro da equipe de resgate, o homem de barba cheia, deu alguns passos a frente enquanto limpava um pouco do suor da testa e suspirava com certo alivio. Parte da preocupação que antes existia em seu rosto agora desaparecia um pouco, pois agora sabia que havia um herói presente. Experiente como era, Gabrielle já havia visto aquele tipo de reação algumas vezes durante sua vida.

    - Para mim sua saída foi épica o suficiente! - Disse logo após uma risada que veio acompanhada de uma tosse seca. - Capitão Fourdre? Talvez eu já tenha ouvido esse nome na tv... seja lá quem for, espero que não esteja em Paris hoje! Outros dois prédios e uma delegacia também foram pelos ares essa madrugada... isso se já não forem mais!!

    Poucos instantes depois de a conversa começar, foi possível ouvir sons de passos leves nas duas direções daquele cenário caótico. Era uma aproximação sútil que Gabrielle só percebera graças aos seus sentidos aprimorados, enquanto os membros da equipe de resgate continuavam alheios. Dado o cenário onde só era possível ver pilhas de escombros em quase todas as direções, a visualização de quem caminhada pelos arredores era difícil. Foi quando uma figura surgiu caminhando por cima de uma pilha de concreto, aproximadamente quinze metros longe de onde estava Lady Deadpool e seus "salvadores".

    A pessoa vestia um uniforme militar preto, colete moderno e segurava um fuzil de assalto. Vestia um capacete e o resto de seu rosto estava coberto por uma máscara preta. Seu andar era relaxado como se estivesse apenas vasculhando o local, mas assim que avistou Lady Deadpool ele parou por alguns instantes. Então levou a mão até o comunicador no capacete e pareceu falar brevemente com alguém, ainda com a postura bem calma. Depois voltou a caminhar na direção da heroína enquanto tirava o capacete e baixava a máscara.


    LADY DEADPOOL D-mano10
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3088
    Reputação : 96

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pikapool Sáb Fev 10, 2024 12:32 am



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Chimichanga!!

    • Itens:


       

           

               

    Caramba, essa é daquelas situações que você não espera encontrar no seu dia, mas cá estou eu, entre destroços e olhares atônitos, meus olhos captam uma cena que só poderia acontecer nos quadrinhos, ou, bem, na minha vida. A atmosfera estava carregada com uma tensão palpável, e eu estava bem no centro dela, cercada por uma equipe de resgate que parece ter esquecido como respirar por um instante. Ah, o impacto da minha presença é sempre inconfundível!



    Enquanto eles finalmente retomam o controle das próprias faculdades mentais e começam a articular a obviedade da minha existência, não posso deixar de me divertir com o choque estampado em seus rostos. Não é todo dia que se depara com uma heroína tão... peculiar quanto eu.



    O bombeiro de barba cheia tomou a dianteira, parecendo aliviado com a minha entrada. Ah, era reconfortante saber que a minha fama precede minha... explosiva aparição! Mas é claro que ele tinha que soltar um comentário sarcástico sobre meu estilo épico de sair dos escombros. Alguém precisava ensinar esses caras a apreciar o verdadeiro drama!



    Nesse mesmo momento, pressenti uma presença se aproximando e, apreensiva, sussurrei ao bombeiro. - Pegue sua equipe e afaste-se. - Foi então, como uma entrada triunfal programada para o momento certo, surgiu outra figura no caos. Vestido de preto, com um ar militar e um fuzil de assalto, ele era tão fora de lugar quanto eu, ele se identificou como representante da Nasper Company. Ah, esses caras de segurança sempre aparecem quando as coisas ficam interessantes.

    Ele se aproximou com uma calma calculada, como se estivesse passeando em um parque em vez de um local atingido por um atentado. Era impressionante, realmente. Mas, é claro, ele não está aqui apenas para um passeio casual. Logo veio a pergunta padrão: "Você está bem?".



    É claro que estava bem! Afinal, eu sou a Lady Deadpool, a rainha da resiliência e da irreverência. Com um sorriso torto e um gesto casual, eu respondi:



    - Ah, só mais um dia normal no escritório, sabe como é. Explosões, escombros, o pacote completo! Mas obrigada por perguntar, Capitão... é, Manon Balabanov, certo? E quanto a você? Aparentemente, você é a calma no meio da tempestade, e eu adoro isso! Agora, o que exatamente está acontecendo aqui, além do óbvio?


           

       
    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1043
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pallando Sex Fev 23, 2024 7:22 pm

    Visivelmente tristes por entender que seu curto momento com uma celebridade havia terminado, os membros da equipe de resgate obedeceram a heroína e começaram a se afastar conforme aproximava-se o homem armado. Hesitaram a principio, afinal ainda não haviam conseguida tirar uma foto com ela, mas assim que o líder de barba cheia começou a distanciar-se, entendendo o tom apreensivo de Lady Deadpool, os outros o seguiram. Deixaram seus cumprimentos e sumiram caminhando por entre os escombros.

    Agora a sós, o Capitão Balabanov ouviu a heroína com uma olhar difícil de se ler, mas certamente pouco amigável. Possivelmente figurando entre os homens mais sem graça que Deadpool tivera a oportunidade de conhecer, aquele homem parecia ter o rosto engessado de tão inexpressivo. Até sua postura militar era firme, padronizada e aparentemente imutável, como se já tivesse saído do ventre de sua mãe usando farda e prestando continência.

    Alguns segundos de um estranho silêncio se seguiram após a pergunta de Lady Deadpool. Manon Balabanov parecia não ter pressa em responder, mas durante esse curto espaço de tempo uma voz falou em seu comunicador. A heroína conseguiu perceber graças aos seus sentidos excepcionais, e talvez com um pouco de esforço até conseguisse identificar alguma informação do que fora dito.

    Passados os momentos de silêncio por parte do rígido Capitão da Nasper Company, ele finalmente voltou-se para Deadpool com respostas. Deixou o fuzil que carregava de lado e levou a mão ao relógio da Nasper no pulso esquerdo, que após alguns simples toques de Manon emitiu um holograma com um mapa da região com alguns pontos marcados.

    LADY DEADPOOL JGuQ057

    ______________
    OFF:
    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1043
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pallando Qua Fev 28, 2024 7:57 pm

    OFF:
    Pikapool
    Antediluviano
    Pikapool
    Antediluviano

    Mensagens : 3088
    Reputação : 96

    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Pikapool Sex Mar 01, 2024 9:38 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Chimichanga!!

    • Itens:


       

           

               

    Como assim eu sou "extremamente imprevisível"?! Dr. Al disse que eu estava melhorando... Será que agora é um bom momento para pedir um reembolso? Embora os questionamentos, mantive minha expressão descontraída. Afinal, agora tinha certeza de que ele não seria hostil... bem, pelo menos por ora, já que eu ainda não havia confirmado se ele realmente era um oficial da Nasper.



    E finalmente o Capitão  engomadinho sem um pingo de charme quebrou o silencio e começou a relatar o que havia acontecido durante o tempo em que eu passei descansando confortavelmente na suíte do hotel Batignolles. De repente mexeu no seu relógio chique, como se estivesse prestes a me mostrar o próximo desfile de moda. Mas confesso que o holograma do mapa com os pontos marcados foi um toque legal.



    - Ah, então estamos lidando com um jogo de gato e rato com o Exército Independente, huh? Parece que as coisas estão ficando interessantes por aqui! - Dei uma olhada rápida no holograma do mapa, estudando os pontos marcados com atenção. - Bem, parece que temos um trabalho árduo pela frente, não é mesmo? Mas não se preocupe, Capitão, estou mais do que disposta a colaborar com a Nasper Company para resolver esse pequeno problema. Afinal, quem melhor do que a Lady Deadpool para lidar com terroristas e salvar o dia? - Levo as mão a cintura e estufando o peito. Embora ache que isso só teria algum impacto se eu estivesse com uma capa vermelha esvoaçante e uma cueca por cima da calça. Será que ficaria estranho usar a calcinha por cima do uniforme? Usar fio dental para não marcar só trás desconforto. Será que o Superman usava cueca por baixo do uniforme ou era só aquela por cima?



    Depois de meu devaneio, encaro determinada para o Capitão Balabanov, deixando claro que eu estava prestando atenção e não perdida em meus pensamentos. Então, aponto para o grupo terrorista na área residencial.



    - Acho melhor começarmos por aqui. Há pessoas inocentes nessa área. Temos que pegar esses caras antes que causem mais estragos e isso gere mais vitimas inocentes. - Abro um largo sorriso animado. - Afinal, nada como um pouco de ação para animar o dia! E com certeza não vou deixar esses terroristas brincarem de explodir prédios sem levar uma surra da Lady Deadpool. Então, Capitão, que tal começarmos essa festa?


           

       
    Conteúdo patrocinado


    LADY DEADPOOL Empty Re: LADY DEADPOOL

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos semelhantes

      -

      Data/hora atual: Dom Mar 03, 2024 12:37 am