Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1085
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    AVENGER Empty AVENGER

    Mensagem por Pallando Qua Mar 27, 2024 10:42 am

    INTRODUÇÃO:
    AVENGER JjFt7rx

    21 de Fevereiro de 2107
    San City, Califórnia. Estados Unidos

    De longe era possível ver o automóvel virando a esquina em alta velocidade, quase sem conseguir fazer a curva e deixando marcas de pneu para trás, seguindo depois em linha reta pela rua sem esboçar a menor intenção de evitar os civis. Qualquer coisa que entrasse no caminho seria atropelada. Era um automóvel muito antigo, provavelmente fabricado em algum momento entre os anos de 2042 e 2050 na Alemanha, uma raridade de cor preta, estilo roadster e de valor altíssimo para colecionadores. Mas a cada segundo que passava nas mãos do seu atual motorista, o clássico carro tinha seu valor reduzido por conta da imprudência. Já era possível ver várias marcas de batida e arranhões na lataria àquela altura. E então aconteceu o que era esperado em algum momento: incapaz de fazer a próxima curva com a velocidade em que estava, o carro entrou na calçada e se chocou contra a parede metálica de um prédio residencial. Alguns pouquíssimos segundos depois, chegaram os quatro automóveis policiais trazendo o inconfundível som das sirenes. E no momento seguinte, uma explosão no carro eliminando qualquer chance de que o motorista ainda estivesse vivo.

    Aquele cena que havia acabado de testemunhar era uma entre dezenas que deveriam estar acontecendo naquele exato minuto. De cima do prédio onde estava, Avenger conseguia sentir o cheiro da fumaça causada pela explosão do carro na esquina logo abaixo. Ouvia os sons de buzinas nas ruas próximas e vez ou outra o som de batidas e acidentes, além dos sons de confusões entre pessoas nas ruas e uma certa gritaria vindo de algum lugar distante. A cidade estava um caos.

    Tudo havia começado algumas horas atrás com um ataque no Halula Center, a principal área comercial da cidade de San City. Um incêndio criminoso se espalhou por vários estabelecimentos, felizmente não fazendo nenhuma vítima. Aquele foi o palco para o anúncio de ataques hacker em massa por parte do Movimento Separatista da Califórnia, que vinha realizando atentados contra a ordem no estado da Califórnia para pressionar o governador. E apesar de a principio parecer uma ameaça vazia, de fato os ataques começaram por todos os sistemas da cidade. A autoria desses ataques foi assumida pelo Concept, um internacionalmente conhecido e problemático grupo hacker terrorista que simpatiza com os movimentos separatistas americanos.

    Em pouco tempo, a cidade parecia ter sido engolida pela desordem. Com vários pontos da cidade sem energia, lojas começaram a ser saqueadas por bandidos e algumas pessoas famintas, algumas que haviam perdido tudo durante os anos de crise do país. As chamadas de crimes começaram a disparar para a policia, que parecia não ter contingente suficiente para lidar com tantas ocorrências ao mesmo tempo. A comunicação também era um problema, pois diversos sistemas não funcionavam mais e o contato com o mundo exterior parecia impossível em toda a cidade. Era como se San City tivesse sido isolada do mundo, jogada em uma noite de caos e selvageria onde não havia responsabilização, lei ou ordem, e qualquer crime seria permitido.

    Agora, o herói estava a algumas ruas de distância do lugar onde o pior e mais perigoso acontecimento se desenrolava: a Prisão de Segurança máxima Balefire, onde aproximadamente quarenta minutos atrás havia começado uma fuga em massa. As informações disponíveis sugeriam que havia começado com uma falha geral nos sistemas e geradores de energia, e por fim uma explosão no Bloco C na ala leste cujas razões ainda eram desconhecidas. De qualquer forma, naquele momento presidiários fugiam pelas ruas (como o motorista do carro que havia explodido há pouco) e um violentíssimo combate estava sendo travado entre os agentes da prisão e os prisioneiros dentro de Balefire.

    Sobre a prisão em si, Balefire era conhecida até então como uma fortaleza inviolável que abrigava criminosos comuns de altíssima periculosidade. Mas seu grande diferencial e o que a colocava entre as prisões mais famosas do país, é o fato de que Balefire era uma das poucas prisões do país que era capacitada a conter superpoderosos. Esses indivíduos especiais eram confinados no Bloco H, cujas condições atuais eram desconhecidas.

    Ao que tudo indicava, aquela situação caótica era apenas o começo de uma noite longa e muito perigosa.



    ______________
    OFF:
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Claude Speedy Qui Mar 28, 2024 12:12 am

    The AVENGER





    Claude Speed

    Data:21 de Fevereiro de 2107
    Lugar:San City,
    "Ainda" Estados Unidos



    As chamas ainda ardiam como um renascimento no centro da cidade, pouco depois de arremessar um dos últimos coqueteis molotov improvisados era mais fácil continuar... Assim como alguém com os recursos de vários "trabalhadores noturnos" era possível saber quando alguma coisa poderia ocorrer na maior e mais resistente ação de espoliação de bens em prol das comunidades sem ferir ninguém das classes menos abastadas da sociedade. Claude Speedy pensava o quanto lucrariam justamente os donos dos prédios e as lojas assaltadas que estavam no seguro, mas com certeza não os bancos que pagariam essas apólices.

    Não tinha muitas informações sobre o fugitivo que tragicamente bateu um carro clássico por isso tinha pouca ideia se lamentava sua morte mais do que a destruição do veículo  e nisso enquanto se esgueirava por telhados interligados seguindo os acessos que há algum tempo seus aliados instalaram por entre os prédios com pequenas tirolesas que dão a impressão que voa por entre as construções com enormes asas negras de demônio, acionou o seu comunicador diretamente com Barbie, a fim de saber o quanto ela estava colaborando ou influenciando Concept naquela noite.

    —Confesse, você não faz ideia de onde o governador esta exatamente, não é mesmo? E tenho certeza que nem imagina que possa ser que roubou aquele roadster que eu estava de olho não é? Eu preciso de informações sobre a ala do Bloco H da Balefire... creio que em pouco tempo seremos as únicas pessoas com um gerador solar particular funcional em San Diego...digo, San City...


    É bem sabido que a "A paixão pela destruição é também uma paixão criativa"... Muita coisa iria se recriar do que estava acontecendo ali. Furtivamente sumindo em meio às sombras pouco depois de passar "voando" para outra construção. Speed sabia que se fosse visto pareceria com uma imensa criatura noturna... E avançou e com outra corda enquanto pousou perto de onde as lutas estavam acontecendo tinha de imaginar uma forma de aproveitar aquela confusão para achar o mais terrível dos fugitivos.

    No primeiro instante a ideia era achar alguma breça na segurança, com alguma planta ou mapa do lugar que Bárbara Adams tivesse rastreado ou alguns colaboradores infiltrados na carceragem da prisão,  causa que inflava os recursos pudesse também ajudar.

    Esgueira-se como uma sombra e sumir e aparecer como um fantasma nunca eram ações do trabalho de um único homem e sim, uma performance executada por vastos recursos de mão-de-obra capacidada... E certamente , era disso que se tratava o avanço dessa noite...

    A primeira coisa a se pensar era justamente como chegar ao Bloco H, mesmo em meio aos enfrentamentos... Só então retornar para entrada com quem quer que esteja preso lá.


    OFF:  @Pallando, ainda não tenho certeza o quanto reservou do próprio Vingador estar contribuindo ou pensando em impedir do que esta acontecendo pelo que te descrevi, então vamos nos falando por MP, mas creio que já entendeu que ele tem sua própria visão de estratégia para auxiliar de forma bem pouco convencional no que esta acontecendo.  

    Claude Speedy


    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1085
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Pallando Seg Abr 08, 2024 9:20 pm

    Enquanto segue caminho pelos prédios utilizando-se dos pontos instalados por seus aliados, Avenger utiliza seu comunicador para tentar entrar em contato com aquela que possivelmente era a única pessoa que poderia de alguma forma ter conseguido se manter comunicável após os ataques do grupo Concept: Barbie. Alguns instantes após acionar o comunicador, o herói ouviu apenas o som fraco da música de espera (Tinkle Tinkle Little Star, ao som de sinos) que sua aliada havia deixado naquele canal de comunicação. Uma brincadeira típica dela.

    Por alguns segundos, pareceu realmente que Avenger não seria atendido. Mas momentos depois que o herói terminou de falar, ele logo conseguiu ouvir o som de uma bolha de chiclete estourando do outro lado da linha.


    AVENGER D-barb10

    Naquele curto espaço de tempo enquanto conversavam, Avenger seguia avançando em direção ao completo caos que se encontrava a prisão de segurança máxima. Não demorou para que estivesse pousando próximo de onde se desenrolavam alguns violentos conflitos entre agentes e presidiários. Era uma batalha de resistência por parte dos homens da lei, que tentavam compensar o fato de estarem em menor número com o uso de bons equipamentos, contra a fúria dos numerosos prisioneiros que lutavam como se não tivessem nada a perder — e realmente não tinham. No momento que o herói chegou lá, já era possível ver alguns corpos no local daqueles que sucumbiram em meio à toda aquela violência desenfreada.

    Enquanto esperava um retorno de Barbie, Avenger foi capaz de identificar algo diferente acontecendo dentro de uma das torres de vigilância de Balefire, aquela que estava mais próxima dele. Era um pequeno edificio erguido no extremo leste do complexo e tinha uma sala de controle no último andar, de onde normalmente os agentes monitoravam aquela área da prisão e armazenavam diretamente gravações de alguns setores. Mas lá também uma luta acontecia: um agente penitenciário e um homem trajando um casaco marrom-escuro enfrentavam seis prisioneiros.

    Um dos prisioneiros carregava uma barra de ferro grossa e a usava para acertar os controles, computadores e qualquer tela que visse. Outros dois dos prisioneiros estavam espancando violentamente o jovem agente penitenciário que ainda tentava resistir no chão, mas a região superior de sua cabeça já estava ensanguentada de tanto apanhar. Do outro lado da sala perto da entrada, os outros três prisioneiros tentavam imobilizar e matar o homem de casaco marrom-escuro... que na verdade era alguém que Avenger poderia reconhecer. Era um detetive da policia de San City chamado Hammer, um homem que Avenger já havia visto trabalhando em outras ocasiões. Ele tinha um soco inglês cheio de sangue em sua mão direita e parecia já ter perdido sua arma de fogo, enquanto respirava ofegante e tentava se desvencilhar de um dos prisioneiros que tentava segura-lo pela cintura para que os outros dois o acertassem com socos e chutes.

    Naquele mesmo momento, ouviu novamente a voz de Barbie no comunicador.


    AVENGER D-barb11

    OFF: PLANTA DO BLOCO H - PRISÃO DE BALEFIRE:
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Claude Speedy Qua Abr 10, 2024 1:33 am

    The AVENGER





    Claude Speed

    Data:21 de Fevereiro de 2107
    Lugar:San City,
    "Ainda" Estados Unidos



    Barbie dá duas notícias ruins, a primeira era a óbvia ausência do governador como se fosse boa...E a segunda era que precisaria de reforço para chegar até a ala do Bloco H. Avenger pensa que os persos bem que poderiam simplesmente ir embora, mas não fazem isso... Começam a atacar sistematicamente os agentes penitenciários e carcereiros até a morte para acrescentar alguma acusação de assassinato para algum crime menor que tenham cometido... Afinal não era certeza que sairiam daqui... E para piorar, não era essa a preocupação de Claude e sim entender esse quebra-cabeças todo.

    AVENGER Images?q=tbn:ANd9GcSHDFpy6OQ3-BXi1Ek2SQbI_Xass0_9iPWtcQf4KAc1EIg_u69rj4ODfKcQhyJhW1C_YhU&usqp=CAU

    Se precisava de ajuda para descobrir o que havia guardado no Bloco H que pudesse ser de interesse do Concept ou de quem esteja realmente manipulando tudo isso, era a primeira coisa que ele deveria fazer era fazer isso inteiro.

    —Seria até bom aquele parasita tomador de impostos estar aqui em uma hora dessas... Só acho que tudo isso poderia teria um potencial de reconstrução gigantesco se esses sujeitos escapando não estivessem tentando ser nossos próximos governantes ao invés de meros homens livres comuns.


    A primeira coisa que fez foi disparar com uma pequena quantidade de gás em pólvora improvisada diante do grupo de agressores sobre o garoto, para depois saltar abrindo o casaco parecia entre as sombras como se fosse um grande morcego ou vulto animalesco voando em um rasante contra um dos agressores do jovem agente penitenciário no chão... Atacando inicialmente e depois se direcionando para o agente.

    —Saiam...O sangue jovem dele é meu!

    Falava mentindo tentando a assustar a todos como se fosse tomar o sangue do garoto, o puxando pelo pescoço e intimando para que todos eles fujam...

    A ideia era fazer com que todos em uma única onda corressem na direção de Hammer completamente descoordenados... Com sorte eles mesmos se atropelariam dando mais tempo para o detetive. Lidar com mais corredores sobre ele, mas que atrapalharia o trabalho dos que se punham como agressores.



    Claude Speedy


    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1085
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Pallando Ter Abr 16, 2024 9:24 pm

    Assim que a pólvora estourou e o gás subiu diante dos dois presidiários que espancavam violentamente o jovem guarda, ambos foram subitamente pegos de surpresa e desarmados de qualquer ação em um primeiro momento. O susto os fez parar de agredir o agente penitenciário e o gás os manteve sem reação por alguns segundos, tempo suficiente para que Avenger avançasse contra um deles com velocidade e precisão, como um predador alado mergulhando em um ataque sem dar qualquer chance para a presa. O herói foi muito mais rápido do que seu oponente poderia sonhar em se mover, de modo que ele foi ao chão sem sequer entender o que o atingiu e desmaiou na hora.

    De imediato após acertar o presidiário, Avenger se reposicionou para perto do jovem agente que se encontrava quase inconsciente no chão. Naquele momento, o efeito surpresa já havia passado e os criminosos podiam vê-lo ali ao lado do jovem, como se fosse uma figura demoníaca que havia sido invocada pelo gás que explodira a pouco. Seus olhares perplexos miraram o herói como se estivessem vendo uma assombração, tentando desesperadamente entender o que ele era. Todos os cinco que ainda estavam acordados ficaram instantaneamente imóveis.


    - M-m-ma..ma-maldito!! ...O-o que é você?!!- Tentou gritar com a voz trêmula o presidiário que estava ao lado daquele que fora nocauteado. Suas pupilas já estavam dilatadas e sua postura indicava uma intenção de fuga. - V-vá emb-bora!!

    Nenhum outro teve coragem de dizer nada. E quando Avenger finalmente falou, puxando o pescoço do jovem para perto de si como se fosse suga-lo, foi a gota d'água para que quaisquer resquícios de coragem desaparecessem dos presidiários. Os três que estavam mais próximos da saída soltaram o detetive Hammer e fugiram em disparada pela porta que levava ao corredor. Aquele que havia tentado gritar para o herói foi logo em seguida, correndo como um raio em direção a saída e passando pelo detetive também.

    Hammer ainda estava se recuperando dos golpes e do susto até então, por isso não conseguiu impedir os primeiros quatro de fugirem. Mas quando o quinto elemento — aquele que segurava uma barra de ferro e antes estava destruindo os computadores — começou a correr, tentando escapar junto dos outros pelo corredor, o detetive finalmente se recuperou e o acertou com um poderoso soco na garganta enquanto ele corria. O presidiário caiu para trás e desmaiou quando o crânio bateu no chão. Sangue se formou embaixo de sua cabeça, mas ainda parecia estar vivo.

    O agente penitenciário, chocado e severamente ferido, finalmente perdeu a consciência também. Ainda respirava, mas estava ferido demais para continuar acordado.

    Quando restavam apenas Avenger e Hammer acordados naquela sala parcialmente destruída, com três pessoas desacordadas e sangrando no chão, o detetive enfim tirou um cigarro do bolso e um isqueiro. Era um homem à moda antiga. Demorou, mas finalmente conseguiu acender o cigarro e suspirou fundo, visivelmente aliviado por ter sobrevivido.


    AVENGER Hammer10


    ____________
    OFF:
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Claude Speedy Qua Abr 17, 2024 7:51 pm

    The AVENGER



    Claude Speed

    Data:21 de Fevereiro de 2107
    Lugar:San City,
    "Ainda" Estados Unidos



    Avenger, com a fumaça do cigarro se erguendo onde a de suas próprias explosões vai se dissipando lentamente enquanto ele olhava para a cena caótica ao redor, dirigiu-se ao detetive Hammer com uma expressão séria e erguendo um taco de baseball sobre o ombro esquerdo  enquanto soltava o rapaz com a mão direita.

    Pensou se eram chifres ou orelhas ao alto de sua máscara, mas a ideia era parecer um tipo de gárgula que tem ambos.

    —Outros policiais também teriam fugido, Hammer, a maioria apenas segue ordens... E poucos entendem o que eu faço... ou iriam querer resolver situações como essa...  

    Comentou referenciando o fato da corrupção ser algo endêmico ao sistema e o que fazia pensar que tinham apenas Hammer aqui e um novato, certamente o que fazia pensar que a maior parte do efetivo estava presos em suas próprias amarras burocráticas, regras e ordenamento para proteger alguma mansão dos ricaços. Afinal é para isso que servem as leis...

    Para que os poderosos sejam protegidos e as pessoas comuns e trabalhadoras normalmente tenham de fazer sua própria segurança.
    Grande parte da Vanguarda sempre é chamada pela elite como se fossem seguranças particulares de magnatas, isso era algo que incomodava muito Claude, mas era dificil de se trabalhar nas condições atuais sem ter de lidar com as pessoas que o ladino pensava que eram os culpados pelas verdadeiras mazelas do mundo.

    Hammer, era para Avenger como um animal com faro e olhar aguçados e suas soqueiras em seu imaginário lhe pareciam com garras de aço, difícil de despistar e ainda assim realmente preocupado com as pessoas... Características que há temos ele não acredita que existam em qualquer corporação policial do mundo e por isso e por ocultar que consegue sua riqueza justamente de um grupo que vem tomando de pessoas cujo sistema político existe para proteger é que o policial e ele ainda mantinham alguma tolerância e parceria.

    AVENGER Images?q=tbn:ANd9GcSHDFpy6OQ3-BXi1Ek2SQbI_Xass0_9iPWtcQf4KAc1EIg_u69rj4ODfKcQhyJhW1C_YhU&usqp=CAU

    Para o Vingador pouco se importava com as regras daquele estado ou mesmo se o México pedisse de volta o território que hoje pertence a San City, ou que virasse um estado autônomo ou novo país... O mundo era um lugar onde figuras pequenas como ele precisavam parecer muito mais poderosas para garantir que estavam vivas e no atual momento eram os mais pobres que seriam vítimas de todo esse caos criativo iniciado.

    Enquanto isso, Avenger olhou para a porta destruída que os presidiários usaram para fugir e depois voltou seu olhar para Hammer.

    —E você sabe algo sobre o Bloco H? Parece que esses caras estavam agindo sob ordens de alguém lá de dentro. Precisamos descobrir o que está acontecendo e quem está por trás disso tudo... Eu particularmente preciso saber que tipo de pessoas com poderes vamos encontrar por lá.

    Deixava a comunicação com Barbie em aberto, para dessa forma ela poder ouvir o que ambos estavam conversando, até para ela saber que resolveu seguir o conselho de conseguir um reforço para aquele lugar...Tentando ainda se manter caminhando mais pelas sombras, mesmo falando diretamente com Hammer e imaginando que ele soubesse que muito do que faz são truques, ele não queria dar muitas breças sobre isso.



    Claude Speedy


    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1085
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Pallando Ter Abr 30, 2024 12:45 pm

    Tendo como plano de fundo os sons de tiros, gritos de todos os tipos e até o barulho de algumas explosões e vidro sendo quebrado de vez em quando, a conversa entre o Avenger e o detetive que havia acabado de salvar seguia seu curso. Quando questionado sobre o Bloco H, Hammer de imediato levantou os olhos como quem acaba de ouvir um termo muito problemático e soprou a fumaça do cigarro para o lado, tossindo um pouco no processo. Para o detetive, parecia ser novidade a informação de que possivelmente havia alguém de lá do Bloco H dando ordens para outros prisioneiros.

    A simples ideia de que havia alguém daquele Bloco atuando por trás daquela rebelião seria aterrorizante para a maioria das pessoas. Até o próprio Hammer, assim que terminou de ouvir o que Avenger tinha a dizer, parecia ter ficado um pouco mais pálido e apreensivo. Ainda assim, no caso do detetive a determinação ainda estava ali no seu olhar, firme e inabalável. Ele fumou um pouco mais enquanto pensava e segundos depois tinha uma resposta para Avenger.


    AVENGER Hammer11

    Avenger já havia ouvido falar daquilo que Hammer estava dizendo. Era considerado um boato de paranoicos, mas agora naquele momento realmente parecia soar como verdade: dentro da própria Balefire havia talvez apenas uma ou duas pessoas que sabiam quem eram os presos do Bloco H. Tratava-se de uma medida para dificultar qualquer possível tentativa de alguma organização criminosa tentar resgatar algum daqueles presos superpoderosos.

    AVENGER Hammer12

    Como lhe era de costume, Barbie sempre ficava muito feliz com as oportunidades que tinha de se exibir. "Bem, acho que é o meu momento", foi o que Avenger ouviu no comunicador. Logo depois de se voluntariar para resolver aquele pequeno problema, ela pediu que Avenger a conectasse diretamente aos computadores ligados aos servidores da Balefire que estavam naquela sala. Ela auxiliaria o herói no processo, e assim que estivesse conectada começaria a fazer sua "mágica" — como gostava de chamar.

    Durante o tempo que Barbie atuava, Hammer também permanecia na sala à espera dos resultados. Escorado em uma mesa e fumando enquanto esfregava os dedos, tentando controlar a ansiedade, os pensamentos ruins e ignorar o máximo que podia os barulhos da barbárie que acontecia do lado de fora. "Será que estamos mesmo no fim dos tempos?", ele soltou a pergunta no modo automático em um momento e a deixou no ar. Provavelmente era o que muitos outros por toda a cidade estavam se perguntando naquela noite caótica.


    E enfim, alguns minutos depois de ter começado, Barbie conseguiu finalizar sua tarefa.

    AVENGER Barbie10

    Brandon Armstrong, codinome Sentinela, era uma das figuras mais controversas do planeta. Durante a década de 2080, o Sentinela fora um dos mais proeminentes heróis americanos e angariou uma legião de admiradores ao redor do mundo durante esse tempo. Em 2096 foi eleito presidente dos Estados Unidos e seis anos depois foi preso por uma série de crimes. Sempre apontado por muitos como o principal responsável pela decisão que levou a explosão nuclear que devastou Los Angeles.

    Já sobre seus poderes e habilidades, estes eram de conhecimento público: Brandon Armstrong era capaz de criar, absorver e manipular cristais próprios quase indestrutíveis, e até mesmo controlar atributos básicos deles como formato e temperatura. Além disso, possuía uma força descomunal e uma resistência física que se assemelha à de seus cristais. Como antigo herói, também deveria ser bem experiente em ação. Em geral, um individuo com capacidade de ser extremamente perigoso.


    AVENGER Barbie11
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Claude Speedy Qui maio 02, 2024 11:02 am

    The AVENGER



    Claude Speed

    Data:21 de Fevereiro de 2107
    Lugar:San City,
    "Ainda" Estados Unidos



    A informação sobre Brandon Armstrong, o Sentinela, era uma revelação chocante para Avenger e ele titubeava em dividir com Hammer. O fato de uma figura tão proeminente e poderosa estar ali, o fazia pensar se não estaria envolvida em algum plano de tomada de poder sobre a Califórnia emancipada,imaginar que poderia de ser ele o responsável por algum plano político que gerou até mesmo a ação do hacker enquanto era um dos presos do Bloco H era perturbador. No entanto, essa revelação também lançava uma nova luz sobre a situação e os perigos que enfrentavam e Claude se amaldiçoava por não ter trazido consigo a Vanguarda inteira.
    Respondendo ao questionamento de Hammer, Speed finalmente decide dizer.

    — Você poderá me ajudar, mas até onde sei... Quem esta lá é o Sentinela... Eu certamente sei que conhece esse prisioneiro, suspeito que ele seja o responsável por nossa atual condição. Comentava a Hammer, evitando ficar visivelmente tenso com a descoberta.

    Seria necessário evitar o combate direito, já que uma situação dessas poderia destruir o disfarce do Vingador como criatura sobrenatural facilmente, uma vez que ele seria exposto como um humano normal também rapidamente seria eliminado. Se ele está envolvido nisso, então podia esperar um nível de oposição muito maior do que inicialmente imaginavam.

    Seus poderes são incríveis, mas de alguma forma ele foi preso e esse modo teria de estar totalmente sobre controle de Claude Speed para que possa ser uma margem de negociação ou de imposição para o vencer.

    Avenger assentiu, absorvendo a informação enquanto observava Barbie trabalhar nos computadores. Era evidente que aquela noite estava longe de terminar, e a presença do Sentinela no Bloco H acrescentava uma camada de complexidade e perigo à missão.

    —Vou precisar que você avance, me dê cobertura para me aproximar, O Sentinela é um adversário muito poderoso...E se ele tivere escapado, só eu poderei derrotá-lo. Agora tem nomes que eu desconheço... São Nabu e Mne...Sabe alguma coisa sobre eles?

    Claude sabia que Nabu era um deus cananeu e Mne um deus egípcio, muitas vezes até usava desses mitos religiosos para sua própria forma de divulgação de um medo sobre si. Esperou a reposta de Hammer... e voltando-se para os monitores quebrandos fingiu digitar entre enquanto pediu para que vigiasse a porta de forma aparentemente calma, apesar de estar congelando de medo por dentro.

    — Vamos precisar de mais reforços e informações sobre o que está acontecendo dentro do Bloco H. Eu tenho alguns contatos que podem nos ajudar nisso. Também precisamos garantir a segurança dos civis fora da prisão. Essa noite vai ser longa.

    Tentando ficar um pouco distante para evitar ser ouvido pelo aliado.

    — Precisamos agir rápido e com cuidado. Barbie, o que você encontrou nos arquivos da Balefire? Alguma pista sobre como eles mantém esses prisioneiros ali? Preciso de dados sobre a tecnologia que os coloca sob controle — Perguntou Avenger, dirigindo-se à voz feminina no comunicador.

    Avenger assentiu novamente, compreendendo a gravidade da situação. Eles estavam lidando não apenas com uma rebelião dentro da prisão, mas também com um plano maior em andamento envolvendo figuras poderosas como o Sentinela.


    — Talvez a tal Mist possa ser uma aliada valiosa para nossa equipe, Barbie... Talvez precisemos derrotar diretamente o Sentinela.

    Enquanto digitava falsamente e fingia que tentava ligar o sistema de segurança esperava a comunicação com Barbie em aberto lhe dizer como mantinham o Sentinela e Mist por lá... Quando ela dissesse as informações, iria seguir com Hammer, ainda tentando ainda se manter caminhando mais pelas sombras, mesmo falando diretamente com Hammer e imaginando que ele soubesse que muito do que faz são truques, ele não queria dar muitas breças sobre isso.

    Na mente de Claude havia uma dúvida se de fato a culpa realmente era do Sentinela ou se ele foi usado como bode espiatório por alguém maior, mas é fato que tudo que estava ocorrendo precisava ser apurado antes de qualquer decisão... E especialmente era fundamental ter um preparo para enfrentar os tais prisioneiros caso realmente eles fossem se tornar hostis...

    Mas afinal, estar preparado não é a única forma de vencer?


    Claude Speedy


    Pallando
    Mestre Jedi
    Pallando
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1085
    Reputação : 35
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Pallando Sex maio 03, 2024 10:54 pm

    Hammer, que até então parecia mergulhado em suas próprias ideias, voltou a engasgar com a fumaça e dessa vez continuou a tossir forte por alguns bons segundos. O nome 'Sentinela' dito naquele contexto provavelmente causaria aquela reação em qualquer americano. Depois, o detetive olhou para o herói com apreensão, ainda assimilando a ideia de que talvez fosse aquele o responsável pela atual condição de Balefire.

    AVENGER Hammer13

    Ao ouvir a segunda parte do que Avenger tinha a dizer, Hammer fez um esforço para se acalmar um pouco, jogou o cigarro no chão e o amassou com o pé direito. Já parecia decidido, apesar de estar visivelmente preocupado, mas ainda assim demorou um pouco para responder. Parecia buscar na memória algo que pudesse ajudar.

    AVENGER Hammer14

    Depois de obter sua resposta, Avenger voltou sua atenção para os monitores enquanto o detetive atendia ao seu pedido de ir vigiar a porta. Hammer apenas assentiu quando ouviu os contatos que o herói mencionou.

    Agora um pouco mais distante de seu novo aliado, Avenger retomou sua conversa com a aliada mais antiga. Barbie então começou a exibir alguns documentos no monitor que estava na frente do herói, e já tinha algumas respostas na ponta da língua.


    AVENGER Barbie12

    Na sequência, a tela do monitor foi preenchida por documentos da própria Balefire sobre o Bloco, diretrizes de treinamentos para os agentes que trabalhavam lá e também um relatório de ocorrências. Percorrendo os olhos pelos documentos que agora tinha a sua frente, Avenger conseguiu colher alguns dados. A começar pelo próprio Sentinela, este tinha como cela uma cúpula de aço com 20m². As paredes eram espessas, mas não eram nada que o prisioneiro não seria capaz de atravessar depois de bater por algum tempo. A chave para seu encarceramento era um dispositivo dentro da sala: uma arma de som que atacava diretamente sua atividade cerebral. Segundo descrito na documentação, sempre que o Sentinela tentasse atacar as paredes de sua prisão, a arma de som deveria ser acionada dentro da cela e o nocautearia em poucos segundos. No entanto, as orientações eram para que houvesse extremo cuidado no uso da arma, pois qualquer humano comum exposto a ativação dela se tornaria um vegetal no mesmo instante.

    As outras celas de confinamento eram menos elaboradas. O individuo indicado como Nabu era mantido em uma câmara essencialmente comum, porém completamente fechada e separada do lado exterior por um pequeno espaço vazio com portas dos dois lados. Para alimenta-lo, a porta exterior era aberta e a comida deixada no espaço vazio, para que depois a porta interior fosse aberta. As duas portas nunca deveriam ser abertas ao mesmo tempo... ou ele "sumiria antes que fosse possível conte-lo novamente". Por outro lado, a prisioneira Mist era confinada em uma sala completamente à prova de som. Segundo as instruções para contato com ela, os agentes sempre deveriam utilizar tampões de ouvido ou semelhantes ao entrar na cela. E por fim, a última cela era do individuo conhecida como Mne, e era a mais comum das celas. A única orientação geral de segurança para contato com este individuo era nunca, em hipótese alguma, toca-la ou deixar que ela toque alguém. A maior parte dos incidentes registrados no relatório de ocorrências era relacionada a este individuo, pois muitos agentes já haviam sido considerados "incapazes" após entrar em contato com ela.


    AVENGER Barbie13

    E então, depois de recolhidas as informações que podiam, a dupla e sua aliada remota seguiram pelos corredores daquele pequeno edifício. O destino era a mais protegida área de toda Balefire, o infame Bloco H. Hammer iria um pouco na frente com a arma em mãos, caminhando apressado e olhos bem atentos na busca de ameaças, mas ainda assim confiante pois sabia que Avenger o seguia de perto pelas sombras.

    O caminho pelos corredores daquele edifício foi razoavelmente tranquilo, com apenas um breve encontro com forças hostis. Era um dos presos que havia fugido da sala de controle e estava acompanhado de um outro presidiário, ambos vasculhando o corpo de um agente penitenciário. Assim que os viu, Hammer atirou sem hesitação e acertou o peito de um deles com dois disparos, que caiu duro como um saco de pedras no chão. O outro correu como um louco e fugiu. Aquele acontecimento aborreceu bastante o detetive, mas não havia tempo para lamentação.

    Depois de sair para fora, ambos se viram em um corredor cercado por grades de ferro que passava ao lado do pátio principal de Balefire, onde a confusão era a regra e a violência era generalizada. Era até possível ver um dos edifícios do outro lado da prisão pegando fogo. Os dois seguiram pelo corredor e precisaram acelerar o passo naquele trecho, pois cada segundo a mais ali era mais um segundo que poderiam acabar envolvidos em uma confusão. Logo adentraram outra ala do presidio e continuaram por mais algumas salas e corredores, sempre sendo guiados por Avenger que era orientado por Barbie sobre a planta do lugar. Sempre que se deparavam com presidiários, estes começavam a fugir quando viam a arma de Hammer ou algo com chifres nas sombras. Não era difícil evitar o conflito com os presos comuns enquanto não estivessem tentando impedir a fuga deles.

    Alguns bons minutos de correria e alguns vislumbres da violência que a selvageria humana era capaz de gerar, Avenger e Hammer enfim começaram a se aproximar do Bloco H, que ficava dentro de um edifício negro e metálico localizado no extremo norte de Balefire. Em comparação aos outros locais visitados, de longe aquele edifício se destacava por ser visivelmente mais robusto. Passava a impressão de utilizar tecnologia de ponta, uma estrutura cara sem dúvidas. Assim que chegaram, as duas grandes portas laterais da entrada principal estavam entreabertas, e algo vermelho brilhava lá dentro. Quando Hammer abriu cuidadosamente e entrou devagar, ficou claro que o que brilhava eram as luzes nas paredes que indicavam falha de segurança. Porém, não havia nenhum som ali além dos que vinham da guerra que acontecia no resto da prisão. Aquele edifício estava tomado por um silêncio perturbador.


    - Q-quem... quem vem ai?! - A voz fraca com tom choroso chamou a atenção do herói e o detetive, vinda de uma agente de segurança ferida escorada em uma parede do lado de dentro. - Se identifi...se identifique, por favor...

    A agente era uma mulher morena de boné, pálida e suando frio com alguns buracos de tiro na barriga. Sua voz era tão fraca e o fôlego lhe faltava tanto que mal conseguia respirar. Com certeza ela não tinha muito mais tempo de existência. E lá, no final do corredor central logo depois de entrarem no prédio, estava o elevador que levava até o destino que buscavam. Um pouco abaixo no subsolo para o qual o elevador abria caminho, se encontrava o complexo do Bloco H.

    AVENGER Dark_f10
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 6038
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Claude Speedy Sáb maio 04, 2024 12:47 pm

    The AVENGER



    Claude Speed

    Data:21 de Fevereiro de 2107
    Lugar:San City,
    "Ainda" Estados Unidos



    A descrição das limitações necessárias para manter os prisioneiros fazia pensar que tipo de recursos foram usados para construção objetiva do lugar, os tipos de materiais tanto da prisão de Nabu quanto do Sentinela eram bem específicos e certamente precisariam de mão-de-obra mega especializada.

    Enquanto caminhava, vendo o tiro teio tarde demais para salvar mais vidas, tanto um agente quanto um preso morre com os disparos do detetive.
    Tudo parecia estar escalonando para uma zona de guerra.

    E a voz da policial assustada fazia Claude pensar que ele, vestido para parecer como uma Sombra na Noite, não seria a melhor opção para se aproximar.

    —Hammer, por favor...se apresente como detetive, eu vou estar lhe dando cobertura logo atrás.
    Esperou que ele falasse com a mulher, e aproveitou a distancia justamente para fazer mais um pedido para sua aliada discreta ao pé do ouvido.

    —Barbie, a licitação responsável para compra de equipamentos que gerem essa sala de "eco" para o Sentinela... E certamente você pode achar as atribuições também da porta especial de Nabu... ambas devem ser bem fáceis de se achar o fabricante, consegue encontrar plantas e manuais que venderam a proposta de construir tal contenção? Penso que deve haver um propósito místico com Nabu e uma acústica específica de alguma liga clara...Se descobrirmos mais funcionários que podem ser aliados, se houver algum operário aliado que ajudou a construir a prisão ele pode nos dar mais detalhes. Também preciso saber onde os agentes guardavam protetores auriculares para cela da Mist... Não a quero me dominando com sedução hipnótica antes que eu possa oferecer um novo emprego. Comentava à hacker tentando evitar ser ouvido por Hammer, que certamente conhecia sua fama como membro da Vanguarda e apenas isso tentava ser suficiente para Claude manter o mistério e respeito ao seu favor.

    Só depois que o detetive se aproximou, que o Vingador abandonou lentamente as sombras, tentando ouvir o que ela tinha a dizer em seus momentos finais que pudesse ajudar. O vigilante se aproximou da agente ferida com um passo silencioso, suas botas quase não faziam barulho no chão metálico do edifício. Ele se abaixou ao lado dela, olhando-a nos olhos enquanto Hammer ficava atento ao redor, pronto para qualquer sinal de perigo.

    "Somos amigos", disse Avenger com sua voz distorcida pelo modulador embutido em sua máscara. "Estamos aqui para ajudar. Quem atirou em você?"

    Avenger escreveu:Fanáticos do Sentinela...
    Era assim que Hammer havia falado sobre os seguidores do Ex-Presidente...
    Seria como enfrentar um rural de gado? Um rural eleitoral aberto para uma manada de agressores?

    Havia pouco tempo, mas com o conhecimento necessário sobre o lugar e sobre o quanto daquela prisão pertencia às mãos dos que construiram o lugar, Speed certamente poderia vencer e talvez conseguir uma nova aliada.



    Claude Speedy


    Conteúdo patrocinado


    AVENGER Empty Re: AVENGER

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jul 22, 2024 7:45 pm