Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Convocação/созыв

    Entreria
    Investigador
    Entreria
    Investigador

    Mensagens : 77
    Reputação : 7

    Convocação/созыв Empty Convocação/созыв

    Mensagem por Entreria Qui maio 02, 2024 2:57 am

    A chuva e o vento eram implacáveis. Hoje é 4 de outubro e faz pouco mais de uma semana que o outono chegou, mas era quase palpável o frio que chegara com ele. O outono também vinha como um arauto do inverno, um cavaleiro em uma montaria azul e gélida. As ruas de Kuybyshev, porém, estavam tão movimentadas como em qualquer dia de verão; trabalhadores, militares e membros do partido, todos desafiando o frio e a sensação constante de que algo poderia acontecer a qualquer momento, seguindo para seus afazeres diários nessa madrugada gelada de segunda-feira.

    Eram dias conturbados. Qualquer um poderia ser preso, enviado para um campo de trabalhos forçados ou assassinado e enterrado numa vala comum. A paranoia de alguns, e talvez do próprio Stalin, era tão palpável quanto o frio, mas ninguém ousava dizer isso em voz alta.

    As ordens de Stalin eram claras: prender ou matar contra-revolucionários e inimigos do povo e acabar com todas as atividades antissoviéticas, mas era claro para alguns o que aquilo realmente significava. Stalin queria estabelecer-se no poder de maneira incontestável e seus opositores deram o motivo perfeito para o Secretário Geral Soviético começar a repressão política que se seguia quando assassinaram Sergei Kirov, em dezembro de 1934.

    E praticamente todas essas prisões, deportações e assassinatos estão sendo conduzidos pelo NKVD.  No ano passado o órgão iniciou o expurgo de lideranças centrais do Partido Comunista, de Bolcheviques que envelheceram demais nos últimos 20 anos e tinham opiniões muito diferentes do governo, de burocratas e dos chefes regionais do partido. Quaisquer políticos soviéticos que se opunham ou criticavam Stalin eram destituídos do cargo e presos ou executados pelo NKVD, que tenta fortalecer o controle sobre os civis através do medo e frequentemente usa prisões, tortura, interrogatórios violentos e execuções para isso.

    Alexandr, Katya, Leonid e Nikita partilhavam a companhia uns dos outros na antessala do escritório de Grigori Pavelovich Aganin, chefe do NKVD no Oblast de Kyubyshev e um dos três membros da troika local. Os quatro agentes mantinham-se em completo silêncio, eventualmente se entreolhando e tentando imaginar o que motivava a urgência com que foram convocados na noite anterior. Dois soldados do exército vermelho bateram nas portas de todos eles, por volta das 18h30, com ordens para que eles fossem até o escritório de Kyubyshev na manhã seguinte, pois receberiam do tovarishi capitão ordens para uma nova missão.

    Os quatro agentes chegaram com poucos minutos de diferença entre si e esperaram pouco tempo. Logo Irina, uma mulher raramente vista sem seu uniforme militar e o cabelo imaculadamente preso em um coque, veio até a antessala e pediu para que os quatro agentes a seguissem. Eles cruzaram um pequena sala, quase um corredor, onde havia apenas uma mesa onde Irina trabalhava, e entraram na sala de Aganin depois de passaram por uma porta dupla branca. Irina anunciou os agentes e se retirou, fechando a porta.

    Na sala havia armários de metal, uma pequena mesa redonda com três poltronas ao redor, um aparador com algumas garrafas de vodka e copos de vidro decorados com padrões geométricos. Encabeçando a sala estava a mesa de Aganin, feita de madeira maciça, e na parede atrás dela havia um quadro de Vladmir Lenin, um de Joseph Stalin e uma peça de arte soviética celebrando as glórias do estado.

    Grigori Pavelovich Aganin era um homem imponente mesmo sentado e sua mesa parece pequena diante dele. Ombros e costas largas, o rosto, especialmente o maxilar, tinha traços firmes e angulares. Um vistoso bigode negro era exibido com orgulho e os olhos estreitos pareciam dois pequenos rebeldes lutando contra o resto do semblante do tovarishi capitão. O uniforme imaculado era justo ao corpo e as botas, os agentes sabiam, perfeitamente polidas. Aganin esperou que Alexandr, Katya, Leonid e Nikita ficassem diante dele, batendo os dedos na mesa enquanto isso e encarando cada um deles com um olhar estreito e reprovador.

    Dobroe utro. – A voz de Aganin era grave e profunda e o cumprimento uma mera formalidade – Cerca de dez horas à sudoeste de Kuybyshev fica Krasivyi Oktabyr, um sovkhoz com cerca de sessenta famílias assentadas em três comunas diferentes. Elas foram estabelecidos há três anos e sempre tiveram um desempenho exemplar. Este ano, porém, Krasivyi Oktabyr-3 apresentou uma queda de produção vertiginosa. De números exelentes em 1935 e 1936 para quase nada este ano e a produção local de linho é vital para o Estado. – Aganin faz uma breve pausa, pega uma pasta de papel cartão pardo da mesa e estendendo-a para os agentes. Katya, a mais próxima, prontamente pega a pasta, o escudo e o martelo cerrados por uma coroa de louros grafados em seu centro. Um relatório padrão estava dentro dele, o papel timbrado com o símbolo do governo.

    Este é o relatório enviado por Boris Gapon, supervisor de produção de Krasivyi Oktabyr-3, e a última forma de comunicação com o sovkhoz. Tem-se tentado entrar em contato com os residentes por telégrafo, mas não houve resposta – Aganin faz outra breve pausa, enquanto Katya corre os olhos pelo relatório e continua quando nota que agente chegou em um ponto crucial – O relatório também diz que uma família, os Kravchuk, fugiram do sovkhoz há quatro meses, na noite de 21 de junho. Vocês, como protetores do Estado, devem viajar para Krasivyi Oktabyr-3, determinar o que aconteceu para que a produção de linho do sovkhoz tenha caído e resolver o problema. Boris Gapon será o seu contato.

    Aganin ergue um envelope, também pardo, e o entrega à Katya.

    Este envelope contém uma carta enviada para nós por uma moradora de Krasivyi Oktabyr-3. Seu nome é Galena e ela diz como uma família pode estar sabotando o sovkhoz e ser a responsável pela queda da produção. O outro documento é uma relação dos moradores de Krasivyi Oktabyr-3. Falem com Akim, no depósito, equipem-se e partam ainda hoje. Uma caminhonete GAZ-AA já foi preparada para a viagem.

    Aganin encara os quatro agentes, o tom reprovador não tinha sumido de seus olhos. Sua voz ergue-se ainda mais grave e severa, reverberando nas paredes do escritório.

    Fiquem atentos para qualquer atividade antissoviética. O tovarish Primeiro Secretário Lavrentiy Beria está viajando pela Ásia Central avaliando a produtividade de todos os sovkhozi da região. – os agentes sabiam muito bem quem era Beria. Em junho, enquanto os Kravchuk fugiam como covardes, o Primeiro Secretário da Geórgia fazia um discurso onde declarou “que os nossos inimigos saibam que qualquer um que tente levantar a mão contra a vontade do nosso povo, contra a vontade do partido de Lenin e Stalin, será impiedosamente esmagado e destruído.” – Espera-se que ele esteja em Krasivyi Oktabyr em cinco dias. O assunto em questão deve ser esclarecido e resolvido para a glória do Partido e os culpados presos antes que ele chegue. Garanto a vocês que o tovarish Primeiro Secretário se lembrará daqueles que forem úteis ao Estado.
    Vinah
    Adepto da Virtualidade
    Vinah
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1555
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png

    Convocação/созыв Empty Re: Convocação/созыв

    Mensagem por Vinah Dom maio 05, 2024 2:45 pm

    A ansiedade percorria todo o meu corpo, e por alguns segundos me questionei se as pessoas ao redor podiam perceber o quanto eu estava nervoso. Estar na presença de oficiais poderosos e na gloriosa função de representar o estado sempre me deixava excitado e ansioso para saber o que me esperava. Afinal, aquilo era tudo o que me havia sido negado durante a infância, época em que eu era apenas o filho de um padeiro, mas isso havia mudado. Agora eu era um agente, e por mais que aquele não fosse o maior cargo que eu almejava, eu conseguia desfrutar os benefícios do poder. Automaticamente, uma onda de alivio e prazer percorreu meu corpo ao lembrar dos luxos que o estado me permitia ter. Por um momento, deixei escapar um sorrisso de satisfação.

    " Eu não quero perder isso por nada. Farei de tudo para ter uma vida cada vez mais confortável". Alguns poderiam achar mesquinho esse tipo de pensamento, mas sinceramente, o estado havia me fornecido poder e alguns luxos, era como se porra da sociedade começasse a pagar com juros do que havia me tirado na infância. Imerso em meus pensamentos, fui acompanhando os outros agentes sem prestar atenção no que acontecia a minha volta. Vi um copo de vodka com padrões fascinantes, e imaginei que um dia um escritório como aquele podia ser meu. Instintivamente, fui acariaciando o copo e olhando para a vodka, mas o tamborilar dos dedos de Aganin e seu olhar de reprovação me fez voltar a sanidade. Endireitei meu corpo.

    Eu ouvi em silêncio enquanto Aganin relatava a situação e para onde eles seriam enviados. Não ousei dizer nada para não interromper meu superior. Escutei a respeito do problema de produção na comuna, e logo que Aganin disse que poderíamos ser notados se resolvesse o problema, um sorriso brotou no meu rosto. "Essa é minha chance."

    -- Senhor, é inacreditável que alguém ainda tenha coragem de tentar sabotar o estado, depois de tudo que contruímos e oferecemos a sociedade. Se depender de mim, traremos a justiça a tona e mostraremos a força do punho que segura a foice, senhor. - Não era nenhum mentira, o estado havia melhorado a vida de todos, inclusive a minha. Então esperei, olhando para os agentes que me acompanhavam, esperando que eles pudessem estar tão animados como eu.... mas secretamente, eu já podia sentir o gosto de vinho na minha boca ao pensar no que me aguardaria....
    Dante
    Cavaleiro Jedi
    Dante
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 249
    Reputação : 18

    Convocação/созыв Empty Re: Convocação/созыв

    Mensagem por Dante Seg maio 06, 2024 9:58 am

    Eu ouvia atentamente as palavras do oficial. Parece que algo está precisando de conserto. É um ótimo desafio. O fato de poder “ser notado” me chamou atenção. Será que teria mais recursos para ajudar meu velho pai? O pensamento me fez institivamente pegar meu velho relógio de bolso e justar a hora novamente. Era um tic nervoso.

    O sorriso estava estampado em meu rosto enquanto olhava para os outros agentes tentando perceber a mesma excitação nos colegas.

    Pode ser um passo importante para ajustar a eficiência da União Soviética como um todo.

    Assim que liberados vou me equipar e logo parado perto da caminhonete.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5923
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    Convocação/созыв Empty Re: Convocação/созыв

    Mensagem por Claude Speedy Ter maio 07, 2024 8:47 am

    Após se despedir da irmã, sentindo ainda que precisaria lidar com muitas questões da organização local e dos motivos que nos levaram até aqui. Muitos morreram na luta por uma sociedade sem classes, mas tudo que Nikita via é que o fim do Estado e esse ser substituído pelos Soviets, acabou se tornando uma traição gradual ao longo dos anos e os ferimentos causados pelo Exército Branco que quase tiraram a vida de Tanya são a única coisa que realmente abalam seu coração.

    Em alguns momentos o conceito de alienação tão citada nos textos de Marx era algo que pouca gente estava realmente podendo ler pois se voltava justamente para ser mais produtivo. A culpa vinha sobre o conhecimento de Nikita, o fato de que um país possuído e completamente controlado pelo Estado, como na principal república da Rússia, é de que é quase impossível se viver sem a “misericórdia” do governo.

    No entanto, em meio à tanta miséria ele estava determinado a tentar. Devido ao sofrimento gerado pelos monarquistas do Exército Branco e as várias ações que viu de seus superiores ao longo do tempo sabia que as rações de pão que recibia eram das mãos tingidas com o sangue dos bravos marinheiros do Kronstadt... que se rebelaram pelo fato dos conselhos populares, os sovietes, terem sido fechados... Mas era prudente não questionar isso, ou o fato de que o grande organizador Trotsky dos Exércitos Vermelhos tinha sido expulso ao perder diante da liderança de Stalin.

    Nikita apenas imaginava que poderia ser outra revolta anarquista exigindo participação popular mais ampla nas decisões gerais dos recursos produzidos, sabia que isso em nenhum lugar do mundo era permitido.

    Nos dias antes de ingressar na NKVD ele viveu como milhares de outros russos, carregando água, cortando madeira, lavando e cozinhando, tudo em seu pequeno quarto. Apesar da pobreza ele se sentia mais livre e melhor por isso.

    Ele se recorda quando a nova política econômica de Lenin transformou Moscou em um vasto mercado. O comércio se tornou a nova religião.
    Lojas e armazéns brotavam da noite para o dia, misteriosamente a Rússia estava amontoada de guloseimas que não tinha visto há anos.

    Grandes quantidades de manteigas, queijo, e carne foram colocadas à venda; confeitos, frutas raras, e doces de toda variedade estavam à venda. No edifício Politburo uma das maiores confeitarias foi aberta. Homens, mulheres, e crianças com faces contraídas e olhos famintos paravam, olhando fixamente pelas janelas e discutindo o grande milagre: o que ontem era considerado uma odiosa ofensa, estava agora ostentado na frente deles de uma maneira aberta e legal.

    Ele se lembra que chegou a dizer para uma mulher que passava:
    “É para isso que fizemos a revolução? Para isso que nossos companheiros tiveram que morrer?”

    O slogan, “Roube os ladrões”, havia se transformado agora em “Respeite os ladrões”, e mais uma vez foi proclamada a santidade da propriedade privada. Ele pensava que em breve seriam como os Estados Unidos as populações de escravos em plantações e a discriminação racial que vem acompanhada do capitalismo mais tradicional como desculpa para jubjulgar aleatoriamente pessoas. Ao menos todos ainda tinham direitos civis, diferente de lá, onde a cor da sua pele impedia de pegar um ônibus... Era nessas horas Nikita odiava saber tanto sobre história... O tempo de Lenin passou, com sua vida acabando devido a ferimentos da tentativa de assassinato que sofreu por ter sido ferido por Fanni Yefimovna Kaplan, que sentiu o que ele mesmo também sentia... Quando o partido alegou outras razões para morte de Lenin... rapidamente ele se viu tendo de ser mais e mais pragmático...

    Em um tempo era notório que a Rússia estava assim gradualmente ressuscitando as condições sociais que a grande revolução viera para destruir e ele sabia que tinha uma irmã para sustentar, não dava mais para ambos se refugiarem em algum grupo armado porque eles praticamente faziam as mesmas coisas que os demais grupos.

    Mas o retorno ao capitalismo de maneira alguma mudou a atitude dos bolchevistas em relação aos elementos de esquerda. Idéias e práticas burguesas deveriam ser encorajadas para desenvolver a vida industrial da Rússia, mas as tendências revolucionárias estavam sendo suprimidas como antes.

    Relacionado ao Kronstadt, um ataque geral aos anarquistas ocorreu em Petrogrado e Moscou. As prisões se abarrotaram dessas vítimas. Quase todo anarquista conhecido tinha sido preso; e as livrarias anarquistas e as gráficas do Golos Truda foram fechadas pela tcheka em ambas as cidades. Os anarquistas ucranianos, presos na véspera da conferência de Kharkov, apesar da imunidade garantida pelo bolchevista sob o acordo de Makhno, foram trazidos para Moscou e colocados na Butyrki; a masmorra de Romanov estava novamente servindo aos velhos propósitos, até mesmo confinando alguns dos revolucionários que ali haviam sido encarcerados anteriormente. Logo se soube que os políticos na Butyrki foram brutalmente atacados pela tcheka e secretamente deportados para lugares desconhecidos...

    Trotsky traiu os anarquistas da sua Ucrânia, o grande líder Stalin traiu Trotsky...
    Já haviam vários líderes desaparecendo. Qual deles seria o próximo?
    Qualquer um menos ele.
    Ele faria tudo que pudesse para não ser ele, pois ele tem uma irmã em casa para sustentar.
    O medo venceu sua esperança, tudo que ele via agora era uma nova classe social de burocratas dominantes e ele precisava se aliar a ela ou morrer. Pelo que leu, era quase como viver nos Estados Unidos... Tinha de parte da polícia secreta para se imunizar sobre os julgamento fosse do núcleo do partido, seja do povo.

    Era por isso que ele fazia parte da NKDV e ficava sempre olhos e ouvidos atentos à que palavras usar e como se destacar sobre tudo.

    Quando Grigori comentou sobre "atividades antisoviéticas" de uma família que pode ter sabotado o lugar, o próprio Nikita pensa que um denuncia assim é uma ótima forma de conseguir mais destaque dentro do partido e ele mesmo deveria ter pensado em sabotar uma produção
    As ideiais desses riscos eram o que trouxeram ele até aqui.

    Diante das palavras empolgadas e sabidamente sinceras de Leonard, Nikita por autopreservação tentou o fazer soar mais desesperado do que sincero.

    —Ninguém duvida de sua fidelidade, tovarishch Macinko... Não é hora de discursos, temos de avaliar onde encontrar Galena

    A fala apesar de aparentemente apoiar o camarada na verdade tinha um tom justamente para criar alguma suspeita sobre Macinko e tirar os olhos de Grigori Pavelovich Aganin de sobre Nikita.
    Saphira Odin
    Wyrm
    Saphira Odin
    Wyrm

    Mensagens : 8121
    Reputação : 117
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze10.png

    Convocação/созыв Empty Re: Convocação/созыв

    Mensagem por Saphira Odin Ter maio 14, 2024 10:29 pm

    Entrou em forma na sala junto aos demais e prestava atenção em cada palavra proferida pelo superior, ao final de suas instruções ela deu uma rápida olhada na pasta que recebeu junto aos demais. Era sua chance de ganhar alguma promoção. Não deixaria passar aquela chance, a oportunidade que foi lhe dada, até então usaria todo seu conhecimento adquirido no exercito vermelho para terminar de forma eficiente a missão dada.
    Encarou os demais companheiros na espera de mais alguma pergunta, por fim.
    -Senhor, tem mais alguma informação sobre nosso alvo, ou a situação do lugar no qual fomos designados a restaurar a ordem, além do que esta descrito no relatório?



    OFF: Vamos matar alguns camponeses e receber meu salário que torrei quase tudo. (minha internet tá ruim)
    Conteúdo patrocinado


    Convocação/созыв Empty Re: Convocação/созыв

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos semelhantes

      -

      Data/hora atual: Ter maio 28, 2024 4:30 am