Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Compartilhe
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3282
    Reputação : 94

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Qui Maio 18, 2017 7:53 pm

    Estrela Polar




    Antes que Lagann pudesse falar Harlock levantou a mão em sinal para que ele esperasse um pouco, pois Keldar havia acabado de chegar, o arqueiro viu o bichinho Mieu voar pela janela e atravessar o Capitão vindo em direção a ele.

    Ninguém pareceu reparar, as pessoas estavam bastante concentradas isto é o que parecia, Mieu pousou no ombro de Keldar e ficou quieto, sabia que ali não era hora de falar, haveria o momento certo.

    O capitão esperou a resposta de Lagann, logo após Sheila que foi a última a chegar sentou-se, começaria então a reunião.

    ...

    - Muito bem cavalheiros, vamos começar as explicações, devo dizer que sou além de um Capitão deste Navio, sou um examinador, nem todos aqui poderão embarcar na ilha de Calla, alguns por ainda não estarem preparados deverão retornar para seus lares e se preparar mais, também as vagas para desafiarem o Labirinto são limitadas, então fui contratado com este objetivo. Eliminar a quantidade de pessoas no navio...

    Por isso nós vamos fazer uma eliminação com jogos dentro do navio, será uma competição contra os meus tripulantes, se vocês vencerem 3 deles estarão aprovados, mas devem tomar cuidado, posso reprová-los por insubordinação, ou se eu julgar desfavoráveis suas ações, mesmo assim devem estar prontos para arriscarem suas vidas, o Labirinto não será mais benevolente.

    Estava feito, os membros ali teriam de esforçar ou sequer chegariam a ilha de Calla, teriam de jogar contra os tripulantes de Harlock, qual eram as habilidades deste grupo ninguém sabia, mas havia um sorriso em um deles, Annie Crawford - Vulgo Hawk Eye - Ela olhava para Keldar de maneira impassível e maliciosa...


    - Capitão licença para falar... Gostaria de eu escolher meu primeiro adversário, depois poderemos levar em conta as escollhas dos participantes, mas eu vi um olhar que me interessou muito... Pretendo jogar primeiro com aquele rapaz...



    A moça apontou para Keldar como o mesmo já imaginava devido aos olhares da moça, o karma de Keldar estava levando ele a topar com diversas garotas no navio, seria um sinal de problemas?

    Harlock assentiu prontamente, conhecia a garota e se ela queria primeiro enfrentar Keldar, não haveria chance de mudar suas ideias, então as coisas iriam se resolvendo assim...

    A comida então foi servida, e os participantes podiam comer a vontade, Harlock informou que as três horas começaria a primeira fase dos jogos, Annie X Keldar. Keldar não sabia que tipo de desafio o esperava, seria um combate de facas? A menina não se desgrudava de sua adaga, o que quer que fosse em um navio poderia ser perigoso.

    Banquete:

    Depois do almoço os jovens iriam então se preparar para os desafios, Mieu teve de deixar o rapaz a sós para se concentrar, disse que viria mais tarde para conversarem direito...

    As 15:00 Horas Keldar foi até o convés do Navio, perto da cabine na parede de madeira havia uma figura...

    Alvo:

    Annie estava pronta também, só que agora com outras adagas iguais, girava-as nas mãos com bastante perícia.

    - A primeira prova ao qual você será submetido é o tiro ao alvo, não se preocupe você pode escolher qualquer arma,
    a minha será as adagas como pode ver, o nosso objetivo é acertar aquele alvo, cada marcação possui uma pontuação diferente,
    ganha aquele que fizer a maior pontuação...  Vamos atirar a partir desta linha no chão, será uma série de cinco rodadas, cada rodada corresponde a cada um de nós efetuando 3 tiros...

    O Capitão Harlock foi direto para o convés, estava observando Keldar e Annie, estava atuando como juiz ali, para que não houvesse trapaças, além de estar julgando o arqueiro para ver se era apto ao desafio do Labirinto, parecia ser m simples tiro ao alvo, mas o fato de que se o jovem perdesse poderia cair fora do desafio se tornava um desafio psicológico... Alguns foram assistir a este desafio, mas permaneciam calados e atentos, para não atrapalhar e ao mesmo tempo observar as habilidades de ambos, pois podiam se deparar com qualquer um deles, no jogo do barco ou no Labirinto...

    Anêmona escolheu Cid Angel como seu adversário, ela foi junto com ele no horário determinado, foram até a sala de máquinas, lá existia inúmeras máquinas a vapor como também uma variedade de cristais, mas o que mais chamou a atenção foi uma máquina de mais de 3 metros de altura que possuía a forma de uma caveira...

    Máquina Caveira:

    De seus dentes de cor cobre saía uma fumaça, um vapor na verdade, quando o vapor cessava um alívio se sentia nos ouvidos pois o vapor vinha acompanhado de um barulho estridente, havia mais máquinas que a garota jamais saberia para que servia, outra delas que tinha um tamanho considerável era uma que ficava no meio do grande salão das máquinas...

    Extractor

    Em meio as ilusões de cristais e vapores Cid os levou até uma sala, ao abrir a porta revelou um quarto, as paredes eram isoladas por isso o som das máquinas não incomodou quando todos entraram e ele fechou a porta, era ali o quarto de Cid, havia outros comodos que levaria a outras partes da mini-casa, mas o jogo iria se concentrar ali...

    Havia uma mesinha no centro do quarto com uma caixa preta em cima dela, cadeiras uma de frente para a outra...

    Cid foi até uma das cadeiras se sentou e apontou a outra para a menina de olhos exóticos...

    - Vamos lá Gatinha!!! Chegou a hora de nosso jogo, nosso desafio está nesta caixa...

    Ao abrir a caixa Cid revelou o objeto do jogo deles...

    ??????:

    - Devemos montar os cubos, aquele que montar mais rápido vence, são 3 cubos para cada um de nós, não pense que será fácil me derrotar, não terá juízes nesta prova, porque mesmo que eu tenha um ataque cardíaco aqui dentro, você terá de montar seus três cubos para vencer, nós apenas tocaremos em nossos próprios cubos, então cada um de nós vai tirar um cubo de cada vez da caixa, quando montarmos um iremos retirar o outro até terminarmos três... Alguma dúvida???

    A tarefa parecia simples, mas Cid parecia muito confiante e calmo, sorria o tempo todo, ou tinha certeza que ia ganhar ou era um bobo alegre...

    Nathu foi até o bar as três horas como marcado, lá estavam o imediato Law e Decim  esperando, mais alguns chegaram também para ver que tipo de disputa teriam, Decim o saudou...

    - Seja bem vindo Nathu, nós nos conhecemos aqui mesmo neste bar, e será aqui nosso embate, o Juiz será Law o nosso imediato do Navio, ele o julgará todo o tempo, eu deixei bebidas feitas no balcão caso alguém queira, pois estarei ocupado e não poderei fazê-las, fiquem a vontade.

    Voltando agora novamente para Nathu, Decim arrumou uma mesa e trouxe uma caixa, ele a abriu para mostrar o jogo do embate...

    Jogo:

    - Este será nosso jogo, monstros de duelo, uma versão de jogos de invocação de criaturas mágicas, você terá de aprender as regras rápido se quiser vencer, Nathu vou lhe dar uma pequena vantagem, escolha o seu Deck e também o meu, você somente pode ver a carta principal do deck enquanto escolhe...

    Era uma vantagem, mas não dada de bandeja, pois quanto as regras e descrição das cartas estavam na oculta, Nathu teria de usar seu senso para escolher.

    Deck - Selecione:

    Regras:
    - Cada personagem pode escolher 1 Npc para estar junto, não é aliado, apenas para estarem no mesmo local...
    Quem não está participando dos jogos pode estar em qualquer lugar do navio que quiser, ou até mesmo assistindo o jogo de alguém...
    tomem cuidado para não colocar o mesmo npc em dois locais diferentes, caso quiserem pra ficar mais fácil postem no Off quem que vc queira perto do seu Pj

    Regras dos Jogos:
    Para Keldar é muito simples, primeiro decida se vc quer ir primeiro ou se vai deixar a Annie, depois quem for vai jogar efetuando 3 testes, abaixo estará uma tabela de acertos...

    Keldar Pontos no alvo... Os números abaixo referem-se a rolagem de dados (D100)

    - De 1-10 é um acerto crítico fazendo 10 pontos...
    - De 11-31 / 9 pontos...
    - De 32-52 / 8 pontos...
    - De 52-83 / 7 Pontos...
    - Acima de 83 é falha, e acima de 94 é falha total...

    Tabela de Annie
    - De 1 - 10 / 10 Ponrtos...
    - De 11 - 30 / 9 Pontos...
    - De 31 - 50 / 8 pontos...
    - De 51 - 76 / 7 Pontos...
    - Acima de 76 é falha...

    Os calculos foram baseados nas precisões de cada personagem...

    Anêmona deve realizar três (na verdade tem um bônus aki, vai lendo que vou falar ali em baixo) testes com o D100, em contra-partida o Cid também, a perícia a ser testada de Anêmona é Jogos baseada em magia, seu teste de magia é 31% (Magia:  7        (x3 +10) = 31%) No entanto ela possui a perícia jogos aumentando sua margem de acerto (+10) para 41%, role o dado se atingir 41 ou menos vc teve sucesso...
    Cada teste com sucesso o personagem resolve 1 cubo mágico...
    Atenção Anêmona está com um efeito especial chamado Haste,(devido a água da fonte dos Purunga, lembra disso???) com o haste é possível fazer duas ações neste jogo, ou seja, vc pode rolar 6D100, ao invés dos três normais...

    Nathu basta apenas escolher os dois decks por enquanto, um é para vc o outro pro Decim...


    Nimaru Souske
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1255
    Reputação : 40
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Nimaru Souske em Qui Maio 18, 2017 11:24 pm

    Antes de pronunciar quem escolheria às ordens do capitão, Nathu viu que Keldar chegara atrasado e junto a ele um ser muito peculiar qual o summoner conhecia até que bem. Sabia o que significava, o que trazia e quais eram seus objetivos... e começara a pensar se o seu alvo seria o próprio arqueiro que acompanhava. Não sabia quanto os outros ali sabiam sobre o ser, mas fixou seu olhar na criatura durante todo o tempo, não notando ser o único a fazer isto.

    Com as palavras do capitão, também vieram a mente do jovem recordações sobre as palavras do mesmo ao entrarem no navio. Ele já estava ciente que seriam examinados ainda na embarcação, mas não tinha noção que seria tão rápido e que o resultado já resultaria na eliminação de quem falhasse. Seriam três testes. Tinha a obrigação de passar em todos. E o primeiro seria Decim.

    Ainda perdido em seus pensamentos, viu Annie escolher o portador do duende como adversário e isso lhe trouxe questionamentos.

    " O que será que este garoto tem de especial ? Parece até que tudo está direcionado à ele." Isso o fazia tender ainda mais a conhecer melhor o mancebo.

    Almoçou tudo a sua frente, comendo vorazmente. Não usava qualquer tipo de talher... na verdade nem os sabia usar direito, não era um costume de onde vinha. Em sua mão passearam variadas comidas que iam sendo consumidas com velocidade audaz, até que de lá saí um suspiro de alívio e satisfação.

    - UUUUFA, A COMIDA ESTAVA ÓTIMA. REALMENTE VC É UM ÓTIMO COZINHEIRO, BRAVO. Estava com um sorriso na face.

    A hora havia chegado e cada um dos desafiantes estavam indo para seus embates. Foi o mesmo que fez o invocador.

    Encontrou Decim no mesmo bar que outrora bebera com Charlotte. Aquilo lhe dava um pouco mais de confiança por lembrar do que escutara ali. Acenou para o Barman que retribuiu.

    - Muito obrigado Decim, espero que tenhamos um ótimo jogo ^^ Falou com uma mistura de animo e nevosismo. Muito prazer em conhece-lo, Law. Vamos começar com isso.

    Foi então que um sentimento mágico adentrou o corpo do rapaz. Seus olhos se abriram juntamente com as pupilas que se dilatavam. Felicidade. Reconhecia aquele objeto muito antes do adversário começar com as explicações. Mas o deixou termina-las para começar a falar.

    - UHUUUUUU. CARA, QUE DEMAIS. Relaxe, acho que sei muito bem as regras desse jogo, ao menos na versão qual utilizava pra treinar minhas habilidades na terra onde nasci. Espero que seja parecido. E então vamos às escolhas, deixe me ver as cartas...

    Analisou com cuidado cada uma delas, vendo as imagens e os números que apareciam em seu inferior. Até que escolheu à que mais se encaixava com seu fascínio por seres bestiais e gigantescos e, então, proferiu o resultado.

    - Pra vc escolho os Paladinos Reais e para mim, fico com o Crepúsculo dos Dragões.

    A energia em seu corpo fazia pular de empolgação. Esperava receber logo seu Deck e gritar:

    - É HORA DO DUELO.
    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2063
    Reputação : 127
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Sex Maio 19, 2017 12:47 am

    Era preciso começar a se acostumar com aquela gente e com os perigos que enfrentaria na ilha. Tudo por causa daquele velho desgraçado, agora tinha que se submeter à isso.
    Obvio que não ficou à vontade naquela situação, ainda mais depois das palavras do capitão. Encolheu-se um pouco em sua mesa, sem querer pensar no que viria pela frente. A moça da prancheta estava muito decidida quanto ao seu alvo e agradeceu por não ser escolhida, aquela moça era assustadora.

    Almoçou sem muita tranquilidade, já que se espantava com qualquer barulho e ficava alerta. Por fim, seguiu com Cid para o lugar de sua prova, pensando no que viria pela frente. Esperava que fosse algo que ela soubesse fazer.
    Seguiram pela sala de máquinas e ela ficou maravilhada, pela primeira vez, com aquelas coisas estranhas e, mesmo com um som estridente, ela adorou a caveira.

    - O que isso faz? – perguntou com inocência e repetiu a pergunta para o extrator.

    A prova se realizaria em seu quarto, o que Anemona achou estranho e ficou desconfortável, não era de bom tom uma dama sozinha no quarto de um rapaz. Mesmo constrangida, ela seguiu as instruções de Cid e sentou-se na cadeira. Observou a caixa e esperava por sua explicação. Ela nunca tinha visto um cubo mágico na vida e fez uma expressiva cara de surpresa.

    - O que isso faz? – seu rosto expressava uma inocência feérica rara e muito sincera – o senhor poderia me ensinar como é esse cubo – e aponta, um pouco sem jeito, para o objeto – se... se me mostrar, tenho certeza que posso fazer – e sorriu.
    Daemon
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 118
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Daemon em Sex Maio 19, 2017 12:55 am

    Lagann




    Observava toda aquela gente e ficava pensando no quão difícil seria realizar sua tarefa. Mas não se deixou abalar, precisava salvar seu mestre.
    Eram todos exóticos, apesar disso.

    Lagann foi surpreendido com o pedido de escolha do capitão.
    Duas pessoas haviam imediatamente capturado sua atenção.

    Annie era uma garota bonita e parecia habilidosa. O rapaz que nunca teve contato com tantas mulheres antes ficou instantaneamente atraído.
    Bravo lembrava um monge que também trabalhava na cozinha do mosteiro, eram muito amigos e isso o fez simpatizar com o homem.

    Isso era o máximo que seu intelecto conseguia raciocinar. Logo antes de falar sua impulsividade o impelia a escolher Annie, mas suas palavras mudaram de direção imediatamente antes de recitá-las, impelido pelo constrangimento de se pronunciar pela garota.

    "Eu vou com o Bravo!" - disse animadamente enquanto batia com a mão esquerda nos músculos do braço direito.

    Após toda a cena. Sentaram-se pra comer.

    Fazia dias que Lagann não tinha uma refeição direito. Conseguiu uma sopa rala com pão em troca de ajudar uma senhora com os pesos em Solde, após já estar exausto de viagem. Mas era ensinamento do mosteiro: nunca carregar dinheiro, sempre pedir hospitalidade em troca de serviço.
    Frente a farta refeição, Lagann perdeu os modos, como de costume. Acompanhando Nathu em comer com as mãos. Lágrimas pendiam dos olhos enquanto ele expressava "Isso tá bom pra burro! Não como assim desde que sai do mosteiro."

    Satisfeito esfregou a barriga. Bebeu água para desembuchar.

    Dado um tempo de descanso, olhou pra Bravo.

    "E então chapa. O que temos que fazer? Não me exercito desde que ajudei a velhinha em Solde, espero que tenha um pouco de ação."
    Exalted
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 762
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Sex Maio 19, 2017 1:49 pm

    KELDAR



    Ele chegou no refeitório arfando, se apoiou na lateral da porta, e viu diversos rostos que ainda não tinha encontrado pelo navio, o capitão olhou diretamente para ele quando chegou, talvez já o estivesse reprovando por conta do atraso logo na primeira convocação, talvez fosse só sua imaginação. O que não era imaginação foi Mieu voando pela janela até o seu ombro “O que será que essa criatura quer comigo?” Keldar olhou em volta, e a exceção do invocador sentado um pouco atrás dele ninguém mais pareceu notar o pequeno gato voador, ou seja lá o que fosse aquela criatura.

    Logo após ele entrar e achar um lugar, Sheila chegou, pelo menos ele não foi o último. O capitão fez seu pronunciamento, e durante este tempo Annie não parou de olhar Keldar, o que o incomodou profundamente “o que está acontecendo neste lugar, parece que estou marcado ou algo assim, porque tanta gente perigosa está cruzando meu caminho?”

    Ela o escolheu como adversário, para sua surpresa, afinal, não seriam os tripulantes que escolheriam os adversários, e sim o contrário, mas como o capitão consentiu não havia nada a ser feito além de dar o seu melhor, em qualquer que fosse o desafio.

    O almoço foi servido, finalmente, e Keldar pegou um pouco de tudo, fazia tempo que não comia tão bem então aproveitou o momento, sem pensar muito no que viria a seguir. Após o almoço agradeceu ao cozinheiro pelo excelente banquete e foi se preparar para o seu primeiro desafio.

    Às 15hs Keldar seguiu até o convés, onde Annie já o esperava, girando uma adaga na mão, ele também viu Sheila acenando, talvez para lhe mostrar que estava ali assistindo… Provavelmente apenas para fazê-lo se desconcentrar da tarefa.
    Ele viu o alvo na parede e Annie explicou como seria o desafio, nesse momento Keldar suspirou, se acalmando, estava em um terreno conhecido, poderia usar seu próprio arco e isso seria de grande ajuda.

    Keldar seguiu para atrás da linha e se dirigiu a Annie: - Como a senhorita me escolheu como desafiante, por favor, faça as honras. - Keldar deu um passo para trás, deixando Annie atirar primeiro.
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3282
    Reputação : 94

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Sab Maio 20, 2017 12:14 am

    Estrela Polar


    Decim então pegou seu baralho, e dispôs ele na mesa, acima das cartas havia um tabuleiro...

    Tabuleiro:
    Cada Jogador possui um tabuleiro como esse...




    Haveriam de disputar entre si alternando em turnos, dentro da caixa ainda havia dados que serviriam para realizar as invocações das cartas, os dois então pegaram cada um 3 dados de 6 faces, e colocaram suas cartas abaixo do campo de jogo com a face para cima...

    - Preste atenção, pois vou explanar as regras, mas antes, vamos decidir quem começa primeiro, vou rolar meu dado...

    Decim pegou um de seus dados e rolou na mesa... Aquele que rolasse o valor maior iria começar o jogo...

    spectro efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3


    >>>Regras do Jogo<<<:

    Fases do Jogo>>> O jogo se divide em fases, em cada turno o jogador da vez executa suas fases de jogo.

    1º Fase – Etapa de rolagem e re-rolagem de dados...

    Cada jogador na sua vez deve rolar 3D6, caso ele obtenha duas faces com o mesmo número ele conseguiu o custo para se invocar um monstro daquele nível.

    O nível ou Level é simbolizado pelas estrelas que a carta possui, assim caso o jogador em sua rolagem obter 3,2,3 nos dados ele conseguiu duas faces de 3 então pode invocar um monstro de 3 estrelas (níveis ou Level).

    O jogador que conseguir 3 faces iguais ex... 2,2,2 pode utilizar uma de suas duas cartas mágicas que possui.

    Re-rolagem>>> O jogador imediatamente depois da rolagem pode re-rolar qualquer quantidade de dados (apenas uma vez) que quiser, por exemplo em sua rolagem vc conseguiu 3,2,5 / O jogador poderá re-rolar ao mesmo tempo 1,2 ou os três dados de novo, ficando com o último resultado.

    Exemplo da etapa.

    O jogador A rolou seus dados e obteve: 2,3,6 / ele decide então ficar com o 6 e re-rolar imediatamente os dois outros dados, as novas rolagens foram 6,2 / ele conseguiu mais um 6 podendo então realizar invocação de um monstro Lv 6.

    O jogador B rolou: 5,5,2 / Decidiu ficar com os dois 5 e resolveu re-rolar o 2, a rolagem saiu um outro 5 ficando então 5,5,5 ele poderá utilizar uma de suas cartas mágicas que possui.

    2ª Fase - Etapa de Invocação

    A etapa de invocação se realiza depois de rolagem e re-rolagem, ela serve para vc invocar seus monstros e realizar seus efeitos, também pode ativar cartas mágicas neste turno.

    Para invocar um monstro basta obter os números necessários nos dados, feito isso coloque 1 de seus monstros em uma zona de campo, vc pode colocar onde desejar, sendo que a zona não esteja ocupada por outro monstro, mas cada jogador possui 5 zonas de monstro.

    Elas são numeradas de 1 a 5, e cada jogador possui um campo com estas zonas.
    Não há limite de invocação de monstros de mesmo nome, exceto o limite normal de 5 monstros que são as quantidades de zonas de campo.

    3ª Fase – Etapa De Batalha

    Esta fase serve para os monstros lutarem, na vez de cada jogador é o monstro do dono do turno que ataca, o do adversário só espera.

    Os Monstros não podem atacar no turno em que são invocados e o monstro combaterá com o monstro que estiver a sua frente, ou seja, o monstro na zona 2 luta com a zona 2 de seu oponente.

    Caso o espaço esteja vazio o dono do monstro provocará dano direto aos pontos de vida de seu oponente. Cada jogador possui 8000 pontos de vida, quando chega a zero, o jogo acaba.

    Na carta o primeiro número na esquerda é o ataque e o da direita é a resistência do monstro, ou seja, neste jogo os monstros tem pontos de vida e se atingidos os pontos do monstro zerarem ele é destruído, voltando assim para fora do campo.

    Caso em um ataque o monstro não seja destruído, ele continua em campo e com a mesma quantidade de pontos de vida restante.

    Exemplo:

    O Jogador A invocou Dark Fire Dragon na zona de monstro 2.

    Dark Fire Dragon:

    O Jogador B Invocou Buster Blader na sua zona 2.


    Buster Blader:

    Buster Blader não pode atacar agora pq acabou de ser invocador.

    Na vez do jogador A na batalha ele ataca o Buster Blader, Dark Fire Dragon tem 1500 de atck já buster possui 2300 de resistência (2300 – 1500 = 800) Buster Blade fica com 800 de vida.

    O contra ataque é pior, Buster tem 2600 de ataque, e pulveriza os 800 pontos de resistência do dragão, o dragão é destruído, Buster ainda possui ataque de 2600, mas sua resistência atual é de 800 por causa que levou o dano, quando outro monstro o atacar com 800 ou mais de ataque o Buster Blader ira ser destruído.

    4ª Fase – Fase Final
    Esta também é uma fase depois dos ataques se houver algum efeito deve ser realizado ou então será a vez do oponente.

    As fases devem ser seguidas exatamente nesta ordem.


    Cid fez uma cara de espanto por ver que a garota não conhecia aquilo...

    - Ora isso é um cubo mágico... Você vai girar estas extremidades até que alinhe as faces para que elas se tornem da mesma cor, se conseguir fazer com que todas as faces fiquem com a mesma cor você vence o jogo, é somente isso...

    Como a menina nunca tinha visto aquilo é claro que Cid encarou como se tudo já tivesse sido ganho, naquele jogo a menina ia se dar mal.

    - Vamos começar não? Pegue um cubo na caixa, são todos iguais, você ficara bastante curiosa Acerca das máquinas não é mesmo? Parece que nunca tinha andado num barco como este. Por acaso você não viaja muito né?

    Cid ficou maravilhado com a garota que não conhecia tecnologias, mas também para alguns isto era tão desconhecido e inexplicável quanto magia.

    - Olha neste Navio existem máquinas que funcionam como engrenagens de um relógio, pense em cada máquina e cristal aqui como uma engrenagem, se apenas uma delas falhar o estrela polar não vai conseguir funcionar, o mesmo com um relógio se apenas uma engrenagem faltar, ele vai parar.

    A máquina de vapor e o extractor são duas das obras primas do navio, não adianta eu dar explicações detalhadas, imagine apenas que elas são engrenagens necessárias.

    O mesmo ocorre com o cubo, você deve fazê-lo funcionar como uma engrenagem, trabalhe com ele em sua mente, desvende seus mistérios, faça-o girar e conclua seu desafio, mostre-me do que é capaz jovem senhorita.


    Cid estava pronto para começar, mas esperou que Anêmona fizesse o primeiro movimento, já que ela não conhecia o jogo iria esperar ela dar o start.

    Annie se posicionou, ficou atrás da linha demarcada e pegou uma das adagas que utilizava, sua lâmina brilhava no sol daquele dia belo, ela se concentrou fechando os olhos, Sheila estava olhando a garota fixamente.

    Gama o Shaman curandeiro também estava lá para observá-los, queria ver de alguma forma as habilidades de Keldar e conhecer o quão bom eram os membros do estrela Polar.

    Jinei observava de canto, sua presença quase imperceptível, não tinha muito interesse em disputas com facas e nada disso, mas estava de olho em outra coisa.

    A clériga Jeannie Sin Clair também estava lá no convés, com sua arma em punho e sorrindo ao clima belo e tardio.
    Então a jovem arremessou uma das facas, depois pegou outras duas e as jogou com precisão...

    Tchuc Tchu tchuk...

    Ela andou graciosamente até o alvo e era claro a sua pontuação, Harlock confirmou e ela retirou as adagas colocando as na cintura.
    Saiu da linha de tiro e acenou para que fosse o arqueiro agora...

    - Sua vez garanhão!!! Vamos ver se me supera nesta primeira rodada...

    Rodada 1 :
    Annie pontuação.
    Rolagens 65,12,91
    65 Sucesso 7 pontos.
    12 Sucesso 9 pontos.
    91 Falha 0 Pontos

    Total = 16 pontos...

    Tabela de Annie
    - De 1 - 10 / 10 Ponrtos...
    - De 11 - 30 / 9 Pontos...
    - De 31 - 50 / 8 pontos...
    - De 51 - 76 / 7 Pontos...
    - Acima de 76 é falha...


    Keldar agora se aprontava para realizar sua tarefa, mas em sua frente um pouco acima de sua cabeça começava a aparecer algo, Meiu já não estava com o arqueiro e aquilo que começou a crescer a sua frente era terrível.

    Um portal que fazia uma lufada de vento forte atingir o rosto De Keldar, os cabelos do jovem balançavam a toda, Annie protegeu seu rosto do vendaval, os outros ficaram apreensivos.





    De dentro do portal saiu uma figura demoníaca com um manto negro e uma máscara dourada, veio flutuando até pisar no assoalho do navio, aos poucos o vento cessava e raios saiam do portal, logo uma calmaria tomou conta do convés como se aquilo não tivesse acontecido.

    O homem com manto negro e máscara estava frente-a-frente com o arqueiro agora... Annie ficou boquiaberta e paralisada.


    - Vai ter muita ação meu camaradinha!!! Prepare-se para o seu desafio...

    Bravo mostrou seus enormes músculos, embora fosse apenas um cozinheiro não era de nada comum, claro na tripulação de Harlock havia indivíduos preparados para diversas situações.

    Bravo levou Lagann até a Popa, lá na parte de trás do navio existia bastante espaço, dois canhões ficavam mais distantes posicionados na esquerda e direita do Navio, eram máquinas com aparência bem futurista.

    - Não deve se maravilhar com esses canhões meu camaradinha e sim deve se espantar com o tamanho de meus músculos, eu me orgulho deles e vou lhe mostrar o poder de meus braços, espero que esteja preparado para um combate corpo a corpo.

    Havia espaço para lutar ali, mas uma grande quantidade de barris estavam dispostos em diversas partes do local, Bravo pegou um deles e gritou:

    - Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!! Veja Camaradinha meu poder!!!!

    O barril se despedaçou mediante a pressão de seus braços, felizmente aquele barril estava vazio.

    - Se me acertar três golpes apenas eu me dou por vencido está ouvindo? Três golpes, esta é sua tarefa meu camaradinha hahaha!!!

    O grande estalava os ossos do corpo e abria e fechava as mãos, Lagann teve a impressão de que Bravo ficara maior e mais musculoso vendo-o tão de perto...

    Iniciativa:
    Iniciativa de Bravo já rolada quem tirar maior começa atacando. Basta rolar 1D10 no tópico de rolagem e adicionar com seu valor de Velocidade. É o valor não o teste.

    Iniciaiva de Bravo 15 total...

    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2063
    Reputação : 127
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Sab Maio 20, 2017 3:50 pm

    Quando Cid fez uma cara de espanto para Anemona, ela sentiu-se burra e ficou muito envergonhada, baixando o olhar.

    - Me desculpe se o decepcionei como adversária... não... não era minha intenção – ela prestou atenção à explicação dada pelo homem e balançava a cabeça afirmativamente. Ela pega o cubo da mão dele e o analisa, sem entender muito bem, mas acha divertido no fim das contas – vai ser muito fácil para o senhor – então faz uma cara um pouco indignada – isso é um pouco injusto, termos que passar por provas como essa... já não basta estarmos indo de encontro à morte? – devolveu o cubo para ele – me desculpe... é que estou nervosa... só estou aqui pelos meus pais, que precisam de mim. Só farei isso por eles – ela esfregou os olhos, um pouco vermelhinhos já – seu Cid, se eu perder esse jogo, eu vou voltar para casa?

    Anemona não era burra e percebeu o quão confiante o homem tinha ficado com a inabilidade da moça com aquele objeto, no entanto ela também era determinada e tinha um motivo nobre que a conduzia.

    - Vou me esforçar, seu Cid. Prometo.

    Cid pede para a jovem escolher um dos cubos e ela os observa com atenção antes de tomar uma decisão, rezando mentalmente para que alguma divindade lhe desse a sabedoria para resolver o problema. Logo ele começa a falar sobre as máquinas e sobre viagens, o que faz com que o olhar da jovem brilhe, iluminando todo o seu belo rosto.

    - Ah, seu Cid, eu viajo muito sim – disse animada – eu sou uma artista de circo. Eu danço e faço contorcionismo. Meu número é muito popular por onde passamos – ficava feliz ao falar de sua arte, sabia que dava muito orgulho aos pais – realmente nunca andei de navio. É bem diferente, sabe, bem claustrofóbico. Meu treiler tem mais ou menos esse tamanho, mas o uso mais para me arrumar do que para dormir nele. No circo posso dormir sob o teto das estrelas, posso dormir em uma rede ou posso até dormir com os animais. Aqui só tem aquele pedacinho lá em cima – se referia à proa – o mar é tão vasto, mas ficam confinados nesse pedaço de madeira... não é chato, seu Cid? – era uma pergunta inocente feita pela garota, não tinha intenção de ofender.

    Ela se impressionava com a explicação sobre as máquinas e fez várias perguntas para Cid, até por fim dizer:

    - No circo as coisas são muito mais simples. Apesar da ambição do dono, nós somos pessoas simples e sem dinheiro. O dono que quer dinheiro a todo custo e por isso que estou aqui – ficou entristecida – ele se envolveu com agiotas perigosos e eles sequestraram meus pais para que ele os pagasse, mas ele não está nem aí para eles e sobrou para mim resgatar meus pais e como não tenho dinheiro... bem, estou aqui... não me importo de morrer se meus pais ficarem em segurança, entende? – ela deu um suspiro longo – por isso tenho que ganhar o prêmio em dinheiro, para pagar o resgate e a dívida daquele porco desgraçado... – e olhou para os dedos apoiados na mesa, com vergonha por aquela história – desculpe-me – voltou a sorrir - um dia você pode ir nos assistir no circo se estivermos na mesma cidade, né? O circo é legal também.

    A jovem Anemona já estava um pouco mais animada e olhou para Cid com alegria e determinação.

    - Está certo, seu Cid, vamos começar – mas olhou por bastante tempo antes de fazer o primeiro movimento.
    Daemon
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 118
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Daemon em Seg Maio 22, 2017 1:40 am

    Lagann



    Lagann fez sua pose de combate usando o estilo de dança das chamas que aprendeu no mosteiro enquanto seu manto de lava começava a fluir pelo corpo.
    Bravo já começava a avançar contra si, antes mesmo de pensar em agir, mas tudo bem, queria testar o grandão antes de ir com tudo.

    O cozinheiro veio com um gancho de direita, lento e previsível demais. Lagann se moveu rapidamente pra frente ficando ao lado direito do cozinheiro, totalmente fora da trajetória do golpe.

    Ficou pulando, alternando entre as pernas, em guarda, como um boxeador. Um sorriso de orelha a orelha, adorava a excitação do combate.
    "O que foi tiozão? Vai precisar ser melhor do que isso. Se me acertar um golpe, eu fico sério, se me acertar três eu me dou por vencido. Isso deve equilibrar as coisas."

    Coçou a boca após terminar de falar. Avançou com um jab em finta, e um direto de direita que acertou o grandão de surpresa no peito.
    Exalted
    Troubleshooter
    avatar
    Troubleshooter

    Mensagens : 762
    Reputação : 27
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Exalted em Seg Maio 22, 2017 10:52 am

    KELDAR



    Ele viu Annie atirar as facas com precisão, enquanto meia dúzia de pessoas a observavam, não era menos do que ele esperava, ela tinha escolhido o desafio, então deveria ser mesmo boa de pontaria, ele a viu como uma adversária digna, e suas palavras ao passar pelo rapaz não o desconcentraram, era sua vez, e enquanto empunha seu arco é necessário mais do que palavras para chamar sua atenção.

    Foi isso que aconteceu, enquanto olhava fixamente para um ponto imaginário atrás do alvo na parede, começou a sentir um vento, teria que corrigir a mira, o vento aumentou, seria difícil atirar assim, ele abaixou o arco e deu um passo para trás, a luz surgiu do ponto de onde o vento soprava, e um portal se abriu, ele nunca tinha visto algo assim, deu mais alguns passos para trás e pôs o braço na frente do rosto para se proteger, e viu por cima do braço a figura que se materializava de dentro do portal, manto negro, máscara dourada e uma aura de terror, ele flutuava lentamente até tocar o convés na frente de Keldar, que dava mais um passo para trás e baixava o braço. Annie parecia assustada, mas Keldar não sabia quem era este, então apenas perguntou: - Você também está aqui para desafiar o labirinto? - Antes mesmo de um nome, queria saber as intenções da figura macabra à sua frente.
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3282
    Reputação : 94

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Ter Maio 23, 2017 7:40 pm

    Estrela Polar



    Bravo avançou sem sucesso e com isso abriu a guarda para que o garoto desferisse um ataque em seu peito, o golpe foi forte fazendo o corpo do cozinheiro ser arrastado para trás.

    Mas Lagann não parou por aí, um novo ataque iria se iniciar, um golpe ele já havia acertado, Bravo teria de se recompor rápido.

    O que não aconteceu e novamente o grandão fora golpeado agora no rosto, o corpo do cozinheiro caiu entre os barris ficando afastado de Lagann, o jovem de cabelos vermelhos ainda nem sequer usara muito de seu poder, sua ofensiva se mostrou impressionante.

    Trilha sonora:


    Então Bravo se levantou:

    - Camaradinha!!! Você se mostrou muito forte, agora não tenho escolha a não ser usar minha técnica secreta, hum... Acho que você já era, sinto Muito depois que eu terminar você não vai poder participar do Labirinto hahaha!!!


    A energia de Bravo começou a se elevar e sua camiseta rasgou revelando seu torso nu e musculoso, com essa aparência seria difícil acreditar que era um cozinheiro, de fato não era um chef comum.

    O grande homem urrou, e seus músculos se expandiam cada vez mais, Etrigan o faxineiro chegou perto para ver, não era sempre que Bravo combatia alguém, e ver uma técnica secreta então...

    Flashes de luz se cruzavam diante do poder de Bravo, a sua aura começava a emitir luzes potentes, Lagann por um tempo ficou paralisado diante do gigante, se avançasse sem desconhecer que tipo de técnica era poderia se arriscar.

    Nas mãos suas veias já eram visíveis, Bravo expandiu sua energia ao máximo isto era o que parecia, e La vinha o ataque, ele pulou em cima dos barris restantes.

    Etrigan ficou preocupado e alertou:

    - Cuidado moleque se for atingido por essa quantidade de energia vai...

    Suas palavras ficaram no ar...

    Bravo lançou seu ataque...

    - Golpe dos barris dançantes!!!!

    - Que?!

    Etrigan caiu no chão com as pernas pro ar....

    - Go... Golpe... Golpe dos Barris... Que @#$&% de nome de golpe é esse?!!? E que porcaria de golpe...?

    Trilha sonora:

    Mesmo assim Bravo efetuou seu ataque e arremessou três barris contra Lagann.

    >>>Off<<<:
    Não role ataque nem nada apenas ache três maneiras diferentes de evitar os barris, apenas descreva as intenções que darei os testes e ver se vc conseguiu efetuar com sucesso, os arremessos de Bravo serão inteligentes, caso vc evite o primeiro ele lançará o segundo barril onde vc estará, claro.

    Cid olhou para a garota, sentiu um aperto no coração, ele não acreditava que neste Navio poderiam haver pessoas tão inocentes assim, achava que estariam lidando com todo tipo de gente, menos esta.

    - Não se preocupe quanto a voltar para casa ainda, você mesmo disse que está aqui por um motivo, o Capitão Harlock avisou vocês que deveriam passar em três provas, mas existem muitos de nós aqui, concentre-se em vencer três.

    Ao ouvir que a garota iria se esforçar ele fez que “sim” com a cabeça.

    A garota contou sua história, Cid ouviu atentamente, depois vira como as perguntas da jovem a faziam parecer uma criançinha, Cid lamentou tão jovens pessoas estarem ali para morrerem.

    Ele chegou a pensar: “Ela fala que o Navio é pequeno, mas se lança a enfrentar um labirinto” Bem acho que ela não é tão criança assim...

    - Muito Bem senhorita Anêmona, vamos acabar logo com isso, pegue seu cubo e vamos em frente...

    Com o tempo a garota pega o objeto e passa um tempo analisando, Cid espera, e então começam...

    Cid termina seu primeiro cubo com muito esforço, ao olhar de relance para a menina ele percebe que a mesma também terminou o dela, era impressionante, como ela conseguia se nunca tinha visto um daqueles.

    Seus dedos eram rápidos, mas Cid possuía a experiência, talvez apenas por isso ganhasse.

    Anêmona termina mais um e agora o mecânico também, faltava apenas um para os dois...

    - Vou te falar uma coisa... – Disse mas sem parar de montar o cubo e sem se distrair.

    - Estes cubos não são comuns, eles analisam a sua força mística, não é apenas um desafio de persistência e sabedoria, dependendo de seu nível de energia, de seu Mana, ele não irá se resolver, para solucionar o cubo deve ter certa energia necessária.

    Cid percebeu que se a menina resolvia o cubo era porque ela tinha uma reserva de Mana em seu interior, talvez um poder oculto, uma origem mística, e pensou que não era apenas coincidência terem escolhido ela para enfrentar o Labirinto, talvez o dono do circo ou outra pessoa poderia saber de algo.

    >>>Off<<<:
    Falta apenas um cubo, faça 2 testes de novo, se ter sucesso em 1 deles vc consegue resolver, basta que seja mais rápida que Cid...
    Cid rolagem 41% Falha. >>> Caso Anêmona tenha sucesso em 1 teste ela ganha...
    Nimaru Souske
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1255
    Reputação : 40
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Nimaru Souske em Ter Maio 23, 2017 9:40 pm

    Após três rodadas exaustivas, em que o suor dos competidores era derramado em campo e os olhares fixos eram desferidos contra o inimigo, finalmente os dados ajudaram Nathu que pode fazer sua primeira invocação.

    - Eu invoco meu LUSTER DRAGON em modo de ataque. O invocador possuía brilhos em seus olhos ao entoar tal frase ao mesmo momento que descia sua carta no tabuleiro marcado com o número 3.

    Como as regras diziam que o ataque só poderia ser feito após o turno de invocação da carta, o jovem não tinha nada mais a fazer do que encerrar sua vez.

    - Encerro meu turno. Ofegava.

    - Agora começamos a brincar, Decim. Boa sorte nessa rodada.

    Tinha um sorriso encorajador, sem qualquer tipo de provocação. O que mais desejava era que aquela batalha de cartas fosse algo memorável.
    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2063
    Reputação : 127
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Ter Maio 23, 2017 10:23 pm

    Anemona suspirou ao ouvir que tinha mais provas a cumprir, o que era desanimador para ela.

    - Obrigada, seu Cid – disse um pouco amuada – vou me esforçar pelos meus pais... Eu... eu não queria estar aqui, mas não tenho escolha.

    Ela desvendava e resolvia os cubos, mas não sabia se estava ganhando. Ele resolveu rapidamente os dois primeiros, já tinha ganhado de qualquer forma. A garota chorou com sua primeira derrota, estava cada vez mais distante de seus pais.

    - Pelos Deuses... meus pais vão morrer... – desesperou-se e estava prestes a desistir quando Cid começou a falar sobre os sensores de magia dos cubos – energia? – secou o rosto com as mãos – deve ser da bênção dos Purungas que recebi no templo antes de embarcar.

    Observou o último cubo e o beijou, na esperança de conseguir fazer algo direito.

    - Como é as outras provas, seu Cid? O senhor acha que tenho alguma chance?
    Daemon
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 118
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Daemon em Ter Maio 23, 2017 11:41 pm

    Após acertar o segundo golpe de bandeja, Lagann ia esperar a reação do oponente. Não queria vencer tão facilmente.

    ...

    Quando bravo começou a reagir e liberar uma energia que se equiparava a de seu adoecido mestre quando treinavam. Lagann ficou apreensivo, acumulando energia para revidar com sua técnica secreta.

    Vibe Theme:

    Ao ouvir o alerta de Etrigan, sua pele já ardia acumulando energia, emanava uma aura vermelho escuro exalando toda sua agressividade, preparado para contra atacar a qualquer momento.

    Ao ouvir o nome da técnica de Bravo se embasbacou. Etrigan caiu no chão.

    No susto, ao dissipar a energia que havia acumulado, como não possuia completo domínio das técnicas de chi ainda, uma parte da sua energia disparou contra o primeiro barril arremessado.

    "Uwwaaaaa."

    Vibe Theme:

    O instinto de Lagann foi começar a dançar. Havia um treino em que os monges tinham que dançar enquanto pedras e pedaços de tronco eram jogados contra eles.
    Lagann sempre era desengonçado, mas sua dança era conhecida como Esquiva de Vento - sem forma e intangível.

    Intenções:

    1º barril: Disparar parte da energia que tinha acumulado (potencilamente desastroso).
    2º barril: Dançar abrindo espacate para esquivar por baixo. Continuar dançando - executar manobra acrobática (estrela) para ficar de pé.
    3º barril: Avançar contra o barril, pular sobre ele usando-o de apoio para um segundo pulo e atacar bravo com uma voadora.

    Obs: Se for bem sucedido, terá um sorriso confiante e excitado pela batalha enquanto desfere o golpe.
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3282
    Reputação : 94

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Qua Maio 24, 2017 2:51 pm

    Estrela Polar



    Luster Dragon foi colocado em campo, agora Nathu tinha a vantagem, Decim arremessou seus dados e não conseguiu o valor necessário para invocar um monstro, então estava claro, poderia ser uma batalha difícil para o Barman.

    As cartas não tiveram nenhuma coisa especial apenas cartas em um tabuleiro que estava em cima de uma mesa, Charlotte foi até Nathu antes que Decim terminasse sua jogada.

    A garota se aproximou muito do rapaz e então o pegou de surpresa:

    - Bem!!! Não quero lhe desconcentrar, mas para dar sorte eu lhe darei isto...

    Ela aproximou seu rosto de Nathu iria beijá-lo, ela ainda estava usando sua roupa provocante.

    Off Game:
    Charlotte vai beijar Nathu, você terá vontade absoluta sobre isso, caso não queira que ela o faça pode afastá-la de alguma maneira.

    Depois do ocorrido Decim termina sua jogada e vc inicia...

    Mas para saber onde ela beijará role 1D6 e confira abaixo...

    Resultados
    1) Na boca.
    2) Na bochecha.
    3) Na testa.
    4) No pescoço.
    5) Entre o nariz e a testa.
    6) Nimaru escolhe uma das opções acima.

    - Depende de você garota!!! – Respondeu a indagação se a jovem tinha alguma chance.

    - Os jogos são bastante diferenciados e projetados para efetuar um julgamento oculto, como você viu eu disse sobre os cubos que analizam energia espiritual, os outros jogos você vai saber por si só, não posso revelar.

    Continuaram a girar as peças do cubo até que Clac... Um último cubo se montou, era o de Anêmona, ela conseguiu... Cid arregalou os olhos...

    - Nossa!!! Você é demais gatinha!!! Conseguiu antes de mim impressionante você me venceu... Hahehehehehehahaha!!!

    Cid coçou a nuca, jamais teria acreditado se não estivesse vendo, chegou até a pensar que fosse alguma ilusão, mas aquilo provava uma coisa mesmo, o cubo efetuara seu julgamento.

    - Deixe-me parabenizá-la, você marcou 1 ponto e passou nesta prova...

    Estendeu a mão e sorrindo cumprimentou a garota. Levantou-se da cadeira e deixou os cubos na mesa.

    - Vamos!!! Agora você tem de ir, eu tenho que colocar alguns carvões nas máquinas e também ajudar na direção do barco, provavelmente o Navio está em piloto automático enquanto o Capitão esta de Juiz em um dos jogos.

    Ao abrir a porta, as barulhentas máquinas efetuaram seus resmungos e gritos...

    Anêmona pegou sua mochila que até agora não havia se separado, depois do almoço a menina não tinha ido até seu quarto, por isso, decidiu passar lá, ela poderia depois dar uma olhada nos outros jogos que os participantes estavam jogando.

    Da sala das máquinas saiu no bar, e viu alguns por lá, Nathu jogava um jogo de cartas em uma mesa de madeira contra Decim, havia outros também no bar.

    Quando chegou em seu quarto percebeu a porta destrancada,  e viu alguns objetos revirados, embora não tenham feito uma bagunça, algumas coisas estavam fora do lugar, inclusive uma gaveta aberta.

    Off Game:
    Sua PJ pode fazer e ir onde quiser, está livre...

    A energia do manto de lava destruiu um dos barris, Lagann então se moveu rápido como uma dança, achou que seria acertado por um dos barris mas o estranho é que o mesmo parecia lento, o terceiro ele saltou pronto para desferir uma voadora no adversário e acabar logo com aquilo, mas...

    Era tarde demais para Lagann, ele olhou que Bravo investia com um dos braços fumegando em uma onda de energia azul...

    - AAAAAAAHHHH!!!! Dinamic Shock!!!!

    Bravo segura a cabeça de Lagann com seu braço fumegante e leva o rosto do rapaz até o assoalho do Navio, o som da madeira rachando fez Etrigann fechar os olhos, o impacto foi grande, uma onda de energia percorreu a traseira do Navio.

    Barvo saltou para trás ficando a três metros do corpo de Lagann, que ficou imóvel ali por um tempo, o golpe foi avassalador.

    - Eu tive que distraí-lo porque meu golpe leva tempo para ser energizado, você viu Lagann? A Potência do Dinamic Shock? Se tiver coragem de continuar a lutar levante-se, mas digo que você vai cair...

    O golpe fez a cabeça do jovem sangrar, os barris então foram uma distração para que o chef pudesse preparar seu ataque feroz, Lagann não esperava por essa e o ataque adversário quase o derrubou de uma vez só...

    Danos e Testes:
    Foi um acerto crítico então o dano foi ENORME visto que a força do Bravo é bem grande Tb...
    Lagann Dano 32 Restam 8 Hp. (graças a armadura reduziu 4 de dano...)
    Bravo Dano 41 Restam 10 Hp.
    Ainda tem mais.. Faça um teste de Vitalidade 28% para prevenir o Status Slow (4)... (Sua iniciativa cai pela metade)
    Turno de Lagann
    Daemon
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 118
    Reputação : 0

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Daemon em Qua Maio 24, 2017 4:30 pm

    Lagann levantou segurando a cabeça. Estava atordoado e fora pego desprevinido.
    Seu avanço contra o golpe só fez com que o recebesse com maior impacto.
    Ao tirar a mão da cabeça, o jovem viu um liquido viscoso e vermelho. "Sangue."

    "Haha... hahahahaha."  

    A dor de cabeça não impedia sua animação.

    "Parece que eu te subestimei tiozão."  

    Lagann ficou quieto. Foucou-se em contra atacar o próximo golpe. Não iria conseguir agir rápido suficiente, abalado como estava. Sua única chance era não ser acertado e revidar. Sabia que cairia tão cedo o punho de Bravo o acertasse novamente.
    "Eu não posso perder aqui..." Repetia incansavelmente o pensamento.
    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2063
    Reputação : 127
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Qua Maio 24, 2017 8:18 pm

    De certa forma foi animador ouvir que Cid deu um pequeno incentivo à jovem circense e ela sorriu e voltou para o último cubo. Girava e girava as cores enquanto ele explicava sobre o julgamento do cubo. Era impressionante aquela magia.

    - Que pena, seu Cid, eu gostaria de saber – deu de ombros – mas tudo bem. De repente o cubo foi solucionado e a jovem arregalou o olho. Cid também não esperava por essa e quando ele disse que ela tinha vencido e ganhado um ponto, Anemona gritou e pulou de alegria, correndo para abraçar seu adversário.

    - Eu conseguiiiiiiii – erguia os braços em comemoração – eu conseguiiiiii hahahahah. Muito obrigada, seu Cid. Muitíssimo obrigada – ela estava realmente feliz, foi uma manifestação ingênua e sincera.

    Ele abriu a porta para que ela partisse, ela até queria acompanhar aquele trabalho, parecia interessante, mas ele tinha razão, ela ainda tinha duas provas para cumprir. Despediu-se dele e foi para seu quarto, passando pelo bar viu as coisas acontecendo por lá, mas passou direto.
    Chegando a seu quarto, deparou-se com a porta aberta e seu quarto invadido. Como não tinha nada lá não se preocupou em verificar o sumiço de algo. Sorte que tinha carregado sua mochila. Ficou nervosa e só uma coisa lhe passou pela cabeça:

    - Seu Ciiiiiiid! Seu Ciiiiiiiiiiiiiiiid! – saiu correndo de volta para a sala de máquinas e foi procurar pelo mecânico – seu Cid... – estava arfando – só... confio no... senhor... invadiram meu... quarto, seu Cid... vem ver... por favor – e puxou ele pela mão.
    Nimaru Souske
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1255
    Reputação : 40
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Maio 24, 2017 10:29 pm

    Beijo de Charlotte

    Nimaru Souske efetuou 1 lançamento(s) de dados (d6.) :
    3


    Dados de invocação

    Nimaru Souske efetuou 3 lançamento(s) de dados (d6.) :
    4 , 2 , 2


    Nimaru Souske
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1255
    Reputação : 40
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Nimaru Souske em Qua Maio 24, 2017 10:52 pm

    Nathu vira seu rosto, que até então estava concentrado no adversário e nos dados que tinha acabado de rolar, pois havia escutado a doce voz da garota. Aconteceu tão rápido que o garoto demorou alguns segundos para identificar o que estava ocorrendo. Sentiu lábios macios tocarem levemente sua testa. Logo congelou, mesmo depois da mulher já se afastar com um um rosto meigo de quem apenas queria desejar boa sorte naquilo. Não sabia se haviam se passado minutos ou anos quando voltara a si, mas tentou responder à demonstração de carinho.

    - M-Muiot obriagdo, Petit Dragon. ( risada envergonhada) Virou seu rosto com velocidade - Mas agora é minha vez de jogar. Eu invoco CHARLOTTE no espaço 3 do tabuleiro. Sua cabeça ainda parecia meio zonza da sensação que acabara de sentir e sua pele permanecia meio rubra.

    - Agora é a minha chance de ficar em vantagem, Decim. Vou provar a você que vencerei e dedicarei essa vitória AQUELA GAROTA . Apontara de forma altiva, falando em um tom de voz elevado como se tivesse repentinamente se embriagado. SINTA O BEIJO DO MEU LUSTER DRAGON !!!! A visão rodou ainda mais e ele caio de cara no bar.

    Levantou lentamente a cabeça como se não entendesse o que estava ocorrendo enquanto um galo enorme formava em sua testa.
    "Denovo não Sad "
    spectro
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 3282
    Reputação : 94

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por spectro em Qui Maio 25, 2017 9:07 pm

    Estrela Polar



    Bravo estava agora ofegante, parecia que sentia os efeitos de seu golpe, deve tê-lo esgotado de energia, mas a luta ia continuar, ainda faltava um golpe para Lagann vencer e Bravo tinha acertado apenas um ataque, embora fosse um ataque potente.

    Lagann avançou com um soco frontal, Bravo desviou e girou seu corpo em um ataque com seu cotovelo, Lagann se abaixou em uma rasteira que pegou o grandão de surpresa, tirou seu pesado corpo do chão, Bravo então caiu de costas pesadamente.

    Três ataques, havia acabado, Lagann vencera...

    - Camaradinha!!! Confesso que estou acabado, se fosse continuar este combate teria perdido do mesmo jeito, agora eu sinto os efeitos de seus golpes anteriores, meu peito dói muito.

    Ele tentou se levantar, mas o máximo que conseguiu foi ficar sentado no assoalho do Navio.

    - Parabéns você passou nesta prova, se vencer mais duas será classificado para o desafio, Hahahahehehe!!

    Nos céus as nuvens iam engolindo o sol e assim uma sombra enorme cercou o Estrela Polar, Etrigann sorriu com o término do combate, e também parabenizou o jovem monge.

    - Tomem isto vocês dois, isto vai ajudá-los a se recuperarem rápido...

    Etrigann então entregou uma poção de cura para cada um deles, isto serviria para recuperarem o vigor depois desta batalha.

    Potion e ação:
    Potion – Cura 50 Hp. Seu personagem está livre para ir onde quiser ou continuar a interagir com os dois ali...

    - A porta não foi forçada, tem certeza que você a trancou?? – Dizia Cid já no quarto de Anêmona, fora puxado contra a vontade e veio até com a pá que usara para pegar o carvão.

    - Se caso você trancou mesmo, então abriram com perícia isto aqui, mas não temos o que fazer principalmente se não levaram nada, o máximo que devemos fazer é proteger nossas coisas, você sabe que aqui existem bandidos e mercenários, pessoas de tudo quanto é tipo.

    Foi até as coisas que estavam espalhadas, mas na verdade eram só poucas coisas, olhou a gaveta, Anêmona tinha guardado seus pertences então estava tudo bem.

    - Desculpe falar assim, mas você parece muito ingênua até mesmo eu quando jogava pensava que seria fácil, talvez o bandido pensou a mesma coisa, mas tai com certeza assim como eu ele se surpreendeu.

    Coçou a nuca no meio do quarto da garota e então foi pegar sua pá que estava encostada na parede.

    - Informaremos o Capitão mais tarde, depois que ele terminar seu serviço, eu também tenho uma tarefa a fazer, se cuida hein, cuide bem de seus pertences de agora em diante.

    Girou a pá e colocou no ombro segurando-a com a mão direita.

    Decim sorriu com a forma atrapalhada com que Nathu estava agindo, mas neste momento fechou o rosto com um pressentimento muito ruim.

    Neste momento Petit Dragon fora invocado, e Nathu realizava um ataque com o Luster Dragon, Decim estava indefeso sem nenhuma criatura.

    Fora então golpeado com 1900 de dano, agora restavam apenas 6100 pontos de vida.

    Decim tentou rolar os dados novamente sem sucesso...

    - Mas o que está acontecendo, deste jeito perderei facilmente sem nem sequer fazer um movimento, Nathu acho que sua sorte está implacável hoje, ou será que você pode controlar meus dados mentalmente... Huhuhuhuhum!!!

    Então encerrou seu turno, era a vez do jovem de novo, parecia que Decim iria ser massacrado sem nenhuma chance de reação...

    Campo.:
    Campo De Nathu



    Campo De Decim

    shamps
    Garou de Posto Cinco
    avatar
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2063
    Reputação : 127
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por shamps em Qui Maio 25, 2017 9:39 pm

    Por sorte Anemona carregava tudo que tinha com ela, mas tinha sim trancado a porta e ficou indignada com a suposição de Cid. Sua cara de indignação não era nada intimidadora, já que a jovem era muito graciosa.

    - É claro que tranquei, seu Cid – fazia carinha de brava – assim como podiam tirar algo daqui, eles podiam por algo aqui... minha indignação é porque... – Cid tinha razão, eles estavam rodeados de bandidos – que lugar horrível... cheio de bandidos... achei que o senhor poderia fazer algo a respeito... isso foi uma invasão... é muito sério – cruzou o braço e protestou – hey... eu... eu não sou ingênua – Anemona era apenas uma garota desprovida de malícia e tinha um bom coração – isso foi cruel.

    Cid se despede dela dizendo que informaria o capitão.

    - Você faria isso por mim, seu Cid? – abraçou-o – muito obrigada seu Cid! Eu vou me cuidar sim. O que eu faço se tentarem invadir de novo? Eu vou gritar, seu Cid... e vou chamar seu nome... – olhou para porta, temendo por sua segurança, já planejando por tudo que pudesse em frente à porta para se proteger.

    - Obrigada por ter vindo, seu Cid. Vou me cuidar sim – disse com um sorriso – boa sorte com sua tarefa também.

    Iria esperar ali em seu quarto mesmo pela próxima prova.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Capítulo 1 - 7 Dias no Mar

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Ago 21, 2018 5:09 am