Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Compartilhe
    Freya Stormborn
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 10
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Freya Stormborn em Sex Nov 16, 2018 3:13 pm

    ,
    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Sex Nov 16, 2018 3:31 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #001




    - Já chega, Ralph. Acabou, não insista. Eu não quero passar o resto da minha vida na porra de um relacionamento falido só porque você quer. Não te amo mais, não sinto mais tesão, sequer tenho vontade de te beijar. Quer mesmo ficar com uma mulher que não te quer mais? Acorda, cara! - Amber despejou as palavras no homem com quem namorou por três anos sem sequer medi-las. Talvez tivesse sido dura demais, mas diante das circunstâncias julgou necessário. O relacionamento já não tinha mais o mesmo sabor há meses e, mesmo que já se considerassem noivos, permanecer daquele jeito era um verdadeiro suicídio emocional.

    Ralph afirmava ter o mesmo sentimento de sempre e ser completamente louco e apaixonado por ela, mas isso não bastava para Amber. Ela precisava viver algo que a fizesse descobrir qual o verdadeiro sentido do amor e não como se fosse um cadáver frio e rígido servindo apenas para satisfazer os prazeres de outra pessoa. Se sentia usada e determinou que não permitiria mais que isso acontecesse.  

    Dentro do carro o clima era tenso e Amber olhava pra frente de maneira fixa, segurando firme o volante enquanto esperava o homem sair do carro. Mas, puta que pariu, ele não se tocava e não saía. Até que ela perdeu a paciência e, temperamental como sempre foi, desceu do carro e abriu a porta do carona, esperando impaciente que ele descesse.

    - Por favor. Não se humilhe tanto assim, preciso ir embora agora. - seu tom demonstrava frieza e toda a sua impaciência. Assim que ele desceu, Amber bateu a porta e arrancou com o carro sem nem olhar pra trás, decidida a ser feliz e não mais insistir em nada que não lhe fizesse sentir verdadeiramente completa e plena. Aliás, não sabia se tinha muita falta de sorte com os homens ou era só dedo podre mesmo, porque nunca havia se relacionado com alguém que tivesse uma probabilidade real pra dar certo.

    Ali, enquanto ainda dirigia pelas ruas movimentadas da cidade de São Paulo, refletiu muito e constatou que era hora de cuidar de si. Investir novamente em tudo que gostava e que com o tempo havia ficado de lado.

    O primeiro passo já tinha sido tomado no dia anterior quando decidiu se matricular na aula de teatro. Se matribulou, porque sempre gostou e acreditava que seria um meio interessante para aprender a se expressar melhor, bem como para aliviar todas as tensões dos últimos tempos. A primeira aula ocorreria na manhã do dia seguinte e Amber já estava extremamente ansiosa.

    [...]

    Quando acordou e olhou para o relógio, pulou da cama num sobressalto por conta do horário. A aula de teatro começaria às nove horas da manhã e já eram oito e meia. Tomou uma ducha rápida, bebeu um copo de iogurte e saiu apressada. Amber vestia leggings pretas, tênis esportivos e uma camiseta de algodão com a frase “GIRL POWER” estampada bem grande na frente. Sempre sentiu necessidade de exaltar a importância e a força das mulheres que, como ela, matavam um leão por dia para continuar existindo. Não é fácil ser mulher neste mundo tão machista.

    Chegou no local, que não ficava muito longe de seu apartamento, faltando cinco minutos para o início. Algumas pessoas já haviam chegado e se alongavam na grande sala, mas Amber preferiu sentar, observar e aguardar que a professora de teatro desse as coordenadas, já que era sua primeira vez. Pelo que notou, ela ainda não se encontrava no salão.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Sex Nov 16, 2018 7:54 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    Os últimos dias estavam sendo um inferno, para Charlotte. Anne estava louca, cismando que a menina estava traindo ela, que não queria namorar por ter outra, que as duas precisavam conversar... Charlotte concordava sobre precisarem de conversar, mas a outra menina sempre acabava aos gritos, sem motivo algum.

    Na noite anterior, a menina havia dormido no sofá para evitar as maluquices de Anne... E foi acordada com ela, pirando, por que havia visto uma mensagem de uma aluna agradecendo por uma aula particular. Na cabeça da outra, a aula particular era outra coisa. Aquilo irritou demais Charlotte.

    - Olha aqui, primeiro, não é por meu celular não ter senha que você tem direito de mexer nele – se levantou, ainda zonza de sono por ter sido acordada daquela forma. Tomou o celular da mão de Anne – Segundo,  se você não tivesse cismado de vir morar num lugar tão caro, eu não precisaria dar aulas particulares para poder comprar coisas pra faculdade. Então fica quieta, não aguento mais sua loucura – se levantou, andando pelo corredor, com objetivo de chegar no banheiro. Pegou uma calça jeans que estava pendurada lá, tirando o moletom e começando a vestir.

    Anne ficou doida com aquilo. Começou a falar várias bobagens, dizer que Charlotte não era obrigada a morar ali etc. Quando Charlotte disse que, então, se mudaria, a outra começou a jogar as roupas dela pra fora do armário, gritando, fazendo tamanho escândalo que interfonaram pro apartamento pra saber se estava tudo bem.  Como a jovem não tinha muita coisa, enfiou as roupas numa mochila e na bolsa de ginástica, e pegou a pasta com os materiais artísticos da faculdade, começando a sair de lá.

    Anne seguiu ela pela escada, chorando, falando que não era pra ir. Depois, quando a outra não respondeu, falando que era pra ir e não voltar mais. Ao chegar na portaria, Charlotte se despediu do porteiro, batendo o portão de entrada. Do lado de dentro do prédio, ainda podia ouvir a ex dando pitis.

    [...]

    Chegou alguns minutos atrasada na aula, por isso, pulou a apresentação das pessoas novas naquele dia.

    - Oie, gente. Desculpa o atraso – ela foi colocando as duas bolsas num cantinho do Studio, enquanto falava. A pasta, ela teve mais cuidado, apoiando na parede -  Vamos formar duplas hoje, ok? Para trabalhar uma expressão muito ... legal parecia meio avoada, esquecendo até mesmo de se apresentar para Amber.  Foi até a caixa de som da sala,  ligando ela e logo foi pra frente da sala, onde tinha um espelho. Virou para a turma – Muitas vezes, nós precisamos enfrentar situações ruins... E é importante aprendermos extravasar. Ou então uma hora isso vai acontecer, sem você ter controle. – fez um gesto para Amber se aproximar  - Olá – sorriu, olhando para a mulher que era BEM mais alta que ela. Charlotte devia ter por volta de 1,55m. Apesar de ser pequenininha, esticou as mãos para a novata, a posicionando logo a sua frente – Nós mulheres realmente temos poder – disse, vendo a blusa dela – Então me mostra esse poder em um grito – Disse, a turma imitando a posição das duas – Gritem o mais alto que puderem, enquanto a pessoa na sua frente observa e segura a sua mão – Explicou, olhando para a turma e olhando para Amber – Grita! – parecia gentil, mas mandona. Os alunos começaram o exercício, revezando quem gritava e quem apoiava.




    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Sex Nov 16, 2018 8:59 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #002




    Durante toda a sua vida, Amber ouvia sempre alguém lhe dizer o que fazer. Por um período até que se acomodou, mas depois chegou à conclusão de que era hora de fazer o que quisesse, seguir seu coração e viver conforme o que ela própria julgasse ser o melhor a ser feito. Até mesmo no escritório em que trabalha, certas vezes ouviu seus colegas querendo se intrometer nos processos dos clientes dela, lhe dizendo como devia agir, até que deu um basta e em uma reunião solicitou que a deixassem exercer o trabalho dela em paz, visto que se não estivesse apta para tal, não teria diploma, muito menos sua inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil.

    Mais um dos problemas que as mulheres enfrentam… Os homens se sentem no direito de lhes comandar, dizer como devem se portar, porque não suportam as mulheres que sabem mais e que estão mais bem preparadas, principalmente se estiverem na flor da idade, como Amber. Ela sempre deixava os advogados mais experientes no chinelo com sua perspicácia e empenho. Sem dúvidas estava se tornando uma das melhores e seu nome começava a ser reconhecido no âmbito jurídico. Uma de suas principais lutas era para ajudar a derrubar o patriarcado e colaborar com a ascensão feminina.

    [...]

    Não olhou mais no relógio, mas pelo que estimava a professora Charlotte estava dez minutos atrasada. Amber costumava ser pontual, atrasos a irritavam um pouco, pois não gosta de esperar (ansiosa demais pra isso), mas pela expressão tensa que a mulher trazia no rosto, esqueceu-se completamente de si e por um momento se preocupou. Um dos traços de Amber é a preocupação com os outros. Pode ser um completo estranho, mas ela não hesita em se fazer prestativa quando necessário para ajudar. Todas estavam de pé enquanto recebiam as orientações da instrutora.

    Charlotte ligou a caixa de som e se posicionou de frente para todos os alunos. Após mencionar algo sobre aprender a extravasar diante dos momentos difíceis, pediu com um gesto que Amber se aproximasse. A mulher demorou um pouco de perceber que o gesto era pra ela e, após ninguém se movimentar, ela foi, um pouco envergonhada ainda por ter sido chamada logo de primeira. - E como temos, mesmo que muitas vezes tentem provar o contrário. - respondeu quando a professora fez um comentário à respeito de sua camiseta. Em seguida ela explicou o exercício que consistia em… Gritar?! Amber achou um pouco estranho, mas era realmente tudo que precisava para por pra fora tudo que pesava sobre ela nos últimos meses.

    Esperou outros colegas começarem e antes disso observava Charlotte com certa curiosidade. O olhar dela estava quebrado, era notório que a professora também precisava desabafar. - Então vamos juntas, eu posso ver que você também precisa. - propôs, dirigindo a ela um olhar preocupado, enquanto erguia as mãos dela para segurar as da outra. Então, em uníssono, gritaram. Amber nunca tinha conseguido arrancar de seu peito tamanha força. Sentia-se como uma leoa rugindo e era como se com esse rugido o peso de tudo fosse diminuindo e as coisas sem importância perdiam completamente a atenção dela.

    Depois do grito, olhou para Charlotte com um sorriso discreto e soltou suas mãos. - Nossa, isso alivia mesmo… - concluiu enquanto aguardava as próximas instruções.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Sex Nov 16, 2018 10:57 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    Deixou a turma se esbaldar com os gritos. Não era a aula que havia planejado para aquele dia, mas não parecia ser a única a precisar de extravasar ali. Quando a aluna nova pediu para que fizesse juntas o exercício, ela sorriu e assentiu, gritando alto, até ficar sem fôlego. Deixando toda aquela merda que havia acontecido alguns minutos antes ir embora junto com o grito.  Quando acabaram, ela deu uma piscadinha para a aluna, respirando fundo – Você é nova, não é? Podemos conversar após a aula? – perguntou, sabendo que não havia se apresentado direito, nem mesmo apresentado o curso em si.

    A aula seguiu. As atividades, naquele dia, contrastavam exercícios de liberação com exercícios de relaxamento. Haviam corrido um pouco, feito algumas mímicas, parado em poses esquisitas.  Tinha ficado claro, para Amber, que as aulas poderiam ser um tanto estranhas... Mas, quando acabou, ela se sentia bem leve e disposta pra seguir o dia. Charlotte, apesar de super atenciosa com os alunos, naquele dia participou pouco da aula, dando indicações e observando o progresso da turma. Não estava nem vestida pros exercícios.

    No fim da aula, alguns alunos ficaram conversando com ela, falando sobre assuntos diversos, mas nenhum havia reparado no desânimo dela. Talvez soubesse fingir bem. Quando o grupo foi embora, ela foi desligar o som e arrumar a sala. Não viu que Amber estava voltando do vestiário, em direção ao Studio.

    Após tudo arrumadinho, Charlotte foi até as bolsas e suspirou, se sentando no chão, em frente a elas, e procurando um casaquinho no meio das roupas que haviam sido colocadas ali às pressas.  Tinha se esquecido de combinar com a novata para que ela ficasse após a aula... A cabeça não estava boa.

    A preocupação tava foda. Precisava arrumar um lugar pra dormir naquela noite e depois procurar uma república para morar. “Onde eu tava com a cabeça? Investir tanto em um apartamento que nem era meu...” pensou,  deixando o corpo se inclinar para frente e apoiando a cabeça em uma das bolsas de roupa.




    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Sab Nov 17, 2018 12:34 am





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #003




    - Sou sim! Tudo bem, posso ficar um pouco mais quando acabar, sem problemas. - concordou e sorriu quando Charlotte solicitou que conversassem após a aula. Talvez fosse uma boa oportunidade também para Amber se colocar à disposição para o que a moça precisasse, porque claramente era quem precisava mais de atenção naquele momento. Amber sempre foi do tipo de pessoa que esquece dos próprios problemas para ajudar os dos outros, tá na sua natureza e esse princípio se intensificou mais quando se tornou espiritualista há alguns anos atrás. Para ela tudo tem um propósito maior no universo e só depois que passou a seguir a vertente espiritualista conseguiu ter muitas das suas questões respondidas, de modo que nenhum outro segmento antes conseguira lhe esclarecer. Era fantástico.

    Essa é a base que consegue fazer com que ela se mantenha cada vez mais firme, forte e resiliente ante os obstáculos e dificuldades da vida.

    A aula seguiu e Amber teve um pouco de dificuldade em algumas atividades, principalmente aquelas que tinham poses esquisitas. No entanto, evitou chamar a professora para ajudá-la, visto que a mesma parecia dispersa em seus próprios pensamentos, se envolvendo pouco, dando apenas os comandos. Mas, de modo geral, se sentia bem no final da aula. Seu corpo estava mais leve e relaxado, tudo que precisava, principalmente depois do dia anterior que havia lhe estressado e aborrecido tanto.

    Logo que a aula acabou, algumas colegas foram conversar com Charlotte, foi quando Amber aproveitou para ir ao vestiário, tomar uma ducha e se trocar. Não demorou muito até que voltou ao salão do studio e encontrou a professora encolhida no canto, de cabeça baixa. Não sabia se estava chorando, mas sutilmente Amber se abaixou ao lado da moça e colocou um dos braços sobre ela, envolvendo-a cuidadosamente para não assustá-la.

    - Ei, tá tudo bem? - inquiriu, um pouco sem jeito, com receio de parecer invasiva demais. - O que quer que esteja te afligindo, vai passar. Se precisar de ajuda, pode contar comigo. Sei que não nos conhecemos o suficiente pra você confiar, mas eu gosto de ajudar… E não vou sair daqui até que eu perceba que você tá bem de fato. - falou enquanto acariciava suavemente as costas de Charlotte.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Dom Nov 18, 2018 12:24 am





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    O dia mal tinha começado e a menina já estava se sentindo morta. Tanta coisa passando na cabeça que, por fim, mal conseguia pensar. Mas era bem feito para si mesma. Toda vez que se deixava envolver, que se permitia sentir, além de qualquer prazer, ela se fodia. Mas dessa vez ela achou que ia dar certo. As duas tinham gostos muito próximos, pensamentos parecidos... Ou ao menos pensava que sim. No fim, era só a ex tentando se adequar a qualquer um que lhe desse um pouco de atenção. É difícil quando você percebe que se aproximou e se entregou a uma ideia e não a algo real, sabe?

    Ela suspirou. Não estava chorando. A raiva havia sido tanta que nem mesmo a tristeza tinha conseguido tomar lugar em seu peito, ainda. Estava só... Tentando por a cabeça no lugar. Quando Charlotte sentiu alguém passando o braço sobre si, quase deu um pulo. Olhou assustada, ajeitando o corpo e vendo que era a aluna novata. “ ah, merda. Eu tinha combinado com ela”, pensou, antes que ela começasse a falar tudo aquilo. A professora franziu o cenho, achando toda aquela amabilidade um tanto... suspeita? Mas, por fim, deu um pequeno sorriso.

    - Oh, olá – disse, se esquivando delicadamente do abraço e se sentando de frente pra ela – Desculpa, eu me esqueci que havíamos combinado após a aula. Senta – indicou pra ela sentar ali no chão mesmo, já que já estava abaixada. Suspirou com o que ela falara – Ah, gata, coisas da vida, sabe? Essa última semana foi difícil – olhou para ela – Sou a Charlotte. – Esticou a mão para a outra, apertando quando ela esticasse -  A aula não foi tão boa hoje, mas nos dê mais uma chance. A turma é bem legal, geralmente temos exercícios mais dinâmicos.

    Claramente, fugiu do assunto que a outra havia falado. Pegou o casaquinho que havia tirado da bolsa há pouco, começando a vestir – Me conta, o que te fez procurar a aula de teatro? – perguntou, enquanto passava o moletom pela cabeça. Em seguida foi a vez de cada braço e logo a menina olhou para si mesma. O casaco estava gigante. Não era o dela. Suspirou e olhou para a menina, esperando a resposta.



    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Dom Nov 18, 2018 12:15 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #004




    Para Amber já tinha ficado claro que Charlotte não estava confortável com a aproximação da outra, então recuou. Para ela era algo tão natural, que nem havia pensado nessa possibilidade. Ok, preciso aprender a manter uma certa distância e não invadir tanto o espaço das pessoas. Pensou, enquanto se afastava e sentava-se ali, ao lado da moça, sob o comando da mesma. - Eu… - Ia se desculpar, mas Charlotte acabou lhe atropelando as palavras para mudar completamente o foco da conversa. Amber não desistiria tão fácil de ajudá-la e arrumaria uma forma de fazê-lo, com toda certeza. Ela não é do tipo de pessoa que desiste fácil.

    - Eu sei, no dia que vim me matricular me falaram o nome da professora. Não tinha como esquecer, pois também era o nome da minha melhor amiga de infância. - sorriu, olhando-a atenta, criar empatia era um bom começo. - Eu sou Amber. - apresentou-se e continuou - Claro que não, eu adorei a aula. Só que eu sou uma pessoa muito sensitiva e observadora, deu pra notar que você não estava bem, está nos seus olhos, menina. Não sou o tipo de pessoa que deixa isso passar... Mas tudo bem, vamos lá… - seu olhar era preocupado e ela tinha a impressão que a outra tentava fugir de todas as formas. Respondeu então a pergunta seguinte de Charlotte, afirmando que estava ali justamente para extravasar, se reconectar consigo mesma e, de alguma forma, se encontrar em meio à todo o caos que estava a sua vida.

    A conversa foi fluindo, Amber foi contando um pouco de si para Charlotte - disse que era advogada, que morava sozinha, que acabou de terminar um relacionamento e sobre o quão difícil era viver longe de sua família, principalmente nessa cidade caótica que é São Paulo, em que as pessoas perderam o tato e o cuidado umas com as outras - tagarelou tanto, mas já conseguia ver a outra um pouco mais relaxada e o olhar menos tenso. Amber achava que, falando de si, poderia fazer com que a moça ficasse mais à vontade e poderia voltar ao assunto inicial.

    - Sabe quando “o santo bate”? Acho que o meu bateu com o teu, gostei de você de cara… - falou em um tom jocoso, continuando - Agora me fala sobre você e também sobre o que te deixou tão abatida hoje. Já pensou na possibilidade de que eu possa, de fato, te ajudar? - Amber estava sendo sincera e realmente disposta.




    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Seg Nov 19, 2018 1:49 am





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    Charlotte ouviu o que Amber dizia,  sorrindo quando a outra disse que a melhor amiga de infância tinha aquele nome. – Eu sei, me passam a lista antes de entrar – piscou pra ela, dando um sorrisinho. – De toda forma, muito prazer – disse, sinceramente, vendo que a outra parecia mesmo interessada em saber sobre a sua vida.  – Ah, que bom que gostou.  Algumas pessoas acham estranhas as minhas aulas, pois não trabalhamos somente interpretação. A expressão corporal pode demonstrar mais do que as falas do personagem, no teatro – explicou, novamente não respondendo sobre as coisas pessoais – Mas acho que você sabe disso, por ser tão sensitiva e observadora.

    Parecia interessada no que a morena dizia, mas não chegou a fazer muitas perguntas. Era importante para ela saber um pouquinho de cada aluno, para poder adaptar as aulas para todos eles.  – A cidade não é mesmo fácil. Mas a maioria das oportunidades estão aqui. Então, é importante mesmo buscar algo que equilibre a sua mente diante de tanto caos – Foi conversando com a aluna, não comentando sobre o relacionamento dela, mas contando que também havia vindo de outro estado e que a vida lá não estava muito fácil.

    - Minha colega de quarto pediu o Apê de volta, hoje cedo. Achou que eu tava fazendo algo errado ou algo assim, sabe? Mas faz parte da vida – comentou, suspirando. A outra parecia muito curiosa e Charlotte percebeu que não parararia até ter alguma informação. Tentou dar algumas mais gerais, sem entrar em detalhes. Quando ouviu a frase sobre poder ajudar, dando uma risadinha – Se você estiver precisando de uma colega de apartamento, talvez possa me ajudar – disse em tom de brincadeira.

    Logo Charlotte se levantou, estendendo a mão para ajudar Amber. – Você tem uma boa postura e corpo. Pera aí – ela futicou nas bolsas e logo lembrou que o que queria estava na pasta da faculdade – Nós sempre precisamos de modelos, pra diversos tipos de ensaios – passou um folheto pra ela, sobre um grupo, só de mulheres, de pintura e fotografia que acontecia na USP. – Se tiver interessada... Não é comum mulheres altas assim irem lá, seria de grande ajuda pra estudarmos. É um grupo dedicado ao estudo e conhecimento do feminino, só de mulheres. Pra acabar com a onda de arte machista, na qual homens pintam só o que acham bonito e sexual na gente – piscou pra ela, logo indo pegar as suas coisas.




    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Seg Nov 19, 2018 8:57 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #005




    Amber estava um pouco descrente que a moça fosse falar alguma coisa, mas para a sua surpresa Charlotte dissera que sua colega de quarto havia pedido o apartamento de volta. Num tom de brincadeira falou que estava precisando de uma nova colega de apartamento. O olhar de Amber ficou vago enquanto ela estava imersa em seus pensamentos. Charlotte continuava a falar algo sobre modelos, ensaios, mulheres altas, conhecimento feminino, mas isso foi tudo que ela conseguiu captar, nada conexo. Só conseguia pensar em uma forma de ajudar a moça, afinal, a partir daquele momento teria que construir uma relação com ela, já que era sua professora. E, portanto, não seria nada demais subir o nível para uma amizade.

    - Pode ser… - respondeu vagamente, sem ter certeza sobre o que estava concordando. Parou por alguns minutos observando a moça e prosseguiu: - Quer dormir lá no meu apartamento hoje? Eu tenho uma suíte para hóspedes, você pode passar a noite ou ficar lá enquanto não encontra outro lugar. - tentou falar de maneira mais natural possível, com receio de assustar. Por dentro, Amber pensava que não haveria problema se a outra quisesse morar definitivamente com ela, até mesmo porque as vezes é muito ruim viver sozinha e, como cada uma teria seu canto, uma não atrapalharia a intimidade da outra. Mas isso é matéria para os próximos capítulos...

    - Não interprete mal o meu convite, é só que estou vendo que você está preocupada, não tem onde ficar e eu me sentiria muito mal se fosse embora sem ser útil de alguma forma. Prometo respeitar sua privacidade… - terminou a frase em um tom bem humorado.

    Pelo que Amber soube a respeito da professora - com o que ouviu dos colegas de teatro - era uma pessoa bem esforçada, dedicada e estudiosa. Por ser alguém muito intuitiva, acreditou que não haveria perigo algum. - Só vamos ter que ir jantar em algum lugar ou pedir comida, porque não tem NADA pronto pra comer e eu não tô com a menor vontade de cozinhar hoje… E aí, topa? - indagou mais uma vez, aguardando uma resposta.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Sab Nov 24, 2018 5:55 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    Charlotte pareceu surpresa com o convite da aluna. Pensou que a outra tava perguntando mais por curiosidade, mas ela parecia mesmo querer ajudar. Franziu o cenho quando a outra explicou a motivação, dizendo que gostava de ser útil. Suspirou, dando um pequeno sorriso – Nas condições atuais, se você dissesse que tinha um espacinho na caminha do cachorro, talvez eu aceitasse, sem me importar com privacidade – deu uma risada. Estava mesmo preocupada com aquilo e ter um lugar pra dormir naquela noite não era nada mal.

    – Você tem certeza mesmo? Não tem problema se só ofereceu por educação – deu de ombros. Quando a menina afirmou que tinha certeza, Charlotte apenas assentiu com a cabeça – Obrigada, mesmo. Amanhã eu vou ter mais tempo pra procurar um lugar definitivo. Hoje eu ia acabar em um hotel barato – comentou, pensando em todo o gasto que teria. Talvez devesse pegar mais umas aulas, afinal.

    Se levantou, ajudando a outra, começando a pegar as próprias coisas. Olhou para ela – Pega meu número. Depois você me passa o endereço? – perguntou, enquanto passava o número pra ela – Você dorme muito cedo? Minha aula acaba lá pelas onze da noite... – ainda estava com a ideia de acabar incomodando Amber. Logo ouviu o que a morena dizia  – Eu posso cozinhar, pra compensar a bagunça no seu quarto de hóspedes – riu – O que acha? – ia terminando de arrumar a sala, enquanto conversava com a aluna.

    Parecia um pouco mais aliviada, aos olhos de Amber. Talvez as duas fizessem mesmo bem uma a outra, afinal, ambas haviam passado por momentos difíceis no último dia. Enquanto saiam, o telefone de Charlotte tocou. Ela suspirou ao ver que era Anne.

    - Oi? – pausa demorada, um suspiro maior – Não... Já deu, Anne... Eu vou desligar... Não... Xau – e desligou.  – Dia longo, como eu disse – deu uma risada meio seca, apagando a luz da sala.





    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Dom Nov 25, 2018 1:37 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #006




    Amber ficou muito satisfeita quando Charlotte aceitou seu convite e não fez questão de esconder isso, esboçando um largo sorriso no rosto. - Claro que tenho certeza, Charlotte! Vai ser um prazer e melhor ainda ter uma companhia agradável por alguns dias. Não deixaria você ir pra um hotel barato, sendo que tem lugar de sobra no meu apê, né?  - afirmou num tom descontraído.

    Em seguida se levantaram e trocaram os números enquanto se organizavam para sair dali, Amber também aproveitou para anotar o seu endereço em um pedaço de papel que encontrou dentro da bolsa. - É pertinho daqui, você vai encontrar fácil. Eu tenho uma cópia da chave, já fica com você para facilitar. Vou avisar na portaria que podem liberar seu acesso… - Amber entregou a chave e explicou. Charlotte disse que a aula acabava às onze da noite, preocupada em chegar tarde, caso Amber já estivesse dormindo.

    - Sou a gata da madrugada, fique despreocupada com relação à isso, hahaha, Estarei te esperando. - deu uma piscadela e adorou a sugestão que a outra deu em seguida. - Hummmm, terei uma cozinheira particular esta noite! Que chique, adorei! Vou aproveitar pra passar no supermercado pra comprar algumas coisas que estão faltando então. - Amber já estava se encaminhando para a porta quando ouviu, sem querer, a conversa de Charlotte no telefone. Logo ela percebeu que se tratava da “colega de quarto”, mas preferiu não dizer nada, teriam mais tempo para conversar depois.

    - Bom, então nos vemos mais tarde, Char! Aliás, posso te chamar assim, né? - deu um beijo no rosto de Charlotte e acenou, dando um sorriso sincero. Amber já se sentia como se conhecesse sua professora há bem mais tempo.

    [...]

    Amber foi ao supermercado, comprou temperos, peito de frango e uma boa peça de salmão. Não sabia o que Charlotte gostaria de preparar para o jantar, então possibilitou que tivesse algumas opções para ela escolher. Às dez e meia Amber já estava pronta, sentada no sofá aguardando a nova amiga. Estava bem à vontade, vestindo um babydoll e suas pantufas de “tigrão”, enquanto passeava pelos canais da TV à cabo. Não demorou muito e conseguiu ouvir Charlotte abrindo a porta do apartamento.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Qua Nov 28, 2018 11:45 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR




    - Obrigada, Amber, mesmo – sorriu, pegando a chave e colocando no próprio chaveiro e prestando atenção na explicação dela. Em seguida, acabou rindo do que a morena disse. “Gata é mesmo”, pensou, sem falar, e assentiu – Dizem que faço uma caipirinha maravilhosa também. Vai ser a cortesia da desabrigada – sorriu, caminhando com ela pra fora da sala. Quando fechou a porta, se despediu de Amber. – Até mais – e assentiu  – Ahm, claro, eu acho – deu de ombros, nunca tinham inventado apelidos com o nome dela, mas aquele parecia fofo.

    Charlotte passou o resto do dia ocupada. Além da faculdade, estava com a cabeça cheia, procurando apartamentos, pensando no dia seguinte. Chegou até a ir ver um, em uma janela de aula, mas o preço refletia no estado do apartamento: muito mofo, infiltrações e cheiros que a jovem não conseguiu identificar. Suspirou, com a situação, voltando pra faculdade e mandando uma mensagem para o Studio de teatro, disponibilizando mais horários para poder dar mais aulas...

    [...]

    Quando finalmente acabou o dia de aula, a menina foi até o mercado comprar a bebida prometida. Estava mesmo precisando beber alguma coisa. Comprou os materiais, além de algumas cervejas... Não tinha certeza do que Amber gostava. “Bom, isso deve pagar o pernoite”, pensou, rindo sem muito humor. Após pagar, seguiu para o apartamento da outra.

    Não foi impedida de subir na portaria, mas era realmente estranho entrar em um prédio e em um apartamento que não é seu. Charlotte bateu na porta, mesmo tendo a chave, e logo começou a entrar. – Amber? Posso Entrar? – perguntou e quando recebeu uma resposta positiva, entrou e fechou a porta. Logo viu a aluna toda preguiçosa no sofá, se sentindo um pouco mal por entrar na intimidade dela.

    - Adorei as pantufas – deu um pequeno sorriso – Onde posso guardar isso? – perguntou, indicando as sacolas em uma das mãos, parecendo um pouco sem graça.



    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Sex Nov 30, 2018 2:53 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #007




    Foi engraçado para Amber quando Charlotte bateu na porta, afinal ela tinha recebido a cópia da chave justamente pra ficar à vontade. - Claro, mulher! Não se acanhe não, a casa agora também é sua! - Falou bem humorada, se levantando em direção à moça para ajudar com as sacolas que a mesma carregava. Quando ela elogiou as suas pantufas, Amber fez uma careta, colocou as mãos na cintura e impostou a voz pra dizer:

    - Não queira ver o super luper hiper liper pulo do tigrão!!! - deu um curto pulinho, tocando os dois pés no ar, quase caindo em seguida, gargalhando alto. Com toda certeza, Charlotte devia estar achando que Amber era doida, mas a espontaneidade sempre foi uma característica muito forte nela. Ainda rindo, pegou as sacolas da moça e começou a desempacotar, encontrando algumas bebidas. - Hummm, vamos fazer uma festinha do pijama aqui hoje, pelo visto, né? - se animou, pois há muito não se divertia como gostaria. - Eu comprei algumas coisas aqui, não sei o que prefere cozinhar, mas temos algumas opções… Esse salmão aqui tá fresquinho, divino! - mostrou os ingredientes dispostos na bancada da cozinha.

    Não era uma cozinha muito grande, mas tinha conceito aberto e dava pra ver a sala por trás da outra bancada que servia de mesa e continha quatro banquetas atrás. Mas era um lugar aconchegante e com espaço suficiente para até quatro pessoas transitarem por ali tranquilamente. Enquanto Charlotte analisava sobre os ingredientes, decidindo o que fazer, Amber estava próxima a ela, a observando, curvada com o cotovelo sobre a bancada e a mão sustentando o queixo. Não tinha percebido como a moça era bonita. Tinha uns traços delicados, mas ao mesmo tempo demonstrava a força, a garra, de alguém que já tinha sofrio bastante na vida. O tipo de expressão que Amber via todos os dias diante do espelho.

    Ficou mais algum tempo observando Charlotte e depois decidiu levar as coisas dela para o quarto de hóspedes que a abrigaria enquanto estivesse ali. - Vou levar suas coisas para o quarto, tá? Já volto. - anunciou, carregando tudo até lá. Não tinha muita coisa, o que deixou Amber surpresa até. Quando voltou, explicou para Char: - Deixei em cima da cama uma toalha limpa. No banheiro tem utensílios de uso pessoal novos, como creme dental, escova de dente, sabontete, shampoo, não sei se serve para o seu tipo de cabelo, mas pelo menos dá pra você usar até comprar o que está acostumada a usar. Os lençóis da cama foram trocados hoje, o controle do ar condicionado está na gaveta do criado mudo. O quarto é a primeira porta à direita no corredor. Fique à vontade, essa casa agora também é sua, ok? Sinta-se em casa MESMO. E não precisa ter pressa para sair daqui. - Amber já estava novamente ao lado da moça e segurou uma das mãos dela quando terminava de falar, expressando com verdade o que dizia.

    - Tem coisas que a gente não explica, mas eu sei que nada acontece por acaso. Eu só sigo meu coração e ele queria que você estivesse aqui hoje. Estou muito feliz por isso! - sorriu carinhosamente.



    Bastet
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 418
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Bastet em Sab Dez 01, 2018 9:31 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR





    Charlotte deu um sorriso quando foi recebida daquela forma calorosa, com direito até a um “hiper liper pulo do tigrão”. Seguiu a mulher até a cozinha, dando uma risada – Bem, achei que você estava precisando tanto quanto eu – pelo que Amber havia contado após as aulas, ela também havia tido uma semana bem complicada.  Observou o que ela havia comprado, pensando no que poderiam fazer, as opções eram bem vastas – Hmm, eu gosto bastante de salmão. Você prefere com uma salada, uma massa ou só ele? – perguntou, começando a separar as coisas no balcão, de acordo com as ideias. No fim, tinha alguns “grupos” de opções separadas.

    -Ahm, obrigada – sorriu, quando Amber disse que ia levar as coisas dela para o quarto. Não tinha muita coisa, só a mochila, uma bolsa de academia e a pasta da faculdade... Um pouco pesadas, mas nada muito extravagante para alguém que estava se mudando. Prendeu o cabelo em um coque, antes de começar a preparar as coisas, decidindo que faria o Salmão com molho de maracujá e o acompanhamento que a morena havia escolhido.

    Estranhamente, não estava se sentindo desconfortável ali. Amber era tão simpática que havia quebrado boa parte da “armadura” da menina. Sendo assim, Charlotte apertou o botão do pequeno aparelho de som que havia na cozinha, conectando o celular e colocando uma música aleatória, num volume baixo, para ouvir enquanto cozinhava. Cantava de forma distraída, enquanto preparava as caipirinhas, e nem percebeu a outra chegar. - I'm real and I don't feel like boys…Saw your face, heard your name. Gotta get with you… Girls like girls like boys do, Nothing Neew…

    Quando Amber falou, ela deu um pulo, rindo – Obrigada, Amber... Você está sendo uma querida comigo – sorriu, franzindo o cenho quando a outra pegou na sua mão – Pode confessar que queria que eu estivesse por causa da caipirinha – deu uma piscadinha, pra outra entender que estava brincando – Prometo que não vou incomodar muito... – Terminava preparar a bebida, servindo a vodka e, assim que terminou, passando uma das caipirinhas pra ela.

    - Espero que goste, aproveitei que tinha uns maracujás a mais e fiz caipirinha de Maracujá. Eu não coloquei muito Açúcar, depois vê se tá bom pra você...




    Lady Katy
    Samurai Urbano
    avatar
    Samurai Urbano

    Mensagens : 114
    Reputação : 9
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Lady Katy em Ter Dez 04, 2018 12:40 pm





    I STARE AT MY REFLECTION IN THE MIRROR #007





    Charlotte escutava uma música que Amber nunca tinha ouvido e ela gostou. Se já tinha colocado música pra tocar ali, era sinal de que já estava começando a se sentir mais à vontade, isso era muito bom, fazia com que Amber se sentisse mais tranquila e satisfeita.. - Não precisa agradecer, meu bem. Ah, gostei da música, bem legal!l - afirmou enquanto movimentava a cabeça no ritmo das batidas, apontando para caixa de som ligada. - Não vou negar que a parte da caipirinha foi bem tentadora! hahaha - respondeu, aguardando Char terminar de preparar as bebidas. Era caipirinha de maracujá, uma das preferidas de Amber.

    - Como você sabia? É uma de minhas favoritas! - Amber não escondia a felicidade ao receber o copo com a bebida. Tomou um gole e estava exatamente do jeito que ela gostava. - Que delíciaaaaa! Obrigada, está perfeito! - em forma de agradecimento deu um beijinho no rosto da moça, sentando na bancada da cozinha ao lado dela em seguida. - Bom, hoje não faço mais nada, vou ficar aqui assistindo você fazendo todo o trabalho. Qual será o nosso prato da noite? - Amber balançava os pés que estavam ainda com as pantufas e seu tom era bem humorado. Era engraçado, porque ninguém podia imaginar que aquela advogada tão séria poderia ser tão “menina” quando se despe da profissão.

    Há muito tempo Amber não gozava de uma boa companhia. Os últimos meses tão conturbados em decorrência do relacionamento anterior a deixaram meio “morna” e isso era tudo que ela menos gostava. Precisava se sentir viva novamente, mas não sabia como, nem por onde começar. Talvez ter a companhia de Charlotte ali com ela fosse realmente um bom início, já que não tinha tantas amizades assim, ainda mais alguém que pudesse ficar tão próxima dela.

    Quando a música acabou, Amber pegou seu celular e procurou uma música. Ela queria ouvir Thinkin Bout You do Frank Ocean. Era uma música que tinha uma vibe que ela gostava muito. Era sexy, envolvente e a vodka já estava começando a fazer efeito… Seu primeiro impulso foi descer da bancada e puxar Charlotte pela mão, depois repousar a mesma mão na cintura da moça. - Dança comigo. - pediu, enquanto já começava a movimentar o quadril lentamente de um lado para o outro, no ritmo da música. Charlotte estava diante de Amber, bem próxima.



    [/quote]
    Conteúdo patrocinado


    Re: [!ON!] I stare at my reflection in the mirror

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Dez 13, 2018 4:37 pm