Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Nova Vida, Velhos Hábitos

    Elminster Aumar
    Administrador
    Elminster Aumar
    Administrador

    Mensagens : 8707
    Reputação : 50
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png

    Nova Vida, Velhos Hábitos Empty Nova Vida, Velhos Hábitos

    Mensagem por Elminster Aumar em Ter Jan 07, 2020 11:05 pm

    Sete anos se passaram desde a guerra entre piratas e a frota de Marsember que ficou conhecida como a "Derrocada Pirata". As ilhas piratas foram tomadas pelos cormyrianos e pacificadas, e hoje a pirataria 'ilegal' não possui tanta força, embora o ato continue sendo praticado pelos ditos corsários das grandes nações que permeiam o Mar das Estrelas Cadentes, além de alguns bandos reclusos de piratas foragidos.

    Apenas dois piratas se beneficiaram desta guerra, e um deles atende agora pelo nome de Arthur Lynderbell. Lorde de uma pequena porção de terra próxima da Floresta do Rei, Arthur aproveitou os anos numa comodidade que nunca havia tido, com servos para servi-lo, tranquilidade para viver e criar seu próprio negócio de venda de bebidas, e mulheres querendo por "Lynderbell" em seu sobrenome. Uma dessas mulheres lhe chamou atenção, e eles se casaram e tiveram três filhos, um menino e um casal de gêmeos. Arthur sabe que apesar de todo o seu prestígio, ele vive em pé sobre uma faca de dois gumes: a terra, os criados e talvez até a mulher foram arranjados por uma das figuras mais poderosas de Cormyr, e tudo isso adquirido só irá valer enquanto Arthur se manter dentro da linha do acordo que foi traçado - sete anos atrás - no fatídico dia em que Arthur, conhecido antigamente como Luke Roosevelt, traiu todos os piratas com informações precisas que os levaram à esmagadora derrota.





    Estamos no verão do ano 1.379, e Lorde Lynderbell encontra-se em seus aposentos, na mansão sobre o terreno elevado, o ponto mais alto de suas terras. De lá de cima ele possuía visão para a Floresta do Rei, com os picos das montanhas pontuando o horizonte longínquo; do outro lado, ele via o rio que desembocava no mar; e não muito longe dali, havia a vila pesqueira, uma humilde comunidade e um bom lugar para se passar as horas vagas, muito por conta da divertida taverna que havia lá. As nuvens se fechavam no horizonte, prenunciando a tempestade que viria no final daquela tarde, quando ele notou uma pequena comitiva composta por uma carroça e quatro cavaleiros vindo por uma das estrada de terra. Eles estavam longe, e havia a dúvida se eles conseguiriam chegar em seu destino antes da chuva cair.

    Uma hora mais tarde, Grim, um dos criados que Lynderbell depositava mais confiança, abriu a porta de seu aposento para anunciar os recém-chegados.

    - Meu lorde, anuncio que a senhora Shandri de Arabel está aqui, junto com sua guarda pessoal. Ela deseja ter uma conversa com o senhor.

    Lynderbell reconhecia o nome. Shandri era uma mulher da alta nobreza de Arabel, uma cidade vizinha, e assim como ele, ela também possuía um negócio com bebidas. A concorrência entre os dois cresceu de forma significativa nos últimos meses, especialmente depois de Lynderbell ter conseguido aumentar bastante sua produção utilizando-se de certos subterfúgios. Ela chegou a lhe enviar uma carta no mês passado, intimando através de palavras sutis para que ele procurasse vender sua mercadoria em outra praça. E agora ela veio lhe ver pessoalmente, e Lynderbell refletia sobre o que isso poderia acarretar enquanto ouvia os pingos de chuva finalmente começarem a cair sobre os seus campos.
    Makaveli Killuminati
    Garou de Posto Cinco
    Makaveli Killuminati
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2150
    Reputação : 41
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Nova Vida, Velhos Hábitos Empty Re: Nova Vida, Velhos Hábitos

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Seg Jan 13, 2020 1:11 am

    Não era raro que Arthur se recolhesse em seus aposentos no fim da tarde, inclusive, era um hábito cada vez mais comum. O ex-pirata, um dos mais temidos em tempos passados, sentia um vazio cada vez maior dentro do peito, mas não era saudade da pirataria, ou do mar, ou da adrenalina da vida de um pirata. Era algo que tentava descobrir, não sentia regozijo pelo que havia conquistado por entregar seus comparsas, e tampouco sentia remorso por tê-los traído. Agora Arthur tinha muito mais responsabilidades, lidava com muito mais pessoas, com muito mais dinheiro, e esbanjava em muito mais banquetes, e todos sem graça, as pessoas de seu círculo eram muito mais previsíveis, muito mais sensíveis, e bem menos interessante, não que um marujo desdentado e analfabeto fosse conversar sobre filosofia, mas ao menos nunca sabia que tipo de besteira sairia daquelas bocas, já das bocas dos nobres, era o mesmo tipo de besteira o tempo todo. E Arthur sabia que por não ter feito parte da nobreza e não ter a mesma etiqueta que todo aquele círculo social mantinha, ele não era um dos mais querido, claro, não era o único motivo, mas era um dos. Não à toa que Arthur tirava tempo para visitar o vilarejo próximo, lidar com pessoas que viviam a vida como ela realmente era.

    No fim daquela tarde não poderia ser coincidência uma tempestade chegando com a comitiva da Senhora Shandri.

    - Tenho certeza que Anna está sendo uma ótima companhia enquanto eu não me apresento. - Arthur respondeu ao chamado de Grim enquanto se aproximava do armário onde guardava suas melhores roupas. O silêncio que veio a seguir dava a entender que Grim estava sendo dispensado.

    Anna, a esposa de Arthur, era muito mais eficiente em lidar com o círculo da nobreza local, era mais paciente, suas palavras mais doces, e mais alegres, embora esta última característica era menos notada ultimamente. Arthur lembra que o que movia o casal no princípio era uma forte paixão, mas o desentendimento e inimizade que mantinha com a família de sua esposa e sua falta de decência em ser um bom marido esfriaram as coisas, era um marido ausente, relapso e insensível. Um Arthur muito diferente daquele com quem ela se casou, e ainda muito deslumbrado com toda a fortuna e privilégios que havia recebido da coroa. O ex-pirata se culpava por aquilo, mas não sabia como proceder. Apenas tentava em não ser um péssimo pai, mas que por vezes notava algum fracasso também. Arthur sabia que Anna sabia que ele mantinha uma vida criminosa, e por vezes, embora raramente, Arthur chegava na residência na madrugada, com sangue em suas roupas e marcas nas mãos. Anna cobrava explicações, que nunca recebia. O contrabando não era uma atividade calma e pacífica como esperava que fosse no começo, por vezes tinha que cobrar devedores teimosos, lidar com traidores, com fofoqueiros, com rivais desonrados e fornecedores trapaceiros.

    Enfim vestido apropriadamente, Arthur desce até a sala onde a Senhora Shandri aguardava, isso depois de tempo suficiente para que Anna e seus criados lhe saturassem da hospitalidade devida, o quê na cabeça de Arthur levava alguns bons minutos.

    - Sra. Shandri de Arabel... Desci o mais rápido que pude após ser avisado sobre sua presença. - Exclamava Arthur enquanto descia os últimos degraus da escada.

    O ex-pirata a cumprimentou e sentou-se na poltrona acolchoada oposta a que a visitante estava.

    - Como foi a viagem? - Arthur perguntava fingindo se importar com o bem-estar da Senhora Shandri.

    Não perguntar pelo motivo de sua visita era um termômetro para saber qual o grau de urgência de Shandri para o assunto que ela queria tratar, e talvez, tal assunto necessitasse de maior privacidade, então tentava não causar nenhum desconforto. Pelo menos não a principio.
    Elminster Aumar
    Administrador
    Elminster Aumar
    Administrador

    Mensagens : 8707
    Reputação : 50
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh16.png

    Nova Vida, Velhos Hábitos Empty Re: Nova Vida, Velhos Hábitos

    Mensagem por Elminster Aumar em Qua Jan 22, 2020 10:14 pm

    Após se vestir apropriadamente, Arthur desceu até a sala onde a visita o aguardava.

    A Senhora Shandri estava sentada numa poltrona, e ela permanecia tão bela quanto Arthur se recordava da última vez em que tinham se visto, há alguns meses atrás, numa festa da alta nobreza em Arabel. Seus cabelos cacheados estavam adornados por uma tiara abrilhantada por pedras preciosas, o colar pendurado em seu pescoço encontrava um sustento no volume de seus seios, onde havia um generoso decote. O vestido era azul com arrendamentos brancos, terminando numa saia comprida. Em seu colo, ela fazia carinho num tressym - uma espécie de gato que possuía asas, bastante comum em algumas regiões de Cormyr - de pelagem branca.

    De pé atrás da poltrona de Shandri, havia um homem negro, de cabelo rastafári e com cara de poucos amigos. Ele era forte, musculoso e haviam-no deixado entrar portando um machado às costas, uma combinação que podia ser perigosa.

    Assim que Arthur pisou na sala, Anna veio em sua direção. Ela estava visivelmente aliviada por ele finalmente ter chego ao recinto. - Ah, aqui está meu marido - Anna anunciou sem absoluta necessidade. Havia algum desconforto que pairava entre ela e a Sra. Shandri, provavelmente o assunto entre as duas não havia rendido tanto quanto o esperado. Anna deu um selinho em Arthur e disse: - Irei pedir para prepararem uma janta especial. E com essa desculpa retirou-se da sala.

    Além de Arthur, Shandri e seu guarda-costas, haviam permanecido na sala o Sr. Grim e mais dois criados, que estavam à espera de quaisquer ordens.

    - A viagem foi degradante, Lorde Lynderbell - disse Shandri, respondendo à sua pergunta. - É mais difícil chegar neste fim do mundo do que imaginei. Foram dias de viagens em estradas porcas, mas podia ter sido pior - ela olhou em direção à janela da casa, onde do lado de fora agora caía uma tempestade. - Eu me perguntava durante todo o caminho o que o fez decidir morar aqui, num lugar tão... afastado.

    Arthur percebeu que ela quase disse outra palavra para qualificar aquela região. Arthur não tinha muito do que reclamar dali; suas terras de fato eram distantes das grandes cidades e metrópoles do país, mas o rio, as montanhas e a floresta trazia uma beleza e calmaria ímpar, inclusive para que ele pudesse tocar os seus projetos sem grandes interferências.

    Shandri, então, percebendo que o homem às suas costas estava chamando naturalmente bastante a atenção, disse: - Me desculpe por não apresentá-lo de imediato: este aqui ao meu lado é Raggaz, ele é o chefe da minha guarda pessoal. Como aqui não havia espaço para todos, o seu mordomo levou os demais que me acompanham até a casa de hóspedes. Não se preocupe, assim que resolvermos os nossos negócios aqui, que deve ser breve, partiremos. Então, a menos que a tempestade não dê nenhuma trégua, não devemos passar a noite aqui.

    Era natural que dois nobres falassem bastante antes de irem direto ao assunto, mas neste caso, o convite a tratar logo do negócio veio mais rápido do que o esperado.

    - Lorde Lynderbell, conversaremos aqui mesmo ou possui algum local mais adequado? Ah, e já digo de antemão que Raggaz irá me acompanhar, seja onde for.
    Makaveli Killuminati
    Garou de Posto Cinco
    Makaveli Killuminati
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2150
    Reputação : 41
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Nova Vida, Velhos Hábitos Empty Re: Nova Vida, Velhos Hábitos

    Mensagem por Makaveli Killuminati em Ter Fev 11, 2020 8:43 pm

    A feição de Anna causa certa surpresa em Arthur, que fitava Shandri discretamente durante o selinho que recebia de sua tão polida esposa. Ele agradece Anna com um aceno e logo caminha em direção a visita, sem deixar de perceber o brutamontes que jazia atrás de Shandri, julgando desnecessário e fazendo pouco caso.

    Arthur não conseguiu deixar de olhar para os decotes tão vistosos de Shandri, e despistou olhando para o tressym enquanto sentava-se na sua poltrona pessoal, que ficava de frente para a que a visita o esperava. Não fez questão de cumprimentar nenhum dos dois, não por desfeita, apenas por que não se deu conta que não havia lhes cumprimentado e pura falta de etiqueta.

    - Eu não tenho o que reclamar... É calmo, espaçoso... Um bom lugar para as crianças crescerem. – Arthur respondeu Shandri de forma genérica.

    A nobre citadina continuou, dessa vez apresentando o brutamontes que a guardava. Arthur cumprimentou o homem com um aceno de cabeça e apoiou os braços nas braçadeiras de sua poltrona. Em seguida, Shandri demonstra sua pressa em tratar sobre quer que fosse o motivo dela ter visitado as terras de Arthur. O ex-Capitão pirata suspira desconfortavelmente e espia o decote de Shandri outra vez antes de se levantar com certa dificuldade, suas juntas estavam enferrujando, mas certamente o que cobrava seu corpo era acima de tudo o sedentarismo.

    - Em outra ocasião optaria por conversar aqui mesmo... Mas tendo em vista sua pressa e seu esforço em vir até minhas terras que são tão... afastadas, creio que seja melhor conversarmos em um local mais privado... Me acompanhe.

    Arthur caminha em frente a dupla, sem fazer qualquer menção em proibir o brutamontes de acompanhá-los. Um cômodo ao lado da sala em que estavam costumava se manter vazia e trancada, mas Arthur, como proprietário da mansão, tinha acesso a todos os cômodos da mansão. Ele alcança o molho de chaves preso em seu cinto e utiliza para abrir a sala. E a dupla se depara com uma coleção de obras de artes, estátuas, miniaturas de construções históricas e outros tesouros diversos. Obviamente, quase tudo ali se tratava de réplicas de obras existentes, e a maioria das obras eram originárias de outros continentes longínquos, exóticos para o povo de Cormyr. Arthur mantinha a coleção apenas por status, para impressionar as visitas.

    O ex-Capitão pirata se acomoda perto da janela e observa as nuvens carregadas ao fundo.

    - Então, o quê você quer tratar comigo?
    Conteúdo patrocinado


    Nova Vida, Velhos Hábitos Empty Re: Nova Vida, Velhos Hábitos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Abr 06, 2020 11:49 am