Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    High Cup Gill - Cumbria

    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4404
    Reputação : 335
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Bravos em Qua 3 Jun - 21:22




    Axel Brown

    O ancião se afastou e as últimas palavras dele ficaram ecoando na mente de Axel. Ele ainda era um neófito naquilo tudo, pouco conhecia sobre os espíritos. Mas uma hora ou outra ele iria aprender. De fato, eles teriam que encontrar um totem que os adotasse. E se havia algum outro espírito que tirava o juízo dos Urathas... Bem, eles teriam que caçá-lo.

    O frio começava a se reforçar, pois o Inverno Implacável se recompunha. Axel se abraçou, tentando aquecer-se um pouco mais. Rail passou a forma urshul. Em breve eles deveriam fazer o mesmo para correrem até chegar numa estrada. Connor falava dos territórios. - Talvez eu tenha que convencer minha mãe a se mudar, mas quero que ela esteja  ao alcance da vista. No mais, qualquer começo é um bom começo. - Ele falava sobre os outros urathas recém transformados como eles. - Vamos ter que conhecê-los. Provavelmente vão ser nossos companheiros de alcatéia, na melhor das hipóteses. Na pior, vão estar concorrendo conosco por um território.

    Enquanto Connor perguntava por namorados, Axel riu consigo. Esse seria o tipo de problema que ele teria se aquelas coisas todas não tivessem acontecido. - Se passar em Dover, procure pela Brown Construções e Reparos. Vai ser fácil de achar. - Disse antes de se preparar para começar o caminho de volta para casa.






    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Wordspinner em Qui 4 Jun - 10:17

    Rail corre. Ela ouviu as perguntas, mas não disse nada. Só correu. Correu o mais rápido que conseguiu para a estrada. O pelo claro logo sumindo na neve. Os passos desaparecendo pouco depois. Mas o cheiro ainda claro, mesmo no frio. O caminho dos dois deixa bastante tempo para conversar.

    Na estrada lá está ela esperando. De novo a moça com cor de caramelo. Sorrindo. Ela está sentada em no cabo de um carro alugado com correntes nas rodas. Ninguém do lado de dentre. Ela tem chaves nas mãos. "Querem uma carona? Sabe, lá em Sparhall não tem aeroporto. Vou ter que passar em Dover. A gente pode falar da minha família no quentinho." Ela bate na janela no carro. "Ah, toda a Grififith é território neutro. Foi um acordo do protetorado de Dover. A gente acaba ficando sabendo essas coisas. Os Lobos a Diesel sempre falam com a gente e incentivam a gente a por parentes para estudar lá. Acho que vai tranquilo para sua faculdade. Meu irmão estuda lá, engenharia. Thomas Gerhardt. Conhece? Ele nem parece comigo, bem branquinho e cabelo claro demais." Ela abre a porta e entra no banco do motorista se aconchegando nos acentos aquecidos.

    A estrada é colada com o mar. O sol pode ser visto mais claramente dai. O asfalto preto e brilhante com gelo se afasta serpenteando para longe. Uivos ainda são ouvidos a distancia agora. Assim como o vento parece menos furioso fora do vale, o frio é menos impactante.
    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Ankou em Qui 4 Jun - 12:55






    PThwhox.png

    Ouvia Axel mencionar sobre os outros estarem concorrendo com eles sobre um território, automaticamente um sorriso largo brotava no seu rosto. – Essa eu pago pra ver. – Dava um risinho, qualuqer coisa que lembrasse competição lhe tinha um gosto especial e ele não conseguia disfarçar nem mesmo se quisesse. Ouvia Axel falar da construtora, imaginava que era o negócio da família.


    Via Rail se afastar correndo, tomando a frente e desaparecendo em meio a neve, aproveitou a distância pra ter um particular com Axel – Acho que tu deu sorte, eu sei que eu não deveria me preocupar com a minha mãe, mas mesmo assim eu me preocupo, mas ainda tem meu pai e umas trinta pessoas pra dizer no mínimo, eu entendo seu sentimento, acho que nos juntamos aos Fantasmas por motivos bem parecidos. – Deu dois tapinhas no ombro de Axel como se quisesse reconfortá-lo pois se lembrava que ele tinha perdido o pai. – Cara eu sei que acontece de por vezes as pessoas mesmo próximas não terem nada haver com o lobo, se sua mãe não tem eu posso te falar que a melhor maneira é vigiar sim, mas de longe, agora se ela tem é bom manter ela por perto mesmo. – apertou de leve o ombro de Axel e se descolou permanecendo na sua linha em direção a estrada.


    - Uma construtora hein? É possível que vocês já tenham trabalhado pro meu pai Igor “Marreta” Kurylenko. – E aquele apelido de marreta não é por que ele era um construtor. Marreta havia sido um lutador que ascendeu em meados dos anos dois mil no MMA nos EUA e rodou o mundo inteiro, até que fez uma luta em Dover e decidiu nunca mais sair, nesse meio tempo ele havia montado aprovavelmente a maior academia de artes marciais e musculação de Dover que funcionou por muito tempo como seu centro de treinamento. – Depois que ele se aposentou ficou meio ocioso, começou a dar aula na academia e decidiu que era uma boa investir no mercado imobiliário, como ele mesmo diz, aluguel é uma renda decente e estável, não vou discordar não viu. – dizia aquilo tudo assumindo que Axel conhecesse a figura, afinal a fama do velho ainda não tinha morrido por completo. – Ele tem acho que uns três prédios ali perto da Grifith, moleza de arranjar um escritório e um apartamento pra tu, aliás eu provavelmente vou precisar de um trampo de meio período e to mordendo qualquer coisa, mas o máximo que eu já fiz foi construir uma casa na árvore. – falava animado dando risinho. – Aí tu me pergunta. Mas por que você não pede ajuda de grana pro seu pai? – pigarreou deixando a voz mais séria – Por que minha mãe pistolou e pelo que eu já falei da situação, não é bem meu pai que veste as calças nesse casamento. – falava dando uma gargalhada mais alta, em um tom brincalhão e relaxado, bem diferente do Connor durante a caçada e a reunião que se seguiu.


    Em meio do caminho perguntou – O que tu acha dela heim? – se referia a Rail. – Por que eu acho que ela significa problema, mas ela parece bem gente boa. – Connor parecia genuíno, não havia malícia ou segunda intenções na sua pergunta.


    Se aproximava da estrada podia ver Rail agora em sua forma humana, agora ela parecia mais disposta a se abrir com eles, gostava da atitude dela e certamente aceitaria a carona. Virou pra Axeul – Mano aqueles filhos da puta deixaram a gente pra trás! – dizia dando um sorriso e se voltando pra Rail – Qualquer coisa que tenha quentinho eu to dentro – dizia esfregando as mãos – Essa conversa fora de contexto podia se muito mal ou muito bem interpretada. – deu uma piscada de olho pra Rail. Agora sim havia malícia em suas palavras, mas uma malícia boba, piadista.


    - Não conheço não. Eu to no segundo ano de educação física lá, eu só conheço o pessoal da engenharia de vista, de nome eu só conheço a Patricia Thornton, e isso por que o pessoal da facul acha ela bem bonita, e que eu não vou negar que é, e por que dizem que ela é quase tão fria quanto a Rainha de Gelo da biblioteca. – Olhou pra Axel e depois pra Rail, achou que não estava se fazendo entender e muito provavelmente não estava e decidiu explicar – Isabella, ela é a bibliotecária, eu só vi ela sorrindo uma vez – os olhos de Connor pareciam perdidos naquele instante, a alegria que Axel havia presenciado se transformava quase em melancolia, depois de uma breve pausa ele continuou a falar – Ela de longe é mais bonita que qualquer aluna da facul, sem sacanagem! Bem pelo menos pra mim é, e tipo ela não gosta de zoeira na biblioteca, ainda mais depois que eu escutei que ela pegou um casal fazendo mais do que devia na saleta dos computadores, aí teve um dia que ela expulsou o pessoal que gosta de jogar RPG, dadinhos estranhos, livros essas coisas, enfim ela expulsou os nerds da biblioteca porque eles tavam usando o espaço pra jogar esse tal de RPG e eles começaram a chamar ela de Rainha de Gelo e o apelido pegou, alguma coisa relacionada a DeD ou DnD, eu não sei bem qual o nome da bagaça. – por fim sua voz parecia mais suave como se tivesse contando um causo simples enquanto adentrava na parte traseira do carro.


    - Território neutro é? Vamo ter que mudar isso – comentava – Mas diz aí... – falava como se pedisse pra ela prosseguir com o que tinha a dizer.



    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4404
    Reputação : 335
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Bravos em Sex 5 Jun - 11:20




    Axel Brown

    - Acho que ela não tem sangue lupino... Mas se estiver morando noutro território vai ser uma fraqueza para nós. - Aquela afirmação era um tanto quanto definitiva. E como um elodoth ele deveria conhecer as fraquezas. Suas e das presas. Connor falava do seu pai e embora Axel nunca tivesse dado muita importância para o nome dos clientes, achou que já havia escutado sim. - Não me é estranho, mas nossas construções são menores, normalmente casas mesmo. Já sobre reparos, talvez tenhamos feito alguma manutenção nos prédios deles.

    Tentava se lembrar. A verdade é que quando os trabalhos eram mais formais, o pai preferia não levá-lo. Com certeza ele não queria correr o risco de um 'empregado' ressaqueado. - Mas vou tentar expandir os clientes... Tenho que. - As respostas de Axel eram meio sisudas, mas aquilo era fruto das marcas dos acontecimentos. Ainda mais quando o tema era aquele.

    - Não sei... Se formos levar a sério o sonho do ancião, talvez ela possa ser importante. Mas se você quiser posso descobrir isso. Chamo ela para tomar uma cerveja e faço ela confessar tudo. - Sorriu atravessado. Eles finalmente alcançavam Rail e seu carro. Axel apenas entrou sem falar muito, enquanto Connor e Rail falavam sobre a faculdade.

    - Se lá é como o protetorado, aí sim vamos enfiar o pé na lama. Por outro lado, se se tornar nosso território, podemos forçar várias alianças. - Comentou. - Nunca pisei numa faculdade... Talvez nem chegue a entrar. Conheço alunos e alunas por conta de festas. - Mas definitivamente ele não conheceria a bibliotecária.






    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Wordspinner em Dom 14 Jun - 9:21

    Rail fala sobre a família em Aparhall. Uma boa parte deles trabalha com transporte de carga. Uma empresa de caminhões ou algo assim. Mas o verdadeiro motivo de ficar em Sparhall são os "Anshega. Verdade, juro. Eu to morrendo de medo, especialmente depois do que fizeram com o Tod, ele nem tinha nome o Tod. A gente achou ele todo queimado. Cheio de marcas horrendas. Elas mataram a Vanessa também, mas foi limpo. Profissional, sabe? Estilo execução, dois tiros nas costas e um na cabeça, ela era só uma parente. Tod era um lua cheia." Ela fala e dá uma olhada para Connor e depois Axel. "Não posso deixar isso passar. Os caras não estão parados na cidade, eles tão indo e voltando. As vezes eles até falam com a gente. Tentam conversar. 'Quebrar as correntes de prata' Eles dizem" Ela ri quando imita a voz de um puro como se fosse retardado.

    Depois disso parece que ela vai dirigir por todo o caminho em silêncio. No aeroporto ela deixa o carro na locadora e pede uma pizza para esperar o voo.






    No aeroporto domestico de Dover Rail desembarca com os dois. Na saída James Crestwood segura uma placa com os três nomes. Mas ele os reconhece e acena assim que saem da área das esteiras de bagagem. James é um parente que faz parte dos uivadores. Se não fosse pelo jeito calme, gentil e sóbrio ele pareceria um herói de filme de ação. Bonito, alto e forte. Ombros largos e um rosto sincero com olhos azuis e cabelos pretos. Axel sabe que ele é um carpinteiro e trabalha também na construção civil. Connor só consegue pensar que estar perto dele é igual a estar perto dele é como estar perto da Tia Elise. O mesmo arrepio esquisito quando se chega perto.

    Rail parece surpresa, mas não impressionada. Na verdade o nome de vocês na mesma placa significa que ele está ali porque vocês são Urathas e não por ela. Não tem muita gente por ali. Talvez seja horário.

    "Você deve ser a Rail então. Tem um táxi esperando por você. Aquele ali tá vendo?" Ele fala com dentes perfeitamente brancos e aponta um táxi com o nome dela escrito em um papel na janela. "Ele me devia um favor, vai te levar até Sparhall, mas só até a rodoviária."

    Ele tenta apertar as mãos de vocês e tem uma atitude calorosa. "Eu vim dar uma carona para vocês. Tem uma reunião hoje e eles querem vocês lá. Eu explico os horários no caminho e eu quero falar com você, Axel, sobre negócios. Ah, Os Filhos do Corvo querem te ver o quanto antes Connor, não sei o que eles querem, mas Trovão é seu parente, né? Aposto que não vai se atrasar." Ele oferece nozes carameladas de um copo de papel enquanto fala. Se a situação é estranha para vocês parece comum para ele.
    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4404
    Reputação : 335
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Bravos em Dom 14 Jun - 21:57




    Axel Brown

    - Você tem que ser mais esperta que eles. Não deixar aparecer seus passos. Descobrir os deles. - Foi dizendo, tentando fazê-la focar no importante. Mas a realidade é que ele também não fazia a mínima idéia de como tratar com os puros. Aquelas eram só algumas palavras para tentar derramar um bálsamo naquele medo. Quando ela falou que não poderia deixar passar, Axel continuou: - Não pode. Tem que cobrar o preço desse sangue derramado. - Seu olhar ficou afiado e fulminante. Depois disso ele também se calou. Quando chegaram no aeroporto, antes do embarque, comprou um café para cada e aproveitou para anotar seu número num guardanapo, que entregou junto ao café de Rail. - Por conta da casa.

    A chegada a Dover vinha com a recepção de James. Axel o conhecia, embora não fosse íntimo. Apertou a sua mão, que parecia estar bem à vontade, embora fosse exótica aquela situação para os três urathas. Enquanto Rail se separava do grupo, Axel acenou: - A gente se vê.

    Parece que eles já tinham compromissos e James estava interessado em trabalho. - Claro. Eu já estava com saudade dos pubs fedorentos dessa cidadezinha. - Quando James falou que os Filhos do Corvo queriam falar com Connor, Axel arqueou as sobrancelhas para cima, como num gesto de surpresa, porém deliberadamente feito. E não disse mais nada.






    Ankou
    Tecnocrata
    Ankou
    Tecnocrata

    Mensagens : 430
    Reputação : 10

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Ankou em Seg 15 Jun - 3:18






    PThwhox.png

    - Aposto que você tá pensando em chamar ela pra uma cerveja desde que bateu o olho nela! – Connor deu uma risada contida, deu dois tapas no ombro de Axel – Vai ser feliz maninho, agora nem sei mais se você é um lobo ou garanhão. – Seu tom era jocoso, mas encorajador, afinal Connor achava que Axel precisava de alguma alegria na vida, todos eles precisavam, mas Connor não parecia tentado a jogar Rail em seu balaio amoroso. Logo se juntou aos dois no carro, preferiu ir atrás o banco da frente era sempre muito desconfortável, deixou Axel fazer companhia pra Rail.


    Connor meneou em positivo sobre quando o companheiro falou da mãe, afinal a mãe era dele ele escolhia o que era melhor pra ela dentro do julgamento dele, se comprometeria a ajudá-lo de qualquer forma, haviam entrado naquela bagunça juntos, e sairiam juntos dela.


    Nos próximos minutos a conversa se tornaria distante pra ele, ficava a lembrar de Isabella, sua mente viajava pra bem distante dali, lembrava do cheiro, da pele macia e das curvas dela, chegou a suspirar de maneira involuntária algum momento, sem saber se mesmo o fazia pela saudade ou pela luxúria pura.


    Voltou a si quando Rail começou a falar sobre a morte de Tod, ele ouvia Rail falar e via a reação de Axel e quase como por instinto ele segurou o ombro do companheiro enquanto viu seu ódio crescente. – Imru nu fir imru – Aquilo era como uma marretada muito pior, talvez nem ele mesmo concordasse com aquilo, mas era obrigado. – Eles ainda são o povo. – olhou sério pros dois pausando um momento como se colocasse a certeza na cabeça deles principalmente de Rail que ia ter de lidar com aquela situação. – Mas isso não quer dizer que você não pode arrancar uns pedaços, ou colocar eles pra correr. – Falava olhando diretamente pra Rail – Se eu posso te dar um conselho intimidação é metade da briga ganha, se você deixar o medo te dominar eles já venceram metade dessa batalha, eu não teria problema de tampar na porrada com esses caras, mesmo sabendo que eles já tombaram um dos nossos, mas Rail você não veio ao mundo pra isso, você não tem que tampar na porrada de frente com eles, só tem que bater onde dói mais, por que executar a parente foi exatamente isso que eles fizeram, bateram onde dói mais e no elo mais fraco, mas eles não tem o maior trunfo, eles chamam de correntes, mas nós sabemos bem o que são as bênçãos da lua. – Seu olhar era firme e duro, mas ao mesmo tempo cheio de compaixão, era o mesmo olhar que seu vô havia lhe dado no dia que ele tremia como vara verde após despedaçar seus amigos. – Axel tá certo, não deixar eles no seu rastro e descobrir o deles é o certo a fazer, mas você tem que bater e bater forte, de preferência na nuca, e se fazer de doida pra eles colocarem o rabo entre as pernas e nunca mais voltar, ou se decidirem voltar fizerem de cabeça baixa. – Sua mão se desprendeu do ombro de Axel e ele se recostou de volta no banco traseiro. – Se nada disso der certo, e a coisa ficar muito feia, chega pra Dover e eu compro a briga junto contigo. – meneava positivamente de maneira rápida pra só depois desviar o olho dela e voltar a relaxar no banco traseiro.


    Durante a viagem não deixaria nenhum dos dois descansar, Connor gostava de falar, ele parecia se entediar fácil e absolutamente qualquer coisa era pretexto o bastante pra ele puxar algum assunto aleatório, aindsa que esses fossem bastante triviais, mas incluía citar o fato de Axel estar de olho em alguém afim de ir tomar uma cerveja dando uma de cupido, mas não falava aquilo explicitamente, sabia que criaria um climão desnecessário.


    - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -


    Saia do carro e se espreguiçava, mas aquilo era mero costume de seus tempos humanos, onde certamente estaria exausto depois de uma viagem daquelas, mas não sentia nada, nem seus ossos chegavam a estalar-se como era esperado e até eles mesmo as vezes se surpreendia com aquilo.


    Aproximou-se de James e apertou a mão do homem em cumprimento, sentindo o arrepio estranho, o mesmo que sentia com a tia Elise, e definitivamente ele queria descobrir o que era aquilo, foi quase instintivo olhar pro outro lado, queria ver os espíritos que cercavam aquele cara e se algum deles dava alguma pista do motivo pelo qual ele se sentia daquele jeito.


    Sua atenção se voltou ao homem quando ele falou sobre a reunião e seu avô, Connor apenas meneou em positivo pra ambas as coisas, tanto pra reunião quanto pro fato do Trovão ser seu parente.


    Se voltou a Rail, pôs a mão no ombro dela e olhou dentro de seus olhos – Pensa no que te falei e se cuida. – Normalmente ele estenderia a mão, mas decidiu lhe dar um abraço caloroso chegando tirar ela do chão e a deixou ir em seguida, andando a passos lentos dando dois tapinhas nas costas de James.– Mas me conta aí vai ter almoço? Eu juro pra você que eu poderia comer um boi...


    Quando finalmente Rail entrava no táxi e só ficavam os três ali Axel ganhava um pescotapa, a mão era pesada, mas não era forte, não era feito pra machucar - Mas que porra foi essa!? De " agente se vê"? Era a hora de chamar pra aquela cerveja caralho! - Connor chegava a quase revirar os olhos de decepção e escárnio - Definitivamente você era o peganingue da escola... Piff - Menava negativamente pra Axel como se tivesse decepcionado com a atitude dele, ao mesmo tempo que aquilo tudo não passava de uma brincadeira.



    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 829
    Reputação : 28

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Wordspinner em Seg 15 Jun - 13:42

    Rail aceita o café e guarda o guardanapo. Mas não bebe. "Sabe que essas coisas podem ferrar você, né? Se precisar mudar e tiver cheio de cafeina... Bam! Tá na merda." Ela quase encosta o nariz no café aproveitando o cheiro e o calor. "Eu sei que a gente tem que dar um jeito. A gente vai. Esses... Primos não param. Andam por ai com fogo nas mãos fazendo bagunça e procurando. Procurando alguma coisa." Ela fecha os olhos se concentrando no copo novamente.



    Rail sorri para os dois e hesita um instante antes de ir. Ela para para acenar pelo menos duas vezes antes de chegar ao carro e jogar sua mochila cinza e azul para dentro. "A gente se vê!" Ela grita pela janela. James acena de volta como se ela também estivesse se despedindo dele. O cheiro do aeroporto é uma grande confusão. Comida, pessoas, combustível. Os sons da cidade são fortes ali. Essa é a parte mais movimentada da cidade. Quase parece uma cidade grande. "Melhor esconder os olhos Connor." James fala enquanto finge tossir e depois ri sem se explicar. Axel consegue ver claramente os olhos do amigo brilhando como o céu estrelado. Logo ele começa a caminhar.

    Logo do lado de fora do estacionamento dava para ver das marcas dos Seis Uivadores. Mas era até obvio que eles tivessem cravado as garras em um dos pedaços mais urbanizados da cidade. "A gente planejou um churrasco nos fundos do Bar da Olena. Deve ser depois da reunião com certeza. Disseram que era para comemorar, mas ainda não me disseram o que. Aposto que vão saber antes de mim." Ele diz e aponta para o carro grande de tração nas quatro rodas. Uma maquina que já viu o lado de fora de uma estrada, com certeza. Modelo antigo. "Laura deixa ele rodando redondinho pra gente. Tem um guincho atrás para quando ela precisa pegar um carro quebrado." Ele abre a porta do motorista e ela abre quase sem som.

    Quando todos estão no carro. "Vocês vão no churrasco, não é? É um convite oficial de qualquer forma. Pode até levar convidado, só a Legião de Sangue e gente fora do segredo estão banidos. Ah, o caminho que a gente vai fazer, a gente vai passar por duas ruas que cortam o nosso território e são de livre acesso, para o protetorado. Claro que se vocês decidirem ficar parados nela alguém vai acabar se ofendendo. Isso é uma das coisas que eu queria falar com você Axel. Nos parentes somos livres para ir e vir. Mas você vai precisar de alguém de confiança quando receber um chamado dentro do território dos Corvos ou do nosso ou até dos punheteiros da Legião. Já pensou nisso?" Ele continua caloroso e amigável. Realmente preocupado com o problema de passagem. Até mesmo a hostilidade contra a Legião de Sangue parece alguém reclamando do irmão problemático.

    Passando pela cancela ele logo aponta a placa com o nome da rua. Uma avenida grande e movimentada. Ela sai da Alfandega e vai até o Porto passando pelo Corona. O que indica que os Uivadores tem um pezinho em cada um desses lugares e por algum motivo se preocuparam com garantir que outros lobos pudessem atravessar seus territórios. James dirige com calma, mais preocupado em falar com vocês que qualquer coisa. "Os dois devem ser da mesma alcateia certo?" Dentro do carro tem um monte de brinquedos de madeira jogados pelos cantos e uma cadeirinha de criança no banco de trás. Ele não parece se importar que vocês tenham que mexer neles. Nem que eles estejam meio mastigados. "Se eu posso dar um conselho, o mais difícil é manter a vizinhança fora dos seus assuntos. Hoje em dia com drones e o que mais. Quase impossível. Mas se eles acharem que vocês não tem nenhum segredo eles nem te enchem o saco. Eu digo isso porque vocês Urathas podem ser bem suspeitos e esquisitos. As vezes até intimidadores, né?" Ele pisca com um sorriso enorme no rosto. "Se sempre tiver alguém mais suspeito que vocês no bairro. Os fofoqueiros vão até ajudar a descobrir os problemas."

    Em pouco tempo já podem ver a casa de Connor.


    Bravos
    Antediluviano
    Bravos
    Antediluviano

    Mensagens : 4404
    Reputação : 335
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Bravos em Qua 17 Jun - 21:34




    Axel Brown

    - Eu prefiro comer pelas beiradas... - Disse Axel com um sorriso atravessado. O carro de James saía e ele parecia em perfeito funcionamento. Ele explicava sobre o churrasco que parecia ser descontraído apenas no nome, mas não na realidade. - Um churrasco depois de brincar na montanha gelada parece ser um ótimo convite. - Respondeu, no mesmo tom de descontração de James, embora estivesse se esforçando um pouco para aquilo. Quanto ele falou sobre as ruas de livre acesso e 'alguém de confiança', Axel notou que talvez não tivesse dado aquela devida atenção. - Isso é uma proposta de sociedade? Podemos conversar a sério sobre isso. Tenho que tocar os negócios independente do que a cultura Uratha acha disso. - Afinal ele tinha uma mãe para bancar e garantir um mínimo de conforto.

    - Olha para esse rapaz, você acha que ele é suspeito de alguma forma? - Apontou para Connor, devolvendo a tirada de sarro. - Nos encontramos na festinha mais tarde. - Disse enquanto o colega descia do carro. Quando saísse, pediria que James o deixasse na casa da mãe. Precisava ver como ela andava e... Sei lá, apenas precisava.

    Off: Por mim, pode finalizar aqui Rolling Eyes






    Conteúdo patrocinado


    High Cup Gill - Cumbria - Página 2 Empty Re: High Cup Gill - Cumbria

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua 30 Set - 0:14