Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Stroller - Anderson Van Korbecki

    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Dom Ago 16, 2020 11:19 am

    Anderson tinha passado anos na Itália sob o treinamento dos Wise Guys, ou Espertinhos, ou como quer que eles resolvessem se chamar nessa semana. O período de aprimoramento tinha levado o jovem theurge a um estágio de preparação em que ele se sentia preparado para integrar uma matilha e fazer algo útil pela Nação Garou. Ao voltar para casa, ele apenas aguardava uma oportunidade para iniciar essa nova etapa.

    A cidade de Vancouver, no Canadá, era renomada tanto como um lugar de seitas e caerns poderosos como também infestada de vampiros violentos e desordeiros. A convocação para Stroller veio de lá, da seita mista do Grande Urso Pardo.

    A assembleia da seita ocorreria na próxima lua cheia, e Stroller era esperado para a ocaisão.
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Ter Ago 18, 2020 5:52 pm

    * Anderson acordava, estava de volta ao canadá, as lembranças do local já não estava mais tão vivída em sua mente, mas sabia que era hora de retornar e contribuir para melhorar a vida das pessoas que lhe eram caras.

    Tinha alugado uma casa na área de North Vancouver, gostava daquela área pela proximidade com a vida animal, e sua infraestrutura totalmente renovada. Pensava nesta simbiose do verde com a cidade em perfeita harmonia *

    "Possa questa comunione continuare a lungo"

    * Se levantava e curtia os poucos momentos de liberdade que ainda tinha..*

    "Estou fora da minha morada, mas agora terei de me conectar a esta seita...Tinha ficado na casa de um familiar, il viaggio sarà arduo.."

    -- Hoje creio que será melhor ir pela umbra até lá... não quero entrar de carro e ter que me apresentar do nada... mas já sou aguardado né... mandar um whatsapp avisando que estou chegando...

    * Ia para a sua sala de meditação, vestia o seu terno, fazia suas armas virarem as tatuagens de crucifixo no pulso. Pegava um celular e manda uma mensagem para o seu contato avisando que iria caminhar até lá.

    Verificava se estava totalmente pronto para sair, então se ajoelhava  e fazia suas preces matinais.

    Ao terminar, acionava o sistema de segurança da casa e olhava para o espelho que ocupava uma parede inteira da sala e atravessava alçando a umbra. *

    "Se temos um problema de vampiros, pela umbra será um caminho mais seguro... la discrezione è il modo migliore"

    * Saia em destino ao Caern, observando a paisagem umbral enquanto mudava para hispo e começava a sua jornada até o caern *


    Stroller:
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Sab Set 05, 2020 10:12 am

    Stroller percorreu um atalho até a Penumbra de Vancouver, adentrando novamente a representação umbral da cidade de Vancouver. Não era uma cidade repleta de teias do padrão como Nova York, embora as aranhas do padrão fossem presentes, especialmente no centro. Também não era uma cidade antiga como algumas da Itália, então havia poucos edifícios se destacando na paisagem espiritual.

    Sem perder tempo, Stroller tomou o caminho para as montanhas a nordeste, onde ele sabia que encontraria o Caern do Grande Urso Pardo. A seita de mesmo nome era uma das maiores do Canadá, bastante antiga. Anderson sabia que ela tinha sido criada antes mesmo da chegada de Colombo, por Uktenas e Wendigos, mas mudara bastante nesses séculos, e agora os Presas de Prata pareciam dominar a seita multitribal, mantendo-a aberta a membros de todas as tribos. Seu tio, Patrick McMasters, ou Gaiaunabomber como os garous o chamavam, era parte da seita, embora viajasse por todo o mundo, o que explicava em parte ser apenas um fostern, posto dois para a Nação.

    Ao avançar rumo ao seu destino, Anderson pôde vislumbrar alguns espíritos de Gaia à medida que as áreas urbanas ficavam para trás. Alguns filhos das clareiras, os espíritos das árvores mais antigas, em estado de sonolência, pontilhavam seu caminho. Espíritos de animais eram mais esquivos e mantinham uma certa distância do Van Korbecki, e ele entendia seu comportamento, afinal era um theurge instruído nos rituais e conhecimentos espirituais.

    Em certo momento, quando a cidade já era uma mancha distante no horizonte e a penumbra espelhava o que deveria ser o projeto original de Gaia para aquela região, Stroller divisou três lobos vindo em sua direção, mas ele sabia que não eram apenas lobos. Eram garous.

    A alfa aparente daquele grupo uivou. Um Uivo de saudação. Stroller sabia como interpretar o significado dele.

    - Eu sou Coroa Branca, cliath presa de prata ragabash da Casa Coração Irrompível, servindo como Guardiã da Seita do Grande Urso Pardo. Identifique-se, por favor.

    Coroa Branca:

    Stroller, mesmo à distância, reconhecia a estirpe e o pedigree característicos da tribo dos Presas de Prata, mas essa parecia mais tranquila e indolente do que a maioria dos que ele já conhecera.
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Qui Set 10, 2020 7:39 pm


    * Stroller caminhava olhando o ambiente umbral, decorando o caminho até o Caern

    Notando a aproximação dos lobos, parava de imediado e ouvindo o uivo do guardião sentava e uivava em resposta*
    -- Sou Stroller, Theurge cliath pertencene aos Andarilhos dos Asfalto e indicado para ser membro da Seita do Grande Urso Pardo

    * Aguardava para ter certeza que tinha sido ouvido e aproximava a uma distancia grande e respeitavel para se manter uma conversa, voltando para a forma humana e falava *
    -- Honrado em conhece-la Coroa Branca-yuf, como eu falei, fui indicado a me apresentar a seita. Enviei a mensagem sobre minha chegada.

    * Olhava para os outros dois lobos *
    -- Espero que eu possa caminhar com vcs como irmãos de seita num futuro bem proximo. Fazer parte de uma seita desta magnetude, é uma responsabilidade espero ser digno de arcar.

    "Presas de prata tb? Melhor seguir com o protocolo e deixar eles bem cientes que sou o cara que veio ajudar..."
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Ter Set 15, 2020 6:57 pm

    A Presa de Prata acenou para ele, permitindo que ele se aproximasse após a apresentação.

    -- Honrado em conhece-la Coroa Branca-yuf, como eu falei, fui indicado a me apresentar a seita. Enviei a mensagem sobre minha chegada.

    * Olhava para os outros dois lobos *
    -- Espero que eu possa caminhar com vcs como irmãos de seita num futuro bem proximo. Fazer parte de uma seita desta magnetude, é uma responsabilidade espero ser digno de arcar.

    Coroa-Branca acenou para os dois lobos ao seu lado, fazendo as apresentações:

    - Esses são Devora-o-Rango, ragabash cliath roedor de ossos, e Visão da Terrível Nevasca, theurge cliath wendigo.

    Os dois assentiram com os focinhos para Stroller. O roedor de ossos tinha uma expressão apreensiva e dócil, enquanto o wendigo aparentava certa irritação e ferocidade.

    - Alguém precisa acompanhá-lo até o local da assembleia. Devora, vá você!

    O roedor choramingou:

    - Ms eu acabei de voltar de lá, e vocês dois não foram lá ainda...

    O wendigo rosnou:

    - Se está querendo dizer que eu tenho que ir só porque ela é presa de prata...

    Coroa-Branca latiu:

    - Chega! Se ninguém quer ir, vamos deixar o novato escolher! Então, Stroller, a opção é sua, quem você quer que te acompanhe até a assembleia?

    Anderson teve a sensação de que aquela escolha envolvia um pouco mais do que aparentava.
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Ter Set 15, 2020 9:45 pm

    Coroa Branca escreveu:
    - Chega! Se ninguém quer ir, vamos deixar o novato escolher! Então, Stroller, a opção é sua, quem você quer que te acompanhe até a assembleia?

    Anderson olhava a cena se desenvolver com um certo sorriso no rosto

    "Tutto ciò che mancava era ... il teatro garou per andare a un'assemblea

    Agora escolher sobre quem será meu guia... Quem diria... uma Presa delegando o direito de escolha..rsrsrs



    1. Presa de Prata ragabash... seria um perfil desbravador ou o traiçoeiro??...
    2. Roedor Ragabash... esse ai para guiar um Andarilho... quase pedir pra apanhar.... contudo essa possa ser a pegadinha... mas não né??
    3. Wendigo Theurge... Real dono desta terra, recebendo mais um invasor... não seria também uma primeira opção..."



    --Fammi capire bene, imagino que a asembléia esteja para começar... dito isso, vocês fazem parte dos guardiões do Caern, sendo responsável por cuidar da segurança das fronteiras, e claramente deve haver outras matilhas também patrulhando...

    -- Como estamos num ambiente espiritual, manter o Visão da Terrível Nevasca-yuf na patrulha é o melhor caminho.
    -- Mas como nenhuma invasão se dá de forma escancarada, manter um augurio que tenha como forte descobrir estes subterfúgios também se faz necessário até que sejam substituído pela proxima ronda.

    -- Conclusione, como dos ragabash 1 retornou a pouco da área de assembléia e, possivelmente com mais informações sobre os locais a patrulhar, peço que Coroa Branca-yuf seja quem me guie até lá, assim respeito aos companheiros e espero não atrapalhar nos seus afazeres de patrulha.

    -- O que acham? Assim Coroa Branca-yuf poderá atualizar aos demais sobre minha chegada, obter mais informações sobre os dois lados da pelicula poderá melhor ajudar na coordenação nesta atividade.


    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Qui Out 01, 2020 8:30 pm

    -- O que acham? Assim Coroa Branca-yuf poderá atualizar aos demais sobre minha chegada, obter mais informações sobre os dois lados da pelicula poderá melhor ajudar na coordenação nesta atividade.

    O Roedor de Ossos sacudiu a cabeça satisfeito, e o wendigo fez um som com sua garganta que poderia significar qualquer coisa. A presa de prata demorou um pouco para falar, mas finalmente disse:

    - Acho que você gosta de falar muito. Vamos então!

    Apesar da pressa expressa em suas palavras, Coroa Branca saiu caminhando calmamente nas quatro patas. Embora não fizesse nenhum esforço para ser imponente, seu andar era elegante e régio, mesmo com sua postura relapsa.

    Ela caminhava poucos passos à frente dele, sem se preocupar em falar. Seus modos lupinos não davam importância para coisas como "quebrar o gelo".

    Junto com ela, Stroller percorreu trilhas que serpenteavam na floresta de coníferas, já sentindo os efeitos da divisa daquele caern; era uma sensação de renovação ancestral, um sentimento de cura presente no próprio ar que respiravam. Após mais de meia hora de caminhada na forma lupus, eles chegaram a um ponto onde a floresta se abria numa clareira reservada, circundando uma pequena gruta.

    A clareira estava apinhada de garous, tanto na forma hominídea quanto lupina. O caráter multitribal daquela seita se notava rapidamente ao comparar um de seus membros com outro: praticamente nenhum deles se encaixava num estereótipo grupal, todos diferentes entre si. Enquanto Stroller absorvia a visão inspiradora e algo confusa de toda aquela seita reunida, Coroa Branca não deu sequer um olhar para a maioria dos membros, encaminhando-se diretamente  para um ponto próximo à entrada da gruta, com a confiança de quem já fizera aquilo algumas vezes.

    Coroa Branca se dirigiu a um homem e uma mulher que estavam na forma humana e guardavam alguma semelhança genética entre si; a raça pura de ambos era facilmente notável, e Anderson podia dizer que era bem concentrada. Coroa Branca fez um sinal de cumprimento com o focinho, e eles responderam com um aceno de cabeça.

    Louis e Victoria Corte Real:

    - Vim trazer Stroller até vocês. O Andarilho do Asfalto. Theurge cliath.

    A mulher se adiantou para responder:

    - Ah, sim, Stroller! Nós o aguardávamos essa noite. Obrigada, Coroa Branca, pode voltar a patrulhar com os outros guardiões.

    Assim despedida, a lupina apressou-se para longe da clareira, enquanto a presa de prata dava atenção ao Van Korbecki:

    - Seja formalmente bem-vindo a essa assembleia, Stroller. Eu sou Victoria Corte Real, Juíza de Prata, phillodox anciã dos presas de prata. Este é meu irmão, Louis Corte Real, Palavra de Prata, ancião ragabash de nossa tribo. Vamos presidir a assembleia essa noite. Ela vai começar em breve, mas acho que ainda há tempo para lhe apresentar o líder dos Andarilhos do asfalto local. Deixe-me ver, onde ele está... ah, ali! Venha comigo, Stroller!

    Não escapou a Anderson o silêncio enigmático de Louis, mas sua irmã parecia compensar isso com cordialidade e etiqueta exemplares; quase não parecia uma presa de prata, a não ser pela raça pura que emanava dela como o próprio odor. Victoria o levou até um homem de óculos e cabelo grisalho, que tinha acabado de se despedir de alguns outros garous.

    Bill Wallace:

    - Bill? Com licença, permita-me apresentá-lo a Stroller, o theurge andarilho do asfalto que veio a nós da Itália. Stroller, este é Bill Wallace, o Devorador da Weaver; ele é um adren ragabash, e também o membro de maior posto da tribo de vocês aqui na seita. Pode fazer companhia a Stroller, Bill? Eu preciso iniciar a assembleia logo mais. Stroller, espero que se porte bem na assembleia e  cause boa impressão em todos. Até mais tarde!

    E assim Victoria afastou-se, deixando Anderson na companhia do velho. Bill esperou que ela se afastasse alguns passos e então sussurrou:

    - Essa mulher é assustadora, não? E então, o que está achando da seita até agora?
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Sex Out 02, 2020 2:08 pm

    Coroa Branca escreveu:- Acho que você gosta de falar muito. Vamos então!



    "L'ho fatta arrabbiare... Não gostou de ser ela a escolha..rsrrsrs
    Mas quem melhor que uma presa pra me apresentar no caern as pessoas certas"


    * Ia para a forma lupina e acompanhava a presa de preta.
    Stroller lobo:


    O silencio dela quase fazia stroller rir um pouco, mas focava a atenção em decorar o caminho que ela fazia e a paisagem local.
    Ao adentrar nas fronteiras do caern, sentindo assim a emanação do poder dele parava u segundo fazendo um referencia ao espirito guardião daquele local na lingua dos espiritos *

    -- Grato grande espírito, por nos conceder esta morada e me receber em seu seio

    * Continuava sua caminhada seguindo coroa branca, em silencio para não atiçar a sua guia e ao entrar na área da assembléia ficava espantado com o numero de garous *
    "Realmente este é um caern antigo e bem poderoso... ter tantos garous assim sob sua bandeira... é um poder e tanto"

    * Observava calmamente os grupos, tentando memorizar os grupos formado, pois com isso ja teria uma ideia do grupo de alianças em volta

    É colocado na presença dois anciões, acenava respeitosamente enquanto prestava atenção à Victória. A sua beleza e sua presença nobre o fazia olha-la com a admiração devida e até se controlava no olhar para não aparentar um desejo à anciã


    Victoria escreveu:- Ah, sim, Stroller! Nós o aguardávamos essa noite. Obrigada, Coroa Branca, pode voltar a patrulhar com os outros guardiões.
    * Anderson se virava para Coroa branca *
    -- Muito grato por me guiar até aqui Coroa Branca-yuf

    * Via a garou retornar aos seus afazeres e voltava sua atenção aos anciões, além de ouvir, focava em ler as reações deles, tendo Victoria como a mestre de cerimônia, Stroller focava atenção aos anciões, notando a recepção quase congelada do Louis.

    "Ele não me ignorou, só não me achou digno de atenção... ponto registrado."

    Como Victoria não lhe dera espaço para falar, acenava à Louis enquanto saia.


    Victoria escreveu:- Bill? Com licença, permita-me apresentá-lo a Stroller, o theurge andarilho do asfalto que veio a nós da Itália. Stroller, este é Bill Wallace, o Devorador da Weaver; ele é um adren ragabash, e também o membro de maior posto da tribo de vocês aqui na seita. Pode fazer companhia a Stroller, Bill? Eu preciso iniciar a assembleia logo mais. Stroller, espero que se porte bem na assembleia e  cause boa impressão em todos. Até mais tarde!
    -- Grato pela sua gentileza e suas palavras Victoria-Rhya

    * Por fim se virava ao Bill sorrindo enquanto ele lhe falava *


    Bill escreveu:- Essa mulher é assustadora, não? E então, o que está achando da seita até agora?
    -- Não sei ao certo o que falar... Achei que ela está bem focada em garantir que as coisas aconteçam dentro do plano dela... me recebeu bem, mas não deu espaço para conversa, foi simpática e bem pragmática para se livrar desta pequena atividade que vos fala...rsrsrs

    -- É uma seita bem grande, e notei diversos grupos. Pela postura do Louis, existe uma clima mais pesado do que se demonstra, pois claramente não fui digno da atenção dele, tem outras coisas acontecendo... E bem, fui chamado a fazer parte dela, creio que neste momento, entendo que até aqui minha chegada foi um sucesso... já conheço 3 presas de pra, 1 wendigo e 1 roedor...rsrsrs

    -- Pelo menos até este momento conheço tb 3 andarilhos... Eu, meu tio e você. Em numero estamos bem...rsrsrs

    -- Estou vendo que temos plateia lotada hoje, teremos algum anuncio grande ou grandes disputas para ter tanto garou interessado nesta assembléia de hoje?


    * Stroller estava mais relaxado, pois estava com o líder andarilho local, então poderia ser mais ele mesmo e não só as formalidades dos presas. *
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Sab Out 10, 2020 4:25 pm

    STROLLER

    Stroller escreveu:-- Não sei ao certo o que falar... Achei que ela está bem focada em garantir que as coisas aconteçam dentro do plano dela... me recebeu bem, mas não deu espaço para conversa, foi simpática e bem pragmática para se livrar desta pequena atividade que vos fala...rsrsrs

    -- É uma seita bem grande, e notei diversos grupos. Pela postura do Louis, existe uma clima mais pesado do que se demonstra, pois claramente não fui digno da atenção dele, tem outras coisas acontecendo... E bem, fui chamado a fazer parte dela, creio que neste momento, entendo que até aqui minha chegada foi um sucesso... já conheço 3 presas de pra, 1 wendigo e 1 roedor...rsrsrs

    -- Pelo menos até este momento conheço tb 3 andarilhos... Eu, meu tio e você. Em numero estamos bem...rsrsrs

    -- Estou vendo que temos plateia lotada hoje, teremos algum anuncio grande ou grandes disputas para ter tanto garou interessado nesta assembléia de hoje?

    Bill concordou com o que Anderson dizia, com um pequeno sorriso de aprovação.

    - Você é esperto, Stroller. Vou te dar um pequeno resumo sobre  situação: esse caern tem séculos e pertenceu aos wendigos até a chegada dos europeus. Com a diminuição de wendigos e o aumento de garous de outras tribos, a seita tornou-se mista, mas a relação é conflituosa. Hoje em dia, existem basicamente três alas: wendigos, uktenas, garras vermelhas são os radicais; fiannas, roedores de ossos e, claro, andarilhos, somos os progressistas; os demais são a turma que tenta evitar que isso acabe em pancadaria toda vez que nos reunimos. 

    Bill indicava discretamente alguns dos membros da seita enquanto citava as tribos.

    - Agora, meu jovem, vou te dizer porque você está aqui. Essa seita controla três caerns: um pequeno e discreto caern urbano em Vancouver, um caern bastante razoável em Abbotsford onde a seita realmente funciona, e este aqui, o mais antigo, poderoso e misterioso. Geralmente, nós andarilhos ficamos entre Vancouver e Abbotsford e deixamos os místicos, os tradicionalistas e os que acham que têm poder cuidar daqui.

    Stroller ouviu uma nota estranha na voz de Bill ao dizer isso, e ele não parecia muito certo do que dizia.

    - Porém, há pouco mais de 3 meses, a seita bancou o projeto de uma portadora da luz interior de criar um novo caern. Essa portadora convenceu todos a seguir sinais de um espírito novo que ninguém conhecia e juntou mais de 30 garous para realizar o ritual de criação de caern. Sabe o que aconteceu? Só ela sobreviveu. E agora ela está juntando cliaths de várias partes do mundo que, supostamente, foram escolhidos por esse novo espírito, e os levando para a área desse novo caern.

    A desconfiança na voz do andarilho do asfalto mais velho era evidente.

    - Esse novo caern não está aberto a todos os membros da seita, só tem uma Ponte da Lua, que traz para este caern, e os novos garous que ela traz não passam pela avaliação do conselho de anciãos da seita. Praticamente, essa theurge é a única autoridade nesse novo território. Não te parece uma nova seita querendo independência? O mais preocupante é que não sabemos nada sobre esse novo totem.

    Bill olhou mais diretamente para Anderson e explicou:

    - É aqui que você entra. Nós já tentamos colocar alguém de nossa confiança lá dentro, mas fomos rechaçados com a argumentação de que somos velhos preconceituosos. Então, um cliath novo, vindo de fora, derrubará esses argumentos, e você poderá investigar in loco o que é que que está acontecendo lá!

    Os olhos do Devorador-da-Weaver quase brilhavam quando ele parou de falar. Ele passou alguns minutos observando os outros garous, até que cutucou Stroller com o cotovelo.

    - Olhe discretamente aqueles dois que acabaram de entrar. Ela é a portadora da luz que eu te falei, Testemunha-das-Estrelas. Não conheço o garoto com ela, mas deve ser um dos novos recrutas dela.

    Spoiler:

    Os dois garous que Bill indicara foram falar com Victoria e Louis, e depois se retiraram.


    SUMÉ

    Megumi e Sumé assumiram a forma lupina e viajaram algumas milhas pelas florestas de coníferas canadenses, subindo colinas por trilhas que serpenteavam entre as altas árvores ainda intocadas pelas mãos humanas.

    Sumé já sentia os efeitos da divisa daquele caern; era uma sensação de renovação ancestral, um sentimento de cura presente no próprio ar que respiravam. Após mais de meia hora de caminhada na forma lupus, eles chegaram a um ponto onde a floresta se abria numa clareira reservada, circundando uma pequena gruta. 

    A clareira estava apinhada de garous, tanto na forma hominídea quanto lupina. O caráter multitribal daquela seita se notava rapidamente ao comparar um de seus membros com outro: praticamente nenhum deles se encaixava num estereótipo grupal, todos diferentes entre si. 

    Testemunha-das-Estrelas guiou Sumé até perto da entrada da gruta, onde um homem e uma mulher observaram sua aproximação.

    Spoiler:

    - Saudações, anciãos. Eu acabei de regressar com mais um garou que viu o sinal do Pássaro de Fogo. Este é Sumé Revogador-de-certezas, ragabash cliath uktena do Brasil.

    A mulher tomou a frente, respondendo:

    - Saudações, Revogador-de-Certezas. Eu sou Victoria Corte Real, Juíza de Prata, phillodox anciã dos presas de prata. Este é meu irmão, Louis Corte Real, Palavra de Prata, ancião ragabash de nossa tribo. Vamos presidir a assembleia essa noite. Ela vai começar em breve, então por favor acomodem-se.

    Com isso, Megumi levou Sumé para sentarem-se numa formação semi-circular ao redor da entrada da gruta.



    STROLLER & SUMÉ

    Aos poucos, os garous foram se assentando numa forma semicircular ao redor da entrada da gruta, enquanto uivos ecoavam  pela clareira, convocando todos.

    O Uivo de Abertura foi executado por uma mulher ruiva que ostentava orgulhosamente glifos fiannas em seu corpo. A voz dela era afinada mas potente, e cortou o ar noturno, ressoando nos ouvidos de cada garou e arrepiando os pêlos de todos.

    Para os garous, o uivo era plenamente compreensível, transmitindo uma mensagem clara:

    - Irmãos garous! Seita do Grande Urso Pardo! Juntem-se! Unam-se!  Reúnam-se agora perante Gaia, o Grande Urso, e todos os espíritos que lembram-se do pacto! Venham expressar seu ânimo triunfante e seu lamento melancólico! Relaxem suas presas e garras, e agucem seus ouvidos e mentes! Nós, guerreiros de Gaia, nos reunimos agora para agradecer, honrar, lamentar, parlamentar e celebrar como um só! Aaauuuuuuuuuuuuuuuuu.....

    À medida que o uivo dela se estendia, todos os garous foram se juntando ao uivo, todos emitindo sua voz até um único som poderoso e arrepiante ecoar por milhas de distância.

    Depois de longos minutos, o uivo foi diminuindo até cessar.

    A fianna ruiva sentou-se na roda e um homem das Primeiras Nações (como eram chamados os nativo-americanos (ou índios) no Canadá) levantou-se, carregando um tambor bastante enfeitado, com glifos garous e objetos que faziam referência a espíritos totêmicos. Ele começou uma batucada, cujo ritmo foi acompanhado por palmas ou batidas de pés no chão por todos os garous da seita. O conjurador dos espíritos começou a entoar uma ladainha:

    - Gaia, Mãe, Avó, Grande Deusa Mãe! Grande Urso! Grande Wendigo! Cervo! Falcão, Barata, Pégaso, Fenris, Unicórnio, Grifo, Coruja, Quimera, Rato, Trovão, Uktena! Venham e vejam! Testemunhem como nós garous honramos o pacto ancestral e renovamos nossa aliança! Venham e vejam! Testemunhem...

    À medida que a batucada continuava e o cântico assumia um ritmo quase hipnótico, o cenário ao redor dos garous parecia nublar-se, turvar-se, borrar-se. Os ventos pareciam curvar-se na forma de animais totêmicos, as árvores balançavam como se dessem passagem  criaturas invisíveis, a própria terra sob os pés dos lobisomens parecia mover-se. Capazes de olhar através da penumbra, os garous conseguiam ver os espíritos invocados aproximando-se, e um enorme urso pardo de pé acima da gruta.

    Quase de modo imperceptível, o cântico diminuiu e findou.

    Assim que o theurge sentou-se, a anciã presa de prata Victoria Corte Real levantou-se e assumiu o comando:


    - Vamos iniciar agora a Quebra do Osso. As questões importantes podem ser apresentadas para a discussão da seita.

    O ancião Bill Wallace foi o primeiro a tomar a palavra, falando incisivamente:

    - A questão que mais preocupa todos nós é o caern do Pássaro de Fogo. Isso é óbvio! Nós já pedimos que haja um representante da seita naquele caern para se certificar das ações que ocorrem lá! E já que reclamaram do viés de alguns membros da seita, sugiro agora que a gente envie um cliath recém-chegado, Stroller.

    Megumi não pareceu surpreender-se, e manteve-se impassível ao lado de Sumé. Tanto que Victoria teve de inquiri-la:

    - O que você diz sobre isso, Testemunha-das-Estrelas?

    Só então a portadora da luz respondeu, sem nem mesmo se levantar de onde estava:

    - Não há nada para ele fazer lá. O Pássaro de Fogo não fala com qualquer garou, ele é seletivo. A presença de alguém não escolhido pelo totem pode ser não apenas inútil para ele, mas também pode prejudicar nossa relação com o espírito.

    Pela primeira vez, Louis Corte Real, o ragabash ancião dos presas de prata falou, inesperadamente:


    - O ritual de criação do caern matou quase 30 garous. Como sabemos que esse Pássaro de Fogo é um espírito de Gaia e não da Wyrm?

    Murmúrios preocupados espalaharam-se por todos os  garous, e Megumi demorou um pouco para responder.

    - Não sabemos. E é por isso que devemos ser cautelosos. Ademais, vocês nem sequer perguntaram ao cliath andarilho se ele quer ir.

    Todos os olhos se voltaram para Stroller. A portadora da luz se levantou e lançou-lhe um olhar intimidador, indagando:

    - Você deseja fazer isso, Stroller? Ser um peão de sua tribo, enviado como um espião a um lugar ermo, quase inacessível, só acompanhado por cliaths dos lugares mais diversos do mundo que ouvem e enxergam coisas que mais ninguém percebe, supervisionado por uma portadora da luz dedicada a um propósito obscuro até para ela mesma?
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Sab Out 10, 2020 6:36 pm

    * Ouvia com atenção as palavras de Bill... *
    Bill escreveu: ...juntou mais de 30 garous para realizar o ritual de criação de caern. Sabe o que aconteceu? Só ela sobreviveu. E agora ela está juntando cliaths de várias partes do mundo que, supostamente, foram escolhidos por esse novo espírito, e os levando para a área desse novo caern.
    * Nisso com um nó na garganta voltava para a sua forma hominidea, voltando a trajar o terno sport fino que a situação demandava *
    "Como assim, a abertura de um caern demandou o sacrifício de 30 garous?... e ela conseguiu ocultar a localização para ninguém alcança-lo tb... não é uma seita independente... é quase um culto... agora à quem?"

    Bill escreveu:- É aqui que você entra. Nós já tentamos colocar alguém de nossa confiança lá dentro, mas fomos rechaçados com a argumentação de que somos velhos preconceituosos. Então, um cliath novo, vindo de fora, derrubará esses argumentos, e você poderá investigar in loco o que é que que está acontecendo lá!
    -- Essere gettato nella fossa dei leoni!!! É essa minha missão? Não serei o espião, serei a corregedoria lá... todos sabem que estarei procurando pelos erros no processo...rsrsrs
    -- Já viu alguém que gosta de um membro da corregedoria?? la mia prima sfida è sopravvivere alla prima ora!!!


    * Era possível notar um nervosismo em Stroller qd terminava de falar, mas ao ver Bill direcionar o olhar para a Portadora, imediatamente de recompõe e fica novamente relaxado, quase perdido em pensamentos enquanto se iniciava a Assembléia. *

    -- Bem, se vocês acreditam que este theurge possa fazer algo e retornar, então só me resta agradecer a oportunidade... afinal... Ninguém quer viver pra sempre!!! hahahaha

    * Acompanhava o inicio prestando a atenção nos espíritos qd estes se aproximam, focando a sua atenção para o outro lado da película, ouvindo e vendo as coisas lá por um tempo, observando os espíritos que fazem parte da corte desta seita.

    Ao retornar, vê que a portadora já estava falando sobre ser inútil a presença dele lá *
    "Nossa, isso que é ter politica 0... isso joga mais contra ela do que a favor..."

    Testemunha das estrelas escreveu:- Não sabemos. E é por isso que devemos ser cautelosos. Ademais, vocês nem sequer perguntaram ao cliath andarilho se ele quer ir.
    * Quando todos passam a olhar para Stroller, ele sente o peso da reunião nos seus ombros... Se segura para não dar um passo pra trás... respira e olha diretamente para ela, arrumando o terno enquanto isso.*

    Testemunha das estrelas escreveu:- Você deseja fazer isso, Stroller? Ser um peão de sua tribo, enviado como um espião a um lugar ermo, quase inacessível, só acompanhado por cliaths dos lugares mais diversos do mundo que ouvem e enxergam coisas que mais ninguém percebe, supervisionado por uma portadora da luz dedicada a um propósito obscuro até para ela mesma?
    "Madre santa, aiutami a rispondere che ... Preciso falar, ganhar tempo e organizar as idéias... vamos lá Theurge... dá um jeito..."

    * Anderson dava uma risada e olhava em volta enquanto caminhava para o centro, para ser visto por todos.. ria da situação como de si mesmo ao caminhar como se tivesse ganhado um Oscar ou coisa assim. Chegando na área, mas distante da Portadora e seu companheiro, parava e fazia uma referência a ela e se virava para os demais *

    -- Ora la conversazione è diventata seria... Primeiramente, como sou um recém chegado, manda a educação eu me apresentar aos senhores membros desta seita.
    -- Sou conhecido entre os humanos como Anderson Van Korbecki. Aqui entre os meus irmãos eu sou Stroller, Theurge Cliath dos Andarilhos do Asfalto e chamado para ser membro da Seita do Grande Urso Pardo!


    * Falava em alto em bom tom para que todos soubessem quem ele era e qual sua determinação em fazer parte desta seita * .
    -- Sou nascido nesta terra que hoje os humanos chamam de Canadá, depois de minha primeira mudança fui educado pelos Andarilhos nas terras da Itália.

    -- Agradeço a todos a honra de estar aqui diante de vocês.

    "Ok, parte do 'Quem diabos é este cara' vencida...
    Agora vem a parte dificil... colocar uma outra theurge, mais sábia, numa posição onde negociar seja mais interessante que a simples negação..."


    * Voltava-se novamente para a Theurge e olhando para os Presas de Prata *
    -- Testemunha das estrelas-rhya, como eu disse, sou um theurge, nascido entre os humanos e, desta forma, bastante tocado pela curiosidade que lhes é tão comum...

    -- Primeiro, gostaria de lhe esclarecer alguns pontos... Não serei um peão da minha tribo... e muito menos um espião minha Rhya...

    * Olhava para ela e os demais, enquanto andava e mexia os braços enquanto falava *
    -- Não posso ser um peão da tribo, pois fui chamado pela seita a qual a Rhya faz parte, então neste quesito, serei seu irmão mais novo que está em busca de orientação.

    -- Não posso ser um espião, pois para isso necessitaria que você não soubesse a razão do meu envio, mas bem... a Rhya sabe meu nome, quem me indicou e na frente de todos os demais aqui... Não tenho nenhum pretexto de esconder algo da Rhya e muito menos agir pelas suas costas, você já sabe inclusive o pq estou indo!!

    -- Então esclarecidos estes dois pontos, vamos a pergunta real...


    * Respirava um pouco e dava uma pausa para que todos assimilassem o que ele dissera e por fim, arrumando a idéias na cabeça, continuava *
    -- Se entendi corretamente, você está me perguntado se:
    a) Eu, THEURGE, quero ir conhecer um espiríto até pouco desconhecido, o Passaro de Fogo... que não é a phoenix BTW,
    b) Ter a chance de conhecer um caern em crescimento em local ermo e aprender os ritos para chegar lá e como acessá-lo
    c) Poder interagir com ele e os espiritos que os seguem, aprender com eles, entender suas intenções, seus chiminages e suas estórias

    -- Como Theurge, a minha resposta é QUANDO COMEÇO?


    * Olhava para todos, focava seu olhar para Bill e os anciões presa de prata *
    -- Se eu vejo desta forma, acredito que nossos irmãos theurges uktenas tb, na verdade qualquer theurge... tanto a aprender e descobrir como isso poderá ajudar gaia... vários de nós temos esta curiosidade e queremos fazer parte disso, até para dirimir qualquer dúvida que ainda paire junto aos demais

    * Por fim, novamente ficava na frente da Theurge e se ajoelhava *
    -- Então, Testemunha das estrelas-rhya, estou a sua disposição para aprender e ajudar naquilo que for capaz e, como um irmão menor de seita, peço sua orientação nos caminhos juntos aos espíritos que nos guiam

    "Bem, agora cabe a ela dizer se todos devemos pegar aquela ponte da lua e enfrentar cliaths e o que mais estiver do outro lado... ou me aceitar como seu aprendiz...
    Será que escolherá um terceiro caminho e surpreender os anciões?

    Se ela negar... terá se colocado numa situação declarada de guerra... se me matar e eu não entrar em contato... tb terá declarado guerra, mas dentro dos termos dela... bem... pelo menos até chegar no caern, estarei vivo..."


    * Continuava de joelho e ficava em silêncio esperando a fala dos demais *
    Xafic Zahi
    Mutante
    Xafic Zahi
    Mutante

    Mensagens : 554
    Reputação : 16
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Xafic Zahi Dom Out 18, 2020 2:42 pm

    Sumé seguiu com um olhar de curiosidade ao longo de todo o caminho. De forma automática, procurava registrar as trilhas e curvas que fazia com Megumi. Não tinha certeza para onde estava indo e, por esse motivo, ter uma rota de fuga era importante para o Ragabash.

    Ao encontrarem com Victoria Corte Real e Louis Corte Real, Sumé acena respeitosamente para os Presas de Prata.

    Momentos depois, estavam todos reunidos e a cerimônia teve início, guiada pelos anciões locais, e Sumé permaneceu quieto ao lado de Megumi. Era a primeira vez que estava em um Caern dominado por uma seita multitribal. Quantos conhecimentos existiriam ali? Quantas informações poderiam ser adquiridas e levadas ao seu povo?

    Tratativas foram iniciadas e, ao olhar de Sumé, Megumi era colocada contra a parede. O Ragabash ficou abismado com a revelação que o ritual de criação do caern, liderado por Megumi, havia matado quase 30 garous. No entanto, qualquer questionamento que fizesse ou explicação que exigisse de Megumi naquele momento, poderia enfraquecer o poder de negociação da anciã perante aquela seita. Dessa forma, Sumé, mesmo sem dizer alguma palavra, mostra apoio incondicional à Megumi, permanecer ao seu lado.

    O Cliath em questão toma a palavra, aceitando o encargo de bucha de canhão para a seita.

    Sumé mais uma vez permanece em silêncio, aguardando o posicionamento de Testemunha-das-Estrelas.
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Seg Out 19, 2020 4:20 pm

    STROLLER & SUMÉ

    Testemunha-das-estrelas ficou ouvindo enquanto Stroller falava, parecendo analisar cada palavra. O resto da seita pareceu um pouco incomodada com a longa explanação do andarilho do asfalto, mas não atrapalharam a fala dele.

    Quando ele terminou, a portadora da luz interior não respondeu; em vez disso, virou a cabeça para os lados em direção aos anciãos.

    - O Conselho de Anciãos checou todas as questões sobre o Pássaro de Fogo e me deu autonomia para estudar a questão. Essa palavra ainda é válida?

    Houve um certo constrangimento entre os anciãos, não apenas os Presas de Prata que presidiam a assembleia, mas também os outros que observavam. Por fim, a phillodox Juíza de Prata ergueu a voz para responder:

    - Sim, Testemunha-das-Estrelas, essa palavra continua em valência. As preocupações sobre o que ocorre no caern do Pássaro de Fogo não invalidaram essa decisão... ainda.

    A theurge pareceu satisfeita e fez outra pergunta:

    - E esse andarilho do asfalto é membro da seita?

    Victoria considerou a questão e respondeu com cautela:

    - Tecnicamente, não. Os Andarilhos do Asfalto o convocaram para esta assembleia, mas a afiliação dele à esta seita ainda não foi submetida ao Conselho de Anciãos, e poderia, em tese, ser recusada. Na verdade, o status atual dele é semelhante aos jovens garous que você vem reunindo no caern do Pássaro de Fogo: sua presença é permitida, mas não fazem parte da seita oficialmente...

    A Presa de Prata esforçava-se para ser bastante técnica e legalista, estabelecendo a aplicação das leis garous, mas Testemunha-das-Estrelas já se adiantava para outro ponto:

    - Eu aceitarei a presença de Stroller no caern do Pássaro de Fogo, desde que ele continue sob minha autoridade, e sem o status de membro desta seita.

    Os anciãos entreolharam-se entre si, alguns cochicharam, e a maioria aquiesceu com a cabeça.

    Só então Testemunha-das-estrelas voltou-se novamente para Stroller.

    - Entenda o seguinte, Anderson Van Korbecki: você não é um escolhido pelo Pássaro de Fogo. Sua presença como observador é uma concessão às preocupações da seita do Grande Urso Pardo. Você estará inteiramente sobre minha orientação; a qualquer momento que eu achar que sua presença é nociva, você será retirado do caern. Da mesma forma, se quiser desistir de sua missão a qualquer tempo, você poderá fazê-lo sem nenhum empecilho. Se alguma vez encontrar qualquer prova de corrupção da Wyrm no caern, terá inteira liberdade para reportar os fatos ao Conelho de Anciãos. Compreendeu tudo?

    Depois da resposta de Stroller, Megumi sentou-se novamente ao lado de Sumé. ela falou em voz baixa com o Revogador-de-Certezas:

    - Sumé, não sei qual misão o Pássaro de Fogo tem reservado para você, mas farei-lhe um pedido a mais. Você é um ragabash de uma tribo de grande conhecimento místico. Em certo sentido, você é o oposto de nosso novo companheiro andarilho do asfalto. Fique vigilante, mantenha um olho sobre Stroller sempre que puder, e me relate qualquer coisa que achar suspeita. Posso contar com você?

    Do lado de Anderson, Bill veio falar com ele:

    - Não foi tão ruim quanto eu imaginava, mas é uma pena que você tenha que ficar isolado lá, garoto! Se Gaia quiser, não será por muito tempo. Fique de olhos abertos lá e, a qualquer sinal de tramoia, saía correndo de volta pra nós!

    O resto da Quebra do Osso foi peenchido com discussões sobre cargos na seita. Nenhum segredo ou questão sensível foi discutido, talve pela presença de garous que não eram membros da seita.

    As Lendas e Histórias começaram com os relatos de garous e matilhas sobre suas últimas vitórias contra a Wyrm; era possível perceber que a seita era bastante ativa na política dos humanos e empreendia diversas cruzadas contra alvos da Wyrm e até da Weaver. Os anciãos respondiam a cada relato conferindo renome na medida em que julgavam meritório. Depois que todos os feitos foram relatados, outros garous começaram a contar histórias antigas, em forma de fábulas orais ou canções, o que estendeu-se por várias horas.

    Finalmente, era chegada a hora do Festim. A Fúria dos garous estava no máximo, e o uivo de guerra ecoou nos ouvidos de todos.


    OFF: Se quiserem fazer algo durante a assembleia, ou mesmo falar nela, fiquem à vontade! Eu respondo conforme as ações de vocês. Mas se já concluíram suas ações na reunião, rolem um teste de Fúria pra determinar seu desempenho no Festim. 
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Qua Nov 04, 2020 3:44 pm

    Anderson ouvia a conversa

    Juíza de Prata escreveu:- Tecnicamente, não. Os Andarilhos do Asfalto o convocaram para esta assembleia, mas a afiliação dele à esta seita ainda não foi submetida ao Conselho de Anciãos, e poderia, em tese, ser recusada. Na verdade, o status atual dele é semelhante aos jovens garous que você vem reunindo no caern do Pássaro de Fogo: sua presença é permitida, mas não fazem parte da seita oficialmente...

    " Che cazzo ??? Me chamam aqui... dão uma missão de merda, viajei da italia pra cá, refiz a porra da vida toda pro cara falar 'Tecnicamente não'... isso ferrou com tudo e mais um pouco...."

    * A cara do andarilho a partir deste momento esta pra poucos amigos... quando a Portadora voltava a falar ele ainda pensava no que o que tinha acabado de ouvir... *
    "Tecnicamnete... estes anciões estão com medo dela é isso?? Uma Portadora esta deixando presa de pratas e outros sob seu crivo e ainda dita as ordens..."


    Megumi escreveu:--Compreendeu tudo?

    * Voltava a si naquele momento...*
    -- Compreendi que de fato não sou membro desta seita, e tb não fui escolhido pelo totem de um caern que matou 30 garous...
    -- Como os anciões não me deram apoio, pois posso ser rejeitado... e não tenho o seu apoio... vou seguir com a única opção que me resta.


    * Fazia uma referência a ela e aos anciões voltanto para o seu lugar juntos aos demais.

    Vendo que a discussão continuava, via que o andarilho se aproximava *

    Bill escreveu:- Não foi tão ruim quanto eu imaginava, mas é uma pena que você tenha que ficar isolado lá, garoto! Se Gaia quiser, não será por muito tempo. Fique de olhos abertos lá e, a qualquer sinal de tramoia, saía correndo de volta pra nós!

    -- Não foi ruim, foi pior... Não vou me meter em problemas que não são meus e não tenho apoio declarado... Se querem acusar ela de corrupção, não será este cliath que servirá de isca.

    -- Voltarei para North Vancouver e lá pedirei a minha tribo uma seita que "Tecnicamente me aceite" antes de enviar para missões que colocam em dúvida a honra e sabedoria de outro garou.

    -- Peço desculpas aos rhyas pelo tempo perdido.


    * Anderson, reverenciava ao andarilhos e tomava seu caminho para fora do caern para retornar ao seu apartamento *
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Qua Nov 04, 2020 6:04 pm

    Stroller escreveu:-- Não foi ruim, foi pior... Não vou me meter em problemas que não são meus e não tenho apoio declarado... Se querem acusar ela de corrupção, não será este cliath que servirá de isca.

    -- Voltarei para North Vancouver e lá pedirei a minha tribo uma seita que "Tecnicamente me aceite" antes de enviar para missões que colocam em dúvida a honra e sabedoria de outro garou.

    -- Peço desculpas aos rhyas pelo tempo perdido.

    Assim que Stroller se levantou, foi puxado de volta ao chão por Bill. O velho pareceu um pouco mais tenso enquanto falava num tom baixo e apressado:

    - Não entendeu o que aconteceu, garoto? A acusação já foi feita, mas não temos provas! E é pra isso que precisamos de você! Eu sabia que ela ia usar de novo a desculpa do olhar enviesado da seita, então o escolhido tinha que ser alguém que "tecnicamente não é parte da seita"!

    Bill soltou o braço de Anderson mas ainda o encarava com uma seriedade mortal:

    - Não sei o que te ensinaram na Itália, mas você devia saber que a Nação Garou não é um clube de amiguinhos! Os garous são seus piores inimigos, e temos que estar atentos a qualquer atividade anormal! Os anciãos dessa seita estão muito preocupados com seus próprios joguinhos e não se atentaram para o perigo mesmo com nossos avisos! Pode haver uma garou corrompida por um espírito assassino construindo uma seita paralela próxima daqui, e eles estão alegremente condescendentes com isso!    

    O andarilho do asfalto mais velho suspirou para recuperar a calma e continuou num tom mais amigável:

    - Escute, entendo que você tenha ficado chateado por não ter uma posição nessa seita, mas isso é normal: você está no posto e na idade em que um garou pode e deve viajar de seita em seita buscando oportunidades para servir melhor a Gaia e ascender a posições maiores na Nação Garou. Quem fica fixado a uma seita vai progredir em ritmo mais lento, pois sempre terá postos superiores a ele dando ordens. Chame essa missão de infiltração, espionagem, observação do que quiser, mas ela é importante! Além do mais, depois de você ter aceitado a tarefa perante o conselho dos anciãos, iria pegar muito mal pra você dar pra trás agora, bem como abandonar uma assembleia no meio, então não se queime assim! Eu falei sério quando eu disse que nós, nossa tribo, estaremos com você, te apoiando no que pudermos! Se você precisar da cavalaria a qualquer momento, nós estaremos prontos! Então não envergonhe a nós dois e abrace a missão que você aceitou, porque não podemos deixar um monte de cliaths continuarem sendo recrutados por algum motivo obscuro, entendeu?
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Qua Nov 04, 2020 7:58 pm

    Anderson ouvia a fala de Bill e era possível ver a fúria crescendo dentro dele...
    "Cosa pensa sia successo qui...???"

    * Quando Bill termina de falar Stroller consegue apenas proferir... *
    -- Rhya, Falaremos ao término da Assembléia então...

    * Assim que a Assembléia termina, Stroller caminha para uma área onde possa falar com Bill a sós sem ter que ficar sussurrando.
    Olhava em volta para ter certeza que estavam realmente sós e mais tranquilo falava com o Bill*

    -- Não... você não entendeu a situação que você me colocou e eu na minha ingenuidade cai...
    -- Na frente de uma assembléia geral, foi falado a todos...
    1 - Eu não sou membro desta seita;
    2 - Isso foi um pedido dos Andarilhos... isto é, isentaram toda a liderança de qualquer participação nesta história...

    -- Em outras palavras, estou indo como uma Birra de tribos... Isso é o que foi falado na assembléia... e deram a ela o direito de escolher todo do meu destino, se ela quiser chegar lá e me matar... e eles não vão fazer nada sobre isso... Pois isso não seria uma ação contra a seita...

    -- E qual foi a fala dela... Ah "se quiser desistir de sua missão a qualquer tempo, você poderá fazê-lo sem nenhum empecilho"... isto é.. se eu desaparecer, foi simplesmente pq quis ir embora e ela me deixou sem qualquer problema... e não estará mentindo perante qualquer philodox... Ou vc esqueceu como se faz alguém desaparecer... nossa tribo é especialista nisso... tvz só Senhores da Sombra se comparem a nós e eles não mandaram ninguém da fileira deles...

    -- Vc quer saber o que eu aprendi junto aos Dons na itália... a ler as possibilidades de uma negociação... e nessa eu sou o Boi de Piranha que a seita quer usar.. e vcs me venderam... essa é a verdade. Qualquer Don saberia ver o que foi dito por ela... aliás.. todos sabem e a seita deixou claro que não se importa... isso é um jogo de [b]Win or Die[b] pra mim...


    * A raiva do Stroller ia novamente crescendo, mas ele respira por uns dois segundos, fazendo um sinal para que o Bill não o interrompa...*
    -- Mas uma coisa esta certo no que você falou, a tribo me mandou e devo ir até lá... e tb você confirmou que terei suporte... então vamos a realidade aqui...

    -- Se é só eu chamar e vocês estarão lá... imagino que vocês vão me dar alguma coisa que possa fazer isso, um espirito acompanhante? o que será isso?

    -- Mesmo eu indo, temos dois caminhos a seguir...
    1 - Eu vou com eles e chegando lá vou embora... Pois conforme a portadora, eu posso simplesmente desistir e isso não acarretará nenhuma perda de renome e nada, visto que foi o acordo feito em assembleia...

    2 - Vocês vão me equipar pra chegar lá ter como me defender e como sumir dali em segundos... Assim terei mais tempo para entender a dinâmica de lá e caso seja a de matar quem não foi convocado pelo pássaro, consigo desaparecer...

    Vou falar a minha exigência para a opção 2
    Primeiro ponto:
    -- Vcs vão me dar alguma arma que faça barulho.. um fetiche que eu devolverei assim que retornar da missão.
    -- Se é a bazuca de ombro do predador, o revolver de teias ou o que for, eu aceito... assim eu tenho como me proteger e ganhar tempo para o item 2

    Segundo ponto:
    -- um amuleto que me transporte imediatamente de lá para um caern nosso e protegido...

    Pelo que entendi vocês não fazem ideia de onde é esse caern, é isso? Então vou fazer um amuleto agora que seja um ping de satélite... vai direto para o seu celular e vc saberá a minha localização... e com isso a exata localização do caern. O que não falta é satélite do 5 eyes rodando daqui até a Rússia e Ásia...

    Se você concordar, então só precisa me mostrar onde eu possa fazer esse ritual por aqui, numa área mais tranquila e com menor chance de termos alguém do time dela observando a negociação com o espirito...

    O que você me diz?


    * Anderson entendia perfeitamente o que fizera... e sua expressão estava resoluta
    "Ou este Adren vai me matar agora ou me expulsar... ou finalmente vai entender e passar a me ajudar... pois não vou pra morte de mãos vazias e um plano de escape..."
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Sab Nov 07, 2020 4:10 pm

    A assembleia terminou e, como esperado, os andarilhos do asfalto não foram destaques durante o Festim. Stroller e e o Devorador-da-Weaver não se importavam, pois tinham outras coisas em mente.

    Eles se reencontraram pela manhã num descampado com vista para a rodovia, já fora da divisa do caern do Grande Urso Pardo. Não havia ninguém à vista no raio de  milhas, e isso servia ao propósito de conversarem.

    Bill parecia um pouco ansioso, mas deixou que Anderson falasse, expressando sua visão sobre a situação, suas reclamações, e, principalemnte, suas reivindicações.

    Stroller escreveu:Vou falar a minha exigência para a opção 2
    Primeiro ponto:
    -- Vcs vão me dar alguma arma que faça barulho.. um fetiche que eu devolverei assim que retornar da missão.
    -- Se é a bazuca de ombro do predador, o revolver de teias ou o que for, eu aceito... assim eu tenho como me proteger e ganhar tempo para o item 2

    Segundo ponto:
    -- um amuleto que me transporte imediatamente de lá para um caern nosso e protegido...

    Pelo que entendi vocês não fazem ideia de onde é esse caern, é isso? Então vou fazer um amuleto agora que seja um ping de satélite... vai direto para o seu celular e vc saberá a minha localização... e com isso a exata localização do caern. O que não falta é satélite do 5 eyes rodando daqui até a Rússia e Ásia...

    Se você concordar, então só precisa me mostrar onde eu possa fazer esse ritual por aqui, numa área mais tranquila e com menor chance de termos alguém do time dela observando a negociação com o espirito...

    O que você me diz?

    Bill ouviu de maneira pensativa, e demorou quase um minuto para responder depois de Anderson terminar de falar. Mas por fim o adren dos Andarilhos falou:

    - Você saber negociar, garoto! Mas é claro que quero que você seja bem-sucedido, então vou te apoiar de todas as formas que puder. Um amuleto que crie uma ponte da lua para o caern mais próximo (provavelmente este aqui) é fácil de fazer, posso te entregar um essa noite mesmo.

    Coçando a barba grisalha, Bill continuou raciocinando:

    - Não tenho nenhum revólver-de-teia comigo. Que tal um sinalizador com lascas de prata? Não chega a ser um fetiche, mas você pode dedicá-lo, e acho que vai fazer um belo estrago, além de um barulho infernal.

    Assumindo uma postura mais prática, Bill começou a fazer planos:

    - Acho melhor você esperar até a próxima noite pra fazer o amuleto sinalizador. Dá pora fazer ndentro da divisa do caern, eles não vão se incomodar com isso. Se estiver de acordo, eu vou informar os anciãos e aquela portadora da luz que você vai demorar um pouco mais até estar pronto para partir... tenho certeza que ela não vai gostar...

    Bill sorria, como se estivesse se divertindo com a possibilidade de irritar a Testemunha-das-Estrelas.
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Sex Nov 13, 2020 12:27 pm

    * Stroller olhava um pouco passado *
    "Bem a parte do saia vivo ele cumpriu... um amuleto com uma ponte da lua, já deve bastar..."

    -- Se possivel esperaria que fosse para o caern que temos maior controle... aqui é muito submisso a portadora... mas estou de acordo com isso..
    -- Esse sinalizador de prata tb... não é um fetiche, mas deve cumprir bem a função dele... tem dois tiros??

    -- Vou purificar o meu relógio e celular... assim faço isso aqui e me preparo para a noite fazer o amuleto... Fazer aqui é tranquilo... se o totem da seita não se importar, é algo bem simples.

    -- Bem, agora é com você. A noite nos falamos então
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Seg Nov 23, 2020 8:00 pm

    -- Se possivel esperaria que fosse para o caern que temos maior controle... aqui é muito submisso a portadora... mas estou de acordo com isso..

    Bill deu de ombros, comentando:

    - Eu tenderia a concordar com você, mas a verdade é que os anciãos daqui não se importam muito com ela. Eles tendem a subestimar o risco que ela representa ou apenas ignorá-la por completo...

    -- Esse sinalizador de prata tb... não é um fetiche, mas deve cumprir bem a função dele... tem dois tiros??

    - Cinco tiros, meu caro! Muito barulhentos e luminosos, hehe...

    -- Vou purificar o meu relógio e celular... assim faço isso aqui e me preparo para a noite fazer o amuleto... Fazer aqui é tranquilo... se o totem da seita não se importar, é algo bem simples.

    -- Bem, agora é com você. A noite nos falamos então

    Stroller e Bill separaram-se assim e Anderson pôde dedicar-se durante o dia ao processo de purificação de seu relógio e seu celular, mesmo sem ter dominado o ritual de purificação.

    À noite, Bill o esperava no mesmo local, nas bordas mais externas da Divisa do caern.

    - Aí está, garoto! Esse amuleto quando quebrado vai gerar uma ponte da Lua para o caern do Urso Pardo. E aqui está o sinalizador, você precisa dedicar ele ainda.

    O amuleto era um cordão com uma pequena bola de vidro, que podia ser usado como uma pulseira. O sinalizador era mais parecido com uma pistola futurista, um pouco desajeitado demais para ser facilmente ocultável.

    Bill esperou que Stroller fizesse o ritual de dedicação do talismã para só então acompanhá-lo de volta ao centro do caern.

    Enquanto caminhavam, o Devorador-da-Weaver disse:

    - Não fique chateado comigo, garoto! Essa missão é muito importante! Pode parecer só política e intriga pra você, mas saber o que acontece naquele novo caern e com aquele espírito desconhecido seria uma grande conquista. Além do enorme bem que isso faria para Gaia, a Nação Garou também reconheceria o feito com um bom renome. E não esqueça, estamos com você para ajudar no que pudermos!

    Quando chegaram à clareira onde ficava a gruta ao redor da qual ocorrera a assembleia, já estavam lá a athro portadora da luz interior Megumi Testemunha-das-Estrelas, o cliath uktena Revogador-de-Certezas, a anciã Victoria Juízo-de-Prata e um homem com aparência característica das Primeiras Nações do Canadá, que Victoria apresentou como Arauto da Tempestade, galliard wendigo adren, que servia a seita como Guardião da Ponte da Lua.

    Victoria ainda disse algumas palavras, mas Anderson estava mais atento ao olhar fixo de Megumi sobre ele. Ela parecia oscilar entre uma indagação implacável e uma divagação. Sumé, por outro lado, mantinha olhos vigilantes sobre o andarilho do asfalto.

    Antes que Korbecki se desse conta, o Arauto da Tempestade já tinha aberto a Ponte da Lua. Um raio de luar caía sobre a entrada escura da gruta como o véu de uma cascata.

    Megumi se adiantou, chamando:

    - Sumé, Stroller, vamos.

    O trio cruzou a luz do raio de luz, adentrando a ponte da lua. O caminho da Ponte da Lua era uma trilha prateada que parecia cruzar os céus noturnos ou algum lugar no espaço sideral, mas se forçasse a visão, Stroller podia ver a paisagem umbral abaixo, uma sensação parecida com espiar pela película. Mas Testemunha-das-Estrelas o advertiu para não se deixar distrair:

    - Preste atenção na Ponte da Lua, Stroller. É muito fácil perder a trilha, e isso o faria cair em qualquer lugar dos mundos espirituais. Seria muito mais difícil achá-lo se isso acontecesse.

    CONTINUA EM: https://www.novaerarpg.com/t6055p20-caern-do-passaro-de-fogo#221969
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu
    Alexyus
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2857
    Reputação : 136

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexyus Qui Nov 25, 2021 11:38 am

    STROLLER - O ESPIÃO

    Stroller - Anderson Van Korbecki D38o0v10


    Stroller estava havia mais de um mês no caerndo Pássaro de Fogo.

    Nesse meio tempo, ele tinha recebido o cargo de Mestre do Ritual reserva para quando a titular, a anciã Megumi Testemunha-das-estrelas, não estivesse presente... mas ela estava SEMPRE presente. Coincidentemente ou não, após a chegada de Stroller, ela não saiu mias dos limites da divisa.

    O relacionamento com os outros garous também era bem difícil. Não havia outros andarilhos do asfalto por ali, e os theurges recebiam atenção individual de Megumi, não havendo espaço paara socializarem. Apesar de conviverem bem próximos, cada garou daquele grupo ocupava-se de suas próprias tarefas e interesses pessoais, sem conversarem muito entre si... pelo menos quando Anderson estava por perto. Especialmente o ragabash Sumé Revogador-de-Certezas era especialmente calado, recusando-se a trocar mais do que duas palavras de cada vez com Stroller, mas ele parecia estar sempre perto e atento a Anderson; o ragabash uktena era muito furtivo e estava adapatado à vida nas imensidões selvagens, mas às vezes deixava que Von Karbecki o percebesse para se dar conta de que estava sendo vigiado, deixando que o theurge ficasse em dúvida se ele estava seguindo-o em todos os momentos ou apenas quando era avistado.

    A anciã parecia sempre ocupada e completamente desinteressada de Stroller, uma vez que ele não ouvia o chamado do espírito toêmico do Pássaro de Fogo, e o andarilho do asfalto parecia o único por ali que não ouvia. Na verdade, Stroller ouvia os trinados do Pássaro de Fogo quando passeava na penumbra do caern, mas não compreendia nada, e o próprio totem parecia não se dirigir a ele. Os demais espíritos da divisa pareciam saudáveis e bem dispostos, respondendo de bom grado ao theurge, mas não tinham informações sobre a naturezza do Pássaro de Fogo.

    Stroller tinha liberdade para acessar a Ponte da Lua de volta a Vancouver, e nem a anciã Megumi nem o Vigia do Portão, Pêlos Azuis, lhe perguntavam coisa alguma antes ou depois de suas visitas à cidade.

    Na seita urbana, os Presas de Prata continuavam comandando as coisas num ambiente tenso de disputa entre tribos que eram contra e a favor do Pacto de não-agressão contra os vampiros da cidade. O Devorador-da-Weaver, o adren dos andarilhos que dera aquela missão para Stroller, mostrava-se a favor daquele arranjo e sempre recebia Stroller com ansiedade por novas informações, embora quase sempre se frustrasse com a falta de novidades.

    Além do Caern do Urso Pardo, a seita comandava também o Grande Caern no centro velho de Vancouver e um pequeno caern rural na cidade-satélite de Abbotsford, mas Stroller ainda não os visitara.

    Com seu status de garou sem seita, observador não-convidado na colina do Pássaro de Fogo e visitante na Seita de Vancouver, Stroller tinha grande liberdade para fazer o que bem entendesse durante quanto tempo quisessse, desde que não ultrapassasse as regras do pacto entre lobisomens e vampiros.

    A pergunta era: o que ele faria agora?

    Anderson Van Korbecki :
     gastar 10 pontos de experiência e escolher um ritual que Stroller esteja aprendendo no caern.
    Alexwalker
    Investigador
    Alexwalker
    Investigador

    Mensagens : 85
    Reputação : 0

    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Alexwalker Seg Nov 29, 2021 9:11 pm

    *O tempo passava e Stroller ficava cada vez mais certo que algo estava errado naquele local. *

    "A tempos que estou aqui subutilizado e sem sequer a benção do totem do Caern... contudo nada mais muda... para um ambiente da Wyld e um espirito de fogo... não vejo uma recepção mais gélida e morta que essa... a Wyrm se orgulha daqui"

    * Tinha a tempos enviado a localização de GPS para o satélite, com isso, estava mais tranquilo de sua missão.*
    "A localização exata já estava determinada e entregue a Devorador da Weaver Rhya, agora tenho que entender pra onde caminha, pra qual dos lados.. .a loucura da wyld ou a perversão da wyrm"

    Durante duas horas com Megumi, decidiu que tinha que se aprimorar, então se apresentou para a prender o ritual de conjuração de espíritos
    -- Sei das nossas diferenças ideológicas sobre a tríade, mas seria uma ignorância minha não me aproveitar de um Portador como Tutor. Com isso, gostaria de sua orientação para aprender como Conjurar os espíritos, já sei como falar com eles e entender suas palavras. Então o próximo passo seria poder conjura-los para negociar.

    Passava o tempo sendo ensinado e também tentando se desenvolver na vida de mochileiro ripster que agora se encontrava. Trazia pro caern algumas baterias de lítio, assim podia usar seus equipamento mais distante do pessoal, e tb trouxera uma barraca Nautica 3 quartos, um fogão a lenha e pederneira nova. Fazia o seu camping completo, assim garantia um bom conforto e até uma falsa privacidade no local.

    Acordava logo cedo e fazia seu chá com panquecas e fazia um cozido de carnes ou churrasco com NY Stripe que gostava tanto. Mas sabendo de sua situação, não fazia churrasco com tanta frequência.

    Sabendo que tinha sempre a tira colo um Uktena, fazia questão de conversar com os espíritos na sua língua, aprendendo sobre a fauna local, e como bom cientista, aprendendo sobre a flora e quais plantas ali poderiam ser de seu interesse futuro.

    "Como eles vão ficar se entenderem que tenho assinatura da Starlink e acesso a internet em qualquer lugar do mundo?? hahaha Canadá tem as suas vantagens para um andarilho no meio do mato... hahahah"

    Como ficava com o grupo poucas vezes, e vendo que eles gostavam bastante da sua forma lupina, de forma bem esporádica pegava o pelo de cada um dos membros da matilha pra deixar catalogado consigo.

    "Um bom theurge sempre pega ingredientes para ajudar nossos irmãos..."

    Contudo era pego muitas vezes tentando decorar as rotinas dos espíritos e quem visitava a seita, pois como Megumi nunca saia de lá,  fazia questão de 'estar disponível' para ver todos os rituais que eram performados no local, sempre tentando agradecer ao Pássaro de Fogo, por aceitar a sua presença no local.


    Quando estava novamente na presença de Megumi aproveitava a oportunidade
    -- Rhya, estamos a um tempo juntos, e como fui colocado nesta situação por outros, quero entender como posso ajudar aqui, mas por mim... Muito grato pelo ensinamento com os espiritos, mas gostaria de saber mais sobre o nosso proposito neste caern e como posso ajudar a cumprir a sua missão, neste 1 ano aqui, creio que o mínimo de confiança já deve ter surgido entre nós, não desejo nada alem de servir a Gaia e evitar a vitória da Wyrm nesta terra e na Umbra

    ---------------
    Off: Gasterei a XP em 2 pontos em Investigação (3+2) e Sentir a Wyrm (3) os outros dois gostaria para Fetiche a discutirmos
    Conteúdo patrocinado


    Stroller - Anderson Van Korbecki Empty Re: Stroller - Anderson Van Korbecki

    Mensagem por Conteúdo patrocinado

      Tópicos semelhantes

      -

      Data/hora atual: Dom Ago 14, 2022 12:53 am