Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Baía de Cornwall

    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 579
    Reputação : 44

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por thendara_selune Qua Jan 27, 2021 6:58 pm

    ( Assim que Connor passa por ela e toca sua cabeça, Chloe parece não gostar nada do gesto. Ergueu-se devagar, arrumando a roupa e olhando as passadas de Connor em direção a Sam. Pegou o celular pronta pra ligar pra Laura e avisar que as coisas não estavam indo bem. Depois Shaw faz piada, Chloe o olha imaginando que ele é do tipo neutro em situações como aquela ou simplesmente não estava achando o tom de ameaça de Connor algo que mereça atenção. Em seguida ela escuta as palavras de Connor não lhe comovem. Chloe sabia da capacidade que aquelas criaturas tinham de mentir de tal maneira que você acaba adorando ouvir cada palavrinha como se fossem feitas de puro ouro. Ela cruza os braços como se aquilo fosse cena de um folhetim feito por adolescentes. A postura dela demonstra que não quer proximidade. Quando ele acaba de falar ela não diz nada se limita a olhar Sam que diferentemente de Chloe não tem papas na língua.)



    Pensamentos e ações entre parênteses
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5093
    Reputação : 390
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bravos Qua Jan 27, 2021 8:35 pm




    Axel Brown

    Axel balançou a cabeça negativamente, mas contendo um sorriso. - O Caminhante adorou. Eu preferia ter sido menos incisivo. - A conversa se encaminhou para o medo. Medo. Será que as conversas deles sempre chegariam ali? Eles corriam com um totem de medo. Esse totem de medo tenta se estabelecer numa corte com outros espíritos poderosos de medo. Eles sabiam o que era medo. Mais do que gostariam até. Axel não falou nada disso que passou em sua mente.

    Quando Connor começou a falar e Shaw afundou a cara na própria mão, o elodoth respirou fundo. Ele já tinha cometido aquele erro. Achar que falar diretamente dos assuntos de uratha para parentes era uma boa idéia. Isso quase o custou Olena, no início de tudo. Talvez estar imerso naquilo tudo significasse perder o tato com pessoas normais. O alfa diz que tem tudo sobre controle, mas quando ele toca em Chloe está evidente que fez lambança.

    Axel deixa que ele vá tentar se organizar com Samantha. Sem sair de onde está, ele chama a atenção de Chloe: - Psiu... - Contorce o rosto como se sentisse dor e faz um gesto com a mão dizendo-a para relevar aquilo. - Não entenda mal. Uma alcatéia é mais do que nós, é sobre pessoas como vocês também. Vocês são importantes. Algumas alcatéias tratam parentes como recursos. A família do Connor tem muitos parentes... - Disse, sem olhar especificamente para ela. - Mas vocês já viram um pouco da lealdade que temos uns com os outros. Isso vai para os parentes também. Meu primo e minha mãe são parentes. Eu quero ambos bem seguros. Olena é parente e está com os Uivadores e ainda assim eu a quero bem segura. - Não consegue deixar de sorrir. - Apesar do jeito que ele falou, nós realmente valorizamos os sangues de lobo. Como pessoas, não como peões. - Ai então ele levanta o olhar, um olhar que ao mesmo tempo é cúmplice e gentil. - Então reconheço seu direito de ficar puta. - E ri.

    Ele então resolve virar a coisa para assuntos mais corriqueiros. - Shaw tá certo, Olena tem a melhor cerveja dessa cidade. Você pareceu não curtir muito a cerveja, a dela talvez te faça mudar de idéia. - Apontava para o colega. - Será que da distância que estamos agora é seguro eu acender um cigarro? - Se referia a Samantha e sua gravidez. Tirava do bolso e oferecia para Shaw e Chloe.






    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Qua Jan 27, 2021 10:15 pm



    Samantha
    Doiley

    Sam já estava perto da água quando ouviu as risadas de Shaw.  Apenas suspirou, tentando se acalmar um pouco da explosão que tivera. Mais uma vez fazendo merda... Mas não estava errada, estava? Ouviu uma conversa sobre carne e cerveja no fundo, de Connor e Shaw... Mas ela não tava com vontade de voltar pra lá no momento... Um pouquinho mais de tempo sozinha ia ajudar a não sair dando patada em todo mundo.

    Sentia a água ir e vir nos pés e olhava pra lua no céu, nem pensando em muita coisa. Levou um susto quando sentiu uma mão em seu ombro, desviando dela e andando pro lado. Tentando dar mais um passo pra longe quando percebeu quem era... Mas logo estava sendo segurada por Connor, de frente pra ele.

    - Cara, me solta! Que merda você tá pensando? – se debatia pra tentar se soltar das mãos dele. Só responderia quando ele tirasse as mãos de seus ombros. – Olha só... Eu não ligo de ser franco não. Eu sei muito bem que qualquer um de vocês pode matar eu e ela ali sem nem mudar de forma. Mas a gente não é idiota. Não precisa ameaçar pra falar qualquer coisa. E fala sério, não sou psicóloga pra te ensinar a não comer qualquer coisa que tá na tua frente... Sério, me deixa...

    Não queria brigar mais, mas ele não tava facilitando.  O logo perceberia ela hesitar quando começou a contar sobre a experiência deles como soldados... E como Sangues de lobo, antes disso. Estava olhando pra baixo e quase rosnou quando ele veio com a mão pra passar no cabelo dela. Deu um pisão na água pra espirrar nele e ele ir pra trás por instinto. Logo começou a andar, sem pressa. Não respondeu sobre estar grávida e com estranhos em volta, mas ficou calada por bastante tempo pensando naquilo.

    - Eu tô aqui pois gente que eu confio confia em você. Eu tô acostumada a ficar sozinha, não preciso de vocês, mas esse bebê precisa. Eu não quero que por minha culpa ele cresça sem pessoas como ele, sem se sentir parte de uma família. Eu tô disposta a colaborar por ele. Você disse que sua mulher tá grávida, provavelmente entende– ergueu o olhar em direção onde estavam, percebendo que Chloe tava meio exaltada também e suspirou – Seu amigo ali tava falando de um bar, por que não leva a gente pra ele? É ela que você precisa convencer com palavras bonitas.  – indicou a Chloe, começando a voltar pela areia. Não queria que a ruiva tivesse uma experiência ruim por culpa dela.

    ---

    Chegou, ficando ao lado da ruiva,  olhando pra Axel e Shaw.

    - Olha, desculpa por estragar esse momento que vocês criaram pra gente. Vou dizer o mesmo que disse pra ele – indicou Connor – Nenhuma de nós duas somos idiotas. Estamos na cidade de vocês, sob proteção de vocês. Claro que não vamos foder a merda toda. – "vocês" indicando as alcateias. Olhou pra Chloe, pra ver se ela concordava – E eu ouvi sobre um bar, lá tem algo sem álcool melhor que água de coco? – perguntou e olhou pra Shaw, já que ele tinha falado que não tava bebendo. Não pareceu se importar com o cigarro de Axel.

    Talvez num ambiente menos isolado, as coisas ficassem menos tensas.  Pelo menos as duas poderiam chamar um uber caso quisessem ir embora.


    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Qua Jan 27, 2021 11:36 pm








    Cada ação arredia parece causar exatamente o oposto de que se espera, a água respingada faz o olhar dele ficar ainda mais ferino, ele não prossegue, mas não arreda um centímetro sequer, as mãos continuam dentro do bolso da jaqueta, inertes, no final ele meneia em positivo como se tivesse entendido alguma coisa que não tinha nada haver com o que Samantha dizia, ele parecia até se desligar da conversa, dá pra ver os olhos dele se tornarem fendidos e amarelos e ele olhando em volta como se procurasse alguma coisa.

    - Saquei, nada de píer pra você. - Ele não revida, a voz é completamente normal, mas no olhar é como se tivesse vencido, ganho, ou compreendido algo, mas o que? - Nah nada de bar pra mim, não vou pra zoeira hoje. - os olhos já completamente humanos, ele tira um charuto do bolso esfrega sobre o plástico com um dos dedões, mas não acende.

    O rosto é de luto agora, o olhar indisposto a ideia, e ele segue em direção ao píer.

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Qui Jan 28, 2021 12:33 am



    Samantha
    Doiley

    Spoiler:
    @Bravos @Faor @thendara_selune  um Edit aqui pq fui tonta. Eu adiantei a ação dela voltando pra praia, pois pensei que o Connor ia aceitar ou negar o “convite”, não que ele ia deixar ela culpada e com carão kkkk Vou aproveitar que tamo num tópico de boa e pedir pra ignorarem o final do turno anterior (as merdas que falou antes falou mesmo kkkk). Depois ela volta pra praia.

    Obrigada e descurpe.
     

    As reações de Connor pareciam deixar Sam ainda mais irritada. A cara de paisagem, o olhar sabichão... E aquele ar que sabia de algo que ela não havia dito. Quem infernos aquele cara tava pensando que era?

    Começa seguir em direção ao pessoal na areia, pensando que era até melhor que ele não fosse... Mas então vê ele pegando o charuto e se lembra da situação toda da fogueira. Não tinha sido só alguém próximo que ele tinha perdido... Mas sim o avô. Tinha ouvido a homenagem, quando o homem lançou o charuto no fogo, no início da reunião.

    Ela suspirou, parando e fazendo uma cara de “puta que pariu”. Olhou pra Chloe pra ver se tava tudo bem na areia e sorriu pra ela, pra indicar que tava tudo bem.

    Estava mesmo?

    Se voltou pra ver pra onde Connor tinha ido e começou a seguir lentamente, meio hesitante. Por fim, ele ouviria os passos dela na madeira do píer e ela se sentando ao seu lado. Ergueu o braço no clássico sinal de “vim em paz”.

    Esticou os pés pra ver se tocavam na água e ficou balançando eles ali, sem saber o que dizer. Muita coisa do que havia dito era verdade... Mas assim como o rapaz, usou palavras que não eram necessárias. Ainda mais com ele estando de luto.

    - Como era o nome dele? – perguntou baixo, olhando pras pequenas ondas que os pés criavam.


    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Qui Jan 28, 2021 1:19 am








    O cheiro do charuto aceso vem de longe, o fumo é da melhor qualidade, ele agora é só uma sombra segurando uma brasa que se move, ele sabe exatamente onde ela está mesmo antes dela pisar no píer.

    - Daniel… Daniel Mcleary. - ele só dá o nome, mas não fala mais nada, o charuto passa a rodar o tempo todo de uma mão pra outra, parece até que ele nem faz de propósito, mas a linha de fumaça parece nunca ir em direção de Samantha.

    - Ossuda. - a palavra podia ser estranha, ofensiva até, mas ele parecia dar um monte de significados pra aquilo, era como se tivesse alma – Eu não terminei de ser franco, vocẽ acha que nós somos idiotas úteis, a Chloe acha que nós somos monstros, ela fede a medo, mas a verdade é que ninguém além da gente está disposto a proteger e ajudar vocês, a Amy estendeu um convite pra quando ela achar que vocês são prioridade, se chegar a isso, a Anne pode ser relacionada a você, mas não é ela te estendendo a mão aqui, talvez por que eles são a alcateia mais exposta, talvez essa decisão não é dela pra ser tomada e o Stuarts não quer, nenhum dos outros alfas se moveu por vocês além de mim, nenhum deles ia te falar uma porra , se vocês descobrissem algo e passassem pra frente iam ser despachadas pro além sem saber o motivo. - ele morde o charuto de leve a voz chega a ficar abafada e nem assim o fio de fumaça chega perto dela. - Alcateia não é uma família, nem uma gangue, ou uma irmandade, é sentir a dor do irmão quando ele se fere, é sentir vergonha quando ele erra, é dividir a caça quando ela é abatida, é um ser o outro e todos serem um, alcateia é um propósito! - Era definitivamente o melhor que podia fazer. - Isso não é uma discussão, eu não to aqui pra ser refutado, mas eu posso responder suas perguntas se você quiser fazer alguma. - Ele tinha um ar de autoridade terrível, mesmo sendo aquela sombra no escuro e nem mesmo olhando pra Samantha, era como se o ar em volta dele tivesse mudado, como se agora ele se importasse de verdade.

    - O feio com palavras bonitas… O dia que transar e matar forem palavras bonitas… - não dá pra escutar o resto ele balbucia alguma coisa – Agora você tem todas as palavras feias. - dá pra sentir até uma pitada de humor nas ultimas palavras, mas ele finalmente olha de volta pra ela a mesma cara sonsa, o mesmo moleque barbudo com a fumaça voando na própria cara.

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Qui Jan 28, 2021 3:33 am



    Samantha
    Doiley

    Sam ainda olhava para os pés quando ele disse o nome do avô.  Se dependesse dela, talvez a conversa terminasse ali... Mas a mulher esperava que fosse ouvir umas coisas bem ruins depois de tudo o que tinha dito... Mas o discurso que veio a seguir foi bem mais ameno do que ela esperava. Assertivo e preciso, mas ameno.

    Ela ergueu o olhar pra ele quando a chamou de “Ossuda”.  Foi estranho não sentir vontade de xingar ele por aquilo... O que é que aquilo significava pra ele?

    Ouviu a primeira parte da fala, somente falando algo quando ele tragou o charuto. – Eu entendi que você é o fodão aqui... E eu não acho vocês idiotas úteis... Talvez só úteis mesmo – disse  e suspirou continuando – Eu detesto isso tudo... Depender de pessoas que eu nem conheço. A única que eu confio de fato é a Anne... E ela mesma disse que não pode me nos proteger. Você tá certo. E nem vocês nem as outras pessoas tem obrigação de oferecer isso. Mas vocês ofereceram. Por quê? Se todos os outros, segundo você, só o fariam em caso de oportunidade ou utilidade - perguntou sinceramente, puxando os pés da água e abraçando as pernas. Apoiou a cabeça em um dos joelhos, olhando o mar.

    Sam não discutiu sobre a alcateia. Sobre isso ela realmente não entendia. Mais cedo tinha comentado apenas sobre o conceito de família que achava que se aplicava entre eles. Ela tava distraída quando ele finalmente olhou pra ela, os olhos perdidos no mar.

    - Eu cresci em um orfanato aqui da cidade. Tinha garotos como você, fortes, mandões e cheios de si. Sempre detestei eles. Eles adoravam dar apelidos também. Ossuda eu não tinha ouvido ainda.  Até eu me emputecer e acabar com um nariz quebrado, por que claramente eles batiam melhor que eu. – ela ergueu o olhar pra ele, indicando o nariz levemente torto – Depois da terceira vez eles desistem de arrumar. Aprendi muita coisa sobre como lidar com gente assim. Ai volto pra essa porra de cidade e praticamente TODO mundo é assim. Claro, você é o maior de todos – riu – Mas, apesar da postura, do tamanho, e de tudo mais que envolve vocês, não parecem pessoas ruins. São máquinas de matar? Provavelmente sim.  Eu to com medo? Claro que to.... Mas... Eu sinto que desaprendi tudo o que tinha aprendido por toda a minha vida. Ignorante de tudo que pode ser perigoso... De tudo que está ao meu lado.  De tudo que um dia vou ter de ensinar pra essa criança. Quando eu digo que não preciso de vocês... É verdade.  Ou era... Eu posso trabalhar... Consigo domar animais com o dobro do meu tamanho. Consigo tirar um bezerro de dentro de uma vaca, se ele tiver agarrado...  Sei enumerar todos os seus ossos quando você tá na forma de lobo ... Consigo pagar por onde morar. Mas e o resto? – suspirou, a voz meio abafada, com a cabeça encostada nos joelhos. O resto era o novo. O novo que ela tava aprendendo a lidar a cada dia.

    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 579
    Reputação : 44

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por thendara_selune Qui Jan 28, 2021 9:30 am

    @Bravos @Faor


    (Chloe observa a cena dos dois ali, as palavras ficam soltas no vento, mas deixou no ar uma certa eletricidade de ideias opostas. Ela se move em direção a eles, mas o olhar de Sam lhe passa a sensação que a conversa entre eles não acabou. Chloe faz uma cara de “ se precisar de mim grita”. Será que Ian tinha razão no fim das contas? Longe de casa estava exposta a perigos desconhecidos, enquanto ao lado dele ninguém teria ousado ameaçá-la ou muito menos teria sido tocada. Balançou a cabeça como se quisesse afastar o fantasma dele. Escutou então Axel chamar sua atenção. Notando que ele lembra aqueles rapazes que têm bandas de garagem.)


    — Nós duas chegamos agora, muita coisa aconteceu,  uma gestação com a realidade que nos cerca é preocupante do meu ponto de vista. (Chloe tem preocupação no olhar como se fosse uma mãe esperando a filha voltar) — Acho que hoje vocês passaram por um ritual fúnebre,(Havia dúvida na voz) não era o momento de estarmos conversando, mas agradeço pelas palavras gentis, até seu amigo tentou ajudar ao modo dele(Ela olha pra Shaw que lhe parecia querer amenizar as coisas assim como Axel o fazia agora) porém minha preocupação é ser jogada em meio de desconhecidos porque alguém acha que isso é o certo ou que seu amigo continue com aquele olhar pensando nos conhecer...Especialmente a Sam, que precisa de suporte, após aquela noite horrenda, não quero que pessoas morram diante dos meus olhos...Tinha crianças ali e ainda assim parecia um campo de guerra!( A voz dela está cheia de medo e ansiedade agora) — Eu não fumo, espero que possa se segurar e fumar depois(Ela abraça o próprio corpo era evidente que estava desconfortável, havia medo e ansiedade. Era menor que Sam e que homens ali, agora sentia-se um pequeno grão de areia)


    Palavras em branco

    Ações e pensamentos entre parênteses
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Qui Jan 28, 2021 3:39 pm








    Ele apaga charuto na madeira do píer deixando uma roda preta pra trás, a coisa agora com a ponta esbudegada volta pra embalagem original pela metade e logo pro bolso. - Então que tal você começar a poder contar com pessoas que você conheça? - A pergunta completamente retórica.

    Quando ela pergunta dos motivos dele ele nem mesmo titubeia – Do que adianta eu ter poderes se eu não posso ajudar as pessoas, vcoê e Chloe são família, não importa se estão há oito ou oitenta gerações de distância, essa é minha forma de honrar o alto por que é o que foi pedido de mim e eu tenho orgulho disso. - A paixão na voz é palpável, mas em algum lugar há saudade?

    Ele se apoia com as mãos no píer e tomba o corpo levemente pra trás enquanto começa a balançar as pernas, ele olhava pra Sam dando a atenção devida dessa vez, como se o que ela tivesse pra falar dessa vez fosse realmente importante.

    - Eu não te dei um apelido, é o seu nome, eu não falei Ossuda, eu falei Ossuda – a boca dele não se move como deveria, quando ele fala a coisa na primeira vez é apenas a palavra da mesma forma como ela tinha falado, mas na segunda era novamente como se a palavra tivesse alma, era qualquer coisa menos Inglês – Você teme por que não entende, mas você vai, é preciso tempo, isso tudo tá estilhaçando seu mundo, mesmo que ele ainda seja o mesmo, a sensação é horrível… - ele respira fundo e olha pra ela, com um olhar cheio de compreensão. - Eu não sei nada de animais, só conheço vaca pra desossa, ninguém tá aqui pra te jogar contra a parede e dizer como você deve viver sua vida, você vai se encaixar, quando tiver pronta, eu sei espancar as pessoas, o meu trabalho é esse, meu trabalho de verdade, deixa as brigas comigo e se foca no que é importante, manter a nossa sanidade, e sua criança. - dá pra ver que ele ia levar a mão ao cabelo dela de novo, mas desiste no meio do caminho com um olhar meio sem graça, dava pra ver que ele achava todo mundo frágil demais, como se ele fosse grande demais, forte demais, vivendo num mundo de papelão.

    - Tem gente lá fora que é como a gente, mas eles vão te tratar como propriedade, com sorte eles vão de fatiar e te comer, com azar eles vão te trancar numa cela e fazer você parir quantos filhos puder até o dia da sua morte. - dá pra ver nitidamente o desgosto tomar a face dele. - Mas já chega disso por hoje, já te dei bastante pra pensar e refletir. - o tom parecia mais ameno, mais alegre e vivo.

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Qui Jan 28, 2021 6:43 pm



    Samantha
    Doiley

    Ela apenas o olhou quando Connor falou sobre  poder contar com pessoas conhecidas. Os olhos dela eram desconfiados, como se o avaliasse, mas a postura era tranquila. Apenas assentiu, pensando que valia a pena os conhecer.

    - Você fala como se tivesse saído de um romance desses de época. Honra, família, gerações... Parece tão fora de lugar  - Sam deu uma pequena risada – Mas obrigada. – voltou a olhar pro mar, quando ele ficou mais à vontade, apoiado na madeira.

    Pensou sobre as palavras dele sobre se encaixar quando estivesse pronta, não sabendo se tinha todo esse tempo. Tinha uma noção do quão perigoso era o mundo agora que carregava um filho de Anne, sendo uma Sangue de Lobo.  Até se esqueceu de responder num primeiro momento, perdida nos pensamentos.  Deu um sorriso de canto de lábios quando ele se policiou em a tocar sem pedir, o olhando.

    - Acho que teremos tempo de falar sobre as coisas sérias. Sobre as coisas que podem nos matar também... Mas agora seus amigos estão esperando lá na praia.  Pra te apoiar... Você não precisa sentir o luto sozinho – “e isso é ter sorte, no fim”, ela pensou. Indicou para se levantarem, mas não andou em seguida.

    - Desculpe a coisa do bar. Não tinha me ligado que era alguém tão importante até ver o charuto na sua mão.

    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Qui Jan 28, 2021 7:28 pm








    Ele ri e sorri sem mostrar os dentes, ele olha pra lua – Eu só tento fazer o melhor que eu posso, mas não é nada bonito mesmo, pelo menos não como parece soar… - ele tira os pés da água já enrugados e esbranquiçados – De nada. - ele estende a mão pra ela com uma postura nada formal.

    Ele se levanta e começa a andar com passos lentos – Meu vô, ele quase nunca fumava, só quando tava de bom humor e de férias, se é que se pode chamar passar um dia descansando de férias, meses antes do meu mundo se desconstruir eu roubei a caixa de charutos dele, tinha certeza que ele nunca ia descobrir e ia até colocar a culpa em outra pessoa, com sorte no meu primo pra eu rir da cara dele depois, mas hoje eu sei que ele sabia, se bobiar sabia antes de eu colocar as mãos na caixa, hoje os charutos se tornaram um “guilty pleasure”, e uma memória engraçada. Ele nunca se importou por que nunca foi importante. - ele abre o celular dá pra ver ele circulando pelas fotos até que ele para em uma específica dele com um charuto na boca – Eu só queria pagar de fodão e impressionar a molecada na faculdade, mas nunca que ia ter grana pra comprar charutos assim naqueles tempos. - ele roda uma foto a frente a figura reconhecível de Arnold Schwarzenegger com um charuto na boca, com a mesma pose, ele dá uma risada até com um pouco de vergonha – Eu sei é ridículo e infantil, mas eu era ridículo e infantil… - ele arqueia as sobrancelhas, em algum lugar dele ele sentia falta de ser ridículo e infantil.

    - E eu não tava zoando quando eu falei do Anderson Silva. - ele continua passando as fotos e para numa com Igor Kurylenko e o próprio Anderson Silva, o campeão dos pesados já aposentado e dos médios e um moleque de quinze ou dezesseis anos mais alto que os dois lutadores, sem barba, parecia alguma coisa entre o Justin Bieber e o Johnny Bravo topetudo, os olhos eram reconhecíveis assim como o sorriso, sorriso que naquele rosto parecia fazer total sentido. Ele olha pra Sam e o mesmo sorriso ou parte dele aparece. - Nosso segredo, não conta pro Axel. - ele dá uma piscadela e joga o celular de volta pro bolso. - Xingling do caralho é uma porra  - ele resmunga fazendo pouco, chegava a soar cômico de propósito.

    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Faor Qui Jan 28, 2021 7:41 pm






    Baía de Cornwall - Página 2 268_2610


    A palhaçada de Shaw não surtiu muito efeito mas ele não se mexe em qualquer direção. Claro que escuta toda a conversa perto do mar e, se viu algum risco ou problema, ignorou e não transpareceu nada. As primeiras palavras de Chloe também não sensibilizaram Shaw, ainda é tudo muito carregado de sentimentos que não terão significado em meses, talvez semana. Claro que é insensibilidade dele, mas é um jeito de estar sempre pronto para seguir em frente, é uma defesa.

    - Nós nos afastamos da morte. - Ele responde sem pensar quando ela lembra da perda de Trovão. - É estranho isso. Somos apegados demais à carne e ao espírito. Desafiamos os limites do corpo o tempo todo e ele sempre nos surprende. A dor ajuda a manter a cabeça no lugar, ajuda muito. - Ele leva a mão ao ombro que tinha sido rasgado por prata, por puro reflexo. - Mas aí quando a morte alcança um de nós... - Ele não completou e se levantou de vagar.

    - Ah não, não tem essa de hora certa de falar. - Ele ainda escuta a conversa de Connor e Sam, mas já dá ainda menos atenção. - A questão é que faz parte de todos nós, todos mesmo, firmar os pés e suportar o que tiver que ser para a gente fazer o nosso papel. - Ele percebe a ruiva mais abalada, frágil e não tem como ignorar a beleza dela.

    - Um exemplo disso: logo antes nem todos se abriram e ofereceram espaço para vocês, por que? - O tom de professor era o último que ele buscava e saiu muito mais natural que isso. - Porque todos sabiam que alguém chamaria. Amy e Connor colocaram até opções na mesa, tentando deixar claro que vocês serão assistidas sempre e que vocês já fazem parte de tudo. Por que não Anne? - ele aponta na direção dela. - Bom, não era opção dela, mas por que não Stuarts? Porque eles precisam estar em movimento sempre, precisam ser leves, rápidos. Precisam ter certeza que tem gente atrás firme o suficiente para eles avançarem e sumirem quando necessário. É uma jogada diferente, só isso.

    Ele ri das duas reclamarem dos cigarros. - Sério, vocês podem tentar fazer o que quiserem, vocês serão úteis em algum lugar, vão costurar sentimentos ou pedaços às vezes. Onde e com quem, não importa muito. Como vocês vão fazer importa pra cacete, mas isso ninguém sabe como vai ser.

    Shaw oferece a jaqueta de couro para ela se proteger, seja do frio, do vento ou do mundo todo, só para ter uma camada a mais de defesa.



    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 579
    Reputação : 44

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por thendara_selune Qui Jan 28, 2021 8:40 pm

    (As palavras de Shaw complementam as de Axel.  A morte era algo que os perseguia com grande frequência, se eles podiam morrer, o mesmo ocorreria com ela dada a situação que estava e seus olhos cor de âmbar estreitaram-se com preocupação. O alívio surgiu pelo corpo de Chloe quando ele ofereceu a jaqueta, ela hesita, mas aceita, afinal estava frio, um vestido não foi uma boa escolha e sentiu-se um tanto desnuda ali perto deles. A jaqueta lhe trouxe um toque de aconchego, se encolheu dentro dela, puxando-a contra o corpo e sentiu o cheiro dele. Ela corou levemente e  depois falou)

    — Obrigada...
    .(Ela fica ali apertando a jaqueta contra o corpo e fica um tanto sem jeito perto dos dois)preferiria não depender de ninguém, mas não tenho escolha, ficar por aí sozinha é perigoso pra nós… (Ela treme levemente e olha pro mar) —Eu posso ajudar vocês de alguma maneira e podemos nos entender ao longo do caminho diante de nós! Espero que possam ajudar a Sam e mantê-la segura...(Os olhos delas se fixam nos dois e depois dá um sorriso tímido tentando racionalizar as coisas)


    Palavras em branco

    Ações e pensamentos entre parênteses
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Qui Jan 28, 2021 10:15 pm



    Samantha
    Doiley

    Samantha anda ao lado de Connor, ouvindo o que ele dizia sem interromper. A história sobre o avô parecia bem coisa de moleque mesmo... Será que era ainda mais novo do que parecia, sob a barba? A mulher sorriu quando ele terminou de contar. Se aproximou um pouco quando ele mostrou a foto no celular... E revirou os olhos.

    - Fala sério né, que fase – ela riu e afirmou com bastante assertividade quando ele disse que era “ridículo e infantil”. – A faculdade é época pra isso... Eu acho. Aposto que você achava que tava num dos filmes do American Pie né?

    Logo ele mostra mais fotos. O que impressiona mais não são os caras fortões na foto, mas o Connor com carinha de colírio da capricho. Sam não conseguiu segurar uma risada alta. – Mano, não é possível. Por que você deixou isso tudo crescer?  - imitou uma barba, com a mão indicando volume na frente do rosto – Esse rostinho de bundinha de neném ia fazer sucesso por aí

    Fez sinal de zíper na boca e continuou andando. Quando já estavam perto do local de onde estava o resto do pessoal, ela perguntou algo que estava curiosa. – Você pareceu satisfeito quando me emputeci contigo. Isso foi extremamente irritante... Por que?

    Continuavam se aproximando, ela só pararia se ele o fizesse pra responder.

    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5093
    Reputação : 390
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bravos Qui Jan 28, 2021 10:27 pm




    Axel Brown

    A nova aproximação de Samantha faz Axel guardar o que tinha na mão. - Cancela o cigarro que o bebê não pode fumar. - Quando ele vê Connor acendendo um charuto ele abre os braços e deixo queixo cair. - Isso é porque faz faculdade. O carpinteiro aqui pelo menos não é ignorante. - Havia propostas de irem para um bar. Pensou no de Olena. Não tinha certeza se deveriam, afinal o combinado era estar em território neutro. Teriam que pedir permissão para entrar. - Tem um posto aqui perto, se a questão é bebidas, posso trazer algo de lá.

    Se levantou, se esticando. Ele se aproxima de Chloe que agora está enrolada no casaco de Shaw. Ele estende o punho cerrado. - Amigos? - Ele evidentemente esperava um murrinho de retribuição. - Se sim, poderia ir comigo até o posto para repor as garrafas aqui.






    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Qui Jan 28, 2021 11:35 pm








    Ele ri quando ela cita American Pie – Acho que todo mundo tem seus momentos, mas nem todos os momentos em atrizes e modelos pra completar eles com beleza! - ele ri mais ainda.

    Dá pra ver as bochechas de Connor rosadas, ele parecia ter vergonha daquilo coforme Sam citava o rosto liso– Nem preciso responder, você respondeu sua pergunta já, cansei de ser trolado na faculdade, depois acabei me acostumando a barba. - ele fica pensativo alguns segundos – Quer saber, acho que nem isso, acho que talvez seja porque todo mundo, ou quse todo mundo na minha família usa barba, acho que eu só queria me misturar. Talvez um pouco dos dois eu acho. - pelo menos parecia fácil mudar de assunto parecer normal mesmo que só um pouco.

    Ele para quando ela faz a pergunta e aponta com a cabeça pros três ainda conversando sobre a pedra – Olha pra eles… Nós somos todos caçadores, cada um com seus métodos, cada um com seu jeito de caçar, cada um forjado com um propósito… Eles provavelmente estavam escutando tudo que a gente falou no píer, o Shaw eu tenho certeza que tava, eu também posso escutar eles, mas entre mim e eles tem uma diferença eu sou forjado pra guerra, quanto mais você se afunda no campo de batalha mais você entra no meu terreno, quanto mais pra dentro do meu terreno, menos chance você tem de me vencer, então eu fui legal e deixei você lutar com você mesma. Eles lutam pela vitória, eu luto pela batalha e algumas derrotas já me trouxeram muito mais coisas positivas do que as muitas vitórias que eu já tive. - Não dava pra saber se a coisa era mais filosófica do que prática, mas pelo menos ele parecia falar com propósito. - Mas eu não tava escutando só você, tinha mais coisa falando comigo. - ele diz com a maior naturalidade do mundo.

    Quando finalmente alcançam o pessoal na pedra - Posto é? To suave de birita, prefiro um suco de laranja. - ele se abaixa e pega a água de coco, o que restou, e vira o gargalo, e cospe logo em seguida - Plástico puro é uma merda mesmo. - a cara de desgosto visível

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1467
    Reputação : 90
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Bastet Sex Jan 29, 2021 12:18 am



    Samantha
    Doiley

    - Ah, para! Você era um dos modelos bonitinhos – ela zoou mais um pouco, quando ele falou que nem todos momentos tinham modeletes como no filme. Riu de novo vendo ele ficar vermelho. Logo assentiu, aceitando o argumento de que ele fez aquilo para se adequar à família. Se lembrava dele dizendo mais cedo que a família toda era como eles... Talvez fosse uma forma de um menino novo se mostrar homem.

    Quando Connor parou, ela diminuiu o passo também, olhando na direção dos meninos que ele indicara.  Não tava esperando uma resposta como aquela... Pensou só que ele era encrenqueiro mesmo. Ergueu uma sobrancelha, olhando ele nos olhos com um sorriso bem discreto nos lábios.  –Igual um personagem de livro ou galã de novela mesmo...– disse apenas, deixando no ar se tinha acompanhado ou não a explicação dele. Se fazendo um pouco de sonsa.  – Mais coisa? Como as coisas da reunião? – perguntou, curiosa

    Ao voltarem a andar, falou – Você provocou a gente por querer... mas a luta é mais justa quando todos sabem pelo que estão lutando...  – disse apenas, sem exaltação.  Logo caminhou pra perto de Chloe, que tava com a jaqueta de um dos meninos, conversando mais próxima de Axel.

    Sam estava mais tímida. Sem graça por ter gritado logo ali... Falado aquelas coisas no píer que certamente os meninos tinham ouvido.  Apenas se sentou, deixando eles decidirem quem ia buscar as coisas com Axel.

    Não entendia o problema deles com a água de coco O.O


    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 579
    Reputação : 44

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por thendara_selune Sex Jan 29, 2021 8:30 am

    (Chloe ri do gesto, mas o retribui com um sorriso nos lábios. Os dois ali pareciam mais fáceis de lidar. Quando Connor aproxima-se com Sam ela apenas olha pra morena satisfeita que ela esteja bem.)

    — Posso acompanhar vocês(Ela mantém um sorriso gentil, mas o alerta em relação a Connor fica ali em sua mente.  A mão dela toca levemente o ombro de Sam e sua voz é baixa) — Tudo bem com você?
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1241
    Reputação : 54

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Ankou Sex Jan 29, 2021 5:56 pm









    Na verdade ele fica mais lisonjeado do que com vergonha no final das contas, principalmente quando ela chama ele de galã – Isso é você falando. - ele diz como se não soubesse de nada.

    - É como as coisas na reunião, na verdade ele tá sempre com a gente, ele é parte da gente, ele disse que você descende da loba caçadora, ela também é patrono minha e do Axel, mas eu tava procurando também se seu destempero mexia em alguma coisa do outro lado, mas não vi nada demais. - ele diz como se tentasse ter alguma didática, pausado e fazendo o possível pra ela entender.

    Ele sorri a reação dela a revelação da provocação – Na verdade não, mas eu faço sem querer às vezes, só aproveitei a oportunidade… O segredo é esse, eu to sempre em batalha. - a frase é nitidamente dos Avengers modificada e fora de contexto, o tom é de humor, mas logo se volta ao habitual – A batalha não avisa quando chega, a real é que vocês não podem quebrar ou se perder com o que um desconhecido fala, vocês vão ver um monte de violência, ou melhor o resultado dela, e eu não to falando de um braço quebrado, to falando de tripas, sangue e merda, mas também pedaço quebrado ou pedaço nenhum…



    Ele escuta a pergunta de Chloe, dá até vontade de falar que ela tá bem, afinal ele não fez nada demais, mas ele lembra que é importante pelo menos por hora fingir que elas tem privacidade, mesmo que Sam já tenha sido avisada de quão aguçado são os sentidos deles, ele fica a espera com a chave do carro rodando em uma das mãos.

    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 579
    Reputação : 44

    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por thendara_selune Sab Jan 30, 2021 10:55 pm

    Roupinha Chloe
    Spoiler:
    Baía de Cornwall - Página 2 8d838b11





    ( Ela nunca foi a esse tipo de reunião festiva antes, mas era notório que as pessoas ali não tinham formalidade, não havia a pressão irritante de se manter uma postura tida como correta e isso a fez sorrir com satisfação enquanto transitava pelo ambiente. Quando seus olhos cruzaram com os de Sam que aproximava-se ficou feliz em ver que ela estava perfeitamente bem)


    — Ainda é muito cedo para avaliar se vai dar certo, mas com toda ajuda que tive acho que não tem como dar errado...(Ela ri como se a mente dela estivesse em outro lugar quando Sam fala da clínica) Desculpa estou ansiosa com tudo e minha mente não anda bem(Chloe pegou uma cerveja e depois andava ao lado de Sam com um sorriso tranquilo) —  A propósito, se você se sentir à vontade, gostaria que seu parto fosse assistido por mim e se você quiser pode fazer todo o acompanhamento conosco, sem  precisa pagar nada, ficarei imensamente feliz em ajudar você nesse momento, evidente que respeitando como quer fazer as coisas. (Chloe falou tudo com aquele tom de cumplicidade e após isso ficou ao lado de Sam  parecendo sempre muito zelosa com quem chega perto dela como se achasse que ela poderia quebrar, mas era evidente que Sam era muito mais forte do que aparentava. Ela estava enfrentando uma realidade assustadora e ainda assim estava ali tentando se enturmar. Seu cumprimento é um sorriso educado e um aceno de mão suave para os membros da Alcateia) — Parece que vocês criaram uma afinidade, vai e fale com ele(Chloe fala baixinho no ouvido de Sam quando percebe a intenção dela de ir atrás de Connor) vou dar uma volta por aí e depois nos esbarramos de novo...Quero explorar possibilidades (Ela pisca com uma certa malícia que apenas uma mulher entenderia)

    Pensamentos  e ação entre parênteses

    Falas em branco
    Conteúdo patrocinado


    Baía de Cornwall - Página 2 Empty Re: Baía de Cornwall

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Jul 29, 2021 11:13 am