Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


  • Novo tópico
  • Responder ao tópico

Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Alexyus
Semi-Deus
Alexyus
Semi-Deus

Mensagens : 5044
Reputação : 374
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Alexyus Seg 22 Jan 2024 - 13:31

Mancini escreveu:Signora Valentina, Vossa Alteza concederia a este humilde convidado o prazer de uma dança e alguns minutos de seu valioso tempo, para possíveis questões de interesse mútuo?

Uma sobrancelha da Príncipe se ergueu interrogativamente, e ela questionou:
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 1098fu11
- Dançar sem música, signore Mancine?  Não estamos num baile. Se quiser alguns minutos do meu tempo para conversar em particular, eu concederei.

Mas a ação pretendida pelo Lasombra foi interrompida pela entrada de Jack Mostron.

A intenção do Tremere de entrar discretamente foi frustrada pelos serviçais do Elísio, que o anunciaram assim que ele adentrou o galpão:

- Jack Mostron, do Clã Tremere!

Todos os olhos do recinto se voltaram para o recém-chegado, e lá de onde estava, Valentina Albertini disse:
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 1098fu11
- Ah, o Tremere! Já estava receando que você não compareceria! Aproxime-se, Jack Mostron, e declare suas intenções, suas pretensões e os territórios que almeja!
Mandhros
Tecnocrata
Mandhros
Tecnocrata

Mensagens : 471
Reputação : 62

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Mandhros Seg 22 Jan 2024 - 16:00

Off: Cacetada! Eu JURAVA que tinha lido em algum lugar que tinha música no Elísio. Que bola fora! Ando lendo tanta coisa ao mesmo tempo que certamente troquei as bolas, me confundi. Desculpem todos a gafe, por favor! Vou tentar salvar a cena (não vai ser fácil,rs).

On:

Respondo à Hecatha com uma expressão jovial, mascarando toda e qualquer ameaça que pudesse se esconder na minha figura - e, certamente, havia muita ameaça a ser escondida:

A dança, minha nobile signora, poderia se desenvolver em um momento posterior, em um lugar mais calmo. Certamente há muito que poderemos conversar em particular ou, ao menos, não tão perto dos olhos de toda a corte.

Faço uma breve pausa.

Ouvi excelentes comentários acerca do adorável estabelecimento da Sra. Rosalinda...

Sorrio, e encerro:

O precioso tempo de Vossa Alteza certamente merece ser adoçado, ao menos, com uma dança e uma boa bebida, afinal. Negócios são negócios, afinal, mas a não vida pode ser um pouco mais...

O anúncio do recém-chegado me atrapalhava e interrompia. Eu não poderia desenvolver a conversa com a Príncipe adequadamente, naquele momento. Mas não me deixaria abater, de forma alguma. A simples presença de um feiticeiro na cidade poderia tornar as coisas interessantes, ou potencialmente perigosas.

Era melhor aguardar que o atrasado se apresentasse, para então definir como proceder...
Ankou
Adepto da Virtualidade
Ankou
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1899
Reputação : 71
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Ankou Qua 24 Jan 2024 - 22:41








A voz do sujeito anunciando sua chegada faz com o que o olhar do Tremere se volte discretamente pra jugular du sujeito por um momento, mas isso é tudo que ele faz.

- Me desculpe pelo atraso vossa alteza, infelizmente nem tudo está ao meu controle. - ele retruca com cortesia, ajeitando a gravata, a enlarguecendo o nó de leve mas sem chegar perto de desatar.

Infelizmente ele também não conhecia a cidade direito, também era uma verdade, uma verdade que nenhum deles precisava saber.

Ele se aproxima como solicitado e se curva o bastante pra mostrar respeito, não o bastante pra que aquilo fosse humilhante. De dentro de um bolso interno ele saca um convite, o mesmo convite mandado pela principe, ele não o oferece, volta com ela pro mesmo lugar.

- Eu estou instalado em Aetna, mas acho que me encontro em desvantagem, já que já sabes disso. Minhas intenções são muito simples, um lugar pulsante com sangue e paz. - Paz não parecia ser um problema muito grande, mas sangue em Aetna parecia um problema. - Cauchemar não é uma alcunha que me cai bem, mas infelizmente é a que eu estou a vestir agora. - a insatisfação dele parece mais clara agora.

- Eu sei que temos problemas, não esperava ver nenhum outro kindred por pelo menos uma década, talvez mais… - Ele olha sério todos os presentes, como se os olhos saboreassem a presença deles, sério, morto ele nem piscava mais, ou nem parecia. - E portanto eu juro minha lealdade. Vamos cortar o mal pela raiz. - Ele se cala, deixando pra trás um silêncio constrangedor que parecia não ter fim, que ele parecia não se importar também, mas na verdade era que estava disposto a ouvir agora, como se já tivesse falado demais.

Mandhros
Tecnocrata
Mandhros
Tecnocrata

Mensagens : 471
Reputação : 62

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Mandhros Qui 25 Jan 2024 - 15:32

Quando o recém-chegado menciona estar instalado em Aetna, aproveito a deixa.

- Sr. Jack Mostron, hã... Receio que o senhor não tenha chegado a tempo de participar do sitiamento da cidade, mas devo informá-lo que, pela autoridade de Vossa Alteza, Príncipe Valentina Albertini, Aetna está sob meu domínio. Meu nome é Angelo Mancini, dos Guardiões.

Faço uma pausa e, com um falso gesto amistoso, indicando que o Feiticeiro poderia se aproximar mais, continuo, casual:

- É claro que posso tolerar sua presença na região, sem maiores questionamentos, desde que não tenhamos problemas...

Sorrio, o sorriso de um tigre.

Off: @Ankou, sim, o Angelo Mancini é um babaca, rs.
thendara_selune
Antediluviano
thendara_selune
Antediluviano

Mensagens : 3090
Reputação : 129

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por thendara_selune Qui 25 Jan 2024 - 18:18

SilentWhispersRemember that happiness is a way of travel, it's not a destination.


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 _13__death_by_shittychan-d7jr60e


Mandhros escreveu:Recolho os cartões de Sebastian e Rosalinda com deferência e, imediatamente, disponibilizo o meu próprio - um retalho de papel cartão negro e elegante, com letras mais claras e um telefone.


Pareço neutro, os sentimentos ocultos por uma sombra de... Bem... De nada.

Não me levem a mal, signores, mas creio um encontro pessoal seria muito mais produtivo que conversas por telefone. Acho que nos beneficiaríamos mais da discussão na adorável casa noturna da Sra. Rosalinda, também... Afinal, é apenas um primeiro encontro de negócios, para que possamos conhecer melhor nossas empreitadas e intenções nesta magnífica cidade. Um bom vinho viria mais a calhar que uma prancheta e computadores, penso.

Sorrio um sorriso amigável, mas também não me alongo. Os outros membros pareciam interessados em discutir seus próprios assuntos. Dou-lhes espaço, por ora.

Fui traçando a possível personalidade do Lasombra, me pareceu elegante e charmoso, mas também perfumado por ambição e sede de poder. Mas quem, em nosso meio, não buscaria poder?

Eu queria sondar Mancini  mais profundamente. Seria um amadurecimento de ideias tanto para mim quanto para ele. @DariusNovadek  "Deixemos as formalidades para depois, Sebastian," eu disse com leve bom-humor. "O que me diz?" Olhei os dois.  "Minha casa noturna também é encantadora," falei com uma pontada de orgulho. "E concordo que um encontro para trocar socialidades é mais divertido."


Off  @Mandhros e  @DariusNovadek : A gente pode acertar esse encontro, só colocando em spoiler após a atualização do Alex, para não ficar voltando à cena ou atrapalhando as postagens. No meu caso, sou um pouco distraída HAHA, então posso me perder.


gaijin386 escreveu:Maxine coloca a mão no queixo como a refletir no que iria dizer então comenta "Sempre gosto de pensar que, mesmo no Inferno estabelecido por Dante, existe uma concepção de justiça onde a alma humana em si já possui os requisitos de culpa, sendo estes a malícia, o impulso e a bestialidade... A hierarquia dos pecados ou da perdição."
Na parte da Besta, Maxine obviamente faz um meneio de mea culpa, obviamente reconhecendo que nos vampiros a Besta espreita muito mais que nos seres humanos.
"Mas o impulso da Besta toma o controle e ainda assim o pior pecador é o que age apenas na vontade de pecar e na premeditação, pior o pecador que planeja seu pecado, enfim a traição é a pior das vilanias, pois se apunhala a confiança não de um estranho, mas de alguém que se conhece.  Enfim, Dante era sábio quando fez do Inferno um lugar onde o caos é ordenado."
"Sempre é bom fazer novos amigos, então é uma ideia que me agrada. E nossas responsabilidades com o principado nos farão interagir com frequência."



"Hmm, entendo," eu disse. "Interpreto então que a mensagem central em suas palavras parece ser que agir de forma impulsiva, guiado pelo lado mais sombrio de nossa natureza, é menos condenável do que planejar e trair conscientemente."Meu tom soava doce, mas gerava um questionamento mais íntimo ao ouvi-la. Maxine sugeria que a traição, especialmente quando envolvia alguém conhecido e confiável, era a pior forma de maldade. Podia ser simplista em minhas palavras agora, mas o que ela disse era, de fato, muito verdadeiro e claro.

Concordava com ela e lembrei do meu marido; confiava nele cegamente. Mesmo sabendo que estávamos inseridos em um mundo de predadores vorazes, ele era meu farol, a âncora para minha besta permanecer onde deveria. Meu mundo se entrelaçava com tudo o que juramos manter vivo de alguma maneira dentro de nós.
"Me alinho à sua última frase," Quais dons os filhos de Malkav possuíam? Seria possível que ela enxergasse cada segredo, palavra não expressada ou sentimento acorrentado? Eu adoraria descobrir.


gaijin386 escreveu:"Sempre é bom fazer novos amigos, então é uma ideia que me agrada. E nossas responsabilidades com o principado nos farão interagir com frequência."


"Sim, sempre é," eu disse calorosamente. "E torço para que possamos ser, especialmente para mantermos o principado fluindo em harmonia e em prol da príncipe."Cada palavra era dita com emoção, orgulho e satisfação em demonstrar minha capacidade.

Observei então a interação do Lasombra com a Príncipe. Ele não perdia tempo em apresentar seus interesses, algo que me despertava certa admiração.

"Mancini parece ser bastante sociável, buscando as atenções da Príncipe," eu sussurrei para Maxine. "Deve ser um habilidoso articulador e diplomata." Entretanto, a ação planejada pelo Lasombra foi interrompida pela entrada daquele a quem Valentina chamava de Jack Mostron e seu clã. Ergui uma sobrancelha com evidente interesse em saber o motivo de sua presença. Meu rosto permaneceu inexpressivo. Preferia ouvir.

Logo após suas palavras, Angelo Mancini fez seu movimento. Vaisey Nottingham é o Xerife; como ele agiria diante da chegada do novato? Deixaria escapar algo em seu semblante, qualquer traço de expressão que me desse um norte para entendê-lo ou teorizar sobre o que esperar dele? E para minha sorte, poderia observar tudo, aprendendo mais sobre como lidar com todos.
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 D4b95e4fb24e75c87390a2e262943c23





Troquei a imagem da Rosa:

Visual:


Carrinho:


Falas
Pensamentos/NPCs



CIARAN
gaijin386
Antediluviano
gaijin386
Antediluviano

Mensagens : 3719
Reputação : 15

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por gaijin386 Qui 25 Jan 2024 - 23:49



Maxine "Max" Debois

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 C8d821881786ef4b3c7f928f35a5e934


Maxine observava a reunião com o máximo de interesse e seus ouvidos atenciosos captaram a gafe de Mancini e se ele não fosse um desmorto seria possivel que ele até tivesse corado, mas ele conseguiu desfazer a gafe... em parte, mas as surpresas da noite ainda não haviam terminado, pois o membro do clã dos feiticeiros acabara de chegar...

As palavras de Mostron refletem que o mesmo não havia analisado a cidade e seu pedido era inócuo e não cabia a mim julgar seus hábitos alimentares. Se o mesmo quer reclusão, não serei eu a me opor…  



Quando Mancini menciona sobre o território solicitado pelo Tremere.

Oh, intrigas? O que é uma reunião como esta sem um embate? Les morts ne restent pas silencieux.


thendara_selune escreveu:

"Hmm, entendo," eu disse. "Interpreto então que a mensagem central em suas palavras parece ser que agir de forma impulsiva, guiado pelo lado mais sombrio de nossa natureza, é menos condenável do que planejar e trair conscientemente." Meu tom soava doce, mas gerava um questionamento mais íntimo ao ouvi-la. Maxine sugeria que a traição, especialmente quando envolvia alguém conhecido e confiável, era a pior forma de maldade. Podia ser simplista em minhas palavras agora, mas o que ela disse era, de fato, muito verdadeiro e claro.

"Me alinho à sua última frase," Quais dons os filhos de Malkav possuíam? Seria possível que ela enxergasse cada segredo, palavra não expressada ou sentimento acorrentado? Eu adoraria descobrir.

"Admiro o fato é que Dante realmente sabia como expressar as ideias no papel e mesmo após setecentos e três anos suas palavras continuam a refletir a realidade em que vivemos."

thendara_selune escreveu:

"Sim, sempre é," eu disse calorosamente. "E torço para que possamos ser, especialmente para mantermos o principado fluindo em harmonia e em prol da príncipe."Cada palavra era dita com emoção, orgulho e satisfação em demonstrar minha capacidade.

"Que assim seja, mas temo que nosso vizinhos anarquistas tenham outras ideias."


thendara_selune escreveu:

Observei então a interação do Lasombra com a Príncipe. Ele não perdia tempo em apresentar seus interesses, algo que me despertava certa admiração.

"Mancini parece ser bastante sociável, buscando as atenções da Príncipe," eu sussurrei para Maxine. "Deve ser um habilidoso articulador e diplomata." Entretanto, a ação planejada pelo Lasombra foi interrompida pela entrada daquele a quem Valentina chamava de Jack Mostron e seu clã. Ergui uma sobrancelha com evidente interesse em saber o motivo de sua presença. Meu rosto permaneceu inexpressivo. Preferia ouvir.

"C'est vrai. Mancini como todo homem de negócio é adepto da oratória, mas espero que ele não tenda ao pedantismo e bem parece que ele e Mostron querem o mesmo pedaço de um território... Interessante."

Dante entediado abre a bocarra em um bocejo canino, mas permanece ao lado de sua dona.

Maxine apoiada na bengala parece admirar o conflito que estava por acontecer entre Mancini e Mostron.

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Maxine10

“Can I play with madness?”(Iron Maiden,1989)




Ed Araújo
Mestre Jedi
Ed Araújo
Mestre Jedi

Mensagens : 1172
Reputação : 79
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty VAISEY NOTHINGAM, GANGREL URBANO

Mensagem por Ed Araújo Seg 29 Jan 2024 - 18:17



Sorrio com a declaração de guerra e o direito de destruição me agrada consideravelmente, mas algo ainda me incomodava. Enquanto outros começam a conversar ou se propõe a dançar, aponto para o mapa.

Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Este espaço...

Neste momento um novo convidado é introduzido. Logo um pequeno conflito territorial parece se insinuar entre o recém-chegado e Mancini. Decido intervir.

Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Bem, eu ia comentar sobre este espaço entre os territórios meu, do Sr. Mancini e da Srta. Maxine, bem na divisa dos Anarquistas. Se a Príncipe e o Sr. Mostron concordarem, ele poderia reivindicar este domínio para si. Se não tiver forças para assegurar o território, posso propor enviar parte do meu pessoal para a ajudar a vigiar a área e manter os anarquistas em xeque. Como um favor.

Aliás, Sr. Mostron, sou Vaisey Nottingham dos Gangrel. Nossa Príncipe me agraciou com o posto de Xerife. Então caso precise de algo relacionado à segurança de Gary, estou ao seu dispor.
Ankou
Adepto da Virtualidade
Ankou
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1899
Reputação : 71
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Ankou Qui 1 Fev 2024 - 4:44








Dava pra ter certeza que ele não piscava olhando tempo demais pra ele. As pessoas o cercam, tecem comentários, Mancini se exalta e oferece ajuda… - Costumavam nos chamar de Magi, agora nos chamam do Clã Quebrado, da mesma forma que você não é um guardião mais… - não há provocação nenhuma na voz, tampouco contestação, era só uma afirmação, era um vira-casaca mas devia odiar ser chamado disso. - As coisas são como são, às vezes é engraçado ver os outros tremerem quando se é um mestre taumaturgo e eles sabem disso. É a única coisa que nunca muda. Eu suponho… Tremere, tremer. - dá de ombros, era pra ser uma piada, mas ele não parece ter o menor humor, não parece querer agradar ninguém, nem mesmo a prince. - Aetna não é um presente, é uma tarefa “guardião.” - Havia no fim uma pitada de ironia na voz, mas nada mais. Ele sabia o quanto o bairro ia demandar de Mancini, investimento, tempo, pra transformar uma lixeira em alguma outra coisa qualquer agradável, de sangue insípido pra algo pulsante, sabia também que não teria tempo pra isso, nem vontade, queria mais, merecia mais.

- É só um lugar, já estive em muitos Aetna em nada me interessa. - Era um ponto final.

Ele escuta Vaisey com mais atenção do que Mancini. - Favor e poder é o que nos define não é mesmo? - Ele finalmente pisca, provavelmente por algum reflexo. - Meus olhos velhos sabem reconhecer um kindred talhado pra guerra, nem por um segundo duvido que tenha sido uma boa escolha. - Era realmente um elogio direto a Vaisey e indireto pra Prince. - Eu ficarei com o lugar que vossa alteza me achar digno por hora, porém se minha vontade for acolhida - ele fala escolhendo bem as palavras e se aproximando da mesa com o mapa rabiscado. - Eu quero isso. - O dedo apontado e logo recostando em papel pra Universidade Indiana. Mostrom certamente se passaria facilmente por um estudante de lá. - Eu sei, soa clichê, mas é o que é, e se a resposta for sim, nos veremos mais do que gostaríamos Sr. Vaisey.  -  Ele pigarreia por um instante. - Certamente aí não serão minhas fronteiras uma de suas preocupações eu suponho. - Fosse ou não com favores.

No momento seguinte ele meneia com a cabeça em tom de cumprimento aos demais presentes. - Senhoras, senhor. - A voz cheia de retidão, mas polida.

Ele olha em direção a prince esperando uma decisão, um território a ser tomado no coração do reduto anarquista.

Ed Araújo
Mestre Jedi
Ed Araújo
Mestre Jedi

Mensagens : 1172
Reputação : 79
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Ed Araújo Sex 2 Fev 2024 - 21:40



Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Devo dizer que se reclamarmos esse território anarquista a trégua acabará. Ainda não sei quantos anarquistas existem ou a sua disposição na região e tomar a Universidade iria exigir uma ação militar para a qual infelizmente ainda não estamos preparados.

Você não estava aqui, Sr. Mostron, mas a Príncipe comentou sobre a presença de outros vampiros indesejados, que não pertencem ao Movimento. Podemos estar até lidando com a Espada de Caim.

Claro, a decisão final recai sobre Vossa Alteza.

Vaisey era firme, sem ser agressivo.
Alexyus
Semi-Deus
Alexyus
Semi-Deus

Mensagens : 5044
Reputação : 374
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Alexyus Sex 16 Fev 2024 - 1:45

A expressão de Jack foi recebida com frieza pela Príncipe.

- Eu estou instalado em Aetna, mas acho que me encontro em desvantagem, já que já sabes disso. Minhas intenções são muito simples, um lugar pulsante com sangue e paz. - Paz não parecia ser um problema muito grande, mas sangue em Aetna parecia um problema. - Cauchemar não é uma alcunha que me cai bem, mas infelizmente é a que eu estou a vestir agora. - a insatisfação dele parece mais clara agora.

- Eu sei que temos problemas, não esperava ver nenhum outro kindred por pelo menos uma década, talvez mais… - Ele olha sério todos os presentes, como se os olhos saboreassem a presença deles, sério, morto ele nem piscava mais, ou nem parecia. - E portanto eu juro minha lealdade. Vamos cortar o mal pela raiz. - Ele se cala, deixando pra trás um silêncio constrangedor que parecia não ter fim, que ele parecia não se importar também, mas na verdade era que estava disposto a ouvir agora, como se já tivesse falado demais.

Antes que Valentina Albertini pudesse responder, Mancini se adiantou:

- Sr. Jack Mostron, hã... Receio que o senhor não tenha chegado a tempo de participar do sitiamento da cidade, mas devo informá-lo que, pela autoridade de Vossa Alteza, Príncipe Valentina Albertini, Aetna está sob meu domínio. Meu nome é Angelo Mancini, dos Guardiões.

Faço uma pausa e, com um falso gesto amistoso, indicando que o Feiticeiro poderia se aproximar mais, continuo, casual:

- É claro que posso tolerar sua presença na região, sem maiores questionamentos, desde que não tenhamos problemas...

O Xerife Vaisey fez uma observação:

Bem, eu ia comentar sobre este espaço entre os territórios meu, do Sr. Mancini e da Srta. Maxine, bem na divisa dos Anarquistas. Se a Príncipe e o Sr. Mostron concordarem, ele poderia reivindicar este domínio para si. Se não tiver forças para assegurar o território, posso propor enviar parte do meu pessoal para a ajudar a vigiar a área e manter os anarquistas em xeque. Como um favor.

Aliás, Sr. Mostron, sou Vaisey Nottingham dos Gangrel. Nossa Príncipe me agraciou com o posto de Xerife. Então caso precise de algo relacionado à segurança de Gary, estou ao seu dispor.

Valentina assentiu aprovadoramente para Vaisey quando ele terminou.

Jack respondeu:

Costumavam nos chamar de Magi, agora nos chamam do Clã Quebrado, da mesma forma que você não é um guardião mais… - não há provocação nenhuma na voz, tampouco contestação, era só uma afirmação, era um vira-casaca mas devia odiar ser chamado disso. - As coisas são como são, às vezes é engraçado ver os outros tremerem quando se é um mestre taumaturgo e eles sabem disso. É a única coisa que nunca muda. Eu suponho… Tremere, tremer. - dá de ombros, era pra ser uma piada, mas ele não parece ter o menor humor, não parece querer agradar ninguém, nem mesmo a prince. - Aetna não é um presente, é uma tarefa “guardião.” - É só um lugar, já estive em muitos Aetna em nada me interessa. Eu ficarei com o lugar que vossa alteza me achar digno por hora, porém se minha vontade for acolhida - ele fala escolhendo bem as palavras e se aproximando da mesa com o mapa rabiscado. - Eu quero isso. - O dedo apontado e logo recostando em papel pra Universidade Indiana. Mostrom certamente se passaria facilmente por um estudante de lá. - Eu sei, soa clichê, mas é o que é, e se a resposta for sim, nos veremos mais do que gostaríamos Sr. Vaisey.  -  Ele pigarreia por um instante. - Certamente aí não serão minhas fronteiras uma de suas preocupações eu suponho.

Como Xerife, Vaisey apontou um dado de segurança importante:

Devo dizer que se reclamarmos esse território anarquista a trégua acabará. Ainda não sei quantos anarquistas existem ou a sua disposição na região e tomar a Universidade iria exigir uma ação militar para a qual infelizmente ainda não estamos preparados.

Você não estava aqui, Sr. Mostron, mas a Príncipe comentou sobre a presença de outros vampiros indesejados, que não pertencem ao Movimento. Podemos estar até lidando com a Espada de Caim.

Claro, a decisão final recai sobre Vossa Alteza.

Quando todos se calaram, a Príncipe Albertini inclinou-se e demarcou um novo espaço no mapa.

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Mapa13

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Cather10
 - Eu já tinha reservado esse território para o sétimo membro do Principado. O lado oeste de Aetna é seu território, Jack Mostron, e espero que cuide bem dele. Quanto à universidade, é como Vaisey disse: precisamos estar muito fortalecidos e preparados para encarar uma nova guerra aberta contra os Anarquistas, dessa vez sem suporte do resto da Camarilla. Temos que mostrar que somos capazes de manter o Principado que conseguimos. É por isso que espero de todos aqui o máximo de dedicação a esta causa. Apenas quando estiverem todos tiverem demonstrado que estão aptos a uma ofensiva vencedora é que poderemos romper a trégua para dominar Gary completamente.


Ela fez uma pausa antes de acrescentar:


- Lembrem-se de que as modernidades do mundo se tornaram uma espada de dois gumes para os Membros. Enquanto ela facilita o exercício de nosso domínio sobre o rebanho, também está nos expondo ao rastreamento da Segunda Inquisição. Evitem comunicações via computador, telefones e celulares para não atrairmos mais problemas do que podemos dar conta. Entenderam?

Com o assentimento de todos, Valentina deu sua última diretriz da noite:


- Caso queiram me contatar e discutir qualquer questão, venham até este Elísio para solicitar uma audiência. Por estar noite, não tenho mais nada a dizer a todos, mas quero ter uma conversa privada com Maxine e Rosalinda. Queiram me acompanhar, ambas.

Valentina convidou as duas para um corredor longe dos olhos dos demais.
gaijin386
Antediluviano
gaijin386
Antediluviano

Mensagens : 3719
Reputação : 15

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por gaijin386 Sex 16 Fev 2024 - 13:58



Maxine "Max" Debois

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 C8d821881786ef4b3c7f928f35a5e934


Ankou escreveu:
No momento seguinte ele meneia com a cabeça em tom de cumprimento aos demais presentes. - Senhoras, senhor. - A voz cheia de retidão, mas polida.

Obviamente não podia ver os gestos feitos por Mostrom, no entanto, sua voz se dirigia a ela e assim sendo retribuiu a gentileza com um meneio de cabeça.

Alexyus escreveu:
- Lembrem-se de que as modernidades do mundo se tornaram uma espada de dois gumes para os Membros. Enquanto ela facilita o exercício de nosso domínio sobre o rebanho, também está nos expondo ao rastreamento da Segunda Inquisição. Evitem comunicações via computador, telefones e celulares para não atrairmos mais problemas do que podemos dar conta. Entenderam?

A modernidade. Nada podia deter seu avanço enquanto vivíamos na obscuridade e ignorância, nós podíamos reinar nas trevas, mas quando a luz é trazida pela ciência, é aí que cresce o risco de ficarmos expostos.

Era uma verdade que, quando o pensamento científico cresce, o ceticismo ao sobrenatural sobe em mesma proporção, o que dificulta às mentes humanas acreditarem em nossa existência, mas seria tolice dar chance ao azar e fazer alguma besteira que quebrasse a máscara. E assim Maxine pensa consigo mesma.

O segredo era ficar na moita e não ferrar com tudo...

Alexyus escreveu:
- Caso queiram me contatar e discutir qualquer questão, venham até este Elísio para solicitar uma audiência. Por estar noite, não tenho mais nada a dizer a todos, mas quero ter uma conversa privada com Maxine e Rosalinda. Queiram me acompanhar, ambas.

"Como vossa alteza desejar. Também gostaria de trocar umas breves palavras."


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Maxine10

“Can I play with madness?”(Iron Maiden,1989)




Ankou
Adepto da Virtualidade
Ankou
Adepto da Virtualidade

Mensagens : 1899
Reputação : 71
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Ankou Sáb 17 Fev 2024 - 5:32









Jack não ousa corrigir a prince, mas ela delineava Marshalltown, Pulaski e Emerson, ele quase sorri, só quase conforme a Hecata delineava o território, no fundo dá pra ver uma chama de vitória no olhar, principalmente com o Sindicato dos Professores de Gary ficando pra dentro da divisa dele, quase colado no território de Maxine.

A cabeça já começava a correr a milhão, o território era maior do que ele imaginava, maior do que gostaria também, mas muito mais central e habitado que Aetna.

- É absolutamente satisfatório. - E realmente havia satisfação nele, não era um argumento falso, nem precisava ser. - Mas a Avenida Central é certamente um gesto de boas vindas. - Ele complementa. Não havia nada lá, era só um corredor imenso de piche com poucas casas salpicadas aqui e ali, mas era exatamente isso, um corredor que deslocava ele com velocidade pra qualquer um dos lados.

Era verdade que boa parte do que Jack agora possuía era o verdadeiro sonho americano, casas baixas, classe média, escolas, a parte sul e relativamente mais rica do que havia sobrado do parque industrial fazendo divisa com Vaisey.

Em sua divisa com Maxine nada lhe incomodava, Ironwood Park e a Avenida vinte e cinco eram em boa parte dela, o que lhe era um alívio de alguma forma.

Ele olha ao sul e não tem muito lá além de casas um pouco melhores e pessoas, nada digno de nota pelo menos, nada que ele pudesse ver no mapa, além de uma fronteira com os Anarquistas.

- Vou precisar de um carniçal leal. - ele comenta e olha em direção a regente como se esperasse alguma aprovação. Era incomum pedir esse tipo de aprovação, mas em se tratando de um estado novo ele tinha certeza de que não seria visto com maus olhos, ainda que houvesse a possibilidade do não.

Ele espera sua resposta de maneira paciente. - Logo teremos a universidade. - Ele diz plácido e com certeza, olha brevemente pro Gangrel - Nomes são as munições das minhas armas, me dê nomes e eu lhe darei armas. - ele soa enigmático e frio, talvez ele não tivesse sido diferente hora alguma.

- Espero que os senhores tenham um esplendoroso fim de noite. - ele diz de forma simpática, assim como de praxe, meneando a cabeça pra principe novamente, novamente o bastante pra demonstrar respeito, mas não o bastante pra ser humilhante.

- Me retirarei de Aetna em uma semana senhor Mancini, nem mais, nem menos. - existe um tom de respeito e promessa vindo dele.

Ele se retiraria então se não houvesse nenhum empecilho.


Ed Araújo
Mestre Jedi
Ed Araújo
Mestre Jedi

Mensagens : 1172
Reputação : 79
Conquistas :
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
  • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Ed Araújo Dom 18 Fev 2024 - 22:27



As necessidades de controle pelos sistemas eletrônicos era compreensível – estando no comando de uma organização criminosa, era fácil para mim lidar com isso.

Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Somos uma comunidade pequena. Usem arautos de confiança e cartas à moda antiga para se comunicarem entre si. Se realmente for preciso usar o computador, tenham certeza de evitar palavras-chaves óbvias.

Uma vez dispensado, decido partir.

Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Então até mais. Vocês são bem-vindos ao Bar Caballo. Se mandarem algum servo, encaminhe-o aos cuidados de Adam ou Chris. Eles estão comigo. Se precisarem de segurança extra em seus territórios, falem comigo.

Uma vez de volta ao bar eu reúno meu pessoal e explico a reunião. Falo da confirmação do território que pretendíamos e discuto o posicionamento do pessoal no mesmo. Também descrevo os vampiros para que não haja confusão caso eles apareçam, assim como seus nomes.

Vaisey Nottingham
Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Vfywrph
Sejam discretos caso apareçam. Chris, avise os bartenders caso algum deles ou alguém em seu nome apareça e chame por mim, você ou Adam.

Agora... há mais alguma coisa pra resolver?

Depois de lidar com isso, preciso pensar em como vamos obter informação sobre os anarquistas. Talvez algum dos meus contatos possa ajudar...
Mandhros
Tecnocrata
Mandhros
Tecnocrata

Mensagens : 471
Reputação : 62

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Mandhros Seg 19 Fev 2024 - 21:53

Pois muito bem.

A príncipe reservara uma parte da cidade para o retardatário que, por ora, estava em meus domínios. E ele, petulante, acha que poderia definir, por si só, quanto tempo ainda permaneceria no terreno que me fora designado.

- Me retirarei de Aetna em uma semana senhor Mancini, nem mais, nem menos. - existe um tom de respeito e promessa vindo dele.
Sorrio ao Feiticeiro. O sorriso de um tigre diante de um rato, mas ainda assim um sorriso.

- Ora, Sr. Mostron! A minha casa é sua casa! E certamente o senhor poderá contar com o auxílio e proteção que eu puder fornecer...

Faço uma pausa, casual. Era o momento da última estocada.

- Desejo boa sorte ao lidar com os nossos outros vizinhos. Quando precisar de ajuda, sabe onde me encontrar, signore.

Faço uma breve reverência e deixo o Tremere para trás. Ele poderia ser útil, ou poderia se tornar um problema. Era melhor que fosse útil. Não seria bom para a saúde dele se tornar um problema para mim.

Aceno quando a Príncipe se retira em companhia de Maxine de Rosalinda, entendendo que aquela audiência, certamente, estava encerrada.

Era hora, finalmente, de tratar de assuntos mais... Práticos.

Aproximo-me do Signore Vaisey e, adotando um tom muito mais simpático e jovial do que mostrara até então, falo:

- Signore Vaisey, teria um momento?
thendara_selune
Antediluviano
thendara_selune
Antediluviano

Mensagens : 3090
Reputação : 129

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por thendara_selune Ter 20 Fev 2024 - 17:53

SilentWhispersRemember that happiness is a way of travel, it's not a destination.


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 _13__death_by_shittychan-d7jr60e






@gaijin386

Com um sorriso enigmático nos lábios, meus olhos percorriam a sala, absorvendo cada palavra dita. Um sorriso predatório se formou em meu rosto enquanto observava a príncipe, um enigma a ser desvendado.


Enquanto Maxine tecia seus argumentos, inclinei-me para perto dela, sussurrando em seu ouvido: "La lingua affilata di un uomo può condurlo alla caduta, specialmente quando le sue pretese superano la sua miserabile esistenza." Minha voz era baixa e rouca, carregada de um alerta ou provocação que em seguida se desfaz. "É um provérbio que ouvi muito de onde venho e sempre se mostra verdadeiro, Maxine. " O meu hálito é doce, assim como meu perfume é delicado, quase como se exalasse uma primavera graciosa. "Se não o entender, adoraria explicar-lhe, a hora que você quiser."
Havia uma travessura na minha voz; lidar com todos ali era uma novidade. Sentia como se estivesse rompendo o laço protetivo que existia, e agora precisasse fazer amigos e desvendar inimigos sozinha. Não havia a proteção do meu marido, nem ele poderia conter meus impulsos ou lapidar minhas ideias. Maxine me pareceu a mais próxima de uma colega inclinada a lidar comigo que eu poderia ter. Embora Sebastian fosse um aliado, ainda tínhamos tanto para aprender juntos que preferi dar o meu primeiro passo sozinha.  

"Sobre inimigos ou desarmonia, cabe a nós sabermos lidar com tudo e agir para que os planos de qualquer um contra o principado se desfaçam, Maxine." Me calo, olhando para Dante; ele parece entediado e sinto vontade de afagá-lo. "Ele aceita um carinho?" Mudo de assunto, focando no animal. "Deve ser uma companhia adorável, não é mesmo, seu fofucho lindinho?" Apesar de tudo, ainda mantenho minha juventude espontânea, que afugenta para longe qualquer traço de uma criatura sedenta de sangue que possa residir dentro de mim. Pelo menos é o que algum desatento poderia pensar me olhando de longe.



☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾ ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾  ☽༺♰༻☾    


Após a fala da príncipe, a noite se desenrolou como uma dança para poucos. Intrigas e jogos de poder se entrelaçavam, criando uma atmosfera de suspense. Quando Valentina nos chamou, aproveitei a oportunidade para me dirigir ao La Sombra.


@Mandhros "Quando quiser, pode aparecer no clube Signore Mancini", disse eu, com um sorriso sedutor. "Teremos certamente uma conversa divertida e, sem dúvida, muito instrutiva também." Meu tom era confiante, meus olhos penetrando os dele enquanto lanço um último olhar para Sebastian e os outros com quem não tive chance de conversar. @DariusNovadek  "Até mais, Peterson."

Ao final da noite, segui o caminho indicado por Valentina, meu coração batendo acelerado. A adrenalina da conspiração corria em minhas veias, e eu estava pronta para mergulhar de cabeça nesse teatro de intrigas. Era um jogo perigoso, mas a recompensa seria deliciosa.


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 D4b95e4fb24e75c87390a2e262943c23





Troquei a imagem da Rosa:

Visual:


Carrinho:


Falas
Pensamentos/NPCs


CIARAN
gaijin386
Antediluviano
gaijin386
Antediluviano

Mensagens : 3719
Reputação : 15

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por gaijin386 Qua 21 Fev 2024 - 3:00



Maxine "Max" Debois

Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 C8d821881786ef4b3c7f928f35a5e934

thendara_selune escreveu:

"La lingua affilata di un uomo può condurlo alla caduta, specialmente quando le sue pretese superano la sua miserabile esistenza." Minha voz era baixa e rouca, carregada de um alerta ou provocação que em seguida se desfaz. "É um provérbio que ouvi muito de onde venho e sempre se mostra verdadeiro, Maxine." O meu hálito é doce, assim como meu perfume é delicado, quase como se exalasse uma primavera graciosa. "Se não o entender, adoraria explicar-lhe, a hora que você quiser."

Mesmo com as benesses da não vida, Maxine aprendeu muitas coisas e, embora pudesse tocar Vivaldi ou Paganini a contento, a língua italiana não fora uma dessas lições a fazer parte em sua longa existência. Mas obviamente o que fora dito por Rosalinda era dito em tom de importância e não seria educado responder fora de tom.

Maxine vira seu olhar na direção de Rosalinda e expressa um sorriso inocente, mas é claro que de inocente a malkavina não tinha nada e respondeu.

"Creio que teremos muitas noites para nos entendermos e, como ainda não conheço Gary em sua totalidade, devo fazer um tour por ela, logicamente nas áreas que estão sob nosso controle."

Enfim, estar nas graças de Rosalinda era algo que valia a pena investir, mas Maquiavel, ironicamente um italiano, também dizia: "Todos veem o que você parece ser, mas poucos sabem o que você realmente é." Vamos ver o que o futuro nos reserva. Pensou Maxine.

thendara_selune escreveu:
"Sobre inimigos ou desarmonia, cabe a nós sabermos lidar com tudo e agir para que os planos de qualquer um contra o principado se desfaçam, Maxine." Me calo, olhando para Dante; ele parece entediado e sinto vontade de afagá-lo. "Ele aceita um carinho?" Mudo de assunto, focando no animal. "Deve ser uma companhia adorável, não é mesmo, seu fofucho lindinho?"

Maxine aparentemente gosta quando seu fiel amigo de quatro patas é o assunto da conversa e ela parece relaxar por um momento tendo pensamentos mais felizes e acena positivamente.

"Se não há ameaça a mim ele é como um gigante gentil. Claro que enquanto ele está na guia ou em movimento ele evita atenções se concentrando em me orientar, mas fora dela..." Ela tira a guia por um momento e o grande cão dinamarquês parece mudar a atitude saindo da atenção passiva em que se encontrava para então sentar com as orelhas altas e abanando o rabo."Ele vira um cão grande que adora atenção. Claro que ele adora petiscos, mas não fico mimando ele demais."

"O Principado. Não devemos colocar tudo sob fundações incertas e penso que essa trégua que temos vai durar menos do que esperamos, pois esses anarquistas estão nas sombras lambendo as feridas e com certeza voltarão."

Se voltou para o xerife e disse:

"Senhor Nottingham? Terei que conversar com o senhor em uma outra oportunidade para tratar de assuntos importantes então devo ir visita-lo em seu dominio."


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Maxine10

“Can I play with madness?”(Iron Maiden,1989)




Conteúdo patrocinado


Primeira Reunião no Galpão do Elísio - Página 2 Empty Re: Primeira Reunião no Galpão do Elísio

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Novo tópico
  • Responder ao tópico

Data/hora atual: Sáb 2 Mar 2024 - 18:36