Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Mellorienna Sáb Jun 22, 2024 8:12 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Deixando a ponte de comando, andei até Jack, sorrindo, e o peguei pela mão, conduzindo-o para que se sentasse ao meu lado, próximos dos instrumentos de navegação da B'rel.

    "Estou feliz que você tenha me feito essas perguntas! Mas queria que tivesse feito isso antes de arranjar aquela briga..."

    Havia uma nota de repreensão na minha fala. Porém, eu estava encantada por alguém — além de Hana Choi — finalmente me perguntar algo sobre meu mundo, meus costumes, e se esforçar para me entender.

    "Não existe romance em Lynn. Minha espécie não depende de fecundação para se reproduzir. Nós só... amadurecemos bebês, sem necessidade de um parceiro."

    Através do elo telepático mostrei a Jack imagens do meu povo — sabendo que ele nos veria como uma sociedade de mulheres. Tentei passar para ele a sensação de que não era assim que nos víamos: éramos apenas pessoas.

    "Você perguntou se temos vários — vários parceiros? Não. Não temos nenhum. Não existe amor romântico no meu mundo. Essa coisa de Vênus ser uma deusa do amor é bem irônica, se for pensar bem."

    Havia uma risadinha no fundo do elo telepático, mas não era muito feliz. Logo, a imagem que eu mostrava para Jack era de uma memória mais recente: eu e John Pablo conversando sobre esse mesmo assunto, no jardim da casa da família Harper.

    "Eu não tenho experiência com romance. Mas não me insinuei para ninguém. Sentinel é adulto, não? É comum que adultos se relacionem com jovens em Mi'wan? Isso parece... estranho, para mim. Nos filmes, as pessoas pareciam ter idades mais próximas."

    Tinha muitas coisas que eu precisava aprender sobre os mi'wanish, pelo visto.

    "Também não me insinuei para o Matt. Eu tenho uma ligação com ele, parecida com uma telepatia primitiva. Acho que porque foi usada tecnologia recombinante lynnish para transformá-lo... Eu não sei. Mas não é algo romântico."

    Deixei a cor original da minha pele retornar e, ainda sentada ao lado de Jack, comecei a desprender as flores do cabelo, devagar e com cuidado, apoiando-as no colo.

    "Também não me insinuei para o Pachello. Pelo menos, não até você e John Pablo chegarem. Quando a briga começou, eu só queria que acabasse logo, que acabasse antes que os civis se ferissem. Tinha senhorinhas lá, Jack. Tinha crianças. Eu estou muito decepcionada com você por arriscar um tiroteio no meio de uma festa assim, sem motivo nenhum."

    Um suspiro atravessou a ligação telepática, mas decidi não percorrer aquele trilho. Uma conversa por vez.

    "Eu tentei distrair o Pachello depois da confusão instaurada, tentei levá-lo para longe dali e acabar com a briga. Acho que isso até foi me insinuar, mas não pelos motivos românticos. Essa palavra está certa: romântico? Eu não senti algo romântico pelo Pachello. Eu só dancei com ele."

    O roxo na minha pele foi ganhando um tom púrpura mais intenso — eu estava corando. Porque as próximas perguntas não poderiam ser respondidas sinceramente sem uma boa dose de vulnerabilidade e humilhação.

    "Você é meu amigo, Jack. Desde que cheguei a Mi'wan, foi o único garoto que não me magoou, que não me fez chorar. Você me trata como pessoa e percebe que tenho sentimentos. E eu sou muito feliz por ter sido encontrada por você naquele inferno do Laboratório Prometheus. Por você e pelo..."

    As imagens do meu último diálogo com John Pablo reverberaram pelo elo telepático.


    "Passei a tarde toda imaginando se..."

    "imaginando o que?"

    "... se você me beijaria enquanto dançasse comigo."

    "Eu nunca imaginei que.... que alguém como você... e alguém como eu.... você é tão..."

    "Acho que eu só preciso ser corajosa como você. E beijar a primeira pessoa que aparecer na minha frente, só pra tirar isso da cabeça, né?"

    "isso"


    "Tão alienígena. Tão aberrante. Tão púrpura. Humilhante, né? Para ele, acho que me insinuei, com intenções. Mas eu estou aqui e ele não. Isso já diz tudo, né?"

    Eu estava triste e deixava isso transparecer em toda extensão da telepatia entre nós.

    "Ele disse que eu deveria beijar qualquer um para esquecê-lo. Mas eu não sei se posso. E nem sei se quero. Eu realmente não tenho experiência: não sei se essas vontades vem e vão, não sei se o coração muda com o vento. Só sei que eu me declarei para ele, o que foi muito difícil de fazer, e... agora tenho que encontrar um modo de continuar amiga dele, porque ele não me quer."

    Dei uma risadinha cheia de autopiedade e olhei para Jack, com os olhos marejados de lágrimas iridescentes que não derramei.

    "Aceito conselhos. Não sei o que fazer, sabe? Realmente, não sei o que fazer."






    Ativo o Movimento de Equipe da Forasteira:

    • Quando compartilhar uma vulnerabilidade ou fraqueza com alguém, essa personagem diz o que você deve fazer para se adaptar melhor à Terra. Ganhe +1 adiante para agir dessa maneira e marque potencial se o fizer.





    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Ewc81wm
    Dante
    Tecnocrata
    Dante
    Tecnocrata

    Mensagens : 313
    Reputação : 42

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Dante Sáb Jun 22, 2024 9:18 pm

    Mila começou a falar e Jack, como prometido, começou a ouvir. Ela tentou lhe explicar sobre a falta de romance em Vênus e como a reprodução independente de parceiro. Neste momento Jack pensou que não havia sexo. E não pode deixar de pensar como aquilo era chato.

    Sua explicação deu a entender que ela não sabia que estava se insinuando para os caras. Jack pensou que aquilo fazia sentido e começou a se animar de novo. Apesar de ainda incomodado com as informações.

    "Como Jack estava arriscando um tiroteio se nem armas o Jack tinha? Além do mais. Quem sabe o mal que se esconde nos corações dos homens? O Sombra sabe. Eu não ia deixar nada acontecer. Você me substima cher."

    Ela frizar que o Jack era seu amigo o levou de volta pra lona. Depois ela fala de Pablo de uma forma confusa.

    "Não compreendo. Então você gosta do Jhon? Você quer que ele seja mais do que um amigo pra você?" Depois ela continua falando não saber se pode beijar qualquer um. "Qualquer um não cher, mas se precisa beijar alguém o Jack está aqui."

    Ela pede conselhos e Jack não tem certeza sobre o que ela quer.

    "Bem cher eu não sou a melhor pessoa para dar conselhos, mas o que posso dizer é que você é maravilhosa e eu realmente gostaria de ser mais do que seu amigo e ficaria feliz em lhe mostrar o romance e o l'amour. Porém, se não é o que quer eu entendo. Tudo bem, mas continue sempre contando comigo mon ami (talvez a Mila perceba a mudança de pronome de tratamento usada por Jack de Cher para Mon Ami agora). Sobre o Pablo, não sei se lhe entendi bem, mas se gosta dele, fale com ele. Assim como estou falando com você. E se for mesmo isso, faça com que ele se afaste de mim. Preciso ir Mon Ami, conte sempre com o Jack e seja feliz."
    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3214
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_10.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por thendara_selune Dom Jun 23, 2024 12:11 am

    OFF: Oi, corações rpgísticos! Estarei viajando amanhã de noite ou talvez após o almoço  Cool , ainda estou resolvendo, e só vou voltar no dia 25, haha Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 B8bddf1e9b45a8fecf4d32a6edfb3fc5. Então, como em uma mesa presencial a gente articula as coisas, o que pretendo fazer com a Hana por agora é dar suporte ao Matt, que parece meio grogue. Além disso, ele usou os poderes ao ponto de ficar fraco affraid e que ela vai notar que isso o afetou ao ponto de rolar aquele filetinho de sangue affraid Então, primeiro, os dois saem da casa usando a telecinese, para ficarem altos no céu o suficiente para ter uma visão de tudo lá de cima Cool  Smile                

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Flustered-anime  
    E para completar, está lindo esse clichê triangular que a Mila, Jack e JP estão criando, HAHA. Já tem um casal hiperfofo (Kima e HB) também, que está fluindo, banhando no açúcar I love you  Resta para o  Twisted Evil Matt e a  Twisted Evil Hana montarem relacionamentos caóticos nesse jogo, quem sabe com um vilão? HAHAHA.
    Xerinho em vocês e optei por postar aqui para ficar mais oficial.

    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Dom Jun 23, 2024 3:39 pm

    Pachello, atordoado, foi carregado por Jhon Pablo(@vontheevil) e Maria Aparecida para dentro da casa. Suas pernas mal sustentavam seu peso enquanto ele tentava recuperar a consciência.

    Jhon Pablo escreveu:— Desculpe-me, vato. Eu não podia deixar ele morrer, ele já me salvou a vida. — Jhon Pablo disse, mentindo para aliviar a situação. — Deixa que eu te ajudo a se levantar. Vamos até minha casa, minha mãe mandou você descansar um pouco.

    JP deu alguns tapinhas no rosto de Pachello e pegou um pouco da água gelada do fundo dos coolers de gelo da mãe para ajudá-lo a acordar.

    Pachello piscou os olhos, tentando focar e entender o que estava acontecendo. Ele viu JP rindo, mas não percebeu que era por causa da comunicação telepática com Mi'la, pensando que ele ria por ter derrotado o líder dos Manos Sangrientos.

    — Tá tudo bem, Pachello? — disse Maria Aparecida, com uma voz reconfortante enquanto ajudava a carregar Pachello. — Niño, vamos te levar para dentro, descansar um pouco.

    Pachello, ainda confuso e apoiado no ombro do primo, viu quando JP o deixou em um banco e deu alguns passos na direção de Mi'la, que estava seguindo Jack. Eles estavam se encarando silenciosamente, a tensão evidente.

    De repente, Pachello viu JP marchando na direção dele com uma expressão séria. Ele não sabia da telepatia entre JP e Mi'la, e pensou que a raiva fosse direcionada a ele.

    — O-o calma aí, cara. O que tá pegando? — disse Pachello, levantando as mãos em um gesto defensivo. — Cê tá ligado que você é o novo líder dos Sangrientos, né?

    Pachello olhou para o primo, parecendo fuzilar ele com o olhar enquanto tentava analisar porque ele foi até ela e voltou tão bravo e o fato dela ter ido pra outra direção e ai falou rindo meio grogue — Naaaah.... sério man?! Então aquela garota que você foi lá encarar... que tava dançando comigo, parecia que ela estava pensando em você então? vocês dois são? hahaha... argh q dor!... depois eu que sou o pegador! haha... argh... hijo de puta!!

    — Olha a boca menino! — Maria Aparecida interveio.
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Dom Jun 23, 2024 3:41 pm

    O disparo de Alex Harper (@Alexyus) era intenso demais e difícil de calibrar a mira. Por não estar acostumado ao poder novo recém destrancado, o raio acabou saindo em uma direção aleatória pela rua do bairro residencial, atingindo duas casas que imediatamente pegaram fogo. O ataque não foi suficiente para cortar o caminho do blindado da Triade que se aproximava.

    Do chão, Madame Triade gargalhava, sua voz ecoando pela área.

    — Que patético, Harper! — Ela zombou, sua figura imponente e o cetro em mãos refletindo confiança absoluta.

    Kima Brown (@Shamps), ao lado de Alex, olhava ao redor, vendo o blindado, Madame Triade e as tropas que se aproximavam. Apesar de sentir-se incrivelmente forte e capaz de enfrentar qualquer ameaça, a realidade da situação era esmagadora. Suas tentativas de formular um plano coerente falharam.

    Madame Triade ergueu o cetro para o céu, e dele emergiu uma fênix negra, suas asas batendo pesadamente enquanto ela se direcionava para Alex e Kima.




    Quando a criatura passou por ambos, aparentemente sem causar danos, as tropas da Triade haviam quadruplicado. Vinham de todas as direções, agora contando com quatro blindados, quatro Madame Triades e quatro vezes mais soldados do que antes. O céu tambem estava mais violeta que o normal para as 19h daquele fim de tarde.

    No meio do caos, um homem de jaleco com as mangas rasgadas apareceu ao lado de Alex e Kima, mesmo que os dois estivessem no ar voando juntos!. Sua voz, embora calma, carregava um tom urgente.

    — Filha — disse ele, olhando diretamente para Kima. — É hora de ir para casa, nós não temos muito tempo. Eu concordei em vir com a Madame Triade, mas eu vim atrás de você. Ela me permitiu entrar nessa dimensão paralela para te levar pra casa.

    O pai de Kima Brown, o cientista de jaleco rasgado, continuou — Você ficou muito forte. Mas eu não morri na explosão do laboratório. Temos que terminar de transformar você na arma que vai salvar o mundo! venha, vamos! — e ele estendeu a mão.

    O exercito, quadruplicado de Madame Triade, cercou a casa e parecia que Madame triade estava gesticulando alguma coisa, não dava pra ouvir o que ela falava. (e tambem parecia que os soldados e o blindado estavam ignorando Alex Harper e Kima Brown

    — Temos muito pouco tempo — ele disse.
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Dom Jun 23, 2024 3:58 pm

    Matthew (@Mun) limpou o sangue do nariz com a costa da mão, a dor pulsante ainda presente. Ele concordou com o plano de Hana Choi (@thendara_selune), usando sua telecinese para alçarem voo até Alex e Kima que já estavam no ar. No entanto, o esforço para Hana foi excruciante. Uma marca da perdição apareceu em seu ombro direito, queimando intensamente e provocando uma sensação de ardência insuportável.

    Do lado de fora da casa, o som de um blindado parou em frente à porta, e uma voz ecoou algo que Matthew não entendeu, mas Hana sim.

    — Azvtow Tavzna knak Hana!  [quote="Madame Triade para Hana"{Filha, eu te encontrei. Azatoth te aguarda!}[/quote]

    Um círculo de pentagrama apareceu sob os pés de Hana, escurecendo o ambiente. A visão de Matthew mudou, e a casa parecia um desenho cromaqui preto e branco, com paredes e céu enegrecidos, e contornos das janelas e portas em branco.

    Matthew então viu Hana Choi agonizando no chão da sala, envolta em um círculo de taumaturgia ritualístico. Três trilhas de energia mágica irradiavam do círculo: uma trilha de cipó esverdeado levava ao porão da casa Harper, dando a sensação de areia de praia com concreto; um caminho de chamas verdes saía pela porta dos fundos, ganhando as ruas; e chamas negras atravessavam a porta da frente.

    No meio do caos, uma voz familiar cortou a confusão, clara e determinada.

    — Meu Matth, eu te achei! Sabia que você estava vivo!

    Era a voz de Taylor Pradhan. A magia dele brilhava em chamas verdes que iluminavam o caminho.

    — Venha, minha magia pode te tirar daí. Siga minhas chamas! Não posso salvar sua amiga, mas posso salvar você!

    Ao lado de Hana, com um bastão retratil estendido, estava Sentinel, ele não via Matthew e estava protegendo Hana enquanto olhava para a porta da sala.




    A primeira trilha de Hana ficou completa e ela deve escolher o primeiro sinal da perdição
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por vontheevil Dom Jun 23, 2024 4:13 pm

    — O-o calma aí, cara. O que tá pegando? Cê tá ligado que você é o novo líder dos Sangrientos, né?

    — Primo, eu só tava fazendo o que é certo, preciso de você para defender a mãe enquanto eu tiver fora, vamos esfriar a cabeça. E resolver isso.

    — Naaaah.... sério man?! Então aquela garota que você foi lá encarar... que tava dançando comigo, parecia que ela estava pensando em você então? vocês dois são? hahaha... argh q dor!... depois eu que sou o pegador! haha... argh... hijo de puta!!

    Fico encarando ele, dividido entre contar o que esta acontecendo e pedir conselho ou só dar a entender que eu to pegando a menina, orgulhoso eu mudo o assunto....

    — É.... complicado, hoje a tarde teve outra menina... que... enfim, a Mila ta braba comigo agora

    Dou de ombros triste por ter falado assim por orgulho.

    Largo ele na casa da minha mãe e digo:

    — Cuide da mãe, eles são heróis e estou agora com eles. Nem sempre vou poder estar em Pueblo Alto. Mas preciso de você e vou estar de olho de longe.

    Dou um beijo e um apertado abraço em minha mãe.

    Saio de peito erguido da casa e logo que a porta fecha atrás de mim fico cabisbaixo e triste, falei novamente a coisa errada na hora errada.
    Procuro uma banquinha que venda churros helenos e compro vários para viagem

    "será que a Mila tem acesso aos meus pensamentos?"
    Me esforço pensando nela, sem mandar nenhuma mensagem realmente, só pra ver se ela me escuta na cabeça dela, enquanto eu caminho em direção a casa do HB onde eu me sentia a vontade até pouco tempo atrás mas agora nem sei se serei bem vindo novamente
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Dom Jun 23, 2024 4:25 pm

    Mi'larhys (@Mellorienna) abastecia a nave com os doces que havia adquirido, e o processo de verificação de rotina do nível de combustível se iniciou. Enquanto ela conversava com Jack (@Dante), suas tentativas de perfurar a máscara dele para entender suas reais intenções se intensificavam. Jack, por outro lado, insistia para que ela fosse honesta e conversasse com JP e estava prestes a deixar a nave.

    Então, o silêncio foi rompido pelo som do computador de bordo iniciando o ciclo de checagem e o painel da nave emitiu uma mensagem sonora:

    "Aviso, pulso de energia Ke'tanish detectado... coordenadas 43° Sul, 71° Leste. Aviso, pulso de energia Ke'tanish detectado... ameaça nível 3... operadora L-003 aguardando comando para ativar sistemas de armas."

    O mapa que aparecia na tela não deixava dúvidas. As coordenadas apontavam diretamente para o bairro residencial onde estava esconderijo Harper. O pulso de energia era a mesma assinatura que a levou até o laboratório Prometheus na noite daquele sábado fatídico onde ela reuniu os heróis pela primeira vez...



    Mi'larhys e Jack Dawson:
    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Mellorienna Dom Jun 23, 2024 8:19 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Jack Dawnson/Sombra escreveu:"Não compreendo. Então você gosta do Jhon? Você quer que ele seja mais do que um amigo pra você?"

    Jack pareceu confuso. Eu já tinha sentido aquela mesma confusão antes, em John Pablo. O que havia de tão confuso? Eu estava ligada telepaticamente a eles, mostrava meus sentimentos além de formular palavras... e eles não entendiam! Às vezes, as dificuldades de comunicação com os mi'wanish me deixavam abismada.

    Jack Dawnson/Sombra escreveu:"Qualquer um não cher, mas se precisa beijar alguém o Jack está aqui."

    Através do link telepático, transmiti uma risadinha. Jack adorava brincar comigo daquele jeito. Era sempre muito bem-humorado, animado e simpático. Eu tinha me afeiçoado ao jeito engraçado dele muito rapidamente.

    Mas, naquela época, não percebia que eu também tinha dificuldades para entender os mi'wanish, com telepatia e tudo. E demorei a perceber que a proposta do beijo era séria.

    Jack Dawnson/Sombra escreveu:"Bem cher eu não sou a melhor pessoa para dar conselhos, mas o que posso dizer é que você é maravilhosa e eu realmente gostaria de ser mais do que seu amigo e ficaria feliz em lhe mostrar o romance e l'amour. Porém, se não é o que quer eu entendo. Tudo bem, mas continue sempre contando comigo mon ami (talvez a Mila perceba a mudança de pronome de tratamento usada por Jack de Cher para Mon Ami agora). Sobre o Pablo, não sei se lhe entendi bem, mas se gosta dele, fale com ele. Assim como estou falando com você. E se for mesmo isso, faça com que ele se afaste de mim. Preciso ir Mon Ami, conte sempre com o Jack e seja feliz."

    "Espera aí, Jack. Precisa ir aonde?"

    Ele tinha se levantado e eu fiz o mesmo. Ele estava falando sério sobre querer ser mais que meu amigo? Se ele estava, teria sido um erro contar para ele sobre meus sentimentos em relação ao John Pablo?

    A telepatia me revelava pensamentos, mas entender as intenções por trás e as ligações entre o que se pensava e como se agia não era tão simples. Os mi'wanish tinham trilhos mentais ainda muito tortuosos para mim. Fiquei encarando Jack, tentando entender suas verdadeiras intenções: o que ele pretendia ao dizer que ficaria feliz em me mostrar o que é romance? Ele queria estar comigo só pela experiência de me guiar naquelas descobertas ou ele sentia por mim algo exclusivo e especial?


       Movimento: Perfurar a Máscara. Resultado 9. Escolho a pergunta:

    "O que você está planejando de verdade?"

    Eu sei que, menos de 1h antes, o Jack estava chamando a Hana pra tomar banho com ele. Mas a Mi'larhys não sabe. Ela foi completamente sincera com ele. E agora é a hora de ela receber sinceridade também!
       


    Antes que eu pudesse reagir a isso:

    John Pablo escreveu:"Será que a Mila tem acesso aos meus pensamentos?", me esforço pensando nela, sem mandar nenhuma mensagem realmente, só pra ver se ela me escuta na cabeça dela.

    Não havia pensamentos formados, nenhuma frase, mas John Pablo estava me chamando. Era como ouvir um canto nas ondas do mar, sem voz, sem formas, me puxando para as águas. Era como a primeira neve.

    Aquela parte de mim que havia se fechado em espadas contra a mente dele sequer teve chance. Enredei o laço que nos unia delicadamente, deslizando meu toque pela mente de John Pablo: eu era um véu suave, púrpura profundo, salpicado de estrelas; ele era ferro, água e folhas voando ao vento. Eu me enrosquei nele e deixei que me molhasse. E brinquei ao vento que se enchia do dulçor das minhas palavras não ditas.

    Foi então que o computador de bordo acionou os sistemas de comunicação.

    Computador de bordo da B'rel escreveu:— Aviso: pulso de energia Ke'tanish detectado. Coordenadas 43° Sul, 71° Leste. Aviso: pulso de energia Ke'tanish detectado. Ameaça nível: três. Operadora L-003: aguardando comando para ativar sistemas de armas.

    Tudo aconteceu em um mesmo tik: Jack dizer que ia embora, eu tentar entendê-lo, eu sentir John Pablo na minha mente e o computador de bordo emitir o aviso.

    O momento de suavidade acabou e as palavras — não aquelas que Jack me incentivou a dizer, mas as que precisavam ser ditas naquele momento — vieram cortantes:

    "A casa da Família Harper está sob ataque."

    Aquela frase já foi dita num elo mental para o qual puxei tanto John Pablo quanto Jack. Voei até a ponte de comando, cuja luz mudou para um branco frio.

    "Embarcar tripulante M-003. Melhor se sentar, Jack. John Pablo, prepare-se. B'rel, acionar."

    Jack pretendia sair, mas o cruzador tecnorgânico travou todas as escotilhas e levantou voo. Menos de dois tiks depois, o computador de bordo anunciou:

    — M-003. Fantasma. — uma intensa luz azul piscou no deque e John Pablo "apareceu". Era provável que os mi'wanish conhecessem o processo por outros nomes, mas a nave havia arrebatado o garoto e levado a bordo. Algo comum, para as civilizações capazes daquele nível de tecnologia.

    "Senta, John Pablo. Em qualquer lugar. Travar cintos. Traçar curso para as coordenadas informadas. Protocolo de abordagem. Motores em Mach Um. Acionar."

    A nave emitiu um zumbido alto e tremeu. E então, os cintos foram travados exatamente quando a B'rel mergulhou, dando um soco no estômago dos garotos mi'wanish com o deslocamento súbito à velocidade do som. Eu, que estava flutuando sob a luz da ponte de comando, mal senti. Estava acostumada a velocidades muito maiores que aquela. Mas, se não fossem os cintos de segurança, Jack e John Pablo provavelmente estariam estatelados contra a fuselagem.

    "Escudos frontais em força máxima. Armar torpedos fotônicos."

    — Torpedos fotônicos: prontos. Escudos frontais em: 100% da capacidade.

    "Localizar a fonte do pulso ke'tanish e abrir canal de saudação. Visual na tela."

    A nave emitiu um bipe, indicando que estava processando os comandos de localizar e saudar, mas ativou imediatamente os visores. Tínhamos diante de nós a vizinhança suburbana do Esconderijo Harper. Meus olhos se arregalaram e emiti a ordem mental para roupas de combate antes mesmo que as palavras se formassem na minha mente. As vestes brancas e douradas, nas cores cerimoniais do meu povo, materializaram-se sobre mim enquanto a luz cósmica me concedeu uma leve aura furta-cor.

    "Se quiserem descer, é só indicarem onde e a B'rel pousa vocês."

    Minha voz mental saiu mais dura, mais fria, diante daquelas visões. Havia caos na rua. Destruição. Inimigos. Mas estávamos ali. Havíamos chegado.

    "Aiden. Hana."

    Chamei por eles, estabelecendo o elo telepático. Onde estavam Alex, Kima e Matt? Estariam seguros?


    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 CC8qEgh





    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Ewc81wm
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Dom Jun 23, 2024 9:04 pm

    Visão estratégica:
    Apenas Hana Choi e Sentinel estão nessa realidade física, Matthew está em um plano de magia aberto por Taylor; Alex, Kima e o pai da Kima estão em um sub-espaço criado por Madame Triade.

    Dentro do Esconderijo Harper:
    Hana Choi [Amaldiçoada] @thendara_selune: Caida ao chão em volta de um circulo taumaturgico desenhado ao chão, ferida com queimadura no ombro direito indicando que o primeiro sinal da perdição foi ativado (as 5 trilhas da perdição estão completas). Matthew não está ao lado dela (está em outra dimensão), Sentinel retornou e está tentando proteger Hana.

    Na porta da frente do esconderijo Harper, se preparando para entrar:
    Madame Triade: Ela chama pela filha em outro linguajar que só Hana entende e está segurando um centro em mãos, O blindado está na frente do jardim destruindo o que sobrou das plantas e cercadinho enquanto os soldados fazem o circulo em perímetro ao redor da mansão. É possível ver pequenos focos de incendio nos quartos laterais com alguns arremessos de coquetel molotov.

    Em uma "dimensão monocromática que simula a casa" porem dentro da casa
    Matthew Calaghan [O transformado] @Mun: Sobre o efeito da magia de Taylor Pradhan, Matthew tem 3 opções: Retornar ao plano original e ficar ao lado de Hana Choi e Sentinel; Seguir a trilha de fogo fátuo esverdeado que leva ao fundo da casa na direção de Taylor, escapando enquanto os guardas ainda não fizeram o perímetro; Seguir a trilha de raizes subterrâneas que vai levar a Pueblo Alto (ele não sabe que vc já decolou de lá)

    Presos da Dimensão da Fênix Negra em pleno ar:
    Alex Harper [Legado] @Alexyus e Kima Brown [Bruta] @Shamps : Estão na compania do Pai da Kima que pediu pra Madame Triade Adentrar ao sub-espaço para conversar com a filha. O pulso Ke'tanish vem dele. O sub-espaço criado por Madame Triade e sua Fênix Negra embaralha a visão dos tanques e soldados, fazendo parecer que tem 4.

    A bordo da Nave:
    Mi'larhys [Forasteira] @Mellorienna, Jhon Pablo [Farol] @vontheevil, Jack Dawson [Delinquente] @Dante: Em velocidade de dobra chegam até o bairro. A telepatia não alcança Matthew, Alex e Kima por estarem em sub-espaços paralelos. Contudo, o Blindado vira o sistema de misseis para a provavel direção da nave em preparativo para atacar.
    Spoiler:

    Algumas casas estão em chamas, em virtude do raio ótico de Alex ter errado o blindado.
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por vontheevil Seg Jun 24, 2024 8:31 am

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 6620ac10

    "A casa da Família Harper está sob ataque. Embarcar tripulante M-003. Melhor se sentar, Jack. John Pablo, prepare-se. B'rel, acionar."

    Eu escuto isso na minha cabeça antes de sentir algo estranho!

    CARALHO! CARALHO! CARALHO! Eu fui teleportado para essa nave? A nave da Mi'larhys que veio de Vênus! Caralho que massa, resisto ao impulso de sair fuçando pela nave, de ir ver como ela é dirigida e sento em meu banco, a sacola com os churros abandonada em meu colo.

    Encaro a Mi'la sentada sob o feixe de luz, seus cabelos flutuando de maneira quase irreal pela suas costas, como os tentáculos de uma água viva, bonito igual alguma criatura marinha perigosa. E meu coração dispara novamente.


    "A casa da Família Harper está sob ataque. Embarcar tripulante M-003. Melhor se sentar, Jack. John Pablo, prepare-se. B'rel, acionar."

    Filhos da puta, que mundo merda! eu... eu precisava... conversar

    "Senta, John Pablo. Em qualquer lugar. Travar cintos. Traçar curso para as coordenadas informadas. Protocolo de abordagem. Motores em Mach Um. Acionar."

    Precisamos salvar nossos colegas, alguém dedurou nosso paradeiro, na minha mente vem a Ivanova como culpada, será?
    Prendo os cintos de segurança e me seguro para não parecer assustado, foi minha culpa esse ataque?

    "Escudos frontais em força máxima. Armar torpedos fotônicos. Localizar a fonte do pulso ke'tanish e abrir canal de saudação. Visual na tela."

    Mi'la troca de roupa na minha frente... rio, com a ideia de que não foi da maneira que eu imaginava, ela está agora com uma roupa branca e dourada, essa mulher é forte demais, poderosa demais, e pode ler minha mente, o que eu estou fazendo aqui? Por um momento tenho mais medo de Mi'larhys que dos inimigos.

    "Se quiserem descer, é só indicarem onde e a B'rel pousa vocês. Aiden. Hana."

    Saio de meus pensamentos e grito mentalmente para Mi'la: "Não, não vamos descer. Salvar Hana é nossa prioridade, você consegue buscá-la igual você fez comigo? Não só ela, mas todos os outros. Mas se ela morrer o mundo vai ser dominado pelo Askatosh, ou sei la o nome do demônio que os pais dela enfiaram dentro dela. Chame ela e todos eles. Por favor."
    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Mellorienna Seg Jun 24, 2024 3:56 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    John Pablo escreveu:"Não, não vamos descer. Salvar Hana é nossa prioridade, você consegue buscá-la igual você fez comigo? Não só ela, mas todos os outros. Mas se ela morrer o mundo vai ser dominado pelo Askatosh, ou sei la o nome do demônio que os pais dela enfiaram dentro dela. Chame ela e todos eles. Por favor."

    O blindado havia virado o sistema de armas para nós. O pulso ke'tanish parecia completamente injustificado: não havia naves de Ke'tan ali, nenhum veículo com os registros deles. E não havia tempo para analisar nada daquilo. Ameaça nível três em um bairro residencial era um problema gravíssimo. Mas, mais grave ainda, era a possível captura de Hana Choi pela Tríade.

    Os pensamentos corriam tão rápidos pela minha mente que não chegavam a se traduzir em palavras. A resposta ao pedido de John Pablo veio com um brilho estelar nos meus olhos e a voz do computador de bordo ecoando nas paredes, enquanto uma luz azul piscou no deque e a nave manobrou para estibordo.

    — M-001. Hana Choi. Convidado não-identificado. Curso quatorze: acionado. Motores em impulso total. Manobras evasivas. — a figura desacordada de Hana surgiu diante de nós, acompanhada de Sentinel.


    Caso @Mun tenha saído da dimensão mágica e retornado para junto de Hana, também terá sido trazido a bordo, juntamente com o NPC que o acompanhava!


    "Todo mundo sentado! Apertem os cintos! Preparar para impacto!" — o cinto de segurança da cadeira de @vontheevil destravou — "Autorizar privilégios de leme: M-003. Habilitar." — desci da ponte de comando, lançando um olhar rápido na direção dele — fogo de estrela cintilante! —, enquanto a voz do computador de bordo ecoou:

    — Piloto. M-003. Fantasma. Habilitação concluída. Atenção: impacto iminente. Atenção: impacto iminente.

    "John Pablo, tira a gente daqui!"

    Voei na direção de Hana, deitada no chão, garantindo que todos os demais estivessem sentados e com cintos travados (nem que eu precisasse empurrá-los com energias para me assegurar disso). Da ponta dos meus dedos, a luz dourada iridescente alcançou o rosto de Hana, enquanto eu tentava estabilizá-la com gestos de cura.

    "Hana? Sou eu. Consegue me ouvir?" — a nave tremeu com o impacto dos mísseis, mas minha voz telepática não se alterou — "As bibliotecas da B'rel encontraram registros de um local seguro em Nova Aeternia, uma montanha cercada de árvores, dos tempos em que minha tia-avó esteve em Mi'wan. Foi com ela que eu aprendi a amar a Estrela Azul, sabia? Ela se chamava Til'andsia. Não é um nome lindo? Hana, fique comigo. Nós vamos pra um lugar seguro agora. Tudo vai ficar bem."

    Havia uma marca funesta sobre ela e meu coração se apertava. Mas mantive as mãos e a voz doces e firmes, apesar do frio que me descia pelo estômago naquele momento.

    Onde estavam os outros? Onde?

    E então veio um novo impacto. A energia cósmica oscilou e se apagou nas minhas mãos e senti um enjoo súbito. Será que os escudos aguentariam? Um calafrio percorreu meu corpo e senti que passaria mal.

    E meus olhos se fecharam antes que eu caísse, apagada, junto com Hana.





    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Ewc81wm


    Missil Impact:
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Seg Jun 24, 2024 7:55 pm

    A nave de Mi'larhys paira sobre o teto do esconderijo Harper, imóvel. Dentro, o sistema de teletransporte é ativado. Madame Triade é forçada a cobrir os olhos quando Sentinel joga uma granada flashbang diretamente nos olhos dela, proporcionando a distração necessária para completar o teletransporte. e em um piscar de olhos, Matthew (@Mun), Hana Choi (@thendara_selune) e Sentinel são transportados para o interior da nave.

    No chão, o blindado da Tríade se posiciona e dispara mísseis terra-ar diretamente na direção da nave.

    O computador de bordo imediatamente avisa Jhon Pablo que está na ponte de comando (@vontheevil) Mi'larhys começa a dar ordens aos tripulantes.

    — "Motor hipersônico danificado, blindagem frontal 45%, blindagem lateral 23%. Executando manobras evasivas. Sistema de camuflagem ativado."

    A nave inicia uma série de manobras evasivas para evitar mais danos.

    Dentro da nave, Sentinel observa a situação. Ele vê Jack, Jhon Pablo e as garotas, ele ouve o comando de Mi'la ele vai até Hana Choi.

    Após o impacto do missil Mi'la (@Mellorienna), exausta e sobrecarregada pelo estresse e por estar vinculada a nave, desmaia, fazendo com que o piloto automático assuma o controle.

    — O francês, chegae — ele faz um leve assovio para Jack (@Dante) ele sinaliza com os dedos para que ele afivele Mi'larhys e a segure enquanto ele levanta Hana Choi do chão e a leva consigo para uma cadeira, certificando que ela esteja afivelada primeiro e ele improvisa com seu bastão retrátil uma trava de cadeira para ambos.




    A nave segue em direção às montanhas, e o computador de bordo continua a fornecer informações críticas:

    — "Voando para Norte 43.85, Leste 79.25, distância até o local 5 km... Sistema de camuflagem danificado, estabilizadores frontais avariados. Executar pouso de emergência."

    Os manches da nave se parecem com um videogame estranho, faça um teste de evento único @vontheevil. Pilotar a Nave Alienigena

    Pilotar a Nave Kirby:
    shamps
    Antediluviano
    shamps
    Antediluviano

    Mensagens : 3029
    Reputação : 251
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por shamps Seg Jun 24, 2024 9:26 pm




    As coisas começavam a ficar tensas no bairro, com os vilões passando por ali. Harper lançou um raio ótico, para a surpresa de Kima. "desde quando ele faz isso?". Algo novo e sem controle ainda, o que fez ele errar o tiro, causando incêndios nas casas. O coração de Kima paralisou e ela exclamou com um gritinho abafado e preocupado. Talvez ela estivesse atrapalhando Alex, com ele segurando-a ele não lutaria com toda concentração necessária para o combate. Kima não podia ser um peso num momento como aquele.
    Pensando rápido, Kima tinha tomado sua decisão, mas sem delongas, viu-se em outra dimensão graças a algum poder bizarro da mulher de cabelos brancos. Mal teve tempo de perguntar algo para Alex quando viu seu pai diante de si, para seu horror.

    - Pai... - diante dele ela não conseguia ser fria e distancia-lo de si chamando-o de dr. Brown ou Vince. Ele era seu pai, por mais que odiasse a ideia. Seu coração batia acelerado, o ar falhava ao entrar nos pulmões, a visão turvava. Ela não queria acreditar na imagem diante de si. Doía ouvi-lo chama-la de filha, ela sabia que era mentira, ela sabia o que ele era capaz de fazer, ela lembrava de todo o horror perpetrado por ele - não... não me chame assim, não sou mais sua filha... o senhor mente... - ela apertava o braço de Alex. Ouvir sobre a explosão fez seus olhos marejarem e a ideia de perde-lo naquele dia feria seu coração. Kima, diferente dele, tinha sentimentos e um coração bom e a ideia de perde-lo a machucava, claro. Ela vivia um conflito interno. Transformar em máquina? Salvar o mundo? Sua cabeça girava. Foi tentador ver sua mão estendida para ela, mas Kima precisava lutar e ver toda aquela armação baixo deles a trazia para a cruel realidade - o senhor é mal e está com os vilões. Não vou com o senhor... se afaste de mim, seu monstro!

    O ambiente em que estavam era estranho e diferente da Hypercidade, ela não precisava ficar presa à Alex e aquilo lhe deu uma nova perspectiva das coisa, ela estava livre para agir. A raiva em saber que ele só a via como uma máquina a fez mirar um soco na direção do homem, sem conter sua tristeza e frustração.
    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 53814142928_a371e8ab73_n
    Mun
    Investigador
    Mun
    Investigador

    Mensagens : 57
    Reputação : 26

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Mun Seg Jun 24, 2024 11:16 pm

    a unwanted new me
    Quando o cenário mudou de repente, eu não soube dizer se aquilo era real ou apenas coisa da minha cabeça. Eu ainda sentia aquela pressão na testa que se irradiava pelo nariz que eu ainda conseguia sentir úmido por dentro, acompanhado daquele cheiro ferroso. Com tudo em preto em branco, considerei ser algum efeito colateral dos esforços que fiz momentos antes e que estavam me deixando sensível à luz. Percebi não se tratar disso quando notei que meus olhos estavam bem abertos e não mais doíam... "Talvez a Hana me derrubou e eu estou sonhando desmaiado", considerei, mas também não parecia ser isso. Foi quando olhei nos meus arredores a imensidão monocromática foi cortada por galhos, areia e fogos coloridos. Primeiro, meus olhos foram atraídos pela vegetação que parecia se estender em direção a uma praia. "Mila?", considerei associando aquela direção à localização da venusiana que eu recém tinha rastreado. Depois, fui atraído pelas chamas negras e a visão aterrorizante de Hana desacordada em círculo ritualístico. Meu coração pareceu errar uma batida quando eu me lembrei de suas palavras do início daquela manhã: de como a Tríade queria usá-la de sacrifício para um demônio e sobre como isso os tornariam poderosos. Em outras palavras, se eles conseguissem concluir o plano que tinham preparado para Hana, provavelmente isso também significaria o nosso fim.

    Mas foram as chamas esverdeadas que fizeram meu coração acelerar de verdade e eu sentir minhas mãos suarem. Eu reconheceria aquele calor em qualquer lugar.

    Era Taylor.

    Taylor Pradhan era um dos meus melhores amigos. Com poderes potencialmente infinitos que poderiam consumi-los, Taylor sempre pareceu colocar os outros antes de si mesmo. Começamos como colegas de classe e logo nos aproximamos por conta de um acidente no laboratório de química que eu ajudei ele a encobrir. A direção parecia estar de saco cheio dos acidentes provocados por seus poderes, então eu prontamente assumi a culpa. Minha "ficha limpa" na escola garantiu que eu saísse apenas com uma advertência e a desconfiança da diretoria. Mas a triste verdade sobre nós é que poucos dias antes de eu ser sequestrado eu tinha aceitado que meu sentimento sobre Taylor não era de apenas uma amizade. Pois é, eu não tive a chance de declarar minha paixão por ele daquela vez, e agora ali, compreendendo que era ele que estava "retribuindo" o favor e me salvando de uma enrascada, minha vontade mais profunda era de apenas virar as costas para tudo e ir.

    Eu não sabia como ele tinha me encontrado, mas não importava. Naquele momento, a rota mais fácil pareceu simplesmente aceitar a mão que ele estava estendendo. No entanto, dois pensamentos fizeram meu corpo travar. O primeiro veio assim que estendi a mão na direção de suas chamas e olhei para meu próprio corpo. O verde o tingia e pintava algumas folhas que cresciam como se fossem pelos, estes que não mais existiam. Foi como se de repente eu estivesse submerso na parte mais profunda do oceano e não conseguisse me mover, sufocando ao ponto de sentir a consciência ir embora. Eu não... podia deixar que ele me visse assim. Parte de mim sabia que Taylor não se importaria com o que fizeram comigo, mas a outra parte tinha medo de que ele me rejeitasse pelo o que me tornaram e... eu não queria ter que nos afastar de novo.

    O segundo motivo acabou sendo uma desculpa confortável para o que eu temia ainda não estar pronto: Hana não podia ser capturada ou estaríamos em uma desvantagem ainda maior contra a Tríade. Vendo o seu corpo caído, eu sabia que tinha que tirá-la dali a todo custo. O metrô-planta que improvisei até a casa dos Harper me veio à mente, mas eu não sabia se conseguiria recriá-lo sem a influência da Natureza e era arriscado demais deixar que entrassem por talvez me influenciarem a tomar decisões irracionais. Eu não... queria virar um monstro naquele momento e me arrepender depois. A culpa se juntou ao desespero quando eu lentamente dei o primeiro passo em direção às chamas negras.

    — Eu preciso salvar ela. — falei mais alto, para que Taylor ouvisse — Vai ficar tudo bem, eu vou te encontrar. Eu já sei como agora.

    E sentindo um peso sobre o peito, eu corri para fora dali rumo a uma Hana caída que precisava de ajuda. Foi quando a dimensão preto e branco sumiu e eu consegui ver por um milésimo de segundo a situação ao meu redor. Fora da dimensão de Taylor, meus olhos físicos ainda estavam machucados e me impediam de fazer algo concreto à respeito. Ouvir aquele som tão característico da nave de Mila, no entanto, trouxe um sentimento de esperança repentino que me arrancou um sorriso. "Bem na hora", pensei, conforme estendi meus sentimentos para os arredores próximos para encontrar Hana; e aí tudo pareceu sumir por um segundo antes de voltar.

    Com os nervos em seu limite, eu rapidamente comecei a estender raízes pelas minhas pernas e vinhas pelos meus braços me preparando para ir total Berserker para cima de quem fosse, mas aquelas vozes familiares da equipe me interromperam: não tínhamos sido capturados pela Tríade, mas resgatados. Caindo sentado no chão, eu movi os dedos sobre a nave e tentei sentir quem estava ali, mas não funcionou — sem estar em contato com a terra, eu não conseguia expandir meus sentidos para além de sua própria capacidade humana. Eu conseguia ouvir os tiros e explosões ao longe, mas estava incapacitado. Não fisicamente por conta da visão, mas emocionalmente depois do quase encontro com Taylor. Meus dedos se moveram sobre o pulso com o acessório que Mila me entregou enquanto ecoava na minha cabeça que eu tinha "apenas mais dois usos". Agora, eu sabia bem como eu faria uso deles.
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5511
    Reputação : 440
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Alexyus Ter Jun 25, 2024 9:21 am

    Hyperboy estava perdido naquela dimensão mágica com colorido do século 19. 

    "Magia é mesmo imprevisível..."

    Alex Harper não sabia onde tinha vindo parar, se estavam no mesmo espaço dimensional ou se tinham sido transportados por aquela Fênix Negra.

    Kima estava conversando com o pai dela, e parecia não precisar da ajuda do Hyperboy, então Alex decidiu cuidar dos blindados pretos e brancos. 

    Não queria se afastar de Kima, então seu melhor golpe seria tentar controlar aquelas rajadas óticas. Ele já tinha feito muitos estragos quando seus outros poderes sumiram, mas todos eles eram ações ao alcance de suas mãos. Aqueles raios eram completamente diferentes.

    Mesmo assim Hyperboy tentou usá-los novamente, tendo o cuidado de não olhar na direção de Kima.

    As poderosas rajadas solares pareceram ricochetear em pleno ar e voltarem-se diretamente contra ele. Se não fosse invulnerável, estaria frito.

    Teria que pensar antes de fazer sua próxima ação.

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Oig4_315

    OFF: Hyperboy ganha a Condição Inseguro
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por vontheevil Ter Jun 25, 2024 10:57 am

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 6620ac10

    "Todo mundo sentado! Apertem os cintos! Preparar para impacto!"
    Um pequeno frio na barriga quando ao contrário do esperado meu cinto se solta

    "Autorizar privilégios de leme: M-003. Habilitar."
    Sinto os olhos de Mi'larhys me queimarem por dentro quando ela sai da cadeira e me encara antes de correr em direção a Hana

    — Piloto. M-003. Fantasma. Habilitação concluída. Atenção: impacto iminente. Atenção: impacto iminente.

    "John Pablo, tira a gente daqui!"

    Agarro os controles da nave e sinto os impactos dos mísseis, com a atenção dividida entre pilotar a nave e encarar Hana no chão, Hana é nossa prioridade, sempre vai ser. E Mi'la está cuidando dela. Linda com a luz dourada que irradia de seus dedos iluminando a face arroxeada que eu vejo de perfil.

    ..." Nós vamos pra um lugar seguro agora. Tudo vai ficar bem."

    As palavras me chegam como uma despedida mórbida, Hana não poderia estar morrendo, ou perdendo a luta para o monstro que vive nela. Eu não iria deixar.

    E um novo míssil nos atinge, e Mila desmaia ao lado de Hana, resisto ao impulso de ir atendê-las. Habituado ao skate, ao hockey e ao snowboard eu não teria problemas em me deslocar com a nave em movimentos, mas não podia soltar o leme e ir atendê-las.

    Estamos fora do alcance da tríade? por enquanto? Meu primeiro impuslo seria sair dali e ir para alguma ilha paradisíaca, deixar as meninas longe do alcance dos vilões e viver uma vida pacata e dedicada a elas.

    Quando eu reparo que Sentinel está dentro da nave conosco. E o vejo se levantar em direção às duas.
    Se ele se aproximar demais de Mi'la irei meter a nave no meio do matagal, ou pelo menos tentar derrubá-lo para o impedir. Não podemos fugir de todos se o babaca dedo duro está com a gente.

    — O francês, chegae!

    Fico reparando quando Jack afivela Mila a uma cadeira e o Sentinel pega Hana no colo e a leva para sentar ao seu lado. Tento perceber as intenções do cara e percebo que estou perto demais das árvores e rápido demais.

    -HIJO DE UN....

    A nave se embrenhou um pouco no matagal fechado da pequena praia. Espero que sem danos sérios, olho ao redor rapidamente sem querer receber olhares de reprovação e me levanto para conferir como estão Hana e Mila
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Nazamura Ter Jun 25, 2024 10:57 pm

    Kima Brown (@Shamps) não quis saber de conversa e foi para cima de seu pai com uma fúria implacável.

    — "Espera! Filha!" — Vince Brown tentou dizer, mas foi tarde demais. — "Me ouve, você e seus amigos precisam..."

    Antes que ele pudesse terminar, Kima arrancou o braço direito biônico de Vince com uma força brutal. A expressão dele mudou, sua pele adquirindo um tom esbranquiçado, os olhos ficando vermelhos de raiva. Ele tentou revidar, mas Kima desviou agilmente.

    Nesse instante, Alex (@Alexyus) e Kima Brown tiveram uma visão como se estivessem olhando através de uma lente violeta. Eles viram o que estava acontecendo na dimensão real: a nave de Mi'larhys pairando sobre o esconderijo Harper, sendo alvejada por um canhão antiaéreo com mísseis terra-ar. A nave ganhou velocidade e desapareceu no céu. Madame Triade saiu pela porta da frente, seus capangas continuavam tacando fogo no esconderijo. Ela fez um sinal com a mão, abrindo um portal negro, por onde o blindado e as tropas passaram, desaparecendo em seguida. A voz dela ecoou na dimensão paralela onde estavam Alex, Kima e Vince Brown.

    — "Eu disse que você perderia tempo tentando conversar com essa... essa bruta, essa falha de experimento."

    — "Não! Me dê mais uma chance, eu vou convencê-la, eu juro que..." — a voz de Vince era grossa e gutural, parecendo monstruosa.

    — "Isso não importa, a garota escapou, mas eu tenho mais do que precisava. Vamos!"

    A dimensão se desfez, levando Vince Brown e deixando Alex e Kima Brown na frente do esconderijo Harper, praticamente destruído. Outras casas também ardiam em chamas devido ao disparo anterior feito por Alex. Ao longe, as sirenes dos bombeiros se aproximavam, anunciando sua chegada.




    O que farão?
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5511
    Reputação : 440
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Alexyus Qua Jun 26, 2024 11:00 am

    Com o fim daquela dimensão de bolso, Hyperboy e Titânia foram devolvidos ao mundo normal.

    Os vilões tinham fugido, e os companheiros adolescentes do casal tinham pegado a nave de Vênus e aterrissado desastradamente no meio de uma floresta.

    Alex Harper estava experimentando todos os seus novos poderes de uma vez só, e isso o estava deixando confuso. Pelo menos, ele conseguiu desligar os raios óticos. Precisaria ter cuidado com eles no futuro para não causar mais destruição. Mas seus hypersentidos estavam despertando todos ao mesmo tempo. Enquanto as chamas consumiam as casas e o caos se espalhava pela rua, Hyperboy começou a sentir uma mudança profunda em seus sentidos bem no meio do incêndio, seus hypersentidos se manifestaram de forma intensa e descontrolada, trazendo uma nova dimensão de percepção que ele nunca havia experimentado antes.

    Primeiro, sua audição se aguçou dramaticamente. Ele podia ouvir o crepitar das chamas com uma clareza assustadora, cada estalo ressoando como trovões em seus ouvidos. Mais do que isso, ele podia distinguir vozes em meio ao caos. Gritos de ajuda, choros desesperados e comandos abafados dos bombeiros chegando. Ele ouvia cada batida de coração acelerada, sentindo o pânico e a urgência em cada som. 

    Sua visão se transformou totalmente, e mesmo através da espessa fumaça, Alex conseguia enxergar claramente. Ele via as chamas em detalhes vívidos, cada língua de fogo se movendo em câmera lenta. Além disso, sua visão incluía agora habilidades extraordinárias, como a visão de raio x, com a qual conseguia ver através das paredes das casas em chamas, identificando as silhuetas dos moradores presos e localizando rotas de fuga, as estruturas internas das construções, detectando pontos de fraqueza e perigos ocultos; a visão microscópica que o habilitava a focar em detalhes minúsculos, permitindo-lhe ver rachaduras estruturais e pequenos pontos de combustão antes que se tornassem grandes problemas, analisar os materiais em chamas, identificando rapidamente a composição e a melhor maneira de combatê-los; e a visão de longo alcance, que mesmo com a fumaça e o fogo obstruindo a visibilidade, ainda o permitia ver a grandes distâncias, localizando fontes de água, saídas de emergência e até mesmo bombeiros chegando para ajudar. Ele conseguia observar movimentos e detalhes a vários quarteirões de distância, até mesmo o ponto onde os vilões desapareceram.

    O olfato de Alex também se intensificou de forma extraordinária. Ele conseguia sentir o cheiro da fumaça com uma precisão alarmante, distinguindo os diferentes materiais queimando – madeira, plástico, tecido. Mais importante, ele podia detectar o cheiro das pessoas, sentindo a presença de vida mesmo em meio à fumaça densa. Cada perfume e cada odor humano se destacavam para ele, guiando-o em direção às pessoas que precisavam de ajuda.

    Antes que fosse sobrecarregado com todos aqueles estímulos sensoriais, Alex aprendeu rapidamente a focá-los, como se os desligasse temporariamente, usando apenas aquilo que realmente precisava.

    Ele virou-se para Kima e disse:

    - Você está bem, Kima? Você mostrou que é muito mais forte que seu pai! Arrasou com ele! Mas agora precisamos salvar as pessoas desse fogo. Acha que conssegue me ajudar nisso?

    Hyperboy partiu então para resgatar as pessoas das casas em chamas, retirando-as o mais depressa possível dos locais  ameaçados.

    Assim que todas as vítimas estivessem em segurança, ele iria ajudar na extinção das chamas e reconstrução das estruturas. Alex não sabia muito sobre engenharia, mas com a chegada dos bombeiros ficaria mais fácil fazer das casas locais seguros novamente.

    Ele não tinha a menor dúvida de que os super-heróis adultos chegariam a qualquer momento, bem como as equipes de reportagem. Estava se preparando para falar tanto com uns como com outros, sempre apoiando Kima, evidentemente.

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Oig3_j11
    shamps
    Antediluviano
    shamps
    Antediluviano

    Mensagens : 3029
    Reputação : 251
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por shamps Qua Jun 26, 2024 7:59 pm




    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 53778724024_9db0001ae4_n
    A mistura de sentimentos no peito de Kima foi o estopim para ela lançar-se em direção ao pai com toda a força que tinha, um soco em sua direção ao mesmo tempo em que agarrou o braço dele, uma peça mecânica que foi arrancada com ímpeto. Mais chocante que aquela sensação desagradável de desprender a parte do corpo de alguém, foi a jovem heroína ver seu pai também ataca-la com fúria, mas o desespero e raiva fez com que a garota desviasse magistralmente do ataque, só mostrando que ela não estava ali para brincadeiras. Vince estava provando o sabor de sua própria criação. Ele estava muito diferente de quando o deixou lá na City, estava repulsivo, monstruoso até, com olhos vermelhos. Doeu vê-lo daquela forma, um homem bonito destruído pela ambição e pela maldade em seu coração. Kima respirava com força, o suor escorrendo pela pele rosa, furiosa disposta a continuar a luta, mas foi distraída pela chegada da nave da alien que deveria estar com eles. Estava preocupada com Matt e Hana que ainda estavam na casa e torceu para que, ao menos, Mila tivesse resgatado os amigos ou seja lá o que fosse que ela os considerasse agora.
    A bruxa estava fugindo e deixando toda a bagunça para trás, mas foi a conversa entre Vince e a bruxa que feriu Kima, um ferimento diferente, que não deixaria hematomas ou cortes, mas sim um rasgo em seu coração. Kima teve a confirmação de ser um experimento falho, além de confirmar que seu pai queria manipulá-la mais uma vez e a forma como ela falava com ele a deixou mais triste ainda.

    - O senhor é só um capacho dela... - falou baixo, com desgosto e tristeza na voz  - por que não deixa essa maldade para trás e usa sua inteligência para o bem... - arriscou uma última vez. Mesmo perturbada, ela não deixou passar um detalhe da conversa dos vilões: a garota escapou. Hana estava em segurança e torceu pelos demais também.

    Kima não teve tempo de remoer sua dor quando viu Vince desaparecer com sua corja porque sentiu o ar quente das chamas da casa de Alex, seu nervosismo só tinha mudado de motivo. Ela olhou assustada para aquela cena e seus olhos marejaram.

    - Alex, sua casa... - seu olhar buscou pelo garoto.
    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 53817266107_5704be6d19_n
    Outras casas ardiam, Kima nunca tinha visto uma cena daquelas, aquilo não era comum ou normal para ela, achou que a explosão do laboratório tinha sido o máximo de destruição que viria, mas não. O desespero a tomou por completo. As sirenes só aumentavam seu nervosismo.
    Sentiu-se abandonada mais uma vez, aqueles que ela achou que poderiam ser seus amigos os deixaram para trás, seu pai mais uma vez a deixou e mesmo com raiva, só conseguia desejar que estivessem bem. Ela secava os olhos com a mão livre, com a outra segurava a peça de metal. Ela não sabia o que fazer. Apagar o fogo? Será que Alex tinha algum poder para apagar incêndios? Ele se mostrava incrível a cada minuto, ela não duvidaria disso.

    - Por favor, diga que você tem um super poder secreto para apagar esse fogo? - ela implorou para ele, a voz já embargada, queria abraça-lo e prestar apoio, mas não tinha tempo - ou pelo menos uma mangueira ou balde...

    Ela simplesmente não sabia o que fazer. Sorte que Alex estava atento e a tirou de seu tormento.

    - Estou, Alex.... e preocupada também! - era fato que seu nervosismo estava estampado em sua face, era a primeira vez que lutava, mas as palavras doces de Alex em um momento tão crítico foram cruciais para ela confiar em suas capacidades - obrigada, meu bem - ela sorriu tímida ao falar aquilo, mas prosseguiu firme - claro que ajudo, eu consigo suportar o fogo - imediatamente sua pele e cabelos mudam de cor, de rosa para o preto e ela corre em direção a uma das casas buscando por moradores, entrando direto e gritando enquanto erguia vigas que pudessem atrapalhar a passagem.
    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 53776089907_aae32df155_n
    - Oláaaaa!

    Ajudar no resgate manteve sua mente ocupada.


    Conteúdo patrocinado


    Capítulo 1: A Equipe fragmentada - Página 3 Empty Re: Capítulo 1: A Equipe fragmentada

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jul 22, 2024 7:13 pm