Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Ter Jun 25, 2024 10:33 pm

    — Eu o encontrarei denovo - Taylor respondeu no circulo mágico que se desfez com Matthew vendo em sua mente o sorriso dele e que ele estava em concentração com seus olhos fechados, flutuando entre velas acesas.




    A nave de Mi'larhys faz um pouso forçado e cria uma clareira na floresta na base da montanha.

    — "Pouso da nave B'Rel concluído. Avaliação de avarias: Escudo frontal desativado; sistema camaleônico desativado precisando de reparos; estabilizador frontal avariado; danos no sistema de navegação e propulsão de dobra; trem de pouso avariado; sistema de embarque e desembarque danificado."

    Sentinel balança a cabeça e comenta:

    — "Mas que pouso de merda, hein?! Pra onde agora?"

    A nave B'Rel então anuncia:

    — "Distância até a rota programada: 5 km. Progressão a pé, tempo estimado: 1 hora. Temperatura externa: 15°C e caindo. Horário: 20h. Pequenos animais nos arredores. B'Rel entrará em modo de hibernação sobre o comando do operador Fantasma para início de regeneração. Abrindo rampa de desembarque, acionamento manual."

    Sentinel olha ao redor, preocupado:

    — "Tem roupa de frio nessa nave?"




    Após uma hora de caminhada, Hana Choi desperta nos braços de Sentinel. Mi'larhys também recobra a consciência. O grupo, composto por Jhon Pablo (@vontheevil), Jack Dawson (@Dante), Sentinel, Matthew (@Mun), Hana Choi (@thendara_selune) e Mi'larhys (@Mellorienna), chega à coordenada programada pela B'Rel. Eles encontram apenas rochas na base da montanha e uma clareira, como se nada estivesse naquele local, um beco sem saida.

    Sentinel solta um 'humpf' e taca uma pedra contra o paredão rochoso.

    De repente, um canhão surge por detrás de uma das pedras e dispara contra o grupo. Embora lento para os reflexos dos heróis, os projéteis abrem pequenos buracos no chão e liberam fumaça onde atingem.

    — "L-001, Khain Tnais." ("L-001, identificação requerida.")

    Mi'larhys reconhece de imediato um sistema de defesa e proteção baseado em tecnologia venusiana.

    — Bem-vinda à base Providência, — diz uma figura que parecia um drone, mas que ao se aproximar de Mi'larhys se transforma em uma nativa de Vênus. — Você não envelheceu um dia, Ti'la. A base Providência está como você a deixou. Suas credenciais já estão prontas, mas seus amigos precisarão passar por um questionário de aceitação primeiro. Por favor, venham comigo.

    Uma porta se abre, revelando ser uma parede oculta. Um corredor com uma escadaria em linha reta se ilumina com luzes bioluminescentes. Matthew sente a presença de vegetação ancestral misturada com a tecnologia da base, com assinaturas fosforescentes vivas que ele nunca imaginou ver - tecnologia bio-venusiana. Era evidente os detalhes de construção humana combinada com tecnologia venusiana nesse local.




    A Base vem equipada com:
    - Salão de recepção tecnologica
    - Sala de Briefing e Debriefing
    - Area de recreação
    - Area comum com bancos, televisão
    - Escada para baixo que leva para os niveis mais baixos e area de detenção
    - Sala do diretor
    - Laboratorio de Bio Engenharia e pesquisa
    - Area de quarentena
    - Cozinha e mesa de jantar
    - Terraço
    - Hangar
    - Area de Tiro

    Porém cada um de vocês pode criar uma área que seu personagem deseje, esse desejo tem que ser feito agora (ex: eu quero uma passagem subterranea que leve para X) ou (quero uma area de sparring para boxe) etc etc.
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por vontheevil Qua Jun 26, 2024 9:41 am

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base 6620ac10

    "Pouso" a nave e encaro todos os meus colegas antes de soltar me levantar e ir conferir como estão Mi'larhys e Hana. Quando Sentinel começa a se ocupar de Hana chamo Jack para me ajudar a descer com Mila.

    Sentinel começa a falar
    — "Mas que pouso de merda, hein?! Pra onde agora?"

    — Pouso de merda? Quantas vezes você acha que dirigi um veículo qualquer? Quantas naves espaciais você dirigia na minha idade? Na minha idade talvez tua mãe ainda trocasse a tua fralda. Quer ajudar todo mundo aqui? CALE a TUA BOCA por alguns minutos. O QUE? vai me atacar? quem sabe tentar me concretar no chão igual fez com o Hyperboy? Agora com todo mundo fodido talvez você tenha coragem de atacar um bando de crianças. Aliás, quanta merda você fez para que tua responsabilidade seja cuidar da gente. Quer me ajudar a ir mijar numa árvore ali no cantinho? preciso de alguém pra me ajudar a chacoalhar mi polla e ter certeza de que estou limpinho! Por favor Superbabá fica quieto e deixa a gente pensar um minuto.

    — "Distância até a rota programada: 5 km. Progressão a pé, tempo estimado: 1 hora. Temperatura externa: 15°C e caindo. Horário: 20h. Pequenos animais nos arredores. B'Rel entrará em modo de hibernação sobre o comando do operador Fantasma para início de regeneração. Abrindo rampa de desembarque, acionamento manual."

    — "Tem roupa de frio nessa nave?"

    "é essa a preocupação do superbabá? 15 graus?" Agarro Mi'la por um lado apoiando seus braços em meu ombro enquanto Jack me ajuda pelo outro lado e descemos com cuidado da nave.

    Depois de uma hora caminhando pelo matagal, de braços dados com uma Mi'la já mais acordada e ainda fraca, chegamos no local indicado, a superbabá infantil continua brabinha e dando chiliques silenciosos, o que me faz rir por dentro. Porém, ele joga uma pedra que chama a atenção de algum maquinário que tenta nos atacar.

    — Porra Superbabá! falo relativamente baixo, porém para ser escutado. Quando ele olha brabo eu respondo — Desculpe eu estava pensando em voz alta

    — Bem-vinda à base Providência, Você não envelheceu um dia, Ti'la. A base Providência está como você a deixou. Suas credenciais já estão prontas, mas seus amigos precisarão passar por um questionário de aceitação primeiro. Por favor, venham comigo.

    Encaro Mi'la feliz quando vejo que estamos a salvo e dou um beijo rápido em sua bochecha.
    Não tenho nenhuma preocupação quanto ao questionário, quero respondê-lo o mais rápido possível e entrar na base da tia dela e achar uma biblioteca e pegar algo para ler antes de dormir, vou evitar contato humano.

    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mellorienna Qua Jun 26, 2024 3:20 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Eu estava flutuando num mar de fogo. Meus sentidos foram voltando, um a um, e o olfato foi o primeiro deles: cheiro de terra, de folhas e de umidade salgada — e, acima deles, cheiro de homem e de escuridão.

    Não demorou para que eu percebesse que estava sendo carregada por John Pablo e Jack através de uma mata, sob o manto da noite. Matt também estava ali, praticamente camuflado, não fosse pela presença telepática que me informava que os olhos brancos entre as folhas não eram uma ilusão. Sentinel também nos acompanhava, e guiava Hana, que estava bem (apesar de parecer um pouco fraca) — que estava longe do perigo que quase a arrebatou de nós.

    Eu sabia que era mais pesada do que uma garota mi'wanish de mesma compleição seria: a estrutura lynnish era densa e resistente, o que provavelmente me tornava difícil de carregar. Talvez fosse uma surpresa para eles que uma fêmea de um metro e meio exigisse dois para carregar. Por sorte, eu podia voar.

    Levitei, estabilizando o voo ao manter o braço de John Pablo ao meu redor — eu estava um pouquinho acima do solo apenas, o que alinhava perfeitamente nossos olhos (de todos na equipe, John Pablo era o que tinha a altura mais próxima da minha, sendo uns poucos centímetros mais alto).

    "Você conseguiu." — sorri para ele e toquei seu rosto com a palma da minha mão. Ele tinha nos tirado de lá. Desviei os olhos antes que traíssem meu pensamento de que, mais uma vez, John Pablo era meu herói.

    Mas quem teria sido o herói das pessoas cujas casas estavam em chamas? Meu coração se apertou e oscilei um pouco, apoiando-me ao braço do Fantasma. O blindado no meio da rua, as residências em chamas, o caos varrendo as vidas tranquilas daquela vizinhança. Será que algum civil se feriu? Apertei o braço de John Pablo sem nem perceber o que fazia. Tirar Hana de lá teria sido suficiente para que a Tríade se retirasse? Teria sido a melhor escolha diante de uma situação impossível?

    Quando chegamos à base da montanha, deixei — com certa relutância — o apoio do braço do Farol, tentando entender porque a B'rel teria nos enviado àquelas coordenadas. Será que a biblioteca estava desatualizada? Não, eu vi Til'andsia cuidar pessoalmente daquele registro. Quando ficou claro que eu escolheria passar meu período de formação em Mi'wan, minha tia-avó atualizou as bibliotecas da B'rel e enviou uma comunicação para Lyra: a guardiã do Monte Aurean, base de operações da equipe de Til'andsia durante os raknas que passou na "Terra".

    Se eu não estivesse tão tonta, teria percebido a camuflagem? Sentinel ativou os sistemas de segurança do Monte Aurean antes que eu tivesse a oportunidade de me questionar demais. E logo ela estava diante de nós: Lyra, a k'lynn'ker.

    Bem-vinda à base Providência, Você não envelheceu um dia, Til'a. A base Providência está como você a deixou. Suas credenciais já estão prontas, mas seus amigos precisarão passar por um questionário de aceitação primeiro. Por favor, venham comigo.

    "Ela não é um robô." — avisei aos mi'wanish, que provavelmente nunca haviam visto uma k'lynn'ker na vida. Transmiti a eles a ideia de que aquela era uma forma de vida tecnorgânica altamente avançada. E, principalmente, de que não era uma máquina ou uma coisa, mas uma pessoa — "Sejam respeitosos."

    E só então dei dois passos a frente, tocando minha testa com a mão esquerda e o peito com a direita — um sinal de grande respeito para o meu povo — e estendendo-as a frente do corpo antes de baixá-las novamente.

    "Lyra-den." — minha voz telepática já teria demonstrado quem eu não era, mas prossegui — "O cabelo dela já estava todo rosa e a pele lavanda-azulada quando vi Til'andsia pela última vez. Ela nos deixou no último dekna. Pouco depois do meu jubileu."

    Avancei um pouco mais, entrando ao alcance do computador da base, que me escaneou com uma luz branca e levou três tiks para anunciar:

    — Reconhecida. L-003. Lhys-dena.

    Uma risadinha telepática se espalhou pelo elo que eu mantinha com todos.

    "Precisamos atualizar o registro que a Tia Til'a fez. Aqui, me chamam de Mila. Só Mila. Você nos achar parecidas é uma grande honra para mim."

    Eu abracei Lyra, feliz de finalmente conhecê-la. Seu nome — "Ly" das primeiras letras de Lynn e "ra" das últimas letras de "Terra" — demonstravam exatamente sua natureza híbrida e maravilhosa. Uma k'lynn'ker criada em Mi'wan, com a tecnologia de diversas espécies, até mesmo dos Eternos. Uma grande heroína, cujo nome gracioso eu gostaria de dar para uma filha, um dia.

    A esse pensamento, seguiu-se a aproximação de John Pablo, que me deu um beijo no rosto. Senti minhas bochechas arroxeando — o equivalente ao avermelhado dos mi'wanish ao corarem. Estendi minha mão e entrelacei meus dedos aos dele, apertando gentilmente. Entramos juntos sob a montanha.

    — Reconhecida. L-002. Lady Lyra. L-003. Lhys-dena. Protocolo de identificação e quarentena. — soltei a mão de John Pablo e girei no ar, levitando diante de todos.

    "Vou explorar a base enquanto vocês fazem os registros!" — saí voando, literalmente, chamando telepaticamente o computador e percebendo que não podia me ouvir.

    Que estranho.

    Lembrei de algumas conversas que tive com Til'andsia, em que ela me falava sobre suas aventuras em Mi'wan. Ela tentou, várias vezes, incutir em mim a ideia de que a telepatia às vezes mais atrapalhava que ajudava: ler mentes não é o mesmo que entendê-las, ela dizia, sempre com um sorrisinho misterioso. Passei pelas primeiras salas e então, sozinha, chamei:

    — Computador. Atualizar registro L-003. — esperei o já familiar bipe e concluí — Mi'larhys.

    — Quebra de protocolo identificada. Princes---

    — Negado. — o computador emitiu um novo bipe. Cheguei a uma sala com uma grande televisão. Queria ligar a tela e procurar notícias sobre o incêndio na vizinhança do esconderijo Harper. Mas tive medo. E se houvesse vítimas? O que eu faria? Seria melhor não saber?

    Continuei a explorar a instalação, encontrando um hangar equipado para naves lynnish, onde eu poderia deixar a B'rel em repouso. Haviam quartos próximos do hangar e entrei no primeiro, percebendo que não vinha sendo usado. Tirei um dos meus braceletes de combate e deixei sobre a cama. No corredor, fiquei olhando para a porta ao lado, pensando em qual dos meus companheiros de equipe ficaria a uma parede de distância de mim.

    Eles já deviam estar terminando os registros. Passei pela cozinha, onde não havia comidas disponíveis — teríamos que fazer compras. Pensei nos churros, mais uma vez. Suspirei. Quando dei por mim, estava em uma rampa de acesso ao exterior da montanha.

    A água escura refletia o céu noturno e espumava em uma cadência suave contra a areia fina. Uma praia! Voei de um lado para o outro, sem acreditar. Era uma pequena enseada, ladeada pela montanha, inacessível para quem não viesse de dentro da base. O mar perdia-se no horizonte noturno e as estrelas tortas de Mi'wan cintilavam na crista das ondas. Pousei na areia, branca e fofa, e dei um gritinho de felicidade.

    E o bichinho da culpa me mordeu, impiedoso.

    Eu estava ali por razões puramente egoístas. A aflição do laço com Matt havia adiantado minha chegada, mas a verdade é que eu não estava em Mi'wan para salvar ninguém: as casas das pessoas queimando vinham a minha mente, amargando minha língua. Sentei na areia, abraçando os joelhos, com os olhos voltados para o mar. Eu queria comer hambúrguer, ir a um show de rock e ter intimidades chocantes com alguém. Queria viver uma experiência de highschool como nos filmes. Eram férias, meu período ali. Intercâmbio, como disse para Pachello. Eu iria embora em três raknas e teria que ser desesperadamente comprometida com meu povo pelo resto da vida.

    Estava frio na praia e só percebi que tinha ficado do lado de fora por um bom tempo quando minhas mãos começaram a doer. Alcei voo de novo, retornando para a base sob a montanha. Pensei em chocolate quente, mas lembrei que não havia comida na cozinha. Precisávamos fazer uma lista de compras. Eu acharia papel e algo para anotar... Talvez num escritório ou biblioteca.

    Onde estavam os outros? Será que já tinham notícias de Alex e Kima?




    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Ewc81wm
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Qua Jun 26, 2024 9:36 pm

    Eu vou ativar as regras de recrutamento em virtude de terem se passado 1 semana e o jogador que controla o Jack Dawson estar ausente.
    Para todos os efeitos, ele não entrou na base.

    Estão na base apenas:
    - Matthew
    - Hana Choi
    - Mi'larhys e Ly'ra (androide venusiana)
    - Sentinel
    - Jhon Pablo

    Layout da base:
    Mun
    Investigador
    Mun
    Investigador

    Mensagens : 57
    Reputação : 26

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mun Qui Jun 27, 2024 3:18 am

    a unwanted new me
    Ver o sorriso de Taylor pouco antes da nossa ligação se fechar foi... reconfortante. "Exatamente como da última vez", pensei, lembrando da última vez que estivemos juntos fisicamente para assistir um filme no cinema e comer um potão de sorvete na Burguer Queen. Encolhido no meu canto com muito para pensar, o pouso de emergência se iniciou e minha primeira reação foi estender cipós de minhas mãos na direção de alguma parte que parecesse firme nas laterais da nave. Eu enrolei as vinhas por ali e as manipulei para se enroscarem no meu tronco como forma de me manter preso e estável; eu não queria, sabe, sair voando pela nave. Quando atingimos o chão, agradeci por não sentir os efeitos da labirintite desde que fui transformado, porque do contrário agora teríamos vomito de garoto-vegetal por todo o chão... o que pode parecer normal, mas os experimentos feitos pela Tríade frequentemente me levavam ao limite e eu posso falar: é ainda mais nojento do que se imagina. Não vou entrar em detalhes, porque ninguém merece.

    O pouso não foi dos melhores, mas acredito que eu senti bem menos do que a maioria por conta do meu improviso para evitar me mover demais. Quando eu percebi que não iríamos descer para além do ponto que já estávamos, eu permiti que as vinhas afrouxassem e comecei a absorvê-las de volta pelos meus pulsos; visualmente, era como se elas se fundissem com a minha pele conforme iam retrocedendo e... acho que na prática não era diferente do que a aparência demonstrava. Foi quando John explodiu com um comentário de Sentinel e minha reação foi sorrir desconfortavelmente enquanto os encarava com a testa franzida em confusão. Tinha sido um comentário rude, mas a reação me pereceu descompensada. Eu não sabia qual era a relação daquelas pessoas com o tal Sentinel, mas claramente não era das melhores.

    Achei engraçado. Quase ri.

    Quando todos começaram a descer da nave, eu discretamente coloquei a mão para segurar Sentinel e Hana mais para trás na intenção de falar com eles com maior privacidade. Nossa prioridade anterior que era encontrar Mila já tinha se resolvido — ela estava ali e já parecia ter atenção o suficiente dos outros dois rapazes —, mas a imagem de Hana naquele círculo ritualístico ainda estava na minha mente e eu queria saber como ela estava. De quebra, tinha a chance de conversar um pouco com Sentinel. Ele tinha problemas com John, e embora eu não chegue a dizer que eu também tenho problemas com o jovem latino, eu também não diria que nossa relação era das melhores. E sinceramente? Nenhum de nós dois parecíamos interessados em mudar isso no momento e eu conseguia levar aquilo como nada além de uma relação profissional tranquilamente.

    — Como você está? — perguntei andando no mesmo ritmo da dupla, afinal não queria apressá-los — Foi aterrorizante. Em um momento eu me senti ser carregado pelos seus poderes, e no outro eu te vi desacordada em algum tipo de ritual. Eu não sei onde estamos, mas certamente é um alívio. — confessei. Fiquei em silêncio por alguns segundos na intenção de ouvir a resposta de Hana e também dar um espaço claro antes de mudar de assunto — Acho que não nos conhecemos. — falei agora olhando para Sentinel — Eu sou Matt, o garoto novo. Você também não foi à reunião da equipe, está tudo bem?

    Àquela altura, tinham muitas pessoas ajudando aquele grupo e eu já não sabia quem era do time oficialmente ou apenas pessoas de fora dando auxílio (como o caso do pai de Alex, por exemplo, embora o envolvimento dele seja puramente por bobagens de legado). Se Sentinel estava ali, na minha cabeça ele fazia parte do grupo, mas ele junto de Mila não tinham ido para o grande encontro que claramente foi super bem e não separou ainda mais os poucos que ficaram. Deveria significar algo, certo?

    — O que foi aquilo entre vocês dois lá atrás? — perguntei. Minha cabeça se moveu na direção da John, mais à frente com Jack e Mila, e é claro que eu não perderia uma chance de saber exatamente o que estava rolando entre todos. Um pensamento repentino tinha passado pela minha cabeça durante a viagem na nave e agora que o perigo imediato tinha passado estava refletindo ainda mais sobre ela. Não vou falar ainda o que é, bando de curiosos, mas vocês saberão quando o momento chegar. Até porque vocês vão estar lá...

    A caminhada foi longa, mas não posso dizer que foi necessariamente cansativa. Mila já parecia estar voando, mas Hana foi carregada o tempo inteiro. Era claro que ela estava fraca, mas depois de um tempo comecei a me perguntar até que ponto aquilo era realmente exaustão ou ela apenas estava gostando de ser carregada pelo fortão sem modos. De qualquer maneira, não era da minha conta.

    A chegada na base alienígena foi... esquisita. Se antes Mila era a forasteira no meio dos humanos, ali nós (eu na medida do possível) é que éramos forasteiros. A telepatia sempre presente de Mila não tardou a nos indicar que aquela que pensei ser um robô era, na verdade, um ser tecnorgânico. Vida emanava daquele local e eu conseguia sentir assim que me conectei com a vegetação ao meu redor e ela não parecia... normal. Não eram como as plantas do mundo lá fora, elas quase pareciam ser como eu.

    E fazia sentido, certo? Mila mesmo contou que usaram tecnologia de sua raça nos experimentos que me transformaram. As peças começaram a se encaixar na minha cabeça e eu me peguei me sentindo empolgado pela primeira vez desde que escapei daquela prisão. Tudo parecia tão... incrível. Mas não pudemos explorar demais já que precisávamos passar por um tal de detector de mentiras. Bem, eu não tinha nada a esconder, fui bem transparente com todos desde o momento que nos reunimos então... não é como se fossem descobrir algo chocante sobre mim, certo?

    — Como que funciona esse detector de mentiras que falaram? — perguntei para qualquer um que se apresentasse como responsável por aquela etapa. Eu queria terminar logo para conhecer o lugar. Mila já estava liberada, obviamente, mas como convidados imaginei que não se importariam de nos ter perambulando pelas áreas livres.

    @Nazamura A zona do Matt vai ser uma sala repleta de todo tipo de vegetação onde ele possa treinar seus poderes e realmente extravasar toda a sua força para ver qual seu limite e como ele pode ser mais eficiente com suas plantas.
    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3214
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_10.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por thendara_selune Qui Jun 27, 2024 11:13 pm

    Antes da fuga.


    Tic-tac. O relógio acima da minha cabeça parecia distorcer-se. Eu tentava falar com Matt, mas minha boca ficava pesada, as palavras se transformando em murmúrios inúteis. Um zunido metálico ecoava em minha mente, como se meu cérebro estivesse sendo apertado e meu coração esmagado ao mesmo tempo. Sentia as batidas, rápidas e fortes. Olhei para o meu peito, à beira de explodir. Então, um grito estridente ecoou enquanto a voz da minha mãe sussurrava: "Azvtow Tavzna knak Hana!"

    Levei as mãos à cabeça, sentindo algo martelar meu crânio, e gritei: "...odnum esse ranip evod siajam Azvtow," as palavras antigas significando "Azavtow jamais deve pisar neste mundo..." Eu não tinha forças para resistir; era uma marionete. A marca em meu ombro queimava em vermelho, fazendo-me desmaiar de dor. Tudo se tornou um zunido. Parecia que algo me puxava para um abismo negro, olhos vermelhos brilhando na escuridão, tentáculos espinhosos enlaçando meu corpo, arrastando-me para baixo.

    "Você falhou..." A voz do abismo ecoava, aquecendo meu corpo, consumindo-me até ouvir: "Falhou sim, e em breve todos os mundos serão meus novamente..." As vozes de Mila, Pablo, Matt, Aidan, Jack misturavam-se na minha mente. O toque quente da nossa menina, pele uva, suave e salgada, seus cabelos roçando em meu rosto. Um doce aroma pairava. Tudo se transformou novamente no abismo onde eu afundava, ardendo em vermelho.

    Na trilha.

    Acordei abruptamente nos braços do Sentinel, em um lugar desconhecido. Pisquei, tentando compreender onde estava. A dor voltou, meu ombro latejava e meu corpo parecia estar em chamas, esgotado.

    "Que lugar é este?" indaguei mentalmente. Uma pontada na nuca me fez tocar a têmpora, incapaz de vocalizar. Parecia que várias versões de mim lutavam pelo controle. O tic-tac voltou, minha mente tentando capturar fragmentos das conversas enquanto eu estava inconsciente, incapaz de raciocinar. Pedi a Aiden que me colocasse no chão. "Consigo ficar de pé agora..." Um vislumbre dele me ajudando em casa, protegendo-me, passou pela minha mente. A imagem de Matt, translúcida, e o sentimento intenso ainda presente. "Obrigada, Aiden. Você está bem? E você, Matt?"

    Respirei fundo, sentindo minha mente confusa. Respondi a @Mun Matt. "Estou melhor. Foi aterrorizante..." Ele mencionou o ritual, e a pontada na nuca irradiou até o ombro. A marca pulsante em vermelho tênue parecia escutar. "É um ritual das chaves da perdição. A primeira está no meu ombro agora..." Apontei para a marca. "Faltam as outras, e quando forem completadas, não serei mais eu mesma. Depois..." Engoli em seco, tentando ser corajosa. "Serei apenas um sacrifício, livre de qualquer corrente material, renascida para a morte e feliz em levar muitos comigo..." Dramático, mas necessário. Sorri, ocultando os dentes. "Passamos por horrores e tanta coisa em pouco tempo..."

    Diante da base na montanha.

    Observamos Mila e o androide, respeitando a relação deles. Admirava a imagem que a máquina personificava, um pedaço de lar mais acolhedor que qualquer coisa que ela já tinha vivido. Mila fez gestos, e fiquei quieta para não ofendê-la. A dor na nuca cessou. "Lyra-den." Bela como Mila. Pablo beijou a venuziana e achei isso tão fofo. Elas entraram, deixando-nos com o questionário. Murmurei enquanto ela partia, "Ela é uma nobre de seu mundo, ou entendi errado?"

    Havia mistérios sobre Mila, mas seu povo era poderoso e muito interessado na Terra. Conversaríamos sobre isso depois, pois agora era o momento dela. JP e Mila tinham algo ali, e dei um sorriso cúmplice ao ver a cena. Jack continuava quieto, e Matt perguntou sobre o questionário.

    Minha voz falhou um pouco, mas respondi. "Deveríamos nos aproximar e deixar a base perguntar."
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Sex Jun 28, 2024 9:00 am

    Jhon Pablo escreveu: Não tenho nenhuma preocupação quanto ao questionário, quero respondê-lo o mais rápido possível e entrar na base da tia dela e achar uma biblioteca e pegar algo para ler antes de dormir, vou evitar contato humano.

    Jhon Pablo (@vontheevil) acessa a biblioteca de conhecimentos na ala norte da base providencia. A unica coisa que marca a passagem do tempo é a poeira sobre o pupito, no entanto, ele eh bastante high-tech para algo construido nos anos 30. Tem uma guia de localizar com espaço para digitar o que se procura em caracteres venusianos e humanos. Livros técnicos e que contam a história das batalhas estão presentes, mas não há muitos livros recentes. Uma pesquisa no computador indica que a biblioteca de livros 'humanos' foi atualizada até os anos 50 e está sobre a curadoria de Dra. Sharon Supreme

    O que você faz ?
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Sex Jun 28, 2024 9:33 am

    Saindo da nave (retroativo)

    Sentinel ri de canto de boca da resposta de Jhon Pablo quando ele explode após ele provocar com um 'pouso de merda'

    Matthew (@Mun) usa suas vinhas pra retardar o passo e criar um espaço enquanto a equipe caminha para conversar com Sentinel após sair da nave

    - Tá tudo tranquilo, não é a primeira vez que isso me ocorre. - Sentinel olhava para o lado - Mto prazer, sou Aiden. Eu não vou ficar muito nessa base não, só passar a noite e cair fora entende?

    Sentinel não responde ao "O que foi aquilo entre vocês lá atrás?" que Matthew pergunta e nota que Hana (@thendara_selune) acordou, deixando-a em pé, acenando com a cabeça quando ela pergunta se ele está bem.

    --
    Na base

    Matthew escreveu: — Como que funciona esse detector de mentiras que falaram?

    Lyra (a androide), responde as perguntas dos membros da equipe
    -É muito simples, basta dizer seu nome e qual sua intenção com a Dena, e por ultimo se você é membro da triade. Por aqui, por gentileza.

    Lyra abre a base para a equipe entrar

    --

    Tão logo Mi'la (@Mellorienna) retorna de sua praia particular...

    - Lhys-dena - Dizia a andoride Lyra, Os questionarios foram entregues, mas eu pude ler em sua mente que você confia em todos eles. Então se Dena confia, eu tambem confio.

    Ela apresenta uma série de crachas coloridos enquanto caminha com Mi'la na direção da sala do diretor. Fechando a porta atrás de si.

    - Esses crachas contem permissões de acesso a setores da base que não são de dominio publico, como a sala de armas e artefatos, o gerador e o reator que mantem a base ativa. Distribua-os conforme sua vontade, mas saiba que tem apenas um de cada cor. E que as cores tem precedencia uma sobre as outras, como o arco-iris de seu mundo.
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Sex Jun 28, 2024 9:50 am

    Atualização:
    Nem Jack Dawson e nem Sentinel estão na base

    as respostas são individuais
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por vontheevil Sex Jun 28, 2024 10:18 am

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base 6620ac10

    sou o primeiro a passar pelo interrogatório:

    -É muito simples, basta dizer seu nome e qual sua intenção com a Dena, e por último se você é membro da triade. Por aqui, por gentileza.
    — Sou John Pablo Lopez Garcia, Fantasma
    Minha intenção com quem? Mila é minha.... é.... amiga e ela me procurou mentalmente para ajudá-la a salvar Hana da tríade. Não sou um membro da tríade, pelo contrário, estamos todos lutando contra ela.


    Após ser liberado, irritado, sem minhas coisas, sem roupa limpa para valer a pena tomar um banho, eu sigo até a biblioteca.

    Minha ideia original seria pegar alguns livros para aprender sobre os Venusianos (Lynnish) e até mesmo aprender algumas palavras soltas para usar em alguma conversa e me exibir para Mi'larhys mas...
    a biblioteca está sobre a curadoria da dra. Sharon Supreme. A heroína dos latino-americanos. Uma senhora linda cujo poder de atravessar dimensões deve ser a coisa mais divertida de possuir.
    A dra. Sharon é opositora franca do nosso governador também, Arnold Arthur Allen, um homem com superpoderes mentais, que se aproveita dos pensamentos de quem está ao seu redor para falar a coisa certa na hora certa, um homem feio, baixinho e careca. Amado por muita gente pelos seus poderes mal utilizados.
    Procuro sobre a dra Sharon e comparo com o que eu sei dela, vejo se meu celular ainda tem bateria e se a internet alcança a região da base e comparo com o que encontro na internet. Procuro por notícias de ambos também.

    Cansado e com fome, mas irritado demais para continuar pesquisando sobre políticos e heroínas eu volto ao dicionário de Lynnish procurar o significado da palavra Dena.
    dena: (s.f.) pessoa de hierarquia superior. Princesa.
    deve ser algum apelido pessoal que a tia de Mila utilizava... com D tem uma palavra que ela se usou para referir a mim no primeiro dia da casa dos Harpers. Dud... dud.. dudundi
    não encontro o verbete, mas encontro dundi - Criança. Fecho as mãos com força e vontade de socar uma parede de raiva. É isso que eu sou aos olhos de Mi'larhys, uma criança, uma criança boba, estúpida ou sei la o que o Du no início quer dizer.

    Largo os livros bagunçados assim mesmo apago as luzes para ninguém me encontrar e me deito em um dos sofás de couro preto da biblioteca para ficar em silêncio até o sono chegar.
    thendara_selune
    Antediluviano
    thendara_selune
    Antediluviano

    Mensagens : 3214
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_10.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh27.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por thendara_selune Sex Jun 28, 2024 11:12 am

    Hana escuta a androide e diz: 'Minha mãe é a criadora da Tríade. O motivo de ter vindo foi a gentileza de Mi'larhys e dos outros membros da equipe em se preocupar conosco, mas confesso que sou um risco ficando. Não vou forçar minha presença aqui..." Baixo a cabeça e prossigo. 'Não faço ideia do tipo de proteção que esse lugar tem, se aguentaria o arsenal da Tríade, mas prometo que vou fazer o melhor que puder para proteger todos.' Suspiro. "Então, essas são minhas respostas."
    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mellorienna Sex Jun 28, 2024 2:17 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Meus pensamentos estavam na lista de compras — chocolate (daquele marronzinho; o branco tinha cheiro de suor, para mim); leite daquele animal magnífico, vaca (mas eu deveria me informar sobre outros leites de outros animais e provar todos); hambúrguer (será que dava para comprar já montado, com o pão, as folhas verdes, o bacon — não podia esquecer do bacon!) — eu precisava mesmo achar papel e algo para anotar. Mas, antes que encontrasse uma caneta e um bloquinho, Lyra me encontrou.

    Lyra escreveu:- Lhys-dena, os questionários foram entregues, mas eu pude ler em sua mente que você confia em todos eles. Então, se a dena confia, eu também confio.

    Parei para ouvi-la, mas não cheguei a pousar. A voz de Hana Choi, quando entrávamos na base, ecoou em meus ouvidos.

    Hana Choi escreveu:"Ela é uma nobre de seu mundo, ou entendi errado?"

    Aquilo seria um problema. E tinha que parar.

    "Diretora Lyra, eu ficaria mais confortável se dispensasse o honorífico. Aqui em Mi'wan ninguém sabe da minha... posição. Eu fui autorizada a manter isso em segredo, para não atrair diplomacias desnecessárias."

    Eu não teria uma experiência de vida normal se os governos mi'wanish ficassem estendendo tapetes e organizando eventos com imprensa e tentando obter alianças. Eu só queria permanecer incógnita, por todo o tempo em que estivesse em Mi'wan. Mas a k'lynn'ker não estava facilitando:

    Lyra escreveu:- Esses crachas contem permissões de acesso a setores da base que não são de dominio publico, como a sala de armas e artefatos, o gerador e o reator que mantem a base ativa. Distribua-os conforme sua vontade, mas saiba que tem apenas um de cada cor. E que as cores tem precedencia uma sobre as outras, como o arco-iris de seu mundo.

    "Sei que isso pode soar estranho para uma cidadã do Império, mas eu não sou a líder dessa equipe." — eu sorri, devolvendo os crachás — "E nem quero ser. Vou passar o resto da vida assumindo responsabilidades sobre todo lynnish sob os Sete Céus, Diretora Lyra. Eu estou feliz em não precisar fazer isso aqui na Terra. Estou feliz por poder ser só Mi'larhys."

    Apertei o ombro da k'lynn'ker e perguntei onde eu poderia encontrar papel e caneta. Ela me apontou a direção da biblioteca e eu voei até lá, olhando para um lado e para o outro, procurando meus companheiros de equipe. Não vi sinal de mais ninguém. Pelo laço, eu sentia que Matt estava perto. Poderia buscar telepaticamente pelos demais, mas não queria atrapalhar suas rotinas de ingresso na base — e se estivessem em quarentena?

    Pousei ao chegar à biblioteca, encontrando tudo escuro. Antes que eu acendesse a luz, senti a presença de John Pablo. À meia-luz vinda do corredor, eu não o teria visto, deitado em um dos sofás muito escuros. Mas eu sabia que ele estava ali, muito quieto, como se estivesse dormindo.

    Mas não estava.

    A mente fica diferente quando uma pessoa está dormindo. Além disso, ele estava bravo demais para simplesmente pegar no sono.

    Por um momento, eu não soube o que fazer. Vi os contornos de livros jogados no chão. Havia um painel para pesquisas, mas a tela estava apagada. Eu não conseguia enxergar bem as capas dos exemplares espalhados, mas era evidente que John Pablo havia procurado por uma informação específica. Mas qual?

    "Eu estava procurando uma caneta."

    A conversa com Jack martelava minha mente — ele disse que eu deveria ser sincera com John Pablo, mas eu já tinha feito isso. Tinha sido sincera e ele me dispensou. Mesmo assim, a despeito de mim, caminhei devagar até o sofá onde ele estava deitado. E me sentei no chão diante dele, para ficarmos com os olhos na mesma altura. Na penumbra lançada pelas luzes do corredor, em mal podia ver os traços dele. Mas conseguia perceber que estava sério.

    "Quer conversar?"


    Capitulo 1: Em busca de uma nova base J0gxfDz





    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Ewc81wm
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Sex Jun 28, 2024 2:40 pm

    Jhon Pablo (@vontheevil) e Mi'larhys (@Mellorienna) seguem com postagens liberadas (diálogos)




    A androide olhou para Hana (@thendara_selune) com uma expressão compreensiva, mas firme, como uma adulta que entendia as dificuldades do mundo. Seu rosto era sereno e seus olhos brilhavam com uma sabedoria profunda.

    — Hana, você deve ter tido um dia muito difícil. Já está ficando tarde e lá fora fica muito escuro e frio. — A voz da androide era suave, mas havia uma força subjacente em suas palavras. — Nossa base é segura, e aqui você está protegida. Entendo sua preocupação em ser um risco, mas a proteção não é apenas física. É também sobre encontrar um refúgio onde você possa descansar e recuperar suas forças.

    Ela deu um passo à frente, seus movimentos graciosos e cheios de propósito.

    — Sinto que Mi'larhys-dena valoriza muito sua amizade e sente falta das conversas que vocês tiveram. — A androide sorriu, um sorriso caloroso que transmitia empatia e compreensão. — Pelo bem da amizade que vocês têm, não quer passar a noite aqui? Às vezes, precisamos aceitar ajuda e dar um passo para trás para nos reerguermos mais fortes. O mundo pode ser implacável, mas é nos momentos de descanso que encontramos a força para continuar.




    A androide usou de telepatia para ler a mente de Hana Choi ao mesmo tempo que usava da habilidade de Delinquente "Controle de Emoções" para acalmar a amaldiçoada. Se aceitar a influência dela, aumente mundano e diminua um rótulo a escolha, retire tambem uma condição. Se negar jogue contra Rejeitar influência.
    Nazamura
    Mutante
    Nazamura
    Mutante

    Mensagens : 664
    Reputação : 99
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Nazamura Sex Jun 28, 2024 2:54 pm

    Matt (@Mun), após responder as perguntas (diga como foi), a Androide a levou para a area de treinamento desenhada para ele.

    Ao descer uma escadaria em espiral iluminada por luzes bioluminescentes, Matthew chegou à câmara subterrânea. A sala era vasta e circular, com um teto alto arqueado que imitava um céu noturno com constelações de luzes bioluminescentes que piscavam suavemente. As paredes eram cobertas de vegetação exuberante, com plantas de todos os tipos crescendo em meio a trepadeiras e musgos que se espalhavam por toda a extensão.

    O ar ali dentro era fresco e úmido, com um aroma terroso que lembrava uma floresta após a chuva. A iluminação natural era suave e difusa, vinda de pequenos cristais bioluminescentes embutidos no teto e nas paredes, proporcionando um ambiente acolhedor e energizante.

    No centro da sala, havia uma ampla área aberta coberta de grama macia, ideal para treinos intensos. Espalhadas pelo chão, havia pequenas elevações e depressões, formando um terreno variado que permitia diferentes tipos de treinamento. Árvores de diversos tamanhos e tipos cresciam ao redor, suas raízes se entrelaçando pelo solo e formando redes complexas de vegetação.

    Ao longo das paredes, havia nichos que continham plantas raras e exóticas, algumas das quais possuíam propriedades únicas que poderiam ser exploradas por Matthew em seus treinamentos. Cada planta parecia estar ali por um propósito, escolhida cuidadosamente para complementar os poderes de Matthew e oferecer desafios e oportunidades de crescimento.

    Em um canto da sala, uma pequena cachoeira jorrava de uma fissura na parede de pedra, criando um riacho que atravessava a câmara e terminava em um pequeno lago no lado oposto. Este lago era rodeado por samambaias e flores aquáticas, proporcionando um ponto de calma e reflexão.

    Equipamentos de treinamento estavam estrategicamente posicionados ao redor da câmara. Havia obstáculos naturais, como troncos caídos e pedras grandes, bem como áreas específicas para testar a resistência das plantas a diferentes condições. Dispositivos tecnológicos integrados ao ambiente permitiam monitorar o uso de poder e fornecer feedback em tempo real sobre o desempenho de Matthew.

    No fundo da sala, uma grande árvore antiga com um tronco grosso e raízes que se espalhavam por toda a câmara. Esta árvore era o centro energético da sala, irradiando uma aura de força e vitalidade que Matthew podia sentir ao seu redor. A presença imponente da árvore servia como um lembrete do poder da natureza e da conexão de Matthew com ela.
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por vontheevil Sex Jun 28, 2024 4:02 pm

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base 6620ac10

    A porta da biblioteca se abre e alguma luz entra, continuo fingindo estar dormindo para não falar com ninguém

    "Eu estava procurando uma caneta."

    Claro que é ela... não queria falar com ninguém.

    "Quer conversar?"

    "Na verdade não quero.... mas não vá embora, fique aqui"
    Me viro de lado e dou um espaço no sofá o suficiente para que ela se deite a minha frente, ou sente-se próximo a minha cabeça
    Aproveito a proximidade com essa mulher que me deixa confuso e fico em silêncio sentindo o cheiro doce dela.

    Meu coração bate rápido e eu fico me controlando para relaxar, quando minha respiração volta ao normal eu arrisco uma pergunta:

    "Quantos anos você tem Mi'larhys? Quantos anos vive uma Linnish? Eu sou uma criança para você?"

    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mellorienna Sex Jun 28, 2024 4:48 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Quando John Pablo disse que não queria conversar, senti uma pontada aguda no peito, mas que logo se desfez em alívio quando ele me pediu para ficar. Ele abriu espaço no sofá para mim e eu hesitei por um tik — aquilo nos deixaria muito próximos. Mas a meia-luz me deu coragem e me deitei ao lado dele — de frente para ele — tão radicalmente perto.

    John Pablo escreveu:"Quantos anos você tem Mi'larhys? Quantos anos vive uma Linnish? Eu sou uma criança para você?"


    "Mi'larhys?" — eu tinha perdido o direito aos apelidos? Ou a raiva dele era de mim? Será que ele me culpava pela confusão em Pueblo Alto?

    Antes que eu pudesse pensar melhor no assunto, as pontas dos meus dedos já tinham encontrado caminho para a linha do maxilar dele, deslizando sob a orelha e tocando o cabelo castanho cor de árvores que eu achava tão bonito.

    "Eu tenho dificuldade em determinar as idades das pessoas da Terra. No começo, eu achava que você era mais novo que Jack e Alex. Porque eles são mais altos, eu pensei que fossem mais velhos, entende? Eu ainda não sei identificar direito muitas coisas que são óbvias para vocês."

    Retraí minha mão, que repousei no couro do sofá, no pouco espaço entre nós. Minhas bochechas estavam pegando fogo. Meu olhar desviava o tempo inteiro para os contornos da boca dele, que eu conseguia divisar sutilmente naquela meia-luz. Eu queria ouvi-lo falando e ver os lábios dele se mexerem para dizer meu nome. Era uma coisa indecente de se pensar, uma coisa rude... Fechei os olhos por um instante, para me centrar, mas o cheiro dele só se tornou mais inebriante. O couro do sofá rangeu de leve quando eu me movi, tentando encontrar uma posição segura.

    "Em Lynn, não medimos o tempo pela passagem de anos. O conceito de dias também é estranho para nós. O período claro, em que temos luz da Nerestelë... luz do Sol, dura o mesmo que sessenta dos seus dias. E o período sem luz dura a mesma coisa."

    Eu transmiti para John Pablo imagens de Lynn, da vida do meu povo, de como nossos calendários e nossa noção de tempo era diferente por causa da rotação retrógrada do planeta.

    "Era dekna quando eu nasci. Noite. Tenho quarenta e cinco deknas de vida. São quinze anos mi'wanish. O meu povo vive tanto quanto o seu. Mas não envelhecemos da mesma forma. Quando os raknas ou deknas se passam para nós, nossos cabelos vão ficando rosa e nossa pele vai ficando mais fina, até que a cor pareça cada vez mais azulada. Esse tom lilás-rosado da minha pele mostra que sou jovem."

    Uma risadinha se espalhou pelo elo telepático.

    "Aquele cabelo meio rosa que a Kima tem me fez pensar que fosse uma senhora."

    Eu estava rindo, na telepatia, o que se traduzia num sorrisinho real no meu rosto. Mas logo parei e olhei para ele, o mais seriamente possível considerando meu estado alterado de consciência:

    "Me desculpe por ter confundido as coisas. Eu não acho que você seja criança. Não sei bem como são as coisas em Mi'wan, mas se eu ainda achasse que você fosse criança, não teria dito que queria beij---"

    Eu interrompi o pensamento, sentindo um arrepio me fazer tremer. E baixei os olhos, púrpura de vergonha.

    "Nem todo lynnish é telepata, sabia? É algo..."

    ... que eu não devia ter comentado!






    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Ewc81wm
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por vontheevil Sex Jun 28, 2024 5:51 pm

    "Mi'larhys?"
    é um nome bonito

    "Eu tenho dificuldade em determinar as idades das pessoas da Terra. No começo, eu achava que você era mais novo que Jack e Alex. Porque eles são mais altos, eu pensei que fossem mais velhos, entende? Eu ainda não sei identificar direito muitas coisas que são óbvias para vocês."
    Eles são mais velhos que eu, por pouco, eu sou pequeno

    ela continua falando e falando (pensando? telepatiando? hahahah) e eu fico feliz de ouvi-la

    "Era dekna quando eu nasci. Noite. Tenho quarenta e cinco deknas de vida. São quinze anos mi'wanish. O meu povo vive tanto quanto o seu. Mas não envelhecemos da mesma forma. Quando os raknas ou deknas se passam para nós, nossos cabelos vão ficando rosa e nossa pele vai ficando mais fina, até que a cor pareça cada vez mais azulada. Esse tom lilás-rosado da minha pele mostra que sou jovem. Aquele cabelo meio rosa que a Kima tem me fez pensar que fosse uma senhora."

    "Me desculpe por ter confundido as coisas. Eu não acho que você seja criança. Não sei bem como são as coisas em Mi'wan, mas se eu ainda achasse que você fosse criança, não teria dito que queria beij---"

    Me aproximo os últimos centímetros que faltam entre nós e apenas toco os meus lábios nos dela, dando um beijo no lábio inferior dela.

    ela continua falando - a telepatia é estranha ela pode falar mesmo com os lábios entreabertos e me esperando


    "Nem todo lynnish é telepata, sabia? É algo..."
    "shhh... não se preocupe, tudo vai ficar bem"

    Eu me ajeito para poder abraçá-la e puxar seu corpo em direção ao meu


    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mellorienna Sex Jun 28, 2024 7:49 pm









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Mal baixei os olhos, senti os lábios de John Pablo, quentes na minha boca — que mal tive tempo de entreabrir antes que ele interrompesse o beijo.

    John Pablo escreveu:"shhh... não se preocupe, tudo vai ficar bem"

    Eu estava ardendo de expectativa, mas quando ele puxou meu corpo em direção ao dele, meu coração se apertou. Era tudo que eu queria, mas...

    "Eu mereço mais que ser a segunda garota que você beija num dia."

    Ele estava tão perto. Eu sentia o calor dele em mim, sentia o cheiro delicioso dele — de céu e sol — e eu queria me calar. Queria fechar meus olhos e deixar que ele enchesse meu coração de fogo.

    "Eu mereço ser a única garota que você beija, todos os dias."

    Por que eu não podia simplesmente ficar calada? Por que eu não podia beija-lo em silêncio? Aquela garota não teria falado de mim, não teria sequer lembrado que eu existia. E ele não teria pensado em ninguém além dela enquanto a beijava.

    "Eu gosto de você, John Pablo."

    Quando foi que eu agarrei a camiseta dele? O mesmo gesto nervoso que eu fazia na barra da minha saia. A fotografia dele beijando aquela garota... Ele não me devia nada. Mas tinha me chamado para sair e depois foi com ela, me deixando para trás. E quando me declarei, ele disse que eu era "tão... tão..." e nunca completou o pensamento.

    "Eu gosto de você de verdade."

    Os nós dos meus dedos estavam ficando pálidos, mas eu não conseguia parar de apertar a camiseta dele. Não conseguia olhar nos olhos dele.

    John Pablo me diria para ir embora? Eu tinha sido sincera, exatamente como Sentinel recomendou, como Jack falou para eu ser. Tinha sido eu mesma: roxa, falante e ingênua.

    Queria ter ficado calada. Mas também queria não precisar ficar calada. Queria confiar. E como eu faria isso? Eles passavam as vidas envolvidos nesses jogos com os sentimentos uns dos outros, com regras que eu não entendia.

    "E isso me assusta."






    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Ewc81wm
    vontheevil
    Elder God
    vontheevil
    Elder God

    Mensagens : 5289
    Reputação : 162
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/512.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh25.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh35.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh34.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por vontheevil Sex Jun 28, 2024 9:38 pm

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base 6620ac10

    "Eu mereço mais que ser a segunda garota que você beija num dia."

    Eu paro o que estou fazendo e a encaro.

    "Eu mereço ser a única garota que você beija, todos os dias."
    "Eu gosto de você, John Pablo."
    "Eu gosto de você de verdade."


    "Eu... me desculpe, isso não foi honesto. Eu não estava... eu não vou dar desculpas pelo que aconteceu, que não devia ter acontecido, mas foi antes... "
    fico em silêncio novamente a encarando
    milímetros de mim tão irreal quanto meus mais loucos devaneios, sua pele de um tom tão... bonito e sobrenatural. Por que eu que fui o escolhido para esse afeto? eu não merecia aquilo.

    "E isso me assusta."
    "Eu não devia te assustar Mi'la, você é muito mais do que eu mereço, quem está assustado com isso tudo sou eu"
    paro de formar as frases na minha cabeça e falo em uma voz sussurrada e rouca de medo
    — Eu gosto de você, de verdade. E prometo que você vai ser a única garota da minha vida todos os dias.
    "Não me beije então, mas fique aqui junto comigo em silêncio"
    Mellorienna
    Mutante
    Mellorienna
    Mutante

    Mensagens : 667
    Reputação : 111
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Mellorienna Sáb Jun 29, 2024 10:00 am









    ☆A FORASTEIRA☆
    Mi'larhys
    ☆VÊNUS☆
    Mila Rhys




    Meu coração estava crescendo e desabrochou flores de fogo. E as estrelas cantaram no meu sangue quando beijei John Pablo. Eu não sabia como fazer, e meu povo havia eliminado há tanto tempo a necessidade por um mach----

    — Hmmm... — todo pensamento lógico-evolutivo sumiu da minha mente quando nossas línguas se tocaram. Eu tinha vocalizado, com a minha boca colada a dele, e nem conseguia me lembrar de que aquilo era indecente.  

    Senti o arrepio varrer meu corpo e sabia que meus olhos brilhavam por ele. Em Pueblo Alto, quando John Pablo controlou a situação e se impôs sobre todas aquelas pessoas, eu desviei meu olhar, para esconder o que sentia. Mas, dessa vez, eu queria que ele visse.

    Minhas mãos, que antes agarravam nervosamente a camiseta dele, agora deslizavam sob o tecido, tocando diretamente a pele de John Pablo. Na penumbra da biblioteca, a luz fantástica dançava nas minhas íris rosadas. E eu sorri para ele, antes de beijá-lo de novo.

    "Me toca...?"

    Eu era tão sem vergonha: não sabia que era esperado que eu me mostrasse tímida, não sabia que garotas deveriam agir como se não tivessem interesse, não conhecia a etiqueta social feita para envergonhar as fêmeas mi'wanish por serem mulheres. Eu estava com John Pablo, meu herói John Pablo, meu amigo John Pablo, e não sabia que era falta de vergonha adorar cada tik nos braços dele.

    "Quiero comerte a besos."

    Mordisquei de leve o lábio inferior dele e sorri, aproveitando a telepatia para me expressar no idioma que o vi usar em Pueblo Alto. Tão sem vergonha. Empurrando gentilmente o corpo dele, rolei por cima de John Pablo no sofá, encaixando-me a ele de um jeito que me fez miar baixinho. Eu queria que ele rugisse para mim de novo. E me fizesse tremer por dentro.

    Embaixo da saia, aquela vibração estranha me fazia querer dançar. Eu estava montada em John Pablo e mordia meu próprio lábio, suspirando ao me esfregar nele ao ritmo da khanara — a dança mais comum do meu povo. Tão sem vergonha. E tão feliz.

    "Você é mais gostoso que caramelo."




    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Ewc81wm
    Conteúdo patrocinado


    Capitulo 1: Em busca de uma nova base Empty Re: Capitulo 1: Em busca de uma nova base

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jul 22, 2024 8:28 pm