Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Introdutório de Anastriana - Simon

    Compartilhe
    zignon
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 735
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por zignon em Sex Set 08, 2017 12:46 pm

    aguardando
    zignon
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 735
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por zignon em Dom Set 17, 2017 11:13 pm



    O seu trabalho evolui melhor do que esperava, a pequena Yuthusy pega outro portal para outra capital a capital dos Elfos, Baeshnay, uma cidade ancestral, de muitas histórias e personagens. O rei Laucian não mandou destruir o trono de Bakama, mas nunca o usou, montou um trono de madeiras e folhas representando a vergonha dos elfos pela traição da sua primeira líder, a deusa traidora e corruptora, é um salão muito emblemático de ver aquelas duas cadeiras em oposição.
     
     
    Um vento oeste lhe sopra um convite, e a leva em seu frescor até as montanhas Alheff, nas sagradas matas da floresta do mesmo nome e caminha pela rica matas, com vegetação colorida e animais de toda variedade, e observa uma elfa cercada por um grupo grande de globinoides e está muito machucada e três deles a agarram pelos braços e pelas pernas e estão prestes a executa-la e em um piscar de olhos a sua forma dracônica ao lado deles já se encontra e dois deles caem paralisados e os outros correm desesperados, esta sua abordagem nunca falha, pelo que vemos. A elfa cai desmaiada no chão e a pequena Lygia a cura e induzindo um sono reparador percorre as suas lembranças e vê um pai protetor e justo, uma família feliz e unida, a infestação de goblins pela floresta e a luta e morte do seu pai nesta causa e relembra de outro verso da profecia:



     
                                                   Pai presente e exemplar
                                                   O protetor da floresta ninho
                                                   Defende de pequenos seres
                                                   Entes perigosos e nefastos
                                                   Reflete em todos os seus atos
     
     
                                                   E o amor sempre perdura
                                                   Move contínuo em você
                                                  
     
                                                   A floresta acolhedora
                                                   No seu coração sempre está
                                                   A semente élfica vingada
                                                   Seu passado ultrajado
                                                   Terá novo futuro assinado
                                                   Recosturado pelo sussurro da lua
                                                   Irradie seu amor e recupere a trilha
                                                   A sua perícia é esperança
                                                   No caminho perdido, de o recuperar
                                                   Na trilha do teu destino
                                                   A criação podes salvar

     
     
     
    Lygia se admira com esse segundo salvamento de uma das escolhidas e como os elementos tem lhe ajudado na sua tarefa e cresce sua admiração pelo guardião e como ele costura o quadro das coisas usando a linha dos elementos e agradece por sua existência e poder. A pequena prepara o portal e na mente de Anastrianna a convida:  - Levanta e segui-me. Saem na sala do Guardião que está terminando de controlar os elementos em desequilíbrio pelo trabalho ampliado do vento oeste e olhando para a elfa ranger e arqueira, aponta para as cadeiras e sentamos.


     
    Antes que a Yuthusy, se preocupe com a reação da elfa ela a acalma dizendo, - Este é o homem que vejo nos meus sonhos deste quando era uma criança e meu pai me dizia que ele teria as respostas, vou ouvir o que o guardião tem a me falar e ponderarei sobre sua proposta. E a Yuthusy se admira com a reação inesperada da elfa.
     
      

    Zignon tem um semblante sereno, apesar do peso das suas responsabilidades de manter toda a criação em equilíbrio e seu sorriso com certeza é divino pois não se consegue dizer não para ele, e olhando para a elfa arqueira, ele fala suave como uma brisa, mas com efeitos profundos como um vendaval e diz: - Senhorita Anastrianna Galanodel, desculpe-nos interromper o seu sono e traze-la desta forma, mas os fatos que se passam na espiral do destino me obrigaram a fazê-lo. Estamos numa crise sem precedente, uma guerra sangrenta e injusta pela frente, o poder dos deuses e do arcano fenecendo pela diminuição da fé das criaturas e nesta semana, o caminho que nos comunica e leva a Jedahzy sumiu, a única coisa que nos resta, é uma antiga profecia, conhecida como Profecia ancestral e conseguimos decodifica-la ontem à noite, no seu tempo, como contado pela aliança e em todo o Murydoron. E aí é onde você entra, a Lygia sua amiguinha, lhe identificou como sendo uma dos seis escolhidos para salvar o mundo, e se puderes aceitar, a levarei a presença das deusas Barukhya e Mewghoah para que elas lhe instruam e a preparem para essa difícil tarefa, mas que só você e suas cinco companheiras poderão executar, pois mesmo com nosso poder não podemos mais fazer frente a ele, mas ainda podemos os ajudar. E lhe pergunto, solenemente se aceitas? Aceitas dedicar seus talentos e tempo e de todo o teu coração, poder, mente e força por esta causa?
    Simon Black
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 93
    Reputação : 6

    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por Simon Black Ontem à(s) 12:04 pm

    Percorria a passos rápidos. Fazia dias que estava fora de casa, embrenhando-se cada vez mais nas entranhas da Floresta ao redor do Monte Alhef. As flechas de sua aljava já se esgotavam, pois a cada momento ela virava pra trás e atirava uma, embora o que queria realmente era correr, tentando o mais rapidamente possível chegar perto dos seus. Ela chega a sacar sua cimitarra, o arco preso no corpo delgado. Crava a ponta da lâmina no peito do primeiro hobgoblin que lhe ataca. Entretanto, antes que consiga se virar, o bugbear lhe golpeia com um pedaço de madeira gigantesco, fazendo com que caia no chão.

    Dois hobgoblins a erguem pelos braços enquanto um dos goblins, atrás dela, perfura sua coxa com uma adaga. Sente as forças esvaindo-se e um respirar profundo. A certeza de que a hora chegara, de que não seria possível vingar seu pai nem proteger seus entes queridos.

    O bugbear se aproxima, com um sorriso maníaco na face, os dentes protuberantes em sua bocarra denotam o que lhe espera. Ele ergue o tacape e essa é a última coisa que ele faz.

    Anna não sabe bem o que aconteceu. Os momentos seguintes, ela atordoada, cai no chão e desmaia. Ao abrir os olhos, vê uma fada a sua frente. Pisca levemente os olhos, encara sua própria coxa e vê que o ferimento se fechou. Olha para o lado e percebe que todos os goblinóides estão mortos. Ela agradece, um gesto de cabeça e um curto sorriso constrangido.

    Sem palavra alguma, apenas a idéia do que a fada queria de si em sua mente, ela se ergue e caminha, concordando com um aceno e entrando no portal que surgira, completamente deslumbrada com o que se descortinava em sua frente.

    Ainda mais deslumbrada fica ao chegar até o outro lugar. Fica encarando por um tempo o homem tentando controlar os elementos. Estreita o olhar e os arregala em seguida. Ela sabia bem quem era ele e quando ele a convidou a se sentar, ela prontamente o fez.

    Nem mesmo deixou a fada ou o homem falar. Simplesmente disse, encarando o guardião:

    – Este é o homem que vejo nos meus sonhos desde quando era uma criança e meu pai me dizia que ele teria as respostas. Vou ouvir o que o guardião tem a me falar e ponderarei sobre sua proposta!

    Cruzou levemente os braços e tornou a encará-lo, aguardando o que ele teria a lhe dizer. A cada palavra que ele dizia seus olhos se arregalavam mais e mais. Os pilares da criação estavam em desalinho e eles precisavam dela por conta de uma profecia ancestral? Eles enlouqueceram? Tudo o que ela queria era proteger uma floresta e agora acreditavam que ela tinha o poder para proteger o mundo inteiro?

    Se bem que...

    – Não me vejo capaz de tantas proezas quanto essas... mas, com certeza, farei tudo o que puder pra ajudar a salvar o mundo! – respondeu engolindo em seco e encarando-o, completou – Onde estão as deusas?
    zignon
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 735
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por zignon Ontem à(s) 12:22 pm

    Zignon sorri com a resposta da Elfa e vê que as Yuthusy responsáveis pelo trabalho com os elfos tinha feito bem seu papel, aquela jovem elfa estava preparada.


    Ele a chama e mostra um conjunto de seis quartos de troca, três do lado esquerdo e três do lado direito e aponta para o mais próximo do lado direito e diz: - Entre naquele pequeno quarto e tire toda sua roupa, armadura, armas e qualquer item mundano e vista a túnica vermelha que cingi com o fio dos elemento e aguarde ser chamada e olhando para Lygia completa: - Acompanhe-a.


    E a pequena pega na mão da ranger e a conduz em direção ao quarto que tem o nome da elfa escrito na porta.
    Simon Black
    Investigador
    avatar
    Investigador

    Mensagens : 93
    Reputação : 6

    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por Simon Black Ontem à(s) 7:26 pm

    Estranhou o pedido, não queria ficar longe de suas armas. Respirou profundamente e confirmou com um aceno de cabeça em seguida, afinal de contas, de tudo o que ouvira a respeito do Guardião era que ele era confiável.

    Entrou no quarto que lhe fora reservado e caminhou lentamente por lá. Olhou ao redor e percebeu se tratar de um lugar bem cuidado, embora simples.

    Decidindo-se por de fato aceitar o que lhe fora pedido, veio tirando lentamente suas roupas, armadura e armas, deixando cada um de seus itens no chão.

    Após pegar a túnica vermelha e coloca-la sobre seu corpo, virou-se para a tal Lygia e murmurou:

    – E agora?
    zignon
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 735
    Reputação : 22
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por zignon Ontem à(s) 7:32 pm

    A pequena olha para ela e diz: - Agora é esperar, as deusas logo nos chamarão.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Introdutório de Anastriana - Simon

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Set 20, 2017 11:30 am