Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [DIÁRIO] Hwang Won Bin

    Compartilhe
    Persephone
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 618
    Reputação : 316

    [DIÁRIO] Hwang Won Bin

    Mensagem por Persephone em Dom Set 17, 2017 3:06 pm




    isaac-sky
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 694
    Reputação : 143
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/312.png

    Re: [DIÁRIO] Hwang Won Bin

    Mensagem por isaac-sky em Sex Nov 03, 2017 3:18 am



    Acho que estou com insônia. Pelo menos hoje, já que amanhã começam pra valer as aulas.
    Acabei encontrando isso aqui: meu pai me deu um dia, quando eu era pequeno, esse caderno de anotações.

    Ele tinha deixado de trabalhar nas ruas, acabou aposentando o velho caderno de investigação. Não sei por que eu nunca dei bola pro caderno, me sinto um detetive escrevendo nele.

    Coloquei um filme, talvez me ajude a dormir.


    Era Uma Vez em Shanghai, não é meu favorito mas tem umas cenas bem legais.

    Não sei bem porque, mas acabei lembrando daquela noite no beco. A arma...o idiota que queria causar confusão tão perto do dojo.
    Eu me pergunto se aquilo que aconteceu com a minha mãe seria diferente caso fosse hoje. Um maldito chega, tenta assaltar ela. Eu seria capaz de impedi-lo?

    As vezes eu gosto de pensar que sim, pra me sentir melhor. Mas as vezes acho que não. Não importa o quão rápido você chute, uma bala é uma bala.
    Tem dias que eu meio que agradeço a Deus pelo meu pai só trabalhar com papelada apesar dele odiar. O que eu faria se meu pai fosse baleado também?

    É meio egoísta, eu sei, mas é o que sinto.

    E tem aquela garota...é seguro escrever o nome da garota que você gosta num diário? Não sei, acho é só deixar numa armadilha que nem o garoto daquele desenho japonês.
    Eu tenho tanto a melhorar, tanto a fazer antes de conseguir sequer chamar ela pra sair.

    E pra onde sair aliás? Eu não sei nada do que ela gosta, é como jogar na loteria. Com ela eu não quero jogar.
    Droga, eu nunca me senti assim antes. É como se ela fosse o Everest e eu tivesse de escalar descalço.
    Que tipo de mundo será que ela vive? Wangjo é o topo do mundo, e eu até agora tô aguentando. Mas foi só um dia, o dia que todo mundo fica feliz com escola nova.

    Acho que o maior medo não é falhar. Falhar envolve tentar até as últimas consequencias, e de qualquer forma as pessoas te veem. Não, o meu maior medo é simplesmente estar ali, na média.
    Mais um rosto, mais um cara comum na sala de aula. Um cara que ela nem perceberia se passasse na rua.

    Estou disposto a cometer algumas loucuras pra não ser esse cara comum. Clube de teatro? Música? Eu tive um violão, deve estar em algum canto na casa. Eu nunca fui bom com essas coisas...mas se eu não tentar eu vou passar o resto da vida imaginando se tivesse feito diferente.

    Pelo menos algumas coisas diferentes já rolaram: os amigos que fiz, pode ser precipitado falar agora, mas eu acho que são pra valer. Um é mais engraçado e atrapalhado, outro é meio esquentado mas mais inteligente que eu e mais uns três combinados.

    Eu tenho esperança. Esperança de que esse ano vai ser diferente. Mas meu medo...ele sempre tá aqui. Não quero ser o centro das atenções, mas quero ser aquele que ela veja ali no meio de todos.
    Pode ser meio presunçoso de mim...mas eu quero ter esse luxo, pelo menos agora.

    Vou tentar dormir, desse jeito eu acabo perdendo a hora.


      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 9:30 pm