Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Sab Jul 31, 2021 12:11 am





    Cães Sortudos MC

    Cliftonville - Cães Sortudos MC WVCXcNU

    A sede dos sortudos é enorme e bem organizada, ela conta com um bar que normalmente só atende os membros do clube, exceto em eventos especiais, um amplo pátio para automotivos e motos, assim como uma oficinal anexa, Dorie-Suarez que faz consertos e modificações em automotivos a preços acessíveis e com serviço de boa qualidade, a oficina é limpa e bem organizada e reconhecida por modificarem os carros mais descolados da cidade, até os que a polícia apreende em rachas.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Ter Ago 03, 2021 9:09 pm





    Mercedez & Morgan


    Vindo: Saloon & Goldfield

    Um guincho ao fundo do pátio, pelo menos três dezenas de motos paradas enfileiradas de um lado e duas dúzias de carros do outro, de frente pro bar do moto clube um pequeno palco com som montado, diversas mesas, um pouco mais distante um braseiro que fazia um tapete, uma estrutura de metal enorme  gradeada por cima com diversas iguarias, steaks, linguiças, salsichas, hambúrgueres e milho, tudo muito tradicional, o cheiro da carne dá pra sentir há centenas de metros de distância.

    Entrar no lugar nem é difícil e dá pra sentir uma súbita onda de violência pura vinda do outro lado, uma discreta espiada mostra o Cavalo-de-Fogo trotando bem em cima de onde o tapete de brasas estava, o lugar no mundo físico era quente, não insuportavelmente quente, mas o calor não ia embora nem com a brisa fresca do deserto.

    Incrivelmente o ambiente era bem familiar, nenhuma novidade pra Mercedez até aí, crianças correndo e brincando, muita gente conversando alto e alegre, mas tudo debaixo de uma violência velada, Morgan sabia que qualquer destempero ali levaria a sérias consequências, os caras não fazem nem questão de esconder as armas, nada pesado como um fuzil, mas dá pra ver elas nas cinturas de diversos membros.

    Quem mais chama atenção é o cara gigantesco escorado em um barril, uma garota de costas lhe fazendo carícias no cabelo e no rosto, ela veste um colete com o símbolo dos Sortudos e escrito atrás “Propriedade do Jeff - Cachorro Louco”, a mulher linda nos mínimos detalhes como se fosse um desenho feito a mão, a barriga oval e grande nela é a única coisa que destoa da perfeição, Morgan tem certeza que ele não é humano, Mercedez já sabia disso bem antes de por o pé ali.

    Olhando em volta tem mais e mais mulheres usando coletes praticamente idênticos, só muda o nome do “proprietário”, alianças nenhuma, pelo menos não em nenhuma mão de alguém usando um colete, nem dos caras, mas nem todo mundo usava colete, o lugar estava cheio de pessoas regulares vestidas com nada além de roupas comuns.

    O sujeito grandão se desloca em direção dos dois, primeiro de Mercedez. - Chega mais, Willy quer trocar ideia contigo. - ele aponta um punho em direção dela e espera ela dar um soquinho, Inya fica pra trás e abraça a latina - Nossa gata, você sumiu! - ela sorri, simpática, a barriga agora está bem maior desde a última vez que Mercedez a viu.

    Jeff continua seu caminho e para na frente de Morgan - Gente nova na área, o patrão falou que você podia aparecer. Jeff O’leary - Ele nem precisava se apresentar, Morgan já sabia pelo menos o primeiro nome dele vendo o que estava escrito no colete da mulher, ainda assim o sujeito lhe estende a mão em cumprimento, uma mão que tem o dobro do tamanho da de Morgan.
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Qua Ago 04, 2021 5:11 am





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    Aquele é, claramente, um ambiente com o qual ele não está acostumado. Depois de tomar café com a família e conversar um pouco com Anastácia, Morgan prepara um pequeno furgão com doações para o asilo e ruma para a oficina onde acontece o evento. Assim que desce do carro, observa o ambiente de longe e sinaliza para o motorista do mercado atrás dele estacionar. Então caminha até a oficina, procurando por Mercedez.

    Assim que encontra a garota, ele a cumprimenta cordialmente e observa com mais atenção o ambiente à sua volta. De repente, pensa que, de fato, Anastácia detestaria estar ali - e mesmo assim, talvez ela precise estar em algum momento no futuro. Ao ver as mulheres com os nomes de seus parceiros no colete, diverte-se por um instante ao imaginar sua noiva vestindo um daqueles com seu nome. Obviamente, ela não aceitaria se submeter a algo assim. Melhor se ater ao tradicional anel solitário.

    Um grandalhão aparece, obviamente nem um pouco humano. Ao lado dele, uma mulher o acompanha, a barriga proeminente denunciando uma gravidez em estado já avançado. "Propriedade de Jeff - Cachorro Louco", diz seu colete. Morgan imagina quantas passagens na polícia um cara desses deve ter, mas desiste quando pensa que a ficha é mais extensa do que poderia imaginar. Além disso, não é para isso que veio.

    Jeff escreveu:- Gente nova na área, o patrão falou que você podia aparecer. Jeff O’leary

    Ele aperta a mão de Jeff com firmeza, demonstrando confiança. Provavelmente o grandalhão cuidará de sua recepção por enquanto, então é bom começar a pensar em como estabelecer um contato amigável com ele.

    "Morgan Blackwood", apresenta-se. "Obrigado pelo convite. A propósito, onde eu digo para o pessoal deixar minha doação?"

    Indica o furgão do lado de fora, esperando por suas ordens.
    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por thendara_selune Qua Ago 04, 2021 8:52 pm

    Mercedez demorou a chegar ao churrasco. Ela primeiro passou em uma loja de doces. Aquilo foi algo que herdou do pai que sempre fazia uma vez no mês uma compra de doces e entre eles o chocolate amargo era um sabor que ambos apreciavam. Enquanto escolhia os doces, os dedos logo percorriam os chocolates e os olhos brilhavam extasiados pelas pequenas barras repletas de fantasia. O sorriso aflorou ao pensar no sabor das gomas, dos chocolates e todo o açúcar que parecia ser uma estrada de tijolos coloridos que ficava na lembrança da maioria dos adultos.


    *********

    No churrasco

    Quando escutou o "bom dia" reconheceu logo que se tratava de Morgan. —Oi,Sr.Blackwood!— A voz era macia. Com o tipo de entusiasmo que devia ser ilegal, mas que combinava tão bem com ela. —Bem-vindo ao melhor churrasco dessas bandas!—  Mercy é dona de olhos escuros exóticos e  cabelos castanhos que estavam presos em um rabo de cavalo. O vestido cor de pêssego vai até os joelhos e o coturno dava-lhe um ar de menina rebelde.    — Quer um chocolate?— Ela pegava na sacola um barra pequena.   — Vai adoçar a vida e o humor!—.  Os olhos luminosos e cheios de calor enquanto deu uma breve olhada no lugar que já conhecia. — Eita, cadê a senhorita Creme?— A barrinha na mão sendo oferecida pra ele e a voz com um tom de divertimento. Até que Willy chega e ela retribui o gesto dando um sorriso amplo  pra Inya. Oferecendo um chocolate pra ela.    — Você tá cada dia mais radiante!— Os olhos na barriga da mulher e depois pro uratha que era o braço direito de Willy.
     
    Os olhos brilham cheios de admiração e respeito enquanto a palavra "pureza"  cortava sua mente.  Então a voz dela sai como se fosse um versículo bíblico cheio de seriedade falando com Inya como se tivesse diante de um templo vivo. O abraço é retribuído com carinho. — Desejo uma lua de leite harmoniosa pra você e um sopro de força infinito quando estiver com seu bebê nós braços! — Desejava o melhor pra Inya e era algo genuíno . Depois da uma olhadinha cheia de divertimento pra o senhor da tempestade . — Morgan com toda certeza tem muito para conversar e estou doida pra saber onde a conversa vai dar.— Os lábios pintados em tom de coral contratavam perfeitamente com o tom de pele acastanhada de Mercedez. Ela então  entregava o saco de doces pra Inya e em seguida levou sua doação pro lugar que deveria. Um segundo depois estava ao lado de Morgan cheia de expectativa.



    Off: Tô sem PC e me aventurando postar pelo Cel Wink
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Sex Ago 06, 2021 2:09 pm





    Mercedez & Morgan


    Dois dedos entre os lábios e um assobio agudo sai da boca de Jeff, um monte de gente olha, mas poucas pessoas parecem dar importância, ele acena com a mão e quatro rapazes ansiosos o atendem prontamente, eles nem perguntam o motivo, como se soubessem exatamente o que deveriam fazer, todos eles com seus coletes escritos “Apirante” nas costas, mas nenhuma marca do clube, tão logo eles passam recolhendo as doações de Mercedez e começam a descarregar o furgão de compras de Morgan.

    O aperto de mão de Jeff não é nada menos do que se espera de um cara daquele tamanho, até um pouco incômodo - Chega mais - o grandão vai andando na frente, Inya por sua vez abraça Mercedez ainda mais forte devolvendo o carinho, mas nega os doces - Não não, minha barriga já vai ficar cheia de estria. - ela diz conformada e triste, puxando a mão da latina pra entrarem.

    Conforme entram de fato no pátio mais rostos conhecidos se revelam, pra Mercedez eram membros da alcateia de fato dos Sortudos, inclusive Shiriki que estava em um canto mais sossegado destrinchando uma perna bovina, pra Morgan os rostos conhecidos eram outros, algumas vezes até eram conhecidos de Mercedez também quando eram pessoas do mercado, mas tinha mais gente ali do que isso, empresários, alguns deles rancheiros, gente ligada a prefeitura, definitivamente não seria um lugar que Anastácia frequentaria, mas era perfeito pra fazer uma network proveitosa.

    Já próximo ao bar alguns caras do clube começam a gritar numa crescente o nome de Moses, o coroa passa por eles, dispensava apresentações já que todo mundo gritava pra ele comemorando alguma coisa, seguindo ele vem uma latina bonita e toda tatuada que olha atravessado tanto pra Morgan quanto pra Mercedez e ela faz questão de ser notada fazendo isso já que a cabeça se fixa mais do que deveria neles dois, mas nem por um segundo ela para, mais um cara e uma mulher se levantam das mesas e vão pro palco e a cena finalmente faz sentido.

    Moses tem uma risada malandra e encantadora, já no microfone ele se desculpas pela demora e começa sua música, o ritmo não surpreende Morgan, Mercedez muito menos, country era sempre o favorito dos locais, os quatro pareciam muito à vontade fazendo aquele sonzinho ali, as duas moças de back vocals, dois violões, um banjo, uma bateria, e a voz brilhante do sujeito.

    Inya fica pra trás pra ver o show se despedindo brevemente de Mercedez, nem por isso Jeff para, ele encaminha os dois bar adentro, o bar é rústico, todo feito em madeira, bonito, com fotos dos membros nas paredes, geladeiras, sem menu ou tabela de preços em lugar nenhum, eles atravessam a área permitida indo pros fundos, no caminho mais fotos nas paredes, no caminho uma Harley Electra Glide 1969 em um pedestal com a plaquinha informativa, nitidamente pra exposição e parecendo toda original.

    No final do corredor o que os espera é uma porta de madeira grossa que Jeff abre sem bater, a sala é belamente decorada, as fotos de grupos e membros continuam pelas paredes, esculturas em metal em volta, plantas e algum perfume cheiroso no ar, ao centro uma mesa de madeira grossa com o símbolo dos Sortudos entalhado, um pug com olhos esbugalhados vestindo um capacete de soldado e uma bomba atômica vermelha e laranja explodindo ao fundo.

    Willy está sentado na ponta da mesa que o deixa exatamente de frente pra porta, um laptop a frente dele que ele só leva alguns segundos pra fechar assim que todo mundo entra.

    - Fiquem a vontade aí meus consagrados - ele diz se levantando e indo até a geladeira em um dos cantos puxando um six pack de lá e servindo cerveja sobre a mesa, ele abre uma latinha e se senta de volta numa posição mais relaxada, Jeff por sua vez pega uma latinha em mãos e se senta em uma das cadeiras.

    - Então, cêis vão realmente correrem juntos é? - ele balança a cabeça em negativo e olha pra Jeff - Eu avisei a Catalina que essa merda ia acontecer. - Willy parece achar graça dele mesmo e Jeff dá de ombros, por fim a porta faz barulho se abrindo atrás deles novamente, o índio atravessa a sala e toma outro lugar na mesa, ele coloca no centro um steak gigante fatiado sobre uma tábua de carne. - Carne bastante pra um Jeff - o próprio Jeff se pronuncia com um sorriso no rosto e pega uma fatia com a mão se deliciando, enquanto o índio o olha parecendo que vai voar no pescoço dele.

    O índio se senta e entre um petisco e outro Willy prossegue - Eu posso ajudar vocês, indicar os caras legais pra vocês fazerem o fechamento e terem um totem - ele olha pra Morgan - Quem sabe te dar uma mão em negociar Honeycomb pra vocês com o Corre-Corredores, vocês sabem que na banda de vocês tem o pretume né? - ele pergunta retoricamente é claro que sabiam, o olhar dele alterna entre os dois - Agora o que tem pra mim nessa jogada? Vocês me perguntariam, certo? A cidade já tem problemas o bastante pra eu me preocupar com mais um, lobos que não caçam e se isolam acabam virando uns debilóide, então vamos ajeitar isso pela saúde mental de vocês e a minha certo? - ele parece mais relaxado agora do que estava antes e não parece  fazer rodeios, e por agora se atendo ao bifão fatiado sobre a mesa que Jeff já tinha devorado mais do que a etiqueta mandava.
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Sab Ago 07, 2021 10:05 am





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    Morgan observa o ambiente e faz pequenas notas mentais para gastar um tempo depois falando com algumas figuras daí - como um bom político, está na hora de começar a expandir suas relações e criar uma rede de apoio para ele e sua futura alcateia. Empresários, rancheiros e gente que adora uma confusão, todos podem ter sua serventia no momento certo. Repara, curioso, na familiaridade demonstrada por Mercedez com as pessoas do clube. Ela obviamente os conhece há mais tempo.

    Jeff os guia até a sala nos fundos, onde os dois são recebidos pelo alfa Willy. Depois de cumprimentar e dar passagem para a moça, Morgan puxa a cadeira para ela se sentar e toma seu assento ao seu lado. Serve-se de uma cerveja assim que o anfitrião a oferece, demonstrando estar à vontade por ali. Mentalmente, começa a se preparar para a negociação.

    Willy escreveu:- Então, cêis vão realmente correrem juntos é? Eu avisei a Catalina que essa merda ia acontecer.

    "É a tendência", Morgan responde calmamente. "Você claramente não aceitou Mercedez como parte da sua alcateia e eu fui gentilmente convencido a não seguir Inquebrável em hipótese alguma. Dois novatos na área, ambos rejeitados pelas alcateias locais. Me parece um incentivo."

    Willy escreveu:- Eu posso ajudar vocês, indicar os caras legais pra vocês fazerem o fechamento e terem um totem. Quem sabe te dar uma mão em negociar Honeycomb pra vocês com o Corre-Corredores, vocês sabem que na banda de vocês tem o pretume né? Agora o que tem pra mim nessa jogada? Vocês me perguntariam, certo? A cidade já tem problemas o bastante pra eu me preocupar com mais um, lobos que não caçam e se isolam acabam virando uns debilóide, então vamos ajeitar isso pela saúde mental de vocês e a minha certo?

    Morgan não acredita nisso, pelo menos não de cara. Claro que Willy quer se livrar de um problema, mas por que faria isso simplesmente por boa vontade? Ele tem vontade de interrogar Mercedez a respeito do Ithaeur mais tarde, mas por ora vai jogar o jogo com as cartas que tem. E sua experiência como negociador lhe diz que tanto ele quanto sua futura companheira de alcateia possuem algo que ele se interessa.

    "Agradeço sua disposição", ele toma a frente, ignorando a pequena briga que se forma em torno do bife. "Queremos resolver o problema tanto quanto você. No mais, Mercedez já te conhece e eu estou bem longe de ser estúpido e ingrato. Quando começamos?"

    Ele sabe que não está em posição de exigir muita coisa, mas também não vai implorar - além de não ser idiota o suficiente para pensar que isso não vai lhe custar nada no futuro. O que precisa por ora é demonstrar que está pronto para o trabalho e que ele e Mercedez estão juntos nessa. Proteger o povo é fundamental.
    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por thendara_selune Sab Ago 07, 2021 5:20 pm

    Eles seguiam Jeff até Willy, depois de uns segundos estavam em uma sala. Mercedez aceita o gesto educado de Morgan, sentou e não aceitou a bebida. O cheiro da carne é agradável,mas a sua curiosidade somou-se a ansiedade fluída que sentia ao ouvir as palavras de Willy. A vontade de comer evaporava-se enquanto Morgan falava e ela ouvia tudo com os olhos cheios de interesse. Quando Morgan termina ela espera uma resposta de Willy e seus lábios se curvam em um sorriso como se pudesse imaginar a sua futura alcatéia ocupando cada pedaço daquela cidade em futuro onde o velho se vai e novo firma sua força.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Seg Ago 09, 2021 5:42 pm





    Mercedez & Morgan


    O índio apoia a cabeça pra trás e recosta na cadeira - Eu disse que cê devia ter aceitado ela. - ele retruca quando Morgan faz sua observação certeira - Se vai dar merda, vai dar merda de qualquer jeito. - o sotaque dele parecia vir de lugar nenhum, de uma língua desconhecida, provavelmente a língua quase morta que ele devia falar antigamente na tribo dele ou algo assim.

    As unhas curtas e empreteadas de graxa de Willy pegam mais um pedaço de carne e ele retruca em seguida. - Veja pelo lado bom, alguém agora vai ficar de olho no Corre-Corredores, ele tá comportadinho, mas você vai confiar até quando do velho ficar segurando acordo com ele de longe? - ele faz um bico de dúvida.

    - Zakmur-dah não é a parte difícil, agora é vocês que precisam escolher um propósito, e pelo amor de Jah, que não seja algo desagradável e ingrato igual da Inquebrável. - o desgosto na voz e expressão de Willy é palpável e ele não faz a mínima questão de esconder isso - Mas eu acho que vocês deveriam arranjar mais lobos, dois é muito pouco pra muita terra… - Ele lambe os dedos sujos de sangue e reabre o laptop, ele digita alguma coisa momentaneamente e vira a tela pros dois, o vídeo em questão tá no Youtube bem exposto pra qualquer um ver, uma mulher comemorando o final do tratamento de mudança de sexo. - Luther Thompson agora Beatrice Thompson, dezenove anos, escritora de horror e usa o pseudônimo de Coração de Tinta pra escrever romance pra adultos… - ele para o briefing no meio do caminho e olha pra Jeff - Mano! Imagina a cara do candango quando a piroca cresceu de volta?! - Willy ri sozinho de início e Jeff tenta se segurar vai ficando vermelho até cair na gargalhada junto, Shiriki balança a cabeça em negativo com um sorriso no rosto sem mostrar os dentes como se ainda tivesse algum respeito pela coisa.

    - Resumindo! O carinha passou pela primeira mudança ontem, uma colega ligou no desespero e eu passei uma noite infernal me livrando de imagens que ninguém quer ou deveria ver. - Ele pausa um instante e se direciona a Jeff - Alguma notícia de Irina? - O grandão balança a cabeça em negativo - Mandei mensagem e nada, deve ter tido algum contratempo. - ele responde e logo volta a se ocupar da carne já mais da metade comida.

    - Enfim, três já é melhor do que dois, ele com certeza tá com os Horvath, mas os caras não vão aceitar ele, todo mundo sabe que eles não correm com ninguém de fora da família. - ele se levanta e anda até um pequeno armarinho no fundo da sala e pega um bloco timbrado da oficina que continha nome e telefone comercial, lá ele anota um nome, endereço e um número de telefone - Zana não é com quem a gente geralmente fala pra contatar os Horvath, mas considerando que Irina tá fora do radar… - ele não continua, o papel arrastado sobre a mesa ficando entre Morgan e Mercedez.
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Ter Ago 10, 2021 7:07 pm





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    O silêncio de Mercedez é um sinal claro de que ela está com ele nesta situação - ou que, pelo menos, decidiu não estragar tudo. Morgan fica satisfeito com isso e decide encarar o gesto como uma forma silenciosa de dizer que ela reconhece quando suas habilidades não são necessárias. Para ele, quanto menos a garota precisar mostrar as presas, melhor. Ela só precisa criar a reputação necessária para começar a ser temida de verdade.

    Ele repara na forma como a interação dos Sortudos acontece. Willy é claramente o líder, mas mantém uma hierarquia frouxa e descontraída, num clima mais leve entre seus companheiros, a julgar a forma como o índio o contesta na frente dos outros sem nenhum receio. Observando os demais membros da alcateia, é possível entender que Jeff não tem inteligência e tato suficiente para manter uma posição de liderança e o índio lhe parece esperto demais para querer tanta responsabilidade. Talvez o Ithaeur seja o alfa simplesmente porque consegue manter a sanidade no meio deles.

    Willy escreveu:- Mas eu acho que vocês deveriam arranjar mais lobos, dois é muito pouco pra muita terra…

    "Penso o mesmo", responde. "Inclusive, pretendo estender o convite para possíveis novatos na região."

    Então Willy fala de mais um novato. Beatrice Thompson, anteriormente chamada Luther. Morgan fica em silêncio enquanto os três à sua frente fazem chacota da situação, mantendo o silêncio. Embora ache a ideia bizarra, não pretende ser deselegante ao ponto de verbalizar certos pensamentos em público. Ainda mais se ela aceitar seu convite.

    O papel com o telefone de Zana Horvath chega na mesa, depois de uma breve explicação. Morgan o pega e olha por alguns segundos. Pretendia fazer uma social, mas resolver o problema da alcateia é mais importante - e agora ele precisa lidar com a realidade de dever uma para Willy. Decide começar logo.

    "Muito obrigado", diz, e se levanta. Então aperta a mão de Willy oferece um cartão para ele. "Se pudermos fazer alguma coisa, nos contate. Com licença."

    O recado é claro. Morgan sabe que está devendo e pretende pagar. Pode ser o começo de uma boa network, mas ainda é cedo para dizer.

    Caso Mercedez o acompanhe, ele vai até o lado de fora com ela e a olha de forma mais séria.

    "Sei que você queria curtir o dia de folga e o churrasco, mas precisamos resolver isso aqui primeiro", diz, num tom baixo. "Eu vou ligar para Zana Horvath e pedir uma reunião. Não pretendo abusar muito mais da boa vontade do seu amigo, então vou adiantar o que puder por aqui. O que me diz?"

    Logo depois, caso ela concorde, ele se afasta para longe da música e liga para o número.
    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por thendara_selune Ter Ago 10, 2021 11:34 pm

    Mercedez não falou nada. Sua mente fica fervilhando com a possibilidade de ter mais um lobo e quando a história ganha um outro tom ignora o pouco caso que faziam. Apenas pensava que seria bom ter mais alguém com eles.

    Ela observou Morgan entregando o cartão e depois que o assunto encerra acenou em despedida seguindo aquele que considerava como parte da alcatéia que ela buscava ter

    A resposta dela é simples e descontraída. - Estou com você, se essa tal de Beatrice for uma possibilidade de termos uma alcatéia que possa lidar com o caos que nos espreita...Eu topo até trazê-la nos braços!- O sorriso é cheio de entusiasmo.

    -Quero correr com uma alcatéia que possa chamar de família...Um clichê cheio de sentimentalismo?!- Ela parecia perguntar a si mesma,mas sem tirar os olhos de Morgan. Depois  deu de ombros e olhou em volta.

    - Acredite, o churrasco é uma reunião útil, mas não há espaço para os mais jovens falarem, minha entrada na tribo não foi algo caloroso... Não sei se posso dizer que foi um abraço amoroso o que veio deles, pareceu mais caridade ou sou jovem demais para entender o que acontece na cidade…- A voz era cheia de algum ressentimento juvenil ou a sensação de não ser vista com o valor devido.

    -Por isso uma alcatéia significa muito pra mim…Muito mais do que você possa entender...Meus pais se foram e uma noite o mundo girou sob meus pés...Tô lidando com muita coisa e ter alguém em quem possa confiar é uma tábua de salvação irrecusável!-

    A voz dela é baixa, mas ela não liga para ouvidos curiosos que possam escutar aquilo. Depois mexeu no cabelo o torcendo delicadamente até fazer um coque de fios soltos. O sorriso felino surge lentamente a fazendo parecer predatória, mas talvez fosse algo natural e inconsciente para Mercedez.

    Os olhos escuros  o observam pegar o celular e completa dando um tapinha suave no ombro dele. - Faça o que tem de fazer e depois vamos ver onde todo esse emaranhado de fios nos leva!-
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Qui Ago 12, 2021 8:06 pm





    Mercedez & Morgan


    Logo após Morgan falar dos novatos o índio retruca - Tem o sobrinho do Adewale também, ele é novo, um pouco mais velho que vocês, mas é novo, mas tá na área do Tiro-Longo. - um movimento rápido crava uma faca na tábua de carne, quase pegando um dedo de Jeff, o olhar do índio cerrado pra ele, a coisa tinha sido como uma sombra, nem deu pra ver de onde saiu aquilo, na ponta uma fatia de carne que ele leva a boca com a própria faca. O grandão por sua vez parece contrariado mas afasta a mão.

    - Puta merda, tem um boi e meio logo ali fora! A gente tem convidados!- Willy trunfa a cara, de bom anfitrião ele parece que vai sacar uma arma de algum lugar e dar um tiro em alguém, mas nada disso acontece, os ânimos parecem se acalmar e os outros dois permanecem calados.

    Todos eles fazem silêncio enquanto Mercedez se pronuncia, dava pra ver três caras de visual rústico com olhares cheios de compreensão pra ela, conforme ela fala ela lembra de Serge, dá pra raciocinar melhor quando não tem dois urathas brigando por um pedaço de carne, as palavras do índio se repetem na cabeça dela, ela podia jurar que Serge tinha um tio chamado Adewale.

    - É mesmo, tem esse cara! Já tem uns dois meses ou quase isso. Achei que era melhor deixar a Inquebrável ocupada com ele, deixei de lado, depois não ouvi mais nada, mas eu tenho o telefone do Adewale, de vez em quando ele busca umas paradas pra gente, e eu vou precisar de exatamente alguém assim pra amanhã, vou ver se consigo chamar ele aqui. - Willy saca o celular, a conversa é breve e ele não faz questão nenhuma de privacidade, dá pra saber pelo tom que ele está vindo.

    - Olha aí, ele tá vindo, Por que a gente não sai e come alguma coisa, afinal vocês vieram pelo churrasco também né? E já que o Jeff comeu a carne toda praticamente sozinho, nada mais justo do que a gente pelo menos ter um almoço não acham? - o tom dele é convidativo de verdade, a barriga roncando e o cheiro delicioso de carne na brasa também.
    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por thendara_selune Sex Ago 13, 2021 12:52 am

    Ao ouvir Willy ela respondia. -Oh...Talvez eu conheça essa pessoa…- Ela pensa na ironia agridoce que seria se fosse o mesmo cara que ela tem como amigo.
    Os olhos escuros de Mercedez até se iluminaram ao pensar que a lua interligava os seus de uma maneira perfeita caso comprovasse se tratar da pessoa que pensa. Depois deu um tapinha de leve no ombro de Morgan e sua voz tinha um timbre cheio de energia quando começou a falar. -Não se deve recusar a hospitalidade que lhe é ofertada, talvez esse rapaz acabe correndo conosco…- Ela espera Morgan falar.
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Sex Ago 13, 2021 7:22 pm





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    Morgan está acostumado em fazer social. Reuniões empresariais entediantes, jantares beneficentes da alta sociedade, festas de casamento intermináveis - e agora, churrasco num clube de motoqueiros. Não é seu ambiente preferido, nem o que mais conhece, mas ele sabe que as regras são bem parecidas para quem sabe se adaptar ao local. Felizmente, ele é uma dessas pessoas.

    Eu poderia estar puto por isso, mas acho melhor aproveitar para expandir a network, pensa enquanto ouve Willy falar sobre mais um novato que, coincidentemente, Mercedez conhece.

    Mercedez escreveu:- Não se deve recusar a hospitalidade que lhe é ofertada, talvez esse rapaz acabe correndo conosco…

    Ele dá um sorriso discreto e assente em concordância.

    "Você está totalmente correta", responde, então olha para Willy. "Não se recusa a hospitalidade de ninguém, ainda mais quando o convite é reforçado por uma dama. Ao churrasco."

    Acompanha a moça para fora da sala, curioso para conhecer o próximo possível membro da alcateia.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Seg Ago 16, 2021 4:32 pm





    Mercedez, Morgan & Serge


    Willy olha pra Mercedez com uma certa surpresa, mas não se pronuncia, o índio e Jeff saem na frente porta afora como se não tivessem mais nada pra falar ou ouvir.

    Do lado de fora o churrasco e a música continuam firme e forte, o lugar parece ainda mais quente, a fumaça e o cheiro da carne dando água na boca. Willy passa cumprimentando um monte de gente, mas não para, tem uma mesa reservada pra ele do lado do palco que fica convenientemente pouco mais distante das outras, lá uma mulher e duas crianças, ele se aproxima dela lhe dando um selinho e pegando o garoto menor no colo - Pode deixar comigo. - a mulher em seguida se aproxima de Mercedez e lhe estende a mão, afinal não era nenhuma estranha. - Tudo bem moça? - ela lhe diz simpática e com um sorriso, em seguida Willy se pronuncia - Morgan Blackwood, Jane Dorie, Jane Dorie, Morgan Blackwood. - ele faz a devida introdução enquanto o bebê balbucia alguma coisa mastigando um brinquedo de borracha todo babado.

    A mulher estende a mão pra Morgan - Senhor Blackwood. - ela é educada, parece até deslocada de todos aqueles motoqueiros e dá pra observar o olhar de respeito de todo mundo que passa perto dela e eventualmente a chama de Doutora Jane ou Doutora Dorie, mesmo ela vestindo aquele colete que dizia que ela era propriedade do Willy.

    - Assunto de lobos né? - ela pergunta olhando de soslaio pra Willy e ele responde que sim com a cabeça. - Tá bom, vou almoçar com as meninas. - ele logo retruca - Não, fica até o Adewale chegar, ele tá vindo aí. - ele diz ninando e brincando com a criança de colo, que fazia ele nem parecer uma besta assassina e sanguinária.



    O tio sempre conseguia convencer ele de qualquer coisa, mesmo depois da briga monstruosa com a  família, não fosse apelando pros sentimentos era pra barriga, um churrasco não ia ser nada mal agora, o velho Adewale não fazia segredo de que seria meio que um almoço de negócios, mas regado a comida boa e cerveja gelada.

    O pátio era grande, lotado de carros, motos e mesas, com um monte de gente feliz nelas, mas sempre parecendo a um fio da violência generalizada, homens e mulheres de coletes, elas sempre com a parte de trás bordada “propriedade de fulano” o nome sempre diferente, quase como se fosse uma aliança de casamento, outros homens e mulheres não vestiam nada além de roupas simples, alguns armados outros não, mas despreocupados. A cerveja, carne e risos rolavam soltos, a música country também, o coroa em cima de um palco de frente pro bar tinha uma voz ótima e a bandinha não deixava a desejar.

    Cruzar da porta pra dentro causava uma onda de violência em Serge, como se fosse uma lufada de vento quente passando por ele, o lugar era mais quente do que deveria, nem a brisa fresca do deserto parecia ajudar muito, a temperatura parecia sempre um dia de verão ensolarado, mas as pessoas suadas se esbaldando na cerveja nem pareciam ligar ou perceber.

    No fundo um tapete de brasas com uma grelha gigantesca com alguns homens em volta assando a comidaria, hambúrgueres, steaks, salsichas, linguiças, milho e alguns outros vegetais diversos. Um índio logo ao lado destrinchando uma perna de boi como se ela fosse feita de manteiga.

    O tio sai do carro levando consigo dois sacos de milho e entrega a uns garotos que vem recepcionar, dois de quatro numa mesa, todos eles vestindo um colete liso, com a parte de trás escrito “Aspirante”.

    Tem pelo menos cento e cinquenta pessoas distribuídas nas mesas e andando de um lado pro outro, crianças correndo pra lá e pra cá, o tio parece procurar por alguém no olho até finalmente parecer que tinha achado, ele sai na frente desviando das mesas, no caminho Serge consegue identificar pessoas, nenhuma delas exatamente conhecida próxima, mas ele sabe que tem rancheiros, funcionários da prefeitura e outros do empresariado local. O tio cumprimenta algumas como se fossem conhecidos distantes até finalmente irem em direção a mesa.



    A conversa rola solta na mesa, carne de primeira em fatias finas, o gosto é bom, não deve nada a uma steakhouse de primeira, nem o barbecue, a costela desmancha na boca enquanto pinta dedos e a boca de vermelho.

    Willy parece nervoso uma hora ou outra sem o menor motivo, mas Jeff se aproxima da mesa e fala diretamente com ele - O carinha que o Shiriki falou tá vindo junto do Adewale. - as palavras do grandão fazem Willy ficar relaxado novamente como se nada tivesse acontecido, o loiro aproveita e deixa mais uma cadeira na mesa antes de se retirar.

    Willy fala quase que num resmundo - Algumas coisas tão destinadas a acontecer mesmo, rá! - ele olha pra Mercedez e pra Morgan com um certo brilho no olhar.

    Jane por sua vez é uma mulher agradável, ela parece amar aquelas reuniões cheias de gente, as crianças, o trabalho dela no hospital, é visível que ela tenta se manter longe do mundo dos uratha, ela desvia e contorna qualquer assunto que surja envolvendo os lobos.



    - Vou deixar vocês com os assuntos de vocês. - Jane se pronuncia assim que Adewale e Serge param de frente pra mesa, a mulher se levanta, com um bebê no colo e outra criança sendo puxada pela mão. - Boa tarde rapazes. - ela diz sendo polida com eles enquanto se retira.

    - Sentem aí meus consagrados. - Willy diz levantado pela metade do outro lado da mesa enquanto estende a mão a Adewale e Serge.

    - Esses são Morgan e Mercedez e eu Willy- ele faz uma breve pausa - Adewale e … - Ele não completa, esperando Serge dizer o nome dele, ele realmente parece não fazer ideia. Adewale é negro de meia idade, cabelo muito curto, mas com uma constituição física forte e uma aparência viçosa e charmosa, vestindo uma camisa branca e um cordão de contas escuro e cheio de penduricalhos que dá pra sentir africanidade vindo dele.

    - Adê, nosso papo é simples, preciso de você pra ir em Vegas pegar umas coisas pra mim e voltar, na ida vai ter Serpente Do Asfalto te acompanhando, na volta vai ter um pessoal de lá, devem vir um ou dois caras do povo, quatro Franklins tá bom pra você? - ele diz se referindo a Benjamin Franklin consequentemente a notas de cem, o nome do espírito dito em língua humana é estranho, soa pra todo mundo como se fosse um motoqueiro clichê de filme de quinta categoria, mas todos os urathas conseguem imaginar o nome dele na primeira língua e ter ideia do que Willy está falando.

    A pergunta vem na cabeça de Serge de quanto o tio está enterrado no mundo dos urathas pra saber tão intimamente daquelas coisas? E pior, o quanto ele sabia do lado de lá, e como isso afetava o ounfò da família e comunidade.

    - A gente pega uma comida pra você no caminho e discute melhor os detalhes no escritório. - Willy diz se levantando e se volta brevemente pra Serge - Espero que a Decker não tenha te tratado muito mal, acho que vocês três tem que conversar, a churrasqueira é liberada, a cerveja é paga no bar, tá sempre gelada. - Willy sai tranquilamente acompanhado do coroa em direção ao bar.
    Adewale:
    Cliftonville - Cães Sortudos MC AcDnwze
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Seg Ago 16, 2021 6:59 pm





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    O cheiro de carne desperta o apetite de Morgan, que começa a ficar com fome. Por mais que esteja com vontade de comer uma perna de boi como os dois Sortudos, continua apegado à etiqueta o suficiente para fazer a social primeiro. Ele acompanha Willy até o salão, observando as pessoas e pensando que as próximas horas serão cruciais para o seu crescimento. Tem vontade de chegar em casa mais tarde com o assunto já um tanto resolvido, assim vai poder tranquilizar a família.

    "Muito prazer, senhora Dorie", cumprimenta, mantendo um tom formal demais para o ambiente. Então, novamente, puxa a cadeira para Mercedez e se senta ao seu lado.

    O novato chega logo depois, junto com o tio. Eles se apresentam e Morgan, junto com o anfitrião, levanta-se e estende a mão para os dois, transmitindo confiança para deixar o ambiente mais apropriado para uma conversa dessas. Como se Inquebrável fosse capaz de dar um tratamento além daquele para alguém, pensa ao ouvir Willy citar a Senhora da Tempestade. A ideia de ter um irmão de tribo na alcateia o deixa animado. Quando o Mestre do Ferro se retira com Adewale, ele toma a dianteira para começar a conversa.

    "Como Willy disse, nós temos algumas coisas para conversar", começa. "E, indo direto ao ponto, eu e Mercedez vamos formar uma alcateia. Além de nós dois, temos mais uma possível integrante sob tutela dos Horvath, com quem pretendo entrar em contato o mais rápido possível. Nos próximos dias, vamos atrás de todas as outras formalidades. Você gostaria de se juntar a nós?"

    Morgan faz questão de tratar Mercedez como sua parceira nesse negócio. Ao falar pelos dois, ele espera que a afinidade que Serge tem com ela sirva de incentivo para que ele aceite.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5227
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Bravos Seg Ago 16, 2021 8:03 pm




    Serge Senat

    Tio Adewale não era o ougan mais respeitado da família à toa. Ele sabia convencer às pessoas. Serge chega no lugar e se sente eminentemente desconfortável. Ainda que tivesse uma família grande para padrões estadunidenses, havia gente demais ali. Seu tio conhecia algumas pessoas, era visível. Ele ia caminhando atrás, se limitando a acenar com a cabeça. Eles chegaram até uma mesa e ver Mercedez ali fez ele sorrir genuinamente a primeira vez no local.

    - Serge.- Esticou a mão para cumprimentar todos. Na vez de Mercedez ele dá uma piscadela. O tal Willy propõe algo para o tio que era claramente assunto uratha. Seus olhos ressabiados correm para o tio para vez o que ele responde. Serge não fala nada sobre, era coisa do tio. Willy fala sobre Inquebrável tê-lo tratado mal ou não. - Não pior que a vida. - E então o outro homem começa a falar. Serge deixa a boca abrir um pouco como se ele tivesse surpreso. - Assim sem nem me queixar antes? - Ele continua olhando para Morgan. Quase até ficar incômodo, então ele sorri um pouco e sugere um riso meio forçado. E então parece esquecê-lo para falar com Mercedez: - Mercy, eu não achei que ia te encontrar aqui...






    thendara_selune
    Mutante
    thendara_selune
    Mutante

    Mensagens : 708
    Reputação : 54

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por thendara_selune Seg Ago 16, 2021 11:45 pm

    @JTaguchi  @Bravos


    -Tudo bem Jane, vejo que as crianças estão bem e você de boas?- Ela olha pras crianças e mantém um sorrisinho enquanto aperta a mão da mãe deles. -O bebê é muito fofo!- A mão dela não chega a tocar a criança, mas ela fazia uma careta boba imitando o bebezinho.  -Incrível como todo mundo já foi assim fofinho e que sorte que puxaram a você!- A risada dela foi uma provocação divertida. Depois Mercedez olha Willy e fica o observando pensando no próprio pai. Será que seu velho teria gostado do que ela se tornou? A mãe dela aceitaria aquele mundo? As perguntas ficam ali se perdendo e evaporando devagar. Morgan com toda aquela educação a deixava confortável.
    - Obrigada Morgan, você é tão bonzinho.- Mercedez dava um tapinha na mão dele cheia de graça e bom humor.  O cheiro da carne, o som das pessoas, o riso das crianças passava uma sensação prazerosa pra jovem Rahu.

    Quando notou a inquietação de Willy, arqueou uma das sobrancelhas, mas Jeff logo trazia notícias que a deixavam ansiosa em descobrir se o cara realmente se tratava de Serge. A esposa de Willy  se vai e Mercedes se despede com um sorriso caloroso.


    Quando nota que é Serge ela parece surpresa e ao mesmo tempo satisfeita com a presença dele ali. Ele pisca pra ela e o sorriso desabrocha meio bobo, mas logo ela se recompõe. Mercedez  acena com a cabeça, prontamente concordando com Morgan e quando Serge fala ela ri porque  não é uma surpresa aquele sabor de limão nas palavras. Já sabia que ele era assim e gostava dele justamente por isso.

    -Senta aqui bonitão, a gente tem que conversar.-  A voz dela é cheia de doce, seus olhos escuros fixos nele, os longos cílios selvagens  e logo vai segurando a mão dele apertando suavemente.- Eu nunca pensei que a gente ia tá no mesmo barco de novo. - Animação vibrando na voz.

    - Morgan quer formar uma alcateia, concordo com ele, a gente é mais forte juntos e essa cidade não é gentil com filhotes soltos no asfalto ou no deserto!- Ela estuda o rosto de Serge e depois solta a mão dele para olhar Morgan.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5227
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Bravos Qua Ago 18, 2021 10:49 pm




    Serge Senat

    - Esperava te encontrar em qualquer lugar, menos aqui. - Diz o ithaeur com um sorriso de canto. Quando uma cerveja apareceu na mesa trazida por alguém, ele pegou uma delas e deu um gole longo. Mercy falava da proposta de Morgan. - Sim, formar uma alcatéia não é nada mau. Uma hora ou outra estaremos todas em uma. - Pousava a cerveja enquanto passeava os olhos entre Mercy e o colega. - Mas desse jeito é como montar uma banda sem nunca tocar junto. - Era uma crítica? Um comentário? Um convite? Quem sabe...

    - E também não vai ser num churrasco atulhado de gente que conseguiremos decidir algo assim. - Ele olha o fundo da garrafa pelo bocal e bebe mais um pouco. Em algum momento dessa movimentação ele faz uma careta, provavelmente pelo calor e barulho. - Já que está tomando a iniciativa, Morgan... - Ele faz uma pausa antes de dizer o nome do rapaz. - ... poderia organizar uma reunião um pouco mais... - Ele dá de ombros então, deixando no ar o que ele poderia querer dizer.






    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi
    JTaguchi
    Cavaleiro Jedi

    Mensagens : 250
    Reputação : 3

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por JTaguchi Qui Ago 19, 2021 7:23 pm





    Vento de Inverno


    Morgan Blackwood
    Elodoth  |  Senhores da Tempestade


    “Cada época é salva por um
    punhado de homens que têm
    a coragem de não serem atuais.”

    _______________________________________________________________________



    Então Serge é do tipo calado. A forma como se encontra na mesa demonstra alguém mais retraído e possivelmente desconfortável num lugar tão cheio e barulhento. Enquanto ele e Mercedez trocam amenidades, ele vai até o bar e trás uma garrafa de cerveja para cada um, esperando que a conexão prévia dos dois o ajude a se soltar um pouco mais. Entrega uma garrafa para cada um dos presentes e retoma seu lugar.

    Dá um gole enquanto olha para o recém-chegado, prestando atenção em sua fala. Provavelmente tem o hábito de não completar frases.

    "Um lugar mais privativo, você quer dizer", completa, dando mais um gole. "Posso providenciar sem problema algum. Se vocês quiserem, podemos ir para casa. Também tem um café muito bom no mercado, o da Nina", ele faz um gesto em direção a Mercedez. "Mas em minha casa, podemos falar mais abertamente sobre o assunto."

    Caso os dois decidam por ir para Blackwood Manor, ele se levanta e vai até o lado de fora, onde liga para casa e espera até o mordomo George atender.

    "Olá, George", cumprimenta de forma amigável. "Você pode preparar o gabinete para mim? Estou levando dois convidados para casa, uma pequena reunião informal. Providencie comida mexicana, por favor. E cerveja. Obrigado, você é o melhor."

    Então volta para dentro e olha para seus novos companheiros.

    "Está tudo pronto, pessoal", anuncia. "Espero que vocês gostem da comida. Vocês aceitam carona?"

    Morgan está acostumado a lidar com pessoas mais retraídas e caladas. Ao levar os dois para casa, espera tornar o ambiente mais convidativo e interessante para uma conversa mais proveitosa.
    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1375
    Reputação : 55

    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Ankou Sex Ago 20, 2021 10:33 pm





    Mercedez, Morgan & Serge


    Indo: Blackwood Manor

    O empregado diz que vai providenciar tudo imediatamente. Ele não enrola no telefone com o patrão e Morgan sabe que ele vai cumprir a risca exatamente o que ele pediu.

    As meninas e Jeff vem falar com Mercy assim que a veem sair, as mãos estendidas pra Serge e Morgan em cortesia, a música parada com os músicos descansando e comendo um pouco, Catalina olhando vidrada pra eles de longe com desaprovação no olhar, mas ela nem se move.

    Logo eles estão em seus veículos seguindo pra direção que Morgan indicava, não mais de que vinte minutos de carro atravessando a cidade e o trânsito menos caótico do fim de semana.

    A casa enorme, antiga e bem cuidada, com uma paisagem que parecia tirar eles do deserto, até o cheiro é diferente, plantas que nem deveriam estar ali, Serge e Mercy tem certeza de que tinham muito trabalho pra mantê-las vivas.

    A casa cheira a temperos a cozinha trabalhando a todo vapor, mesmo fora de horário, no gabinete uma mesa redonda posta, com os três lugares arrumados.

    O subalterno pedindo licença poucos minutos depois que eles chegarem, um carrinho com algumas cloches abarrotado de enchiladas, tacos e burritos, molhos apimentados acompanhado cada prato, na parte de baixo um balde com garrafas de cerveja.

    - Espero que esteja ao seu agrado Senhor. - ele diz, muito polido e profissional, esperando qualquer ordem ou ser dispensado, ele se retira tão rápido quanto apareceu dando privacidade aos três.
    Conteúdo patrocinado


    Cliftonville - Cães Sortudos MC Empty Re: Cliftonville - Cães Sortudos MC

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Set 25, 2021 3:08 pm