Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Zireael
    Troubleshooter
    Zireael
    Troubleshooter

    Mensagens : 777
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Zireael Dom maio 05, 2024 11:50 pm

    Boudicca olhava para fora da janela do Uber: um dia típico da Inglaterra, bem chuvoso e sem graça. Ela não quis falar com Adhara ou Sean durante o longo caminho de 1 hora até o porto. Enquanto viajavam, ela começava a pensar em como tinha sido até fácil cabular aula. Claro, já tinha feito isso algumas vezes, mas dessa vez, não havia zelador, professor e nem ninguém que pudesse parar os três. Tinha sido muita sorte.

    Sorte...

    Boudicca fez uma careta ao pensar nisso. Teria que arranjar uma explicação plausível para sair da aula. Bem, ajudar Trevor era uma boa desculpa. Com certeza se encaixava nos moldes de "rainha da escola prestativa" que os professores gostavam e calaria a boca de algumas pessoas. E ao pensar nisso, fez uma careta. Rezava para ninguém ter reparado que ela tinha saído com o pateta bêbado e a pateta novata. Teria que bolar algo muito bom pra explicar isso.

    Boudicca revirou os olhos com a conversa de Sean e Adhara.

    - Amber faria qualquer coisa pra me irritar, tenho certeza. - ela disse com, realmente, certeza na voz.

    E sem virar para Sean e Adhara, ela completou, sem paciência:

    - Dã, claro que não deixei nada em computador da escola e esse tipo de coisa. Quem faz isso?!



    Ao saírem do Uber, Boudicca passou os olhos por toda a extensão da entrada e arregalou de leve os olhos em sinal de espanto. Nunca tinha ido ao porto. Ficou um tempo calada enquanto Adhara e Sean pareciam se movimentar. Olhava o portão e os arames farpados e sentia um medinho crescer em seu peito.

    -.... - Boudicca respirou fundo e fez pose de quem sabia o que estava fazendo e que não se intimidava com aquele lugar.

    Porém...

    Quando o segurança saiu, ela não deixou de olhar espantada para ele e quase deu um passo para trás. Ele era medonho! Medonho e... Muito estranho! Havia algo nele que fazia Boudicca ficar muito incomodada. Algo que ela não sabia bem dizer o que, mas que fazia ela querer dar o fora dali. Ela olhou Sean e Adhara discretamente para ver se eles sentiam a mesma coisa.

    Demorou um tempo para disfarçar. Boudicca reparava em tudo nele: a pele estranha - precisava de uma base ou protetor solar? -, o modo de andar, a constituição e o... Odor! Meu Deus, que cheiro estranho era aquele? Se segurou para não fazer careta.

    Ela ouvia Sean falar e já meio sem paciência e agora um tanto incomodada pelo homem, ela sacou seu celular e respondeu à pessoa que se dizia Trevor:

    "Trevor, como é que você entrou no porto???!! Eu estou aqui e tem um vigia muito esquisito e não sei como vou entrar!!! estou aqui tentando convencê-lo a me deixar passar! Como seus amigos saíram? Como faço pra te achar?? Estou muito preocupada!!=((("

    Bem, se as pessoas os queriam dentro do porto, dariam um jeito de ajudá-los a entrar, não?

    E depois que terminou, ela vestiu seu melhor sorriso e foi até Sean, falando gentilmente com o guarda:

    -Não é bem isso, senhor! Desculpa! Meu amigo se confundiu! Nós estamos aqui porque nossos amigos e a mãe da nossa amiga... - apontou Adhara. - Estão aqui! Viemos fazer uma visita ao porto! Coisa de escola, pra ver possíveis carreiras, sabe?

    Boudicca sorriu de novo:

    - Que nem vigia! Deve ser legal!

    E olhou Adhara e Sean, em busca de ajuda.
    Tangenina
    Forasteiro
    Tangenina
    Forasteiro

    Mensagens : 10
    Reputação : 1

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Tangenina Qui maio 09, 2024 1:01 pm

    Com o celular em uma das mãos, Adhara ia conferindo o caminho enquanto seguiam. Não queria confiar demais nos colegas, já era estranho essa história de trote triplo, e nem conhecia os dois... Mas também porque queria saber pra onde exatamente estavam indo.

    Quando ouvia Óculos Escuros, agora nomeado Sean, explicar que estava com ressaca, Adhara mal reagia. Essa parte da ressaca já era meio clara, então só dava de ombros.

    - É, parceiro. Tem que beber água. Além da água que passarinho não bebe, quero dizer. - Olhava pela janela de vez em quando, às vezes conferindo no celular e outras vezes perguntando se já estavam chegando, meio pros colegas e meio pra ninguém ao mesmo tempo.

    Estava curiosa pra saber quem era essa tal Amber, vulgo fuinha ruiva. Mas por enquanto não ousaria perguntar - afinal tinha visto Boudicca dar uma chulepada naquele carinha e pra dar um KO em Adhara bastava um tapa.

    - Eu nem sei onde ficam os computadores da escola, S. Também não conectei no wifi, se quer saber. - Respondia Sean meio incrédula. E a florzinha estava certa, quem faria isso?

    E quando finalmente saiam do carro... O porto era feio. Decrépito, assim. Mas antes que Adhara pudesse dizer o que achava do ambiente por ali, um segurança se aproximava dos três. Um arrepio subiu pela nuca de Adhara, junto com a certeza que tinha alguma coisa muito errada com aquele cara. Olhava para os lados pra ver se algum dos colegas também tinha sentido algo estranho e encontrava discretamente o olhar de Boudicca, enquanto Sean já se adiantava para responder o segurança. Em seguida Boudicca também respondia, e Adhara entendia que ela estava tentando fazer os três parecerem mais no controle da situação do que estavam.

    Com seu melhor sorriso de garota comportada, Adhara superava o meio segundo de confusão entre uma fala e outra e se esforçava para completar a história.

    - Olá, senhor! Não estamos perdidos, mas acredito que tenha havido alguma confusão. Estamos sendo aguardados no terminal onde minha mãe trabalha, entende. - Tentava imitar um pouco a pose que sua mãe fazia quando estava tratando de negócios, imponente e séria, mas polida igual uma pia de granito. - Estamos ansiosos para entrevistar o pessoal responsável por várias áreas aqui do porto, não é a toa que nosso amigo já começou com as perguntas...! Mas não queremos atrapalhar seu turno, se o senhor puder por favor perguntar pela Sra. Keanes!

    Adhara fazia seu máximo para impor presença sem parecer mal educada, e se mantinha atenta não só aos movimentos do segurança, mas também ao que acontecia em seu entorno. Algo ali não estava cheirando bem, e não era só o bafo horrendo do homem.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Sex maio 10, 2024 6:04 am

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 450x2010

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel11

    Trilha Sonora:


    O segurança ouvia todos os argumentos, desculpas, lorotas e justificativas dos estudantes. O porto permanecia calmo, apenas o barulho de cargas e equipamentos metálicos ao fundo do mesmo.

    Segurança: - Certo, deixem-me conferir aqui se viram os amigos de vocês ou a sua mãe, mocinha.

    O segurança tirava o rádio da cintura e vinha-se o chiado da estática.

    Segurança: - Fala meu companheiro. Tem uns jovens aqui procurando amigos e a mãe. O nome da mãe é Senhora Keanes. Tem alguma senhora Keanes por aí??

    Rádio com estática: - Opa meu peixe! Tem sim, e tem uns jovens juntos com a senhora Keanes. Pode guiar eles pra cá, galpão 23.

    A voz do rádio, assim como a do segurança era muito rouca, como se fosse de um fumante e alcolatra que de longa data.

    O segurança sorri, o sorriso dele era torto, distorcido, até caricato e amarelo, não parecia natural, não parecia nem que ele poderia estar sorrindo daquela forma, era... Bizarro.

    Segunraça: - Boa notícia, crianças. Os seus amigos e a sua mãe estão esperando por vocês. Me acompanhem por favor.

    O segurança então acenava com a mão para os três o seguirem, ele ia até a cabine do segurança e lá dentro ele mexia em algo e o portão começava a se abrir fazendo um barulho metálico estridente e ele ia respondendo enquanto se encaminhava para dentro na expectativa que os jovens o seguissem.

    Segurança: - A propósito, meu rapaz, a compania é a Earthsea, então é do Estado.
    Zireael
    Troubleshooter
    Zireael
    Troubleshooter

    Mensagens : 777
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Zireael Sex maio 10, 2024 4:04 pm

    Boudicca devolveu o olhar de Adhara. O que era aquele homem?

    E é claro, não deixou de ficar impressionada com o posicionamento de Adhara. Arqueou os lábios para baixo, pensando que a novata tinha mandado bem. Não tão bem quanto ela mandaria, claro. Mas teria sido o suficiente.

    Boudicca ficou olhando para o segurança com apreensão no olhar. Ele mantinha aquele estranho sorriso no rosto. E para piorar o apelido dele era Peixe. Fazia jus mesmo.

    A menina ficou parada ao lado de Adhara e Sean, esperando a confirmação e quando ela veio, a loirinha respirou aliviada. Por um momento.

    A jovem permanecia do lado de Adhara e Sean enquanto o segurança fazia o gesto para eles o seguirem.

    - Obrigada! - sorriu para o segurança. Porém, assim que ele se virou, Boudicca olhou firme para Adhara e completou, baixinho: - O Songo já sabe porque ele adora brigar por aí.

    Olhou, claro, feio para Sean. depois, rapidamente, completou para Adhara:

    - Mas a gente fica junto, aconteça o que acontecer!

    Ela abriu um sorriso confiante.

    - Coisa de Cheerleader! Um dia te ensino, se quiser!

    Percebeu que o segurança os esperava e como sempre, tomou a liderança, começando a andar, mas esperando que os dois colegas viessem.

    -....

    Boudicca olhou ao redor e aos poucos, o olhar confiante e aguçado da jovem foi ficando mais curioso e cuidadoso. Ela tinha os olhos levemente arregalados e passava-os pelo local.

    -... Isso tá muito estranho. - comentou baixo, meio assustada. Talvez tenha sido a primeira vez que ela tenha mostrado um pouco do que estava sentindo de verdade. - Ele falou com alguém e confirmou a história do celular.

    Suspirou, agora parecendo sentir o peso da decisão de ter ido até o porto:

    - Somos mesmo burros. Estamos fodidos.

    Formulava um plano na cabeça. Um plano simples. Falou baixo enquanto mantinha a visão em Sean:

    -Songo, qualquer coisa, você segura as pontas enquanto buscamos ajuda.

    Simples e eficaz.
    Tangenina
    Forasteiro
    Tangenina
    Forasteiro

    Mensagens : 10
    Reputação : 1

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Tangenina Sex maio 10, 2024 11:21 pm

    Adhara não se importava nem um pouco que Boudicca estivesse tomando a liderança. Bom que dava mais tempo de olhar em volta para conferir por onde poderia fugir se algo desse errado. Se sua mãe estivesse ali junto com dois adolescentes aleatórios, eles tinham sido sequestrados - mas seria ridículo fazer isso para chegar até os três ali. Quem tinha dinheiro pra ser extorquida ali era sua mãe, não ela. E isso deixava tudo mais estranho ainda.

    Boudicca parecia menos confiante do que Adhara achava que ela estava, e isso a preocupava. Se a florzinha porradeira ficasse com medo, o que seria dela?

    - Sacode a peruca, mulher. Uma Florzinha selvagem dessa segura qualquer coisa. - Sussurrava pra ela, fazendo um soquinho discreto no ar. Engrossava a voz de brincadeira. - Bora gatinha!

    E depois lembrava que Sean ainda estava lá, e mesmo que ele não precisasse de incentivo, fazia um saquinho no ar pra ele também.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5923
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Claude Speedy Sex maio 10, 2024 11:57 pm

    Earthsea fazia lembrar o quanto a Inglaterra é protecionista sobre seu estado e prega o liberalismo para o resto do mundo.

    Ouvindo as questões sobre ele segurar as pontas.

    —Hum... Tá, "Florzinha" Eu vou alertar pra galera...
    Respondia para Boudicca aproveitando a fala da Adhara para irrita-la.

    Deixava no grupo da galera da torcida organizada onde estavam e por onde iriam caminhar.

    Escreveu em um texto no grupo.
    —Fala galera, eu to entrando provavelmente em uma fria com duas colegas da sala aqui no porto... Venham o mais rápido que puderem, se alguém tiver um carro ajuda.

    E seguia as duas discretamente.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Sáb maio 11, 2024 8:08 pm

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 450x2010

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel11

    Trilha Sonora:


    Sean enviava uma mensagem no celular pro seu grupo de futebol, porém ele via que ainda era 09:45, dificilmente o pessoal estaria acordado a essa hora. Dificilmente Sean estaria acordado a essa hora depois de ontem a noite. O próprio Sean só estava de pé naquele momento porque sua mãe o ameaçara de mandar para morar com seus familiares na India caso não começasse a andar mais na linha, mas por ele, ele estaria ainda apagado num quarto mofado, mal cheiroso e de preferencia com latas de cerveja vazias e amassadas.

    Eles então chegavam no tal galpão 23.


    Galpão 23:


    Enquanto o grupo cochichava, o segurança não percebia ou percebia e não se importava, ele apenas seguia e quando chegam bem na frente podiam ver que havia o portão de carga e uma porta menor, de passagem. Assim que chegam ele abre a porta e vai na frente já abrindo passagem para que eles entrassem, para a felicidade deles o segurança não havia trancado a porta apenas a fechado quando passaram. Quando entravam, se tratava de um galpão normal, havia um segundo andar interior e uma cabine de escritório, era possível ver que haviam 3 pessoas na cabine de escritório mas não era possível ver com certeza de quem se tratava por estar distante demais.

    Segurança: - A sua mãe e os seus amigos estão alí.

    Apontava para a cabine no segundo andar. Ele caminhava em direção ao escritório, e é no caminho enquanto passavam pelos várias cargas, olhando o lugar é que passaram por entre duas colunas e logo eles estacaram imediatamente com a cena que viram.


    Cena:


    Sean, Adhara e Boudicca viam Amber, Trevor e Susan pendurados pelos tornozelos, desacordados, ensanguentados com roupas rasgadas, cheios de hematomas, cortes, bocas e olhos roxos. Pendurados e balançando levemente como pendulos recem postos.

    Segurança com voz gultural: - Querem que eu desça eles pra vocês ou vocês conseguem tirar de lá?

    Quando olham pra direção de onde o segurança estava, com aquela voz demoníaca...


    Nova trilha sonora:

    Segurança:


    Tinha sido de repente, não viram quando aconteceu, mas sabiam que foi enquanto olhavam seus entes queridos balançando como animais prontos pro abate, mas o segurança tinha virado um terrível e distorcido monstro. Os tentáculos que saíam de sua boca se mexiam para todos os lados. Da boca saía uma gosma verde que caía no chão e fazia um som de água fervendo caindo em panela. Seu corpo que antes era estranho e meio trôpego agora parecia ter ficado mais forte, os olhos da criatura fixavam os três garotos como um lobo via três porcos para o abate. Era frio, era assassino, era pertubador. Sean, Adhara e Boudicca se encontravam vítimas dos filmes de terror tão famosos hoje em dia, só que aquilo era real.


    Zireael
    Troubleshooter
    Zireael
    Troubleshooter

    Mensagens : 777
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Zireael Dom maio 12, 2024 11:33 pm

    Boudicca estava realmente assustada. Observava o porto enquanto andavam atrás do segurança esquisito. Pensava em todas as coisas que haviam acontecido e a única constatação que poderia ter era de que eram bobos demais - não, burros demais - para terem ido até lá. Adhara estava certa! Que ideia ir até lá sozinhos.... Seu orgulho a fez não pensar direito, mas... Não era só culpa dela, não é? Sean e Adhara estavam lá também. Boudicca começou a pensar que seria mais culpa deles do que dela.

    - Hunf... - deixou uma bufada fraca escapar dos dentes cerrados.

    Tudo estava caindo por terra e ela começava a pensar que não sabia o que fazer. Que tudo daria errado e...

    - Hun? - Adhara falou com ela e desta vez, Boudicca ouviu de verdade. Seus olhos passavam pelo rosto de Adhara e... Boudicca deixou escapar um sorriso diante do incentivo da menina. Não era um incentivo falso ou uma espera por uma falha de Boudicca. Adhara queria encoraja-la de verdade.

    Diante do "Bora, gatinha" de Adhara, Boudicca estreitou de leve os olhos e deu um meio sorriso, agora confiante. Ela ia dizer alguma coisa, mas Sean ousou chamá-la de "Florzinha" também. Ela olhou feio para o rapaz e tentou dar um soco no braço dele.

    - Fica quieto e faz logo o que eu pedi pra você fazer!!! Songo!!



    Andaram mais uma vez e quando viu o galpão, Boudicca andou um pouco mais devagar a fim de ver o local. Ela estreitou os olhos enquanto passava-os pelas portas de carga e a pequena entrada de pessoas ao lado. Sentia um arrepio subir em sua espinha. Ela engoliu em seco e continuou a andar na frente e observava as possíveis rotas de fuga.

    Revirou os olhos, com o medo a deixando precavida: estava vendo rotas de fuga.

    "A que ponto chegamos, Boudicca?" Falava consigo mesma, em um misto de terror e raiva.

    Porém, ainda querendo manter a pose de despreocupada e incentivada por Adhara, ela entrou no galpão e olhou em volta, curiosa. Achava que seriam emboscados pelo grupo de estudantes amigos do carinha que ela tinha descido a porrada, quando conheceu Adhara. Isso a fez ficar atenta.

    Boudicca percebeu as pessoas no escritório, mas resolveu prestar atenção aos arredores próximos. Seguia o segurança, passando pelas cargas e pilares daquela galpão vazio. O coração batia rápido, mas Boudicca seguia firme. E sinceramente, parecia que nada de tão absurdo iria ocorrer. Pensava que era só dar uns tapas nos moleques de novo e também... Olhou Sean de relance.

    Sean havia enviado mensagens aos amigos. Eles deveriam vir.

    Boudicca balançou a cabeça em negativo. Se comportava agora como um nerd briguento. Era um absurdo! Iria se afastar por completo de Adhara e Sean quando voltasse para a escola. Era melhor assim, por mais que pensasse que... Talvez não quisesse. Afe!


    Perdida nos pensamentos, Boudicca passava pelas caixas e corredores.

    Ao passar pelo caminho e erguer os olhos desconfiados para onde o homem de fato apontou e disse que Trevor e os outros estavam foi que Boudicca pareceu sentir o peso da situação. A situação de fato! Teve dificuldade de entender... Não! De aceitar o que via. Ela arregalou os olhos e abriu a boca em espanto.

    - Tre...Trevor? - os olhos assustados passavam de Trevor para Amber e para a mulher que deveria ser a mãe de Adhara.

    - O que...? Mas o que?

    Tentava racionalizar. Não poderiam ser eles! Não poderiam ser eles de verdade!! Era alguma brincadeira de mal gosto!! Só poderia ser!!! Não podiam ter sido amarrados daquela maneira, não é??! Trevor estava... A mãe de Adhara e até mesmo Amber! Aquilo não podia ter acontecido com eles de verdade!!! Não!!

    Ela deu um passo na direção do escritório. Lá deveria ter controles para descer os corpos, mas...

    Boudicca ouviu a voz gutural do homem e parou. Virou-se rapidamente na direção dele com os punhos de dentes cerrados, pronta para dar um escândalo típico de uma patricinha exigindo respeito, mas.... Seus olhos estavam focados no rosto horrível da criatura. Não era uma máscara. Não poderia ser... Era real demais!

    Mas não! Aquilo não existia! Um grito subiu em sua garganta, mas o máximo que ela fez foi soltar uma leve risada que misturava surpresa, medo e incredibilidade. Ela se controlou e ergueu o queixo, tentando disfarçar o medo que sentia tomando as rédeas de sua respiração e segurando sua vontade de gritar.

    "Não é real! Isso não existe! É um truque MUITO bom!!" Boudicca dizia a si mesma enquanto tentava pegar o controle da situação.

    - Você... Vai... Descê-los!! - ela dizia pausadamente com a voz trêmula enquanto dava uns dois passos na direção do monstro horrível.

    Claro que não era um monstro! Era uma pessoa MUITO bem maquiada! Ela iria estraçalhar aquele cara! Sentia o medo e a raiva se misturando. Detestava estar em uma situação sem seu controle!! Detestava mostrar o que realmente sentia!

    Parou em uma distância segura, mas sem ar e sentindo o medo dominá-la, Boudicca tentava focar na pequena raiva que sentia em ser feita de idiota.

    - Eu disse para VOCÊ DESCÊ-LOS AGORA, SEU...

    Ela olhou ele de cima abaixo, sentindo novamente o medo subir até sua garganta e as lágrimas teimarem em aparecer. Sentia nojo, medo, terror! Queria escapar logo de lá!

    Mas não! Não daria esse gostinho a quem quer que estivesse fazendo aquela brincadeira. E tinha que saber de Trevor:

    - SEU FEDORENTO!!

    Ela deu uma risada rápida de escárnio.

    - Acha mesmo que isso assusta a gente? Aqueles nem são eles de verdade! Melhor descer seus amigos e dizer qual... - Boudicca não conseguia completar a frase. Sentia seu corpo todo tremer e seu juízo pedia desesperadamente que ela fugisse de lá. - ..O que vocês querem!! Onde está o Trevor? O DE VERDADE?

    Seu olhar era de desafio. E ela se esforçava para mantê-lo:

    - Eu vou chamar a polícia agora!! - pegou seu celular, começando a discar.
    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5923
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Claude Speedy Seg maio 13, 2024 11:15 am

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Crying-anime-boy-y5wow08n46mi01pn
    Os óculos escuros caem junto de lágrimas...

    No momento seguinte a garganta engasgando, por um segundo o medo toma conta e o desespero se amplia de tal maneira que consegue em uma respiração reverter-se em uma necessidade de ação urgente que tornar-se um grito à plenos pulmões..

    —AMBEERRR!

    A imagem de Amber pendurada tirou mais o juízo de Sean do que qualquer monstruosidade que o rosto surreal de lula e zumbi pudesse criar, não que  
    Sean não sentiu um arrepio subir pela espinha ao ver a cena macabra de transforma diante de seus olhos. Mas Amber, sua namorada e protegida, estava pendurada como um boneco desgastado, ferida e imóvel. O choque inicial o paralisou por um momento, mas a necessidade de agir rapidamente tomou conta dele quando que com isso correu em desespero.

    Sem pensar duas vezes, Sean largou o celular no chão e correu na direção dos caixotes, ignorando completamente o monstro que se transformara o segurança. Ele não queria nem pensar no que poderia acontecer se aquela criatura se aproximasse deles, sequer entendia o que aquilo era ou se precisava entener.  Seu único foco era Amber e os outros.

    As caixas pareciam mais altas do que ele imaginava, mas a adrenalina e a urgência o impulsionaram a subir, mesmo que seus braços tremessem e seus pés escorregassem algumas vezes. Ele ignorava qualquer risco físico em prol de alcançar a garota e seus amigos.

    —Amber, acorda! - Ansioso, em sua escalada ele sussurrava, mais para si mesmo do que para ela. — Você precisa acordar, precisamos sair daqui!

    Os momentos pareciam horas enquanto Sean se esforçava subir. Ele seguiria ignorando a dor nos dedos e a sensação de desespero que ameaçava dominá-lo a cada segundo, se forçando a manter a calma e se concentrar na tarefa urgente em mãos.

    Sean não negava tudo que estava à sua volta como Boudicca, conseguia ver que não era uma pegadinha, tinha claramente que as pessoas na sua frente estavam feridas...Seja lá o que era o zumbi com cara enfiada em uma lula, isso não era o mais importante...

    ...ele precisava somente não deixar que Amber morresse...

    ...por razões que ele mesmo ainda não entende.
    Tangenina
    Forasteiro
    Tangenina
    Forasteiro

    Mensagens : 10
    Reputação : 1

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Tangenina Qua maio 15, 2024 12:51 pm

    O queixo de Adhara estava no chão. Seu pensamento intrusivo sobre sequestro era tão improvável que ela nem tinha levado essa opção muito a sério. De novo, quem seria idiota de sequestrar sua mãe, quando poderia lucrar muito mais pedindo resgate pela filha dela?

    Mas ver aquela cena fazia seu coração bater tão rápido que tudo parecia estar acontecendo em câmera lenta ali em volta. Ou talvez fosse apenas seus pensamentos a mil, tentando pensar numa solução, numa forma de reagir... E quando ouvia o segurança se virava de uma vez, sentindo que estava preparada para qualquer coisa. E talvez sua autoconfiança pudesse ser verdadeira em outra situação, mas aquilo ali era uma aberração que Adhara nunca esperaria sequer existir.

    A princípio, tinha a mesma reação que Sean, e quase dava um passo na direção das pessoas penduradas. Mas aquilo era alto. Muito alto, e um suor gelado começava a se formar na testa de Adhara, seu maxilar cerrando com força pelo pânico de altura. Então cerrava os punhos, continuando onde estava.

    O grito do colega deixava Adhara preocupa. Aquela era uma reação desesperada, e só ia causar mal se Sean agisse sem pensar. Com firmeza e segurança na voz, tentava gritar algo que desse alguma direção para Sean.

    -- Sean! Não age sem pensar, se você apenas correr e soltá-los eles vão se machucar. Se conseguir, tire as pessoas daí e coloque em algum lugar seguro. FIQUE FRIO E PENSE ANTES DE AGIR!

    Enquanto falava, não tirava os olhos da aberração à sua frente. Parte do seu cérebro tinha compartimentalizado o fato de que aquilo ali era um monstro, que não deveria existir, e que não deveria estar ali. Era mais útil racionalizar o que fazer naquele momento do que encontrar uma explicação lógica. Que seu cérebro explodisse depois. Agora, era adrenalina e negacionismo!

    -- Bou! Coloca a cabeça no lugar! Sei que você consegue encarar essa... COISA, então LARGA ESSE CELULAR e fica atenta aqui! Vamos ganhar tempo pro Sean!

    Quando diabos a Florzinha tinha tirado o celular e o que ela estava fazendo? Adhara tinha ouvido ela falar alguma coisa com a aberração, mas não tinha registrado bem o que era. Dava alguns passos para trás enquanto falava com Boudicca. Tinha muita confiança nas próprias capacidades, mas não importava o que Adhara achava que conseguia fazer - aquilo ali era um pesadelo e por enquanto tudo o que conseguia fazia era fazer as engrenagens do seu cérebro rodarem loucamente. No fim das contas, tinha muito mais confiança no que os colegas podiam fazer e não sabia bem como ela mesma deveria reagir.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Dom maio 19, 2024 10:42 pm

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 600x2010

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel14

    Nova trilha sonora:

    Boudicca escreveu:- Tre...Trevor?

    Monstro: - "Tre...Trevor?"

    Ele forçava a voz distorcida e demoníaca num timbre de criança, zombando de Boudicca.

    Boudicca escreveu:- O que...? Mas o que?

    Monstro: - "O que...? Mas o que??"

    Novamente, zombando de Boudicca

    Sean escreveu:—AMBEERRR!

    Monstro: - Oun... que Cavalheiro temerário... Vou me divertir mais com ele.

    O monstro olhava então para Adhara, vendo ela cerrar os punhos.

    Monstro: - Você é a mais corajosa né? Nesse caso, acho que vou começar é com você mesma.

    Boudicca escreveu:- Você... Vai... Descê-los!!

    Monstro: - "Você... Vai... Descê-los!!"

    Zombava novamente o monstro imitando uma voz de criança feia e distorcida.

    Monstro: - Você parece ser a mais bundona de todos aqui, só tremendo a voz e tentando parecer corajosa. Talvez eu comece com você antes que morra de pânico no próprio mijo.

    Boudicca escreveu:- Eu disse para VOCÊ DESCÊ-LOS AGORA, SEU...

    Monstro: - "Eu disse para VOCÊ DESCÊ-LOS AGORA, SEU..."

    Novamente, ele imitava uma criança com voz horrenda, zombando de Boudicca

    Monstro: - Acho que até está perdendo a graça te imitar, de tão covarde que você é. Já comi crianças mais corajosas que você. Você é uma vergonha pros seus amiguinhos aqui.

    Sean já havia chegado na caixa e tentava escalar, ele está procurando um lugar que pudesse se apoiar para subir, porém ele não conseguia achar nada. Ele tentava escalar mesmo sem ter apoio nenhum mas não conseguia tirar os dois pés dos chão por mais que um segundo.

    Sean escreveu:—Amber, acorda! Você precisa acordar, precisamos sair daqui!

    Adhara escreveu:-- Sean! Não age sem pensar, se você apenas correr e soltá-los eles vão se machucar. Se conseguir, tire as pessoas daí e coloque em algum lugar seguro. FIQUE FRIO E PENSE ANTES DE AGIR!

    Sean Estava rodeando as caixas desesperadamente, até que detrás dessas outras caixas, saíam mais outros dois monstros horrendos.

    Outros Monstros:

    Monstro 2: Oi amiguinho, posso abrir suas tripas e te fazer uma corda com seu intestino, acho que vai te ajudar.

    Monstro 3: Não ajuda ele, acho que quero a namorada dele pra mim, ela vai dar uma ótima mãe.

    Então, da direção de onde tinham vindo, a passagem atrás de Adhara, eles ouviam mais vozes distorcidas e demoníacas e quando olham, mais monstros.


    Outros Monstros:

    Monstro 4: A de cabelo de sangue é mesmo a mais corajosa e inteligente daqui, vai ser divertido abrir ela enquanto estiver ainda consciente.

    Boudicca escreveu:- SEU FEDORENTO!!

    Monstro 1: - Você é patética, criança.

    Boudicca escreveu:- Acha mesmo que isso assusta a gente? Aqueles nem são eles de verdade! Melhor descer seus amigos e dizer qual... ..O que vocês querem!! Onde está o Trevor? O DE VERDADE?

    Adharia via um dos monstros que estava atrás dela caminhar em direção à Boudicca em passos pesados enquanto o primeiro monstro, que antes era um segurança não fazia nada, apenas deixava Boudicca falar e falar.

    Boudicca escreveu:- Eu vou chamar a polícia agora!!

    O monstro na frente de Boudicca alargava o rosto deformado em um claro sorriso horrendo. Algo estava errado.

    Adhara escreveu:Bou! Coloca a cabeça no lugar! Sei que você consegue encarar essa... COISA, então LARGA ESSE CELULAR e fica atenta aqui! Vamos ganhar tempo pro Sean!

    Monstro 6: - Ela é tão fofinha e corajosa e racional, acho que vou fazer a cabelo-de-sangue meu pet e esfolar a carne até morrer de choque.

    O telefone celular de Boudicca chamava, o monstro a sua frente que era o segurança olhava para ela com um sorriso nojento e grotesco, ele não a impedia, a permitia fazer a chamada. O telefone finalmente era atendido.

    Telefonista: - Aqui é a emergência, sua chamada já foi rastreada, qual a emergência?

    Antes que Boudicca pudesse responder a chamada, tudo havia ficado preto para ela. De repente, tudo girava, tudo o que ela escutava era um insessante "piiiiiiiiiii" que saía do seu ouvido, parecia que tinha sido virada do avesso. Boudicca olhava pra frente e tudo o que via era os pés dos diversos monstros e os pés de Adhara entre eles, mas de Sean ela não via nada devido ao ângulo. Boudicca estava no chão, tudo rodava e ela não entendia nada do que tinha acontecido, e então sua cabeça começava a doer, uma terrível dor como se seu crânio tivesse rachado. Ela não escutava nada direito, qualquer som à sua voltava era indistinguível. Boudicca estava tonta e enjoada, ela então viu na frente dela no chão, enquanto sua visão turva começava a voltar e sua cabeça parecer que tinha sido partida de tanta dor, que seu celular estava destruído. Boudicca de começo não tinha entedido nada do que havia acontecido, mas então começara a entender. Havia sido atacada na cabeça enquanto estava com o celular no ouvido, não pelo monstro da sua frente que apenas assistia ela fazer a chamada telefonica, mas por outro dos monstros que havia surgido ali. Haviam no total 6 deles.

    Já do ponto de vista de Adhara e Sean, o monstro que mais cedo tinha começado a andar na direção de Boudicca pouco antes de ela começar a sacar o celular aproveitou que Boudicca estava ocupada demais prestando atenção no ex segurança, o confrontando e ligando para a policia que nem viu o monstro chegar por detrás dela e lhe dar uma pancada com o braço deformado na cabeça de Boudicca com tanta forma que o celular tinha sido arrebentado na cabeça da loira com o impacto. Boudicca tinha sido jogada no chão a poucos metros de distância, demorou cerca de 6 segundos para ela começar a se mover, parecia que ela tinha apagado com tamanho o estrondo do impacto na cabeça e o corpo jogado ao chão ao lado, mas então Boudicca começou a se mexer muito lentamente, claramente desorientada com os olhos quase saltando pra fora de tanta tontura e a cabeça de Boudicca na tempora estava sangrando.

    Monstro 4: - Ela estava me dando nos nervos, alguém tinha que calar a boca irritante dela.

    Monstro 1: - Tudo bem, ela completou a chamada. Pode começar a brincar com ela agora, perdi o interesse nessa. Acho que vou pro nosso herói.

    E ele se virava para Sean.

    OFF:
    Tangenina
    Forasteiro
    Tangenina
    Forasteiro

    Mensagens : 10
    Reputação : 1

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Tangenina Seg maio 20, 2024 11:33 am

    Toda vez que a criatura horrenda distorcia a voz para zombar de Boudicca, Adhara sentia seu corpo inteiro arrepiando. Tinha algo de grotesco naquela voz que só piorava quando tentava imitar uma garotinha. Mas seu coração quase parava quando o monstro se dirigia a ela. Peixe morre pela boca né, e a espertona agora estava com um alvo desenhado bem no meio da cara.

    Adhara abria e fechava a boca, sem saber o que poderia dizer - e muito menos o que deveria fazer. Tentava planejar como poderia afastar o monstro de onde ela e Boudicca estavam, ou como poderiam descer os reféns, quando ouvia mais dessas vozes distorcidas, erradas, podres. Estavam cercados... E o pior de tudo é que não eram como os monstros dos filmes - eles pensavam, conversavam e provavelmente já tinham formado vários planos desde o momento em que tinham capturado as pessoas que estavam ali penduradas. A pele de quem eles teriam vestido para se aproximar de sua mãe? O pensamento fazia Adhara sentir ódio e um nojo das criaturas que ainda não tinha experimentado.

    Tinha contado seis criaturas. Talvez se conseguissem dividi-los, apenas servir de distração até chegar reforço. --- E então ouvia um baque.

    Adhara tinha se distraído da cena mais próxima de si. Estava olhando as criaturas em volta, tentando compreender melhor a situação... E Boudicca tinha ficado sozinha. E agora ela estava no chão, com uma mancha de sangue na cabeça. Adhara nem percebia que tinha parado de respirar até ver que a garota estava se mexendo de novo, e então soltava o ar de uma vez, junto de um som abafado.

    Era como se o mundo tivesse ficado gelado de repente. Não gelado como um inverno branquinho, com neve caindo e pinheiros bonitos para todo lado. Estava gelado como o topo de uma montanha, isolada e tempestuosa. O sangue de Adhara não fervia com o ódio e o medo. Seu coração não acelerava sem parar. Sua raiva era calculada, gelada e muito bem direcionada para o desgraçado que tinha arremessado Boudicca.

    Seu movimento era automático, como se estivesse acostumada a algo que nunca tinha enfrentado. Adhara não era forte, não era do tipo que brigava na rua, e nunca tinha usado seu canivete contra alguém. Mas pescava o instrumento no bolso bem pronta para gravar uma arte na fuça da criatura. Já tinha brincado de esculpir e fazer gravuras em madeira. Tinham ficado bons? Não. Mas também não queria fazer algo "bom" agora. Seria suficiente se fosse apenas profundo e doloroso.

    Com destreza, Adhara se aproxima da criatura que atacou Boudicca, canivete em punho para desferir um corte largo o mais próximo do rosto que conseguisse acertar. Aproveitaria o momentum do seu movimento para atacar a criatura, em seguida se afastando novamente. Preferia ficar numa distância segura, de onde talvez pudesse se desviar.

    Movimento: Se aproximar e se afastar do Monstro 4 (que atacou Boudicca).

    Ação padrão: Atacar Monstro 4 com canivete.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Qua maio 22, 2024 7:10 am

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 1348x210

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel14

    Nova trilha sonora:


    Sem ninguém prestar atenção, pois o foco estava em Boudicca derrubada e zonza no chão, Adhara sacava seu canivete de forma discreta. Ela dava alguns poucos passos corridos entre o Monstro 1 e acertava diretamente o monstro 4 no rosto. Uma gosma preta expeliu e jorrou pra cima, junto com o grito estrondoso e distorcido daquela criatura horrenda.


    Referencia do grito:


    Rapidamente Adhara puxou o seu canivete e já recuava rapidamente para a mesma posição, e fez bem, pois o monstro começou a se debater com os braços deformados e tortos pra todos os lados.

    Monstro 4:AAAAAAHHHHH!!!! SUA VACA!!!! SUA PUTA DE CABELO DE SANGUE!!!

    Ele então olhava pra Adhara, com metade da cara mais rasgada do que já era naturalmente. Metade dos tentáculos que saíam da boca foram cortados e caíram no chão, caía aquela gosma preta e quente que fazia um som ácido.

    Monstro 4: NINGUÉM TOCA NESSA VADIA!!! ELA É MINHA!!!  



    OFF:
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Sex maio 24, 2024 7:12 am

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 300x2010

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel15

    trilha sonora:


    As ruas estavam bem movimentadas em Black River. Luke e Scott estavam no carro da patrulha, fazendo o trabalho de Scott, patrulhando. Era inusitado Luke estar no lugar de Regina hoje. Regina tinha sido diagnosticada com Pineumunia e embora o médico tivesse dito que ela ficaria bem, precisava de repouso e estava de licença médica por uma semana, com possibilidade de ganhar mais tempo de afastamento do trabalho em caso de não melhorar. Claro que ela se recusava a deixar Scott sozinho sem apoio por muito tempo, por isso ela se focava na recuperação e mandava Scott nunca atender a uma ocorrência sem pedir apoio antes. O Departamento 42 se recusava a prestar um apoio temporário para Scott pois estavam sem pessoal, então as orientações do Chefe Wood era apenas para ir imediatamente em apenas dois casos: Violência contra mulher e contra menores.

    Chefe David Wood:

    Agora, porque Luke Redge estava na patrulha com Scott às 09:30 da manhã ao invés de estar no colégio particular White Gate? Luke havia arrumado uma briga e foi suspenso, então Black pagou Scott pra que pegasse Luke na escola e ficasse com ele até o horário da escola terminar e podia fazer aquela patrulha ser muito entediante. Como era ainda dentro de sua área de patrulha não havia problema em pegar Luke na escola.

    Luke tinha brigado na escola com Nathan Brown

    Nathan Brown:

    Nathan, assim como ele, era um jogador de Cricket, mas diferente de Luke que jogava para agradar o pai, Nathan parecia fazer porque gostava, o que tornava ele melhor que Luke no jogo. Inicialmente, Luke não tinha nada contra Nathan, eles mal se cumprimentavam, mal falavam, não tinham motivo para tal pois nem mesmo suas duas turmas costumavam competir, mas Luke começou a pegar ranço do cara depois que Adhara foi expulsa. Adhara tinha confessado a Luke que não havia sido ela quem explodiu os banheiros, alguém tinha armado pra ela ser expulsa e pra piorar, ela tinha comparado os alunos de White Gate com Fuinhas, o que era injusto, pois Fuinhas são adoráveis. Nathan começou a caçoar do caso de Adhara dizendo acreditava que Adhara era garota de programa, todo o estilo, o cabelo pintado, essa coisa de não querer se encaixar, tudo indicava que ela só podia fazer sexo por dinheiro. O pior é que ela era tão mais isolada dos outros alunos que realmente ela não se encaixava, mas até aí, o próprio Luke não se encaixava, sempre achava que havia algo de muito errado com o mundo, no ar, na terra, na água, nas pessoas, nos comerciais e programas de TV, seu pai se preocupando com coisas que para Luke não eram realmente preocupantes, parecia que só ele sabia que havia algo de errado com tudo no mundo e o resto parecia achar que tudo estava normal como sempre foi. Luke e Scott compartilhavam essa visão, de que algo de errado acontecia no mundo, que ele estava... Doente... Isso ajudou Scott a decidir que ele queria ser policial, queria ajudar a concertar as coisas e apesar de ainda estar no começo, Scott sentia que ser um policial talvez não estivesse nem perto do necessário para arrumar essa... coisa... de tão errada no mundo, mas ele precisava começar de algum lugar. Ambos eram normalmente excluidos, com exceção de algumas pessoas pontuais em suas vidas.

    Nathan não estava provocando Luke, isso era fato, ele apenas tinha uma opinião babaca e preconceituosa sobre Adhara e dizendo que ela explodiu os banheiros pra ser expulsa de propósito como uma espécie de grito pra sair de um lugar que ela sabia que não pertencia. Luke não aguentou a raiva e avançou sobre Nathan lhe dando um belo soco surpresa na boca, mas Nathan não aguentou calado, estava com seu bastão de Cricket e Luke recebeu um baque no nariz. Nathan perdeu um dente e Luke ganhou um nariz torto, a briga foi separada rapido ali e todos testemunharam que Luke quem tinha começado a briga do nada e Nathan se defendeu. Luke sempre foi visto como alguém estranho na visão de todos os outros que não eram próximos, o olhavam torto como se ele fosse estranho e não se importavam se ele queria se isolar, na verdade até parecia que eles gostavam que Luke mantivesse distância e deixavam ele em paz, não era de se impressionar que o apoio popular viesse pro cara mais sociável. Luke só não foi expulso porque Audrey testemunhou que Nathan estava falando mal da amiga de Luke e por isso ele foi defender a honra da amiga. Audrey era parecia com Adhara em muitos aspectos, mas em muitos aspectos ela sabia disfarçar melhor que a ruiva, muitas não. Por algum motivo pegavam mais no pé de Adhara que de Audrey e Audrey também já deu umas perseguidas em Adhara tentando ser amiga dela, mas a coisa pareceu forçada e essa amizade não seguiu em frente. Como Audrey tinha aquelas tatuagens bem escondidas nas mangas do braço, Luke nunca soube. Uma familia rica tradicional jamais teria permitido e poucos tatuadores arriscariam um processo de pais ricos.

    Agora Scott estava com Luke no carro da patrulha. Luke segurava um saco de gelo dado na infermaria no nariz sangrando, ia melhorar, mas dentro de poucas horas ele precisaria ir pro médico pra botar o nariz no lugar, ele precisava desinchar primeiro. Pelo menos Luke teria o nariz no lugar denovo, Nathan não podia crescer mais dentes.

    Rádio da Patrulha:- Viatura 32, tem uma ocorrência no Porto de Black River no portão 9. Rua xxxxxxxxxxx. Mulher jovem começou a relatar ocorrência mas a ligação foi interrompida com um barulho forte.

    Scott estava a duas ruas de distância do endereço.
    Beaumont
    Troubleshooter
    Beaumont
    Troubleshooter

    Mensagens : 931
    Reputação : 30
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Beaumont Sex maio 24, 2024 5:17 pm

    Era nove da manhã de um dia comum de patrulha. Eu havia prometido a mim mesmo que daria o seu melhor já que Regina não estava comigo. Essa era uma promessa que eu tinha feito para mim, para Reggie, como eu a chamava, e para nossa futura filha que estava a caminho. Regina já estava de 6 meses e pneumonia grávida não era nada bom.

    Coloquei uma música de David Bowie no carro para ver se Luke se animava. Enquanto eu dirigia pelas ruas de Black River, meus dedos batiam levemente no volante no ritmo da música de maneira desajeitada.

    Scott: Qual é Luke! Eu já falei com você várias vezes. "Faça o certo todos os dias e ninguém vai te reconhecer...Faça merda uma vez e você sempre será lembrado" Sei que você estava protegendo a honra da Adhara, mas ninguém nunca vai acreditar em você. Todos só querem acreditar no que querem. Se quiser fazer a diferença deve fazer do jeito certo.

    Minhas mãos seguravam o volante com rigidez, ser um segundo pai para Luke era minha sina, com Black sempre tão distante, Luke tinha a mim como uma figura paterna a quem confiar. Eu devia isso a ele.

    Scott: Luke, esquece aquele otário. Quando meu turno terminar vamos comer um daqueles hambúrguers americanos para ver como é. O que acha ?

    Eu sequer terminer de perguntar quando um chamado foi dado pelo rádio um 10-34 (pedido de ajuda não completo)

    Scott: - Aqui é o oficial Ryder na escuta, estou aceitando o chamado do 10-34, câmbio.

    Eu acelero o carro para chegar o mais rápido possível no portão 9 do porto. Eu também aponto para o banco de trás do carro.

    Scott: - Luke parece que alguém tentou contactar a polícia e teve um imprevisto ou foi impedido de continuar a ligação . No banco de trás tem um cacetete da polícia. Pega ele e fica de prontidão, isso é para a sua defesa, não vai sair por aí enfiando porrada em tudo que vê.

    Eu pego as algemas e a pistola no porta luva e sigo para a porta nove do porto de black river



    mitzrael
    Mutante
    mitzrael
    Mutante

    Mensagens : 634
    Reputação : 26
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh48.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por mitzrael Sex maio 24, 2024 6:19 pm

    Luke segue com Scott um mao no nariz tentando fazer o sangue calcular .
    olhando para a rua pensativo .

    pensando:

    não acredito que aquele infeliz vai se livrar disso tudo.
    sei que devia ter me contido, minha raiva só fez eu deixar meu maior suspeito sobre aviso.
    e não so ele como quem estiver por traz disso tambem.

    "Scott: Qual é Luke! Eu já falei com você várias vezes. "Faça o certo todos os dias e ninguém vai te reconhecer...Faça merda uma vez e você sempre será lembrado" Sei que você estava protegendo a honra da Adhara, mas ninguém nunca vai acreditar em você. Todos só querem acreditar no que querem. Se quiser fazer a diferença deve fazer do jeito certo."

    As palavras de Scott tocavam na alma do garoto , que tirava a mão do nariz e olhava para ele.

    -o senhor tem razão tio, fiz errado devia ter pensado melhor, e sido mais frio, e recolhido provas e testemunhas e apresentado tudo ao diretor .
    -sei que com isso ele vai ficar atento aos meus movimentos.
    -mas vou provar tudo .
    -devo isso a Adhara aquele verme vai ter o que merece vou acabar com ele no jogo dele, e agradar meu pai ao mesmo tempo
    o senhor vai ver, todos na aquela escola vai me ver como o numero 1 e assim descobrir quem armo para a Adhara.


    "Scott: Luke, esquece aquele otário. Quando meu turno terminar vamos comer um daqueles hambúrguer americanos para ver como é. O que acha ?"

    -È serio? senhor ? mas meu pai não deixa comer essas coisas gordurosas, ele diz que afeta nosso raciocínio...

    "Scott: - Luke parece que alguém tentou contatar a polícia e teve um imprevisto ou foi impedido de continuar a ligação . No banco de trás tem um cacetete da polícia. Pega ele e fica de prontidão, isso é para a sua defesa, não vai sair por aí enfiando porrada em tudo que vê."

    Luke olhava para o Scott e se esticava e pegava o cassetete e voltava a se sentar .
    segurando com as duas mãos.

    _faz tempo que o senhor não me leva, já sei ficar no carro e chamar reforço se o senhor não voltar?

    Pensando:
    o tio e totalmente o oposto do meu pai, ele nem hesita em ajudar o próximo, e nem treme diante do perigo
    espero ser a metade do homem que ele é.


    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Whatsa10












    Claude Speedy
    Semi-Deus
    Claude Speedy
    Semi-Deus

    Mensagens : 5923
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh30.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh21.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh17.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh38.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh36.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Claude Speedy Sex maio 24, 2024 8:33 pm



    —Caiam... FORA!
    Sem pensar duas vezes o desejo de proteger Amber era muito maior, mesmo que ele antes entrasse em uma briga de forma organizada e estratégica, naquele momento o que lhe passava era o contrário e apenas desejando destruir qualquer coisa que ficasse em seu caminho, Sean socou diretamente o rosto disforme da criatura que falou que transformaria Amber em mãe.

    Sem pensar se eram máscaras ou monstros,nada disso era mais real do que o corpo de Amber esticado acima de todos.

    —Amber, aguenta, já estou indo! -gritava enquanto socava o primeiro adversário.

    Por um instante se perguntava se eram torcedores do Arsenal que estavam diante dele, com máscaras de algum mascote do mar.

    Mas não se importava, tudo que queria era manchar de sangue o chão com eles, talvez fosse mais fácil para poder escalar seus corpos até Amber.

    O tentava golpear o queixo do monstro 3 justamente para que esse mordesse aquela língua.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Sáb maio 25, 2024 11:21 am

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 1348x210

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel14

    Nova trilha sonora:


    Sean avançava em direção ao monstro que dentre todos, não era só assassino, mas o mais sujo entre eles também. Tomado por sentimentos raivosos, Sean avançava com o seu punho para acertar o monstro, mas o mesmo foi mais rápido e desferiu um golpe com seus braços de dedos tentaculosos em Sean, o acertando antes que ele pudesse acertar o monstro. Aquilo havia doído, e embora Sean já tivesse tomado golpes mais fortes em briga de bar, não podia negar que o monstro era bom de briga, seja monstro de verdade ou não, daria uma suada pra tomar conta dele, e o pior... haviam 6 deles.

    Monstro 3: Mas que molequinho atrevido, tentando parar o amor verdadeiro. Vem aqui, vou ver o quanto sua boca pode abrir antes de você morrer.



    OFF:
    Zireael
    Troubleshooter
    Zireael
    Troubleshooter

    Mensagens : 777
    Reputação : 20
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh46.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Zireael Sáb maio 25, 2024 2:59 pm

    Boudicca sentiu algo estranho. Tinha o celular em sua mão, mas agora, parecia que tudo havia se tornado uma mancha de cores dançantes e era difícil entender o que estava acontecendo. O mundo girava e ele nem estava fazendo alguma acrobacia. Que porra era aquela?!

    Sua primeira visão foi de a figura monstruosa balançar na sua frente, como se tivessem pegado sua cabeça e sacudido, tal foi a força do golpe. Depois, ao piscar os olhos, Boudicca viu os pés de seu atacante. Ela forçou a vista, tentando absorver as informações.

    Ao fundo, um “piiiiii” irritante e os sons de briga. Ela reconhecia as vozes! Ouvia Adhara lutar e ouvia as figuras monstruosas responderem. Ouvia o grito de Sean ao fundo. Tudo dançava na cabeça de Boudicca de forma confusa, mas...

    Ela levou a mão até onde havia sentido o impacto e sentiu o líquido quente em seus dedos. Era sangue? Seus sangue??!! Havia sido nocauteada? ELA??

    Boudicca começou a sentir os dentes rangerem. O que esses MERDAS PENSAM QUE ESTÃO FAZENDO??????!!!

    Naquela fração de segundo, Boudicca tentou pensar que deveria se acalmar. Era uma moça! Não deveria descontrolar-se assim. O que pensariam se a vissem descontrolar-se? Era um absurdo! Tentava sempre manter-se acima daquele tipo de coisa! Não era isso que tentava?

    Mas agora, depois de tudo, sentia algo diferente em seu coração. Uma raiva que dava lugar à preocupação e ao medo.

    “Foda-se.” Uma vozinha corria na cabeça de Boudicca. E ela ficava maior e mais forte. Gritava que ela não deveria deixar que fizessem aquilo com ela! Não! Bando de escrotos e filhos da puta!!!

    Boudicca viu os pés de seu atacante não pensou em mais nada. Arregalou os olhos e as pupilas dilataram. Os olhos claros começavam a enxergar apenas em vermelho. O sangue que pulsava nas veias e que escorria de sua testa eram quentes demais!

    Em um grito abafado, ela se levantou com um gancho na direção da mandíbula daquele filho da puta que teve a coragem de dizer que ela não valia nada! Iria arrancar cada merda de tentáculo da cara dele e iria fazê-lo comer!!!!

    - SEU FILHO DE UMA PUTA! EU VOU ACABAR COM VOCÊ! VOCÊ E TODOS ESSES SEUS MERDAS DE AMIGOS ESCROTOS!!!!!!!

    Boudicca gritava em sua fúria enquanto distribuía ataques na direção do monstro. Monstro?! Aquilo lá era um monstro? De verdade? Não importava! Ela desferia socos calculados e potentes. Dentro de sua raiva, havia algum cálculo! Adhara! Adhara precisava de ajuda! E Sean também!

    - VOCÊ VAI CALAR ESSA BOCA FEDORENTA, SEU MERDA!!!!

    Queria distrair a atenção dos outros de Adhara, que estava quase sendo cercada. Boudicca gritava, irada, distribuindo todos os xingamentos e ofensas que conhecia, já rindo, querendo deixá-los irritados.

    Gritava e gritava. Os olhos e narinas bem abertos demonstrando a raiva que sentia! Uma raiva que superava o medo. Aliás, nem sequer ouvia seu medo! Apenas atacava, tentando quebrar a guarda de seu agressor! Ele iria pagar!!
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Nightingale Dom maio 26, 2024 4:49 pm

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 300x2010

    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Marcel15

    trilha sonora:


    O carro seguia o fluxo do trânsito com agilidade contornando rapidamente os carros em direção ao porto, especificamente o portão 9. Quando chegavam na rua podiam ver todo o ambiente do porto. Ele estava em funcionamento, era possível ouvir todos os barulhos de cargas, metal, impacto, maquinários operando. Nada parecia estar fora do comum até então e foi quando chegaram no portão 9 e a coisa ficou levemente estranha.

    Portão 9:

    O portão de passagem para os carros estava aberto e não havia ninguém tomando conta do portão dentro da cabine do segurança. A entrada do portão estava deserta, não havia ninguém lá, no entanto o porto ainda parecia estar operante muito ao fundo devido ao barulho do tráfico de cargas pesadas e maquinário, além do som das ondas do mar perfeitamente audiveis.

    Conteúdo patrocinado


    Capítulo 1 - Meninas Malvadas - Página 2 Empty Re: Capítulo 1 - Meninas Malvadas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter maio 28, 2024 3:51 am