Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Salão Principal

    Compartilhe
    Convidado
    Convidado


    Re: Salão Principal

    Mensagem por Convidado em Sex Set 16, 2016 12:33 am

    O momento era tenso para Leon, ele realmente não se preocupava em qual casa iria cair, mas pensando bem, iria realmente preferir cair na mesma casa que o Potter, pra poder vigiar ele mais de perto e ver se o que ele tinha era real. Leon ficou de braços cruzados com as mãos suadas e começou a sentir calor com o nervosismo, talvez uma pequena gota de suor estivesse se formando mas era certa que engolir a seco era uma característica do momento.

    Casas, casas, casas... O que aquele chapéu iria ver era o que o deixava naquele estado. Ele observava os alunos começarem a subir no palco, todos com suas próprias reações, confianças e inseguranças, as expressões ali naqueles rostinhos jovens como o do próprio Leon não escondiam nenhuma emoção que fosse dissímil às duas mais usuais dos novatos de Hogwarts.

    Ao que Leon via, nenhum aluno tinha nada de suas vidas particulares comentada, ou algo do tipo, o chapéu só sentava aquela bunda larga e aberta na cabeça de todos e não demorava mais que três segundos para gritar o nome da casa e seguir. A cada nome que se era apresentado Leon esfregava os dedos suados escondidos nos braços cruzados, a cada nome era uma tortura pois não era o seu, a cada nome que não era o seu era um alivio, mas a tortura ainda era maior que o alivio e estes ainda assim andavam de mãos dadas. Uma das garotas parecia complexa demais para o chapéu, talvez tivesse muitas qualidades? Talvez não tivesse nenhuma? Não conseguia pensar nada muito diferente de "dane-se" porque era consigo mesmo que estava preocupado, até que finalmente... Falaram, "Leon Hollow" e naquele momento o coração do garoto parecera saltar da garganta.

    Em uma contagem de "1...2...3..." que na verdade durara 1 segundo, Leon seguiu para o palanque descruzando os braços, o que para o alivio, ou mais tortura ainda do garoto durara nada mais do que 1 segundo. Era colocar e tirar e nada mais, e o nome "Sonserina" fora proferido com vigor e logo os aplausos eram somados. Leon não sabia se tinha transparecido alguma emoções nervosa, e quem sabia quando estava nervoso? Caíra na mesma casa que sua odiosa família, com exceção da peçonhenta de sua mãe que era da Corvinal. Não sabia se desgostava da casa que caíra ou não, afinal a poucos instantes atrás a casa que iria ficar era a menor de suas preocupações, não? Agora pensara que de fato, talvez tivesse duas em particular que não quisesse ficar, mas agora já era tarde. Leon já tinha descido do palanque e ido para o lugar devido quando concluiu esses pensamentos, e novos se iniciariam: Será que o que o chapéu viu, vai me causar problemas? Leon ainda não estava 100% tranquilo mas melhorara bastante visto que o evento não fora interrompido para tirá-lo dali. Talvez fosse exagero, mas quando se é uma criança, sua imaginação poderia lhe levar a caminhos extremos. Mas ainda faltava saber em qual casa Potter ficaria?

    Depois de outro garoto que caíra na mesma casa que Leon, o menino gordo do sapo havia caído na Grifinória e o que era intrigante era que ele tinha demorado tanto quanto a outra menina, e queria acreditar que nesse caso era que o chapéu não via qualidade ao qual por, mas se fosse o caso porque não jogá-lo na Lufa-Lufa? Eles eram os taxados de quem não tinham nada de mais, talvez o garoto tivesse sim algo mais e que não mostrava pros outros... Mas depois que viu o garoto esquecendo o chapéu e voltando para devolvê-lo... Sangue-frio, nobreza, indômito? Achava que o chapéu estivesse talvez enxergando coisas demais...

    Depois dele foi o garoto com cabelo de baba-de-vaca e arrogante. Caíra na Sonserina, depois de alguns outros o que chamara a atenção e Leon pensou "Ela só pode tá brincando..." foi ver aquela mesma menina que tinha dado bronca no Malfoy limpar o chapéu antes pô-lo, e logo depois de ele ter anunciado a Corvinal ela sair correndo pra outro garoto que era ruivo, como ela, eram bem parecidos, talvez fossem irmãos, parecia ter ficado feliz e ido correndo abraçar, podiam ser essas coisas de familia... Quem dera ele pudesse sentir orgulho de entrar na mesma casa de sua família. Depois o garoto ruivo foi subir, como muitos ele fechou os olhos como quem diz "e lá vai..." e caiu na mesma casa da garota, pareciam estar felizes no final.

    Depois, outro nome que chamou atenção, Holly Pluemer, a garota que havia conhecido no trem, que tinha os problemas com a família exposta pelo Profeta Diário. Agora pensando bem, achara estranho terem só ido cada um para um canto se separando se tinham saído do trem juntos, mas talvez não tivesse importância afinal das contas. O chapéu anunciara a garota em ser da Sonserina, ela não parecia muito com o resto do pessoal que fora pra Sonserina mas algo mais estranho ainda foi ouvir as quase vaias dos alunos da Sonserina que começaram a chamar a garota de doida e logo depois... Bem, foi algo lamentável... Era claro o embaraço que os outros estudantes botavam na menina e ainda por cima descera quase chorando se isolando de todos. Tá legal... Aquilo fora... Escroto... Compadeceu-se da situação de Holly no mesmo instante e não fosse o nome Harry Potter que viera logo em seguida chamando completamente sua atenção, Leon ainda estaria com pensamentos na situação da garota.

    Leon olhou fixamente para Potter e cruzou os braços, ansioso, e fixava na sua mente. "Vai... Sonserina... Sonserina... Sonserina... Cai na droga da Sonserina!" e é quando o chapéu anunciava a Grifinória e Leon quase deixou escapar um "Droga!" de seus lábios. Todos ficaram muito orgulhosos de Potter, até mesmo Dumbledore.

    Não se podia vencer todas, ia ter mais dificuldades pra ficar de olho no Potter, mas ia ter que dar um jeito, assim sendo ele olhou de volta na direção da Pluemer, novamente o sentimento de compadecimento se voltou, afinal ele sabia o que ela passava, ao menos poderia imaginar de perto... Poderia ser o próprio Leon ali antes dela, talvez nem tivesse ficado na mesa e sim saído do salão e esperado tudo acabar. O garoto então pensou em ir falar com ela, certamente aquela garota não ia ter muitos amigos, e os que tivesse seriam os verdadeiros. Leon deu uma espiada nos doces que ainda tinha no bolso, ele pensara a caminho de Hogwarts que fazer amigos podia não ser legal porque não queria envolver ninguém no seu objetivo, mas talvez pudesse ser amigo o suficiente dela para que ela não tivesse tantos problemas e ter alguém mais pra ajudar a estudar? O sentimento de entender a desgraça familiar de Pluemer, aliado ao compadecimento da situação que era tosca e cruel, junto com a solidão que Leon sempre teve com relação a amigos e ainda mais aquele pensamento que todos nós temos de "Ah... unzinho não vai fazer mal...", fizeram o garoto tomar atitude e se encaminhar até a garota sentada, isolada, de mal humor e com um olhar que ele reconhecia bem pois convivera com ele a maior parte de sua vida: raiva.

    Ao chegar próximo de Pluemer, o garoto tirou um dos doces que ainda tinha e pôs em cima da mesa ao lado dela dizendo:

    - Pode ficar com esses, eu nunca fui muito fã de doces mesmo.

    Era um misto de mentira e verdade, verdade porque nunca tivera oportunidades para doces e por conta disso não era um fã, e mentira porque quando provou gostou e tinha guardado aqueles pra comer depois. Não sabia se estava agindo certo, falando certo daquela forma, sendo empático, não tinha prática em fazer amigos, apenas arriscava.

    Quanto às outras crianças das casas, Potter já tinha sido anunciado então não tinha mais ninguém em quem Leon tinha interesse em saber a casa.
    Aythusa
    Antediluviano
    avatar
    Antediluviano

    Mensagens : 4216
    Reputação : 2

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Aythusa em Sab Set 17, 2016 2:17 am

    O chapéu não se demorou com Elliot.
    O menino não fizera perguntas e o chapéu, assim que tocou sua cabeça, também não tinha dúvidas. Sabia exatamente para qual casa o menino deveria ir e rapidamente ele anunciou CORVINAL para todo o salão.

    ~*~

    Com Leon foi a mesma coisa. O chapéu mal tocara seus cabelos e ele rapidamente anunciou a casa do garoto.
    Antes, porém, Leon pôde ouvir o chapéu pensar “quanta raiva, criança”.

    ~*~

    Felix era um menino cheio de criatividade e curiosidade, coisas que o chapéu certamente levou em consideração. Enquanto ele deliberava sobre a casa do menino, era encurralado com tantas perguntas e acabou se demorando um pouco mais para se decidir.

    - Sou o Chapéu Seletor, este é o meu nome e é assim que devo ser chamado. Fui criado há séculos pelos maiores e mais poderosos bruxos…

    Mas não conseguiu continuar a responder. Logo ele tinha outras perguntas o interrompendo:

    - Potencial? Vejo que tem ambição, cobiça grandes coisas e almeja glória e mérito e…

    Nesse instante ele ouviu a pergunta do menino “Acha que pode escolher errado?”. O chapéu pareceu muito nervoso com essa pergunta e respondeu quase gritando, insultado, dentro de sua cabeça:

    - Nunca, em todos os meus centenários anos, errei a casa de um aluno! Ora essa… EU, O CHAPÉU SELETOR errar? Impossível, é isso o que lhe digo.

    Depois houve um silêncio da parte do chapéu. O menino simplesmente não o ouviu mais enquanto ele deliberava silenciosamente. A mente do menino inundou-o de mais perguntas:

    - Eu não existo para julgar as crianças pelo o que viveram ou o que farão posteriormente em suas casas. Não me peça que lhe explique minha decisão ou lhe dê minha opinião… Agora…

    - SONSERINA!

    O menino ouviu o chapéu gritar para todos no salão e uma salva de palmas vindas da mesa da Sonserina invadiu seus ouvidos. Ele certamente tinha mais dúvidas, muito mais para perguntar, porém o chapéu parecia não querer – ou não saber – respondê-las.

    ~*~

    Titor conversou um período curto com o chapéu quando se sentou na cadeirinha e o experimentou. Quando perguntou sobre seus sonhos o chapéu pareceu demorar um pouco mais para responder, até que ele disse ao garoto:

    - Acredito que Hogwarts possa te ajudar com isso, mas se for esperto aproveitará as oportunidades…

    Em seguida o chapéu gritou CORVINAL e encerrou o assunto assim que Minerva o retirou da cabeça do menino.

    ~*~

    Depois algo muito estranho aconteceu. Uma menina muito bela se aproximou do chapéu e lhe cumprimentou, pedindo desculpas. O chapéu olhou rapidamente para a Professora Minerva e depois para Erin com o que parecia ser um “rosto intrigado” - apesar de chapéus não terem um rosto. Depois a menina explicou que tinha alergia e que precisava limpar. O chapéu pareceu estremecer enquanto ela o espanava. Atrás de tudo, o Professor Dumbledore pareceu divertir-se com o que acontecia, outros professores tinham uma expressão que ia de espanto, diversão à desagrado.

    - Srta. O'Byrne… Por favor. Creio que já basta…

    Dizia a Professora Minerva, poucos segundos depois da menina começar o seu trabalho. Logo depois a professora ergueu o chapéu e a menina pôde sentar-se, aparentemente contente, cantarolando sobre a Grifinória.

    - … insolente… nem mesmo Argus me limpa…

    Ouviu a chapéu “pensar” assim que ele foi colocado em sua cabeça. Parecia estar no meio de uma frase que foi interrompida assim que tocou os cabelos ruivos da jovem.
    Seus olhos, como o de todos os outros alunos fora tampado, pois o chapéu era grande e lago demais para a idade de todos.

    - Grifinória? Lamento desapontá-la, mas…

    Foi quando o chapéu cantou CORVINAL para todo o salão e ela saiu correndo abraçar o irmão – que era o próximo da vila.
    Os alunos da Sonserina, a qual Felix e Leon já faziam parte, começaram a debochar quase imediatamente de uma forma que todos podiam ouvir os “ownnn vai ficar sem o seu irmãozinho, garotinha” seguidas de risadas e outros comentários desdenhosos dos membros da Sonserina.

    Minerva pigarreou alto e olhando severamente para a mesa da Sonserina enquanto a menina corria sentar-se na mesa de sua casa. Imediatamente o salão ficou em silêncio assim que as palmas da mesa da Corvinal se encerraram.

    Erin sentou-se do lado de Elliot.

    A seguir Owen foi o próximo a ser chamado. Seu rosto parecia constipado quando se aproximou da cadeirinha que logo teve o chapéu levantado novamente.
    Owen estava com muitos pensamentos quando o chapéu largo afundou em sua cabeça até tampar os seus olhos, assim como fora com todos os outros.

    - Eu não tenho senso de humor, criança. Não brinco nunca com a escolha da casa de um aluno…

    Respondeu o chapéu para seus pensamentos. E logo depois ele ouviu o chapéu:

    - A escolha das casas vai muito além de um histórico familiar. Cada bruxo é único, independente da linhagem… Portanto…

    E ouviu CORVINAL sendo dito para todos.

    Os olhares emburrados dos alunos da Sonserina – que claramente torciam para que os dois irmãos ficassem separados – foi insignificante comparado ao alívio que Owen sentiu quando soube que ficaria na mesma casa que a irmã.
    Ele realmente ouvira o chapéu falar dentro de sua cabeça ou estaria imaginando tudo aquilo?
    E o que significava estarem em uma casa diferente de toda a família O'Byrne?

    Mas naquele momento ele só se preocupou em chegar rápido à Erin.
    Correu até a irmã que saltara de seu assento para abraçar o irmão e comemorarem no meio dos vivas que os outros alunos davam.
    Além dos Covinos, os membros da grifinória também pareceram muito satisfeitos por ver os irmãos juntos.

    Ambos se sentaram entre Elliot e Titor.

    ~*~

    Holly estava inundada de ódio e raiva reprimida quando seu nome foi chamado e a mesa da Sonserina começou a caçoar dela. Iniciou com Malfoy, mas rapidamente os alunos ao redor dele na mesa começaram também a caçoar conforme lembravam-se da notícia do O Profeta Diário.

    E foi com todo esse sentimento que ela sentou-se na cadeira. Embora tentasse desviar sua atenção, parecia que seus ouvidos estavam mais aguçados que o normal e conseguia ouvir os sussurros que Draco falava na Sonserina. Isso a impediu de se concentrar no que ia dizer ao chapéu, sobre suas qualidades… Ficara ali pouquíssimo tempo e logo o chapéu anunciou a sua casa, no meio da confusão que se apoderou dela.


    ~*~

    Quando Bartholomew sentou-se na cadeira ficou pouquíssimo tempo com o chapéu, menos de 5 segundos e foi selecinado para a Sonserina.
    Parecia que os alunos da mesa com o brasão verde estavam satisfeitos com Bartholomew, visto que foi um dos únicos que não se mostrou ansioso ou com medo do chapéu velho.

    Caminhava resoluto e orgulhoso até seu lugar na mesa, que ficou ao lado de Leon e de frente de Felix. Ainda tinham outros lugares vazios ao lado deles e, um pouco distante e sozinha, estava Holly.

    ~*~

    Depois de todos serem selecionados, houve outra salva de palmas geral enquanto a professora levava embora o chapéu (que pareceu adormecer e silenciar-se rapidamente quando terminou a seleção) e o banquinho embora, enfiando-o por uma porta que tinha atrás da mesa dos professores.

    Foi nesse momento em que rapidamente Leon levou os doces até Holly. Seria somente os doces que oferecia à garota ou também piedade? Talvez poderia até haver mais...talvez oferecia uma amizade?

    Assim que a professora retornou se acomodou ao lado do diretor. Leon tornou a sentar-se em seu lugar – um pouco afastado de Holly – e esperou as notícias.

    Alvo Dumbledore se levantara. Sorria radiante para os estudantes, os braços bem abertos,
    como se nada no mundo pudesse ter-lhe agradado mais do que vê-los todos reunidos ali.
    – Sejam bem-vindos! – disse. – Sejam bem-vindos para um novo ano em Hogwarts! Antes
    de começarmos nosso banquete, eu gostaria de dizer umas palavrinhas: Pateta! Chorão!
    Destabocado! Beliscão! Obrigado.

    E sentou-se. Todos bateram palmas e deram vivas.

    > Trecho do livro da j.K. Rowling - Harry Potter e a Pedra Filosofal.


    Nesse instante todas as mesas foram inundadas de comida. Os pratos dourados postos na frente de cada aluno de repente encheram-se de comida abundante e deliciosa. Havia todo o tipo de comida, além de jarras com sucos e água.

    O famoso Banquete de Hogwarts estava sob a mesa.

    ~*~

    Certamente as palavras de Dumbledore causou comentários entre os alunos novos de todas as casas. Já os mais velhos não pareciam se impressionar. Talvez o diretor sempre dissesse coisas desse tipo.

    Na mesa da Corvinal, Erin e Owen estavam sentados um do lado do outro. À direita de Erin estava Elliot; e à esquerda de Owen estava Titor que olhava para seguinte onde estava Anne, sua melhor amiga, na mesa da Grifinória. Ainda, na mesa seguinte de onde estava a sua melhor amiga, estava seu mais leal companheiro, Robert, sentado à mesa da Lufa-Lufa, junto com sua irmã Miluda.
    Atrás de Titor estava a mesa da Sonserina, onde também estava o seu irmão quartanista.

    POSIÇÃO DAS MESAS:



    Da Esquerda para a Direita são: Sonserina, Corvinal, Grifinória, Lufa-Lufa.
    (PS: Isso é aqui pra minha campanha. Não faço a menor idéia da ordem nos livros/filmes hahahaha Quando eu descobrir eu aviso vocês)



    No canto, à Esquerda da mesa onde os quatro corvinos estavam, sentavam-se os alunos da Sonserina.
    Draco Malfoy estava sentado no meio de dois alunos enormes para o primeiro ano. De acordo com os nomes chamados, eram eles Crabbe e Goyle. Ao lado do trio estava sentado Bartholomew.
    Todos de frente para a mesa da Corvinal.

    Já os alunos que estavam do outro lado da mesa, ligeiramente de frente para os quatro, eram: Felix e Leon (de costas para a mesa da Corvinal). No mesmo lado da mesa sentava-se Holly, um pouco sem fome, revirando a comida do prato assim como seu estômago enquanto olhava (ou comia) os doces que Leon levou para ela antes de voltar a se sentar onde estava antes, com Felix. Holly estava a uma distância de 5 pessoas dos dois, evitando ficar perto de Draco e suas piadas sobre ela e sua família.

    OFF:


    Pessoal, podem interagir aqui a vontade… sem precisar esperar a minha resposta.
    Quando terminarem de interagir entre si, vou postar a continuação do jogo =)

    Podem sair das mesas para falar com outros alunos, se quiserem.
    Os O'Byrne conhecem o Nostradamus, pois ambas as famílias são famosas, poderosas e ricas. Porém todos meio que já ouviram falar na família deles...

    Se quiserem interagir com outros alunos que sabem que são da mesma casa que vocês, fiquem a vontade (exemplo: a luna ta iniciando também em hogwarts na corvinal \o\

    Fiquem livres para ''criar'' siuações. Mas peço que tomem cuidado com isso...

    Bem, fiquem a vontade... mas lembrem-se que eu usarei absolutamente tudo o que fizerem, até mesmo se não fizerem nada nem disserem nada. Wink

    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Sab Set 17, 2016 5:44 pm

    Assim que correu para a mesa da Corvinal, Erin nem ouviu a torcida dos sonsos contra ela, pois estava prestando mais atenção ao irmão. A atitude mais comum da ruiva seria já começar se apresentando e fazer novas amizades, mas não foi esse o caso. Permanecera regelada até a sentença do chapéu sair para Owen: Corvinal! Foi só então que o sangue voltou a correr em suas veias, as bochechas ganharam o natural tom rosado e os olhos brilharam.

    O abraço deles foi longo e antes de se soltarem, Erin falou:

    - Estamos na mesma casa! – assim que se afastaram, ela olhou-o nos olhos e o irmão sabia o que ela estava pensando, assim como ela sabia também os pensamentos dele. Ambos estavam intrigados por estarem na casa azul.

    - Especiais ou párias? – foi só o que disse entre um sorriso, enquanto ainda segurava a mão dele. Ele sabia que ela se referia a situação deles por estarem numa casa diferente do resto da família. Como será que seus pais reagiriam?

    Suas preocupações foram embora quando a mesa da Corvinal se inundou de comidas deliciosas. Ela incrivelmente tinha tudo o que os gêmeos gostavam, desde tortas às trufas e sucos.
    Erin retirou de sua bolsinha um saquinho de cor marrom e Owen já sabia o que isso significava. Ela, pela primeira vez, retira suas luvas revelando mãos pequenas e delicadas, com um provável toque de seda; ela dobra cuidadosamente suas luvas e as guarda no saquinho escuro e esse saquinho guarda na bolsa. Nessa bolsinha tinha outros três pares de luvas limpas e outros três saquinhos escuros para guardar as luvas sujas. A viagem foi longa e ela tinha passado tempo demais com elas e para comer era obvio que as trocaria.
    Pegou o guardanapo e passou no prato e nos talheres antes de começar a se servir. Usando sempre os pegadores e os talheres porque não queria se sujar. Os dois tinham muito bons modos à mesa.

    Foi só depois de provar as primeiras iguarias que ela se sentiu realmente tranquila em sua nova família e aí que ela olhou para os lados, para todos os corvinos e começou a absorver a energia do lugar e das pessoas ali. Olhou para o irmão e disse:

    - Owen, já podemos fazer amigos – sorrindo. Owen sabia que ela queria muito ter uma melhor amiga, já que sempre foram crianças solitárias tendo apenas um ao outro. E mais ainda, ele sabia que seu lugar no coração da irmã era único e insubstituível. Resolveu começar pelo garoto ao seu lado, Elliot:

    - Olá! Elliot, certo? – ela também prestara atenção aos nomes chamados pela professora Minerva – sou Eireann – disse entre sorrisos, evitando dizer “Erin”, já que o irmão não tinha gostado – sei que meu nome já foi dito, mas achei que seria muito mais legal me apresentar de verdade.

    Inclinou-se um pouco para ver Titor que estava ao lado de Owen.

    - Como vai, John Titor? – eles já conheciam o sobrenome Nostradamus, eram bem famosos. Erin acenou para ele.

    Na mesma mesa outra figura conhecida era Luna Lovegood, que devia ser filha dos donos do Pasquim, um jornal que seus pais não gostavam muito, mas sempre ganhavam em algum lugar. Eles largavam o jornal quando chegavam em casa, o que Erin ia rapidamente ler, sem que eles notassem. Erin achou superinteressante saber que estudaria na mesma casa que um Nostradamus e uma Lovegood. Por estarem no mesmo ano, Luna não ficou muito distante dela, então acenou para ela.

    - Olá Luna!

    Também acenou para os outros novatos da Corvinal, logo acenando também para os alunos mais velhos demonstrando simpatia, afinal eles ficaram orgulhosos com os novos alunos.

    Olhou para a mesa da Grifinória com um misto de alegria e tristeza, pois não sabia até que ponto era legal não estar lá, a casa de seus pais e avós e tios e todo mundo da família, e também a casa onde ficou o famoso Harry Potter. Achou que seria extravagante demais ir até, já que o tinha cumprimentado quando ainda estavam na escadaria. Com isso lembrou-se que havia conversado com outros alunos, um deles era Bartholomew. Virou-se com delicadeza para ver onde ele estava na mesa dos sonsos.

    - Owen, vou falar com o Bartholomew e ver se ele está melhor – ela achava que ele estava doente ou passando mal porque gaguejou. Então ela sai da mesa e caminha até ele passando por Holly e olha brevemente. Para atrás do rapazinho:

    - Está melhor Bartholomew?

    Esperou trocar algumas palavras com Barth e rumava para sua mesa quando passou novamente por Holly e ficou intrigada com a garota  que se mantinha longe do resto dos sonsos. Todos estavam tão felizes e tentando interagir uns com os outros e não entendia por que ela estava tão sozinha. Erin tinha um bom coração e não gostava de ver as pessoas tristes. Parou ao lado dela:

    - Oi! Você é Holly, certo? – ficou com medo de sentar ao lado dela e ser desrespeitosa com os sonsos caso sentasse ali, mas manteve-se sorridente – por que você está tão longe dos outros? – obviamente ela tinha ouvido os comentário maldoso de alguns garotos e garotas da Sonserina quando Holly tinha ido para a mesa de sua nova casa, eles faziam questão que todos ouvissem – não está feliz? Olha... não ligue para eles, não! Mas também tinha a possibilidade de ela só querer ficar sozinha mesmo, mas resolveu arriscar mesmo assim – se quiser ficar sozinha eu vou entender, tá? – temendo estar sendo inconveniente, a ruiva se afasta um pouco. Caso Holly não quisesse mesmo papo, ela simplesmente voltaria para a mesa corvina.
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Sab Set 17, 2016 9:00 pm

    Elliot apenas observava as outras crianças animadas e conversando umas com as outras, pareciam estar se divertindo e enquanto isso Elliot viajava em pensamentos, até que, para sua surpresa, alguém fala com ele. Inicialmente Elliot não acreditava que era com ele que a menina estava falando, olhou para os lados procurando se não era com outra pessoa.

    - O-Olá, sim eu sou Elliot - Respondeu um pouco nervoso, se observasse bem dava de ver uma gota de suor descendo em sua testa - É-é um prazer te conhecer Eireann.

    "É um prazer te conhecer Eireann? Foi estranho falar isso? Fui muito formal? Deveria ter apertado a mão dela? Não devo ser digno disso, ela é muito bonita e bem vestida, deve ter falado comigo por educação, ela certamente é muito educada. Elliot pensava em muitas coisas com a apresentação surpresa, mas tentou fazer o possível para manter uma expressão amigável, o que era meio difícil, pois ele tinha olhos sérios e até sem vida, mas pelo menos fez o possível para manter um sorriso.

    Após falar com ele, a garota foi falar com várias outras pessoas, não só da mesa deles, certamente ela era uma criança que gostava de fazer amigos e muito animada, e ele foi a observando até ver ela falando com a menina de quem falaram mal na Sonserina, e ele apenas observou de longe, viu que algumas pessoas tentaram se aproximar dela, provavelmente iam fazer ela se sentir melhor, achava que no fim ela conseguiria amigos lá, bons amigos, Elliot apenas abaixou a cabeça e pegou alguma coisa para comer, ele não achava que podia ajudá-la ainda, mas achava que ela ia ficar bem, já estavam mostrando pra ela que ela não precisava ficar sozinha.

    Com o passar do tempo Elliot foi se sentindo mais confortável para pegar comida da mesa, ele não dispensava uma boa comida, mas estava com certo receio no começo.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Sab Set 17, 2016 9:53 pm

    Sempre sorrindo, Erin ficava apreensiva achando que as pessoas fossem a achar chata ou algo do tipo, por isso ficou feliz quando Elliot respondeu à sua saudação.

    - O prazer é todo meu! Eu estava bem nervosa, agora que estou absorvendo tudo - tentou manter um diálogo com o menino - é tudo tão... fantástico! Está gostando do nosso primeiro dia de aula?
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1288
    Reputação : 196
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Luxi em Sab Set 17, 2016 11:09 pm

    Holly levou um susto quando viu o doce perto dela e por um segundo achou que fosse um tipo de provocação de algum engraçadinho criativo, mas era só um agrado.
    Engoliu em seco e esfregou o rosto na manga da blusa, recompondo-se para olhar o garoto do trem.

    Parecia um tipo de sinal de que talvez nem todos fossem horríveis naquela casa.

    Ela agradeceu em voz baixo, com medo de que alguém notasse isso e também ainda com um lado seu teimando em desconfiar da atitude, pois havia algo inexplicavelmente estranho no menino. Mas afinal, ela era "a doida" da mesa, não era?

    Colocou a mão por cima da embalagem, escondendo o doce em seguida, assentindo, grata, e deixando que ele voltasse a seu lugar se quisesse. Sorriu sozinha de leve e de repente aquele banquete surgiu para todos.

    Havia muito motivo para comemorar estar em Hogwarts. E a Sonserina poderia não ser tão ruim assim. A mesa ficava perto da parede, por exemplo. Era ótimo.
    Vez ou outra verificava também se o doce ainda estava com ela.

    Focou sua atenção em suco de abóbora, tão indicado pela madrinha, e não se arrependeu do sabor. Será que ela ficaria chateada por ser Sonserina? Será que sua mãe ficaria triste?
    E aqueles outros alunos? Estariam chateados com a seleção do chapeu? Acabou espiando a mesa de Harry, muito rapidamente, passando mais demoradamente pelos dois ruivos O'Byrne e sua aparente perfeição, e depois para o próprio Leon. Ela não queria incomodar ninguém, por isso não quis transformar o doce em um vínculo, já que ele podia ter seus próprios amigos, enquanto ela... Ficaria bem só de saber que nem todos falavam dela.

    De repente aqueles cabelos ruivos estavam ali balançando na mesa errada, na dela. Holly nem sabia como reagir. Talvez devesse ter se dedicado mais na escola e torcer para cair na Corvinal. Ela parecia muito legal. Tanto que ela não tinha uma boa resposta e quando percebeu, estava encarando o suficiente para que a ruiva se afastasse. Precisava falar algo logo.

    - Não! Er... Tá tudo bem. Eu... sou a Holly - viu-se falar e corou em seguida. Tinha sido algo um pouco estúpido. Era óbvio por que não estava na Corvinal. Mas o que devia fazer? Estava tentando ser gentil, mas não era como se tivesse tido oportunidades recentes para isso se não fosse com adultos. - A gente vai se ver bastante por aí. Então é.. Legal te conhecer...
    Instintivamente, Holly sempre agia com cuidado, então não soava ultra empolgada, com algum receio de que a outra pessoa fosse deixar a conversa a qualquer momento ou tirar uma piada da manga.
    Off: fiz td no cel. Se estiver horrivel me perdoem
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Sab Set 17, 2016 11:34 pm

    Ficou animada por ver que a garota da Sonserina não a expulsou da mesa e continuou a conversar com ela.

    - Sim - um sorriso largo se formou em seu rosto - vamos nos ver por uns 7 anos, não é mesmo? Também é legal te conhecer! Ah prove um daqueles ali - apontou para um prato de pudim - está uma delícia -  a ruiva era bem animada.

    Ela sentou ao lado de Holly, com as pernas voltadas para o lado de fora da mesa e prosseguiu.

    - Desculpe se eu a assustei - juntou as mão sobre o colo, como uma dama - achei que fosse me mandar embora - ela olha para o resto da mesa dos de verde e de volta para Holly - por que não se junta à eles? Você parece tão isolada aqui - perguntou com um tom calmo e tentou não parecer muito enxerida.
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Dom Set 18, 2016 11:00 am

    Diferente do que Elliot imaginava, a garota continuou tentando manter uma conversa, ele fazia esforço para não demonstrar, mas ficou feliz com isso.

    - Estou sim, eu estava com medo de vir para cá, mas é tudo tão bonito e interessante que eu até esqueço esse medo - O sorriso já estava mais fácil de manter, apesar de não ser um grande sorriso, talvez os músculos da boca dele não estivessem acostumados com essa atividade - Acho que vai ser incrível passar todos esses anos no meio de toda essa magia.

    Elliot demonstrava uma empolgação que ele dificilmente mostrava para as pessoas, mas a magia realmente era empolgante para o garoto, e ele acabou demonstrando mais empolgação do que o de costume. "Eu estou mesmo conseguindo fazer uma amiga aqui? Não, não posso me precipitar, isso não quer dizer nada". Apesar de se excluir, Elliot ficava animado com a possibilidade de fazer amigos, talvez ele não tenha que ficar sozinho lá, e mesmo tentando evitar ao máximo ele ficava animado com a possibilidade, mas ele ainda tentava se manter na realidade, não queria se decepcionar "Elliot, não seja idiota, só porque vieram falar com você não quer dizer que querem ser seu amigo, e mesmo que queiram você vai estragar tudo."

    - Foi tudo muito legal, desde as pessoas como aquele senhor grandão e barbudo e o fantasma legal até esse céu estrelado dentro desde salão, com as velas flutuando, ainda estou impressionado com tudo que estou vendo e animado para o que posso ver amanhã.

    Tentou continuar falando, sempre com uma empolgação tímida, e fazendo o possível para não perder a possível amiga "O que eu to falando? Ela já deve estar muito entediada com toda essa besteira, eu queria conseguir pensar em algo interessante, mas eu realmente não consigo, alguém normal como eu não deve ter um assunto interessante para falar, ela já deve estar me achando muito chato."
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Dom Set 18, 2016 1:01 pm

    Temendo que o garoto Elliot não lhe desse atenção achá-la uma intrometida, Erin ficou feliz a ver que ele a respondeu, ela queria tanto fazer amigos que tinha medo de falar demais ou falar algo indevido, mas tentou o tempo todo manter o bom humor.

    - Oh! Sim, eu também fiquei preocupada quando vinha para cá, mas meu maior medo não se concretizou, que era me separar do meu irmão - e riu baixinho. Ela achou incrível o garoto ter ficado impressionado com o lugar, tanto quanto ela, que num rompante de empolgação ela juntou as mão com os dedos entrelaçados diante do queixo e começou a divagar - esse lugar é realmente esplêndido, parece um castelo de conto de fadas. Facilmente eu consigo imaginar uma linda princesa entrando por aquela porta em um vestido todo esvoaçante, com trança nos cabelos e um bela tiara... - suspirou e voltou a si - sabe Elliot, quando era muito pequena, ainda de colo, e meu irmão mais velho que vinha para cá, meu pai me disse que um dia seríamos eu e o Owen que estaríamos no trem para Hogwarts e o próprio Llew falava tanta coisa desse lugar, mas a minha imaginação não faz jus a magnificência desse lugar - ela também admirou as estrelas do teto.

    Elliot passou suas primeiras impressões sobre a escola de magia e Erin concordou com tudo.

    - Eu nunca tinha visto um homem tão grande quanto aquele senhor, o Hagrid, e também achei muito simpático o fantasma do Frei Gorducho. Meu irmão disse que aqui tinha fantasmas, mas não deu detalhe nenhum sobre eles. Amanhã será... será... incrível - pareceu buscar buscar um palavra que exprimisse sua empolgação.

    - Os corvinos parecem tão legais. Viu como ficaram felizes quando vinhamos para cá? Espero não decepcionar a casa. E você Elliot, o que está achando da sua nova casa? - perguntou mudando de assunto.
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Dom Set 18, 2016 2:04 pm

    - Que bom que você pôde ficar com o seu irmão, deve ser muito bom vir com alguém próximo a você - respondeu com um sorriso - Eu sou o primeiro filho a vir para cá, não costumo ficar muito tempo longe dos meus pais, isso me deixa com um certo medo. - Elliot parou um pouco para ouvir, tinha medo de falar demais, além de ser alguém mais de ouvir do que de falar, mas logo continuou - Mesmo não tendo irmãos mais velhos aqui meus pais costumavam me contar muitas histórias, mas ainda assim ao ver aquele castelo... não tinha como não me impressionar, realmente a imaginação não conseguia fazer jus a beleza desse lugar.

    -Sim sim, estou muito ansioso por amanhã e em começar a aprender as magias, isso deve ser incrível - Sem perceber Elliot já estava se empolgando mais ainda enquanto conversava, durante todo o dia não teve nenhum amigo para compartilhar as coisas que estava vendo, poder falar com alguém agora inevitavelmente o deixou animado.

    Elliot tinha muito medo de decepcionar a casa, mas ele não queria assustar sua possível nova amiga com pensamentos negativos, então focou no lado bom.

    - Sim, parecem pessoas legais, acho que fiquei feliz em vir para cá, é a mesma casa que meu pai estudou, e eu sou muito próximo a ele, acho que vou me identificar muito com as pessoas dessa casa, meio que eu já esperava vir para cá. - Elliot estava mesmo satisfeito com a casa que foi escolhido, o medo de decepcionar existiria independente da casa que fosse - Mas e você, o que está achando de sua nova casa?
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Dom Set 18, 2016 2:48 pm

    A conversa entre os dois prosseguia calmamente e a ruivinha estava feliz por estar fazendo amigos, esperava que realmente fosse isso que estivesse acontecendo. Ouviu atentamente sobre os anseios do garoto e quando ele falou sobre a primeira vez que ficaria longe dos pais, a garota não conseguiu entender esse sentimento porque seus pais sempre foram distantes, mas passou a compreender quando pensou na sua babá Agnes.

    - Você se acostuma... quer dizer... não foi bem isso que eu quis dizer - ela ficou um pouco atrapalhada, não queria assustar o garoto - é que... bem... meus pais sempre foram muito ocupados e pouco tempo passavam conosco, passamos mais tempo com nossa babá, Agnes... hummm... então acho que consigo compreender o que diz. Eu e o Owen vamos sentir falta da Agnes nesse ano. Desculpe, eu não queria te assustar.

    Enquanto ouvia Elliot falar, Erin colocava uma bala na boca e o respondia com a bala presa entre os dentes e a bochecha.

    - Que legal que conseguiu ir para a mesma casa de seu pai - ela realmente parecia animada - tenho certeza que se dará bem então - depois ela olha para a mesa dos leões e fica pensativa - minha família toda foi da Grifinória e achávamos que íamos para lá também. Tomara que nossos pais fiquem orgulhosos do mesmo jeito - voltou a sorrir em seguida - sabe, já estou começando a me acostumar com a ideia. Sempre ouvi que a Corvinal é uma grande casa, bem conceituada. Lá em casa eu lia escondida os livros do meu irmão e lá dizia que a fundadora dessa casa era uma mulher muito bonita e inteligente, uma mulher muito nobre. Acho que vai legal ficarmos aqui. Ela devia se parecer com uma princesa - os olhos azuis da ruiva brilhavam - eu estou gostando já. Quero trazer muito orgulho para a Lady Ravenclaw. Espero que gostem mim aqui também. E do Owen, claro! - parou e pensou um pouco - o chapéu não me disse porque me mandou para cá. Acho que ele ficou bravo comigo - ficou um pouco amuada - ele falou para você? - animou-se outra vez.
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Dom Set 18, 2016 5:41 pm

    - Tudo bem, eu entendo - Elliot respondeu de cabeça baixa - Eu entendo que por muitos motivos as vezes é difícil ser próximo dos pais - batia um certo medo de tocar em um assunto delicado, então tentou evitar o assunto - Mas você está aqui com seu irmão, e isso é muito legal, um dia minha irmã vai vir para cá também, estou ansioso para poder compartilhar esse mundo com ela, ela é bem diferente de mim sabe, tenho certeza que ela vai se dar muito bem aqui, vai fazer muitos amigos. - agora voltava com um sorriso, ele gostava muito de sua irmã e o animava pensar em quando ela também estaria por lá.

    - Eles devem ficar orgulhosos sim, vocês vieram para uma ótima casa, eles só tem motivos para se orgulharem de vocês.

    Elliot ouvia a história sobre a fundadora da casa, ele não conhecia e ficou muito interessado na história, gostava de saber dessas coisas e dava de ver em seu rosto o interesse. "Ela deve gostar mesmo de princesas, e parece que eu estou conseguindo fazer uma amiga, isso é muito bom, meus pais vão ficar muito contentes com isso, mal posso esperar para escrever uma carta para eles." pensava Elliot animado, quando chegou achava que ficaria sozinho na escola durante todo o ano, mas parecia que talvez ele conseguiria fazer amigos.

    - Eu não sabia sobre a fundadora da casa, parece uma pessoa incrível, espero também poder dar orgulho para ela.

    - Na verdade eu não falei muito com o chapéu. - ele sorria e completa - Eu penso muito, o chapéu já devia estar ficando tonto vendo tanta coisa passando na minha cabeça, não quis piorar as coisas para ele. Mas por que você acha que ele ficou bravo contigo?
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Dom Set 18, 2016 6:16 pm

    Quando falavam de seus irmão, Erin ficava muito contente e prosseguiu com a conversa:

    - Siiiiiim - falou efusivamente - estou muito feliz por Owen estar aqui comigo, né Owen - e olha para o irmão - meu irmão é meu melhor amigo, mas quero fazer mais amigos também. Oh, nós podemos ser amigos não é mesmo? - e estende a mão para Elliot - olha irmão, já tenho um amigo! - Elliot parecia muito feliz ao falar de sua irmãzinha - tenho certeza que ela vai adorar. Eu também tenho um irmão mais velho, mas ele é muito mais velho que a gente. Assim como nossos pais, ele também é muito ocupado - o rosto dela esmoreceu um pouco - desde que se tornou quadriboleiro profissional, ficou mais difícil de nos encontrarmos. Por sorte ele conseguiu um tempinho para nos acompanhar até a estação - dava para notar que ela amava muito esse outro irmão e tinha muito orgulho dele.

    - Tomara que meus pais se orgulhem  mesmo por estarmos na Corvinal.

    Ela viu que ele se empolgou com a história da fundadora da casa e resolveu compartilhar o que sabia com ele:

    - Ah, Elliot! Sabe, quando eu era mais nova e meu irmão Llew estava jogando, eu entrava no quarto dele e ficava folheando seus livros. Tinha um que falava dos fundadores de Hogwarts e eu li esse livro. Foi muito legal. Todos eram grandes pessoas.

    Conversaram até sobre o chapéu.

    - Achei que ele tinha falado algo. Acho que ele conversou com as pessoas. Ele falou com você, Owen? - perguntou para o irmão - bem, eu tenho um alergia sabe, então quando vi que o chapéu estava sujo, eu o limpei para eu não parar na enfermaria, daí ele ficou bravo. Acho que foi por isso que ele não me mandou para a Grifinória - ela ficou amuada e tinha terminado de engolir a bala que já tinha chegado ao seu final - hmmm, essa bala é uma delícia mesmo. Prove uma! - ainda tinha tanta coisa para provar naquela variedade de comidas, que nem sabia qual era a próxima coisa que pegaria - fale um pouco mais, Elliot. O que gosta de fazer?
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Dom Set 18, 2016 7:40 pm

    "Nós podemos ser amigos não é mesmo?" essas palavras ecoaram na cabeça de Elliot, parecia algo comum, mas ele não lembrava de nenhuma outra vez que alguém já havia dito aquelas palavras para ele, Elliot ficou muito feliz ao ouvir aquilo, quem diria que faria um amigo logo no primeiro dia, achava que aquela foi a maior mágica do lugar, ele ficou olhando para a mão da garota, não acreditava no que estava acontecendo, mas logo com um sorriso apertou a mão dela.

    - Sim, vamos ser amigos! - do jeito dele, dava de perceber que ele estava animado, o sorriso em seu rosto, apesar de ainda não ser algo grande, era maior do que os sorrisos que ele mostrou antes.

    Esperava poder virar amigo também do irmão dela, talvez fizesse outros amigos lá, o primeiro dia estava surpreendendo cada vez mais o garoto.

    - Seu irmão é jogador profissional de quadribol? - Elliot não era um grande fã de esportes, mas aquilo ainda era impressionante - Isso é incrível, seu irmão deve ser alguém incrível. - A família dela parecia impressionante, ele entendia cada vez mais o por que dela querer tanto que seus pais se orgulhem dela, deve ser um peso muito grande.

    - Imagino que as pessoas que criaram um lugar como esse só podiam ser pessoas incríveis, esse livro deve ser muito interessante. - comentou sobre o livro dos fundadores que Eireann comentou.

    Sobre o chapéu ele respondeu.

    - É que as vezes eu fico muito calado - falou com um sorriso sem graça - Mas as outras crianças devem ter conversado com ele lá, perguntar sobre o que ele via na cabeça deles, ou até para pedir para ele mandar para alguma casa que eles queriam ir, pelo menos é o que eu acho.

    Elliot ouviu a história da menina tentando limpar o chapéu e sorriu imediatamente, não acreditava no que ela tinha feito - Ele estava mesmo bem sujo - falou sorrindo - Mas não acho que foi por isso que ele te mandou para cá, seu irmão também está aqui, e ele disse que não errava, não acho que ele ia te mandar para a casa errada só por ficar bravo, apesar de sujo ele devia ser um chapéu incrível, deve ter um bom motivo para você vir para a Corvinal.

    Elliot imaginava o susto que ela levaria se descobrisse sobre sua falta de organização, mesmo em casa com sua mãe brigando constantemente para arrumar o quarto, ele ainda deixava tudo virar uma bagunça, imagina vivendo longe dela.

    Ele pegou a bala que ela ofereceu e botou na boca - É mesmo muito boa.

    - Não tem muitas coisas sobre mim sabe, eu gosto muito de magia, sempre me interessei vendo meus pais, lia alguns livros que eles tinham, minha família é bem simples e pequena, e eu gostava de passar o meu tempo com eles e muitas vezes aprendia um pouco sobre magia com eles. - Elliot se considerava muito sem graça, e não conseguia pensar em nada de interessante que podia falar para ela - Eu acho que sou só uma criança normal não tem muita coisa interessante para falar, mas e você, o que gosta de fazer?
    Whatever
    Neófito
    avatar
    Neófito

    Mensagens : 21
    Reputação : 0

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Whatever em Dom Set 18, 2016 7:53 pm

    Felix deu uma olhada nas pessoas ao seu redor enquanto provava uma comida ou outra, estava muito distraído para realmente apreciar o sabor, mas ainda achava gostoso, Barto, seu amigo de trem, estava a sua frente, não achou que ele fosse acabar em Sonserina, não parecia ser o tipo de pessoa que acabaria ali, também não parecia muito feliz em ter ido para esta casa em específico, mas Felix não se importou com isso, estava feliz de ter alguém conhecido na mesma casa, era bom ter amigos, se lembrou do menino que havia sido seu amigo, quando estava perdido em um lugar novo e sem ninguém, o garoto chamado Claire tinha lhe ajudado, desejou silenciosamente boa sorte para ele, que agora estudava no instituto Durmstrang, esperava que tudo desse certo para ele.

    Foi com essas lembranças de amizade na cabeça que ele decidiu conhecer algumas pessoas novas, ele virou-se para o lado onde estava sentado o menino de olhos estranhos, que recém havia se sentado após ter ido falar com uma menina da Sonserina, a menina que tinham chamado de louca, Felix não sabia se ele tinha ido consolar a menina ou caçoar dela, não se interessou muito nisso de uma forma ou outra, mas esperava que fosse a primeira opção, não seria fácil se aproximar de alguém que atacava os outros daquele jeito sem grande motivo, percebeu que estava viajando em pensamentos de novo e começou logo a falar para que não perdesse tempo.

    "Ei! Seu nome é Leon não é? Eu sou Felix, eu precisava falar com você, você não parece ser uma pessoa ruim" Felix já havia começado com as mentiras, a primeira coisa que Leon lhe lembrava era uma pessoa ruim, alguém que não sentiria remorso mesmo que fizesse coisas horríveis, por isso queria conhece-lo, queria saber se realmente era assim, "mas você também tem esse olhar assustador, parece que está gritando com os olhos, será que podemos conversar um pouco? "

    Parou por um minuto, a menina das luvas tinha vindo até a mesa da Sonserina, achou que não ia ter como falar com alunos de Corvinal mais tarde, ia poder falar com seus colegas depois, afinal, ficaram na mesma casa, então parou a conversa

    "Oh, eu preciso ir fazer uma coisa, eu vou falar com vocês depois, tente se lembrar do meu nome Leon, e que bom que ficamos na mesma casa Barto! Até depois"

    Andou até a menina, estava conversando com a que tinham chamado de louca, não começou a pensar em nada com receio de que se perdesse na sua cabeça de novo, só começou a falar assim que pôde, estava tentando deixar as conversas breves, queria se apresentar para o máximo de gente que pudesse.

    "Oi!!! Eu sou Felix,"
    Olhando para a garota de Sonserina falou: "seu nome é Holly não é? Você está bem? Não foi legal o que fizeram com você, tente não se abalar"
    Ele via o rosto triste e assustado da garota e sabia que falar para ela “não se abalar” seria inútil, mas falou do mesmo jeito, sabendo que eram palavras um tanto vazias, tinha ouvido sobre o que aconteceu com sua família de Isaac, mas não achava que isso tinha a ver com a menina em si, não havia sentimento de simpatia ou pena vindo dele, o que tinha acontecido com a garota e o como ela se sentia eram problemas dela, ele nem mesmo a conhecia, mas não via motivo para piorar a situação de alguém que já passava por dificuldade, não poderia ser fácil passar por aquilo e ainda lidar com desdenho dos outros.
    E olhando para a menina ruiva: "Você é Elreann certo? Porque estava usando luvas rosas? Você tem um irmão não é?, ele estava contigo, aonde ele foi? Eu queria falar com ele também"
    Esta parecia um completo oposto da outra chamada Holly, Elreann aparentava ser feliz e animada, ainda não sabia o porque das luvas, mas talvez fosse só algo que ela gostasse de usar, parecia ser o tipo de pessoa que faria algo sem motivo,também tinha trocado para outro par, menos chamativo, não viu o seu irmão que parecia estar sempre perto dela, achou uma pena, também queria conhece-lo.

    pra não dar confusão:
    Eu não quero atrapalhar a conversa da Erin com o Elliot, o Felix só veio falar com ela quando ela veio até a mesa da sonserina
    Convidado
    Convidado


    Re: Salão Principal

    Mensagem por Convidado em Dom Set 18, 2016 8:38 pm

    Leon tinha deixado os doces com a Pluemer, ela parecia grata, mas também parecia na defensiva, Leon pensou em ficar perto dela, nem que fosse pra fazer companhia, mas talvez aquilo fosse estranho... Definitivamente o rapaz não sabia como fazer amigos, não sabia mais o que falar e de qualquer forma, tinha que voltar pro seu lugar pois outros não estavam disponíveis...

    Assim ele assentia para a garota dizendo "por nada", esperava que ela entendesse a mensagem que podia ter alguém pra andar e conversar, mas não podia esperar que talvez fossem ser amigos, talvez acontecesse, talvez não...

    Então sentou-se, logo uma mesa de jantar enorme se pôs e Leon começou a salivar olhando para aquela comida como se fosse um oasis. Reparava agora que estava com fome, sentindo seu estômago queimar e se contrair, viera em boa hora!

    Assim, antes que Leon começasse a atacar, um outro garoto da Sonserina puxou conversa, por um instante Leon pensou "Droga, logo quando vou comer...", e aquele garoto se apresentava:

    "Ei! Seu nome é Leon não é? Eu sou Felix, eu precisava falar com você, você não parece ser uma pessoa ruim"

    Leon arqueou uma sobrancelha estranhando o que ele dizia:

    - Ham... Obrigado, bom te conhecer, Felix.

    E então Felix falava algo mais estranho ainda "mas você também tem esse olhar assustador, parece que está gritando com os olhos, será que podemos conversar um pouco?"

    O que? Leon tinha um olhar assustador? Por um instante parou pra tentar se lembrar da ultima vez que se olhou no espelho. Aquilo era bom ou ruim? Todavia, respondeu ao Felix já indo pegar uma panela daquele maravilhoso frango ao molho branco que estava gritando para que fosse comido:

    - Bom... Claro, do que você quer falar?

    E após responder, Felix já o dispensava... Iria fazer outra coisa, Leon arqueou a sobrancelha novamente, o garoto havia lhe chamado pra conversar pra dispensá-lo antes mesmo de começar a conversa? Que cara estranho... A isso, Leon apenas respondeu:

    - Tá... Bom... Vai lá...

    E então cumprimentou outro garoto que se chamava Barto, Leon não pode deixar de olhar pro "Barto" e apenas assentiu, já que agora tinha lhe vindo a atenção e provavelmente teriam se olhado. Bom, mas o garoto Felix ter se mandado não era de todo ruim... Leon também tinha algo muito importante a fazer, e isso era atacar aquela comida toda dando sopa. Além disso, é claro, Leon ficava atento aos professores e responsáveis, por um certo lado ainda estava desconfortável, aquele chapéu tinha notado algo e certamente não era bom.

    OFF:
    Leon agora vai só mandar ver na comida e ficar de olho por aí, mas não irá interagir até que alguém faça com ele.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Dom Set 18, 2016 10:11 pm

    A conversa prosseguia tranquila e falar do irmão dela a enchia de orgulho. Depois de Elliot ter aceitado ser amigo dela, eles começam a conversar sobre Llew.  

    - Sim, ele joga na seleção irlandesa. Antes ele jogava no time dos Francelhos de Kenmere. É legal, mas por causa disso nos vemos muito pouco – ela sentia muita falta dele – mas sempre foi assim, primeiro ele passava o ano aqui e agora passa viajando.

    Ela concordava com ele sobre as conversas que as crianças tiveram com o chapéu.

    - É, acho que você tem razão, o chapéu sabe o que faz. Devo ser uma boba por pensar isso dele. O que importa é que agora vou dar o meu melhor.

    Ele perguntou sobre seus gostos e seu sorriso se abriu largamente, como se ela tivesse uma lista de coisas para falar, mas na verdade não tinha.

    - Eu gosto de ler e escrever. Vou escrever muitas histórias sobre princesas e heroínas. E quero escrever sobre o meu irmão Llew, ele é um príncipe. E gosto de brincar com o meu irmão Owen, ele é legal sabe, e também gosto de brincar com meu gato Dagda, ele é lindo – fica feliz em falar de seu gato – lá no salão comunal eu te apresento ao Dagda.

    ***

    Enquanto conversava com Holly, um garoto de olhos cinza quase brancos se aproximou das duas e puxou assunto. Ele era bem direto em suas colocações e Erin não se importou. Também seria bom para Holly não ficar solitária em sua própria casa, afinal agora eles seriam como uma família.

    - Olá Felix! Sim, sou Eireann – os olhos dele eram incríveis e Erin já começou a pensar se o russos tinham aqueles olhos legais ou talvez os príncipes vindos de lá – nossa, a cor dos seus olhos é muito legal.

    Sem cerimônias ela respondeu sobre suas luvas:

    - Ah, minhas luvas? Eu tenho alergia e eu as uso para proteger minhas mãos – ela ergueu uma das mãos – mas eu as tiro para comer – olhou para trás e apontou para Owen na mesa da Corvinal – meu irmão está lá. Depois você pode ir lá conversar com ele – e sorriu – você também Holly. Você quer que eu o chame aqui?
    Luxi
    Moderador
    avatar
    Moderador

    Mensagens : 1288
    Reputação : 196
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1012.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Luxi em Dom Set 18, 2016 10:22 pm

    Sete anos... Parecia bastante coisa e Holly não fazia ideia de como seria em tanto tempo, mas tinha uma visão de si mesma quase como uma personagem paralela, mais confiante e firme.

    - O pudim? Eu vou provar... - de repente ja estava dando espaço para que ela sentasse e sentia que de alguma forma havia um espaço em sua bolha pessoal sendo invadido. Era muito esquisito mesmo ter alguém tão animado e alegre assim perto dela. Lembrava um pouco Amabilis e era difícil acompanhar essa energia... Os lábios se retraíram quando perguntada sobre o restante da turma e ela acabou não respondendo, deixando um silêncio constrangedor no ar junto com sua expressão emburrada. Além de não querer falar sobre isso, tinha um pouco de raiva infantil, e uma boa dose de inveja, pelo fato da ruiva nao entender por que ela estava sozinha (como poderia? Era tao feliz e animada, apostava que ela tinha uma vida perfeita).
    Por sorte, Felix chegou para interromper o assunto. Não conseguiu disfarçar, na sequencia, seu olhar curioso sobre a coloração cinzenta daquelas íris.

    - É sim... - respondeu surpresa, mas um tanto defensiva. Desviou o rosto. Nossa, tanta gente veio falar com ela por causa do besta do Malfoy! Nunca gostou de chamar atenção DESSE jeito... Gostava sim era de ser destaque em coisas positivas, exaltada por algum talento... Mas odiava ser mártir. Será que Harry Potter se sentia um pouco assim também? Mesmo assim, era bom ter compaixão naquele lugar, embora ela não soubesse quantos daqueles eram verdadeiros. Bem, pelo menos o primeiro de todos ela achava que tinha uma boa intenção... Mesmo que ele mesmo fosse um tanto... Assustador. Remexeu o doce no bolso da capa. Ela balançou a cabeça. Tinha vergonha de gerar pena nos outros. - Tudo bem. Obrigada...

    Por sorte, o foco do assunto agora era Eire... eira... Eireann. Nossa, como ela era cara de pau! Teve coragem até de comentar sobre a cor dos olhos do menino. Será que ele não se sentia mal com isso? De certa forma era admirável a coragem.

    Em seguida, ela já queria apresentá-la a seu irmão. Um tipo de apito interno começou a tocar internamente alertando para muitas interações sociais de uma vez! E o pior: por mais que estivessem sendo tranquilos e gentis, Holly se sentia um tipo de et totalmente diferente da menina das luvas e pontecialmentr seu irmão e mais ainda daquele outro garoto

    - Ah, eu... Sim, tudo bem. Quero falar com ele sim... Mas agora eu... Preciso ir no banheiro - mentiu, olhando pros lados e saiu de perto. Aquelas conversas em serie estavam lhe gerando uma tremenda ansiedade social. Como queria fazer amigos e ser gostável se ficava fugindo assim? Mas achava que era muito chata e sem graça... Se os outros soubessem disso, talvez parassem até de trata-la bem também. Era nova demais para entender aqueles sintomas de ansiedade normal após o trauma da internacão de sua mãe, que podiam se desenvolver nos anos seguintes

    Suspirou pesadamente no caminho para... Onde tinha que ir mesmo? Tentou procurar sozinha uma saída que se parecesse com um caminho para o banheiro. Não queria levar bronca a toa... E era inocente o bastante para achar que Hogwarts estava mais para uma estrutura de parque de diversões temático, com banheiros comuns perto da "cantina".
    Thalion
    Mutante
    avatar
    Mutante

    Mensagens : 581
    Reputação : 1
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por Thalion em Seg Set 19, 2016 12:10 am

    - Entendo, deve ser um irmão incrível e de dar orgulho, mas você deve sentir falta dele as vezes, espero que consiga vê-lo mais vezes. - Ele respondeu a garota sobre o irmão, percebendo que apesar do orgulho, ela sentia falta dele.

    Ela falou com entusiasmo sobre o que gostava, dava de ver que ela era uma criança muito animada, bem diferente do Elliot, era visível a empolgação dela com tudo.

    - Você gosta de escrever? Nossa isso é muito legal - Elliot ficou impressionado, uma criança tão nova e já fazia essas coisas, não o surpreendia ter entrado para a Corvinal - Eu gosto muito de ler também, era um dos meus melhores passa tempo lá em casa. - Elliot começou a pensar que talvez estava tomando muito tempo da menina, a auto estima dele era muito baixa, e não conseguia deixar de pensar que estava começando a incomodar - Ah, que legal, eu gosto de gatos, o Suzano, meu gato, veio também, mas ele é meio independente, ainda não vi ele aqui, é um espírito livre, eu acho. - Falou sorrindo sobre seu gato também, mas ainda com medo de começar a incomodar ela, viraram amigos, mas não queria fazer nada errado que fizesse ele perder a amiga tão rápido.

    -----

    Elliot observava que o movimento das pessoas perto da menina isolada na Sonserina estava crescendo muito, e ver ela correndo mostrou que o caso era pior do que ele imaginava, não dava de lidar com o problema dela daquele jeito, era um problema delicado demais, se aproximar dela de uma vez só iria assustá-la. Ele sabia que não tinha passado por metade dos problemas que ela estava passando, mas acreditava que conseguia entendê-la, por isso ela chamou sua atenção. A expressão de Elliot voltava a ser séria, a cabeça cheia de pensamentos como de costume e focando na comida sobre a mesa, não ousava pensar que o problema dela era de sua conta, mas sentia vontade de ajudar, do seu jeito.
    shamps
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1389
    Reputação : 74
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png

    Re: Salão Principal

    Mensagem por shamps em Seg Set 19, 2016 2:01 am

    - Eu também espero vê-lo mais vezes - sorriu - sempre tem o jornal onde posso ler notícias sobre ele.

    Ela ficou animada quando viu que Elliot se interessou pelos gostos dela.

    - Sim, adoro ler e escrever - ajeitou as tranças, jogando-as para trás - ah, você também gosta de ler? Eu soube que tem uma biblioteca enorme aqui em Hogwarts. Estou ansiosa para conhece-la. Podemos ir lá amanhã, depois das aulas - divagou por alguns segundos imaginando a enormidade da biblioteca.

    - Suzano? Que lindo nome para um gatinho. Tenho certeza que deve ser adorável. Tomara que Suzano e Dagda se tornem amigos que nem a gente! - agora ela bebia suco.
    Conteúdo patrocinado


    Re: Salão Principal

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Out 18, 2017 12:32 pm