Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Prólogo - Arien Amakiir

    Compartilhe
    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 3:39 pm

    Arien se dirigia rapidamente pasa sua sala de aula com Jimmy, mesmo após o beijo que poderia significar algo no futuro para os dois ou não, não se podia faltar uma aula do professor Rutherfort sobre a História da Magia. Rutherfort era um professor estranho, diferente da maioria, ele era grande e parrudo, quase um guerreiro, algo que era estranho de ser ver na Academia, porém mesmo com todo seus músculos, ele possuía um extremo conhecimento para compartilhar com seus alunos. E com tudo isso, um de seus maiores defeitos e qualidades era sua pontualidade, e Arien e Jimmy entraram em sua sala alguns pouco minutos atrasados devido ao pequeno transe que tiveram instantes atrás.

    Rutherfort olha para Arien e Jimmy cortando alguma coisa que ia continuar falando, e chama vocês dois para se aproximarem. Ele aguarda até que ambos estejam ao seu lado e então fala.


    - Senhorita Arien e Senhor Jimmy, creio que o senhores estão 3 minutos e 39 segundos atrasados, devido a isto como explicado em meu plano de ensino, para poderem assistir a aula ambos devem responder cada um uma pergunta além de pagar o triplo do tempo atrasado em tarefas extras em seus respectivos tempos livres. Como iria explicar para a turma sobre a alguns contos sobre a magia, creio que vocês podem introduzir o assunto respondendo as seguintes perguntas. A primeira, qual a cidade mais evoluída magicamente e como ela chegou neste estado? E a segunda, quais foram as magias criadas pelos atuais diretores das três escolas de magia oficiais, e quando foram seu primeiro uso? Podem decidir quem irá responder qual, mas devem responder com êxito, caso contrário sofrerão penalidades mais severas que o triplo do tempo
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 4:36 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu não estava surpresa com a reação do professor quando entramos na sala de aula. Eu endireitei os ombros e tentei puxar da memoria as informações que me foram solicitadas pelo professor. Eu sabia que havia lido sobre aquilo em algum dos muitos livros que havia lido nos últimos dias. Para não prejudicar Jimmy mais do que eu já havia prejudicando, eu não poderia errar aquela questão, então eu respirei fundo e tentei organizar meus pensamentos. "As magias são Desejo para Arcana, Clone para Negra e Muralha Prismática para a Natureza... Mas quando elas foram usadas a primeira vez?", pensei, mas sabia que a segunda parte me complicaria... Em minha mente, eu comecei a fazer um esquema sobre a resposta e percebi o problema com aquela questão. Eu sabia que desejo havia sido usado a primeira vez por Merlim contra um ataque de dragões contra a escola e ele fez os três desaparecerem. Muralha Prismática foi criada por Protys quando ele meditava para aprender nos planos elementais, ele conjurou onde atualmente está a escola elemental, mas a magia dele jamais se extinguiu e difere aliados de inimigos. Clone foi criada pelo grande Diplomata Barak, mas não sabia quando foi seu primeiro uso... Ou não lembrava, não conseguia definir bem. Eu não podia responder aquela pergunta sem prejudicar Jimmy comigo. Então decidi responder a primeira pergunta, afinal tratava de Dalaran e não deveria ser assim tão difícil para uma elfa.

    Jimmy, pode ficar com a segunda? Não são tão boa em me recordar detalhes quanto você.... ⚊ Perguntei a ele com alguma incerteza na voz. Ele sabia que eu não era lá muito boa em história, mas se eu havia escolhido a primeira questão provavelmente eu era capaz de responder com segurança ela. Me aprumei e falei em um tom claro e alto, para que a turma pudesse escutar também e não só o professor e Jimmy. ⚊ A cidade mais evoluída magicamente, senhor, é Dalaran. Ela chegou nessa condição devido ao fato que, quando uma mesma magia é conjurada da mesma forma no mesmo lugar, ela causa uma transformação na matéria. Como, uma magia de levitação por comando de voz em uma pequena caixa de metal que sobe a mando de quem está dentro, uma magia de luz conjurada a noite para iluminar as ruas e similares...

    Após responder, esperei que o professor decidisse se estava correto ou não e que Jimmy respondesse a dele.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 6:30 pm

    Jimmy olha para Arien e esboça um sorriso, mostrando que ela havia acertado a pergunta, porém ao mesmo tempo que o sorriso surge em seu rosto, uma cara de tristeza assume seu lugar. Ele olha para o professor, e respira fundo.

    - Não sei a resposta para a outra pergunta senhor.


    Rutherfort balança sua cabeça em forma de negação, desvia o olhar para Arien e coloca a mão em seu ombro.


    - Não foi a resposta convencional, mas o que importa é que foi a resposta está correta, pode assumir seu local na sala, depois conversarei com você como será pago seus 12 minutos, lhe garanto que eles serão bem aproveitados. - Então ele se vira para Jimmy. - E você Jimmy, você terá que me pagar 3 horas, e na sua quinta feira irá reescrever todos os capítulos do nosso livro que referencia as magias do Três Diretores, e apenas após isso terá seu direito de ter sua refeição no dia. Agora se dirija a monitoria.

    Jimmy assente com a cabeça e vai se dirigindo para saída com seus olhos desanimados olhando para o chão. Você alguns garotos com pena de Jimmy, porém a maioria ou achou graça ou realmente gostou de ver Jimmy se dar mal.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 6:39 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu olhei o garoto ao meu lado e uma onda de culpa tomou conta de mim, sobrepondo-se a qualquer outra coisa que eu pudesse eventualmente sentir. Era minha culpa ele ser punido e não era justo não tentar, ao menos, ajudar ele. Olhei os meus pés por uma pequena fração de segundo e então perguntei ao professor, em tom baixo. Lagrimas de raiva ameaçavam querer se formar em meus olhos por causa daqueles idiotas mimados, mas eu mantive meu olhar firme no professor e controlei minha voz o máximo que eu pude para não externar aqueles sentimentos.

    Professor? É minha culpa Jimmy ter se atrasado... Não haveria alguma forma de eu pagar a punição no lugar dele? ⚊ Era o minimo que eu poderia tentar fazer ali, mas era o correto a ser feito. Ou pelo menos era a coisa justa se fazer... Sabia que ele dificilmente teria se atrasado se não fosse por minha causa e, o pior, temia que eu tivesse algum envolvimento com ele não conseguir a resposta para aquela questão. Sabia que ele realmente eram muito bom em historia da magia e ele conseguia uma resposta para quase tudo, então a única explicação para aquilo era alguma coisa ter lhe atrapalho.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 6:47 pm

    O Professor Rutherfort a encara brevemente antes dar a sua resposta, em alto e bom som.

    - Não Senhorita Arien. Uma das coisas que irão aprender aqui dentro que seus erros, suas falhas, são apenas suas. Não é culpa do inimigo que é mais forte que você fracassou, a culpa é sua por não ser forte o suficiente. Não é culpa do professor que não lhe deu nota que reprovou, a culpa é sua por não ter conquistado a nota necessária. Não é culpa de nada, além de você mesmo por não ter sido suficiente. Não sei o motivo por quais atrasaram, mas cada um é responsável por sua culpa, a cada de cada um está por não administrar o tempo correto, e a culpa é de Jimmy por não estar preparado para responder uma pergunta simples para ele assim. Exceto que queira se juntar a ele de bom grado, dirija-se a sua carteira, Senhoria Arien.


    Jimmy havia parado quando o professor começou a falar, e voltou a andar logo em seguida que ele terminou, porém você percebe ele cerrando os punhos, e uma gota de água caindo no chão antes que ele saísse da sala.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 7:04 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Me desculpei com o professor e fui para o meu lugar, no fundo da sala, onde os outros alunos tinham dificuldades em olhar para mim sem precisar literalmente virar para trás e arriscar chamar a atenção do professor. Antes de Jimmy sair da sala, movi os lábios em um "sinto muito por isso" para ele. Sabia o que ele estava sentido e duvidava que eu fosse capaz que animar ele pelo menos um pouco mais tarde... Mas eu poderia ao menos tentar. Me acomodei na cadeira e peguei o livro, uma folha para anotações e a caneta tinteiro, onde coloquei um pouco da tinta de um dos frascos. Procurei no livro o capitulo e xingava a mim mesma mentalmente. "Eu não deveria ter sido egocêntrica o suficiente para ficar falando de mim tanto tempo... Talvez eu possa compensar ele de alguma forma.", pensei enquanto aguardava o professor retomar a aula. Havia sido egoísta e muito egocêntrica, o que era um veneno para o coração.

    Eu anotei rapidinho no papel o que eu sabia sobre as magias criadas pelos diretores das três escolas e quando foram criadas, deixando o espaço para a magia Clone vazia para preencher quando o professor respondesse aquela questão e iria dar uma atenção especial aquilo quando fosse revisar a matéria. Tomei o cuidado para anotar em elfico antigo para que aqueles próximos a mim que tentassem ler não entendessem ou tivessem problemas, pois não era uma informação que eu queria compartilhar com tanta facilidade. Foi então que a ideia surgiu e eu me animei um pouco. Sabia que Jimmy era deixava bastante a desejar nas praticas, apesar de ser muito bom em literatura e historia do mundo... Eu tinha alguma facilidade com pratica, então poderia me oferecer para treinar com ele um pouco mais e dar algumas dicas e sugestões a ele.

    "Não é uma compensação adequada, imagino, mas talvez se eu for capaz de ajudar ele a melhorar o desempenho dele ai, ele possa melhorar a média dele... Que provavelmente vai sofrer os efeitos de hoje. Jimmy deve me odiar, mas não posso culpar ele por isso. Talvez eu mesma me odiasse se estivesse no lugar dele."

    Então pensei mais um pouco e acrescentei em uma nota mental: "Eu poderia contar a ele que gosto dele... Talvez ele possa se animar um pouco, se não estiver muito irritado comigo".

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 7:45 pm

    O professor começa sua aula respondendo as perguntas feitas a você e para Jimmy e colocando mais detalhes e comentando coisas do livro.

    Sobre Dalaran, ele fala que ela chegou aonde está hoje devido aos Elfos Anciãos, pois eles possuíam uma vida longa, assim podiam conjurar a mesma magia, com a mesma intensidade, com o mesmo conjurador, todo dia, por várias vezes, transformando assim Dalaran uma das potências do mundo, junto com a forja do anões, e Capital atrás dos três.

    Então ele vai para as magias dos diretores, primeiro ele explica o motivo da importância delas para a História da Magia. Desde a crianção das escolas, novos diretores só são permitidos uma vez que eles criassem uma nova magia, sem variação de nenhuma outra. O conselho de toda a magia determinou desta forma, para com que a magia se renovasse e aperfeiçoasse. Então Rutherfort fala sobre as magias mais novas criadas recentemente, primeiramente a magia Clone, uma que ele declara abertamente abominar, permite o usuário criar uma cópia de si mesmo em um determinado período, e caso morra, poder reencarnar imediatamente no corpo preparado, ele também diz que nem sempre o corpo deve ser igual do conjurador, podendo assim alguém viver eternamente sem problemas. Em seguida ele fala da magia Muralha Prismática, uma que ele alega ser fascinante, pois é uma magia que usa todos os elementos da terra e cria algo físico e maravilhosamente lindo. E por fim a magia Desejo de Merlim, que nada mais é o que seu próprio nome diz, um Desejo, com alto custo a ser pago, porém um desejo.

    Quanto a primeira vez que foram usadas ele declara que não é importante, mas que a título de curiosidade, três Dragões Vermelhos um dia vieram atacar a Academia, e Merlim teletransportou na frente deles e conjurou a magia Desejo, fazendo os três dragões sumirem da existência, nunca mais sendo vistos. A Muralha Prismática foi conjurada ao redor dos limites do Refúgio da Natureza, onde o atual diretor se encontrava meditando e passeando entre os planos elementares, quando inconscientemente a conjurou, sendo a segunda defesa mágica mais forte do mundo, perdendo apenas para a floresta de Dalaran, que ele diz que será abordado na próxima aula. E por fim a magia Clone, que fora usada, ou pode ser considerada usada, quando foram assassinar o diretor do Tormento e ele foi assassinado, porém no momento que o assassino virou as costas, o diretor passou uma faca em sua garganta e riu da sua face.

    Após responder as perguntas ele abre para perguntas na sala, ninguém se prontifica a perguntar de início, então ele pigarreia, toma um gole de água e continua sua aula.

    Então ele decide voltar um pouco no tempo, sobre a criação da magia, ou pelo menos as histórias, sobre a Pura Mana. Pelos indícios de pesquisa, toda mana existente na terra foi espalhado um único, chamado pelos mortais de Pura Mana. Ela seria, na visão dos arcanos, o primeiro mago da história, o primeiro ser vivo que nasceu com mana, devido ao seu ano de nascimento e de mutações causadas nas condições, até hoje não se sabe ao certo quais foram, porém existem várias teorias de vários magos, a que ele segue em seus ensinamentos, é que Pura Mana nasceu no encontro de um ser Feérico com um Mortal, transmitindo assim propriedades para surgir a magia no mundo.

    Ele ia continuar porém o alarme soa, ele senta em sua mesa e libera a classe com um abano de mãos.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 8:03 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu tomei notas de tudo o que ele falava durante a aula e me preocupei de adicionar na magia Desejo sobre o alto custo e de ter sido usada contra dragões vermelhos. Ao tocar do alarme, guardei a caneta, o tinteiro e o livro, mas, o pergaminho por ainda estar úmido, não foi guardado. Quando a turma se dispersou, eu me levantei de meu lugar e me dirigi até a mesa do professor com a mochila nos ombros e a folha de pergaminho na mão. Havia um castigo a ser cumprido e não era do meu feitio fugir dos meus deveres. Andei com passos medianos, nem muito rápidos ou longos, mas também não eram lentos ou curtos. As vestes bailaram com os movimentos e dei um sorriso cansado ao professor.

    Professor, é possível conversar agora sobre o pagamento de meus doze minutos? ⚊ Questionei, sabendo que provavelmente ele estaria mesmo esperando que eu me aproximasse. Sempre haviam alunos que tentavam fugir de suas punições e provavelmente sempre iria haver, mas eu sabia quando eu cometia erros e estava disposta a aprender com eles, a muda-los. Talvez eu pudesse aproveitar aquele tempo ali para aprender um pouco mais sobre história e talvez até aprender a gostar dela o suficiente para me empenhar mais.

    "Os professores não são tão terríveis assim, apenas são exigentes com a gente. O que é muito bom.", recordei-me e aguardei que o professor falasse o que iria fazer naquele período de tempo. Eu havia planejado mais cedo usar aquele tempo praticando minhas habilidades e revisando os outros conteúdos da semana, mas sabia que era provável que boa parte da noite eu passasse á toa... Era só reorganizar meu tempo para poder ficar as quatro horas a mais que eu tinha praticando e estudando.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 8:18 pm

    Ele olha para você, sentado ainda em sua cadeira, limpa o suor de sua testa, termina de beber sua água e se levanta.

    - Sim é possível. Como pode ver, mesmo em uma escola de nobres no final da aula a sala sempre está desorganizada, com materiais esquecidos, lousa para apagar, e todo o resto. Esta foi a primeira vez que se atrasa comino Senhorita, então dessa vez será apenas isso, mas espero que isso não ouse se repetir, tenha certeza que eu podia estes 12 minutos que me deve de uma forma bem pior. - Ele guarda as coisas dele em sua maleta e se dirige para a saída. - A Senhorita possui doze minutos para arrumar a sala e achar e devolver o dono de quaisquer materiais perdidos. Qualquer minuto que passar além destes serão devidamente cobrados, tanto de sua nota, tanto de seus afazeres, é bom se apressar.

    Ele sai da sala e fecha a porta. A primeira percepção que você possui da sala é que possui alguns pedaços de papel rasgado espalhados pela sala, um carteira suja de tinta, seis carteiras desalinhadas de suas fileiras, a lousa escrita pela metade para apagar e um livro de Química, a aula do período da manhã, embaixo de uma das carteiras.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 8:47 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    O professor mal saíra da sala de aula e eu já estava apagando o quadro negro, pensando em como arrumar toda aquela sala e ainda achar o dono do livro em apenas doze minutos. Não queria que o atraso fosse descontado em minha nota, portanto eu estava me empenhando para fazer tudo bem e rápido. Assim que terminasse de apagar direito o quadro negro, eu iria ajeitar as cadeiras de volta na fila o mais milimetricamente possível sem perder muito tempo. Era uma corrida contra o tempo e eu sabia daquilo, o que me fazia me dedicar o máximo possível. Ao concluir a arrumação das cadeiras e a limpeza do quadro, iria recolher os papeis rasgados e jogar na lixeira.

    Quando essas partes fossem resolvidas, o que eu pensava ser um tanto quanto mais rápido, eu verificaria se a tinta ainda estava molhada na carteira ou não. Se estivesse molhado ainda, iria limpar com cuidado com algum tecido que tivesse achado ou com um papel caso não achasse até sair tudo. Se tivesse secado, tentaria usar um pouco de água do cantil que carregava comigo para não ter que sair de sala para tentar umedecer e usar a tática anterior. Se não desse certo, procuraria na sala algum removedor de tintas ou procuraria um funcionário da limpeza para pedir um removedor e um tecido para limpar a carteira. Se houvesse mais algo fora do lugar, sujo ou incorreto na sala, eu resolveria antes de pegar o livro e ir procurar seu dono, após ler o nome do mesmo, com a mochila no ombro e o pergaminho já guardado.

    Se eu não me apressar, ai ficar pior... Como será que Jimmy está? Onde ele estará agora...? ⚊ Reclamei, baixinho enquanto tentava lembrar quem, diabos, era o dono daquele livro caso o nome não fosse-me familiar de imediato. Eu não sabia quanto tempo havia levado com cada tarefa, mas certamente devia estar próxima ao prazo limite para a conclusão da mesma. Eu fiz uma oração breve a Dyneskal, pedindo que eu tivesse as condições básicas para cumprir bem aquela tarefa.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Qui Mar 02, 2017 9:03 pm

    Arien se apressa para fazer tudo o mais rápido e bem feito possível.

    O quadro era bem cuidado e o apagador também, assim a parte de apagar a lousa levou nada mais do que alguns segundos de seu tempo. Logo em seguida dispara para arrumar as cadeiras, para sua sorte as cadeiras eram próximas e não perdeu tempo verificando se estava milimetricamente correta, aparentemente estavam e era suficiente para o tempo que possuía. Os papéis facilmente os juntou e os jogou no lixo, não eram muitos, afinal era uma escola de magia e de nobres, deve se manter o mínimo de classe, e a tinta estava seca, pensou em limpar com um papel, mas percebeu que não seria uma boa ideia, iria demorar e espalhar mais do que limpar inicialmente, então sem pensar muito pegou um pedaço de sua roupa e limpou com ela mesmo, foi mais rápido e a tinta sairia ao lavar.

    Porém quanto ao nome do livro Arien reconheceu de imediato, Slade Scottfield, o melhor aluno da sala, era o único que nobre que se recusou a entrar pelo privilégio, passando assim pelo Exame Anual de Magos. Slade não gostava muito de Arien devido ao fato dela ter sido indicada por Melim, então sempre mantiveram uma certa distância, mas exatamente raiva um do outro, talvez mais uma espécie de rivalidade.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Qui Mar 02, 2017 9:19 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu odiei ter que entregar o livro para aquele garoto, mas eu tinha que fazer, não é? Comecei procurando pelos corredores e perguntando aos alunos se alguém havia visto ele, se sabiam onde estava e agradecendo de qualquer forma. Quanto mais rápido eu encontrasse o garoto e entregasse o livro, mais rápido eu me livraria da tarefa e ainda poderia me afastar dele mais rápido. Não havia nada de errado em querer simplesmente sair logo da frente dele e ir gastar meu tempo com algo que valia a pena, não é mesmo?

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Sex Mar 03, 2017 2:22 am

    Antes de começar a fazer perguntas, Arien lembrou do único local que Slade se encontra após as aulas: no campo de treinamento seguro, junto com seu pequeno grupo de bajuladores e fãs.

    Rapidamente Arien chega no local e se espanta. Slade por ser da mesma sala que ela poderia saber teoricamente magias de até segundo ano, porém ela se depara com a conjuração, embora imperfeita e não dominada, de uma magia de quarto ano, Slade se encontrava voando baixo e com pouca coordenação, porém ele se encontrava voando, algo que até mesmo Arien se surpreendeu.

    Ao te notar, ele cessa a magia e a encara, aguardando a sua ação, e fazendo com que todos que estavam o observando tenham olhos para você.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Sex Mar 03, 2017 2:39 am



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Me aproximei dele e mostrei o livro para ele, enquanto falava com a voz calma e educada. Poderia até não morrer de amores por ele e, bem, aquela magia afetara um pouco meu orgulho, mas eu ainda era uma pessoa educada. Além do mais, não havia razão real para faltar-lhe com a educação.

    Perdão por interromper-lhe, não foi minha intensão te atrapalhar. Queria apenas te entregar o livro, você esqueceu na sala. Alias, você está tendo bons resultados com a magia. Tenho certeza que em breve vai conseguir dominar ela. ⚊ Estendi o livro para ele quando estava próxima o suficiente para o fazer e dei um sorriso. Esperava que ele entendesse aquilo como um elogio, o que realmente era, e percebesse que não havia nenhuma intensão hostil em mim, nenhuma pegadinha. Assim que ele ou algum admirador pegasse o item, iria me despedir, desejar bons treinos a ele e me retirar. Precisava preparar alguma surpresa para Jimmy.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Sex Mar 03, 2017 2:52 am

    Ele se aproxima e pega o livro de Arien e o guarda em sua mochila que estava próxima, depois a encara por um breve momento.

    - Agradeço por vir devolver o livro, porém sei que não foi de bom grado, foi por causa dos doze minutos que devia, mas de qualquer forma agradeço. E sobre o elogio, esse eu sei que foi verdadeiro e o guardarei verdadeiramente. Você é boa na Academia, mas talvez sua falha tenha sido aprender dois tipos de magia opostas, mas não entenda errado. Enfim, tenha uma boa noite Arien.

    Ele guarda a mochila e volta a treinar sua magia de vôo.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Sex Mar 03, 2017 3:10 am



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu não podia julgar ele por duvidar sobre a entrega do livro, até porque ele estava mesmo certo. Dei um sorriso e acenei com a cabeça, aceitando o elogio e agradecendo. Porém, considerando que eu havia consegui ver um outro lado dele que não conhecia. Não levei o "magias opostas" como uma ofensa, porque muitos viam a magia divina como crenças no milagre. Quando me afastei, me dirigi ao quarto que eu dividia com Jimmy e me sentei na cama dele, pensativa. Como começaria a agradecer ele por tudo o que ele fazia e ainda recompensar ele pelo que ele passou naquele dia por minha culpa? Abri minha mochila e procurei nela minhas folhas e livros para ver o que precisávamos fazer para os próximos dias. Iria adiantar o trabalho de nós dois no que eu era boa. Mas antes disso... Peguei roupas limpas e fui tomar um banho, lavando bem os cabelos e os deixando secar naturalmente. Andei um pouco pela escola, procurando por Jimmy. Se não achasse ele em algum lugar que eu pudesse me aproximar e conversar com ele, voltaria para o quarto para esperar por ele enquanto adiantava as coisas.

    Ah, Jimmy... Eu deveria ter deixado você saber o que eu sentia antes... ⚊ Falei comigo mesma. Eu não sabia a quanto tempo ele queria aquele beijo ou quando ele se apaixonara, mas eu sabia o que sentia por ele e queria ficar com ele. Meu único receio era como a família dele reagiria se descobrisse aquilo... Porque, independente se eu era ou não nobre, eu ainda era uma elfa e ele um humano. Convencer meus pais não era a tarefa mais difícil ali, mas os dele talvez fosse uma missão fadada ao fracasso antes mesmo de começar. Balancei a cabeça, afastando aqueles pensamentos e decidi me concentrar apenas no agora. Eu podia dar a ele um pouco de felicidade quando nos víssemos de novo e o faria. Daria a ele a chance de dizer que estávamos juntos, se ele quisesse.

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Sex Mar 03, 2017 10:09 am

    Logo que você começa a procurar por Jimmy, você se lembra para onde o professor o havia mandado, para a monitoria. Você nunca havia ido para lá, mas pela reação dos outros que já foram que você prestou atenção em seu retorno, sabe que não é um lugar que ninguém gostaria de ir.

    Ao começar a procurar pela escola, você encontra Lara Mirian, uma de suas companheiras de classe, e uma das poucas nobres que é nariz em pé. Ela se aproxima de você com um semblante que você não sabe distinguir exatamente se ela está triste, preocupada ou os dois
    .

    - Boa noite Arien... Não é normal você passear pela escola após as aulas, esta tudo bem? Posso ajudar em algo?
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Sex Mar 03, 2017 1:12 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Olha, agora deve estar pensando que eu detesto todo mundo menos uma ou duas pessoas... Mas não é verdade, eu até gosto de algumas pessoas. Quando Lara se aproximou e perguntou, dei um sorriso cansado para ela. Podia ver que algo estava errado com ela também e senti um impulso de tentar auxiliar a garota caso fosse possível.

    Fisicamente falando? Está tudo bem sim... Escuta, você saberia me dizer como é na monitoria? ⚊ Perguntei, esperando não transparecer tanto o que eu sentia. Mas, por sermos da mesma classe, era provavelmente entenderia que estava preocupada com Jimmy. ⚊ Você não me parece muito bem... Tem algo lhe incomodando?

    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    fairbrooks
    Tecnocrata
    avatar
    Tecnocrata

    Mensagens : 377
    Reputação : 0

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por fairbrooks em Sex Mar 03, 2017 1:54 pm

    - A monitoria sempre é diferente para cada um, mas creio que sei o que desejas... Jimmy foi mandando para guardar o labirinto hoje a noite, amanhã pela manhã ele deverá estar na aula. E não se preocupe comigo, só estou cansada, nada mais que isso.

    Arien se arrepia quando escuta que Jimmy estava no Labirinto, pois já ouviu algumas histórias horríveis de lá. Afinal, lá era onde o Teste era realizado, obviamente não era um local bom. Ninguém podia ir lá sem autorização, e quase ninguém sabia andar nele.
    Eleonor
    Mestre Jedi
    avatar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1016
    Reputação : 3
    Conquistas :
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1212.png
    • https://i11.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png

    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Eleonor em Sex Mar 03, 2017 2:13 pm



    Encantar
    Sabe qual a força mais destrutiva do universo? O arrependimento.
    Eu conhecia bem o suficiente Jimmy para saber que aquilo era uma punição maior do que ele poderia aguentar e levei as mãos a boca, pensando sobre como aquilo era terrível para ele. Sozinho, a noite, naquele lugar e correndo perigo. Eu precisava arrumar um jeito de ir até lá, de ficar com ele e ajudar ele. Em um combate com alguma criatura ou pessoa, Jimmy teria sérios problemas. Se machucaria, talvez morresse, e não tinha muita habilidade em primeiros socorros ou sabia sobre magias de cura para se recuperar. Eu precisava tentar ajudar ele de algum modo, já que não pudera livrar ele daquela punição.

    Não sabe como chegar lá, não é? ⚊ Eu supunha que ela entrara ali pela família, não por ter feito o teste. Eu também poderia perguntar ao meu adorado rival, mas chamaria muita atenção se eu me aproximasse dele de novo e não queria que ele pensasse que eu planejava algo no labirinto. Era sim arriscado ir até lá ou falar com Lara sobre, mas pelo menos eu e ela eramos amistosas uma com a outra e eu devia supor que ela não queria meu mal. ⚊ Oh, descanse um pouco, então... Espero que a noite seja tranquila para você.

    Se ela não soubesse, eu voltaria ao meu quarto, pegaria minhas armas e algo que o Jimmy pudesse precisar e tentaria achar sozinha o labirinto para ajudar ele. Se ainda tivesse movimentos quando pegasse as coisas, iria esperar um pouco mais para as pessoas se dispersarem e sairia então para procurar.
    É o seu grau de comprometimento que determina o seu sucesso, não seu número de seguidores.

    [/quote]
    Conteúdo patrocinado


    Re: Prólogo - Arien Amakiir

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Out 18, 2017 2:44 pm