Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Novos Mares (Ĝeko)

    Leomar
    Mestre Jedi
    Leomar
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1370
    Reputação : 23
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh26.png

    Novos Mares (Ĝeko) - Página 4 Empty Re: Novos Mares (Ĝeko)

    Mensagem por Leomar em Dom Nov 25, 2018 7:06 am

    (R.Oc.)
    (R.Oc.)


    Os dois conversam um tempo em frente à igreja, Ĝeko percebe que Cionoor não gosta muito da referência ao arcebispo da Cour des Miracles, mas a aversão parece ser em torno da filiação, não da pessoa. Em linhas gerais ele diz que a Igreja Cisne Branco e os seguidores da Cour des Miracles não são inimigos, mas também não são amigos. Eles se toleram mutuamente, mas tem linhas de pensamento bem diferentes. Dá para se perceber também que AQUELA igreja procurava manter um linha de doutrina mais "aberta", enfatizando as duas deusas-mães POR IGUAL e tentando ver o que dos filhos dela também era bom, MAS que algumas igrejas da Cisne Branco no mundo tinham um pouco menos de paciência com os erros cometidos por Piro, e portanto teriam uma "desafinidade" maior com membros da Cour des Miracles ou outras filiações ligadas à Piro. Isto parece se dar mais em igrejas da Cisne Branco com número maior de devotos de Anĝelina do que de Jara, já que a doutrina de Anĝelina é bem mais rígida que da irmã.

    Apesar disto Cionoor parece simpático, e ouve com interesse quando fala sobre seu trabalho de cura com os humanos infectados. Ele elogia sua coragem e principalmente boa vontade por trabalhar com alguém que estava sobre bandeira cinza, garantindo que falaria muito bem de você para os irmãos da igreja.

    Ĝeko então se oferece como ajudante na feira, alguns o olham com desconfiança, outros com coisa pior, mas não demora para que um homem grande e gordo diga que o aceita como ajudante. Basicamente sua função principal era levar caixas de frutas ou verduras de um lugar para outro, e diz que pagaria 2Ж o dia, mas como Ĝeko ainda queria voltar a igreja mais tarde, ele diz que paga só 1Ж. O serviço é simples, mas exigia certa força, o pessoal da feira ficava mais de olho se Ĝeko não ia consumir produtos escondido do que se estava realmente trabalhando direito.

    Acabam sendo três horas cansativas, o que lhe dá uma fome danada, e ele acaba gastando 1Ж2K (1 kon e meio, já que cada ki-kon vale 1/4 de kon de prata) para comer e recebeu 1Ж. Ele pensa que pelo menos comeu bastante, mas trabalhar de ajudante na feira não era realmente lucrativo, fora ser cansativo. Ele receberia mais se continuasse fazer bicos na Copa de Ânima.

    De qualquer forma ele volta na hora do culto da ICB. Desta vez a igreja estava mais movimentada. A maioria dos presentes vestiam as cores das deusas, branco ou azul. Eram pessoas pobres (embora um ou outro parecia não ser tanto) mas dava para perceber que elas tentavam usar a roupa "menos ruim", principalmente algumas mulheres (não chegavam a ir com vestido "de festa", mas algumas usavam vestidos acima da média para a cidade). Alguns dos religiosos se destacavam por usar uma túnica branca com uma faixa laranja na cintura. Dois deles usavam também uma faixa laranja vertical na túnica, já o pregador principal do dia usava uma espécie de manto sobre as roupas. O Manto era azul com detalhes bordados em dourado.

    O sermão principal do dia é sobre educação, o pregador diz que é fundamental para a doutrina da Sagrada Conduta (doutrina de Anĝelina) que se leia muito para adquirir conhecimento, ele comenta como a doutrina de Anĝelina é densa e complicada, e que por isto muitas interpretações erradas surgem. A doutrina de Jara (O Equilíbrio) por outro lado é bem mais simples, enquanto o livro sagrado de Anĝelina tem 60 capítulos, o de Jara tem apenas 3. Assim a Igreja Cisne Branco ensina a aprender sempre e estudar com afinco, mas mantendo o foco principalmente nos ensinamentos e interpretações mais simples, pois sem conhecê-las, não há como interpretar as mais complexas de forma correta.

    Além do sermão principal, o pregador e um de seus ajudantes comentam sobre virtudes importantes para a doutrina, como conversar com respeito, principalmente com pessoas mais velhas, e ajudar os amigos. Algumas músicas suaves e calmantes são cantadas durante o culto. Há momentos em que a congregação fica toda de pé, outros em que se sentam, você vai na imitação. No final eles terminam com uma oração decorada:

    Divinas deusas-mães,
    Benevolentes, amantíssimas,
    Agradecemos a tudo, agradecemos a absolutamente tudo.
    Bendizemos seu nome Jara,
    Bendizemos seu nome Anĝelina,
    Agradecemos à vida, pois sois as mães da vida.
    Agradecemos ao mar, agradecemos ao céu
    Agradecemos à vida do mar, agradecemos à vida abaixo do céu.
    Agradecemos à nossa vida, pois de vós a recebemos.
    Que nossa vida seja testemunho de gratidão,
    Ou que sejamos julgados indignos de vossas bênçãos,
    Agora, e para sempre.
    Pela vossa glória.
    Nisto cremos, por isto testemunhamos.


    Ao final do culto, Cionoor aproxima e apresenta a Ĝeko um dos mestres espiritualistas da igreja, dizendo que, se Ĝeko sentir que a doutrina da Igreja Cisne Branco é o que busca, ele poderia apresentar um mestre mago, depois.

    Novos Mares (Ĝeko) - Página 4 5346b19557b3a43df3aaffed01a4e7d2

    O mestre espiritualista se chama Gabriaal. Ĝeko sabia que nomes terminados com "aal" normalmente significa "da deusa", poderia ser uma homenagem à Jara ou à Anĝelina, embora mais frequentemente à Anĝelina. Ele era careca, maduro mas não tão velho, usava a faixa laranja típica de religiosos profissionais.

    - Olá! Que a Luz da Virgem sustente o seu dia, e que encontre ventos favoráveis aos viajantes entre os nossos!

      Data/hora atual: Qua Jan 29, 2020 12:38 pm