Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qua Abr 29, 2020 6:33 pm

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas


    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Forsak10



      Uma colina baixa na reversa. Dali pode ver as luzes da cidade entre as árvores e ouvir o barulho mar que acabou de devorar o sol. Nas primeiras horas da noite. Sempre nas primeiras horas da noite, se reúnem. As árvores marcadas indicam onde cada um deve ficar e assim que o último chega as luzes da cidade se perdem entre novas folhas que também somem com o brilho do mar. Os membros da Legião de Sangue esperam imóveis e inescrutáveis, estatuas carrancudas. Os Seis Uivadores conversam entre si como tivessem acabado de se encontrar depois de muito tempo. Os Filhos do Corvo oferecem simpatia, mas mantém o silêncio solene que o ritual merece. Por último Os Lobos a Diesel tomam a palavra sem ao menos olhar para os espaços vazios.

       Quebra Correntes fala primeiro. Sob a luz das tochas que se torna sutilmente esbranquiçada, alguns diriam prateada. Todos conhecem o meia-lua garra sangrenta e já conversaram com ele. O jeito sempre paciente e bondoso alterado. - “Nem todos lembram quando os Ashenga eram donos do vale. Puros só em nome.” - Ele olha para lugar onde luzes da cidade estavam e suspira passando a mão pelos cabelos grisalhos - “Os mais sábios temem o dia em que eles voltariam. Os mais imprudentes sempre procurando uma desculpa para ir atrás deles.” - Olhos sérios fitam a Legião de Sangue - “O que eu venho propor...” - Ele hesita enquanto os outros especulam em silêncio. “Precisamos de ajuda. De que adianta negar? O temor do sábio é real. Canção no Vento teve uma visão”

       Nessa hora a morena com traços indígenas confirma e parece pronta a falar. Mas ele a interrompe, o  que poderia ser normal em qualquer um. Mas não era. - “Eu vi os rastros com meus próprios olhos e Vermelha como Sangue pode confirmar. Merda, posso levar vocês lá.” - Ele estava a um passo de começar a gritar porque não via o que queria em sua plateia. Ninguém parecia pronto para a ameaça e nem queria se aprontar. - “Eles estão nos cercando. Nos observando. Esperando a hora certa de cortar nossas gargantas e comer nossos corações. Ninguém está seguro aqui.”- Ele pode parecer um pouco louco agora, mas a verdade é que a voz dele lança faíscas na sua alma. Atiçando uma chama que precisa de pouco para se tornar um incêndio.

       Um homem bem vestido e sofisticado o interrompe como se estivesse falando com um dos seus amigos e não para todos, mas alto o suficiente. “Não foram os puros que sumiram com a alcateia da Loba de Ferro.”- A aquiescência geral só não é ecoada pela Legião de Sangue, todos os seus quatro integrantes parecem furiosos com a interrupção, mas não abrem a boca. “Eu sei. Eu sei muito bem disso. Não foram os puros!” - Quebra Correntes retoma a palavra mais irritado que nunca, mas suas palavras e sua voz são equilibradas e fluentes sob seus olhos amarelos. - “Eu também sei que os rastros levam a zona rural de Sparhall e todos sabem o que temos lá.” - a acusação era pairava no ar, mas ele não podia parar e dar espaço a velha discussão sem solução.. “Eles são aliados agora. Tenho certeza. Vocês sabem que algo grande está para vir. A Corte por trás do espelho está em paz com a Corte do Medo desconhecido. Os ventos tem soprado de novo sobre a coroa de fogo negro consumindo a lua. Não dá para não ver.” - Ele pontua as palavras com o punho batendo contra um tronco marcado sem ninguém a sua sombra. Até o fogo parece queimar mais forte com a intensidade da sua vontade.

       “Mais do que nunca devemos nos ajudar. Mais do que nunca precisamos lutar juntos contra as ameaças que se somam no horizonte!” - Ele olha para você com os olhos cheios de paixão. Olhos amarelos. Dele é a única foz sob as chamas prateadas. - “Você vê! Eu sei, que vê! Todos aqui conseguem ver agora!” - Parece impossível discordar dele. A emoção das suas palavras queima dentro de você querendo sair. Seu sangue ferve no ar frio da noite e seus irmãos se agitam sob a lua. Os uivos começam e seria impossível saber qual foi o primeiro. De olhos fechados no escuro da sua alma, qual sua resposta? Você vê?




     Eu sei. Nem tudo faz sentido ainda. Especialmente para quem não conhece os destituídos. Não vou me estender muito explicando cada detalhe do que eles são de primeira. Mas acredito que vou falar o suficiente para ver se é o seu tipo de jogo. Mas não se engane, essa história é verdadeira.



       Destituídos são os filhos do caçador primordial, herdeiros da caçada sagrada. São lobos e homens em um só. São espírito e carne em um só. São filhos da eterna lua que protege o primeiro e segundo mundo dos horrores que vagam entre as estrelas. Mas nem todas as marcas são nobres brasões em sua pele. A prata se lembra do pecado que os destituiu. Do pecado que quebrou a ordem do mundo. Quebrou a forma dos mundos. Tão alto quando a Lua era o Sol e como eles dois o Lobo. O primeiro caçador. O maior caçador. Aquele que era o guardião do mundo e para o qual até deuses e ideias eram presa. Aquele que só poderia morrer ferido por um que tomaria o seu lugar. Aquele que as lendas dizem ter se tornado lento e injusto e indigno. O ultimo a morrer no paraíso dos predadores onde reinava. Você tem o sangue do Lobo, tem a canção da Lua em seus ossos e o pecado dessa morte em sua pele.
       Você é um dos Destituídos. Com garras e presas sujas do sangue do Lobo seus ancestrais os primogênitos. Os primeiros e mais fortes filhos do Lobo e foram ouvidos. Com a sua proteção procuraram o perdão da Lua e tiveram tanto quanto poderiam esperar dizendo as palavras do juramento da Lua e o juramento das tribos. O segundo mundo é a morada dos espíritos, feitos de efêmera matéria alimentada pelo primeiro mundo onde habita a carne e os homens. Por sua vez o segundo mundo vaza para o primeiro, por desejo, gratidão ou ambição. Um alimenta o outro. Em ambos existem aqueles que usariam e consumiriam e dominariam o outro lado. Você é a barreira entre os mundos. Você caça os transgressores em noites frias ou dias quentes. Seus acertos são um segredo para mundo do qual fazia parte até tão pouco tempo. Seus erros? Custam caro e são pagos sangue, sofrimento e sanidade.


    Os jogadores são Lobisomens de começo de carreira. Cliché, eu sei. Mas acredito que os primeiros passos são importantes para a criação da persona e um bom momento para todas as peças irem se encaixando. Eu não sei se são poucas vagas. Talvez sejam muitas já que não nenhum jogo de Nwod ou CoD aqui. É provável que eu tenha algumas coisas traduzidas para quem não tem acesso ao material ou não entende inglês. Mas infelizmente não vou traduzir tudo tudo. Nem pretendo usar os dados muitas vezes, mas poderes, habilidades e particularidades de cada personagem serão muito consideradas. Acho que é isso, mas de qualquer forma sempre é possível responder perguntas.
    Erika Monteiro
    Forasteiro
    Erika Monteiro
    Forasteiro

    Mensagens : 1
    Reputação : 0

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Erika Monteiro em Qua Abr 29, 2020 6:45 pm

    bounce Very Happy
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qua Abr 29, 2020 8:00 pm

    Mestre estou aqui! Imbuído de toda minha ignorância e vontade...
    Ankou
    Mutante
    Ankou
    Mutante

    Mensagens : 599
    Reputação : 16

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Ankou em Qua Abr 29, 2020 10:53 pm

    Partiu???!!!
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 10:38 am

    @Dycleal escreveu:Mestre estou aqui! Imbuído de toda minha ignorância e vontade...

    Cara, tem acesso ao livro? Eles só existem em Inglês e eu estou fazendo as traduções dos augúrios. São 5. As fichas a gente faz junto e dá um jeito e os augúrios eu to traduzindo porque é muito mais bem executado na segunda edição, mas as tribos estão bem próximas. Consegue dar uma olhada nelas e ver se alguma te interessa ?


    Aqui embaixo o primeiro augúrio.




    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 10:41 am

    Elodoth

    “Bom, na verdade, não garanto que ele tava aqui roubando alguém” A garota era nova na patrulha. Ela segurava a lanterna sem jeito e ajeitou o quepe azul novinho em folha. “Só nunca vi ele antes.” Glenda fez que sim com a cabeça “Certo, mas a patrulha é isso. A gente não vai prender ele, só vai garantir que ele não é problema.” Estatica explode do radio interrompendo elas. “Ei, Glenda, achei o seu cara.” “Copiado” Disse Glenda. Ela sorriu para a garota, um sorriso frio e faminto que deu calafrios. “A caminho.”
    O meia lua esconde tanto quanto ilumina. Meia luas não são tão enigmáticos quanto seus compatriotas Ithaeur, mas também não deveriam ser já que a maior parte da lua crescente está no escuro. Um elodoth pode ser gregário, charmoso ou esperto. Ou ele pode ser taciturno, paranoico e cheio de segredos. O elodoth é tudo isso em igual medida e é isso que aterroriza os outros lobisomens. Essa é a charada do Elodoth - O que está na metade escura? Lobisomens formulam essa questão assim: Am sa namguli? (“Qual metade é o companheiro de alcateia?, entretanto alguns a traduzem como “Qual metade é a mentira?”)
    O que se assume sobre um elodoth é que ele não vai trair um membro da alcateia, mas quase nada mais é sagrado. Um elodoth não é solitário, entretanto. Na realidade os meia lua são muito sociáveis. Ele conhece todo mundo, se conecta a pessoas de todo tipo. Faz acordos com espíritos de pedra e coelhos e lixo tóxico. Ele nunca perde a oportunidade de estudar e dominar a rede de conexões que une todo seu território, já que nunca se sabe qual fio você vai ter que puxar - ou cortar.
    Isso, infelizmente, tem a desvantagem de fazer o elodoth se sentir pessoalmente desconectado de tudo e todos, com a possível exceção da sua alcateia. A alcateia aprecia o elodoth e sua habilidade de ir a qualquer lugar e se encaixar perfeitamente. O elodoth é o proverbial lobo em pele de cordeiro e ele pode se vestir de pastor, grama e até de briza fresca.
    Da mesma forma, elodoths tem uma reputação de justiça. Eles podem ver dois lados de uma argumentação por seus próprios méritos e fazer julgamentos por qualquer métrica seja necessário. Se essa métrica é o Juramento da Lua o elodoth pode ditar regras ou mediar disputas. Se a métrica são as regras da corte espiritual local o elodoth pode ser um emissário excepcional. Se a métrica forem as leis humanas o elodoth pode ser um ótimo policial.
    A questão é sempre se o elodoth acredita nas leis ou se está usando aquelas leis já que as pessoas a sua volta valorizam elas. É possível que o elodoth seja incapaz de ver uma métrica como superior a outras. A metade da luz é tão boa quanto a metade das sombras. Mas uma coisa é bem clara - A Caçada.
    O elodoth, na caçada, tem uma tarefa, derrubar a presa. Para isso, o elodoth, traz qualquer recursos e vantagens que possa para o jogo. O elodoth com uma barganha com os espíritos do município podem forçar o alvo a um beco sem saída ou um engarrafamento. Numa perseguição na floresta pássaros e esquilos apontam a direção da presa e o solo que era firme um segundo atrás agora é mole e traiçoeiro. O elodoth com parentes na força policial local tem aliados óbvios na caçada sagrada, tanto quanto aqueles que tem gente no departamento de saneamento, nos sindicatos até uniões de taxistas.
    O lobisomem cobra os favores que pode (relativos a importância e dificuldade da caçada, obviamente), e não é nada tímido sobre fazer os sacrifícios necessários para concluir a caçada. Para outros lobisomens essa atitude impiedosa pode ser desagradável e até mesmo sociopática. No fim, todo lobisomem pode matar e mutilar no curso de uma caçada, mas não deixaria seu primo que trabalha na polícia ser despedaçado por uma alcateia de puros só para poder seguir o rastro de sangue. Para o elodoth, no entanto, A Caçada Sagrada é a circunstância onde os riscos, recursos, opções, custos e objetivos todos se alinham em perfeita sincronia.
    A Caçada permite ao elodoth tomar seu lugar afinal e, por algumas breves horas, experimentar a clareza que seus companheiros de alcateia menos “balanceados” sempre sentem.

    Faces

    Juiz: Você sabe a lei. Memorizou o juramento em um dia e aprendeu cada gota de conhecimento tribal que conseguiu encontrar. Não para contar ou recontar histórias - está procurando precedente. Não quer aprender com a sabedoria do passado, mas ver que os princípios que guiam sua tribo continuam intactos. Tem que admitir, mesmo que só para si mesmo, que esses princípios às vezes parecem arbitrários e mais, quanto amor e respeito você pode ter por um sistema que não sabia que existia até agora pouco? Outros o respeitam pelo seu conhecimento e justiça, mas eventualmente vai ter de tomar uma decisão com seu próprio compasso moral e terá de abandonar os princípios que sua tribo ensina. Pode ser que tenha até mesmo que abandonar a própria tribo.

    Embaixador: Sua alcateia é nômade. Não clamam um território. Invés disso caçam sem fronteiras rastreando presas que não podem deixar escapar. Seu trabalho, então, é garantir embaixadas, espirituais ou não. Você convence outros lobisomens a deixá-lo perseguir sua presa pelos seus territórios e faz isso sem incitar a fúria de ninguém. É um camaleão, um ombro amigo ou mentor brutal. Apresenta seus termos da forma que a alcateia vai entender melhor, seja isso um pedido por justiça ou um brusco aviso para que saiam do caminho. Algum dia, porém, vai ser obrigado a cruzar o território de um manipulador melhor que você e será obrigado a largar as suas máscaras em favor do seu eu verdadeiro - e tem muito pouca pratica em ser essa pessoa.

    Arquiteto: Você sabe o que seus companheiros de alcateia estão pensando. Não que possa ler suas mentes com algum dom. Na verdade eles deixam na cara. Você sabe todos os tiques deles. Os vê irritados, com fome ou tristes e pode manipular esses sentimentos puxando as alavancas certas. Claro que seus companheiros de alcateia confiam em você. Não precisa mentir ou manipulá-los todo tempo, mas as coisas rolam bem melhor quando eles seguem o seu plano. O que acontece, então, quando seu plano falha? Ou quando interpreta mal as emoções de um companheiro e depois tem que explicar para ele onde estava tentando chegar? Ele vai te perdoar? Tem um plano para caso ele não perdoe?
    Conexões

    Cahalith: Não dá pra dialogar com essa alcateia. Vai, voce fala com eles.

    Elodoths são manipuladores lógicos e astutos e sabem pensar fora da caixa. Mas nem sempre são bons contadores de história. Não é que eles não entendam o Povo ou seus sentimentos, mas eles não tem um bom senso de narrativa ou instinto de fazer um indivíduo se sentir especial. Para o elodoth, um cahalith foca nos detalhes errados entregando as melhores vantagens e desperdiçando um tempo num monólogo ao invés de dar o golpe final.

    Irraka: Mas que merda, para onde ela foi?

    Luas novas enfurecem os elodoth. O irraka some na noite e normalmente sem nenhum aviso ou mesmo esperar instruções. O bom elodoth aprende a antecipar isso e ter um plano pra quando acontecer, mas mesmo assim, o Irraka deixa os meia luas nervosos. Afinal, o irraka trabalha completamente nas sombras.

    Ithaeur: Eu não doi a minima se é um espirito de assassinato. Fizemos uma promessa, ninguém morre!

    Espíritos operam por leis rígidas e o elodoth respeita isso. O que eles não fazem é permitir que essas leis violem as leis que eles mesmo seguem. Isso pode gerar atritos com o Ithaeur que simpatiza com o ponto do espírito. No entanto, o elodoth considera valiosíssimas as observações do ithaeur quando precisa firmar acordos com as cortes espirituais locais.

    Rahu: Desculpa, irmão. Mas era só você pensar que isso não aconteceria.

    Se o elodoth é a letra da lei o rahu é o espírito. Enquanto o elodoth vive igualmente na luz e nas sombras, o rahu vive pura e inquestionavelmente na luz. O elodoth pode manipular o rahu, como manipula todos os outros, porém é costumam se sentir sujos ao fazer isso. Como se usar sua pureza em seus esquemas fosse inadequado. Porém eles normalmente superam isso.

    Aspecto do caçador: Isolamento. A presa fica sozinha. Os outros de sua estirpe o recusam, pois temem o seu destino. A presa, porém só deseja se esconder e esperar o sol nascer. A sua volta as pessoas fecham as janelas e aumentam o som da TV e ignoram os uivos.

    Dons: Meia-lua, Insight(clareza) e Warding(proteção)
    Pericias: empatia, investigação e politica
    Renome: Honra
    Benefício de augúrio: Escuridão na luz: Um elodoth está sempre ciente da linha entre a luz e a escuridão e com algum esforço ele pode empurrar outro lobisomem direto através dela. Uma vez por capítulo o elodoth pode retirar um outro lobisomem da fúria mortal ou lançá-lo nela.

    Blood Talons: Os meia-lua dos garras sangrentas são peritos em exceções ao Juramento da Lua. Afinal, o Juramento diz Imru nu fir Imru: O Povo não mata o Povo. Mas o Povo claramente mata o Povo e isso deve significar que o Juramento o permite sob certas circunstâncias. O elodoth garra sangrenta é o juiz que condena outros lobisomens a morte - e reconforta seus companheiros de tribo de que isso é justo.

    Bone Shadows: Esses elodoths, naturalmente, aprendem os caminhos dos espíritos e suas cortes. Eles não se focam na ecologia dos espíritos, deixando isso para os ithaeur. Os elodoths dos sombras descarnadas aprendem que espíritos são os dominantes, quais deles tem inimigos e acima de tudo o que os espíritos consideram taboo. Isso permite eles descobrirem o que sua presa nunca vai fazer, lugares em que nunca irá - fatos que o elodoth pode usar para caçar.

    Hunters in Darkness: Elodoth dos aqueles que caçam nas sombras tem um respeito rancoroso para com sua presa, as Hostes. Essas criaturas são, afinal, estudos em dicotomia assim como os elodoth são. Eles são uma gozação blasfema de tudo sob a Lua e dessa forma merecem morrer. Mas isso não quer dizer que os elodoth não simpatizam com a sua situação.

    Iron Masters: O elodoth mestre do ferro conhece a lei humana. Eles trabalham para garantir que os membros da sua alcateia não sejam presos, ou quando o são que sejam liberados logos. Eles também aprendem leis de várias sub-culturas se misturando a gangues de criminosos, mendigos, predadores corporativos e sociedades ocultas durante suas qualquer das suas caçadas.

    Storm Lords: Os senhores da tempestade caçam os influenciados e possuídos, seus elodoths, então, devem aprender o comportamento humano e espiritual também. Ao contrário dos elodoths de outras tribos eles não tentam fazer parte dos círculos de suas presas. Os possuídos retiraram a si mesmos da proteção da lei, tanto humana quanto espiritual. Dessa forma o elodoth Senhor da tempestade é mais descomplicado dos meia lua.

    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qui Abr 30, 2020 10:42 am

    Você tem algum link para eu ver alguma coisa? Livro, edição de fans...
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 11:05 am

    Tenho o PDF em inglês. o idioma é problema?
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qui Abr 30, 2020 11:43 am

    Tem o google tradutor kkkkk. Diz as páginas que devo concentrar para iniciar uma ficha, para pelo menos eu ter uma ideia
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 12:22 pm

    Pag 34 a 50 incluem as 5 tribos e os sem tribo.

    Cada lobisomem tem uma tribo(ou não) e um augúrio(que é uma face e fase da lua que lhe dá um poder).
    A tribo o personagem escolhe. O augúrio o jogador escolhe, mas o personagem não. A face da lua aparente no traumático momento da sua primeira mudança é o seu augúrio.
    Essas são duas das escolhas mais importantes de todas para o personagem. Na minha opinião as primeiras. se for fazer diferença o jogo vai se passar em uma cidade fictícia em uma ilha fictícia dentro do reino unido.

    Tribos:
    Mestres do ferro, Senhores da tempestade, Garras sangrentas, Aqueles que caçam nas sombras e Sombras descarnadas

    Augúrios:
    Rahu(lua cheia), Cahalith (lua gibosa), Elodoth (Meia lua), Ithaeur (lua crescente), Irraka (lua nova)

    Aí no google tem uma tradução feita por fans. mas é bem amadora mesmo. Dá pra ver que não revisaram. (já to trabalhando no segundo augúrio e devo postar amanhã.)

    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qui Abr 30, 2020 12:43 pm

    Ficou muito bom esse primeiro.
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 1:06 pm

    se houver algo que eu possa esclarecer. Não hesite em perguntar, por favor.
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qui Abr 30, 2020 1:13 pm

    Tranquilo, vou precisar muito kkkkkkk
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2258
    Reputação : 52
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por GodsCorpse em Qui Abr 30, 2020 4:45 pm

    Sonho a anos poder jogar WtF 2ed, tenho livro feito de impressões da faculdade xD
    Se tiver um lugarzinho, estou dentro.
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 5:02 pm

    Temos 3 eu acho! Acabei terminando o segundo augúrio cedo demais. então vou postar logo.
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 5:05 pm

    Ithaeur

    “Cê acha, que eu não sei o que cê tá fazendo?” O lobisomem estava gritando. Não tinha mudado de forma ainda, só estava gritando para os prédios em volta. “Eu to te vendo! Te vendo chegando! Eu, vou matar todos vocês!” O lua cheia esperando na saída de incêndio se vira para o companheiro ithaeur “Porque ele não muda?” O ithaeur sorri “Ele acha que mudou, isso é que o que os espíritos tão dizendo pra ele.”
    De todos os augúrios é o ithaeur que passa pela mudança mais dramática entre a vida humana e sua nova existência como uratha. Antes, mesmo que ele acreditasse em espíritos, ele não os via toda hora. Agora, eles estão em toda parte. Tudo tem um espírito e todos estão famintos. Ser um Lua crescente é literalmente nunca estar sozinho. O Ithaeur é sempre observado por milhares de olhos efémeros. Ele tem que aprender a se acostumar com isso, pois não há lugar no primeiro ou segundo mundo sem espíritos.
    O lua crescente então abraça seus muitos companheiros, inclui e reconhece-os fazendo o máximo para viver de acordo com as suas leis. Fazer o contrário seria desrespeitoso e desrespeitar os espíritos pode ser fatal. O ithaeur é um xamã. É posto a parte de qualquer sociedade a que pertença. Ele não mais é humano, claro, mas então acordou para sua existência como uma criatura de espírito. Mas ele não é um espírito e os moradores do segundo mundo fazem questão de lembrá-lo disso.
    O trauma da primeira mudança muitas vezes empurra o ithaeur para tão longe da humanidade que ele se identifica mais com espírito que carne. Muitas vezes esquecendo o melhor é seguir o caminho do meio e ser uratha. Ele age estranho até para um lobisomem, seguindo restrições espirituais que não o afetam e no processo se tornando mais perto dos espíritos do que seria saudável. Isso o torna tanto uma parte importante da tribo e da alcateia quanto um forasteiro.
    O mestre dos espíritos é o lobisomem que outros uratha procuram quando precisam de suas habilidades, mas não é a primeira escolha para uma conversa. Quando falam daqueles ithaeur que agem mais como espírito que carne os lobisomens dizem “Duth thu Uremehir” (Ele nasceu para falar a primeira língua). Ao contrário do que sua alcateia possa dizer sobre ele, o ithaeur tem um papel crucial na caçada sagrada. Quando caçando espíritos a vantagem é óbvia, mas quando caçando presas mais corpóreas é que o lua crescente pode usar ao máximo seus aliados invisíveis.
    Um bom lua crescente pode ver através dos olhos dos espíritos, despertar o espírito adormecido de um objeto para trair seu dono e pegar emprestado os poderes que um espírito tem sobre suas áreas de influência. Ele pode rastrear sua presa usando distúrbios e atividades no segundo mundo como um guia e se realmente quiser causar estrago ele pode convocar espíritos que queiram influenciá-la ou possuí-la.
    Ithaeur são os melhores criadores de fetishes, pois possuem um profundo entendimento da ressonância espiritual: que espírito caberia em que objeto. Também são conhecidos por libertar espíritos presos em fetishes mal feitos ou de baixa compatibilidade ao invés de permitir que esses insultos as cortes espirituais continuem. Isso não os faz subir no conceitos dos possuidores dos fetishes, mas um ithaeur vai preferir angariar favores com as cortes espirituais que evitar a ira de lobisomem.
    O ithaeur é chamado de mestre dos espíritos entre os urathas, mas só um realmente arrogante clamaria o título. Espíritos fracos são fáceis de controlar e destruir, mas os regentes das cortes dos espíritos são como deuses, muito além da capacidade de qualquer uratha comandar. Os patéticos espíritos que eles maltratam hoje, amanhã podem reclamar para suas contra partes poderosas. Um ithaeur que não checa suas proteções e proibições espirituais pode ser arrastado para o segundo mundo e despedaçado. Velhos e poderosos lua crescente são, então, verdadeiros mestres espirituais. Esse reconhecimento, no entanto, não os deixa felizes.
    O território do ithaeur é a sabedoria: aprender mais sobre os espíritos, uratha, o sobrenatural, fetishes ou qualquer que seja o caminho do lobisomem para mais mistérios. Um antigo ithaeur escondido em uma cabana no meio da floresta com encantos pendurados para todos os lados e décadas de símbolos de proteção rabiscados no chão nunca se chamaria de mestre dos espíritos. Ele diria a mesma coisa que um ithaeur novato: Os espíritos são perigosos e merecem respeito.
    .

    Criador de Fetish: O casamento entre matéria e carne é o seu território e você é um verdadeiro artista. Fazer um fetish não é só questão de jogar um velho espírito em uma faca e rezar para dar certo. O espírito tem que ser preparado, ou cuidadosamente convencido a se doar para o fetish ou espancado e coagido até perceber que não tem escolha. Seus fetishes podem um dia o tornar muito bem respeitado entre os Uratha… e lhe render uma reputação de escravagista entre os espíritos. Consegue viver com isso?

    Ritualista: O papel do ritualista é mais do que ser o lobisomem que lidera a execução do ritual. É o mais perto que os uratha tem de um sacerdote. Você tem parte dessa vocação, executando rituais e oferecendo conselho espiritual. Mas diferente dos sacerdotes humanos que são, apenas um intermediário, você pode realmente falar com o que não se pode ver. Claro que, quando urathas procuram a sua ajuda eles estão sendo perseguidos ou esperam ser feridos por espíritos e não sofrendo uma crise moral. Mas a analogia se mantém. Você aprende novos rituais e até age como mentor e professor para parentes ritualistas.

    Caçador de Espíritos: O xamã é conselheiro e um tanto doido. Você é um caçador e sua presa não sente dor ou sangra. As vezes ela nem entende o que é a morte. Sua presa é a mais perigosa de todas e você a caça… porque? Pode ser pela glória, ou talvez limite suas caçadas a espíritos que tenham sido realmente destrutivos. Mas pode ser que você seja o mais raro dos ithaeur, um lua crescente que odeia os espíritos e deseja, secretamente, selar o segundo mundo e guardar a chave debaixo do travesseiro.

    Faces

    Cahalith: na história, qual era a cor do vestido dela? Corram!
    O Ithaeur olha para o cahalith, certo ou errado, como repositórios de conhecimento ancestral. Um lua crescente conhece os espíritos, verdade, mas ele tende a focar nos espíritos que ele encontrou ou que provavelmente vai (teme) encontrar. O cahalith sabe historias sobre espíritos de todo mundo e deveria, dessa forma, conhecer suas restrições flagelos, mesmo que não saiba que sabe. Claro que com alguma pratica o cahalith pode começar a inventar suas próprias histórias.

    Elodoth: Quer que seja simples? Vê se cresce.
    Espiritos operam por leis rigidas, mas ecologia espiritual é mais importante. Essa ecologia é densa e labiríntica e os ithaeur já viram uma penca de meia luas dando ataque quando espíritos violam suas próprias leis e acordos por alguma exceção geográfica ou cronológica.

    Irraka: Deixa de bobeira. Eles tão te vendo.
    Mesmo irrakas sendo perseguidores supremos eles às vezes esquecem dos espíritos completamente. Ithaeur são rápidos em lembrá-los que existem espíritos de furtividade que sabem onde eles estão simplesmente por estarem sendo furtivos. Se esconder de um espírito significa entender o que ele não pode ver, considerando isso, o Ithaeur estará feliz em ajudar seus irmãos lua nova.

    Rahu: Desculpa, eu não me meto, então. Sò me chama se quiser vencer a luta então.
    O Rahu investe direto para a batalha, presas para fora e um rosnado de fúria em suas gargantas. Isso funciona perfeitamente em qualquer coisa com corpo, mas não é a melhor tática contra espíritos. Rahus experientes aprendem a perguntar para o Ithaeur antes, porém os mais novos costumam ser derrotados- ou assistem suas presas escaparem se desincorporando- por insistir que proeza marcial é o bastante.
    Aspecto do caçador: Mistico. A presa pode não ver os espíritos claramente, mas pode ouvi-los e senti-los também. O alvo da caçada se afasta de áreas de ressonância espiritual, se volta para superstições e acaba com os próprios sentidos o traindo. Usado em um espírito o efeito basicamente o mesmo, exceto que o espírito sente o mundo material.

    Dons: lua crescente, elemental e shaping( moldar)
    Pericias: Empatia animal, medicina, Ocultismo
    Renome: Sabedoria
    Beneficio de augúrio: Uivo espiritual: O lobisomem tem um lugar na ecologia espiritual. Na maior parte ele ocupa o espaço de predador dominante e com algum esforço, um ithaeur pode clamar essa posição. Uma vez por capítulo o lobisomem uiva, e mesmo não sendo possível ouvi-lo no mundo material reverbera pelo segundo mundo. Espíritos de hierarquia inferior adormecem, se escondem ou fogem, enquanto espíritos mais poderosos evitam o lobisomem por respeito. Aliados da alcateia ou do totem tribal podem até vir prestar auxílio, mas ninguém deveria contar com isso. Somente espíritos que são diretamente hostis para a com a alcateia não mostram qualquer deferência.


    Blood Talons: Mestres espirituais dos garras sangrentas caçam os totens de seus alvos. Uma vez que seu totem é destruído a alcateia normalmente segue o seu destino. Esses ithaeur muitas vezes caçam totens que se tornaram transgressores com a destruição ou corrupção de suas alcateias enquanto alguns se especializam em lobisomens que perderam tanto de sua harmonia que estão presos no segundo mundo.
    .

    Bone Shadows: Os Ithaeur dos sombras descarnadas são, é claro, os mais temidos dos mestres espirituais. Treinados por sua tribo e escolhidos por Luna para serem xamãs, eles tem muito conhecimento a sua disposição. As expectativas para tal pessoa são correspondentemente altas; luas crescentes Hirfathra Hissu que não se sustentam sozinhos contra um espírito são um grande embaraço para sua tribo.

    Hunters in Darkness: Esses ithaeur vigiam seus territorios bem de perto procurando sinais de algo errado. Eles patrulham seu território procurando por mudanças no segundo mundo que indiquem invasores, uma mudança na maré do mundo espiritual ou, o pior de todos, a presença das hostes.


    Iron Masters: Humanos geram e fortalecem espíritos com frequência e tendem a fortalecer espíritos conceituais. Os ithaeur Farsil Luhal limpam bem depois de cada caçada, garantindo que pegaram todos os espíritos de assassinato, medo ou vingança que sua presa ( ou seus aliados) tenham criado.

    Storm Lords: Os luas crescentes dos senhores da tempestade trabalham duro para eliminar os possuídos antes que cheguem ao seu estado final. Isso significa que as vezes eles matam pessoas que sejam bons candidatos para serem possuídos, para eles é melhor que morram humanos do que sofrerem a agonia de se tornarem duguthim. Eles também caçam espíritos que mostrem interesse ou inclinação para possuir pessoas, porém como eles determinam isso é um mistério.
    Faor
    Tecnocrata
    Faor
    Tecnocrata

    Mensagens : 396
    Reputação : 10

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Faor em Qui Abr 30, 2020 5:41 pm

    Estou por aqui lendo também... um pré-candidato! Você colocou um link do livro, mesmo em inglês?
    Wordspinner
    Mestre Jedi
    Wordspinner
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1070
    Reputação : 43

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Wordspinner em Qui Abr 30, 2020 7:27 pm

    Você foi rápido demais. Eu achei na internet a versão "traduzida". Mas mesmo não tendo sido rápido o bastante, aqui está.

    O primeiro link é para o em inglês e o segundo link é para o "traduzido".

    https://drive.google.com/file/d/1mU3zwqFUmdRUN8lI1eVt9ZJ46y2Ee_Tp/view?usp=sharing

    https://drive.google.com/open?id=1JChL1c9tcNqUGtsDrjQz3GH7uqin9LQt

    Boa leitura pessoal!
    Dycleal
    Semi-Deus
    Dycleal
    Semi-Deus

    Mensagens : 7443
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Dycleal em Qui Abr 30, 2020 8:04 pm

    Mestre, dei like nos dos post dos augúrios, agora sua reputação subiu para 2
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco
    GodsCorpse
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2258
    Reputação : 52
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por GodsCorpse em Qui Abr 30, 2020 9:31 pm

    @Wordspinner escreveu:Você foi rápido demais. Eu achei na internet a versão "traduzida". Mas mesmo não tendo sido rápido o bastante, aqui está.

    O primeiro link é para o em inglês e o segundo link é para o "traduzido".  

    https://drive.google.com/file/d/1mU3zwqFUmdRUN8lI1eVt9ZJ46y2Ee_Tp/view?usp=sharing

    https://drive.google.com/open?id=1JChL1c9tcNqUGtsDrjQz3GH7uqin9LQt

    Boa leitura pessoal!

    Meu coração explode de alegria
    Conteúdo patrocinado


    Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas Empty Re: Sangue sob a sombra da Lua  - (Werewolf the Forsaken 2E) 06 vagas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Nov 25, 2020 10:18 pm