Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Francis James Welsh

    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1842
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por GodsCorpse em Ter Set 01, 2020 4:45 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz fechado, escondendo o peito desnudo. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    - Perguntando de mim e do Joe?... Dá para ver que é gente ruim meu caro. Aposto que não tem carteira para peça que tem.


                   

    A chegada do rapaz com sangue de parente foi notada pela primeira fungada que Franco fez. Primeiro pensamento "Que merda". Segundo, quando ele tirou as luvinhas e os óculos, "Boiola". Não que fosse um homem muito nervoso, mas Franco sentiu um gelar na espinha bem de leve e engoliu a bebida que Nick serviu para ele. Passou o dia numa situação bosta e agora vem um parente para pegar ele. Ele nem tava em casa.


                   

    Foi se acalmando ao pensar que certamente não era alguém da Legião de Sangue, o que implica ao menos que vão ter a cortesia de perguntar primeiro que merda estava fazendo ali. O desdém do puto mostrava que ele sacava do que havia acontecido, e Franco nem fez questão de responder do tiroteio.


                   

    - Ô porra, tava esperando mesmo meu chofer com um drink. Heheh... Perdão. Tem razão, tô dois drinks já longe de dirigir para onde preciso ir. Consigo carona com um brother? - o "brother" sendo ele. Onde guiasse, ele iria, não iria se incomodar. Como ele disse... falta pouco para uma reunião.


               

           
    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por Wordspinner em Ter Set 01, 2020 6:01 pm

    "Adoraria te levar. Mas preciso recolher informações, caso contrário... Melhor eu nem descobrir." Ele sorri algo sem emoção. "Laura está chegando a qualquer momento e vai lá bater na sua porta. Não deixaria ela esperando." O dono do lugar observa de longe enquanto cochicha com outro cliente. Lá fora o transito vai ficando mais apertado com o fim do horário comercial. Já Nicky parece ter decido algo enquanto coloca de volta suas luvas e os óculos e vira para a sáida. Do outro lado o mesmo cliente que te mostrou o vídeo agora está dizendo "... eu juro! Filmei tudo aqui...".

    Os passos do parente, lentos e cadenciados, como se ele acompanhasse uma músíca só dele. No rosto o mesmo sorriso frio que deu para Francis.

    Coincidentemente a caminhonete vermelha velha de Laura para na frente do prédio de Franco nesse exato momento. Ela desliga o motor, meche na marcha e puxa o freio de mão. Porém, ao invés de sair do carro, ela confere o relógio e pega um livrinho de palavras cruzadas.
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1842
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por GodsCorpse em Qui Set 03, 2020 10:19 am


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz fechado, escondendo o peito desnudo. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Quando Franco ouve o moleque com o vídeo choramingando como seu vídeo tivesse sumido, Franco fica boquiaberto com o truque do malandro - Seu safado filho da mãe... - sussurrou para Nicky, mesmo com seu jeito seco e frio dele. Laura chega com a caminhonete e Franco acena para o "aviador" - Te devo, brother.


                   

    Sem muita cerimônia, Franco balança a cabeça para Nicky e salta para traseira da camionete, mas a mão escorrega e ele cai de barriga. Sem perder a animação, ele vai com a cabeça até perto do vidro do motorista e manda - Pronto quando estiver. - com maior sorriso no rosto.


               

           
    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por Wordspinner em Qui Set 03, 2020 7:20 pm

    Nicky nem reage ao comentário de Francis. Quase como se não tivesse ouvido. Mas tinha... ou era meio surdo.

    Quando Francis coloca a cara na janela Laura xinga alto quase pulando para fora do carro. "Putaquepariu!! Ca-Ra-Lho!!" Ela respira fundo tentando se recuperar do susto e procurando a revistinha que deixou cair em algum lugar. Depois disso ela não fala mais nenhuma palavra com Francis e parece não saber dirigir pelo tando que aquele carro pula e passa em buracos. Quando ela finalmente para parece feliz e satisfeita. Francis espera estar no lugar da reunião, mas percebe que está na beira da praia. "Quando terminar de se lavar é só subir por ali." Ela aponta para uma área verde cheia de arbustos que parecem espinhosos. Ela parece ler os seus pensamentos porque logo depois "Dizem que eles mostram o caminho. Você vai saber melhor que eu, né?" Ela não sorri, mas quando olha para o mar parece satisfeita.
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1842
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por GodsCorpse em Sex Set 04, 2020 8:00 pm


        
           
           
        

               

               

    Franco está trajando um casaco longo preto de couro de capuz fechado, escondendo o peito desnudo. Veste também uma calça do mesmo material do casaco e botas escuras.


                   

    Ficha


               

           

               

                   

    Ou Nick era meio surdo ou estava se esforçando para não se importar. Franco não gostou e fez beicinho na hora da saída. Não gostava de ser tratado como ele tratava Joe, não que percebesse.


                   

    - Pô Laura, desculpa ae... Sacomé Cachorro animado heheheheh... - Franco se deitou na traseira e deixou o fluxo do transporte o levar... Mas como a desgraça não sabia dirigir direito, o Uratha questionou se mesmo com a regeneração, isso não faria um estrago na coluna dele. Levantou animado quando parou o veículo, mas se decepcionou ao ver a praia. Era óbvio que era o fedor de sangue na roupa que fez ela largar ele ali. Francis bufou e seguiu para se lavar, tirando a roupa.


                   

    - Pode ser tentador, mas é melhor não olhar. - falou ficando de bunda de fora. Lavou os lados das roupas e só apertou as vestimentas para tirar o grosso, tendo lavado apenas o lado que desceu sangue da calça. Um saco de qualquer forma andar com aqueles trajes, mas fez.


                   

    Terminado, fez o caminho pelos arbustos, seguindo o nariz.


               

           
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade
    GodsCorpse
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1842
    Reputação : 36
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por GodsCorpse em Seg Set 21, 2020 12:07 am


        
           
           
        

               

               

    Franco está sem camiseta e com uma calça jeans preta.


                   

    Ficha


               

           

               

                   
                   

    Franco acorda mais tarde que todo mundo, deitado sobre o sofá com uma lata de cerveja deitada na barriga e se levanta rápido. Já havia passado da hora. Como havia acertado da primeira vez que veio ao território, estava com o quarto próximo da mesa de sinuca. Primeiro parte da rotina, olhou para de baixo da cama e verificou as tábuas de madeira que escondiam sua mochila de dinheiro: tudo ali e tudo certo. Eram as economias dos pequenos serviços do passado que se acumulavam em um bom valor que cuidam dele no dia-a-dia. Pegou um pequeno maço e olhou a seleção de roupas no armário: regatas de "batedor de esposa", camisetas de "deixei de ser gordo" (que não eram dele, nem lembra de onde conseguiu) e sua jaquetinha de couro preta alongada que tanto amava. O dia estava frio, então optou pela camiseta vermelha que tinha escrito "BIG DADDY"e ficava um pouco folgada nos braços e juntou um rayban que tinha guardado numa caixinha especial.


                   

    Essa noite não seria uma de serviços - fazia bico de bouncer em alguns lugares, era mula ou peso para alguns caras quando Joe tava na rodada, mas deixou esse espaço a um tempo já: a prisão e as surras ensinaram isso... e a primeira mudança ainda mais. E o dinheiro guardado cobria o resto. Durante umas semanas, ficou meio de tocaia na própria casa para sacar se os caras que haviam caçador ele ainda estavam lá para pegá-lo e pouco a pouco - com a ajuda do nariz -  conseguiu juntando os muitos nadas que ele tinha para poder fazer residência permanente no território dos Algozes.


                   

    Agora, com o tempo livre, podia ser o que quisesse dentro do território. Pegou a latinha de cerveja da geladeira e se serviu olhando para as pedrinhas na areia escura e ali terminou o dia.


                   

    Mentira. O dia de um Uratha nunca tinha fim.


                   

    Terminado a bebida, esmagou a latinha entre as palmas e seguiu para seu primeiro destino. Como há as várias tarefas com os contratos, precisava manter as ruas bem ajustadinhas. Connor confiou nele a ideia de manter elas sem acidentes e isso que Franco fez a primeira parte da ronda: pegou rua a rua e anotou num bloco de notas onde havia problemas. "Cada grafite bosta", pensou. Havia visto uns moleques com umas latinhas de pichar no chão ao lado e já chegou gritando como um vagabundo bêbado, que foi suficiente para afugentar eles. Adorava. Riu que nem um desgraçado depois. Anotava lugar, anotava os defeitos e quantos dias para a próxima lua cheia.


                   

    No caminho passou perto do Caneco e deu uma mijada na porta de trás para o próximo que saísse pisasse e deu o dedo do meio quando foi embora, para quem quer que pudesse ver. Lobos montados em parede deixava Franco puto. Aproveitou o tempo para fazer o maior caminho pelos bosques, cantando a canção de ninar do Caminhante Noturno. Por um momento, levou o cagaço de estar com o celular no bolso, mas havia esquecido na outra calça - Fosse um milenial, taria todo cagado sem celular. Né Caminhante.... - voltou à canção e fazia questão de se atentar às árvores, cuidando marcas e especialmente qualquer lixo. Os primeiro que encontrou, levou no braço, mas depois, juntou um saco de lixo de um restaurante próximo (e deixou o lixo deles no chão) e saiu correndo para juntar o que tinha nos bosques. E tinha prazer nisso. Quanto mais tempo no lugar selvagem, mais se sentia em casa. A associação que fazia na cabeça era com o fato de ser Uratha, mas algo dizia que era seu lado humano, das paredes da prisão, do pai nojento. O pai dele não é lobo, então a mãe é e ela saiu para fazer o melhor para vida dela aí por fora. Provavelmente ela ia gostar de estar no que está agora.


                   

    Foi quando terminou a ronda que sentou para pensar: ele não tinha ambição. Não queria sair dali ou fazer algo mais. Tudo que queria era ser respeitado. Engoliu esse pensamento e se levantou para dar mais uma ronda. As pessoas que importavam era ele.


                   

    Parou dentro do Caneco, sentou em um banco e pediu um copo de whiskey, deu uma fungada, olhou a clientela e voltou para frente - Que cheio de bunda mole aqui.


               

           

    Experimentando um pouco. Vamos ver onde isso leva. Qualquer coisa, levamos Franco para outros lugares.
    Wordspinner
    Troubleshooter
    Wordspinner
    Troubleshooter

    Mensagens : 814
    Reputação : 27

    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por Wordspinner em Qua Set 23, 2020 6:43 pm

    Ninguém conseguiu achar Franco ali. Talvez ainda estivessem procurando seu traseiro branco em algum lugar mais sujo e pobre.

    Eles correram desesperados para longe. Os pés de Franco esmagam cacos de vidro da lâmpada que eles quebraram no poste. Um bêbado menos confiante ou assustador poderia enfrentar problemas, mas ali até os marginais vinha de boa família e a maioria não sabia o que fazer numa situação assim. O caderninho amassado guarda os rabiscos para poupar a mente do uratha. A lua no céu é um gordo sorriso brilhante. Poucos dias para lua dos gritos.

    Franco escreveu:Fosse um milenial, taria todo cagado sem celular. Né Caminhante...

    A aprovação do totem é palpável. Um medo frio e familiar. A canção se torna uma cena depois da outra nos pensamentos do uratha. O totem também gostava de histórias. Ele gostava de como a escuridão da noite assustava os humanos e tudo que é vivo.

    Franco escreveu: Que cheio de bunda mole aqui.

    Para sua surpresa o atendente sério do caneco sorriu e um velho que sempre estava parado no bar também. "Antes a gente caçava esses porras e botava na parede. Agora é só um bando de bunda mole mesmo. Não caçam passarinho." O velho nem falava com ele. Olhava para um lobo na parede e mesmo assim através dele. Olhava pro passado. Lugar horrível de se olhar. Mas falava alto, como se fosse o dono da razão. Talvez só se sentisse mais forte tendo quem concordasse com ele. A voz do velho confirmou o que algumas pessoas se perguntavam em silêncio. Franco via escrito nas sobrancelhas franzidas e nos olhares desconfiados. "Ele falou isso mesmo?" Era o que deviam estar pensando. Um homem grande lança um olhar hostil, faz sinal para o atendente e diz, numa voz grande e grave "Põe um whisky na minha conta pro velho senil e um copo de mijo pro irlandês que caiu do cu de bode." Umas risadas, mas não muitas. A maior parte das pessoas olha para Francis como se esperassem algo. Como se fosse a vez dele agora.
    Conteúdo patrocinado


    Francis James Welsh - Página 4 Empty Re: Francis James Welsh

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Dom Set 27, 2020 5:05 am