Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Enseada Esmeralda- Território

    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1420
    Reputação : 55

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Ankou Sab Ago 08, 2020 3:19 pm







    PThwhox.png

    A face do Uratha era de total confusão - сука блять – As palavras saiam quase que num reflexo em um tom baixo e não soava como inglês, Ethan era confuso, não entendia metade do que ele falava – Todo mundo respeita as cortes espirituais, geralmente quem não faz isso termina morto ou maluco. – Não questionaria os métodos do cara, só parecia curioso e confuso ao mesmo tempo, não tinha ideia do que diabos ele ia interrogar. Talvez ele tivesse se precipitado um pouco. - Em todo caso, foi mal, mas ceis entenderam que é melhor não atravessar pra lá. - as ultimas palavras soavam como um aviso amigável.

    Shaw escreveu: Aquilo carregou o corpo de uma menina para o segundo mundo. Wendy...

    A cabeça entrava num delay, tava cansado, cansado pra caralho, mas os olhos se arregalam com um certo atraso quando ele se recorda das palavras recém ditas por Shaw. – Lobo de fogo? Saporra era um puro, puta que pariu, um puro da ultima treta, isso deve ter mais de cem anos. Ainda bem que nem tu nem Amy foram atrás desse troço, por que se for o que eu to pensando que é, hoje nem ia ser churrasco, ia ser funeral, melhor deixar essa coisa perdida onde ela tá, pelo menos por enquanto. – respirou fundo. – Ela tá quietinha por um século, mas quando ela ver os brothers dela pintando por aqui, pode ter certeza que não vai, isso não é trabalho pra um Rahu sozinho não, nem dois, é trabalho pra uma alcateia inteira e com sangue no zói.

    Franco escreveu:- Esse totem deles tá de brincadeira. Mas ele é o rei da pilha errada mesmo.

    - Ele não é nem rei, ele é a pilha errada. Os caras tão em outro nível sim, não vou dizer que todos estão, Asia sabe o que faz, o Jay tá mais inteirado que a gente, mas ele ainda tá início de carreira, Richard e Amy tão cascados, mas Sebastian tá em outro nível, quero nem ver o dia que ele descer do salto, é merda certa... Dos caras ele foi o único com quem eu não treinei alguma coisa, isso quer dizer que ele tá ocupado demais pra fazer o trabalho sujo, tá botando presa em cima de presa na lona, e provavelmente não tá correndo na frente por que ele não quer ser o para-raio político da alcateia. Mas isso sou só eu fazendo suposições, baseado na minha percepção e medição dos caras. – Dizia como se aquilo fosse mais uma opinião do que uma verdade em si. – Mas eles lidam com ele por que tem um acordo, o bicho não afeta eles do jeito que afeta o resto, ele coopera com eles, mas isso quer dizer que ele tenha que ir com a nossa cara, ou que ele não tenha os caprichos dele, mas ele é forte e deu pra sacar que é caprichoso, os Uivadores devem ser bem dedicados a ele.

    Franco escreveu: Agora, você falar gigantão de gelo te tirar os dentes... Heheheh. Grave hein.

    - Grave não, espíritos, eles tão em outro nível, foi uma Siskur-dah...  – ele afasta a manga da jaqueta e mostra com um certo orgulho a marca nas costas da mão direita, “Glória”Ele que me permitiu conquistar isso aqui, Iverno Implacável, Axel tava comigo lá, o bicho era capirotesco, mas era encarar ou pedir pra sair... Fiquei com a primeira opção. – dava um sorriso orgulhoso.

    Franco escreveu:Tio Franco sério agora, compartilhar família entre as alcateias não deve rolar, né?

    Ele ri da piada das primas, mas fica sério logo depois. - Não gosto muito de entrar nesse assunto não, é que tipo eu já me acostumei, mas pode ser estranho pra quem tá de fora. Tu renasce quando vira Uratha, o Franco que tu conhecia morreu, a nível de DNA, não importa, você poderia comer a tua irmã, vai nascer um bebê saudável. Minha família é grande e incentiva reprodução entende? Mais sangue do lobo, mais possíveis Urathas e isso agrada o juramento, Luna fica satisfeita. No fundo a gente sabe que o lobo é isso, território, reprodução, caça e juramento, tem um monte de véi que ditam as regras de como as coisas funcionam, meu vô aqui em Dover, meu tio em Sparhall, meu tio vô em Londres, e a família é maior na Irlanda e Escócia, ninguém faz segredo dessas coisas também não, não dos Uratha pelo menos, ninguém liga, a maioria não pergunta também. Agora se casar é hora de parar com a  vida de putanheiro e fazer um time de futebol de Mclearys, eu escapei dessa porra, por pouco, minha mãe deu sorte de escapar. – As palavras eram honestas – Mas se tu se agradar de uma galega do meu sangue, te arranjo facinho um casório, quando tu achar que é hora de sossegar e agradar o juramento botando uns bacuri no mundo. – Havia uma certa satisfação no rosto de Connor, pareceu sonhar acordado por um tempo. – Na moral, eu ia curtir que amanhã fosse a gente num churrasco cheio de crianças nossas, em tempos menos complicados. - Pigarreu e decidiu que devia dar uma dica a Franco, e pra quem mais quisesse prestar atenção nele. - O sangue do lobo é livre, essa coisa de juramento e território só se aplica a gente, por isso eles são politicamente importantes pra alcateia, eles podem entrar no território dos Uivadores pra mandar um recado e foda-se satisfação pra eles entende? A gente não... - Sorriu de maneira maliciosa - Se pisar no território dos outros é tapa na cara e chute no saco, mas isso se aplica a eles também no nosso território - a expressão voltava ao normal - É claro que a gente deve ser mais tolerante com o pessoal do protetorado e exigir satisfações, com a Legião a gente pode oferecer a mesma cortesia, mas a gente não é obrigado. - Dava de ombros, tinha soltado as informações, muitas informações, talvez até demais pra eles absorverem tudo em apenas um dia, mas era didático, parecia realmente empenhado em deixar a alcateia girando como engrenagens bem lubrificadas.


    - Ah sim, já ia me esquecendo, o nome do moleque é Marco, ele é um refugiado, foi salvo daquele naufrágio de imigrantes ilegais que rolou uns tempos atrás. - Ele dava as peças a Axel e Franco, se levantava e espreguiçava-se de novo. - Bora lá na casa, vamo ver o que o Xeroque Holmes aqui descobre. - falava com a voz sonolenta, a verdade que tava doido pra terminar aquilo logo e ir dormir.

    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 8038
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Dycleal Sab Ago 08, 2020 6:07 pm

    Ethan sente que seus companheiros estão um tanto confuso com o seu trabalho e olha ao redor procurando algo que possa trazer informações relevantes e educativas para que seus irmãos aprenda a forma como pode ajuda-los e seu olhar cai sobre a boina na mão do Shaw e diz para ele: - Edgar, você pode deixar eu dar uma olhada na sua boina um momentinho? E depois que estiver com a boina na mão, pergunta: - O que você gostaria de perguntar para a boina, afinal ela estava presente em momentos importantes do seu dono e pode nos revelar esses momentos pela sua ótica...
    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 8038
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Dycleal Sab Ago 08, 2020 6:07 pm

    Ethan sente que seus companheiros estão um tanto confuso com o seu trabalho e olha ao redor procurando algo que possa trazer informações relevantes e educativas para que seus irmãos aprenda a forma como pode ajuda-los e seu olhar cai sobre a boina na mão do Shaw e diz para ele: - Edgar, você pode deixar eu dar uma olhada na sua boina um momentinho? E depois que estiver com a boina na mão, pergunta: - O que você gostaria de perguntar para a boina, afinal ela estava presente em momentos importantes do seu dono e pode nos revelar esses momentos pela sua ótica...
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Faor Dom Ago 09, 2020 2:23 pm



    - Perguntar para a boina? Caralho, você tá ligado que essa porra era da minha mãe que até algumas horas atrás não tinha caceta nenhuma de ligação com a Luna, não é? Não na minha cabeça de moleque, pelo menos. - Ele oferece a boina mas tem ódio no rosto. Não do Ethan, mas foda-se, ele é que está na reta. - Elizabeth Shaw - Uratha, parente, o quê? - As palavras saem emboladas, com alguma raiva quase babando. - Rapaz, Azdeh-Ur merece pergunta também, não é? Mas diz aí... é hora para isso?


    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 8038
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Dycleal Dom Ago 09, 2020 4:03 pm

    Ethan pega a boina e faz uma reverência de agradecimento e sorri, e explica: - Vou lhe ajudar, preciso de uma pergunta objetiva e que a boina possa responder, nela tem um espírito que vou despertar e perguntar algo que ela viu e consiga entender o suficiente para me falar compreendeu? Tem algo sobre a morte da sua mãe que você queira esclarecer? Seria uma boa ideia de pergunta...E fica olhando para o Shaw de forma expectante.
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2788
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por GodsCorpse Dom Ago 09, 2020 5:01 pm


       
           
           
       

               
                  
    Shaw escreveu:Não doutor Francys, não não. Eu devo ter atropelado a história. O lobo de fogo parece como a gente, fede igual. Nunca vi a figura. A bizarrice é muito mais alienígena.
                   
    Connor escreveu:Lobo de fogo? Saporra era um puro, puta que pariu, um puro da ultima treta, isso deve ter mais de cem anos. Ainda bem que nem tu nem Amy foram atrás desse troço, por que se for o que eu to pensando que é, hoje nem ia ser churrasco, ia ser funeral, melhor deixar essa coisa perdida onde ela tá, pelo menos por enquanto.
                   

    - Tá tá, saquei... Mas quietinha ela não deve estar não. Ela tá vindo e tá vindo com a Coroa. - Franco coça a barba - Tá, mas assim, 100 anos, Lobo de Fogo e essa coisa são coisas diferentes e deu o azar que a Wendy é filha do Ashega, isso? Chance do FDP estar raging por aí então atrás da filha morta? Não? Daria uma boa história: Puro tem filha levada por monstro, virando a a sede de vingança. Um caminho pavimentado em sangue por uma alma inocente perdida, virando um exemplo, chamando atenção dos Puros ao seu redor. É isso que eles precisam: um guerreiro sem nada a perder. Um líder destemido cujo corpo põe à frente da luta. O Lobo que anda pelas chamas, sem medo de estar queimado!! - se deixou levar pela narrativa, chegava a sorrir - Não sei vocês, mas rolar na lama com esse desgraçado seria divertido. De uma maneira heroica claro. Heheh.


                   

    - É... Mas 100 anos o irmão deve estar vivo ainda. E voltando. Voltando com vermes e moscas para essa região aqui.


                   
    Connor escreveu:- Mas eles lidam com ele por que tem um acordo, o bicho não afeta eles do jeito que afeta o resto, ele coopera com eles, mas isso quer dizer que ele tenha que ir com a nossa cara...
                   

    - Pô, deve ser lucro para ele iniciar uma briga nas alcateias até. Vocês dois que chamem as minas de vocês pra cá. - abria o braço em direção do Edgar e do Connor - Não piso lá.... Se bem que a Olena é gatinha. - não havia prestado atenção nos momentos do Axel com a garota, então deixou essa solta no ar. Mas no fundo, não tinha interesse real. Fofa demais para o Lobo Mau.


                   
    Connor escreveu:... foi uma Siskur-dah.
                   

    Fechou o sorriso e nem brincou mais. A caçada era sagrada.


                   

    Connor foi em detalhes da família e Franco estremeceu - O Lobão que me livre de um casório! Heheh.. Mini-Francos vão ser tudo uma família de bastardos lobinhos zoeiros e brincalhões, pode apostar nisso. - se conhecesse a figura, compararia como o "Mr. Catra Uratha" - Mas sabe, nem lembro da minha mamis. É bem capaz de eu foder uma meia-irmã por ai se tiver o azar.


                   
    Connor escreveu:... o nome do moleque é Marco, ele é um refugiado...
                   

    - Pária da sociedade, meus favoritos. Boris não vai pegar ele não. - Franco já ia se levantando para sair quando Ethan começou chamar atenção do Edgar, então sentou de novo. Queria ver o truque.


               

           
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5255
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Bravos Dom Ago 09, 2020 6:49 pm




    Axel Brown

    - Você disse Wendy? - Aquele nome apitou na sua cabeça quando Shaw o repetiu. - Você viu quando Rebecca estava aparentemente alucinando. Ela disse que Wendy estava perdida, mas que estava ali conversando com ela. - Jogou a informação como um reflexo. Não sabia muito mais do que isso. - Aparentemente ela pode conversar com espíritos.

    Quando Connor falou que não deveriam entrar na Hisil sem ter um totem, Axel apenas assentiu. Não tinha cacife para questionar aquilo. Ele teria que se aplicar. Sentia-se debilitado por não dominar aqueles assuntos. E essa era a enésima vez que sentia aquilo no dia. Podia escutar Sebastian dizendo 'Não ande pela sombra, Axel'.

    Franco falou de Olena se seus olhos se levantaram até o cahalith. Tinham a dureza de um animal marcado território. - Eu tô cercando a garota. - Nem havia se reconhecido com tamanho bairrismo, mas também não poderia dizer que nunca havia sido territorialista. Aquilo só aumentou com a primeira mudança.

    O assunto foi até os parentes e Axel concordou. - Posso fazer amizade com o garoto. As crianças também adoram do tio Franco. - Riu-se como se não houvesse olhado para ele há alguns momentos atrás com instinto assassino. - Mas esses dias irei na Twin Pines para falar com uns possíveis empregados pra empresa, posso aproveitar e marcar um passeio com o garoto. - Não tinha certeza se tinha parentes, mas imediatamente pensou em sua mãe. - Não sei se minha mãe tem sangue do lobo. Mas queria tê-la ao alcance da mão. - Comentou.

    Ethan propunha perguntar ao espírito da boina alguma coisa. Era esperado que ele tivesse essas capacidades. Axel opinou apesar de não ter certeza: - Talvez peça para ele contar quando e como ele foi marcado com esse nome.






    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1420
    Reputação : 55

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Ankou Dom Ago 09, 2020 8:20 pm






    PThwhox.png

    Ele se manteve em pé, enquanto observava Shaw e Ethan numa das interações mais estranhas que já tinha visto na vida, conversar com objetos lhe parecia tão absurdo quanto falar com Papai Noel, a verdade é que ficava impressionado que aquele tipo de coisa existia, mas decidiu continuar como um observador e dar seguimento a conversa com Franco e Axel.

    Franco escreveu:- Tá tá, saquei... Mas quietinha ela não deve estar não. Ela tá vindo e tá vindo com a Coroa.

    - Não é da competência de um Rahu contar histórias sem propósito – Axel possivelmente reconheceria aquelas palavras,mas era a Franco a quem ele se direcionava – Então não leve como verdade o que eu vou falar aqui, mas é uma possível pista sobre isso se tu quiser se aprofundar. – passou os dedos no bigode e acariciou a barba - Nenhum Uratha filho da lua que se preze ia nomear qualquer coisa relacionada com fogo, isso pra mim é coisa dos Izidakh. Há muito tempo atrás quando tudo era mato, quem mandava na porra toda por aqui era uma tal de Rainha Negra, uma Meninna, eu não sei se meu avô tava por aqui, se ele correu com ela, mas ela conseguiu juntar os filhos da lua e os puros contra um inimigo comum, e conseguiu angariar muitos fetiches. Esse inimigo fez uma ferida no dromo onde hoje tem as ruínas do forte na reserva, a ruína é no território dos Corvos e tenha certeza que o que pudesse ter de valioso lá, já era, mas o vô vem abrindo mão de território ano após ano, eles tem muitos contratos, eu não vejo o vô nunca ou quase nunca, ele com certeza tá sempre caçando, eu tenho a impressão de que seja lá a merda que deu a coisa tá pra se repetir, mas a sensação é de que a gente vai levar a pior, ou vão tentar fazer a gente levar, eu tenho a impressão que o vô tá cercando aquele lugar lá e amarrando tudo que pode pro que quer que tem lá não sair. Tem caroço nesse angú, mas eu nem tô afim de mexer nisso, a gente tem outras prioridades por enquanto. – revirou os olhos num arremedo – E de qualquer maneira o véi não vai aceitar ajuda de fora, e oferecer é igual falar cas parede, mas ele não é a alcateia inteira e a gente ainda pode ajudar sem pedir permissão, se a gente precisar fazer. – balançou a cabeça em negativo rapidamente tomando um novo fôlego – De qualquer forma, não sei se essa tal de Wendy tem haver com a coisa alienígena semi-uratha que o Shaw encontrou, só que me veio na cabeça que essa coisa tá rodando por aí no Hisil, igual o bicho papão e de que é um Izidakh já todo espiritualmente aleijado, talvez ele seja só a sombra do que foi um dia, vai saber, o negócio é que eu acho, só acho que os puros não adentram Dover desde esse incidente, não pra valer pelo menos. Se essa coisa tá presa no Hisil um século pra mais, e inteira, ou quase inteira, mano isso vai dar bosta, e vai ser muita bosta. – Havia de fato um ar preocupado em Connor, ao mesmo tempo em que ele torcia por dentro pra estar completamente errado. – Agora o pior é, a coisa aqui vem sujando pra minha tribo desde que essa Rainha morreu, coincidência? – suspirou – Duvido!

    Axel escreveu:Eu tô cercando a garota.

    Connor ri e se dirige a Franco – Rapaz tu tava distraído mesmo heim?! Axel cercou aquela periquita como se não houvesse amanhã, só que ele é meio devagar mesmo. – Ele ria sacaneando o companheiro – Mas na moral, isso é regra implícita, cada um com suas kengas. Eu não sei se vocês já passaram por isso, mas o lobo quando sente ciúmes é de fuder e não num bom sentido. – Apesar da graça suas últimas palavras saíam em tom de aviso, quase como quem dissesse que havia passado por aquilo por experiência própria.

    Axel escreveu:Mas esses dias irei na Twin Pines para falar com uns possíveis empregados pra empresa, posso aproveitar e marcar um passeio com o garoto.

    - Quanto mais cedo melhor, no dia do Zakmur-dah eu quero todo mundo que vai correr na alcateia presente, isso causa sentimento de união e pertencimento, é importante pra gente. Além de que, esse cara é valioso, ele consegue reconhecer Urathas no olho, sabe o que isso significa né? Se ele ver algum Uratha que a gente não conhece por aqui, isso quer dizer que a gente tem puros no território, ele é uma mão na roda, certeza que é por isso que tá geral de olho nele.

    Axel escreveu:Não sei se minha mãe tem sangue do lobo. Mas queria tê-la ao alcance da mão.

    - Cara eu tenho certeza de que deve haver algum método pra descobrir isso, apesar de eu não saber exatamente qual é – ele desviou o olhar pra Ethan pensando que talvez ele pudesse ter uma resposta – O que eu sei é que todo sangue do lobo tem uma marca de nascença, um sinal incomum, o meu era uma pinta de bruxa no ombro, redonda, que eu achava feia pra cacete, e fiz a tatuagem por cima, mas a real é que a coisa varia, mas se ela tiver quando tu ver tu vai saber... Mas vai com cuidado nessa questão aí.

    Quando finalmente todas as atenções se voltavam pra Ethan e sua conversa com a boina Connor se calou e ficou atento, apenas desviou o olhar um instante quando Axel deu sua sugestão.

    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Faor Seg Ago 10, 2020 9:04 am



    Axel escreveu:- Você disse Wendy? - Aquele nome apitou na sua cabeça quando Shaw o repetiu. - Você viu quando Rebecca estava aparentemente alucinando. Ela disse que Wendy estava perdida, mas que estava ali conversando com ela. - Jogou a informação como um reflexo. Não sabia muito mais do que isso. - Aparentemente ela pode conversar com espíritos.


    - Pois é amiginho, eu ouvi ela falando o nome lá mas só com vocês que eu vou falar o que eu ainda não entendo, ok? Lá eu não queria dar esse mole.

    Shaw seguia ouvindo todos ali, claro, mas estava focado na ideia do Ethan. - "E as atrações o expresso do rio da merda não param de surpreender!" - Ele zoava pensando alto, mais espantado do que afrontoso. Estava visivelmente tenso com a história da boina.

    - Você falou em escudo antes, lembra? - Encarava Connor por alguns instantes mas logo voltava a atenção para a boina que tinha passado para Ethan. - Bicho, eu meio que fui moldado por essa porra que aconteceu com a minha mãe, exército e o cacete, sabe? Isso fodeu minha cabeça a vida toda. Eu não fazia ideia dessa nossa realidade, lógico, não podia imaginar... enfim, sei que a gente renasce quando se descobre Uratha mas agora vou revirar coisas bem mais antigas no conto de fadas da minha vida, certo? - Ele só olhava para o item da mãe e falava baixo, muito mais para ele mesmo que para os demais.

    Ficou em silêncio um tempo, meio viajando e quando percebeu Francys estava falando engraçado, noticiando uma parada que não aconteceu. Shaw ficou olhando para ele tentando imaginar qual foi a cerveja que Francys tomou e ele deixou passar. Mas aquilo poderia acontecer sim. Com atenção aos outros três agora, ele prestou atenção na história do Connor e assentiu com a conclusão solene "... vai ser muita bosta". Aquela questão relacionada ao bicho-papão mexia com Shaw, como testemunha daquela bizarrice.

    Mas então veio a história da Olena e ele baixou a cabeça sorrindo. *- Nisso aí devagar eu não fui... caceta, estou diferente mesmo!* - Pensando em Anne mas o sorriso terminou quando Axel sugeriu uma pergunta para a boina.

    - Cacete, uma pergunta para a boina... Nada contra Ethan é só que além de mexer em merda antiga é estranho para caralho, concorda? Mas vamos mandar essa aí do Axel. Só vamos ficar ligado que por mais perturbado que eu fique com isso, não deve ser nossa prioridade, certo? Mas enfim, vamos ver no que dá. Como e quando foi marcado esse nome na boina?

    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 8038
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Dycleal Seg Ago 10, 2020 10:35 am

    Ethan ouve o hesitante companheiro e diz: - A pergunta do Axel é muito boa, vamos com ela então. O jovem universitário pega a boina em suas mãos e fica olhando para ela como se conversasse, elevando-a na altura dos olhos, e murmura algumas palavras na primeira língua e como em um transe os seus olhos dilatam a pupila e abre-se a íris, os olhos fazem um movimento sincronizado e formando elipses em sua trajetória e em uma voz carregada de autoridade e ao mesmo tempo carinho e proximidade faz a pergunta que propuseram: - Espírito adormecido do que neste mundo chamam boina, desperta para mim, revela minha pergunta com total isenção, "Como e Quando foi marcado este nome em teu arcabouço físico e se fores boa e prestativa, como sei que és, também me dirás, o porque e por quem"? E fica entoando mantras ancestrais ainda na primeira língua e o poder do dom reverbera por todo o seu entorno...

    Após alguns segundo fica imóvel e em silêncio, logo seus braços caem paralelos ao corpo e deposita a boina no colo e mantem as mãos em concha, concentrado.
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 127

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Wordspinner Seg Ago 10, 2020 10:59 am

    Todos conseguem ver o espírito do objeto agora sobreposto a ele. Ocupando o mesmo espaço. Mas coisas diferentes. O ar noturno parece um pouco mais frio.

    "Há luas sem fim, com sangue e cinzas mãos desconhecidas riscaram o nome do horror que me olhava."


    Imediatamente o espírito adormece. Suas palavras na primeira língua, um sussurro meio comido pelo vento, agora já são mais fáceis de entender que qualquer outro idioma.
    Bravos
    Semi-Deus
    Bravos
    Semi-Deus

    Mensagens : 5255
    Reputação : 391
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1312.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1711.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh23.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh41.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh44.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Bravos Seg Ago 10, 2020 8:42 pm




    Axel Brown

    - Eu não admiraria se descobríssemos que essas coisas estão todas, de certa forma, entrelaçadas. - Disse, depois que Connor relatou em palavras breves a história da Rainha Negra, do ser desconhecido que a venceu e, então, da situação dos Meninna na cidade. A situação ficou mais leve quando o Rahu caçoava dele. Axel gargalhou genuinamente. - Quem come quieto, come sempre.

    Quando falou do garoto, Axel assentiu: - Não irei demorar. Falarei com ele, se pá ele se anima a ser menor-aprendiz. - Sua atenção se voltou novamente para Connor quando ele falou de uma marca de nascença. - Procurarei verificar isso. - Tentava lembrar na mãe alguma marca, mas poderia não estar a vista normalmente. Teria de perguntá-la. As coisas seriam bem mais fáceis se ela tivesse sangue lupino correndo nas veias.

    Ethan pegava a boina e lhe interpelava. Viu o espírito da boina despertar e corresponder ao falatório do Ithaeur. A verdade era que aquilo em primeira língua seria bem mais ríspido e direto, invés de verborrágico. Mas quem era ele para questionar aquilo? No fim das contas a boina respondeu. Um enigma. - O ruim de falar com espíritos é que eles nunca respondem o que você quer. - Retrucou, um tanto quanto decepcionado. Ao menos sabiam que quem havia marcado aquilo, tinha visto de perto ao Devorador de Nomes.

    - Acho que por hoje já temos mais perguntas que respostas. Amanhã a gente vai começar a correr atrás delas. - Sentia no corpo o cansaço que lhe cobrava o sono. Conversando ali eles não resolveriam mais nada.






    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu
    GodsCorpse
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2788
    Reputação : 82
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/912.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por GodsCorpse Ter Ago 11, 2020 1:24 am


        
            
            
        

                

                    
    Connor escreveu:... isso pra mim é coisa dos Izidakh. [...] Se essa coisa tá presa no Hisil um século pra mais, e inteira, ou quase inteira, mano isso vai dar bosta, e vai ser muita bosta.
                    

    - Não me sinto otimista. - falou tristão mesmo. A todo fim, ninguém acha que o grande momento que a merda salta no ventilador vai ser na vez deles. Não vai ser essa geração que vai começar a próxima grande guerra. Não vai ser essa geração que vai acabar com efeito estufa, etc. Então Franco toma um certo conforto no que Connor diz, mesmo que ainda tenha um lobo de fogo o assombrando em seus sonhos.... Não vai ser esse.


                    
    Axel escreveu:Eu tô cercando a garota
                    
    Connor escreveu:Rapaz tu tava distraído mesmo heim?!
                    

    - Ôh porra... Então to fora. - deu uma risada vigorosa.


                    
    Axel escreveu:Mas esses dias irei na Twin Pines para falar com uns possíveis empregados pra empresa, posso aproveitar e marcar um passeio com o garoto.
                    

    - Empresa? Qual ramo capitalista aí? Falando em mães... Dava para tentar achar minha velha. Meu pai certamente não é Uratha e se eu ver ele... Bom, é melhor que eu não veja ele.


                    
    "Há luas sem fim, com sangue e cinzas mãos desconhecidas riscaram o nome do horror que me olhava."
                    

    - Bom.... Ao menos falou. - Axel dava brecha para saírem da reunião e concorda com ele com a cabeça. Tinham que processar os itens e ver o que a Luna diz na próxima noite para ele.


                

            
    Faor
    Mutante
    Faor
    Mutante

    Mensagens : 703
    Reputação : 27

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Faor Ter Ago 11, 2020 9:20 am



    Shaw ficou tenso enquanto Ethan provocava a velha peça da mãe e então relaxou quando viu a coisa realmente acontecer. Sempre uma experiência fora de série. Mas aí o sacaninha não ajudou muito, ajudou?

    - Não olhem para mim... - Não que alguém estivesse olhando. - Mas o gente boa aí não revelou nada, não é?

    Ele já se estivava todo, quase se espreguiçando mesmo. Estava cansado, todos estavam. Sentiu falta de algo mais forte para beber e ele nunca foi muito disso. Olhava os companheiros. - Essa primeira noite está um barato, não? - Esfregava uma mão na cara tentando colocar as ideias no lugar. - Time formado, histórias de fantasmas, maldições e certeza de que vamos nos foder. Amanhã começamos pela casa? - Antes pensativo, olhar distante, ele fez a pergunta final num tom bruscamente diferente, mais sóbrio, avaliando algo prático que tenha sido discutido ali.

    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1420
    Reputação : 55

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Ankou Ter Ago 11, 2020 3:08 pm






    PThwhox.png


    Shaw escreveu:- Bicho, eu meio que fui moldado por essa porra...

    Connor respira fundo, havia alguma insatisfação naquilo tudo. – É eu conheço o sentimento, por isso eu sou contra deixar os sangue do lobo cego, claro que não dá pra contar tudo, mas tudo que dá pra contar precisa que ser contado, honestidade é algo raro entre os Urathas e o Sangue do Lobo, pode não ter sido exatamente por causa dela que tu ficou no escuro. – O grandalhão tinha suas próprias feridas nesse aspecto, mas a coisa não parecia grave a nível de Edgar.

    Espírito da Boina escreveu:"Há luas sem fim, com sangue e cinzas mãos desconhecidas riscaram o nome do horror que me olhava."

    - Ok não parece ter sido uma resposta muito criativa. – ele teve uma forte vontade de rir daquilo, mas se segurou em respeito, não por que não levasse a situação a sério, mas a resposta que deu em nada com porra nenhuma chegava a lhe soar cômica, a coisa piorou quando Franco constatou o óbvio. Deu um tabefe na sua própria cara, não era pra machucar, mas chegou a estalar, a dor ajudou a passar a vontade de rir. – Tá foda, tô tentando ficar acordado. – balançou a cabeça e seguiu pra fora do buraco.

    Shaw escreveu:- Mas o gente boa aí não revelou nada, não é?

    Ele se vira pros companheiros da borda do buraco – Peraí, eu tenho a impressão de já ter ouvido falar disso, sangue e cinzas, “uma noite de sangue e cinzas” – coçou os olhos de sono – To cansado demais, a cabeça tá começando a falhar, a amiguinha falou o que tinha que falar, a gente que não entendeu a mensagem, ainda... Ou talvez fosse melhor conversar mais com ela, pra ver se ela dá mais peças do quebra cabeça.

    Shaw escreveu:- Time formado, histórias de fantasmas, maldições e certeza de que vamos nos foder. Amanhã começamos pela casa?

    - É primeiro a gente limpa a bagunça em casa, ou pelo menos tenta entender aquilo lá – agora ele dava atenção a todos ali – Nos vemos na casa às seis, seis e meia. Isso vai dar algumas horas até Maria chegar por lá e deixa todo mundo com tempo pra resolver as coisas do dia, deixa a gente com tempo pra olhar a casa, qualquer coisa eu vou tá na Griffith, aula e treino, amanhã vai ser um dia cheio, mas se precisarem de alguma coisa ou algo acontecer... – Não diria mais nada, se não houvesse nada mais relevante a ser discutido ele apenas se despediria do pessoal e seguiria pra casa de Bella, precisava descansar, já tava no limite.

    Dycleal
    Wyrm
    Dycleal
    Wyrm

    Mensagens : 8038
    Reputação : 151
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/612.png
    Premiações :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Dycleal Ter Ago 11, 2020 5:45 pm

    Ethan estava cansado, falar com os espíritos não é para os fracos, apesar da resposta enigmática, o espírito respondera e aquela frase ficou se repetindo em sua mente "Riscaram com Sangue e Cinzas..." Aquele dobradinha de Sangue e Cinzas, ele já ouvira em algum lugar, ou talvez lera, mas se analisasse aqui significava algo... Por fim olha para todos e diz: - É bom anotar o que ela falou, vai fazer sentido quando juntarmos as chaves certas...

    Por fim, se apoia no assento, pula para fora do "buraco" e fica andando em círculos na areia até que cria coragem e diz: - Talvez tenhamos uma opção quanto a casa, tenho um abrigo de caça que fica dentro dos nossos limites territoriais, cabe umas oito pessoas e só precisa de limpeza e pequenas reformas... Mas está disponível, é minha e agora, é nossa... Olha para Connor e diz: - Bem, seis horas tá bom, mas ainda não sei onde fica a casa...
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 127

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Wordspinner Qui Out 14, 2021 2:20 am

    Fora do território dos Algozes, mas tão perto quanto possível. Ash os espera sentada na caçamba de uma caminhonete grande. Connor sabia que é a que usavam para picnics e aquilo estava forrado e confortável. Dali eles podiam ver a praia e casas bonitas dos ricaços. O sol brilhava e mesmo assim era frio. O inverno estava ali.

    Ash Mcleary acena sem sair do lugar. Um gesto amigável. Mais movimento e o pai de connor se levanta com cara sono, provavelmente tinha cochilado ali. Estavam bem fora da estrada. Só grama, marcas de pneu e algumas árvores ao redor.

    Ankou
    Mestre Jedi
    Ankou
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1420
    Reputação : 55

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Ankou Qui Out 14, 2021 3:18 am




    * * *
    Connor dirige a caminhonete do canil, sem gaiolas na bagagem, só Cerberus deitado no assoalho da caçamba, mas com o adesivo grande da marca de Sam na lateral. - Cê precisa aprender a dirigir. - ele diz com um sorriso no rosto.

    Ele freia no sinal e se estica beija a cabeça de um dos bebês, ele se estica mais, como se fosse em direção aos lábios de Sam, num movimento automático, mas dá pra ver a dúvida e o receio nele, ele recua e beija um dos ombros e se recosta de volta no banco.

    O corpo continuava escultural, a camisa estampada e colorida própria pro verão, totalmente aberta, boa parte dos músculos havia ido embora, dava pra ver eles saltando da pele, mas nem o metabolismo uratha tinha passado ileso de todos aqueles meses, o rosto ainda perfeito, quadrado e masculino, o corpo enorme. ele acelera e os cabelos curtos acompanham o movimento do vento, tudo nele gritava a sexo e sedução, mesmo quando não queria.

    - Eu costumava odiar essa praia, só porque ela era fake, acho que aprendi a gostar da ilusão, sei lá… - ele estava nitidamente contente, o sorriso abre assim que vê os pais, ele estaciona na areia perto deles, mexe no rádio do carro e seleciona uma playlist, deixa a coisa tocando alta o bastante pra ficar ambiente, ele sai e deixa a porta aberta, ajuda Sam descer com as crianças no momento seguinte, do banco de trás ele tira uma cesta grande e um cooler de bebidas.

    Ele solta as coisas perto dos carros e dá um abraço apertado na mãe - Trouxe costela, espero que cê tenha trazido bolo de carne. - um beijo na testa e ele levanta ela do chão alguns segundos.

    Ele se aproxima do pai falando em russo - Como cê tá meu velho? - um abraço forte com alguns tapinha nas costas, a voz entusiasmada - Eu fiz Syrniki, do jeito que você me ensinou, café da manhã pro almoço, mas ninguém liga, hoje é um dia especial, tem geléia de damasco e amora, e vodka - a última palavra ele fala baixo, como se fosse capaz de esconder aquilo dos ouvidos potentes das uratha, a droga da palavra universal que provavelmente era a única coisa que elas provavelmente tinham reconhecido.

    A conversa é breve enquanto as mulheres se confraternizavam - Vem pai, vem conhecer sua neta. - ele sabia que era mentira, mas Adam nunca tinha sido o pai dele, Igor merecia todas as honrarias de ser avô, logo se aproxima delas - Sam, esse é meu pai Igor - ele faz as introduções - E essa pequena aqui é Aria, Aria Mcleary. - ele diz orgulhoso com os olhos brilhantes, o entusiasmo não muda nada quando ele fala o nome do outro bebê, como se fosse dele próprio.

    - To com fome, vamo tirar a barriga da miséria! - ele diz animado, meio que se oferecendo pra ajudar a arrumar as coisas pro picnic.
    Connor Mcleary
    -Essência: 7/11
    -Dano: 0/12






    Bastet
    Adepto da Virtualidade
    Bastet
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1623
    Reputação : 94
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Bastet Sex Out 15, 2021 1:36 am



    Sam batia um pé incessantemente no chão do carro, ajeitando cada hora um bebê no sling, que estava perfeitamente amarrado, mas pra ela tinha muitos defeitos naquele dia. Não queria ver Ash... Não depois do filho da Cahalith descobrir, por meio da Ithaeur, que a família tinha problemas extraconjugais.  Mas... Bem, Ash e o pai de Connor tinham direito de conhecer a neta.

    Quando Connor falou, ela deu de ombros – Quando eu tiver tempo, talvez – indicou os dois pequenos no colo. Ela nunca tinha tempo, agora. Não gostava nem de pensar nisso. Apesar do que disse, os ajeitou melhor no colo, com um carinho.

    Quando Connor se aproximou pra beijar os bebês... E ela, Sam não se moveu... Coração acelerando sem ela mandar... Olhando Connor por instantes intermináveis... Connor sabia...Mas sabia também que ela estava aliviada por ele ter se contido, olhando pras crianças e arrumando um cabelinho bagunçado. Ainda era estranho pra ela aquilo... Ainda mais convivendo com ele todos os dias. Tinha de se lembrar sempre que eram irmãos e amigos... Mas vez ou outra esquecia.

    - As vezes não importa, se é de verdade ou de mentira. Importa a lembrança que isso traz. – indicou a família logo a frente, com a cabeça – Não é tudo ilusão – deu uma piscadinha, abrindo a porta e parecendo ficar em dúvida de como fazer algo.  Quando Connor chegou do lado dela no carro, esticou os dois pés na direção dele – Tira pra mim? – a morena adorava sentir a areia e grama geladinha nos pés; e com dois bebês pendurados no pescoço a tarefa de desamarrar o tênis em público era difícil. Agradeceria se ele o fizesse, descendo e aguardando Connor ir pegar a cesta para irem juntos até a família dele.

    Na caçamba, Cerberus estava comportado, com o focinho em cima da cesta, mas sem ter tirado nada dela. Connor reconhecia o olhar que ele dava... De quem queria um agradinho muito mesmo... O cão se levantou, abanando o rabo, esperando pra ver se ele ia dar. Depois, os seguiria, brincando vez ou outra com bichinhos que encontrava na areia.

    Samantha ficou uns passos atrás, observando a interação do Rahu com a família. Não queria atrapalhar... Era bonito ver de longe assim. Quando Connor foi até o pai, a mulher andou um pouco até Ash, claramente sem jeito.

    - Boa tarde, que bom te ver de novo... – sorriu, se virando pra Ash pra ficar entre o vento e os bebês. A menina lembrava coisas que Ash talvez não gostasse. Tinha aqueles traços que Sam e Connor possuíam em comum... Que lembravam muito Adam. Apesar disso, o cabelinho era um castanho muito claro, levemente acobreado e os olhos claros como os de Sam. O menino tinha cabelos e olhos escuros, a pele levemente mais bronzeada que a menina. Parecia um pouco mais com Anne do que com o gene Lannister entre os mais jovens ali.

    Não sabia bem o que dizer ali... Por sorte Connor chegou logo.

    - É um prazer conhecer o senhor, senhor Mcleary – ela diz, mais formal que o normal... Não queria causar uma má impressão. – Sou Samantha – Puxou um pouco o pano de Aria para a menina ficar a mostra, deixando Connor a pegar. Sorriu quando ele a apresentou aos pais. Quando Connor aponta o outro bebê, ela apresenta.

    - Esse é o Teodoro – não fala sobrenomes, sabia da rixa de Ash e Anne, mas se ela perguntasse diria que o sobrenome da criança era Ávila. Fez um carinho no bebê que estava com ela, aninhando melhor ele no colo.  Esperava não ter de falar sobre como os bebês foram concebidos com pais diferentes, mas, bem, não achava que ia chocar ninguém se precisasse.

    - Eu até tentei fazer uns biscoitos... Mas esqueci no forno. Achei melhor poupar vocês da minha culinária terrível – falou, quando Connor disse estar com fome – Quer segurar ela? – pergunta pra Ash, já que Connor tinha focado mais no pai. Indicou para o Rahu entregar a menina pra mãe e deixou os meninos cuidarem das coisas do piquenique.

    Roupa:
    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 BQQnF3t

    Samantha Doiley
    -Essência: 7/10
    -Dano: 0/7











    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco
    Wordspinner
    Garou de Posto Cinco

    Mensagens : 2291
    Reputação : 127

    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Wordspinner Dom Out 24, 2021 8:34 pm

    "Bolo e chá. Seu pai trouxe cerveja e um monte de frutas." Ela respondia confortavelmente amassada. O vestido e longo era todo florido. Algumas das cicatrizes apareciam nos dois braços. O pai já tinha descido da caçamba quando o filho o alcançou. "Sua mãe bebe mais que eu, filho." Ele alto o segurando pelos ombros com mãos ainda fortes e firmes. Ele olha pelo lado do filho enorme. "Você e sua namorada tem um cachorro?"

    O cão olhava curioso e agitado de um lado para o outro. Um pulo e logo estava cheirando atrás de uma árvore.

    "Oi florzinha. Já to vendo as olheiras de vocês." Ela sorri como se tivesse graça. "É difícil abandonar o estado de alerta que esse choro trás, escandalozo como a morte. Mas normalmente são gases." Ela aponta Connor com o polegar. Ela se aproximar dos pequenos com o rosto. "Difícil achar sem cheiro, né? Ficam cheirando a lavanda e talco e glicerina. Mas é bom mesmo assim." Ela diz olhando de um bebê para o outro.

    Logo o todos os estão olhando os pequenos. "Nome bonito. Aria." Ele diz saboreando a coisa toda. O cão fazendo barulho nas folhas é o único som por um instante.

    "É um garoto lindo. Aposto que vai ser mimado." Ela diz com voz fofa segurando o pézinho entre os dedos. "Acho uma ótima ideia." Ela diz pegando a pequena no colo. Imediatamente Ash começa a ronronar uma música e o pés se arrastam nas folhas seguindo o ritmo.

    O mar lambia a areia frio e lento. O cheiro salgado enchia o ar. A distância podiam imaginar que àgua era quente e a areia fofinha. Toalhas eram todas muito curtas e sempre dava para sentir a grama. Ash e Igor tinham levado dois grandes edredons velhos e surrados, mas macios e cheios de memórias. Um cooler preto e pesado cheio de cerveja e com uma garrafa do chá de Ash. Connor se lembra que era sempre a mãe que preparava o fogo, sempre com gravetos, folhas e cascas catadas pelo chão. Mas dessa vez o pai tinha trazido pederneira e uma Caixa de fósforos. "Ela se recusa a usar gás." Como se fosse uma explicação razoável.

    Em pouco tempo eles tinham arrumado tudo. Comida exposta. O pobre cachorro chorava assistido as fatias de bolo de carne passando na frigideira untada com manteiga tirada de um pote de madeira. "Tio George trouxe." Ash dizia orgulhosa.

    "Você gosta de manteiga?" Ash pergunta para Sam ao som dos estalos da madeira e da gordura. "O cheiro é tão bom. Eram muitos cheiros uns por cima dos outros. Fumaça, maresia, carne, manteiga e alguma coisa na fralda do Teodoro. Alguma coisa azeda e desagradável. Ela nem sentiu a própria careta, ela a viu no rosto de Connor. As lembranças das noites em claro com os dentes trincados porque os dois se revezavam para cagar, mas choravam juntos.

    Sam força os traços do próprio rosto a relaxarem. "Eu posso?" Ash pergunta deixando Aria em cima do edredon sem nenhuma segurança e esticando as mãos para o menino. "Acho que eu ainda sei." Parecia uma oferta generosa, mas alguma deixava Samantha profundamente irritada naquilo.

    Connor sente o corpo relaxar quando a mão do pai estala os dedos na sua frente. "Olha para cá, ainda sabe usar isso?" Ele tinha um estilingue na mão, Connor sabia que ia querer acertar as latinhas depois de beber. Ele sabia que o pai nem tinha percebido o cheiro.


    Conteúdo patrocinado


    Enseada Esmeralda- Território - Página 2 Empty Re: Enseada Esmeralda- Território

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Out 26, 2021 3:23 am