Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Ter Maio 25, 2021 8:25 pm

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Mars115


    Ano terrestre 2213
    Nave espacial Argo 2
    Destino: Marte, planeta vermelho
    Duração da viagem até o momento: 252 dias
    Tripulação preparada para acordar após 187 dias de hibernação criogênica


    -----------


    Camilo para na porta, antes de sair, dando uma última conferida no laboratório.

    Havia passado as últimas horas ali dentro, deixado tudo organizado e pronto para que, depois de meses, aquele lugar voltasse a receber pesquisas e estudos.

    O último grupo de tripulantes estava acordando de seu processo de hibernação criogênica, dentre eles estava a Dra Naomi, uma conhecida exobióloga e a responsável por aquele laboratório.

    Saindo do local ele fecha a porta atras de si e caminha em direção aos corredores do alojamento, quando sente um arrepio percorrer seu corpo.

    Ele para pôr uns instantes e olha para o corredor atras dele. Estava vazio.

    Balançando a cabeça ele volta a seguir seu caminho. Estava a poucos passos da porta que separava os corredores quando mais uma vez teve a impressão de que havia alguém ali com ele e dessa vez ouviu um barulho que parecia vir de uma das portas da usina de eletricidade.

    Camilo se vira rápido, mas novamente não vê ninguém

    - Athena, corredor do laboratório... Tem alguém na usina de energia? – Em voz alta ele pergunta para a inteligência artificial da nave. Uma vez que ela era responsável por manter a nave em funcionamento, com certeza se houvesse mais alguém ali Athena saberia

    “Negativo”

    Foi a resposta seca e objetiva de Athena.

    Franzindo a testa e fazendo uma careta ele continua seu caminho até os alojamentos. Não via a hora de chegar a sua cabine e poder descansar.

    A porta finalmente se abre dando acesso ao corredor que levava a sua cabine. Antes de atravessar o portal, ainda sentindo uma sensação desconfortável ele olha para trás. Sentia como se alguém o seguisse. O observasse.

    De onde estava conseguia ver que a porta do laboratório estava aberta.

    Camilo acha aquilo estranho e a sensação ruim se intensifica. Começava a sentir o coração bater rápido e com isso a respiração ficar ofegante. Era um sinal vermelho. Estava começando a sentir medo e saber disso era apavorante para ele.

    Tinha medo de sentir tanto medo a ponto de paralisar. Precisava acalmar. Precisava respirar. Precisava verificar a porta do laboratório. Precisava?

    Juntando as duas palmas da mão em frente ao rosto, involuntariamente seu corpo começa a balançar para frente e para trás, na tentativa de se acalmar. Tentava andar, ir em direção ao laboratório, mas seu corpo estava todo arrepiado.

    Camilo olha em volta, se certificando se realmente não havia ninguém com ele nos corredores, que pareciam muito mais compridos e mal iluminados do que ele se lembrava.

    - Athena... Pode fechar a porta do laboratório, por favor? – Ele consegue se lembrar que Athena podia ajudá-lo

    “Impossível atender o pedido. A porta do laboratório já se encontra fechada”

    Fechada? Mas como? Ele estava vendo aberta, não estava?

    Ele abaixa as mãos e aperta os punhos ao lado do corpo, reunindo toda coragem que conseguia ele da alguns passos de volta a sala de laboratório.

    Dez passos no máximo e ele tem um sobressalto quando a porta do laboratório se fecha ao mesmo tempo que a porta do corredor do alojamento.

    Naquele momento o mundo era uma mistura do som de sua respiração ofegante com o som das batidas de seu coração.

    Sem mais o que fazer, Camilo se vira voltando para o corredor dos alojamentos, dessa vez passando pela porta ele a espera fechar e observa o corredor pela escotilha. As luzes piscam algumas vezes e a porta do laboratório volta a se abrir

    Uma nova sensação ruim percorre seu corpo e ele olha em direção a sua cabine. Mais uma vez aquela sensação de que alguém o observava. Isso o estava acompanhando e ele começa a sentir um pânico diante da possibilidade de estar com medo daquela sensação.

    Apoiando uma das mãos na parede ele segue com passos hesitantes em direção a sua cabine. A mão treme quando destrava a porta. Finalmente ele entra em sua cabine.

    Ele se senta em sua cama, tentando se acalmar. Passa a mãos pelos cabelos, bagunçando os fios. Deveria se sentir melhor, seguro, mas não estava. Ainda se sentia observado. Agora pela sua própria imagem refletida no espelho, que, loucura ou não, sorria para ele.

    Camilo se levanta indo até o espelho sobre a pia. Arrancando o objeto da parede, ele o joga dentro da pia, o espatifando em vários pedaços.


    -------------


    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Criog15


    Câmara criogênica

    Tentava abrir os olhos, mas não conseguia. Toda vez que tentava sentia tudo girar.

    A cabeça estava pesada e o estômago revirava de forma violenta. Quando mãos a colocaram sentada não conseguiu se conter e vomitou.

    Estava com frio, mesmo assim sentia como se suas costas suassem. Um calor começava a tomar conta de sua nuca. O coração batia dolorido em seu peito.

    - A pressão dela está muito alterada. Levem-na para a enfermaria, agora! – Ela conseguiu ouvir uma voz abafada e distante.

    Talvez tenha desmaiado, não tinha certeza.

    Conseguiu ter alguma consciência de si novamente quando uma forte luz branca atingiu um de seus olhos. Viu um rosto conhecido debruçado sobre ela enquanto examinavam sua pupila.

    Forçando um pouco sua mente a colaborar consegue lembrar que aquele era o Dr Benipe, o médico da expedição.

    Expedição? Verdade, agora lembrava. Estava na Argo 2. Uma nave a caminho de marte.

    - Bem-vinda de volta, minha querida. Fique tranquila e descanse. Logo você se sentirá melhor. – O médico diz quando ela olha para ele.

    Mas naquele momento Naomi não mais via o doutor, pois seus olhos só conseguiam focar na pequena criança parada atrás dele, próxima a parede. Era sua filha.

    Ela queria falar algo, mas não conseguiu. Sentia como se a língua embolasse em sua boca.

    Doutor Benipe espeta seu braço com uma agulha e, por reflexo, ela olha para o que ele fazia, vendo que havia sido feito um acesso para que soro fosse administrado.

    Naomi olha novamente para onde havia visto sua filha, mas ela não estava mais lá.

    Ela sentia a cabeça pesada, seus olhos queriam fechar enquanto o médico terminava de examiná-la.

    - Estou aqui mamãe – A vozinha infantil chama sua atenção e Naomi se esforça para abrir os olhos e virar a cabeça.

    Benipes já havia se afastado e ao lado de sua maca, sentada em uma cadeira, sua filha lhe sorria enquanto segurava um livro infantil.

    - Estou aqui mamãe! Eu e o papai estaremos para sempre com você. Nunca mais a deixaremos.  Descanse, minha vez de ler para você. – Naomi vê sua filha dar um amplo e estranho sorriso enquanto abria o livro e começava a ler.– Era uma vez uma mamãe muito má que deixou sua família morrer...

    Sem conseguir falar ou se mover e sendo tomada por uma enorme vontade de fechar os olhos, Naomi cedeu ao mal-estar e se entregou, caindo em sono profundo logo em seguida


    OFF:

    Tudo começa com o despertar da Naomi na enfermaria

    Macas, poltronas, mesa que provavelmente pertence aos médicos, equipamentos e agulhas é o que ela irá ver ao despertar. Mas sinta-se a vontade para descrever melhor o ambiente, caso deseje

    Ela pode permanecer na enfermaria ou ir atras de ajuda. Fique a vontade ^^
    Ah, ela estará sozinha quando acordar
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1416
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Bastet Qua Maio 26, 2021 12:39 pm





    Se dissessem pra ela que o sono criogênico causava aquelas sensações tão ruins, talvez ela tivesse se arriscado no mar, ao invés do espaço. Se amaldiçoou, pela impulsividade, assim que abriu os olhos e sentiu aquela sensação: a respiração ativa, rápida, acelerada; o corpo dolorido, a garganta seca... O gosto de bile subindo até sua boca e sendo expelida, no chão, ao lado da câmara. O Vômito tinha aquele cheiro horroroso, do líquido nutritivo que os alimentava misturado com fluidos corporais.

    Via tudo duplicado... As vozes pareciam agudas, como arrastar uma chave no metal... Cada barulho parecia querer perfurar sua cabeça. Até que sentiu o corpo pender pra frente e a dor de cair no chão sujo e frio a fez perder a consciência... Ou entrar na própria mente, ignorando os incômodos externos.

    ---

    Só se deu conta que estava acordada quando Dr Benipe foi testar suas pupilas. Fez uma careta, desviando o rosto das mãos dele e daquela luz direta, olhando em volta, se lembrando o motivo de estar ali. Será que já tinham chegado?

    Ia perguntar algo, mas logo seus olhos caíram em sua filha. Como ela poderia estar ali? Apontou, tentou se levantar... Perguntar dos remédios, mas nada adiantou. A voz não saia. Uma dor leve... Por que estava no soro? “O que você...” tentou falar, mas seu corpo começava a relaxar com o remédio que o médico tinha colocado no soro.

    A filha sumiu... E apareceu bem perto. Queria gritar... e dormir. Sentiu os olhos se enchendo de lágrimas e estendeu uma mão para a filha, negando.

    - Kate... não... eu não.... – não tinha certeza se tinha falado aquilo. Queria tocar na criança... Explicar que não tinha matado ela. Só que o braço ficou pesado, caindo pra fora da cama. A droga venceu a vontade... E ela dormiu ouvindo aquelas palavras terríveis.

    ---

    Quando acordou novamente, se sentou de supetão, quase derrubando o soro ligado ao seu braço. Puxou a agulha, fazendo pressão no pequeno sangramento e olhando em volta, preocupada, procurando sua cria. Se não a visse, levantaria, indo até os armários de roupa, procurando um macacão para se vestir. Depois, iria até o armário de remédios, procurando sua ficha e onde estavam guardados seus remédios controlados, fuçando nos frascos, caso estivessem destrancados.

    Se encontrasse ou não, planejava sair daquele lugar bizarro. Estava com medo de olhar para a poltrona, por isso, seguiu com os olhos fixos na porta, olhando pelo vidro quem estava na área de convivência.

    NAOMI BURTON | Exobióloga
    (C) Ross
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Qua Maio 26, 2021 7:16 pm

    Naomi acorda na enfermaria. Não havia sinal do Dr Benipe em lugar nenhum.

    Olhou apenas de relance para a cadeira onde havia visto a menina, sua filha, mas ela não estava lá. Aquela era uma situação desagradável e ela decide não olhar mais por medo do que podia ver.

    Finalmente consegue ficar de pé e então percebe que seu macacão de hibernação havia sido substituído por uma calça e blusa limpas.

    Ela caminha com dificuldade até a mesa que deveria ser do médico. Consegue encontrar um aparelho eletrônico, que se resumia a uma fina tela translúcida, onde seu prontuário estava aberto.

    Não viu nada que chamasse sua atenção. Nenhuma anotação sobre seus remédios ou mesmo sobre alucinações durante o despertar.

    Foi até os armários de remédios na parede, conseguindo destravar as portas, e revirou o conteudo deles um por um, mas não viu nenhum frasco dos seus remédios. Talvez estivessem em sua cabine. Tinha certeza de que os levara para a nave consigo. Ou será que não?


    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Armari10


    Nos poucos instantes que fica parada olhando para o interior do armário pode perceber o quão silencioso estava aquele lugar. O único som era o zumbido constante da iluminação do teto.

    Ainda evitando a cadeira onde havia visto sua filha, Naomi olha para a porta tentando identificar se haviam pessoas na sala de convivência, mas de onde estava não conseguia distinguir ninguém do outro lado.

    Caminha em direção a porta querendo sair o quanto antes da enfermaria.

    A porta se abre revelando uma sala vazia e silenciosa. Tanto quanto a enfermaria. Tão vazio e silencioso que seus passos ecoavam pelo lugar.

    Sobre a mesa principal da área ela podia ver duas canecas ainda com líquido fumegando. Se chegasse mais perto perceberia que a caneca maior estava com café e a menor com chocolate.

    Seja quem for que estava ali devia ter saído a pouco tempo da sala.

    - Por que você tem que ser assim Naomi? Por que você não pode ficar um pouco com a gente? Você só quer saber de trabalho... – Ela ouviu uma voz conhecida, que não escutava a algum tempo, vindo de algum ponto atrás dela. Talvez de dentro da enfermaria já que a porta ainda estava aberta.

    Era a voz de seu marido.

    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1416
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Bastet Sex Maio 28, 2021 8:07 pm





    Naomi ficou frustrada quando não encontrou seus remédios. Tinha esperança de estar na cabine... Suas coisas estavam lá, afinal. E ela tinha levado com certeza... não tinha?

    Suspirou, meio irritada, jogando as coisas que estavam em cima do balcão no chão... Mas logo se abaixou para catar, já que as pessoas que trabalhavam ali tinham ajudado ela, quando precisou.

    Apesar da movimentação, os olhos da exobióloga nunca se voltaram para trás, onde estava a maca e a poltrona. Não podia pirar ali... Nem devia. O único caminho pra fugir seria se lançar no espaço. E isso não era uma opção. Era?

    ---

    Quando saiu da enfermaria, estranhou o silêncio. A sala vazia também... Com todos acordando, aquilo ali devia estar cheio. Por sorte, duas pessoas tinham deixado seus copos ali, em breve voltariam.... Ela procurou, não vendo ninguém... Só ouvindo a voz vinda de dentro da enfermaria ou de algum ponto cego.

    - A... Amor? – como ele podia estar ali? Como não estaria... Se tinha a xícara dele na mesa – Eu estou aqui... Onde você está? – a voz tinha medo...Andava lentamente, de costas, em direção à saída, o rosto sempre virado pra enfermaria.

    - Você... Vocês não deviam estar aqui... Eu sinto tanto... – lágrimas... muitas delas escorrendo pelo seu rosto.

    NAOMI BURTON | Exobióloga
    (C) Ross
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Sab Maio 29, 2021 5:01 pm

    Estava sozinha ou pelo menos achava que estava até ouvir aquela voz familiar.

    Ela parecia apreensiva. Olha para a mesa e por fim reconhece as canecas como sendo as preferidos de seu marido e filha.

    - Eu estou aqui onde eu sempre estive, com você. – Ela ouve a voz dele novamente.

    Naomi se vira e olha para a porta da enfermaria que está aberta. Parecia que a voz vinha de lá.

    - Mamãe? Cadê você? – Agora é a voz de sua filha. Ela vê as luzes da enfermaria piscarem duas vezes.

    Lágrimas. Tinha medo. Um passo para trás e depois outro. Não via, mas sabia que a porta de saída estava logo atrás dela, se pudesse alcançar...

    - Não deveríamos estar aqui, como assim? Naomi, aonde você está indo? Não acredito que vai embora novamente... – A voz dele e mais uma vez as luzes da enfermaria piscam.

    - Vem, mamãe... Não me deixa... Eu prometo que vou me comportar e seu uma boa menina.

    Por alguns segundos as luzes da enfermaria se apagam, mas a que entra pela porta vindo da área de convívio permite que Naomi veja dois vultos em frente a porta. Embora não os conseguisse distinguir, eram claramente um adulto e uma criança de mãos dadas.

    Novos passos para trás. A luz da enfermaria se acende e Naomi não vê ninguém.

    Suas costas batem em algo. Era a porta que ligava o local onde estava ao corredor. Uma saída.


    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Medo_n10


    - Você não vai nos deixar. – Ouviu a voz dos dois falando ao mesmo tempo, enquanto uma mão aparecia no batente da porta da enfermaria


    OFF:

    O que ela vai fazer?

    Se Naomi for enfrentar o medo, manda uma msg no OFF que eu te digo o que fazer.

    Caso ela prefira fugir, fique a vontade para sair dali e ir para qualquer lugar na nave.
    Ah, de toda forma ela ganha ao menos 1pt de estresse
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1416
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Bastet Seg Maio 31, 2021 1:44 pm





    Ela sentia a respiração acelerada. O coração batia tão forte que ouvia um zumbido nos ouvidos. Sua mente tentava racionalizar, não era fisicamente possível eles estarem ali. Devia ser a falta dos remédios, o corpo estava completamente limpo após os muitos dias na câmara criogênica. Além disso, tinha a falta de gravidade, o ar mais rarefeito... Ela sabia que tudo aquilo poderia mudar completamente corpos vivos simples... Nos humanos, mais complexos, podia causar tonturas, alucinações, fraqueza...

    Era isso. Certamente.
    Mas, a cada palavra do marido e da filha, uma onda de medo, saudade e culpa invadia seu corpo.  Não conseguia resistir ceder um pouco, mesmo que se afastasse cada vez mais da porta da enfermaria.

    - Eu tô aqui, querida – respondia à filha, com lágrimas escorrendo nos olhos. Parou de andar – Vocês não deveriam... Vocês estão mortos... – respondeu ao marido, soluçando ao ouvir o pedido da filha – Você é sempre uma boa menina, meu amor... – sua mente ignorava os claros sinais que estava tudo errado ali... a luz piscando, as alucinações. Até deu um passo em direção à porta...

    E aí a luz apagou. Ela parou. Voltou a recuar quando viu os vultos... E deu um grito ao ver a mão saindo da enfermaria.

    Assustada, até se atrapalhou para abrir a porta atrás de si, correndo pelos corredores, sem rumo. No momento, não se lembrava exatamente dos caminhos da nave.

    -PORRA...CARALHO...SOCORRO! – gritava, vez ou outra, os pés descalços correndo pelo chão gélido da nave. Virou várias vezes pelas curvas dos corredores, escolhendo entre direta, esquerda e frente aleatoriamente. Quando se cansou, entrou na primeira porta aberta que encontrou, fechando ela atrás de si e acendendo a luz, se apoiando na porta, com as mãos no joelho e dificuldade em respirar.

    Até que se lembrou.

    - Athena... Quão longe estou da minha cabine? – perguntou à IA da nave.

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa JovialBouncyAsianelephant-size_restricted


    Off:
    Oie!
    Achei que fazia mais sentido ela fugir nesse momento.
    Preciso rolar algo?

    NAOMI BURTON | Exobióloga
    (C) Ross
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Seg Maio 31, 2021 4:19 pm

    Não queria ouvir nem ver mais nada, apenas fugir.

    Correu passando por vários corredores até que decidiu entrar em uma das portas que estavam abertas.

    “Dra Naomi Burton. Alojamento cabine de número cinco no corredor anterior. Aproximadamente 20m de distância”

    A voz metálica de Athena lhe respondeu.

    Em seu desespero havia passado pelo corredor dos alojamentos sem se dar conta.

    O local onde estava era pouco iluminado e grandes estruturas, que lembravam bobinas e geradores, podiam ser vistas e um zumbido constante ecoava pelo local.

    - Klink – Ouve o som que parece de algo metálico caindo no chão.

    Da sua esquerda um vulto surge por entre o maquinário da sala.

    - Se levar em conta que você está na usina de energia da Argo, eu diria que você passou um pouco do corredor dos alojamentos. – Ela ouviu a voz de um homem. Não era a do seu marido.

    Passos e a pessoa se aproxima de um ponto mais iluminado e Naomi pode reconhecer o homem como sendo um dos tripulantes. Se bem se lembrava aquele era Diego, um dos engenheiros da nave.


    Diego Ortiz:

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Javier11


    - Ah, é a senhora doutora Naomi. Quanto tempo não lhe vejo. – Ele a cumprimenta cordialmente – Vejo que finalmente despertou da hibernação.

    O homem sorri, enquanto limpava as mãos em um pano.

    Quando ele se aproxima mais de Naomi percebe que a mulher parecia assustada. Sua expressão fica séria, preocupado.

    - A senhora está bem? Estava perguntando por sua cabine, precisa de ajuda? Se quiser posso acompanha-la.


    OFF:
    Oi!
    Sem problemas, não precisa de nenum teste não.

    Nesse caso Naomi ganha 1 pt de estresse. Já atualizei lá na ficha.
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1416
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Bastet Qui Jun 03, 2021 11:30 am





    Naomi sentiu um alívio imenso quando ouviu a voz de Athena e soube que não estava longe de sua cabine. Era como ouvir a primeira coisa familiar e palpável após um momento de terror. Conseguiu acalmar sua respiração, finalmente conseguindo olhar em volta e percebendo onde estava. Por que aquele local tinha de ser tão escuro?

    Deu um pulo com o barulho metálico... E o medo voltou ao seu corpo ao ver o vulto. A exobióloga não conseguiu conter um grito, tentando se afastar do vulto... E então percebeu que não era o marido e sim um dos engenheiros da nave.

    Deu um riso nervoso, tentando se recompor.

    - Senhor Ortiz... nossa, que susto – mais um sorriso nervoso – Sim, me acordaram faz pouco tempo, eu acho. Passei um pouco mal, acabei me perdendo do caminho da enfermaria e minha cabine – bom, não era como se ele fosse acreditar no que aconteceu depois – Eu estou bem e adoraria a companhia, se não for atrapalhar...

    A verdade era que não queria ficar sozinha. Caso o homem fosse com ela, ela ficaria um pouco em silêncio, mas logo faria uma pergunta, enquanto andavam para a cabine.

    - Você... Quando acordou, sentiu umas coisas estranhas? Ou viu...  Eu... Eu meio que vi coisas que não podiam estar aqui quando acordei....


    Off:
    Oie!
    desculpe a demora

    NAOMI BURTON | Exobióloga
    (C) Ross
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Sex Jun 04, 2021 7:57 pm

    Diego Ortiz sorri com simpatia.

    - Peço desculpas... Não tinha a intenção de assustá-la doutora. – Ele gesticula para ela com uma das mãos, apontando a porta. – Bem, vamos então. Cabine cinco, certo?

    Eles seguem calmamente pelo corredor, que estaria vazio se não fossem por eles ali, indo em direção a área dos alojamentos. Os passos ecoando por entre as paredes onde o tom metálico escuro era predominante.

    Diego franze a testa com a pergunta de Naomi.

    - Nada além do mal-estar característico do despertar. – Ele olha para a doutora enquanto caminhavam lado a lado – Sabe, demorei uns dois dias até conseguir comer algo decente, sem que meu estômago revirasse.

    Eles se aproximam da porta que dividia os corredores por área e passam em frente a porta do laboratório de pesquisas.

    Diego diminui o passo e aciona um botão, abrindo a porta do laboratório. Ao olhar para dentro eles puderam perceber que estava tudo em ordem.

    - Parece que Camilo fez um bom trabalho, não acha? – Diego diz se referindo ao assistente que trabalhava com Naomi.

    Com certeza aquele era o laboratório dos sonhos de muitos pesquisadores. Centrifugas de balcão e refrigeradas, autoclaves, capelas de exaustão, cabines PCR, estufas, termocicladores, Espectrofotômetro, freezer, agitadores, balanças e potentes microscópios eram apenas alguns dos muitos itens distribuídos pela sala.

    Diego suspira enquanto observa o local. O olhar parecia perdido, como quem não estivesse prestando atenção ao que via.

    - Quanto a ver coisas... Sim! Acho que posso dizer que vi coisas que não estavam ali... Minhas filhas... – Ele olha para Naomi – A psicóloga, Dra Anne, me disse que pode ser um dos efeitos causados pelo cérebro ter ficado tanto tempo em inatividade. E que deve passar logo... – A expressão de Diego é condescendente.

    Se prestasse em todos os detalhes da sala, Naomi veria em um dos cantos um pequeno armário com uma tranca digital. Uma etiqueta em um canto da porta tinha o nome “Naomi Burton” escrito.

    - Bem, quando quiser ir... Afinal, fiquei de acompanha-la até sua cabine – Ele sorri, fazendo menção de fechar a porta do laboratório.

    OFF:

    Tranquilo!

    Naomi consegue se lembrar de seu assitente Camilo.
    E você pode descrever o laboratório como desejar, além do que já descrevi.
    Lá tbm existe uma central que se liga diretamente a Athena e que ajuda Naomi com algumas analises
    Bastet
    Mestre Jedi
    Bastet
    Mestre Jedi

    Mensagens : 1416
    Reputação : 86
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Bastet Qua Jun 09, 2021 11:12 am





    Naomi deu uma risada nervosa,negando quando ele se desculpou – Está tudo bem, eu só não estava esperando – ela ajeitou a roupa como se buscasse algo pra fazer e mandar embora o desconforto, por fim assentiu sobre o número da cabine e seguiu com o engenheiro.

    - Nossa, nem me fala em comer. Eu passei tão mal quando acordei – fez uma careta ao pensar nisso, se lembrando do caminho que tomavam... e abrindo um sorriso ao perceber que Diego a levava ao laboratório.

    O laboratório era dividido em duas partes. A primeira, com todos os equipamentos necessários para pesquisa, incluindo uma grande estufa com prateleiras cheias de frasquinhos com plantas adormecidas. Essas serviam tanto para experimentos quanto para estudo na atmosfera de marte.  

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa ToLAM6n

    A segunda parte, após uma porta de vidro, era o pulmão da nave. Com diversas plantas (além de alimentos como frutas, legumes e verduras) sendo cultivados, tanto para aumentar a limpeza do ar na nave quanto para gerar uma alimentação natural, além da liofilizada que tinham trazido da terra.  

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa CMYqNGR

    Um sistema de irrigação era controlado ali também, para filtrar e reutilizar a água da nave. A água seguia para pequenos círculos naturais espalhados pela nave, que cumpriam o mesmo papel do “pulmão”, além de trazer uma sensação de conforto para os passageiros que estavam há tanto tempo sem ver uma vegetação no habitat natural.

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa 7urggUB

    Estava tudo muito organizado e tudo parecia em andamento. Naomi caminhou pra dentro do laboratório,  indo até os frascos e conferindo os dados do relatório no tablet. – Ele fez um ótimo trabalho sim. Há quanto tempo ele está acordado? – estava curiosa, já que ela ainda tinha poucas informações do andamento de tudo. Foi até o armário com seu nome na sala, sem se lembrar se o tinha trancado. Tentou abrir (se tiver fechado e abrir por digital, ela coloca. Se for chave e não tiver com ela, aí eu coloco ela pra buscar no próximo).

    - Eu também vi minha filha... E meu marido – suspirou – As suas passaram após um tempo? Essas coisas meio que...Parece que estou louca vendo isso – anotou mentalmente o nome da psicóloga, talvez devesse a procurar. Caso conseguisse abrir o armário, veria o que tinha dentro.

    ---

    Andou até a porta de vidro, sorrindo ao ver as plantas verdes e bonitas, já crescidas. – Faz quanto tempo que não come uma fruta direto do pé, senhor Ortiz? – sorriu, como se o plano de ir para a cabine tivesse sido adiado por alguns minutos.

    NAOMI BURTON | Exobióloga
    (C) Ross
    Caelestia
    Observadores
    Caelestia
    Observadores

    Mensagens : 476
    Reputação : 75

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Caelestia Qui Jun 10, 2021 11:47 pm

    Uma vez que sabia que a doutora havia acabado de despertar e passado mal devido ao processo, Diego não imaginava que ela ficaria tão animada com a visão de seu laboratório.

    Abandonando momentaneamente a ideia de acompanhá-la até a cabine, ele passa a segui-la, a uma distância confortável, pelo laboratório se sentindo contente por perceber que a doutora parecia satisfeita com o que via.

    - Eu e Camilo fizemos parte do mesmo grupo de despertos. Saímos do hiper sono a cerca de dez dias. Como existe essa questão do mal-estar ao despertar, não é possível acordar todos ao mesmo tempo – O homem dá de ombros – Bom que já tem alguns dias que estamos preparando tudo e assim que alcançarmos Marte, estaremos praticamente prontos para as missões em solo.

    Missão em solo...

    Naomi se lembra de que sua principal pesquisa envolvia o solo marciano. Saber se era possível produzir algum tipo de alimento com esse solo e as possíveis mudanças genéticas que isso causaria nas amostras.

    Ela sabia que a primeira expedição, a Argo 1 da qual sua bisavó fizera parte, havia encontrado formas de vidas celulares, mesmo que rudimentares, mas que devido ao desaparecimento da nave a 150 anos atrás, essas evidências nunca haviam chego a Terra. Então quem sabe também conseguisse encontrar tais formas de vida...

    Andando por entre as prateleiras ela alcança o armário. A tranca era eletrônica, mas  percebe que também havia um local para inserir sua digital. Ela encosta o dedo e ouve o “click” da porta destrancando.

    TRANCA:

    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Tranca10

    Com a porta do armário aberta vê que ali estavam os documentos de sua bisavó e um dos seus frascos de remédio.

    - Posso imaginar... Eu via minhas filhas, mas não eram situações felizes, sabe... – O homem sorri sem graça e desvia o olhar. Parecia incomodado. – Mas acho que posso dizer que sim, isso passa. – A voz parecia incerta.

    O engenheiro caminha até próximo o vidro que Naomi observava.

    - Fruta direto do pé? O que seria isso? – A voz do homem voltava a parecer descontraída e espontânea – As vezes acho que estou a tanto tempo nessa nave que nem sei mais como são as coisas na Terra.

    Mal Diego acaba de falar e uma música ambiente tocada por uma orquestra passa a ser ouvida por toda a nave. Ele olha para a doutora e sorri enquanto permanece em silêncio. Parecia realmente apreciar algo a mais do que somente a música.




    A música toca por alguns instantes quando um sutil solavanco na nave pode ser sentido, balançando suavemente os frascos dispostos nas prateleiras.

    “Órbita alcançada com sucesso. Argo 2 pronta para iniciar missão”

    Era a voz feminina e metálica de Athena quem passava a informação.

    - É doutora, finalmente chegamos. Estamos em marte!


    OFF:

    Adorei o laboratório. Quero um desses para mim ^^
    Conteúdo patrocinado


    [ON] Naomi: Recomeço e culpa Empty Re: [ON] Naomi: Recomeço e culpa

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Seg Jun 14, 2021 3:57 pm