Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).

Links úteis Anúncios Redes Sociais
31/03 - Novo quadro de anúncios.
31/03 - Mesas com mais de 2 meses SEM postagens serão automaticamente arquivadas.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE MAIO
Mesas que forem abertas para serem jogadas em outras plataformas
serão excluídas do fórum.

ATUALIZAÇÃO DO MÊS DE JUNHO
A partir de agora somente mestres com mesas ativas no fórum terão o nick laranja
para ficar mais fácil a distinção. Fiquem atentos que em breve teremos
um novo modelo de pedido de mesa!




 

    Prelúdio de Um Pesadelo

    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu
    Pikapool
    Sacerdote de Cthulhu

    Mensagens : 2636
    Reputação : 73

    Prelúdio de Um Pesadelo  - Página 2 Empty Re: Prelúdio de Um Pesadelo

    Mensagem por Pikapool Qui Ago 25, 2022 9:55 pm



       
       


           

           
    Informações

    • Mote: Nosso instinto de sobrevivência é a nossa maior inspiração!

    • Itens Carregados: Mochila, um sanduíche embalado em plástico, uma garrafa de água pela metade, alguns doces, Nokia 6150, diário de Derick, lanterna, bateria x03, Glock, municiador x03 e caixa de munição com 30 balas x04.

    • Vestimentas: Blusa branca de moletom, jaqueta de couro, calça branca de moletom e meias.


       

           

               

    O silencio e os cadáveres pelo estacionamento faziam parecer que a morte ainda pairava por ali.



    Enquanto esgueirava-me, notei uma insígnia familiar em um dos corpos. Mas, ao olhar melhor pude notar que não se tratava da mesma insígnia e nem do mesmo uniforme.



    O estrago era grande demais para um simples zumbi. Logo, deduzi que poderia ser um desses MAs-121 que os soldados falaram. Se fosse, seria bom eu dar o fora o mais rápido possível dali.



    Não havia muito a fazer ali. Foi nesse momento que um ruído de estática quase me fez gritar de pavor. Voltei meus olhos para o corpo do mercenário e notei um rádio comunicador e uma outra arma. O rádio poderia não ter utilidade, mas certamente aquela arma teria. Abaixei-me pegando a arma e logo vasculhei seus bolsos atrás de munição para a mesma.



    Sem mais delongas parti atrás de um veiculo que pudesse me tirar dali. Pelos deuses, eu estava com sorte. Um sedã do estacionamento parecia pronto para me tirar dali. A chave no porta-luvas só me fazia acreditar ainda mais nisso.



    Porém, mais uma vez um arrepio percorria minha espinha. O rádio voltava a emitir aquela maldita estática. Contudo, agora eram boas novas que ressoavam por ele. Apesar dos babacas lá na biblioteca, um novo grupo parecia estar disposto a fazer a coisa certa e ajudar aqueles que precisavam.



    Mesmo minha mente pedindo para que eu não desse ouvidos e seguisse com minha incumbência reforçado pelos bramidos de uma aberração possivelmente maior que um zumbi, eu sai do carro e corri pegar o rádio comunicador. Pretendia pegá-lo e logo retornar para dar o fora dali. Assim como os zumbis, eu não esperava que essa criatura fosse muito ágil... Contudo, o cão zumbi era prova de que eu poderia estar extremamente errada.


           

       
    Count Zero
    Mutante
    Count Zero
    Mutante

    Mensagens : 520
    Reputação : 13

    Prelúdio de Um Pesadelo  - Página 2 Empty Re: Prelúdio de Um Pesadelo

    Mensagem por Count Zero Dom Ago 28, 2022 12:08 am

    Ao pegar o revólver, a primeira coisa que passou pela cabeça de Myah foi “Porra, como pesa!”, mas de qualquer forma não fazia sentido deixar uma arma daquelas para trás, ainda mais na situação em que ela se encontrava. O cilindro estava totalmente carregado, o que indicava que o seu antigo portador sequer teve tempo de dar o primeiro disparo quando foi morto. Além da arma e do comunicador, Myah encontrou dois speed loaders com munição magnum .44, dando a ela mais doze balas além das seis que estavam no cilindro.

    Temendo que o carrasco do mercenário retornasse para mais carne fresca – a carne dela –, Myah voltou para o carro e acelerou cantando pneu, deixando para trás o campus que havia se tornado um local maldito de perigo e morte.

    Conforme dirigia pela rua, ela percebia a proporção do caos que havia tomado a cidade – e certamente ela jamais imaginaria que poderia estar tão ruim como de fato estava. Haviam hordas intermináveis e dispersas de mortos vagantes, locais pegando fogo e áreas completamente bloqueadas por escombros, acidentes e carros totalmente destruídos. A cidade inteira fedia a podridão, pústula e carne queimada. Entre os gemidos, gritos e outros sons grotescos e monstruosos, era possível também ouvir muito tiroteio abafado. Se o inferno existe, Raccon City havia se tornado o mais próximo dele que os vivos poderiam experimentar.

    Myah não teve muita dificuldade em desviar dos monstros. Alguns rastejavam no meio do asfalto, mas nada que as próprias rodas do veículo não dessem conta. Quando avistou o hall da cidade, foi diminuindo a velocidade do veículo, mas sua ansiedade e tensão aumentaram. Estava tão nervosa
    que tremia. Será que finalmente poderia cair fora daquela maldita cidade?

    Prelúdio de Um Pesadelo  - Página 2 Hall_w10

    Ela desceu do carro. Muitos vagantes estavam tombados e haviam muitas cápsulas deflagradas no chão. Era óbvio que um combate pesado ocorreu ali, e que era do interesse do grupo combatente tornar aquela área segura. Claro, nada impediria de mais monstros serem atraídos para lá, mas por ora a área parecia segura.

    Ela buscava sinal de algum membro dos mercenários, mas parecia ser a única alma viva ali. O rádio não informou mais nada desde que ela o pegou, e então ela decidiu esperar, torcendo para que o grupo de resgate não tivesse sido completamente dizimado.

    Ela encarou então o busto do prefeito Michael Warren, imaginando o que havia acontecido a ele, quando…

    – Você não é War Hound… – ecoa-se uma voz masculina, grave, com um sotaque russo muito carregado.

    Myah virou-se assustada. Diante dela um mercenário a encarava, apontando para ela um fuzil de assalto, já com o dedo no gatilho.

    – … e ainda assim vejo que está com o revólver dele, e o comunicador também… – ele sorri, de um jeito claramente maldoso.

    O homem tem cabelos brancos, apesar de não parecer muito velho, além de uma cicatriz bem aparente na face esquerda, e olhos azuis.

    Fim da Introdução.

    Ganho de Experiência: 10

      Data/hora atual: Sab Out 01, 2022 3:07 pm