Um fórum de RPG online no formato de PBF (Play by Forum).


    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 10:57 am

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Editio10

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul

    Vagas: 5

    Vagas disponíveis: 3 (Jogadores confirmados, @Drakon_drakonis e @Nightingale)

    Nível inicial: 7 (heróis experientes, oriundos do próprio Continente Azul ou de outros mundos, desde que a história o justifique).

    Cenário: Primórdio, cenário próprio. Dentro deste universo, a aventura se passsará no Continente Azul, uma região ao norte, coberta de gelo e neve, com recursos escassos e conflitos constantes.

    Frequência de postagens: Proposta de uma a duas vezes na semana.

    Descrição:

    Há 100 anos, no auge do conflito supremacia no Continente Azul, o Rei de Gelo e Fogo, Glacius, uniu os Elfos, Anões e Homens em uma luta desesperada contra os Povos Bárbaros, liderados pelo General Urgrosh, Graak, o Sanguinário.

    Antes do fim da batalha, a invasão inesperada de uma raça estranha e alienígena, os Kyrin, fez com que antigos inimigos formassem uma aliança improvável para combater os invasores e defender a terra.

    Os Kyrin, que usavam técnicas de luta estranhas e tinham o poder de lutar dentro da mente de seus oponentes, acabaram expulsos para o Leste Distante, ainda que sua simples presença tenha mudado o mundo para sempre.

    Há 100 anos, o Rei de Gelo e Fogo se estabeleceu como um justo e bondoso regente do gelado Continente Azul. O Sanguinário desapareceu durante o combate final, e nunca mais foi visto.

    A derrota e expulsão dos Kyrin marcou o Ano Zero do calendário do Primórdio.

    Todavia, depois do triunfo, os Povos Livres voltaram as costas ao Rei. Os Elfos se esconderam nas florestas primordiais, ocultos pelas sombras das árvores; os Anões afundaram na terra, voltando sua atenção para seu lendário reino de pedra e ouro; os Homens, por sua vez, passaram a disputar poder e território.

    Sem uma liderança carismática como a do Sanguinário, os Povos Bárbaros também se separaram, ocupando as regiões mais inóspitas do continente. Os orcs, goblins, trolls e ogros mantiveram o Antigo Pacto, e continuaram a se denominar coletivamente como Urgrosh. Eles voltaram para as montanhas e planaltos além, suas terras ancestrais. O antigo Povo-Dragão, Norfss, se voltou para o sul, onde o frio não era tão intenso, e tomou as praias e portos abandonados, os pântanos e charcos, erigindo pirâmides e templos majestosos.

    Libertos do antigo jugo dos Elfos e da mais recente opressão do Sanguinário, o Povo-Gato, os Ferlix, contituíram cidades-caravana, e seus espíritos livres passaram a vagar pelo continente, ora aqui, ora ali, sempre curiosos.

    Logo os conflitos se iniciaram.

    Os Homens queriam se assenhorar de tudo o que a vista alcançasse. Eles traíram e mataram o Rei de Gelo e Fogo e dividiram o Reino em pequenas Cidades-Estado, fortificadas, ambiciosas e belicosas, que frequentemente derramavam sangue e brandiam aço para expandir suas fronteiras.

    Já os Elfos se dividiram, parte entendendo que o Primórdio não era mais o lugar deles, parte reivindicando cada árvore como o domínio por direito de toda a raça. Lutaram entre si e contra qualquer um que ousasse adentrar suas florestas sem permissão.

    Os Anões, inicialmente reclusos em seus reinos subterrâneos, encontraram alguém ou alguma coisa que os fez mudar. Eles passaram a emergir de seus túneis como formigas, armados até os dentes, e realizar ataques devastadores sem prévio aviso, tomando para si recursos e reféns.

    Os planaltos e montanhas gelados não mais forneciam alimento suficiente para os Urgrosh. Eles começaram a competir entre si por recursos e, logo depois, passaram a atacar outros povos para saquear mantimentos e riquezas e sobreviver.

    Qualquer um que desejasse viajar ou praticar comércio com os continentes mais ao sul devia pagar tributo ao avarento Povo-Dragão, e aqueles que não o fizessem encontrariam inimigos para toda a vida - ainda mais com a lendária memória e rancor dos Norfss.

    Por fim, os Ferlix estavam sempre metidos em confusão. Como não tinham um território próprio, frequentemente suas viagens os faziam arreganhar as presas e garras para todos os outros povos.

    Neste cenário, alianças eram feitas e desfeitas de acordo com a conveniência e a oportunidade, e ninguém estava a salvo. O Continente Azul via sua neve eterna manchada de sangue e intrigas, disputas de poder e direitos reivindicados e negados à força.

    Isso começou há 100 anos.

    O Continente Azul é um espaço para quem quer liderar tropas e conquistar, defender os oprimidos e as terras ancestrais, ou apenas fugir e se esconder. Há quem queira combater, e há quem queira encerrar os conflitos.

    No fim, apenas os fortes de espírito perseveram.

    PS.: Não se trata, ainda, do pedido de abertura de mesa, mas tão somente da proposta. Em havendo interessados, farei o pedido formal de abertura da mesa.
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12520
    Reputação : 122
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Sandinus Qui Nov 09, 2023 11:47 am

    Tenho interesse! Gostei bastante da história.
    Nightingale
    Troubleshooter
    Nightingale
    Troubleshooter

    Mensagens : 780
    Reputação : 21
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1911.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Nightingale Qui Nov 09, 2023 11:51 am

    Se tudo der certo esse fds já te entrego o pj
    gaijin386
    Antediluviano
    gaijin386
    Antediluviano

    Mensagens : 3744
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_12.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por gaijin386 Qui Nov 09, 2023 12:04 pm

    Interessante e despertou meu interesse em participar.
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 12:41 pm

    @Sandinus e @gaijin386, sejam muito bem vindos! Será um prazer mestrar para vocês!

    Até agora, o grupo conta com intenções de um bárbaro Norfss e de uma ladina/ranger Drow-Dhampir. O que vocês teriam em mente?
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12520
    Reputação : 122
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Sandinus Qui Nov 09, 2023 12:54 pm

    Eu costumo ser um pouco excêntrico em minhas escolhas kkkkk, eu pensei numa Fada Barda (Unerthed Arcana, Mordenkainen Presents: Monsters of the Multiverse e The Wild Beyond the Witchlight) ou um Kobold Guerreiro/Arcano. Porém se não puder, for muito fora da curva pode me listar as raças que mais combinam com o mundo que eu escolho alguma sem problema nenhum.
    gaijin386
    Antediluviano
    gaijin386
    Antediluviano

    Mensagens : 3744
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_12.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por gaijin386 Qui Nov 09, 2023 1:01 pm

    Não vou inventar quanto a raça vou de humano mesmo. Agora a classe é que estou entre Paladin Oath of Conquest ou Clérigo ainda preciso conhecer mais opções do cenário e correndo por fora estou warlock do Old One.
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1717
    Reputação : 142
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Xafic Zahi Qui Nov 09, 2023 1:04 pm

    Eu também tenho interesse. Contudo, meu ritmo de post é mais aproximado de uma vez por semana. Se isso não for um problema, pretendo jogar de mago, com a raça humano ou Norfss ("draconato", pelo o que entendi)
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12520
    Reputação : 122
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Sandinus Qui Nov 09, 2023 1:06 pm

    gaijin386 escreveu:Não vou inventar quanto a raça vou de humano mesmo. Agora a classe é que estou entre Paladin Oath of Conquest ou Clérigo ainda preciso conhecer mais opções do cenário e correndo por fora estou warlock do Old One.

    Eu poso ser um Gnomo Bardo também, Bardo da Criação que é uma classe bem interessante. Caso seja mais fácil encaixar.

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Img_2015

    Tem cara de Mago mas é um Bardo.
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 1:27 pm

    @Sandinus,

    No Primórdio só não temos Halflings, Gnomos e Tieflings como nativos. Eles podem surgir, mas teriam que ser viajantes planares.

    - Os humanos são os de sempre, o mais diversos possível.
    - Os elfos também são os de sempre. Mudanças cosméticas incluem cabelos e olhos de todas as cores (todas mesmo), como uma possibilidade.
      -* Há uma versão especial de Genasi, associados aos elfos, os Djinn. Em termos estatísticos, são Genasi, mas sua aparência assume traços élficos.
      - *As Fadas são possíveis, e estão associadas aos Elfos também.
    - Os anões são os clássicos.
    - Os ferlix são o equivalente dos Tabaxi (Guia do Volo para Monstros). Eles podem ter aparências desde "werecats" até traços mais humanizados (pense nos thundercats).
    - Os Norfss englobam todo o "Povo-Dragão" que, embora componham diferentes raças, se identificam como um povo comum. Qualquer das raças adiante é um Norfss:
      -* Draconato (Livro do Jogador);
      -* Povo Lagarto (Guia do Volo para Monstros);
      -* Yuan-ti (Guia do Volo para Monstros);
      -* Kobolds (Guia do Volo para Monstros)
      -* Qualquer outra raça que remeta a dragões, lagartos ou cobras que eu não tenha mencionado;
    - Os Urgrosh, assim como os Norfss, englobam raças tidas como bárbaras ou não civilizadas, entre as quais:
      -* Orcs
      -* Trolls
      -* Ogros
      -* Goblins
      -* Os Goliath também se encontram aqui, embora sejam muito raros

    Os Kyrin não entram como raça jogadora. Eles são uma espécie extraplanar que combina conceitos orientais com poderes psiônicos.
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 1:32 pm

    @Xafic Zahi, não é problema algum! Você será muito bem vindo! Eu vou fazer o pedido de abertura de mesa em breve, e vou postar no tópico apropriado mais detalhes sobre o cenário.

    O @Drakon_drakonis já conhece bem - ele jogava comigo há muito tempo atrás. Vou apresentando o que tiver para vocês, ok?
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 1:38 pm

    Uma palhinha do cenário pra vocês! Uma lenda (que pode ser real ou não) sobre o início dos tempos:

    1. A Gênese Divina

    No princípio, havia o Nada. O Nada era escuro e frio. Era quieto. No Nada, nada havia.

    Cansado de ser Nada, o Nada desenvolveu Vontade, ainda que Vontade não soubesse que era Vontade. A partir daí, no Nada já não havia apenas nada, pois ali também estava Vontade.

    Com Vontade, Desejos passaram a se multiplicar, ainda que não soubessem que eram Desejos. E o primeiro Desejo, a primeira Magia, nascida de uma Vontade surgida a partir do Nada, tomou conciência.

    No Nada, agora havia Vontade e Desejos.

    Vontade não tinha consciência de si, e o Nada permanecia sendo Nada. Mas o primeiro Desejo, Magia, queria mais de si, e da Vontade.

    Do Nada, Magia quis luz e, com uma explosão magnífica, criou o Espaço e o Tempo.

    O Espaço se espalhava continuamente pelo Nada, salpícado de fagulhas de luz, que eram estrelas nascentes. Elas estouravam e ardiam, pequenos brilhos quentes espalhando sua influência enquanto o Tempo contava sua história e via as maiores estrelas, impregnadas de Desejo, dragarem tudo para si e explodirem em outras maiores.

    A aceleração do Espaço aumentava, e Tempo observava.

    Magia ficou maravilhada com o que tinha feito! Como era belo o Espaço, agora não mais frio e estagnado como era o Nada! Estrelas eferveciam, torciam o Espaço ao redor delas e explodiam em outras menores, em um padrão de repetição caótico!

    Era lindo!

    Magia queria ver! E, assim, imaginou ter olhos, e duas estrelas estouraram, lançando luz ao Espaço e permitindo que Magia visse tudo e soubesse de tudo no infinito!

    E, depois de um instante (ou uma eternidade, já que Tempo ainda era jovem e indeciso nessa época), Magia resolver olhar para si. E, em si, Magia viu Nada e Vontade. Magia viu Desejo, mas não viu forma.

    Querendo ter forma, Magia pensou e desejou tocar os confins do infinito, e assim surgiram-lhe mãos e dedos!

    Também desejou poder estar presente no Espaço mais distante, e assim imaginou pernas e pés!

    Maravilhada com a forma recém adquirida, Magia olhou a redor. Havia Espaço e Tempo no Nada. Havia estrelas e luz. E havia Desejos.

    Pela primeira vez, Magia se sentiu sozinha. Não era justo que apenas ela pudesse ver aquele Universo nascendo.

    E, ao pensar no que seria justo, tocou outro Desejo com suas mãos e dedos. Parte da consciência de Magia se espalhou para o outro Desejo, junto com o pensamento.

    O outro Desejo desenvolveu braços e pernas iguais, simétricos, e olhos também.

    Magia ficou supresa, e se maravilhou mais uma vez! Como queria poder compartilhar tanta alegria com o outro Desejo!

    E assim, da Vontade que habitava em Magia, criou uma boca! E, com ela, as primeiras palavras!

    O outro desejo quis entender o que era comunicado, de sua Vontade foram criados os primeiros ouvidos. Criou dois, iguais, como os olhos, para que pudesse ouvir melhor. Mas queria também, responder a Magia, e assim criou a segunda boca.

    No primeiro diálogo do Universo, Magia chamou seu irmão de Petrus. Ele era Pedra, Princípio. Já Petrus chamou Magia de Mercius, Magia e Misericórdia.

    Mercius, então, passou a vislumbrar a criação, não apenas com olhos, mas com ouvidos e toques. E imaginou cheiros, e desenvolveu narizes!

    Já Petrus postou-se ao lado de Tempo, e passou a ordenar e ajustar o caos, criando regras e leis, por eras, como Tempo denominou.

    Mas Mercius começou a se sentir sozinho. Petrus não lhe dava atenção, ocupado que estava em sua tarefa. Então o Primeiro Desejo decidiu tocar outro dos Desejos originais. E, ao fazer isso, Mercius imaginou um Amigo.

    O novo Desejo passou a se reformar. Trazia consigo uma Vontade única que tornou seu tronco grande e largo. Também tinha braços e pernas, mas eram mais curtos e fortes, já que um amigo era alguém para se ter perto.

    Embaixo de suas narinas e bocas, cresceu uma grande barba, quente e acolhedora. Mercius pensou em um nome para chamar o seu Desejo Amigo e, na língua divina que tinha inventado, nomeou-o Inerill, a Vontade Interior, a Vontade do Coração.

    Inerill era carinhoso e divertido, mas também ranzinza de vez em quando. Começou a socar e chutar as estrelas que Petrus ordenara com tanta perfeição, só porque gostava do barulho!

    Pensando nisso, achou que suas mãos e pé não eram suficientes para realizar seu trabalho com perfeição. Então, Inerill quis ter uma ferramenta, e do Nada criou seu Martelo! Ele batia nas estrelas com o Martelo até que elas soltassem faíscas!

    Quando essas faíscas esfriavam, viravam pequenas bolotas de pedra ou gás.

    Mercius, ao apreciar a cena, achou aquilo formidável!

    Olhos para todas as faíscas criadas até então e procurou a maior e mais bonita delas. Era uma pedrinha ainda em brasa, perto de duas estrelas que, depois da martelada de Inerill, dançavam uma com a outra.

    E aquela pequena faísca, aquela pedrinha, intrigou Mercius, de alguma forma. Algo começou a crescer em seu ser por casa dequele mundo tão pequenino.

    Mercius o chamou Primórdio, o Primeiro dos Mundos.

    Então, pensou no que fazer com ele.

    Por muito tempo, ficou matutando. De tão pequeno, o Primórdio não poderia abrir outros Desejos não seria uma casa para eles como era o Espaço no Nada.

    Confuso, foi conversar com Petrus, e ouviu que, se Mercius queria criar algo que durasse, deveria fazer com equilíbrio.

    Foi então falar com Inerill, que mencionou que os bons resultados tinham que vir com muito esforço e dedicação.

    Mercius se afastou dos dois, e foi até onde estavam os outros desejos.

    Ele quis muito que o Primórdio pudesse ser habitado por seres como os desejos, mas menores, mais numerosos e felizes.

    Com isso em mente, tocou outro Desejo e ele imediatamente desabrochou como uma flor e um sol. Ele não teve dificuldade em tomar forma, mas era diferente de Mercius. Não esperou ser batizado, chamou-se desde logo de Sune.

    Levada até o Primórdio, Sune sorriu e soprou a pedra em brasa, fazendo com que ela esfriasse e sobre ela brotasse todo tipo de floresta e bosque! O crescimento era rápido e desordenado, e pequenas criaturas surgiram. Mas Mercius não achava que se pareciam com os Desejos.

    Havia lugares, entretanto, que essas criaturinhas primordiais não consguiam alcançar, porque ainda eram muito quentes, cheios de fogo.

    Mercius pensou.

    Outra vez, foi até os Desejos e, lá, tocou outro deles, desejando que o fogo se detivesse para que o Primórdio pudesse prosperar. Uma bolha de água respondeu ao chamado do Primeiro Desejo, e recebeu o nome de Ackuous.

    Chamado ao mundo recém-nascido, Ackuous derramou parte de si nele, reduzindo as chamas a alguns poucos pontos, e cobrindo toda a superfície mais baixa daquele mundo.

    Mercius olhava para a pequena criação, mas sentia que ainda escapava algo.

    Tocou um dos Desejos com vontade de Aventura, e outro com desejo de Mudança.

    Aventura inspirou-se na forma de Mercius, mas tinha um grande chapéu de abas largas e falava de forma engraçada, com ritmo e melodia. Identificou-se como Yaba, o Viajante.

    Mudança, por sua vez, não assumiu uma forma, mas muitas! Parecia não se decidir nunca! Na língua primordial, Mercius chamou-a Crisalis, a sempre mutante.

    Apresentados ao Primórdio, Yaba cantou a primeira canção, e ventos varreram aquela criação. Embora Yaba não fosse magia, sua música carregava um pouco de magia em si mesma.

    Já Crisalis, ainda sem forma, tocou o Primórdio. E nada, nunca mais, seria o mesmo. Os minúsculos seres que viviam no novo mundo passaram a alterar e migrar pelo globo.

    Aquela mistura não podia dar certo, todavia. Ela crescia sem parar, e ocupava cada vez mais Espaço, até que Nada restasse.

    Mercius ponderou sobre as palavras de Petrus, de que precisava haver equilíbrio.

    Com isso em mente, foi até os dois Desejos restantes.

    Imaginando uma forma de equilibrar a vida, em uma maneira de libertar a energia, ele pensou em Morte pela primeira vez, e tocou um dos Desejos.

    Quando o Desejo tocado com essa intenção assumiu forma, era uma Mortalha, que roubava a luz do Espaço, apagando estrelas para que outras pudessem ocupar seu lugar. Ao seu redor, o Universo esfriava e parava. Ele era uma Sombra com uma grande foice. Não precisou ser nominado. Ele se chamava Mandhros, o fim.

    A Sombra foi até o Primórdio sem ser convidada e, para o horror de Mercius, tocou o novo mundo.

    Onde antes tudo crescia de forma desordenada, agora algo morria em contrapartida. Mandhros não conseguia, sozinho, contrabalançar toda a criação, que tinha a vontade de vida de Mercius e de Sune, juntas, como combustível.

    Então, Magia foi até o último Desejo. Com pesar, pensou em uma maneira de espalhar morte o suficiente para balancear as coisas, e apenas para isso.

    O último Desejo se chamava Belliard e não respondeu de imediato. Se transmudou em um bloco de metal com braços e pernas, com chifres e espinhos, com coisas pontiagudas e que machucavam, e flutuou até o Primórdio, tocando-o.

    As criaturas começaram a lutar entre si para determinar qual era a mais forte. Matavam e se alimentavam umas das outras na mesma velocidade em que nasciam e cresciam.

    O Primórdio, finalmente, estava pronto.


    2. O alvorecer das raças

    Mercius queria mais.

    Sua ideia original, de povoar o Primórdio com pequenas versões de si, começou a se encher em seu íntimo. Consultando a cada um dos outros Desejos, Magia concluiu que seus filhos necessitavam ser fortes e belos como era o universo em seus primeiros dias; precisavam conhecer e amar a justiça; deveriam ser bons amigos entre si; precisavam contar com o desejo de aventura e mudança; e deveriam ser aptos para sobreviver.

    Numa primeira tentativa, Mercius criou os primeiros dragões, insculpidos com a imagem das criaturas que antes viviam no Primórdio. Eles eram, todos, fortes e sábios, mas ainda eram poucos e não atendiam ao que Mercius desejava.

    Em uma segunda tentativa, Mercius ainda não conseguia se desprender do conceito original.

    Ele criou um povo mais numeroso e menos poderoso. Era répteis e ofícios antropomórficos, também fortes e sábios, os Norfss.

    Mas ainda não foram feitos à imagem dos Desejos.

    Os dragões se retiraram para os locais mais ermos, contemplando a criação e agindo com sabedoria, enquanto os Norfss prosperaram nos lugares mais quentes do Primórdio, criando civilizações inteiras!

    Mas não era o suficiente.

    Mercius meditou e lançou sobre o mundo uma fração de si, um desejo genuíno de perfeição. Assim foram criados os elfos, que se espalharam e viveram em harmonia com os Norfss, dragões e com o mundo recém criado.

    Inerill, então, consultou Mercius. Assim como seu irmão mais velho, ele também queria criar um povo à sua própria imagem, um reflexo de seu próprio Desejo. Mercius jamais negaria o pedido ao amigo.

    Assim, Inerill tocou uma montanha e, em seu interior, foram gerados os primeiros anões, fortes e leais.

    Yaba, por sua vez, disse que achava que os elfos imortais e os anões do interior da montanha precisavam aprender sobre aventura e canção, sobre passar os conhecimentos de um para o outro. Assim, pediu para criar filhos que vivessem pouco, mas que fossem muito bons em contar as histórias uns dos outros.

    Mercius se perguntou por que não, e os primeiros humanos pisaram no primórdio.

    Logo depois, Crisalis pensou em lançar filhos na terra também, mas não conseguia se decidir! Ela, aleatoriamente, pegou uma das feras que existia no mundo, um grande gato, e, olhando para os recém criados homens, quis que ficassem parecidos.

    Os ferlix, então, foram criados.

    Ackuous argumentou que a maior parte do Primórdio era coberta de parte de si, e Mercius permitiu, em reconhecimento, que alguns dos elfos migrassem para o mar e passassem a viver lá.

    Por fim, Belliard, o mais jovem, disse que pretendia criar guerreiros poderosos, que pudessem viver nas regiões mais difícieis e vencer todas as adversidades. Por sua vontade e com o consentimento de Mercius, nasceram os Orcs, Ogros, Goblins de Trolls.

    Mandhros, por sua vez, não quis criar nada. Ele acreditou que havia muita vida no Primórdio, e se enciumou, acreditando ter um papel menor.


    3. A primeira Guerra e a Punição de Belliard

    Mandhros era ardiloso. Ao invés de simplesmente se recolher, ele passou a notar que os Desejos se fortaleciam com a prosperidade de suas próprias obras. Logo, se houvesse muita morte no Primórdio, o próprio Mandhros se abasteceria disso.

    Com isso em mente, provocou Belliard, dizendo que seus filhos não eram tão fortes, e que não poderiam competir, em pé de igualdade, com qualquer das outras raças. Guerra, furioso e imprudente, através de seu sumo-sacerdote, reuniou seus filhos sob uma única bandeira. Agora eles eram Urgrosh, e despejariam a fúria da guerra sobre o Primórdio.

    Como Mandhros tinha calculado, Belliard passou a se alimentar do conflito, pouco importando se seus filhos venciam as batalhas ou não. Isso o colocou em conflito com os outros desejos, uma contenda que nenhum deles, isolado - nem mesmo
    Mercius - poderia vencer.

    Mortalha disse que tinha a solução, mas que para apresentá-la queria poder tocar alguns individuos de cada raça, criando para si um pequeno grupo de mortos-vivos. Sem saída, os Desejos aceitaram.

    Morte, então, sugeriu que os outros Desejos se unissem contra Belliard, o confinassem na armadura que ele envergava e separassem os pedaços, espalhando-os pelo Primórdio. o que foi efetivamente feito.

    Belliard perdeu seus status divino e foi esquecido durante muito tempo. O que nenhum dos outros Desejos poderia prever (exceto, talvez, por Mandhros) é que espalhar Belliard pelo Primórdio era o mesmo que espalhar Guerra no mundo. Os conflitos tornaram-se constantes entre todas as raças, que se aliavam e guerreavam umas com as outras. E, em que pese o poder de Belliard estivesse contido, o de Mandhros apenas crescia com cada alma perdida na luta interminável.
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo
    Sandinus
    Mefistófeles, Lorde do Oitavo

    Mensagens : 12520
    Reputação : 122
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/111.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1112.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1611.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/712.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1511.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2111.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh42.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Sandinus Qui Nov 09, 2023 2:09 pm

    Mandhros escreveu:@Sandinus,

    No Primórdio só não temos Halflings, Gnomos e Tieflings como nativos. Eles podem surgir, mas teriam que ser viajantes planares.

    - Os humanos são os de sempre, o mais diversos possível.
    - Os elfos também são os de sempre. Mudanças cosméticas incluem cabelos e olhos de todas as cores (todas mesmo), como uma possibilidade.
      -* Há uma versão especial de Genasi, associados aos elfos, os Djinn. Em termos estatísticos, são Genasi, mas sua aparência assume traços élficos.
      - *As Fadas são possíveis, e estão associadas aos Elfos também.
    - Os anões são os clássicos.
    - Os ferlix são o equivalente dos Tabaxi (Guia do Volo para Monstros). Eles podem ter aparências desde "werecats" até traços mais humanizados (pense nos thundercats).
    - Os Norfss englobam todo o "Povo-Dragão" que, embora componham diferentes raças, se identificam como um povo comum. Qualquer das raças adiante é um Norfss:
      -* Draconato (Livro do Jogador);
      -* Povo Lagarto (Guia do Volo para Monstros);
      -* Yuan-ti (Guia do Volo para Monstros);
      -* Kobolds (Guia do Volo para Monstros)
      -* Qualquer outra raça que remeta a dragões, lagartos ou cobras que eu não tenha mencionado;
    - Os Urgrosh, assim como os Norfss, englobam raças tidas como bárbaras ou não civilizadas, entre as quais:
      -* Orcs
      -* Trolls
      -* Ogros
      -* Goblins
      -* Os Goliath também se encontram aqui, embora sejam muito raros

    Os Kyrin não entram como raça jogadora. Eles são uma espécie extraplanar que combina conceitos orientais com poderes psiônicos.

    Fada Barda da Criação então.
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Qui Nov 09, 2023 3:44 pm

    Já fiz o pedido da mesa, pessoal!
    Alexyus
    Semi-Deus
    Alexyus
    Semi-Deus

    Mensagens : 5271
    Reputação : 396
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/311.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/410.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/2211.png
    1º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh43.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad10.png
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/bronze13.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh40.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh20.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh18.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh39.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh45.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Alexyus Qui Nov 09, 2023 5:10 pm

    A proposta é bem interessante, e eu vou ler com interesse o jogo de vocês! 

    Se houver algum problema com os controles da mesa do jogo, contatem a moderação para corrigirmos, mas acho que está tudo certinho.
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade
    Xafic Zahi
    Adepto da Virtualidade

    Mensagens : 1717
    Reputação : 142
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1411.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1011.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/212.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1811.png
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/1413.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/dourad15.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh32.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh29.png
    • https://i.servimg.com/u/f89/19/67/13/04/medalh14.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Xafic Zahi Sex Nov 10, 2023 10:52 am

    Para os atributos de criação do personagem, devemos rolar 4d6, usar os valores 15, 14, 13, 12, 10 e 8 ou o sistema de compras com 27 pontos?
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Sex Nov 10, 2023 11:09 am

    Xafic Zahi escreveu:Para os atributos de criação do personagem, devemos rolar 4d6, usar os valores 15, 14, 13, 12, 10 e 8 ou o sistema de compras com 27 pontos?

    Oi, @Xafic Zahi! Então, eu prefiro o último critério - acho mais fácil de conferir, mais equilibrado, e não engessa tanto quanto o de valores fixos. O de rolagens de dados pode deixar os atributos muito baixos, o que seria prejudicial.

    Quanto aos pontos de vida, pode relacionar o máximo possível, de acordo com classe, nível e constituição. Em um cenário como o Primórdio, aguentar muita pancada é algo que vai dificultar mortes acidentais.

    @Alexyus, muito obrigado, meu amigo!!
    gaijin386
    Antediluviano
    gaijin386
    Antediluviano

    Mensagens : 3744
    Reputação : 17
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_12.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por gaijin386 Sex Nov 10, 2023 11:14 am

    Nivel 1 certo?
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Sex Nov 10, 2023 12:03 pm

    Nível 7, @gaijin386.
    Mandhros
    Mutante
    Mandhros
    Mutante

    Mensagens : 502
    Reputação : 62
    Conquistas :
    • https://i.servimg.com/u/f11/17/02/65/26/411.png
    2º Concurso :
    • https://i.servimg.com/u/f51/19/64/68/80/prata_11.png

    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Mandhros Sex Nov 10, 2023 12:09 pm

    Pessoal, se vocês quiserem se inspirar, deixei um tópico de mitos e lendas com algum material que eu tinha a mão sobre o cenário. Sintam-se muito à vontade para criarem em suas histórias NPCs, lugares e eventos que achem interessantes. O Primórdio é um cenário sempre em construção, e cada contribuição será sempre muito bem vinda!
    Conteúdo patrocinado


    Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis) Empty Re: Primórdio: Ato 1, Guerra no Continente Azul (D&D 5.0; 5 vagas, 3 disponíveis)

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter maio 28, 2024 4:26 am